• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Vanguardas europeias
 

Vanguardas europeias

on

  • 14,956 views

 

Statistics

Views

Total Views
14,956
Views on SlideShare
14,956
Embed Views
0

Actions

Likes
4
Downloads
281
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Vanguardas europeias Vanguardas europeias Presentation Transcript

    • VANGUARDAS EUROPÉIAS
    • Vanguarda
      • Em seu sentido literal, vanguarda (que vem do francês Avant Garde , "guarda avante") faz referência ao batalhão militar que precede as tropas em ataque durante uma batalha. Daí deduz-se que vanguarda é aquilo que "está à frente".
      • Desta dedução surge a definição adotada por uma série de movimentos artísticos e políticos do fim do século XIX e início do século XX . Os movimentos europeus de vanguarda eram aqueles que, segundo seus próprios autores, guiavam a cultura de seus tempos, estando de certa forma à frente deles. Muitos destes movimentos acabaram por assumir um comportamento próximo ao dos partidos políticos: possuíam militantes, lançavam manifestos e acreditavam que a verdade encontrava-se com eles.
    • Paul Cézanne
    • Origem
      • A pintura de Cézanne abriu caminho para as várias experimentações estéticas que viriam a caracterizar as vanguardas do início do Século XX.
      • A expressão começou a ser usada na década de 1860 , por ocasião do Salon des Refusés ( O Salão dos Recusados ), onde os artistas excluídos do Salon de Paris estavam expondo.
      • Originalmente, e como muitos destes artistas estavam ligados ao movimento realista , a vanguarda estava identificada com a promoção do progresso social: o indivíduo ou grupo a ela ligado seria responsável por um movimento de reformas sociais. Com o tempo, o termo passou a ser usado também para referir-se a artistas mais preocupados somente com a experimentação estética (como as vanguardas do início do século XX, normalmente as mais associadas à expressão). De qualquer forma, sempre se manteve a idéia de um movimento artístico como um movimento político (composto por manifestos, militância, etc).
    • O advento do moderno
      • Costuma-se situar o germinar da arte moderna do século XX com os experimentos estéticos realizados por Paul Cézanne nas décadas de 1870 e 80 . A percepção do espaço pictórico estudado por Cézanne é considerado um ponto de partida para a obra de diversos artistas vindouros e gera o início de linhas paralelas de evolução da arte européia.
      • Cada uma das vanguardas que surgiriam nas décadas seguintes interpretariam de formas diferentes esses estudos e os seguiria de formas diversas.
    • Movimentos vanguardistas
      • Como citado acima, o termo se aplica a qualquer movimento que proponha uma nova visão da arte. No entanto, costuma-se associá-lo principalmente aos movimentos ocorridos no período pós-Impressionismo e anterior à pós-modernidade . Nesse caso, costuma-se classificá-los em vanguardas positivivas e vanguardas negativas , embora muitos movimentos (como os expressionismos ) fujam a esta divisão.
    • Cubismo
      • O cubismo é um movimento estético que ocorreu entre 1907 e 1914 , tendo como principais fundadores Pablo Picasso e Georges Braque .
      • O cubismo tratava as formas da natureza por meio de figuras geométricas, representando todas as partes de um objeto no mesmo plano. A representação do mundo passava a não ter nenhum compromisso com a aparência real das coisas.
    • O movimento cubista evoluíu constantemente em três fases:
      • Cubismo pré-analítico ou Cubismo Cézanniano - uma espécie de "preparação" para o cubismo, onde as primeiras características surgem.
      • Cubismo analítico - que se caracterizava pela desestruturação da obra, pela decomposição de suas partes constitutivas;
      • Cubismo sintético - foi uma reação ao cubismo analítico, que tentava tornar as figuras novamente reconhecíveis.
