Your SlideShare is downloading. ×
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Diagrama elétrico   mercedes pld - 1938 e 1938 ls
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Diagrama elétrico mercedes pld - 1938 e 1938 ls

4,581

Published on

Published in: Automotive
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,581
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18
Actions
Shares
0
Downloads
287
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 1 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MERCEDES-PLD ALIMENTAÇÃO DO PLD Verificar no conector de 16 pinos do PLD, desconectado. Chave de ignição ligada, motor parado. • Verificar com ponta de prova preta (-) do multímetro na função de continuidade (Ω) nos fios 9 e 11 do conector de 16 pinos do PLD, o multímetro deverá indicar sinal sonoro de bip. • Com o multímetro na função VOLTÍMETRO (V), ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro nos terminais 05 e 06 do conector de 16 pinos do PLD: deverá acusar 24 Volts, tensão de bateria.
  • 2. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 2 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. ALIMENTAÇÃO DO PLD Verificar no conector de 16 pinos do PLD conectado. Chave de ignição ligada, motor parado. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no fio do terminal 15 do conector de 16 pinos do PLD. • Medir a tensão: deverá ser 24 Volts, tensão de bateria. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, fusível ou relé de alimentação do ADM.
  • 3. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 3 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. ALIMENTAÇÃO DO ADM Verificar no conector (cinza) de 18 pinos e conector (roxo) de 15 pinos do ADM desconectados. Chave de ignição ligada, motor parado. • Verificar com a ponta de prova (+) do multímetro na função de continuidade se existe sinal negativo no terminal 08 do conector (cinza) de 18 pinos e no terminal 05 do conector (roxo) de 15 pinos do ADM: o multímetro deve indicar sinal sonoro do bip. • Verificar com o multímetro na função VOLTÍMETRO (V) a tensão no terminal 01 do conector (roxo) de 15 pinos do ADM: deverá ser 24 Volts, tensão de bateria. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, fusíveis e relé de alimentação do ADM.
  • 4. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 4 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. ALIMENTAÇÃO DO ADM Verificar no conector de 18 pinos, cinza do ADM, conectado. Chave de ignição ligada, motor parado. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro na função VOLTÍMETRO (V) no terminal 5 do conector cinza de 18 pinos do ADM: a tensão deverá ser 24 Volts ou tensão da bateria. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e /ou conectores, fusível do ADM 18, relé de alimentação do ADM.
  • 5. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 5 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO AR DE ADMISSÃO, SENSOR DO TURBO - TENSÃO Verificar no conector de 55 pinos do PLD, conectado. Alimentação e massa. Chave de ignição ligada - motor parado. • Verificar com a ponta de prova (+) do multímetro na função VOLTÍMETRO (V) do multímetro no terminal 21 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 1 do sensor de pressão e temperatura do ar. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) na função VOLTÍMETRO (V) do multímetro no fio do terminal 7 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 3 do sensor de pressão e temperatura do ar: a tensão deverá ser 5 Volts. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conector, sensor de pressão e temperatura do ar.
  • 6. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 6 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO AR DE ADMISSÃO, SENSOR DO TURBO - TENSÃO Verificar no conector de 55 pinos do PLD, conectado. Chave de ignição ligada - motor funcionando. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 29 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 4 do sensor de pressão e temperatura do ar na função VOLTÍMETRO (V) do multímetro. • Funcionar o motor e medir a tensão em várias RPMs do motor e conferir com a tabela abaixo. Tabela - valores aproximados. MOTOR RPM 1.000 RPM 1.500 RPM 2.000 RPM TENSÃO (VOLTS) 0,8 a 1,2 VOLTS 1,0 a 1,3 VOLTS 1,1 a 1,4 VOLTS Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conector, sensor de pressão e temperatura do ar, falta pressão no turbo, filtro de ar obstruído, intercooler obstruído.
  • 7. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 7 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO AR DE ADMISSÃO, SENSOR DO TURBO - TENSÃO Verificar no conector de 55 pinos do PLD conectado. Chave de ignição ligada. Com o multímetro na função VOLTÍMETRO (V), medir a tensão. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no fio do terminal 48 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 2 do sensor de pressão e temperatura do ar, medir e comparar com as especificações: Tensão a 25° C → 2,27 Volts - motor parado. Tensão a 60° C → 0,8 a 1,0 Volts - motor funcionando. • Medir as tensões nas duas temperaturas especificadas. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conector, sensor de pressão e temperatura do ar.
