I Really Love Bees: O poder de envolvimento da narrativa transmídia nos ARGs

1,730 views

Published on

Apresentação de defesa de monografia - 2º/2010 - Comunicação Social - UnB

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,730
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
101
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • I Really Love Bees: O poder de envolvimento da narrativa transmídia nos ARGs

    1. 1. Tema• Narrativa + Envolvimento = ?• O que uma história precisa ter para envolver as pessoas?
    2. 2. Tema
    3. 3. Tema• ARGs (Alternate Reality Games);
    4. 4. Tema• ARGs (Alternate Reality Games);• Uma nova forma de contar histórias;
    5. 5. Tema• ARGs (Alternate Reality Games);• Uma nova forma de contar histórias;• “Um drama interativo jogado online e em espaços do mundo real, que se passa em várias semanas ou meses, em que dezenas, centenas, milhares de jogadores se reúnem online, formam redes sociais cooperativas e trabalham juntos para resolver um mistério ou um problema que seria absolutamente impossível resolver sozinho” (MCGONIGAL, 2004).”
    6. 6. Tema
    7. 7. Tema• Narrativa transmídia
    8. 8. Tema• Narrativa transmídia• This is not a Game
    9. 9. Tema• Narrativa transmídia• This is not a Game• Comunidades
    10. 10. Tema• Narrativa transmídia• This is not a Game• Comunidades• “Você pode ler um livro sobre Nárnia. Um ARG permite que o jogador percorra a parte que há por trás do guarda- roupa, encontre Nárnia no mundo real e use as habilidades, capacidades e amizades que ele possui no mundo real para influenciar o que acontece em Nárnia. Ou, mais exatamente, ele permite que Nárnia chegue até ele”. Sean Stewart
    11. 11. I Love Bees
    12. 12. I Love Bees• ARG Promocional jogo Halo 2 (2004)• Trailler site hackeado orelhões• Radionovelas• 2,5 milhões de pessoas• Centenas de sites, dúzias de blogs, milhares de e-mails, várias imagens em Jpeg e mais de 40 mil gravações em MP3 para contar uma narrativa durante 4 meses.
    13. 13. Why I Love Bees?• 2,5 milhões de pessoas envolvidas;• A narrativa era o prêmio;• Muito material disponível para análise.
    14. 14. Problema• Como os elementos narrativos associados aos recursos transmídia envolvem a audiência em um alternate reality game?
    15. 15. Justificativa• Tema novo com poucos trabalhos acadêmicos;• Compreensão do contexto no qual a comunicação se insere atualmente.
    16. 16. Objetivo Geral• Analisar e entender os elementos da narrativa transmídia que envolveram e motivaram a participação popular no ARG I Love Bees.
    17. 17. ObjetivosEspecíficos
    18. 18. Objetivos Específicos• Entender quais são os elementos que constituem uma narrativa;
    19. 19. Objetivos Específicos• Entender quais são os elementos que constituem uma narrativa;• Entender o que é uma narrativa ficcional e uma narrativa transmídia;
    20. 20. Objetivos Específicos• Entender quais são os elementos que constituem uma narrativa;• Entender o que é uma narrativa ficcional e uma narrativa transmídia;• Entender o que é um ARG;
    21. 21. Objetivos Específicos• Entender quais são os elementos que constituem uma narrativa;• Entender o que é uma narrativa ficcional e uma narrativa transmídia;• Entender o que é um ARG;• Fazer uma análise dos elementos da narrativa transmidiática no ARG I Love Bees;
    22. 22. Objetivos Específicos• Entender quais são os elementos que constituem uma narrativa;• Entender o que é uma narrativa ficcional e uma narrativa transmídia;• Entender o que é um ARG;• Fazer uma análise dos elementos da narrativa transmidiática no ARG I Love Bees;• Analisar a relação destes com o envolvimento dos jogadores, a partir das características da narrativa transmídia, do contexto histórico e social nos quais eles se inserem.
    23. 23. Estrutura
    24. 24. Estrutura• Narrativa
    25. 25. Estrutura• Narrativa• Ficção: imagem, imaginário e imaginação
    26. 26. Estrutura• Narrativa• Ficção: imagem, imaginário e imaginação• Narrativa transmídia
    27. 27. Estrutura• Narrativa• Ficção: imagem, imaginário e imaginação• Narrativa transmídia• ARG
