Your SlideShare is downloading. ×

Curso Unip - Bolsa de Valores

1,489

Published on

Curso sobre a Bolsa de Valores - UNIP

Curso sobre a Bolsa de Valores - UNIP

Published in: Education
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Excelente curso sobre bolsa, buen aporte! comparto con ustedes la noticia sobre Ana Patricia Botín Premiada http://www.elblogsalmon.com/protagonistas/ana-patricia-botin-premiada
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,489
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Bolsa de Valores A bolsa de valores é uma empresa com fins lucrativos, como outra qualquer. Possui cerca de1.400 funcionários como administradores, contadores, recursos humanos e assessoria de imprensa.Além desses, dentro dela, temos mais de 3.000 operadores e auxiliares de pregão, funcionários dascorretoras de valores. Ela segue leis brasileiras criadas a partir de 1964. A fonte de receitas da bolsa éa cobrança de taxas pela utilização dos sistemas de negociação e pelos serviços prestados pelasclearings - companhias que se dedicam à gerenciar sistemas e garantias para a liquidação dasoperações realizadas na bolsa e para guardar e administrar o negociado. Além disso, a cadaoperação realizada é estabelecido um percentual do dinheiro para a bolsa. Existem várias bolsas no mundo inteiro. Cada uma disponibiliza ações e negócios deempresas diferentes. Nos Estados Unidos, por exemplo, a “National Association of Securities DealersAutomated Quotations” (Nasdaq) é especializada em instituições de tecnologia, informática eeletrônica. Em São Paulo, existe a BM&FBOVESPA, mais conhecida como Bovespa, criada em 2008com a união da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) com a Bolsa de Valores do Estado de SãoPaulo (BOVESPA). A BM&FBOVESPA coloca para negociação títulos e valores mobiliários (como ações e cotasde fundos de investimentos), derivativos agropecuários (etanol, algodão, bezerro), derivativosfinanceiros (ouro, taxas de juros), mini-contratos (café, dólar), mercados de balcão (quando asinstituições criam ambiente informatizado e transparente de registro ou de negociação) e títulospúblicos federais. A companhia é regulada e fiscalizada pelo Banco Central e pela CVM (Comissão deValores Mobiliários). Conceitos Todo gestor toma decisões financeiras, dentro do escopo de seu trabalho. No momento queadquire serviços ou bens e decide onde e como aplicar recursos está tomando decisões que afetam o  Ações: Ações são títulos representativos de contas (partes) em que se divide um Capital Social. São certificados que conferem ao seu possuidor uma parcela de participação na empresa. Este título pode ser transferido a qualquer tempo pelo proprietário e podem ser divididas em... o ordinárias: dão direito a voto, ou seja, a administração real da empresa, e suas responsabilidades são de acordo com o montante de ações que possuem. Podem ser nominativas, endossáveis e escriturais. o preferenciais: não dão direito a voto, e tem prioridade no recebimento de dividendos (distribuição do lucro) ou reembolso de capital, em caso de dissolução da empresa. Podem ser nominativas e nominativas endossáveis. Se por três anos consecutivos não houver distribuição de lucros, ganham direito a voto.  Companhia Aberta: uma companhia é considerada aberta quando promove a colocação de valores mobiliários em bolsas de valores ou no mercado de balcão. São considerados valores mobiliários: ações, bônus de subscrição, debêntures – uma espécie de título de crédito de empréstimo - e notas promissórias para distribuição pública.  Mercado Primário: captação de recursos para a empresa. Caracterizado por operações em que o fluxo de recursos flui dos INVESTIDORES para os EMISSORES de valores mobiliários. Ou seja, os recursos vão para o caixa dos emissores, principalmente COMPANHIAS ABERTAS.  Mercado Secundário: troca de propriedade do título. Caracterizado por operações em que o fluxo de recursos é entre investidores, caracterizando a TRANSFERÊNCIA DE PROPRIEDADE.Economia - 0734 1