  • 8. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 8 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO AR DE ADMISSÃO, SENSOR DO TURBO Verificar no conector de 55 pinos do PLD desconectado. Chave de ignição desligada. • Verificar a resistência do sensor de pressão e temperatura do ar de admissão, entre os • terminais 21 e 48 do conector de 55 pinos do PLD ou entre pinos 1 e 2 do sensor. • Com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), medir a resistência e comparar com a especificação. Temperatura a 25° C →1,68 KΩ Temperatura a 80° C → 620 Ω • Ligar a ponta de prova vermelha (+) no terminal 21 do conector do PLD. • Ligar a ponta de prova preta (-) no terminal 48 do conector do PLD. • Medir as resistências nas duas temperaturas especificadas. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conector, sensor de pressão e temperatura do ar.
  • 9. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 9 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE PRESSÃO E TEMPERATURA DO AR DE ADMISSÃO, SENSOR DO TURBO - TENSÃO Verificar no conector de 55 pinos do PLD, conectado. Chave de ignição ligada. • Retirar o sensor da tubagem de admissão com o conector conectado e instalar no adaptador para teste. • Ligar a bomba de pressão com manômetro conforme ilustração. • Fechar a válvula de esfera do manômetro. • Com o multímetro na função VOLTÍMETRO (V), ligar ao fio do pino 29 do conector 55 pinos do PLD ou ao pino 4 do sensor. • Através da bomba, aplicar pressão ao sensor e verificar a voltagem de saída conforme tabela abaixo. Tabela - valores aproximados. Tensão x Altitude 0 bar 0,5 bar 1,0 bar 1,5 bar 2,0 bar Tensão 0 M 1,60 Volts 2,30 Volts 3,10 Volts 3,90 Volts 4,60 Volts Tensão 1000 M 1,40 Volts 2,10 Volts 2,90 Volts 3,70 Volts 4,40 Volts Tensão 2000 M 1,20 Volts 1,90 Volts 2,80 Volts 3,50 Volts 4,20 Volts Valores aproximados, pois dependem da pressão atmosférica local. Se o valores não forem encontrados e a alimentação estiver correta, verificar: fios e/ou conectores, sensor.
  • 10. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 10 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE TEMPERATURA DA ÁGUA - TENSÃO Verificar no conector de 55 pinos de PLD, conectado. Chave de ignição ligada, motor parado. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no fio do terminal 34 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 2 do sensor de temperatura da água na função VOLTÍMETRO (V). • Medir as tensões em várias temperaturas e conferir com a tabela abaixo. Tabela - valores aproximados. TEMPERATURA °C 25 °C 80 °C TENSÃO - VOLTS 2,9 VOLTS 1,1 VOLTS
  • 11. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 11 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE TEMPERATURA DA ÁGUA - RESISTÊNCIA Verificar no conector de 55 pinos de PLD, desconectado. Chave de ignição desligada, motor parado. • Verificar a resistência do sensor de temperatura da água entre os terminais 3 e 34 do conector de 55 pinos do PLD, ou entre os pinos 1 e 2 do sensor. • Com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), medir a resistência e comparar com especificação. Temperatura 25°C 2,0 KΩ Temperatura 80°C 320 Ω • Ligar a ponta de vermelha (+) do multímetro no terminal 3 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 1 do sensor. • Ligar a ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 34 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 2 do sensor. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, sensor de temperatura da água.
  • 12. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 12 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE ROTAÇÕES DO MOTOR - RESISTÊNCIA Verificar no conector de 55 pinos de PLD, desconectado. Chave de ignição desligada. • Verificar a resistência do sensor de rotações do motor entre os terminais 2 e 19 do conector do PLD ou pinos do sensor. • Com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), medir a resistência e comparar com especificação. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 02 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar a ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 19 do conector de 55 pinos do PLD. • A resistência deve ser de 1.080 a 1.320Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conector, sensor de rotações do motor.
