• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
PPP SUMMIT 2013_Felipe Starling_Mckinsey
 

PPP SUMMIT 2013_Felipe Starling_Mckinsey

on

  • 407 views

Apresentação realizada durante o PPP Summit 2013, organziado pela Hiria (www.hiria.com.br) e o PPP Brasil (www.pppbrasil.com.br) - Mais informações e acesso ao report, acesse: www.pppsummit.com.br

Apresentação realizada durante o PPP Summit 2013, organziado pela Hiria (www.hiria.com.br) e o PPP Brasil (www.pppbrasil.com.br) - Mais informações e acesso ao report, acesse: www.pppsummit.com.br

Statistics

Views

Total Views
407
Views on SlideShare
407
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
7
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    PPP SUMMIT 2013_Felipe Starling_Mckinsey PPP SUMMIT 2013_Felipe Starling_Mckinsey Presentation Transcript

    • WORKING DRAFTLast Modified 21/05/2013 12:10 E. South America Standard TimePrinted 21/05/2013 12:11 E. South America Standard TimeIdentificando oportunidades eestruturando negócios nomercado brasileiro de PPPPPP SUMMIT 2013Felipe Starling21 de maio de 2013CONFIDENTIAL AND PROPRIETARYAny use of this material without specific permission of McKinsey & Company is strictly prohibited
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 1Agenda Apresentação da McKinsey O que é o mercado de PPP no Brasil? Como a iniciativa privada pode sugerirprojetos para o setor público? Quais são os dasafios das parceriasinteressantes para os setores privados?
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 2McKinsey é uma Firma global com 102 escritórios em 58 países33 escritórios nas Américas19 escritórios naAsia e Oceania50 escritórios na Europa, OrienteMédio e ÁfricaSTATUSFEV. 213AtlantaBogotáBostonBuenos AiresCalgaryCharlotteChicagoClevelandDallasDetroitHoustonLimaMexico CityMiamiMinneapolisMonterreyMontréalNew JerseyNew YorkPhiladelphiaPittsburghRio de JaneiroSalvadorSan FranciscoSan JuanSantiagoSão PauloSeattleSilicon ValleySouthern CaliforniaStamfordTorontoWashington DCBangaloreBangkokBeijingChennaiGurgaonHanoiHong KongJakartaKuala LumpurManilaMelbourneMumbaiPerthSeoulShanghaiSingaporeSydneyTaipeiTokyoAbu DhabiAmsterdamAntwerpAthensBarcelonaBerlinBratislavaBrusselsBucharestBudapestCairoCasablancaCologneCopenhagenDohaDubaiDublinDüsseldorfFrankfurtGenevaGothenburgHamburgHelsinkiIstanbulJohannesburgKievLuandaLagosLisbonLondonLuxembourgLyonMadridManamaMilanMoscowMunichOsloParisPragueRiyadhRomeStockholmStuttgartTel AvivVeronaViennaWarsawZagrebZürich
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 3FONTE: Prática de InfraestruturaTemos uma rede global de mais de 70 especialistas em infraestruturaChina e ÁsiaRajat Gupta, Diretor, MumbaiRamesh Mangaleswaran, Diretor,ChennaiSubbu Narayanswamy, Diretor,MumbaiShirish Shankhe, Diretor., MumbaiNaveen Unni, Principal, ChennaiToshan Tamhane, Principal, MumbaiVikram Kapur, AP, MumbaiSuveer Sinha, AP, MumbaiVijay Sarma, AP, MumbaiÍndiaCharlie Taylor, Diretor, SidneySimon Blackburn, Principal, SidneyEmiliano Di Vincenzo, AP, SidneyAustráliaOriente Médio/ ÁfricaVijay Gosula, Diretor, São PauloPablo Haberer, Diretor, MéxicoRoberto Fantoni, Principal, São PauloHenry Ritchie, Principal, Rio de JaneiroAntonoaldo Neves, AP, São PauloMauricio Janaukas, AP, São PauloArlindo Eira Filho, AP, São PauloEber Silva, AP, São PauloFelipe Starling, especialista, São PauloAmérica LatinaJimmy Hexter, Diretor, PequimAllen Fung, Diretor, Hong KongDiaan-Yi Lin, Principal, CingapuraHaimeng Zheng, Principal, XangaiYongah Kim, Principal, SeulBruno Roy, Principal, PequimKenny Lam, Principal, Hong KongNimal Manuel, Principal, KLOliver Ramsbottom, Principal, XangaiGuangyu Li, Principal, XangaiLi-Kai Chen, Principal, MalaysiaDongrok