  • 2. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009  Mercado a Termo: operação em que o comprador e o vendedor formalizam um contrato de compra e venda de um ativo financeiro para liquidação futura com preço e prazo pré- determinados no presente.  Mercado Futuro de Ações: o investidor pode comprar ou vender ativos financeiros para entrega futura, numa data de vencimentos pré-determinada. Há vencimentos em aberto para todos os meses. Os vencimentos serão sempre nas terceiras segundas-feiras de cada mês.  Mercado de Opções: onde não se negociam ações e sim direitos sobre elas. São direitos de uma parte comprar ou vender a outra, até determinada data, uma quantidade de ações a um preço pré-estabelecido. Neste mercado podem ser negociadas Opções de Compra e Opções de Venda de Ações.  Principais valores mobiliários: o Ações; o Debêntures simples ou conversíveis; o Notas Promissórias; o Quotas de Fundos de Investimento; o Derivativos; o Contratos de investimento coletivo; o Certificados de Recebíveis e de Audiovisual; o Recibos de Depósito(DRs); o Bonds e Commercial Papers.  Derivativos: contratos padronizados negociados entre duas partes, nos quais elas realizam um acordo sobre a compra ou venda de determinado ativo em uma data futura. Esse ativo pode ser um ativo real (como café, soja ou açúcar) ou um indicador financeiro (como CDI, IGP-M ou cotação do dólar). Os derivativos são geralmente complexos pela variedade de operações que podem ser feitas com eles.  Riscos do mercado de capitais: quatro grandes categorias de risco... 1. de mercado; 2. operacional; 3. legal; e 4. de crédito.  Índices: média do comportamento – queda ou alta – das ações negociadas. Geralmente, o índice geral divulgado por uma bolsa significa o cálculo do comportamento das ações mais negociadas dentro dela. O Índice Bovespa é o indicador do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro. As ações integrantes da carteira teórica do Índice Bovespa respondem por mais de 80% do número de negócios e do volume financeiro verificados no mercado à vista da Bovespa. Os índices servem para dizer como o mercado está. Existem vários tipos de índices como do setor industrial, sustentabilidade empresarial e energia elétrica.  Pontuação: os índices têm como unidade de medida o “ponto”. Ele representa um valor absoluto, em dinheiro. Sua função é a de servir de instrumento de comparação permitindo a análise de variação do valor de uma carteira de ativos ao longo do tempo. A rentabilidade é representada pela variação dos pontos do índice.Economia - 0734 2
  • 3. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Histórico Na antiguidade realizavam-se contratos conhecidos como “emptio spei” (“compra daesperança”) e “emptio rei speratae” (“compra da coisa esperada”). Estes estabeleciam obrigaçõesentre vendedores e compradores sobre o resultado de pescarias, colheitas e outros produtos até oinstante do negócio, mesmo sem ter os produtos disponíveis. Na Idade Moderna, os negóciosfinanceiros adquiriram aspecto parecido com os dias atuais e no século XV surgiu a Bolsa daAntuérpia (Bélgica), primeira bolsa estabelecida em um lugar definido. Dentro eram realizadastransações com títulos e mercadorias. No início dos anos de 1600, foram realizadas as primeirassociedades por ações, empresas divididas em pequenos pedaços negociáveis. A primeira delas foi aCompanhia Holandesa das Índias Orientais. Por volta do ano de 1637, ocorreu o primeiro crash – quebra - do mercado de capitais: orompimento da bolha da “tulipomania”: preços excessivamente inflacionados de bulbos das florestulipas - que poderiam valer fortunas - foram de repente à falência. Depois disso, apenas no séculoXIX foram criadas bolsas especialmente dedicadas aos contratos com mercadorias. A Chicago Boardof Trade (CBOT) é de 1848 e a Chicago Mercantile Exchange (CME), de 1874. Historicamente, o crash mais conhecido é o de 1929que afetou a bolsa de Nova York. Ele consiste na Quinta-Feira Negra (24 de Outubro de 1929), o crash inicial, e aTerça-Feira Negra (29 de Outubro de 1929), o crash quesemeou o pânico geral, cinco dias mais tarde. Um númerorecorde de 12,9 milhões de ações foi negociado nesse dia. Nos dias que precederam a Quinta-Feira negra omercado estava instável. Períodos de venda em pânico evolumes elevados de transações eram intercalados com bre-ves períodos de subida de cotações e recuperação. Após o Bolsa NY - 1929Crash, o Dow Jones recuperou-se no início de 1930, apenas para novamente cair, chegando ao fundoem 1932. O mercado só voltou aos seus níveis pré-1929 no final de 1954, atingindo seu ponto maisbaixo em 8 de Julho de 1932, níveis anteriormente vistos apenas na metade do século anterior. Fundada em 23 de agosto de 1890 por Emilio Rangel Pestana, a Bolsa de Valores de São Paulo – BOVESPA, tem uma longa história de serviços prestados ao mercado de capitais e à economia brasileira. Até meados da década de 60, a BOVESPA e as demais bolsas brasileiras eram entidades oficiais corporativas, vinculadas às secretarias de finanças dos governos estaduais e compostas por corretores nomeados pelo poder público. Com