  • 13. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 13 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE P.M.S - SENSOR DE FASE - RESISTÊNCIA Verificar no conector de 55 pinos de PLD, desconectado. Chave de ignição desligada. • Verificar a resistência do sensor de PMS, “sensor de fase” entre os terminais 1 e 20 do conector do PLD ou entre pinos do sensor. • Com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), medir a resistência e comparar com especificação: • Ligar a ponta de prova vermelha (+)do multímetro no terminal 20 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar a ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 1 do conector de 55 pinos do PLD. • A resistência deve ser de 1080 a 1320 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conectores, sensor de PMS.
  • 14. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 14 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DO NÍVEL DO ÓLEO DO MOTOR - RESISTÊNCIA Verificar no conector de 55 pinos do PLD, desconectado. Chave de ignição desligada. • Verificar a resistência do sensor de nível de óleo entre os terminais 33 e 49 do conector do PLD ou entre os pinos 1 e 2 do sensor. • Com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), medir a resistência e comparar com especificação. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 49 de 55 pinos do PLD ou pino 2 do sensor. • Ligar a ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 33 de 55 pinos do PLD ou pino 1 do sensor. • Nível de óleo na vareta medidora, marca superior de 20 a 24 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou sensor do nível do óleo.
  • 15. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 15 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE TEMPERATURA DO ÓLEO COMBUSTÍVEL - RESISTÊNCIA Verificar conector 55 pinos do PLD desconectado. Chave de ignição desligada. • Verificar a resistência do sensor de temperatura do óleo combustível entre os terminais 4 e 36 do conector do PLD, ou entre os pinos 1 e 2 do sensor. • Com o multímetro na função OHMÍMETRO(Ω), medir a resistência e comparar com especificação. • Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 36. • Ligar a ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 04: • temperatura 80° C → 830 Ω a 880 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conectores, sensor de temperatura do óleo combustível.
  • 16. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 16 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. SENSOR DE TEMPERATURA DO ÓLEO COMBUSTÍVEL - TENSÃO Verificar no conector de 55 pinos do PLD conectado. Chave de ignição ligada, motor parado. • 1 - Com o multímetro na função VOLTÍMETRO (V) medir a tensão no fio do terminal 36 do conector do PLD. • 2 - Ligar a ponta de prova vermelha (+) do multímetro no fio do terminal 36 do conector de 55 pinos do PLD ou pino 2 do sensor de temperatura do óleo combustível e medir a tensão. • 3 - Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro na carcaça do veículo ou terminal negativo da bateria. Motor parado, temperatura de 25° C, a tensão deve ser de 2,0 a 2,6 Volts. Se a temperatura for 80° C a tensão deverá ser de 1,8 a 2,0 Volts. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conectores, sensor de temperatura do óleo combustível.
  • 17. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 17 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 6 CILINDROS - OM 457 LA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 1 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 1 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 54 do conector 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 16 do conector 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conector, bobina solenóide da unidade injetora, cilindro 1 do motor.
  • 18. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 18 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 6 CILINDROS - OM 457 LA - RESISTÊNCIA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 2 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO(Ω), a resistência da bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 02 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 47 do conector 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 16 do conector 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fios e/ou conector, bobina solenóide da unidade injetora, cilindro 2 do motor.
  • 19. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 19 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 6 CILINDROS - OM 457 LA - RESISTÊNCIA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 3 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 3 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 53 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 16 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 3 do motor.
  • 20. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 20 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 6 CILINDROS - OM 457 LA - RESISTÊNCIA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 4 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 4 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 38 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 09 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 4 do motor.
  • 21. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 21 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 6 CILINDROS - OM 457 LA - RESISTÊNCIA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 5 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 5 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 45 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 09 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 5 do motor.
  • 22. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 22 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 6 CILINDROS - OM 457 LA - RESISTÊNCIA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 6 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 6 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 44 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 09 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 6 do motor.
  • 23. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 23 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 4 CILINDROS - OM 904 LA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 1 - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide do cilindro 1 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 54 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 16 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 1 do motor.
  • 24. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 24 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 4 CILINDROS - OM 904 LA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 2 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide do cilindro 2 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 53 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 16 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 2 do motor.
  • 25. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 25 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 4 CILINDROS - OM 904 LA UNIDADE INJETORA DO CILINDRO 3 DO MOTOR - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide do cilindro 3 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 45 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 09 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 3 do motor.