Suh, Principal, SeulArief Budiman, Principal, JakartaEoin Daly, Principal, Kuala LampurYoungwook Yoo, AP,SeolPhilippe Wind, Especialista Sênior,CingapuraCarl-Stefan Neumann, Diretor, FrankfurtAlejandro Beltran, Diretor, MadriKalle Bengtsson, Diretor, EstocolmoThomas Netzer, Diretor, ColôniaAmine Tazi-Riffi, Diretor, GenebraFilippo Rossi, Diretor, RomaPer-Nicklas Höglund, Principal, EstocolmoStefano Napoletano, Principal, MilãoStuart Shilson, Principal, LondresMichael Birshan, Principal, LondresLuis Abril, Principal, MadriAlberto Martin, Principal, MadriMaria Joao Riberinho, Principal, LisboaJulian Mills, Principal, LondresOskar Lingqvist, Principal, EstocolmoMartin Hjerpe, Principal, EstocolmoEuropaGiulio Boccaletti, Principal, LondresIngo Aghte, Principal, LondresMarkus Zils, Principal, MunichSebastian Stern, Principal,HamburgoAlberto Bettoli, Principal, RomaDarya Borisova, Principal, MSWPetter Hallman, AP, EstocolmoIgnacio Marcos, AP, MadriDavid Meredith, AP, LondresStephen Robinson, AP, LondresMassimiliano Sodano, AP, RomaDavid Cis, Especialista Sênior,RomaSamuel Magid, Especialista Sênior,CopenhagenNicklas Garemo, Diretor, Abu D.Armin Lohr, Diretor, DubaiHerbert Pohl, Principal, DubaiAmer Afiouni, Principal, DubaiSangeeth Ram, AP, DubaiMoncef Maghrebi, AP, DubaiFabio Pedrazzi, AP, JohanesburgoAdi Levitan, AP, Tel AvivRob Palter, Diretor, TorontoRob Samek, Diretor, TorontoKathleen McLaughlin, Diretor TorontoJiri Maly, Principal, TorontoBenjamin Cheatham, Principal,FiladélfiaJules Seeley, Principal, BostonDavid Chubak, Principal, NovaYorkAdrian Booth, Principal, SFAdolfo Villagomez, Principal, ATLTim Ward, Principal, SFMichael Kerlin, AP, Washington DCCarrie Thompson, AP, AtlantaTyler Duvall, AP, Washington DCAlice Woodwark, AP, ChicagoHugues Lavandier, AP, NJELaurie Mahon, Especialista Sênior,NovaJerseyAmérica do Norte
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 444McKinsey possui especialistas globais em setor público e infraestruturaFONTE: Prática de Infraestrutura da McKinseyShannon BoutonGerente da PráticaDetroit, EUAArlindo FilhoSócioSão Paulo, BrasilAlice WoodwarkSócio JúniorChicago, EUAHenry RitchieSócioRio de Janeiro, BrasilAllen FungDiretorHong Kong, ChinaDarya BorisovaSócioMoscou, RússiaJulian MillsSócioLondres, Reino UnidoTyler DuvallSócioWashington D.C., EUAJules SeeleySócioBoston, EUAYakov SergienkoSócio JúniorMoscou, RússiaAntonoaldo NevesSócioSão Paulo, BrasilJurgen MullerEspecialista SrEstocolmo, Suecia
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 5Recursos próprios da McKinsey – PPP (1/4)Contribuição para governos na criação de potentes parcerias público-privadas– setembro 2010 (43 páginas) Este documento examina a importância da boa execução de programasde parcerias público-privadas (PPP) e discute uma abordagem paraajudar os governos a formular programas fortes de PPP Benefícios de PPPs bem executadas e riscos inerentes aos acordos dePPPFormação de mercados sustentáveis para investimento privado nainfraestrutura de transporte do setor público: Guia para governos –fevereiro 2007 (47páginas) Na maioria das regiões do mundo, o aumento das necessidades decapacidade de infraestrutura de transporte, aliadas à diminuição dadisponibilidade de financiamento público, geram interesse cada vezmaior em PPPs em ferrovias, estradas, portos e aeroportos O histórico dos governos na formação de ambientes bem-sucedidos dePPPs tem aspectos bons e ruins e, em geral, pode ser melhorado. Osprincipais requisitos parecem girar em torno de três pilares –compromisso, governança eficaz e excelência na execução Criamos um barômetro proprietário de PPPs que permite a classificaçãodetalhada da prontidão de PPPs em termos da estrutura de três pilaresFONTE: McKinsey