as reformas do sistema financeiro nacional e do mercado de capitais implementadas em 1965/66, as bolsas assumiram a característica institucional que mantêm até hoje, transformando-se em associações civis sem fins lucrati- Emílio Rangel Pestana vos, com autonomia administrativa, financeira e patrimonial. A antiga figura individual do corretor de fundos públicos foi substituída pela da sociedadecorretora, empresa constituída sob a forma de sociedade por ações nominativas ou por cotas deresponsabilidade limitada. A Bolsa de Valores de São Paulo é uma entidade auto-reguladora queopera sob a supervisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Desde a década de 60, tem sidoconstante o desenvolvimento da BOVESPA, seja no campo tecnológico, seja no plano da qualidadedos serviços prestados aos investidores, aos intermediários do mercado e às companhias abertas.Economia - 0734 3
  • 4. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Análise A Teoria de Dow A teoria de Dow é uma das principais bases da análise gráfica. A teoria é composta por algunsprincípios básicos que veremos a seguir.Princípio 1: Os Índices Descontam Tudo Os índices representam a ação conjunta de inúmeros investidores, desde os mais beminformados (que contam com as melhores informações e previsões) até os muito inexperientes. Asvariações diárias dos preços de um índice, portanto, já têm incluídos (descontados) no seu valor oseventos que irão acontecer e que são desconhecidos pela maioria dos investidores. Dessa forma, todo o fator que afeta a relação de oferta / demanda está refletida no preço domercado. Entretanto, existem os eventos que são imprevisíveis e que as pessoas não têm comosaber, como calamidades naturais, catástrofes como os atentados nas torres americanas, etc. Essessão os chamados "atos divinos", quando acontecem podem gerar fortes oscilações iniciais, masacabam sendo absorvidos pelo mercado. Resumo do Princípio:  Todo o fator que afeta a oferta x demanda está refletido no índice.  O Índice já possui em seu valor (já descontou) eventos futuros que a imensa maioria não conhece.  Acontecimentos completamente inesperados são rapidamente avaliados e seus possíveis efeitos absorvidos.Princípio 2: As Três Tendências do Mercado O segundo princípio de Dow afirma que o mercado possui três tendências de movimento:primária, secundária e terciária. A tendência primária é a tendência principal de um mercado. É um movimento longo quepode ser de alta ou de baixa e que leva a uma grande valorização ou desvalorização dos ativos. Nãoexistem regras matemáticas exatas para definir o tempo de duração das tendências, entretanto, astendências primárias duram aproximadamente de 1 a 2 anos. Na figura abaixo, as linhas verticaisestão fazendo uma separação entre três tendências primárias no índice Bovespa.Economia - 0734 4
  • 5. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Uma tendência primária não se movimenta em linha reta. Ao observarmos o mercado (comono gráfico acima) percebermos que o movimento acontece como um ziguezague. Em um mercado dealta, após um impulso para cima que forma um novo topo (mais alto que o anterior), temos umacorreção que forma um novo fundo (também mais alto que o fundo anterior). Em uma tendência debaixa o oposto acontece, após uma queda que forma um fundo mais baixo, acontece uma reação quecria um topo mais baixo. O conjunto desses impulsos e correções dentro de uma tendência primáriasão as chamadas tendências secundárias. Uma tendência secundária dura de 3 semanas a algunsmeses e pode corrigir até dois terços da tendência primária da qual faz parte. As tendências terciárias fazem parte das secundárias. São movimentos menores de, emmédia, até 3 semanas. Elas se comportam em relação às tendências secundárias da mesma maneiraque as secundárias em relação às primárias. Quando estamos analisando o mercado é interessante classificar as tendências do movimentoatual, assim, podemos avaliar melhor as ações a serem tomadas dentro de nossa estratégiaoperacional.Princípio 3: As Três Fases dos Movimentos Dow fez uma série de observações sobre os movimentos de preços, tanto de alta como debaixa, caracterizando aspectos psicológicos marcantes de cada fase:Fases do Mercado de Alta  Fase 1: No início da alta o mercado começa a ser propulsionado por investidores mais qualificados, que percebem logo que novos ventos estão soprando. Enquanto isso, a maioria ainda acredita que o pior ainda está por vir, o que permite aos investidores de elite comprarem papéis muito baratos. As notícias apresentadas pela mídia refletem as expectativas negativas da maioria.  