    • Influências
      • O Cubismo teve uma influência profunda na História da Arte, particularmente sobre tendências posteriores, como o abstracionismo geométrico e o minimalismo .
    • Pablo Picasso
    • Aos pedaços - Pablo Picasso
      • Georges Braque
      Georges Braque
    • Futurismo
      • O futurismo é um movimento artístico e literário , que surgiu oficialmente em 20 de fevereiro de 1909 com a publicação do Manifesto Futurista , pelo poeta italiano Filippo Marinetti , no jornal francês Le Figaro . Os adeptos do movimento rejeitavam o moralismo e o passado, e suas obras baseavam-se fortemente na velocidade e nos desenvolvimentos tecnológicos do final do século XIX . Os primeiros futuristas europeus também exaltavam a guerra e a violência . O Futurismo desenvolveu-se em todas as artes e influenciou diversos artistas que depois fundaram outros movimentos modernistas.
    • Boccioni
    • Boccioni
    • ODE TRIUNFAL À DOLOROSA LUZ das grandes lâmpadas elétricas da fábrica Tenho febre e escrevo. Escrevo rangendo os dentes, fera para a beleza disto, Para a beleza disto totalmente desconhecida dos antigos.
    • Ó rodas, ó engrenagens, r-r-r-r-r-r eterno! Forte espasmo retiro dos maquinismos em fúria! Em fúria fora e dentro de mim. Por todos os meus nervos dessecados fora, Por todas as papilas fora de tudo com que eu sinto! Tenho os lábios secos, ó grandes ruídos modernos, De vos ouvir demasiadamente de perto, E arde-me a cabeça de vos querer cantar com excesso De expressão de todas as minhas sensações, Com excesso contemporâneo de vós, ó máquinas!
    • Eia eletricidade, nervos doentes da Matéria! Eia telegrafia-sem-fios, simpatia metálica do Inconsciente! Eia túneis, eia canais, Panamá, Kiel, Suez! Eia todo o passado dentro do presente! Eia todo o futuro já dentro de nós! eia! Eia! eia! eia! Frutos de ferro e útil da árvore-fábrica cosmopolita! Eia! eia! eia, eia-hô-ô-ô! Nem sei que existo para dentro. Giro, rodeio, engenho-me. Engatam-me em todos os comboios.
    • Içam-me em todos os cais. Giro dentro das hélices de todos os navios. Eia! eia-hô eia! Eia! sou o calor mecânico e a eletricidade! Eia! e os rails e as casas de máquinas e a Europa! Eia e hurrah por mim-tudo e tudo, máquinas a trabalhar, eia!
    • Galgar com tudo por cima de tudo! Hup-lá! Hup-lá, hup-lá, hup-lá-hô, hup-lá! Hé-lá! He-hô Ho-o-o-o-o-o! Z-z-z-z-z-z-z-z-z-z-z-z! Ah não ser eu toda a gente e toda a parte!
    • Dadaísmo
      • O movimento Dadá (Dada) ou Dadaísmo foi uma vanguarda moderna fundada em Zurique , em 1916 , por um grupo de escritores e artistas plásticos, dois deles desertores do serviço militar alemão. Embora a palavra dada em francês signifique cavalo de brinquedo, sua utilização marca o non-sense ou falta de sentido que pode ter a linguagem (como na língua de um bebê). Para reforçar esta idéia foi criado o mito de que o nome foi escolhido aleatoriamente, abrindo-se uma página de um dicionário e inserindo-se um estilete sobre a mesma. Isso foi feito para simbolizar o caráter anti-racional do movimento, claramente contrário à Primeira Guerra Mundial . Em poucos anos, o movimento alcançou, além de Zurique, as cidades de Barcelona , Berlim , Colônia , Hanôver , Nova York e Paris .
    • Principais características
      • O Dadaísmo é caracterizado pela oposição a qualquer tipo de equilíbrio, pela combinação de pessimismo irônico e ingenuidade radical, pelo ceticismo absoluto e improvisação. Enfatizou o ilógico e o absurdo. Entretanto, apesar da aparente falta de sentido, o movimento protestava contra a loucura da guerra. Assim, sua principal estratégia era mesmo denunciar e escandalizar.
      • A princípio, o movimento não envolveu uma estética específica, mas talvez as formas principais da expressão dadá tenham sido o poema aleatório e o ready made . Sua tendência extravagante e baseada no acaso serviu de base para o surgimento de inúmeros outros movimentos artísticos do século XX , entre eles o Surrealismo , a Arte Conceitual , a Pop Art e o Expressionismo Abstrato .