  • 26. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 26 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. MOTOR 4 CILINDROS - OM 904 LA UNIDADE INJETORA DO CICLINDRO 4 - RESISTÊNCIA Chave de ignição desligada, conector PLD 55 pinos desconectado. • Verificar com o multímetro na função OHMÍMETRO (Ω), a resistência da bobina solenóide do cilindro 4 do motor. • Ligar ponta de prova preta (-) do multímetro no terminal 44 do conector de 55 pinos do PLD. • Ligar ponta de prova vermelha (+) do multímetro no terminal 09 do conector de 55 pinos do PLD: a resistência deverá ser de 0,3 a 0,9 Ω. Se os valores não forem encontrados, verificar: fio e/ou conectores, bobina solenóide da unidade injetora do cilindro 4 do motor.
  • 27. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 27 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. ESQUEMA ELÉTRICO - OM 904 LA - 1999 → 712C / 914C E 1215C 10 03 24V DA BATERIA M SISTEMA DE PARTIDA BR/AM VM SENSOR DE TEMP. DA ÀGUA MR 01 VD/VM 11 VÁLVULAS INJETORAS 02 09 54 20 01 PLD-55 RELÉ DO MOTOR DE PARTIDA VM 8687 3085 CHAVE DE IGNIÇÃO SENSOR DE PMS VÁLV. FREIO MOTOR CZ/PT PT/VD 04 BR/PT 08 ABS 07 16 06 18 11 14 04 13 ADM-18 04MR/VD SENSOR DE TEMP. DO COMB. SENSOR DE TEMP. / PRESSÃO DO AR SENSOR DE TEMP. DO ÓLEO SENSOR DE PRESSÃO DO ÓLEO PLD-16 SENSOR DE ROTAÇÃO 19 02 34VM/AM 36MR/AZ 07VD 29 21CZ/AM 48BR 15MR/AM 39CZ/MR 06MR/CZ 32PT 16 04 MR/CZ 03 MR/VM 02 AM 01 AZ 13 PT/CZ 06 VM 05 VM 15 PT/VM 08 BR/PT CONECTOR DE DIAGNOSE 8687 3085 RELÉ AUXILIAR P/ BARRAMENTO KL15 8687 3085 12 ADR0 ADR2 ADR+ ADR- ACELERADOR PWM 1 15 ACELERADOR PWM 2 11 05 14 07 12 15 05 AM INTERRUPTOR DO FREIO MOTOR 8/6 8/7 4/3 8/8 8/4 8/1 8/5 4/4 03 CONTROLEDA PARTIDAAFRIO F 20 F 11 F 17 09 06 ADM-9 05 07 05 F19 5 A BR/VD18 47 01 F 38 VÁLVULA INJET. PART. A FRIO VELA INCANDESCENTE ADM-15 EIXO TRASEIRO DSF0 ADR1 AR COND. CONTA-GIROS TACOMETRO POLIA A/C PRESSÃO A/C PT MR PT MR PT/VD MR BR MR AZ/BR MR/PT AZ/VD AZ/TS MR VM VM VM VM AZ/PT VM/PT BR/AZAZ MR VM PT PT PT VM VM/PT MR/AM VM/PT MOTOR DE PARTIDA B+ D+ W BALTERNADOR G MR PT/AZ AM/VM PRESSÃO DO ÓLEO TEMP. D’ÁGUA INDICADORES AM BR/PT VD/PT PT/VD MR BR/PT 5 A 7,5 A VM/PT 5A INT. TEMP.MOTOR P/ PARTIDA A FRIO MR 8/2 VD VD/AZ 53 38 ADM-12 06 INTERRUP. BLOQUEIO DA ACELERAÇÃO VI/BR INTERRUPTOR TRANSMISSÃO DESENGATADA F 36 25A 13 03 LÂMP. DE DIAGNOSE LÂMP. NÍVEL DE ÓLEO CIL 4 CIL 3 CIL 2 CIL 1 CONECTORES DA ECU PLD - 55 ADM - 12 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 PLD - 16 ADM - 18ADM - 9 ADM - 15 CINZAAMARELO ROXO CZ/PT CZ/PT VM/VD CZ/AZ CZAM PT VM/AM BR/PT KL50 SÉRIE 2001 5 A 06 VÁLVULA MAGNÉTICA DO FREIO DO MOTOR 08 09 VM INTERRUPTOR PONTO MORTO 45 09 44 CIL 6 CIL 5 CZ/AZ CZAM VM/AZ