Fase 2: A segunda parte é uma aceleração mais acentuada do movimento. A pressão compradora aumenta bastante.  Fase 3: A terceira fase é marcada por grandes altas. Os participantes do mercado, de maneira geral, estão cada vez mais seguros de seus lucros e os investidores mais bem preparados começam a vender suas posições. A grande massa de investidores está em clima de euforia que se realimenta diariamente nos noticiários. Está aberta a possibilidade para a fase 1 do mercado de baixa.Fases do Mercado de Baixa  Fase 1: Nesta fase os profissionais e investidores de elite vendem seus ativos, iniciando a retração.  Fase 2: É uma etapa marcada por um grande nervosismo, os investidores percebem o equívoco e tentam se desfazer de suas posições.  Fase 3: Com as grandes perdas e ativos muito desvalorizados a pressão vendedora se dissipa, oportunidades para uma nova alta começam a surgir.Princípio 4: O Princípio da Confirmação O princípio da confirmação afirma que para uma reversão de tendência ou rompimento denível de suporte / resistência ser válido, o fato deve ocorrer em dois índices de composições distintas.Economia - 0734 5
  • 6. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009Assim, um índice confirma o outro, demonstrando que não se trata de uma oscilação temporária domovimento. Para ilustrar o princípio da confirmação suponha dois índices (A e B) de composiçõesdiferentes, mas que se comportam de maneira semelhante. O índice A, durante uma alta, vence azona de pressão vendedora (a linha de resistência) e parece seguir com força em sua tendência. Oíndice B, entretanto, ao chegar pela primeira vez na linha de resistência não consegue o rompimentoda mesma forma que A. Um investidor que analisa o mercado apenas a partir do ponto de vista doíndice A pode concluir que existem boas oportunidades de compra logo após o rompimento. Contudo,o que acontece é uma retração, pois o mercado não estava tão forte como demonstrou a falha derompimento por parte de B. Essa é a essência do princípio da confirmação. Dois índices são usados para que umpronuncie uma "segunda opinião" sobre o outro, de modo a validar o que está acontecendo ou indicaruma armadilha. No caso brasileiro, esses dois índices poderiam ser, por exemplo, o índice Bovespa eo IBRX.Princípio 5: Volume Deve Confirmar a Tendência Este princípio é bastante simples, na teoria de Dow o volume está relacionado com astendências da seguinte maneira: Tendência de Alta: Em uma tendência principal de alta é esperado que o volume aumente com a valorização dos ativos e diminua nas reações de desvalorização. Tendência de Baixa: Em uma tendência principal de baixa é esperado que o volume aumente com a desvalorização dos ativos e diminua nas reações de valorização.Princípio 6: A Tendência Continua Até Surgir um Sinal Definitivo de que Houve Reversão Embora pareça óbvio, este princípio é importante. O mercado não vai cair apenas porqueatingiu um nível "alto demais" ou subir porque "já caiu demais". Uma das técnicas mais simplesutilizadas é a identificação de falhas ao formar um topo mais alto (em uma tendência de alta) ou umfundo mais baixo (em uma tendência de baixa). O investidor deve possuir uma metodologia deidentificação de pontos de entrada e saída, existem uma série de ferramentas de análise técnica queajudam nessas decisões. Neste e em outros tutoriais e artigos você aprenderá sobre padrõesclássicos, candles, indicadores e muitas outras armas da escola gráfica.Economia - 0734 6
  • 7. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Candles / Candlesticks Quando você começar a estudar os gráficos formados pela movimentação dos preçosnas bolsas de valores vai deparar com algo similar a: É um gráfico um pouco diferente daqueles que apresentam apenas o comportamento linear deum ativo, trazendo mais informações. A ferramenta que possibilita isso é chamada de candle oucandlestick (vela, em Inglês), uma importante figura para a análise técnica do mercado. As candlesforam criadas no Japão em meados do século XVIII, nas antigas bolsas de arroz de Osaka. Quando vazadas ou claras são de alta. Quando escuras, são de baixa. O pavio de cimacorresponde ao preço mais alto do período avaliado, seja um dia, uma hora, quinze, cinco ou umminuto. O pavio de baixo é o preço mais baixo atingido durante o período. A parte mais grossa docandle corresponde à variação entre a abertura e o fechamento do preço durante o tempo em que aação é observada. Na análise de um candle claro - de alta -, deve considerar que o preço de abertura do períodoanalisado é o de baixo e o de fechamento, o de cima. Se é um candle de alta, faz sentido pensar queele começou mais barato e terminou mais caro. O raciocínio é o inverso se for um candle de baixa. Considere então que o preço de abertura éo de cima e o de fechamento é o de baixo. Os preços começaram com determinado valor e duranteum dia - por exemplo - foram caindo e chegaram ao valor correspondente ao fechamento. A seqüência de candles muitas vezes formam padrões que ajudam ao analista e ao investidorpreverem com mais ou menos precisão o que o mercado reserva a seguir.Economia - 0734 7
