Your SlideShare is downloading. ×
T aula2-revisões bases e ip
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

T aula2-revisões bases e ip

417
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
417
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Hélio Martins
  • 2. Agenda  (Re)visões de Bases  Binário e decimal  Conversão entre bases (Re)visões Endereçamento (IPV4)  Formato do IPV4  Sub-rede  Mascara  Notação CIDR (Classless Inter-domain Routing)
  • 3. Base Decimal  Para se compreender a conversão de sistemas, teremos que apresentar os sistemas de numeração. Comecemos então pelo já nosso conhecido Sistema Decimal. Que como bem sabem, deriva dos nossos antepassados utilizarem os 10 dedos para contar.
  • 4. Sistema Decimal  Dígitos Decimais  Potências de base 1001 10^0 = 12 10^1 = 103 10^2 = 1004 Base 10 10^3 = 100056 10^4 = 100007 10^5 = 10000089
  • 5. Sistema Binário  Potências de base 2Dígitos Binários: 2 0 1 26 64 21 2 2 7 128 2 8 2 4 2 256 23 8 29 512 0 1 2 4 16 210 1024 2 5 32 Este sistema é o utilizado pelos computadores.
  • 6. Conversões  Método da tabela Método das divisões/potências sucessivas
  • 7. Conversão Decimal  Binário Como só existem dois números no sistema binário temos a seguinte correspondência: 0  0 1  1 2  10 3  11 4  100 5  101 6  110 7  111 8  1000
  • 8. Conversão Decimal  Binário  Método de divisões sucessivas 21(10) = 1 0 1 0 1 21 2 X 0 1 10 2 X 1 0 5 2 1 2 2 0 1 21(10) ---------------- ? (2)
  • 9. Conversão  1 Byte = 8 Bits (ex: 11000000)=2^7+2^6=128+64  192/2=96, resto 0  96/2=48, resto 0  48/2=24, resto 0  24/2= 12 resto 0  12/2=6, resto 0  6/2=3, resto 0  3/2=1, resto 1  1/2=0, resto 1 Resultado= 11000000
  • 10. Endereços IP  Mesmo utilizando um nome, é necessário atribuir um número de IP ao Computador para que a transmissão de dados ocorra e, desta forma, para que o nome do computador fique associado ao número de IP. Nome: PC1 Nome: PC2 IP: 192.168.1.1 IP: 192.168.1.2 10
  • 11. Formato de IPV4  4 grupos de 8 bits (1 byte) separado por pontos Ou seja 32 bits Ex: 192.68.1.1 Esta-se a mudar para o IPV6 porque o numero de dispositivos esta a aumentar
  • 12. Endereços IP  A interligação entre o nome e o IP fica guardada numa tabela que permite todos os computadores poderem identificar-se e comunicar entre si. Para duas máquinas se comunicarem utilizando o protocolo TCP/IP, cada uma destas máquinas precisa ter um endereço IP diferente. 12
  • 13. Endereços IP  Existem duas formas de atribuir IP às maquinas:  IP estático  IP dinâmico 13
  • 14. Endereço IP estático  14
  • 15. Endereços IP  Existem duas versões dos protocolo IP:  IPV4  IPV6 IPV4 é utilizada actualmente mas está a esgotar-se devido ao número de máquinas conectadas na Internet utilizando-o. O IPV6 veio para soluccionar esse problema de escassez, sendo uma versão melhorada. Nesta disciplina quando falamos do endereço IP estamos a falar do IPV4. 15
  • 16. Endereços IP  Os endereços IP são compostos por 4 blocos de 8 bits (1 byte) - 32 bits. Cada bloco é chamado de “octeto”. A sua utilização em “octetos” é apenas para facilitar a visualização, mas quando processados, são apenas números binários. 16
  • 17. Endereços IP  Um endereço IP é representado pela seguinte notação: X.X.X.X Onde o valor de X varia de 0 à 255, ou seja 256 possibilidades. Este é representado de 0.0.0.0 à 255.255.255.255. Exemplos de um endereço IP:  192.168.120.1  200.201.10.6  30.10.80.155  197.240.30.2 17
  • 18. Endereços IP  Para facilitar a compreensão, o endereço IP é escrito como quatro números decimais separados por ponto. Representação decimal e binaria dos endereços IP:  192.168.120.1 -> 11000000 10101000 01111000 00000001  128.201.10.6 -> 10000000 11001001 00001010 00000110 18
  • 19. Resolução de Nomes  Para um humano os endereços de rede não têm qualquer significado e não se pode exigir a um utilizador que os tenha sempre presentes. Devido à dificuldade de os utilizadores lidarem com endereços de rede, foi desenvolvido um serviço DNS (Domain Name System). O DNS associa um nome, geralmente fácil de memorizar, ao respectivo endereço IP da maquina. A comunicação entre dois utilizadores na Internet sempre é feita através de endereços IPs. 19
  • 20. Perguntas sobre Endereçamentos  Para que serve um endereço IP? Quantas versões de endereços IP existem e quais são? Porque foi desenvolvida a versão IPV6? 20
  • 21. Exercícios: Conversões decimal/binário  Ex1: Converter os seguintes endereços IP do formato decimal para formato binário:  30.10.80.155  197.240.30.2 Ex2: Converter o resultado das conversões do Ex1 novamente para o formato decimal.
  • 22. Classes de Redes do Endereço IPV4  O endereço IP possui cinco classes de endereços: A, B, C, D e E. O endereço IP está separado em duas partes:  Network ID (Identificação de Rede):  Primeira parte do endereço IP;  Identifica o segmento da rede que o computador pertence;  Todos os computadores do mesmo segmento têm o mesmo Network ID.  Host ID (Identificação do Computador/Dispositivo):  Segunda parte do endereço IP;  Identifica o Computador;  Deve ser único dentro de um segmento. 22
