A Síndrome de Asperger e o Autismo de Alto Funcionamento: Diferenciando as duas condições

  • 3,207 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
3,207
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
137
Comments
1
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A SÍNDROME DE ASPERGER EO AUTISMO DE ALTOFUNCIONAMENTO:ENTENDENDO AS DUASCONDIÇÕES
  • 2. Hebert Bruno N. Campos
  • 3. Biólogo e ProfessorE-mail: hebert_campos@hotmail.com
  • 4. ESPECTRO AUTISTA:Conjunto de condições comportamentais típicasdas desordens invasivas do desenvolvimentoaplicáveis a diferentes níveis de gravidade.
  • 5. Transtornos do Espectro autista (TEA) Síndrome de Rett Transtorno desintegrativo da infância Transtornos autísticos Síndrome de Asperger Transtornos Invasivos de desenvolvimento sem outras especificações
  • 6. Síndrome de Rett Síndrome de AspergerTranstorno Desintegrativo da Infância Transtornos autísticos Transtornos não especificados
  • 7. O espectro autísticoSevero Moderado LeveKanner TID-SOE AAF/SA
  • 8. Social e Emocional Linguagem e Comunicação• Isolamento social• Baixa inteligência social • Atraso de linguagem ou• Expressão das emoções linguagem inapropriadadeficientes • Contato visual pobre Interesses • Intensos e restritos • Repetitivos
  • 9. Transtornos autísticos Autismo de Alto Funcionamento Autismo de Baixo Funcionamento(Autismo clássico, “Autismo de Kanner”)
  • 10. QI AltoSuperdotados Aspies Médio Autistas de Alto Funcionamento Autistas de Baixo Funcionamento Baixo
  • 11. Autismo de Baixo Funcionamento Presença de retardo mental severo Baixa inteligência social Maior comprometimento geral
  • 12. Autismo de Alto Funcionamento Presença de retardo mental leve Baixa inteligência social Menor comprometimento geral
  • 13. O que é deficiência mental ?Segundo a AAMR (Associação Americana deDeficiência Mental) e DSM-IV (Manual Diagnóstico eEstatístico de Transtornos Mentais), pode-se definirdeficiência mental como o estado de redução notáveldo funcionamento intelectual inferior à média,associado a limitações pelo menos em dois aspectos dofuncionamento adaptativo: comunicação, cuidadospessoais, competência domésticas, habilidades sociais,utilização dos recursos comunitários, autonomia, saúdee segurança, aptidões escolares, lazer e trabalho.
  • 14. Intensidade dos apoiosIntermitente:Apoio quando necessário. Se caracteriza por sua natureza de episódios. Assim, a pessoa nãoprecisa sempre de apoio ou requer apoio de curta duração durante momentos de transição emdeterminados ciclos da vida (por exemplo, perda do emprego ou fase aguda de uma doença). Esteapoio pode ser de alta ou de baixa intensidade.Limitado:Apoios intensivos caracterizados por sua duração, por tempo limitado, mas não intermitente.Podem requerer um menor número de profissionais e menor custo que outros níveis de apoiomais intensivos (por exemplo, treinamento para o trabalho por tempo limitado ou apoiostransitórios durante o período entre a escola e a vida adulta).Extenso:Apoios caracterizados por sua regularidade (por exemplo, diária) em pelo menos em algumasáreas (tais como na vida familiar ou na profissional) e sem limitação temporal (por exemplo, apoioa longo prazo e apoio familiar a longo prazo)Generalizado:Apoios caracterizados por sua constância e elevada intensidade, proporcionados em diferentesáreas, para proporcionar a vida. Estes apoios generalizados exigem mais pessoal e maiorintromissão que os apoios extensivos ou os de tempo limitado. "
  • 15. Síndrome de Asperger Não há presença de retardo mental. Inteligência preservada. Baixa inteligência social QI igual ou acima da média (podem haver superdotados). A maioria é diagnosticada entre os 5 e 9 anos de idade.