  • 8. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Resumidamente, o que temos até agora:  Preço de abertura grosso modo, mas não necessariamente, a opinião dos leigos. abertura: riamente,  Preço de fechamento tende a refletir a opinião dos profissionais. Depois de observar fechamento: profissionais a movimentação de preços durante o dia, no final ficam mais ativos e influenciam o final do pregão.  Preço máximo: o limite da força dos compradores que, com suas compras, máximo: compras empurraram o preço para cima.  Preço mínimo: o limite da força dos vendedores que, com suas vendas, empurraram mínimo: o preço para baixo.  A distância entre a máx máxima e a mínima: quanto maior, maior a atividade daquele : mercado. Uma distância grande revela um mercado em ebulição. Uma distância d pequena, um mercado com pequeno interesse. Topos e Fundos Tudo aquilo que estiver condicionado a regra da oferta e da procura, como é o caso dasações, commodities, etc., faz movimentos para cima e para baixo. Quando um preço chega a um ,determinado patamar e começa a retornar, chamamos aquele preço mais alto de topo. Quando issoacontece na ponta de baixo, chamamos de fundo. Veja o gráfico de candles: No gráfico temos demarcados alguns Topos (T) e Fundos (F). É importante entender este .conceito pois topos e fundos ascendentes demonstram tendência de alta, topos e fundos a entesdescendentes demonstram tendência de baixa. Para ficar mais claro, olhe o gráfico e perceba quequando os preços estão caindo os topos vão ficando cada vez mais baixos, assim como os fundos. Oinverso acontece quando os preços começam a subir. Os preços sobem ou descem oscilando, em forma de raio, e nunca em linha reta. Essemovimento de ao subir, descer um pouco e retomar o movimento de alta chama-se correção ou pivot chama(lê-se: pivô). É através dos topos e fundos que se define a tendência de baixa, alta ou lateral. se:Resumidamente:  Topos e fundos ascendentes: Alta;  Topos e fundos descendentes: baixa; s  Topos e fundos fazendo linhas paralelas: lado/lateral/congestão. paralelas:Economia - 0734 8
  • 9. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009 Memória Imagine ir ao mercado comprar refrigerante. Você o faz comprando uma garrafa a R$ 1,00.Em outro momento você volta ao mercado e encontra o mesmo refrigerante a R$1,50 e considera queestá muito caro e não quer comprar. Em outra incursão, descobre o “gasoso” a R$ 0,70 e considera “gasoso”uma pechincha e leva dois para aproveitar o preço barato. Isso é o Preço Memória, consideramos um valor barato e o outro caro. Com ações acontece o Memória,mesmo e é justamente nestes dois pontos que acontecem as resistências e os suportes Os suportes suportes.são quando os compradores começam a achar que está barato e começam a comprar. Analogamenteo inverso acontece nas resistências. Isso é tão importante que em uma escala de importância nosindicadores usados na análise técnica suportes e resistência estão em primeiro lugar. resistência Suportes e Resistências Para traçar os suportes e resistências faz se um traço na horizontal para ligar os topos ou os faz-sefundos. Essa é a ferramenta imprescindível, sem ela não há análise que dê certo. O melhor suporte éaquele que foi resistência anteriormente como mostro no exemplo acima. ele Sempre que os preços chegam aos suportes ou resistências chamamos isso de testar osuporte/resistência. Ao bater em uma dessas barreiras os preços tendem a recuar um pouco e quandoos preços as atravessam chamamos isso de rompimento, justamente onde entram as Teorias de os ,Dow: todo rompimento deve ser confirmado pelo volume e por outro índice. odo É no rompimento que está o ponto de entrada e saída do mercado. No exemplo existem dois mer ado.pontos de entrada, assinalados pelas linhas verdes, onde foram rompidas as resistências. Resumindo:  tente definir você o que são topos e fundos, sabe identificá-los em um gráfico? e identificá losEconomia - 0734 9