  • 23. Classes de Redes do Endereço IPV4  Fórmula de cálculo de número de segmentos de Rede e de máquinas de cada classe: n 2 -2 192.168.1, Onde n é o número de bits utilizados para representar a classe. 23
  • 24. Classes de Redes 
  • 25. Redes de Classe A  Utilizados para segmentos de rede que possuem um grande número de computadores; Primeiro bit é sempre 0; Primeiro octeto indica rede e os 3 octetos seguintes indicam hosts; O primeiro octecto varia entre 1 e 127; Possui 126 segmentos de redes diferentes; O Host ID pode variar entre 0 e 255; 25
  • 26. Redes de Classe A Rede Host Host HostExemplo: Endereço IP: 10.5.68.20 Network ID: 10 Host ID: 5.68.20 26
  • 27. Redes de Classe B  Utilizados para redes de médio e grande alcance; Os dois primeiros bits são sempre 10; Os dois primeiros octetos indicam a rede e os dois octetos seguintes indicam hosts; O primeiro octecto varia entre 128 e 191; O segundo octecto varia entre 0 e 255; 27
  • 28. Redes de Classe B Rede Rede Host Host Exemplo: Endereço IP: 130.110.40.1 Network ID: 130.110 Host ID: 40.112-11-2012 28
  • 29. Redes de Classe C  Utilizados para redes pequenas ou para LANs; Os três primeiros bits são sempre 110; Os três primeiros octetos indicam a rede e último octeto indica o host; O primeiro octecto varia entre 192 e 223; O segundo octecto varia entre 0 e 255; Rede mais utilizada. 29
  • 30. Redes de Classe C Rede Rede Rede HostExemplo: Endereço IP: 192.162.90.110 Network ID: 192.162.90 Host ID: 110 30
  • 31. Redes de Classe D  Os quatro primeiros bits são sempre 1110; O primeiro octecto varia entre 224 e 239; Usado para endereçamento de multicast (aplicações de um para muitos); Não possui divisão de rede e host. 31
  • 32. Redes de Classe E  Reservado para utilização futura; Os cinco primeiros bits são sempre 11110; O primeiro octecto varia entre 240 e 255; Não possui divisão de rede e host. 32
  • 33. Números de Redes e Hosts para as classes  A, Número de Host BeCClasse 0AClasse 10BClasse 110C Número de Rede 33
  • 34. Endereços Reservados  Classe A:  Toda rede 10.X.X.X Classe B:  Endereços de 172.16.0.0 a 172.31.255.255 Classe C:  Endereços de 192.168.0.0 a 192.168.255.255 34
  • 35. Endereços especiais  O endereço 0.0.0.0 é utilizado quando a máquina não possui ainda um endereço IP. O endereço 255.255.255.255 é denominado de broadcast e é utilizado no processo inicial de obtenção de IPs. Os endereços 127.x.x.x estão reservados para testes locais – Endereço loopback.  Exemplo:  Endereço IP 127.0.0.0 é reservado para testar ligação entre a placa de rede e o sistema. 35
  • 36. Tabela Resumo de classes de Rede  Intervalo de valores do 1°Classes Network ID octectoClasse A 1 - 127 X.0.0.0Classe B 128 - 191 X.X.0.0Classe C 192 -223 X.X.X.0Classe D 224 -239 Não disponívelClasse E 240 - 255 Não disponível 36
  • 37. Sub-rede e Sub Endereçamento  Uma sub-rede é a divisão de uma rede grande em redes menores.  resulta num tráfego de rede reduzido  administração simplificada  melhor performance de rede  Filtrar Trafego (Medida de Segurança)  Reconhecer a estrutura organizacional  Isolar potenciais problemas Para criar sub-redes, qualquer máquina tem que ter uma máscara de sub-rede que define qual parte do seu endereço IP será usado como identificador da sub-rede e como identificador do host.
  • 38. Máscara  Utilizado para definir se um determinado endereço IP é um endereço de rede ou um endereço de máquina; A máscara de uma rede permite identificar quais os endereços que são da rede e quais os que são de máquinas e dentro de qual rede; O formato de escrita da máscara é o mesmo do endereço IP. 38
  • 39. Máscara padrão  Se o bit da máscara for igual a 1 significa que é um endereço de rede; Se bit da máscara for igual a 0 (zero) significa que é um endereço de máquina. Exemplo:  Máscara: 255.255.255.0 (11111111 11111111 11111111 00000000):  Os três primeiros octetos são utilizados para rede;  O último octecto é utilizado para a máquina. 39
  • 40. Máscara padrão Classes Máscara de RedeClasse A 255.0.0.0Classe B 255.255.0.0Classe C 255.255.255.0 40
  • 41. Exemplo de sub-Rede  Endereço de classe C  IP: xxxxxxxx.xxxxxxxx.xxxxxxxx.00000000  Masc: 11111111.11111111.11111111.11000000  2^2=4 Sub-redes  2^6 =64 endereços disponíveis  64-2=62 endereços para maquina (retirar um de rede e outro de broadcast)
  • 42. CIDR (Classless Inter- Domain Routing),  O conceito de classe de rede desaparece. Endereço IP/M onde M é o numero de bits a 1 utilizado na mascara. Permite criar “sub-sub-redes” em endereços continuos 92.168.0.0 /24 = 11111111.11111111.11111111.00000000 (255.255.255.0)  representa os 256 endereços 192.168.0.0 até 192.168.0.255 inclusive 192.168.0.0 /22 =11111111.11111111.11111100.00000000 ( 255.255.252.0)  representa os 1024 endereços de 192.168.0.0 até 192.168.3.255 inclusive
  • 43. FIM Dúvidas e/ou Perguntas? 43

×