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 6Recursos próprios da McKinsey – PPP (2/4)Planejamento de uma infraestrutura eficiente e eficaz: Guia para ostomadores de decisões– maio 2011 (37 páginas) Referencial para formular uma estratégia de infraestrutura Destaca a necessidade de financiamento inovador, enfatiza o papel dosetor privado no desenvolvimento de infraestrutura e descreve aestratégia em termos de componentes, oportunidades e desafios Como o processo de acordos de PPP é definido em cada área pordiretrizes, ferramentas e análises padronizadas e pelo processodecisórioFatores críticos de sucesso de parcerias público-privadas (PPPs) eminfraestrutura de transportes – dezembro 2007 (35 páginas) Este documento descreve os fatores críticos que resultam em parceriaspúblico-privadas (PPPs) bem-sucedidas em infraestrutura de transporte Qual deve ser a divisão de responsabilidades entre os setores público eprivado Que acordos são necessários para formalizar essa divisão deresponsabilidades de forma a alinhar os incentivos e promover aeficácia da parceria e sua performance Quais as capacidades e mentalidades necessárias para que o setorpúblico atue como um cliente e parceiro eficaz do setor privadoFONTE: McKinsey
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 7Recursos próprios da McKinsey – PPP (3/4)Financiamento de infraestrutura: Um passo além do básico paragovernos, operadores e investidores – julho 2011 (37 páginas) O financiamento de infraestrutura é um tema crítico num mundo decrescente pressão para que os governos forneçam infraestrutura dealta qualidade com menos possibilidade de usar impostos parafinanciá-la Leque de mecanismos inovadores para facilitar o financiamento quemuitos governos podem ainda não ter explorado Análise dos trade offs potenciais de cada passo do financiamentoajuda a equilibrio o financiamento necessário com os objetivospolíticosInsights sobre a dinâmica de PPPs – março 2009 (89 páginas) Este documento, uma amostra dos resultados de uma parceriapúblico-privada (PPP), expõe as ferramentas de propriedadeexclusiva que dão sustentação ao nosso trabalho em PPPs Ilustra os principais elementos dessas ferramentas: aspectoseconômicos de ativos, opções estruturais de PPPs, perspectivacomercial de cláusulas que definem a divisão de riscos entre osstakeholders, dinâmica comportamental e simulação de teoria dosjogosFONTE: McKinsey
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 8Recursos próprios da McKinsey – PPP (4/4)Garantia de performance de PPPs – Uma nova abordagem –Documento para CEOs – março 2011 (26 páginas) O foco na performance da unidade de PPP – e não na PPP em si –demonstrou que os governos podem aumentar em 10-20% o valor dasPPPs, distribuir melhor os riscos, reduzir em ~50% o prazo até afinalização e aumentar a capacidade de execução do acordo na unidadede PPP em 50-70% 4 alavancas principais levam a esses resultados: a) reformulaçãocompleta do processo com o apoio de b) uma série de ferramentas emodelos de análise e tomada de decisões c) executados através de umatorre de controle de PPP e ) possibilitados pela capacitação e gestão dosstakeholders da PPPFONTE: McKinseyComo economizar US$ 1 trilhão por ano em produtividade nainfraestrutura Estudo global de como ganhar produtividade na escolha de projetos egestão da infraesturtura
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 9Contents Apresentação da McKinsey O que é o mercado de PPP no Brasil? Como a iniciativa privada pode sugerirprojetos para o setor público? Quais são os dasafios das parceriasinteressantes para os setores privados?