  • 16. Partes do cérebro afetadas pelo autismo Córtex cerebral Amídala Glânglia basal Corpo caloso Hipocampo Tronco cerebral Cerebelo
  • 17. Paul Eugen BleulerO psiquiatra suíço Eugen Bleuler (1857 -1939),em 1908, propôs o nome esquizofrenia, edescreveu os sintomas que consideroufundamental na identificação da doença. Depoisdisso, Bleuler também criou o termo autismo emuma edição de 1912 do American Journal ofInsanity.
  • 18. Da palavra grega autos (αὐτός, que significa auto).AUTISMO
  • 19. É uma condição neuropsiquiátrica que interrompe odesenvolvimento da inteligência social.AUTISMO
  • 20. Leo KannerO psiquiatra austríaco Leo Kanner (1894- 1981),em 1943 publicou a obra que associou seu nomeao autismo: “Autistic disturbances of affectivecontact”, na revista Nervous Children, número 2,páginas 217-250. Nela, descreveu os casos de onzecrianças que tinham em comum “um isolamentoextremo desde o início da vida e um desejoobsessivo pela preservação da mesmice”,denominando-as de “autistas”.
  • 21. Hans AspergerHans Asperger, neuropediatra autríaco (1906-1980). Submeteu em 1943, o artigo “DieAutistischen Psychopathen im Kindesalter” (Apsicopatia autista na infância), à revista científicaArchiv für psychiatrie und Nervenkrankheiten,que o publicou no ano seguinte, no seu número117, páginas 76-136. Seu trabalho baseou-se emestudos que envolveram mais de 400 crianças.
  • 22. Dr. Asperger...Observou que o padrão de comportamento ehabilidades que descreveu ocorria preferencialmente emmeninos; denominou-o de psicopatia autista, umadesordem da personalidade que incluía: falta deempatia, baixa capacidade de formar amizades,conversação unilateral, intenso foco em um assunto deinteresse especial e movimentos descoordenados.Asperger chamava as crianças que estudou de pequenosprofessores, devido a sua habilidade de discorrer sobreum tema detalhadamente.
  • 23. Lorna WingDra. Lorna Wing (1928-) é um médicapsiquiátrica britânica, fundou a National AutisticSociety (NAS) no Reino Unido, em 1962.Elaborou a “Tríade de Wing”, o “espectroautista” como também foi a primeira a usar anomenclatura “Síndrome de Asperger”.
  • 24. Lars Christopher GillbergDr. Gillberg (1950-), sueco, professor epsiquiatra. Elaborou critérios de avaliaçãodiagnóstica para aspies e estabeleceu importantespesquisas na Suécia.
  • 25. Simon Baron-CohenDr. Simon Baron-Cohen (1958-), é Professor dePsicopatologia DesenvolvimentalPsychopathology nos Departamentos dePsychiatria e Psicologia ExperimentalExperimental da Universidade de Cambridge,Reino Unido. Elaborou o Autism SpectrumQuotient (AQ) e teorias para explicar as origensdo autismo.
  • 26. Tony AttwoodTony Attwood, psicólogo clínico, é doutoradopela Universidade de Londres. O seu interessepela Síndrome de Asperger e a sua experiênciaclínica de acompanhamento de pessoasportadoras desta síndrome remontam a 1971,sendo hoje o mais conceituado especialista desteassunto. Reside em Queensland, na Austrália, éProfessor na Universidade de Griffith, e viajapelo mundo inteiro, dinamizando conferências eseminários de divulgação da síndrome.
  • 27. Origem e Causas
  • 28. Prevalência• TEA: Estimativa entre 2 a 6 por 1000 crianças.• Síndrome de Asperger: aproximadamente 1 a cada 1000 crianças.• Atualmente, nos Estados Unidos cerca de 1 em cada 100 crianças já são diagnosticadas com alguma forma de autismo.
