• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
O problema da justificação do estado
 

O problema da justificação do estado

on

  • 5,988 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,988
Views on SlideShare
5,064
Embed Views
924

Actions

Likes
0
Downloads
93
Comments
0

8 Embeds 924

http://jornaldefilosofia-diriodeaula.blogspot.com 583
http://projectos.ese.ips.pt 227
http://jornaldefilosofia-diriodeaula.blogspot.pt 85
http://jornaldefilosofia-diriodeaula.blogspot.com.br 22
http://www.jornaldefilosofia-diriodeaula.blogspot.com 4
http://www.mefeedia.com 1
http://webcache.googleusercontent.com 1
http://www.bing.com 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O problema da justificação do estado O problema da justificação do estado Presentation Transcript

    • O PROBLEMA DA JUSTIFICAÇÃO DO ESTADO
    • O QUE É O ESTADO? É uma instituição que regula e organiza a vida social exercendo o seu poder e autoridade sobre os cidadãos Característica essencial: Soberania ou poder político autónomo Poder coercivo
    • O QUE LEGITIMA A AUTORIDADE DO ESTADO? Temos sempre o dever de obedecer ao Estado? ORIGEM E NECESSIDADE DE JUSTIFICAÇÃO DO ESTADO HOBBES LOCKE TEORIAS CONTRATUALISTASTeorias que explicam a origem e legitimidade do Estado como resultado de um pacto mediante o qual os indivíduos admitem ser governados por um poder e autoridade soberanos em troca da garantia dos interesses que estavam em risco no Estado Natureza.
    • Thomas Hobbes 1588-1679 A sua teoria política parte da ideia de que o homem é mau por natureza O objectivo fundamental do Estado é garantir a segurança e a paz social porque esse é o interesse primordial de qualquer ser humano.
    • E S TA D O D E N AT U R E Z A Antes da sociedade política imperava a lei natural do mais forte. O estado de natureza é aquele em que todos se julgam com direito a tudo. Ninguém reconhece ou respeita qualquer direito. A vida humana é um constante conflito e está permanentemente ameaçada pela guerra.
    • C O N T R ATO Ninguém, racionalmente, pode viver uma situação em que não há garantia de continuar a viver. Para garantir segurança, ordem e estabilidade, os indivíduos renunciam incondicional e irrevogavelmente aos seus direitos. Os indivíduos cedem os seus direitos a uma só pessoa: o soberano, a única autoridade que pode assegurar a ordem e a paz sociais. ESTADO AUTORITÁRIO – PODER ABSOLUTO DO MONARCA OU DO SOBERANO
    • John Locke 1632-1704 Fundador do liberalismo político Rejeitou o carácter divino da monarquia – A soberania reside na comunidade, no povo e não na monarquia. O Estado deve respeitar os direitos individuais.
    • E S TA D O D E N AT U R E Z A Antes da sociedade política os indivíduos já gozavam de direitos básicos como a liberdade, a propriedade e o direito à vida. Mas não existiam mecanismos que obrigassem a respeitar os direitos naturais, nem para legitimamente castigar os que os violem.
    • C O N T R ATO Para assegurar o respeito pelos direitos naturais, os indivíduos dão ao Estado o poder de os defender e tutelar. O contrato social é revogável: pode ser revogado caso os governantes não respeitem os direitos inalienáveis dos cidadãos . DEMOCRACIA REPRESENTATIVA
    • Escola Secundária D. João IIJornal de Filosofia – 10ºBAdaptado manual Plátano Editora – 10º ano