Aula t02 colheita e manipulação de amostras biológicas

7,076 views
6,614 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,076
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
42
Actions
Shares
0
Downloads
130
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula t02 colheita e manipulação de amostras biológicas

  1. 1. VirologiaAno Lectivo 2011/12 Colheita e manipulação de Amostras biológicas
  2. 2. AMOSTRAS PARA ANÁLISE Etapas: 1. Selecção 2. Colheita 3. Transporte 4.Processamento
  3. 3. SELECÇÃO DAS AMOSTRASDepende de:  Tipo da doença  Etiologia viral suspeita
  4. 4. COLHEITATipos de colheita São realizados de acordo com a amostra pretendida.Material Biológico Sangue Urina Lavados Secreções Líquidos Biopsias Raspagens
  5. 5. COLHEITA Sangue  Influenza A e B Urina  Citomegalovírus (CMV) Fezes  Rotavírus Exsudados  JCV Lavados  HPV Secreções  Adenovírus (AdV) Líquidos  HIV 5
  6. 6. COLHEITA Sangue  Pesquisa de genoma viral;  Pesquisa de antigénios e/ou anticorpos;  Obtenção de sangue:  Punção Venosa  Punção Arterial  Punção CapilarAula 2 6
  7. 7. COLHEITA  Punção venosa  Veias cefálica e basílica;  Outras opções: veias jugulares, veias do dorso da mão, veia femoral, etcAula 2 7
  8. 8. COLHEITA Urina  5 a 10ml da primeira urina da manhã;  Colheita do jacto médio;  Contentor estéril tampa de rosca;  Detecção de genoma ou antigénios virais.  Outros métodos de colheita  Punção de cateter urinário  Punção supra-púbica  Saco colector em criançasAula 2 8
  9. 9. COLHEITA Lavado Brônquico e Bronco-Alvelolar  Tracto respiratório inferior  Colhidos durante broncoscopia  Diminuição das contaminações do tracto respiratório superior  Contentor estéril tampa de rosca Em alternativa faz-se a colheita de expectoraçãoAula 2 9
  10. 10. COLHEITA Líquido cefalorraquidiano (LCR)  Suspeita de meningites virais e encefalites  Punção Lombar  Recipiente estéril  Pesquisa de genoma viralAula 2 10
  11. 11. COLHEITA Biopsia  Colo do útero  Pele  Gástrica  Nasofaringe  Recipiente estéril  Requerem pré-tratamento (maceração???)  Pesquisa de genoma viralAula 2 11
  12. 12. COLHEITA Raspagens Cervico-vaginais  Células conservadas por meio apropriado  Pesquisa de agentes infecciosos do tracto genital  Citologia cervico-vaginal Colheita Médica Auto-colheitaAula 2 12
  13. 13. COLHEITA Raspagens Cervico-vaginais  Colheita Médica  Rastreio do Cancro do colo do útero • Teste Papanicolau • Detecção HPVAula 2 13
  14. 14. COLHEITA Raspagens Cervico-vaginais  Auto-colheita  Detecção HPV  A própria mulher é quem faz a colheita  Rastreio mais abrangenteAula 2 14
  15. 15. COLHEITA Zaragatoas  Orofaringe  Nasal  Nasofaringe  Ocular  Pele  Passar a zaragatoa nas zonas inflamadas, vesiculadas ou purulentas Podem ser: - Usadas directamente - Colocadas em meio de transporteAula 2 15
  16. 16. MEIOS DE TRANSPORTE - Pequenos volumes de amostras líquidas - Pequenas amostras de raspagens - Amostras colhidas com zaragatoa  Contém solução salina (iões), tampão (ph), proteínas (estabilidade) e agentes antimicrobianosAula 2 16
  17. 17. TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO Processamento o mais rapidamente possível Processar 12-24h após colheita (conservar refrigerado) Congelar a -80ºC Ter atenção às indicações de cada técnica e kit comercial
  18. 18. VirologiaAno Lectivo 2011/12 Colheita e manipulação de Amostras biológicas

×