  • 29. Incidência• Incidência da SA: 3 a 6 homens para 1 mulher• Incidência do Autismo: 2-4/1 (homem/mulher)
  • 30. Tratamentos Farmacológico Antidepressivos (ex. Fluoxetina) Ansiolíticos (ex. Rivotril) Psicoterapia Psicologia Cognitiva Comportamental (TCC) Terapia fonoaudiológica Terapias diversas
  • 31. Diferenças Síndrome de Asperger XAutismo de AltoFuncionamento
  • 32. SÍNDROME DE ASPERGER AUTISMO DE ALTO FUNCIONAMENTOCoeficiente intelectual geralmente acima do normal Coeficiente intelectual geralmente abaixo do normalNormalmente o diagnóstico se realiza depois dos 3 anos Normalmente o diagnóstico se realiza antes dos 3 anosAparecimento da linguagem em tempo normal Atraso no aparecimento da linguagemTodos são verbais Cerca de 75% falam. Outros 25% são totalmente não verbaisGramática e vocabulário acima da média Gramática e vocabulário limitadosInteresse geral nas reações sociais. Desejam ter amigos e se sentem Desinteresse geral nas reações sociais. Pouco empáticos.frustrados pelas suas dificuldades sociais. Empáticos.Incidência de convulsões igual que o resto da população Um terço apresenta convulsõesDesenvolvimento físico normal sem associações. Desenvolvimento físico normal mas podem associar-se a síndromesInteresses obsessivos de “alto nível” Nenhum interesse obsessivo de “alto nível”Os pais detectam problemas por volta dos dois anos e meio Os pais detectam problemas por volta dos 18 meses de idadeAs queixas dos pais são os problemas de linguagem, ou em As queixas dos pais são os retardos da linguagem e problemas desocialização e conduta. comportamentoQuase não apresentam estereotipias. Quando aparecem são Estereotipias são freqüentes em mais de 90% dos casos, bem comotransitórias. Apresentam mais “manias” que maneirismos com o maneirismos corporais.corpo.Não tem ecolalia Tem ecolaliaApresentam pensamentos obsessivos Apresentam pensamentos repetitivosAlfabetizados e letrados Podem ser alfabetizadosMemória superior á média da população Podem ter memória superior à média da populaçãoFreqüentam escola regular sem necessidade de adaptações rígidas Podem ser alfabetizados
  • 33. Diagnóstico Existem diferentes diagnósticos para a Síndrome de Asperger. Os mais adotados atualmente são:1. Gillberg (1988)2. CID 10 (1993)3. DSM-IV (1994)
  • 34. Gillberg I. Comprometimento social (egocentrismo extremo) II. Padrões restritos de interesse III. Rotinas e rituais IV. Peculiaridades de discurso e linguagem V. Problemas na comunicação não-verbal VI. Desajeitamento motor (incoordenação motora)
  • 35. CID-10F84.5 SÍNDROME DE ASPERGERTranstorno de validade nosológica incerta, caracterizado por umaalteração qualitativa das interações sociais recíprocas, semelhanteà observada no autismo, com um repertório de interesses eatividades restrito, estereotipado e repetitivo.Ele se diferencia do autismo essencialmente pelo fato de que nãose acompanha de um retardo ou de uma deficiência de linguagemou do desenvolvimento cognitivo. Os sujeitos que apresentameste transtorno são em geral muito desajeitados. As anomaliaspersistem freqüentemente na adolescência e idade adulta. Otranstorno se acompanha por vezes de episódios psicóticos noinício da idade adulta.
  • 36. CID-10F84.5 SÍNDROME DE ASPERGERTranstorno de validade nosológica incerta, caracterizado por umaalteração qualitativa das interações sociais recíprocas, semelhanteà observada no autismo, com um repertório de interesses eatividades restrito, estereotipado e repetitivo.Ele se diferencia do autismo essencialmente pelo fato de que nãose acompanha de um retardo ou de uma deficiência de linguagemou do desenvolvimento cognitivo. Os sujeitos que apresentameste transtorno são em geral muito desajeitados. As anomaliaspersistem freqüentemente na adolescência e idade adulta. Otranstorno se acompanha por vezes de episódios psicóticos noinício da idade adulta.
  • 37. DSM-IVF84.0 - 299.00 TRANSTORNO AUTISTA - DSM.IVCritérios Diagnósticos para F84.0 - 299.00 TranstornoAutista:A. Um total de seis (ou mais) itens de (1), (2) e (3), com pelomenos dois de (1), um de (2) e um de (3):(1) prejuízo qualitativo na interação social, manifestado por pelomenos dois dos seguintes aspectos:(a) prejuízo acentuado no uso de múltiplos comportamentosnão-verbais, tais como contato visual direto, expressão facial,posturas corporais e gestos para regular a interação social.
