PSICOPATOLOGIAFAZAGFaculdade Zacarias de GósDocente meiriane Ribeiro da luz
EXAME PSIQUIÁTRICO    O exame do        estado mental representa um corte transversal da vida psicológica da vida do pacie...
O exame engloba a observaçãoengloba     a    observação     docomportamento do paciente e suadescrição de uma maneira obje...
AS OBSERVAÇÕES SÃO :Aparência Observa-se a aparência geral do  paciente.
Fala   Em geral, a fala é descrita quanto    ao fluxo, ao volume            e às    características. O fluxo refere- se a...
Atividade motora Relaciona-se com o movimento  físico do paciente.
Interação durante a entrevista Descreve como o paciente sobre  seu   próprio   estado    emocional  prevalente a sua situ...
Interação durante a entrevista Descreve como o paciente sobre  seu   próprio   estado    emocional  prevalente a sua situ...
AFETO   É a tônica do emocional prevalente    observado pelo profissional de    saúde durante a entrevista.
TIPOSApatiao Quando o usuário não gosta de uma  individuo sem ter um vínculo  somente ao ter conhecer.Excetividadeafetivao...
 NeotimiaA criação de um novo sentimento por  algo que pode ser por um objeto ou  felicidade. Labilidade emocionalA muda...
Incontinência afetivao Se caracteriza pela exteriorização de  sentimentos exagerados devido a  causas insuficientes ou ina...
Rigidez afetiva Refere a incapacidade de modular  afetos. Ex: Permanecer com expressões  emocionais.
PERCEPÇÕESOs principais tipos de problemas de percepção são as alucinações e as ilusões. As alucinações são defenidas como...
 HiperestesiaOs estímulos são capitados de forma  exagerada. Exemplo: luz , som HipoestesiaOs estímulos são capitados d...
 AnestesiaAusência de percepção.Ex:´Histéricas, usuários de drogaso TrocaTroca da qualidade sensorial.Cheiro bom passa se...
 SinestesiaÉ a troca da qualidade sensorial por  outra . Ex: “ver sons ou ouvir cores” DesrealizaçãoSensação de estranhe...
 IlusõesSão percepções deformadas do objeto. PareidoliasSão percepções fantásticas em objeto real  criadas ou capacitada...
AlucinaçõesAo aparecimento de imagem alucinatória.
CONTEÚDO DE RACIOCÍNIO   Ao significado expresso na    comunicação do paciente ou “ao    que” o paciente estar pensando.
PROCESSO DE RACIOCÍNIO Como o paciente se expressa é observado    no   meio   da   fala avaliando os padrões ou formas de ...
NÍVEL DE CONSCIÊNCIA   Em relação da orientação.
o Desorientação alopsíquicaÉ e relativo a tempo e espaçoo Desorientação cronopsiquicaÉ relativamente ao tempo.
 Dupla orientaçãoÉ a experiência do paciente vivenciar  dois mundos o psicótico e o real.
Memória   O estado mental pode fornecer uma    rápida avaliação de problemas    potencias da memória.Através de    lembra...
Memória imediataCom característica de desaparecer rapidamente. Memória fixaçãoÉ a memória recentes onde  guardamos os úl...
MemóriaOnde guardamos os dados mais antigos.
JULGAMENTO O julgamento envolve a tomada de decisões que são construídas e adaptativas. Abrange a capacidade de compreende...
INTROVISÃO   Refere-se a compreensão pelo    paciente da natureza doença.
PENSAMENTO E DELÍRIOSOs   distúrbios da    forma          do pensamento podem ser:   Descarrilamento é       a mudança   ...
Substituição é a troca de uma idéiapro outra. Não há uma mudança nalinha de idéias, apenas umadissociação entre a principa...
   Neologismo é a criação de palavras    novas ou novos significados para as    palavras     já   existentes     no    vo...
   Tangencialidade é a dificuldade de    responder exatamente ao que foi    perguntado. O paciente entende a    pergunta ...
   Circunstancialidade  o   paciente    apesar de apresentar um curso e    fluxo do pensamento, se perde em    discurso e...