  • 10. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009  suportes e resistências são topos ou fundos conectados por uma linha horizontal.  os melhores suportes / resistências são aqueles que foram resistências / suportes anteriormente.  quando mais vezes um suporte / resistência for testado, mais forte ele é. Stop’s Ordens STOP são ordens que ficam aguardando o preço de disparo, para serem enviadaspara a bolsa. Portanto, a ordem só se efetivará quando o preço atual atingir o preço de stop (disparo).Você pode utilizar ordens de stop estando em operação de compra de ativo / derivativo, mas asordens de stop podem ser utilizadas para a venda de opções também. Existem três tipos de ordem stop que podemos usar na compra:  STOP LOSS – Você minimiza suas perdas. Você entra no trade, mas admite arriscar, por exemplo, 2% de perda para ganhar 10%. Esses 2% são o seu stop loss. Nos sistemas das corretoras aqui no Brasil você tem que calcular esses 2% ex. ação está em R$ 100,00 você espera que o objetivo desse trade alcance R$110,00. O seu stop seria colocado em 99,99 (todo mundo coloca stops em números inteiros então prefira colocar stop em números quebrados que foge da regra da maioria). Deve-se lembrar que no Stop Loss, você deve colocar um preço de venda limitada preferentemente menor do que o preço de disparo do stop para que a ordem seja executada imediatamente (você entrega o papel mais rápido a preço menor do que estão pagando para ficar prontamente com o lucro e sair da operação). - STOP START (ou ordem start) – Você acredita que a ação precisa ficar mais cara para você entrar nela e o trade valer a pena. Ou seja, você determina que, caso uma ação que está agora em 15 reais atinja 15,32, você compra a ação porque provavelmente você determinou algum critério que se a ação passar desse ponto ela sobe em rally de alta. As ordens de start são ordens de compra que ficam, aguardando o preço de disparo, para serem enviadas para a bolsa. Portanto, sua ordem só entrará no book de ofertas (streamer) quando ela atingir o preço de stop (disparo). Deve-se lembrar que no Stop Start, você deve colocar um preço de compra limitada, preferentemente maior do que o preço de disparo do stop para que a ordem seja executada imediatamente (você compra o papel mais rápido a preço maior do que estão pagando para prontamente entrar no trade à mercado). - STOP GAIN – Você entrou em um trade de sucesso e admite que se o preço subir tudo que você imagina o stop gain seria o teto máximo de ganhos que você se contentaria. Suponha que você comprou a ação X a R$ 10,00, com objetivo em R$17,00 e você admite perder se a ação cair até R$ 8,01. Esses R$17, são o stop gain, ou seja, o target da operação. O stop loss é o 8,01. Deve-se lembrar que no Stop Gain, você deve colocar um preço de venda preferencialmente menor do que o preço de disparo do stop para que a ordem seja executada imediatamente (você entrega o papel mais rápido a preço menor do que estão pagando para encerrar a operação e ficar prontamente com o lucro). Para quem ainda não entendeu, STOP LOSS é aquela ferramenta que avisa que, caso oativo/derivativo alcance o ponto do stop, uma ordem sua limitada de venda é enviada à bolsa. Ou seja,a ordem é enviada à bolsa, mas se ela será executada, daí já é outros quinhentos. Ex. Preço da Valec64 está em 1,05 e você está comprado: coloca ordem stop loss paraminimizar as perdas em 1,00 ordem limitada de venda em 0,90. Traduzindo: somente quando o preçoEconomia - 0734 10
  • 11. Economia: Notas de AulaProf. Paulo Freitas2º. Semestre 2.009bater em 1,00 o seu homebroker/plataforma irá mandar uma ordem para a BOVESPA em 0,90 MASvai sair na melhor oferta de preços do momento. Acompanhamento Como acompanhar o investimento:  Ações o - Jornal: cotação e volume negociado de cada ação o - Rádio e TV: cotações das principais ações o site da Bovespa (www.bovespa.com.br): cotações atualizadas das ações e seus índices.  Clubes o Extrato mensal enviado pelo administrador, no qual constam:  desempenho (valorização ou desvalorização) do clube de investimento no mês anterior;  posição patrimonial do clube de investimento e de cada membro em particular.  Fundos de investimento o imprensa especializada: publica diariamente o desempenho (diário, mensal ou anual) de uma imensa gama de fundos; o relatórios dos administradores informações periódicas sobre desempenho, extrato de investimentos; o rankings de fundos de investimentos pela imprensa ou instituições especializadas. Sites  www.bovespa.com.br  iniciantenabolsa.com  comocomprarmeias.marcocarvalho.comEconomia - 0734 11

×