  • 38. DSM-IV(b) fracasso em desenvolver relacionamentos com seus paresapropriados ao nível de desenvolvimento(c) falta de tentativa espontânea de compartilhar prazer,interesses ou realizações com outras pessoas (por ex., nãomostrar, trazer ou apontar objetos de interesse)(d) falta de reciprocidade social ou emocional(2) prejuízos qualitativos na comunicação, manifestados por pelomenos um dos seguintes aspectos:(a) atraso ou ausência total de desenvolvimento da linguagemfalada (não acompanhado por uma tentativa de compensaratravés de modos alternativos de comunicação, tais como gestosou mímica)
  • 39. DSM-IV(b) em indivíduos com fala adequada, acentuado prejuízo nacapacidade de iniciar ou manter uma conversação(c) uso estereotipado e repetitivo da linguagem ou linguagemidiossincrática(d) falta de jogos ou brincadeiras de imitação social variados eespontâneos apropriados ao nível de desenvolvimento(3) padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses eatividades, manifestados por pelo menos um dos seguintesaspectos:(a) preocupação insistente com um ou mais padrõesestereotipados e restritos de interesse, anormais em intensidadeou foco(b) adesão aparentemente inflexível a rotinas ou rituaisespecíficos e não-funcionais
  • 40. DSM-IV(c) maneirismos motores estereotipados e repetitivos (por ex.,agitar ou torcer mãos ou dedos, ou movimentos complexos detodo o corpo)(d) preocupação persistente com partes de objetosB. Atrasos ou funcionamento anormal em pelo menos uma dasseguintes áreas, com início antes dos 3 anos de idade: (1)interação social, (2) linguagem para fins de comunicação social,ou (3) jogos imaginativos ou simbólicos.C. A perturbação não é melhor explicada por Transtorno de Rettou Transtorno Desintegrativo da Infância
  • 41. DSM-IVF84.5 - 299.80 TRANSTORNO DE ASPERGER - DSM.IV -DSM.IVCaracterísticas Diagnósticas:As características essenciais do Transtorno de Asperger são umprejuízo severo e persistente na interação social (Critério A) e odesenvolvimento de padrões restritos e repetitivos decomportamento, interesses e atividades (Critério B). Aperturbação deve causar prejuízo clinicamente significativo nasáreas social, ocupacional ou outras áreas importantes defuncionamento (Critério C).
  • 42. DSM-IVContrastando com o Transtorno Autista, não existem atrasosclinicamente significativos na linguagem (isto é, palavras isoladassão usadas aos 2 anos, frases comunicativas são usadas aos 3anos) (Critério D).Além disso, não existem atrasos clinicamente significativos nodesenvolvimento cognitivo ou no desenvolvimento dehabilidades de auto-ajuda apropriadas à idade, comportamentoadaptativo (outro que não na interação social) e curiosidadeacerca do ambiente na infância (Critério E).O diagnóstico não é dado se são satisfeitos critérios paraqualquer outro Transtorno Invasivo do Desenvolvimentoespecífico ou para Esquizofrenia (Critério F).
  • 43. DSM-IVCaracterísticas e Transtornos Associados:O Transtorno de Asperger é observado, ocasionalmente, emassociação com condições médicas gerais que devem sercodificadas no Eixo III.Vários sintomas ou sinais neurológicos inespecíficos podem serobservados. Os marcos motores podem apresentar atraso e umafalta de destreza motora em geral está presente.Prevalência:As informações sobre a prevalência do Transtorno de Aspergersão limitadas, mas ele parece ser mais comum no sexo masculino.
  • 44. DSM-IVCurso:O Transtorno de Asperger parece ter um início mais tardio doque o Transtorno Autista, ou pelo menos parece ser identificadoapenas mais tarde. Atrasos motores ou falta de destreza motorapodem ser notados no período pré-escolar.As dificuldades na interação social podem tornar-se maismanifestas no contexto escolar. É durante este período quedeterminados interesses idiossincráticos ou circunscritos (por ex.,fascinação com horários de trens) podem aparecer e serreconhecidos como tais. Quando adultos, os indivíduos com acondição podem ter problemas com a empatia e modulação dainteração social. Este transtorno aparentemente segue um cursocontínuo e, na ampla maioria dos casos, a duração é vitalícia.
