Your SlideShare is downloading. ×
Revisão do Plano Diretor EstratégicoSemana de AgroecologiaSMDU | DEURB2013
Cronograma de revisão do Plano DiretroEstratégicoEtapa/Meses Mar Abr Maio Jun Jul Ago SetPreparação processo participativo...
Princípios• Função social da cidade e daspropriedades urbanas• Gestão democrática• Equidade social e territorial
Objetivos1. fortalecer espaços produtivos e aproximar locais de emprego e moradia2. melhorar as condições de mobilidade ur...
Articulação Entre Macrozonas e Macroáreas Definidaspelo Plano Diretor Estratégico de 2002
MACROZONA DE ESTRUTURAÇÃO E QUALIFICAÇÃO URBANA
Macroárea de urbanizaçãoconsolidadaMacroárea de urbanização emconsolidaçãoMacroárea de urbanização emqualificaçãoMacroárea...
RepresasMACROZONA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL
Macroárea deconservação erecuperaçãoMacroárea de usosustentávelMacroárea deproteção integralMACROÁREAS
ZONAS ESPECIAISZONA ESPECIAL DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA E DE EXTRAÇÃO MINERAL - ZEPAGZONAS ESPECIAIS
ZONA ESPECIAL DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA - ZEPAGNúmero de polígonos 60 (41 km²)ZEPAG com áreas de cultivo agrícola 27ZEPAG com á...
A atividade agrícola em ZEPAG e ZPDS.As ZEPAGs inclui áreas de mineração existentes (desativadas ou em funcionamento)e não...
Problemas de enquadramentoinclui áreas industrias –atividade não permitida emZEPAG
Fonte: Levantamento de Agricultores do Município de São Paulo Projeto Agricultura Limpa – Protocolo de boas práticas agroa...
ZONAS ESPECIAISZONA ESPECIAL DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL - ZEPAMZONAS ESPECIAIS
ZONA ESPECIAL DE PROTEÇÃO AMBIENTAL - ZEPAMNúmero de polígonos 153Área de ZEPAM na Macrozona de Estruturação e Qualificaçã...
Parâmetros de proteção ambiental em situações muito distintas -áreas com cobertura vegetal arbórea e áreas de recuperação ...
Linha de transmissão de energia elétrica, (infraestrutura) grafada como ZepamSubprefeitura São Mateus – Zepam/05.
Sobreposição ZEPAM e ZonaMista.
ZONAS ESPECIAISZONA DE LAZER E TURISMO - ZLTZONAS ESPECIAIS
ZONA DE LAZER E TURISMO - ZLTNúmero de polígonos 37 (29 km²)
Predominância de chácaras e sítios de lazer com equipamentos esportivos, sociaise culturais, a maioria dessas chácaras se ...
ZLT : Mineração ZLT : Aterro Sanitário
ZONAS ESPECIAISZONAS ESPECIAISZONA DE PROTEÇÃO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - ZPDS
ZONA DE PROTEÇÃO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL -ZLTNúmero de polígonos 10 (209 km²)
Predominância de áreas com cursos hídricos e cobertura vegetal a serempreservadas;ZPDS, por ter sido definida posteriormen...
A Revisão do Plano Diretor - Kazuo Nakano
A Revisão do Plano Diretor - Kazuo Nakano
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A Revisão do Plano Diretor - Kazuo Nakano

301

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
301
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "A Revisão do Plano Diretor - Kazuo Nakano"