   Logorréia    ou   verborréia    é   a    expressão     verbal   e    fácil   e    incessante .
   Idéia deliróide é um distúrbio do    juízo  critico   mas    resulta   de    condições psicológicas rastreáveis e    c...
   Idéias    sobrevalorizadas ocorre    quando o aspecto afetivo do    convencimento predomina sobre o    racional.
VONTADE   É a capacidade de associar o livre –    arbítrio e o determinismo inerente à    condição humana.
   Hiperbulia aumento dos desejos.   Hipobulia diminuição dos desejos.   Estupor é um estado que se    caracteriza   pe...
   Negativismo é uma resistência, não    deliberada nem motividade, contra    qualquer tipo de impulso, idéia ou    ato m...
   Psicomotricidade reflete o estado da    vontade.   Hipercinesia     è    a    exaltação    patológica da motricidade ...
BOA SORTE
REFERÊNCIAS   LOUZÃO, et al.Psiquiatria Básica. Porto    Alegre. Artemed, 2007.   SOUSA,N. E. A. enfermagem na saúde   ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Psicopatologia

616

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
616
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Psicopatologia

  1. 1. PSICOPATOLOGIAFAZAGFaculdade Zacarias de GósDocente meiriane Ribeiro da luz
  2. 2. EXAME PSIQUIÁTRICO O exame do estado mental representa um corte transversal da vida psicológica da vida do paciente e soma das observações e impressões do enfermeiro naquele momento.O exame constitui uma avaliação do estado atual do paciente.
  3. 3. O exame engloba a observaçãoengloba a observação docomportamento do paciente e suadescrição de uma maneira objetiva.
  4. 4. AS OBSERVAÇÕES SÃO :Aparência Observa-se a aparência geral do paciente.
  5. 5. Fala Em geral, a fala é descrita quanto ao fluxo, ao volume e às características. O fluxo refere- se a velocidade com que o paciente fala, e o volume se além à altura com que o paciente fala
  6. 6. Atividade motora Relaciona-se com o movimento físico do paciente.
  7. 7. Interação durante a entrevista Descreve como o paciente sobre seu próprio estado emocional prevalente a sua situação de vida
  8. 8. Interação durante a entrevista Descreve como o paciente sobre seu próprio estado emocional prevalente a sua situação de vida
  9. 9. AFETO É a tônica do emocional prevalente observado pelo profissional de saúde durante a entrevista.
  10. 10. TIPOSApatiao Quando o usuário não gosta de uma individuo sem ter um vínculo somente ao ter conhecer.Excetividadeafetivao É quando o usuário diz que gosta muito de um pessoa de maneira exagerada.
  11. 11.  NeotimiaA criação de um novo sentimento por algo que pode ser por um objeto ou felicidade. Labilidade emocionalA mudanças frequentes de humor.
  12. 12. Incontinência afetivao Se caracteriza pela exteriorização de sentimentos exagerados devido a causas insuficientes ou inadequadas.o Ex: pranto ao riso.Embotamento afetivoo Á diminuição da capacidade de ligação emocional com o mundo e consigo próprio.
  13. 13. Rigidez afetiva Refere a incapacidade de modular afetos. Ex: Permanecer com expressões emocionais.
  14. 14. PERCEPÇÕESOs principais tipos de problemas de percepção são as alucinações e as ilusões. As alucinações são defenidas como impressões ou experiências sensórias falsas.
  15. 15.  HiperestesiaOs estímulos são capitados de forma exagerada. Exemplo: luz , som HipoestesiaOs estímulos são capitados de forma inibida.Exemplo: dor, tato
  16. 16.  AnestesiaAusência de percepção.Ex:´Histéricas, usuários de drogaso TrocaTroca da qualidade sensorial.Cheiro bom passa ser ruim.
  17. 17.  SinestesiaÉ a troca da qualidade sensorial por outra . Ex: “ver sons ou ouvir cores” DesrealizaçãoSensação de estranheza em relação o mundo ou a si próprio.