  • 45. DSM-IVPadrão Familial:Embora os dados disponíveis sejam limitados, parece existir umafreqüência aumentada de Transtorno de Asperger entre osmembros das famílias de indivíduos com o transtorno.Diagnóstico Diferencial:O Transtorno de Asperger não é diagnosticado se são satisfeitosos critérios para Transtorno Invasivo do Desenvolvimento ouEsquizofrenia. Para o diagnóstico diferencial com TranstornoAutista. Para o diagnóstico diferencial com Transtorno de Rett.Para o diagnóstico diferencial com Transtorno Desintegrativo daInfância.
  • 46. DSM-IVO Transtorno de Asperger também deve ser diferenciado doTranstorno Obsessivo-Compulsivo e do Transtorno daPersonalidade Esquizóide. O Transtorno de Asperger e oTranstorno Obsessivo-Compulsivo compartilham padrõesrepetitivos e estereotipados de comportamento.Contrastando com o Transtorno Obsessivo-Compulsivo, oTranstorno de Asperger caracteriza-se por um prejuízoqualitativo na interação social e um padrão mais restrito deinteresses e atividades. Em comparação com o Transtorno daPersonalidade Esquizóide, o Transtorno de Asperger écaracterizado por comportamentos e interesses estereotipados einteração social mais gravemente comprometida.
  • 47. DSM-IVCritérios Diagnósticos para F84.5 - 299.80 Transtorno deAsperger :A. Prejuízo qualitativo na interação social, manifestado por pelomenos dois dos seguintes quesitos:(1) prejuízo acentuado no uso de múltiplos comportamentosnão-verbais, tais como contato visual direto, expressão facial,posturas corporais e gestos para regular a interação social(2) fracasso para desenvolver relacionamentos apropriados aonível de desenvolvimento com seus pares(3) ausência de tentativa espontânea de compartilhar prazer,interesses ou realizações com outras pessoas (por ex., deixar demostrar, trazer ou apontar objetos de interesse a outras pessoas)
  • 48. DSM-IV(4) falta de reciprocidade social ou emocionalB. Padrões restritos, repetitivos e estereotipados decomportamento, interesses e atividades, manifestados por pelomenos um dos seguintes quesitos:(1) insistente preocupação com um ou mais padrõesestereotipados e restritos de interesses, anormal em intensidadeou foco(2) adesão aparentemente inflexível a rotinas e rituais específicose não funcionais(3) maneirismos motores estereotipados e repetitivos (por ex.,dar pancadinhas ou torcer as mãos ou os dedos, ou movimentoscomplexos de todo o corpo)
  • 49. DSM-IV(4) insistente preocupação com partes de objetosC. A perturbação causa prejuízo clinicamente significativo nasáreas social e ocupacional ou outras áreas importantes defuncionamento.D. Não existe um atraso geral clinicamente significativo nalinguagem (por ex., palavras isoladas são usadas aos 2 anos,frases comunicativas são usadas aos 3 anos).E. Não existe um atraso clinicamente significativo nodesenvolvimento cognitivo ou no desenvolvimento dehabilidades de auto-ajuda apropriadas à idade, comportamentoadaptativo (outro que não na interação social) e curiosidadeacerca do ambiente na infância.F. Não são satisfeitos os critérios para um outro TranstornoInvasivo do Desenvolvimento ou Esquizofrenia.
  • 50. DSM-VAutismo de alto desempenho = Síndrome deAsperger. Síndrome de Asperger AUTISMO!
  • 51. EmpatiaEmpatia é a capacidade para reconhecer oucompreender o estado de espírito ou a emoçãodo outro. Muitas vezes, é caracterizada como acapacidade de “colocar-se nos sapatos da outrapessoa”, ou, de algum modo, a experiência dasperspectivas ou emoções de um outro ser dentrode si próprio.
  • 52. A palavra empatia é derivado do grego “físico,carinho, paixão, parcialidade” e “sensação”. Otermo foi adaptado por Teodoro Lipps paracriar a palavra alemã Einfühlung ( “feeling em”).
  • 53. ProsopagnosiaDificuldade para reconhecer expressões faciais.