      • Tristan Tzara, um dos criadores do Dadaísmo.
      • O poeta romeno Tristan Tzara , um dos principais representantes do movimento, dá uma receita, em seu último manifesto, para fazer um poema dadaísta:
      • Pegue um jornal. Pegue a tesoura. Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar a seu poema. Recorte o artigo. Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco. Agite suavemente. Tire em seguida cada pedaço um após o outro. Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco. O poema se parecerá com você. E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do público.
    • Representantes do início do movimento
      • Tristan Tzara
      • Marcel Duchamp
      • Hans Arp
      • Francis Picabia
      • Max Ernst
      • Man Ray
      • Kurt Schwitters
      • Raoul Hausmann
      • Guillaume Apollinaire
      • Hugo Ball
      • Theo van Doesburg
      • Johannes Baader
      • Arthur Cravan
      • Jean Crotti
      • George Grosz
      • Emmy Hennings
      • Richard Huelsenbeck
      • Marcel Janco
      • Clement Pansaers
      • Hans Richter
      • Sophie Täuber
      • Beatrice Wood
      • Hannah Hoch
      • Kleine Dada Soirée, 1922. Litografia de Theo van Doesburg e Kurt Schwitters .
    • Surrealismo
      • O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primariamente em Paris dos anos 20 , inserido no contexto das vanguardas que viriam a definir o modernismo , reunindo artistas anteriormente ligados ao Dadaísmo e posteriormente expandido para outros países. Fortemente influenciado pelas teorias psicanalíticas de Sigmund Freud (1856-1939), o surrealismo enfatiza o papel do inconsciente na atividade criativa. Seus representantes mais conhecidos são Max Ernst , René Magritte e Salvador Dalí no campo das artes plásticas e André Breton na literatura
    • Visão geral
      • As características deste estilo: uma combinação do representativo, do abstrato, e do psicológico. Segundo os surrealistas, a arte deve se libertar das exigências da lógica e da razão e ir além da consciência quotidiana, expressando o inconsciente e os sonhos. O principal teórico e líder do movimento é o poeta, escritor, crítico e psiquiatra francês André Breton ( 1896 - 1966 ), que em 1924 publica o primeiro Manifesto Surrealista .
      • No manifesto e nos textos teóricos posteriores, os surrealistas rejeitam a chamada ditadura da razão e os valores burgueses como pátria , família , religião , trabalho e honra . Humor, sonho e a contra-lógica são recursos a serem utilizados para libertar o homem da existência utilitária. Segundo a nova ordem, as idéias de bom gosto e decoro devem ser subvertidas. Neste sentido, o Surrealismo aproximava-se daquelas que eram chamadas de vanguardas positivas , como o neoplasticismo e a Bauhaus , chegando inclusive a dialogar com o movimento comunista . No entanto, pela sua proposta estética, está mais próximo das vanguardas negativas , como o supracitado dadá, de onde surgiu parcialmente.
      • Uma das principais idéias trabalhadas pelos surrealistas é a da escrita automática , segundo a qual o impulso criativo artístico se dá através do fluxo de consciência despejado sobre a obra. Ainda segundo esta idéia, a arte não é produto de gênios, mas de cidadãos comuns.
    • Salvador Dali
    • Salvador Dali
    • Salvador Dali
    • Expressionismo
      • Denominam-se genericamente expressionistas os vários movimentos de vanguarda do fim do século XIX e início do século XX que estavam mais interessados na interiorização da criação artística do que em sua exteriorização, projetando na obra de arte uma reflexão individual e subjetiva. O Expressionismo não se confunde com o Realismo por não estar interessado na idealização da realidade, mas em sua apreensão pelo sujeito. Guarda, porém, com o movimento realista, semelhanças, como uma certa visão anti-" Romantismo " do mundo.