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 10O mercado de PPP é complexo e formado por diversos setores públicos eprivados, diretos e indiretosPoderPúblicoConcedenteOperadorPrivadoDiretoInteressadosna LicitaçãoInteressadosno projeto eremuneraçãono riscoProvedoresPrivados deServiçosVerificadorIndependenteCâmaraArbitralFiscalizadordos serviçosEntidadeReguladoraMinistérioPúblicoTribunal deContasMinistérioPúblicoTribunal deContasProvedoresde ServiçosTomadoresde ServiçosOperadoresPrivados IndiretosAcionistasUsuários"consumidores"Bancos(Públicos e Privados)Agentes PrivadosAgentes PúblicosContrato de PPPModelagem do projeto
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 11Conteúdo Apresentação da McKinsey O que é o mercado de PPP no Brasil? Como a iniciativa privada pode sugerirprojetos para o setor público? Quais são os dasafios das parceriasinteressantes para os setores privados?
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 12A iniciativa privada possui instrumentos legais e transparentes parasugerir iniciativas ao Poder Público no mercado de projetosInteressados nalicitaçãoInteressados apenasnos projetosVantagens Desvantagens Ambos processostornam a modelagemmais rápida Operadores privadospossuemconhecimentosespecíficos quetornam o projeto maisconfiável Projetos feitos porinteressados nalicitação sãorecorrentementerevistos Art. 31 da Lei9.074/95: autores deprojetos podemparticipar da licitação Comumente chamadode PMI ou MIP Chamamento públicopara contribuição deestudos e projetos Art. 21 da Lei8.987/95: vencedorda licitação remuneraos autores dosprojetos Pode haverchamamento públicoou simplesautorização do poderconcedentePoderPúblicoConce-denteInteressadosna LicitaçãoInteressados no projeto eremuneração no riscoProvedoresPrivados deServiçosModelagem doprojeto
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 13Conteúdo Apresentação da McKinsey O que é o mercado de PPP no Brasil? Como a iniciativa privada pode sugerirprojetos para o setor público? Quais são os dasafios das parceriasinteressantes para os setores privados?
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 14A gestão eficiente e estratégica de uma carteira de projetos pode resultarem excelentes negócios no mercado de projetos A prioridade que o Poder Público trata o projeto éfundamental Todos projetos possuem riscos políticos que devemser avaliados Riscos ténicos também devem ser pensados Benchmarking pode indicar setores que apresentammaior “taxa de sucesso” de projetos É possível que a iniciativa privada faça sugestões deprojetos, não dependendo exclusivamente deprojetos concebidos pelo Poder Público Projetos menores (CAPEX) também são menosarriscadosPoderPúblicoConce-denteInteressadosna LicitaçãoInteressados no projetoe remuneração no riscoProvedoresPrivados deServiçosModelagem doprojeto
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 15No mercado de execução o importante é fazer parcerias interessantes,seja provendo materiais ou serviços, ou ainda construindo grandessociedadesPoderPúblicoConce-denteOperadorPrivadoDiretoVerificadorIndependenteCâmaraArbitralFiscalizadordos serviçosEntidadeReguladoraMinistérioPúblicoTribunalde ContasProvedoresde ServiçosTomadoresde ServiçosOperadoresPrivadosIndiretosAcionistasUsuários"consumidores"Bancos (Públicos ePrivados)Contrato de PPP Formação da SPE envolvenecessariamente parceriasformadas antes da licitação São muitos provedores deserviços que atendem aconcessionária O setor financeiro brasileiroestá cada vez mais envolvidocom PPP A gestão do contrato tambémenvolve vários ramos deatividades econômicasespecializadas
    • LastModified21/05/201312:10E.SouthAmericaStandardTimePrinted21/05/201312:11E.SouthAmericaStandardTimeMcKinsey & Company | 16Obrigado!Felipe Starlingfelipe_starling@mckinsey.com11-5189024411-999283811