  • 54. Medo
  • 55. Memória eidética “Memória fotográfica”Acontece em cerca de 1/3 dos aspies. Que incluimemória auditiva e informação espacial.
  • 56. Coordenação MotoraEm aspies:• Excelente ou normal coordenação motora fina (movimentos). Ex: desenhar.• Discoordenação motora grossa (postura). Ex: forma de andar.Em autistas:• Discoordenação motora geral.
  • 57. Coordenação Motora• Andar desajeitado• Andar desengonçado• Andar “robotizado”• “Andar de pinguim, de pato ou cowboy”• Marcha
  • 58. Aspectos psiquiátricosComorbidades: ansiedade, depressão, distimia,transtorno obsessivo-compulsivo, déficit deatenção.
  • 59. Aspectos neurofisiológicos• Menor atividade da amídala• Hemisfério direito do cérebro mais ativo que o esquerdo• Neurônios-espelho deficientes• Menor quantidade de oxitocina
  • 60. Teorias Neurônios-espelho Teoria da mente Teoria da empatização-sistematização Teoria da amídala Teoria do mundo intenso
  • 61. Neurônios-espelhoÉ um neurônio que dispara tanto quando umanimal realiza um determinado ato, comoquando observa outro animal (normalmente damesma espécie) a fazer o mesmo ato. Destaforma, o neurônio imita o comportamento deoutro animal como se estivesse ele próprio arealizar essa ação. Estes neurônios já foramobservados de forma direta em primatas,acreditando-se que também existam emhumanos e alguns pássaros.
  • 62. Teoria da menteTeoria da mente significa a capacidade paraatribuir estados mentais a outras pessoas epredizer o comportamento das mesmas emfunção destas atribuições. Baron-Cohen e equipecriaram o teste da Sally-Ann para investigar opossível comprometimento de crianças comautismo na habilidade de usar o contexto socialpara compreender o que outras pessoas pensame acreditam.
  • 63. Neurônios-espelhoOs neurônios espelho parecem estar envolvidosna interação social, disfunções deste sistemaneural poderiam explicar alguns dos sintomasobservados no Autismo:– Isolamento social– Ausência de empatia
  • 64. Teoria da empatização- sistematizaçãoTeoria do Dr. Simon Baron-Cohen. Estudou ainfluência da testosterona fetal sobre os cérebrosde autistas e aspies (cérebros hiper-masculinizados).
  • 65. Teoria da amídalaÉ associadade com a função socioemocional. Hámenor atividade do complexo amidalar (amídala)nos autistas e aspies.
  • 66. Amídala
  • 67. Teoria do mundo intenso Elaborada em 2007, a pesquisa pode ser simplificada na tríade: Hiper-percepção Hiper-atenção Hiper-memória
  • 68. Gatos aspies- Os Aspergers têm sua própria maneira de ver o mundo.- Eles gostam de receber amor, mas em seus termos.- Às vezes, eles preferem seu próprio espaço para ficarem sozinhos.- Eles são confortáveis jogando seus próprios jogos.- Podem ter problemas por ignorar o perigo.
  • 69. - Têm audição aguçada, imperícia e pode se assustar com alguns sons.- Eles podem ter tato e paladar mais sensível, cheiros e sabores.- Não comem qualquer coisa, são sensíves a certos sabores e texturas.- Eles não têm interesse em coisas que os outros fazem.- E quando é forçado a jogar com os outros, têm grande dificuldade.- E alguns têm amigos.
  • 70. - E até encontram o amor- Mas, muitas vezes, acabam sozinhos e invisível para a sociedade.- Podem ficar fascinado por horas, com algo especial.- E às vezes não entendem o que as pessoas dizem, parecendo ingênuo.- E pode ser muito inteligente.- Olhar perdido, ou olhando para onde os outros não olham.Mas apesar das dificuldades, eles não querem ser como os outros animais.
  • 71. Filmes Mozart and Whale (2004) Adam (2009) Max and Mary (2009) My name is Khan (2010) Simple Simon (2010) Tão longe e tão perto (2011)
  • 72. Séries de TV The Big Bang Theory (2007) Community (2009)
  • 73. Muito além do jardimNo filme “Muito além do jardim” (1979), opersonagem de Petter Sellers tem Síndrome deAsperger. Ele é incapaz de entender o duplosentido das palavras.