    28. 28. Estrutura• Narrativa• Ficção: imagem, imaginário e imaginação• Narrativa transmídia• ARG• Comunidade
    29. 29. Estrutura• Narrativa• Ficção: imagem, imaginário e imaginação• Narrativa transmídia• ARG• Comunidade• Estudo de caso
    30. 30. Estrutura• Narrativa• Ficção: imagem, imaginário e imaginação• Narrativa transmídia• ARG• Comunidade• Estudo de caso• Conclusão
    31. 31. Referencial• Narrativa Genette, Cândida Vilares, Luiz Gonzaga Todorov, Barthes, Motta, Doc Comparato, Robert Mckee, Marcelo Bulhões• Narrativa Transmídia Henry Jenkins, Marcelo Bulhões• ARG Jane McGonigal, Luiz Adolfo de Andrade, IGDA, Baudrillard, Bauman
    32. 32. Metodologia• Estudo de Caso ARG I Love Bees• Análise da narrativa (Luiz Gonzaga Motta)• Reconstrução da narrativa• Viés pragmático
    33. 33. Metodologia• 6 movimentos Luiz Gonzaga Motta• 1. Recomposição da intriga ou acontecimento;• 2. Identificar os conflitos e a funcionalidade dos episódios;• 3. Reconhecer a construção das personagens;• 4. Identificar as estratégias comunicativas (observando tanto as estratégias objetivas de construção de efeitos do real quanto as estratégias subjetivas de construção de efeitos poéticos);• 5. A relação comunicativa e o contrato cognitivo (analisando o ato comunicativo entre narrador e narratário);• 6. A identificação das metanarrativas
    34. 34. Análise
    35. 35. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;
    36. 36. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)
    37. 37. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)• Universo do jogo Halo;
    38. 38. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)• Universo do jogo Halo;• Personagens redondos;
    39. 39. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)• Universo do jogo Halo;• Personagens redondos;• Jogador personagem;
    40. 40. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)• Universo do jogo Halo;• Personagens redondos;• Jogador personagem;• Jogador narrador;
    41. 41. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)• Universo do jogo Halo;• Personagens redondos;• Jogador personagem;• Jogador narrador;• Efeito de real - This is not a game
    42. 42. Análise• Narrativa complexa, transmidiática;• Micronarrativas (Bremond)• Universo do jogo Halo;• Personagens redondos;• Jogador personagem;• Jogador narrador;• Efeito de real - This is not a game• Efeito poético - Suspense e relações passionais
    43. 43. Análise
    44. 44. Análise• O jogo é a própria história (Exploração + Interação + Desafio);
    45. 45. Análise• O jogo é a própria história (Exploração + Interação + Desafio);• Experiência individual e participação em comunidades;
    46. 46. Análise• O jogo é a própria história (Exploração + Interação + Desafio);• Experiência individual e participação em comunidades;• Contexto Histórico (Web 2.0, ascenção dos videogames);
    47. 47. Análise• O jogo é a própria história (Exploração + Interação + Desafio);• Experiência individual e participação em comunidades;• Contexto Histórico (Web 2.0, ascenção dos videogames);• Contexto cultural - Ficção científica;
    48. 48. Análise• O jogo é a própria história (Exploração + Interação + Desafio);• Experiência individual e participação em comunidades;• Contexto Histórico (Web 2.0, ascenção dos videogames);• Contexto cultural - Ficção científica;• A influência da “moral” dos jogadores na narrativa.
    49. 49. Conclusão• Narrativa + Envolvimento = 3 aspectos
    50. 50. Conclusão• 3 aspectos• 1º - Contexto - Convergência midiática - Cultura participativa (prossumidor) - Inteligência coletiva - Web 2.0 - Ascenção dos videogames
    51. 51. Conclusão• 3 aspectos• 2º - Aspectocomunidades que se reconhecem e se - Formação de Social identificam a partir de ideias e princípios compartilhados; - Jogo desenhado para tornar impossível a resolução individual dos desafios.
    52. 52. Conclusão• 3 aspectos• 3º - Elementos narrativos 2.0 - Personagem - Tempo - Ambiente - Fato - Narrador
    53. 53. ObrigadoHeitor Albernaz de Faria Brasília, 2011

    ×