  • 28. MANUAL DE TESTES - SDC 701 09/2002 Todos os DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS pela Lei nº 5988 de 14/12/1973 (Lei dos Direitos Autorais). 28 Reservamo-nos o direito de fazer alterações nesta obra sem prévio aviso. ESQUEMA ELÉTRICO - OM 457 LA - 1999 → 1938 E 1938 LS 10 03 24V DA BATERIA M SISTEMA DE PARTIDA BR/AM VM SENSOR DE TEMP. DA ÀGUA MR 01 VD/VM 11 VÁLVULAS INJETORAS 02 09 54 20 01 PLD-55 RELÉ DO MOTOR DE PARTIDA VM 8687 3085 CHAVE DE IGNIÇÃO SENSOR DE PMS VÁLV. FREIO MOTOR CZ/PT PT/VD 04 BR/PT 08 ABS 07 16 06 18 11 14 04 13 ADM-1804MR/VD SENSOR DE TEMP. DO COMB. SENSOR DE TEMP. / PRESSÃO DO AR SENSOR DE TEMP. DO ÓLEO SENSOR DE PRESSÃO DO ÓLEO PLD-16 SENSOR DE ROTAÇÃO 19 02 34VM/AM 36MR/AZ 07VD 29 21CZ/AM 48BR 15MR/AM 39CZ/MR 06MR/CZ 32PT 16 04 MR/CZ 03 MR/VM 02 AM 01 AZ 13 PT/CZ 06 VM 05 VM 15 PT/VM 08 BR/PT CONECTOR DE DIAGNOSE 8687 3085 RELÉ AUXILIAR P/ BARRAMENTO KL15 8687 3085 12 ADR0 ADR2 ADR+ ADR- ACELERADOR PWM 1 15 ACELERADOR PWM 2 11 05 14 07 12 15 05 AM INTERRUPTOR DO FREIO MOTOR 8/6 8/7 4/3 8/8 8/4 8/1 8/5 4/4 03 CONTROLEDA PARTIDAAFRIO F 20 F 11 F 17 09 06 ADM-9 05 07 05 F19 5 A BR/VD18 47 01 F 38 VÁLVULA INJET. PART. A FRIO VELA INCANDESCENTE ADM-15 EIXO TRASEIRO DSF0 ADR1 AR COND. CONTA-GIROS TACOMETRO POLIA A/C PRESSÃO A/C PT MR PT MR PT/VD MR BR MR AZ/BR MR/PT AZ/VD AZ/TS MR VM VM VM VM AZ/PT VM/PT BR/AZAZ MR VM PT PT PT VM VM/PT MR/AM VM/PT MOTOR DE PARTIDA B+ D+ W BALTERNADOR G MR PT/AZ AM/VM PRESSÃO DO ÓLEO TEMP. D’ÁGUA INDICADORES AM BR/PT VD/PT PT/VD MR BR/PT 5 A 7,5 A VM/PT 5A INT. TEMP.MOTOR P/ PARTIDA A FRIO MR 8/2 VD VD/AZ 53 38 ADM-12 06 INTERRUP. BLOQUEIO DA ACELERAÇÃO VI/BR INTERRUPTOR TRANSMISSÃO DESENGATADA F 36 25A 13 03 LÂMP. DE DIAGNOSE LÂMP. NÍVEL DE ÓLEO CIL 4 CIL 3 CIL 2 CIL 1 CONECTORES DA ECU PLD - 55 ADM - 12 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 PLD - 16 ADM - 18ADM - 9 ADM - 15 CINZAAMARELO ROXO CZ/PT CZ/PT VM/VD CZ/AZ CZAM PT VM/AM BR/PT KL50 SÉRIE 2001 5 A 06 VÁLVULA MAGNÉTICA DO FREIO DO MOTOR 08 09 VM INTERRUPTOR PONTO MORTO 45 09 44 CIL 6 CIL 5 CZ/AZ CZAM VM/AZ

×