  1. 1. Revisão do Plano Diretor EstratégicoSemana de AgroecologiaSMDU | DEURB2013
  2. 2. Cronograma de revisão do Plano DiretroEstratégicoEtapa/Meses Mar Abr Maio Jun Jul Ago SetPreparação processo participativo1ª Etapa: Avaliação Temática Participativa do PDEConferência Municipal da Cidade de São Pulo2ª Etapa: Oficinas Públicas para Levantamento dePropostas e ContribuiçõesOficinas públicas nas subprefeiturasRecepção digital de propostas3ª Etapa: Sistematização das Propostas eContribuições4ª Etapa: Devolutiva e Discussões Públicas daMinuta do Projeto de LeiApresentação da minuta do projeto de lei e devolutivadas propostas e contribuições recebidasRecepção digital de propostas e contribuições para aminuta do projeto de leiConsolidação da minuta do Projeto de Lei
  3. 3. Princípios• Função social da cidade e daspropriedades urbanas• Gestão democrática• Equidade social e territorial
  4. 4. Objetivos1. fortalecer espaços produtivos e aproximar locais de emprego e moradia2. melhorar as condições de mobilidade urbana com ampliação da oferta de transportecoletivo, fortalecimento de modos não motorizados e desestímulo ao uso doautomóvel individual3. planejar a distribuição e implantação adequada de empreendimentos imobiliários egrandes equipamentos de impacto4. acessar terras urbanas para a produção de habitação de interesse social nasáreas centrais e locais adequados, com boa oferta de equipamentos, serviços einfraestrutura urbanas5. melhorar as condições de vida e de habitabilidade e de segurança na posse emassentamentos precários e informais6. proteger e recuperar os patrimônios ambientais e culturais7. eliminar as áreas de risco de inundação e escorregamento8. melhorar a oferta de equipamentos, serviços e infraestruturas urbanos nos bairrosda cidade9. adaptar os espaços às tendências de envelhecimento populacional e àsnecessidades de pessoas com deficiência
  5. 5. Articulação Entre Macrozonas e Macroáreas Definidaspelo Plano Diretor Estratégico de 2002
  6. 6. MACROZONA DE ESTRUTURAÇÃO E QUALIFICAÇÃO URBANA
  7. 7. Macroárea de urbanizaçãoconsolidadaMacroárea de urbanização emconsolidaçãoMacroárea de urbanização emqualificaçãoMacroárea de reestruturação erequalificaçãoMACROÁREAS
  8. 8. RepresasMACROZONA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL
  9. 9. Macroárea deconservação erecuperaçãoMacroárea de usosustentávelMacroárea deproteção integralMACROÁREAS
  10. 10. ZONAS ESPECIAISZONA ESPECIAL DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA E DE EXTRAÇÃO MINERAL - ZEPAGZONAS ESPECIAIS
  11. 11. ZONA ESPECIAL DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA - ZEPAGNúmero de polígonos 60 (41 km²)ZEPAG com áreas de cultivo agrícola 27ZEPAG com áreas de extração mineral 11ZEPAG sem atividade agrícola e de extração mineral 22
  12. 12. A atividade agrícola em ZEPAG e ZPDS.As ZEPAGs inclui áreas de mineração existentes (desativadas ou em funcionamento)e não inclui áreas com potencial mineral.Em ZEPAG não é permitido a instalação de aterros de inerte (nR3) e está incompatívelcom todos os Planos de Recuperação de Área Degradada (PRAD).O instrumento ZEPAG por si só não estimula ou garante a atividade agrícola.Uso urbano e não garantia de atividades de interesse ambiental em ZEPAGs apóstérmino de atividade agrícola ou de mineração.
  13. 13. Problemas de enquadramentoinclui áreas industrias –atividade não permitida emZEPAG
  14. 14. Fonte: Levantamento de Agricultores do Município de São Paulo Projeto Agricultura Limpa – Protocolo de boas práticas agroambientais (SVMA)Áreas deprodução agrícolaNucleaçõesUrbanasRegião Sul – Subprefeitura de ParelheirosÁrea de agricultura não grafadacomo ZEPAG
  15. 15. ZONAS ESPECIAISZONA ESPECIAL DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL - ZEPAMZONAS ESPECIAIS
  16. 16. ZONA ESPECIAL DE PROTEÇÃO AMBIENTAL - ZEPAMNúmero de polígonos 153Área de ZEPAM na Macrozona de Estruturação e Qualificação 148 km²Área de ZEPAM na Macrozona de Proteção Ambiental 12 km²
  17. 17. Parâmetros de proteção ambiental em situações muito distintas -áreas com cobertura vegetal arbórea e áreas de recuperação ambiental;Não aplicação de instrumentos de incentivos à conservação em áreasgrafadas com ZEPAM;Instrumento orientador para o planejamento de parques;Evitou a ocupação urbana sobre áreas inadequadas;
  18. 18. Linha de transmissão de energia elétrica, (infraestrutura) grafada como ZepamSubprefeitura São Mateus – Zepam/05.
  19. 19. Sobreposição ZEPAM e ZonaMista.
  20. 20. ZONAS ESPECIAISZONA DE LAZER E TURISMO - ZLTZONAS ESPECIAIS
  21. 21. ZONA DE LAZER E TURISMO - ZLTNúmero de polígonos 37 (29 km²)
  22. 22. Predominância de chácaras e sítios de lazer com equipamentos esportivos, sociaise culturais, a maioria dessas chácaras se localiza na beira das represasBillings e Guarapiranga.Algumas ZLTs apresentam características de ZEPAM, ZEPAG e ZPDS.
  23. 23. ZLT : Mineração ZLT : Aterro Sanitário
  24. 24. ZONAS ESPECIAISZONAS ESPECIAISZONA DE PROTEÇÃO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - ZPDS
  25. 25. ZONA DE PROTEÇÃO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL -ZLTNúmero de polígonos 10 (209 km²)
  26. 26. Predominância de áreas com cursos hídricos e cobertura vegetal a serempreservadas;ZPDS, por ter sido definida posteriormente pela 13.885/04, é mais abrangente,incorporando atividade de produção agrícola, prevista como ZEPAG no PDE.Parâmetros de ocupação mais flexíveis dentre as demais zonas de interesseambiental.

×