      • Sob o rótulo expressionista estão movimentos e escolas como o grupo Die Brücke (do alemão: A ponte ), as últimas Secessões vienenses e de uma certa forma o fauvismo . A arquitetura produzida por Mendelsohn também é chamada de expressionista.
      • Em uma acepção mais ampla, a palavra se refere a qualquer manifestação subjetiva da criação humana.
    • Edvard Munch
    • Rene Magritte
      • Debruça-se a alma neles, trazendo para si o mundo. Afinal, janelas são feitas pra se olhar de dentro pra fora. Mas de fora pra dentro o que poderia se ver? O que diriam hoje? Se eu pudesse observar através desse olhar eu diria que há muitas e carregadas nuvens. Sim, hoje chove dentro. Dentro do meu país.
      • por Silvia
    • Van Gogh
    • Impressionismo
      • O impressionismo surge no cenário da pintura européia do século XIX com a obra de autores que não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ou da academia .
      • A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintores ditos impressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticas nobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. A luz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento da pintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as nuances da natureza.
      • Orientações Gerais que caracterizam a pintura impressionista:
      • A pintura deve mostrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz do sol num determinado momento, pois as cores da natureza mudam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol.
      • As figuras não devem ter contornos nítidos.
      • As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam. O preto jamais é usado em uma obra impressionista plena.
      • Os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim um amarelo próximo a um violeta produz um efeito mais real do que um claro-escuro muito utilizado pelos academicistas no passado. Essa orientação viria dar mais tarde origem ao pontilhismo
      • As cores e tonalidades não devem ser misturadas e sim puras.
      • Entre os principais expoentes do Impressionismo estão Claude Monet , Edgar Degas , Renoir , Van Gogh este último considerado por muitos o maior gênio de sempre da pintura e do impressionismo, desprezado pela sociedade, como a sua obra, hoje em dia a suas pinturas estão entre as obras mas caras do mundo.
      • No Brasil, o representante mais expressivo do impressionismo atualmente é Washington Maguetas , retratando paisagens tipicamente brasileiras em seus quadros.
      • Mas no início do século XX , Eliseu Visconti foi sem dúvida o artista que melhor representou os postulados impressionistas no Brasil. Sobre o impressionismo de Visconti, diz Flávio de Aquino : " Visconti é, para nós, o precursor da arte dos nossos dias, o nosso mais legítimo representante de uma das mais importantes etapas da pintura contemporânea: o impressionismo. Trouxe-o da França ainda quente das discussões, vivo; transformou-o, ante o motivo brasileiro, perante a cor e a atmosfera luminosa do nosso País ".
    • Origens
      • Edouard Manet (não confundir com Monet ) não se considerava um impressionista, mas foi em torno dele que se reuniu grande parte dos artistas que viriam a ser chamados de Impressionistas. O Impressionismo possui a caracteristíca de quebrar os laços com o o passado e diversas obras de Manet são inspiradas na tradição. Suas obras no entanto serviram de inspiração para os novos artistas..
    •  
    • Van Gogh
    • Claude Monet
    • Tarsila do Amaral
    • Tarsila do Amaral
    • Tarsila do Amaral
    • Anita Malfatti
    • Anita Malfatti
    • Ismael Nery
    • Mulher sentada com ramo de flores – Ismael Nery
    • Victor Brecheret
    • Victor Brecheret - Luta de índios kalapalo
    • Prof.: Ms. Edna Eloi