  • 74. Mozart and Whale “Loucos de amor” ou “Mozart e baleia”.Um filme que retrata o romance entre um casalde jovens aspies (masculino e feminino).
  • 75. AdamAdam é um rapaz solitário e brilhante, portadorda síndrome de Asperger. Ele desenvolve umaestranha relação com sua vizinha,a escritora Beth.
  • 76. Mary and MaxNa animação “Mary e Max - Uma AmizadeDiferente”, os protagonistas são duas pessoasum pouco diferentes, mas com algumas coisasem comum. E isso não tem nada a ver com ofato de serem de massinha! Mary é uma meninaaustraliana, de 8, que não tem o amor ou aatenção dos pais. Ela é muito solitária, por isso,seu único amigo é um galo.
  • 77. My name is KhanA primeira parte do filme é baseado na vida deum casamento entre o os indianos Khan, que éaspie, e sua esposa Mandiry Khan. O outro éuma ficção que mostra o que poderia acontecerem seguida.
  • 78. Simple SimonA primeira parte do filme é baseado na vida deum casamento entre o os indianos Khan, que éaspie, e sua esposa Mandiry Khan. O outro éuma ficção que mostra o que poderia acontecerem seguida.
  • 79. Temple GrandinA primeira parte do filme é baseado na vida deum casamento entre o os indianos Khan, que éaspie, e sua esposa Mandiry Khan. O outro éuma ficção que mostra o que poderia acontecerem seguida.
  • 80. Tão forte e tão pertoCom uma obsessão alimentada pelo pai, Oskarpassa grande parte de seus dias procurandopistas para histórias que não existem. Até aí tudobem, uma brincadeira saudável de criança. Mas opai de Oskar, interpretado por Tom Hanks,morre durante os atentados de 11 de setembro.
  • 81. The Big Bang TheorySituada em Pasadena, Califórnia, o show é sobredois prodígios da Caltech: um físico teórico(Sheldon Cooper) e um físico experimental(Leonard Hofstadter), que moram do outro ladodo corredor de uma atraente garçonete loira comaspirações para show-biz (Penny). A “nerdeza” eo intelecto puro de Leonard e Sheldon sãocomicamente contrastados com as habilidadessociais e o bom-senso de Penny.
  • 82. CommunityCommunity (2009) é um seriado estadunidensede comédia transmitido pela NBC sobre umgrupo de estudantes de uma universidadecomunitária fictícia de Denver, Colorado. AbedNadir, é um personagem provavelmente aspie.
  • 83. PersonalidadesForam estabelecidas observações e análise dasbiografias de personalidades excêntricas ouimportantes de várias áreas.Dr. Michael Fitzgerald, da Trinity CollegeDublin, por exemplo, promoveu algumas dessasobservações.
  • 84. SócratesSócrates foi um filósofo ateniense, um dos maisimportantes ícones da tradição filosóficaocidental, e um dos fundadores da atualFilosofia Ocidental. Foi conhecido por ter sidoum excelente professor. Se algo pode ser ditosobre as idéias de Sócrates, é que ele foimoralmente, intelectualmente e filosoficamentediferente de seus contemporâneos atenienses.
  • 85. Michelangelo Buonarroti Michelangelo (1475-1564), foi um pintor, escultor, poeta e arquiteto italiano, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente. Era uma pessoa isolada Tinha fixação em retratar o nu masculino
  • 86. Leonardo da VinciLeonardo di ser Piero da Vinci (1452-1519) foium polímata italiano, uma das figuras maisimportantes do Alto Renascimento, que sedestacou como cientista, matemático,engenheiro, inventor, anatomista, pintor,escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. Éainda conhecido como o precursor da aviação eda balística.
  • 87. Isaac NewtonNewton (1643-1727), foi um cientista inglês,mais reconhecido como físico e matemático,embora tenha sido também astrônomo,alquimista, filósofo natural e teólogo. Sua obra,Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, éconsiderada uma das mais influentes em Históriada ciência. Publicada em 1687, esta obradescreve a lei da gravitação universal e as trêsleis de Newton, que fundamentaram a mecânicaclássica. Nunca se casou.