  18. 18.  IlusõesSão percepções deformadas do objeto. PareidoliasSão percepções fantásticas em objeto real criadas ou capacitadas sem perda do contato com a realidade.Ex: Imagens de pessoas em manchas de umidade da parede.
  19. 19. AlucinaçõesAo aparecimento de imagem alucinatória.
  20. 20. CONTEÚDO DE RACIOCÍNIO Ao significado expresso na comunicação do paciente ou “ao que” o paciente estar pensando.
  21. 21. PROCESSO DE RACIOCÍNIO Como o paciente se expressa é observado no meio da fala avaliando os padrões ou formas de verbalização
  22. 22. NÍVEL DE CONSCIÊNCIA Em relação da orientação.
  23. 23. o Desorientação alopsíquicaÉ e relativo a tempo e espaçoo Desorientação cronopsiquicaÉ relativamente ao tempo.
  24. 24.  Dupla orientaçãoÉ a experiência do paciente vivenciar dois mundos o psicótico e o real.
  25. 25. Memória O estado mental pode fornecer uma rápida avaliação de problemas potencias da memória.Através de lembrar do passado .
  26. 26. Memória imediataCom característica de desaparecer rapidamente. Memória fixaçãoÉ a memória recentes onde guardamos os últimos dados da semana.
  27. 27. MemóriaOnde guardamos os dados mais antigos.
  28. 28. JULGAMENTO O julgamento envolve a tomada de decisões que são construídas e adaptativas. Abrange a capacidade de compreender os fatos e de tirar conclusões a partir de relacionamentos
  29. 29. INTROVISÃO Refere-se a compreensão pelo paciente da natureza doença.
  30. 30. PENSAMENTO E DELÍRIOSOs distúrbios da forma do pensamento podem ser: Descarrilamento é a mudança súbita e inexplicável de uma linha de idéia para outra.
  31. 31. Substituição é a troca de uma idéiapro outra. Não há uma mudança nalinha de idéias, apenas umadissociação entre a principais idéiastornando-se incompreensível.
  32. 32.  Neologismo é a criação de palavras novas ou novos significados para as palavras já existentes no vocabulário.
  33. 33.  Tangencialidade é a dificuldade de responder exatamente ao que foi perguntado. O paciente entende a pergunta e reponde algo próximo ao tema.
  34. 34.  Circunstancialidade o paciente apesar de apresentar um curso e fluxo do pensamento, se perde em discurso excessivo, com várias idéias.
  35. 35.  Logorréia ou verborréia é a expressão verbal e fácil e incessante .
  36. 36.  Idéia deliróide é um distúrbio do juízo critico mas resulta de condições psicológicas rastreáveis e compreensíveis.
  37. 37.  Idéias sobrevalorizadas ocorre quando o aspecto afetivo do convencimento predomina sobre o racional.
  38. 38. VONTADE É a capacidade de associar o livre – arbítrio e o determinismo inerente à condição humana.
  39. 39.  Hiperbulia aumento dos desejos. Hipobulia diminuição dos desejos. Estupor é um estado que se caracteriza pela ausência de movimentos espontâneos.ex: histeria
  40. 40.  Negativismo é uma resistência, não deliberada nem motividade, contra qualquer tipo de impulso, idéia ou ato motor.
  41. 41.  Psicomotricidade reflete o estado da vontade. Hipercinesia è a exaltação patológica da motricidade voluntária ou involuntária. Hipocinesia ou inibição psicomotora ou a diminuição acentuada e generalizada dos movimentos expontâneos.
  42. 42. BOA SORTE
  43. 43. REFERÊNCIAS LOUZÃO, et al.Psiquiatria Básica. Porto Alegre. Artemed, 2007. SOUSA,N. E. A. enfermagem na saúde mental. Editora AB, Goiânia, 2006. KLAMEN, T. Casos clínicos em psiquiatria. Editora Artmed, Porto Alegre, 2007. NARDI, R.B. NUNES, P. Psiquiatria e Saúde Mental.Editora Atheneu São Paulo, 2000.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×