  • 88. Wolfgang Amadeus MozartJohann Chrysostom Wolfgang Amadeus Mozart(1756-1791), foi um compositor prolífico einfluente do período clássico, autor de mais de600 obras - muitas tidas como referências damúsica sinfônica, concertante, operática, coral,pianística e de câmara - e um dos compositoresde música clássica mais populares de todos ostempos.
  • 89. Ludwig van BeethovenFoi um compositor alemão, do período detransição entre o Classicismo (século XVIII) e oRomantismo (século XIX). É considerado umdos pilares da música ocidental, peloincontestável desenvolvimento, tanto dalinguagem, como do conteúdo musicaldemonstrado nas suas obras, permanecendocomo um dos compositores mais respeitados emais influentes de todos os tempos.
  • 90. Thomas JeffersonThomas Jefferson (1743-1826) foi um advogadoe político dos Estados Unidos, terceiropresidente deste país (de 1801 a 1809). Além deestadista, Jefferson foi também filósofo político,revolucionário, proprietário agrícola, arquiteto,arqueólogo, autor e um espírito elucidativo doIluminismo.
  • 91. Thomas JeffersonVincent Willem van Gogh (1853-1890) foi umpintor pós-impressionista neerlandês,frequentemente considerado um dos maiores detodos os tempos. Sua vida foi marcada porfracassos. Ele falhou em todos os aspectosimportantes para o seu mundo, em sua época.Foi incapaz de constituir família, custear aprópria subsistência ou até mesmo mantercontatos sociais. Aos 37 anos, sucumbiu ecometeu suicídio.
  • 92. Charles DarwinCharles Robert Darwin (1809-1882) foi umnaturalista britânico que alcançou fama aoconvencer a comunidade científica da ocorrênciada evolução e propor uma teoria para explicarcomo ela se dá por meio da seleção natural esexual.
  • 93. Albert EinsteinEinstein (1879-1955), foi um físico teóricoalemão radicado nos Estados Unidos. Éconhecido por desenvolver a teoria darelatividade. Recebeu o Nobel de Física de 1921,pela correta explicação do efeito fotoeléctrico;no entanto, o prémio só foi anunciado em 1922.O seu trabalho teórico possibilitou odesenvolvimento da energia atômica, apesar denão prever tal possibilidade.
  • 94. Adolf HitlerHitler (1889-1945), se tornou chanceler e,posteriormente, ditador alemão. Era canhoto (ouambidestro segundo algumas fontes),[sofria defotofobia, era abstêmio e falava alemão comsotaque típico dos subúrbios de Viena. Casou-seapenas dias antes do seu suicídio.
  • 95. Ludwig WittgensteinLudwig Joseph Johann Wittgenstein (1889-1951), filósofo austríaco, naturalizado britânico,foi um dos principais atores da "viradalinguística" na filosofia do século XX. Suasprincipais contribuições foram feitas nos camposda lógica, filosofia da linguagem, filosofia damatemática e filosofia da mente.
  • 96. Hans AspergerHans Asperger, neuropediatra autríaco (1906-1980). Ele mesmo seria um aspie e examinoucerca de 400 crianças acometidas com asíndrome que foi batizada com seu nome.
  • 97. Edward TellerEdward Teller (1908-2003), foi um físico nuclearnorte-americano de origem húngara,popularmente conhecido como "O pai daBomba H". Foi apelidado pelos soviéticos como“Doutor Morte”. Tinha graves problemas derelacionamento social.
  • 98. Konrad LorenzKonrad Zacharias Lorenz (1903-1989) foi umzoólogo, etólogo e ornitólogo austríaco. Foiagraciado com o Nobel de Fisiologia/Medicinade 1973, por seus estudos sobre ocomportamento animal, a etologia.
  • 99. Andy WarholWarhol (1928-1987) foi um pintor e cineastaamericano, bem como uma figura maior domovimento de pop art.
  • 100. Bill GatesWilliam Henry "Bill" Gates (1955), é ummagnata, filantropo, autor e, em parceria com osócio Paul Allen, fundador da Microsoft, a maiore mais conhecida empresa de software domundo. É um dos pioneiros na revolução doComputador pessoal. E figura há anos entre oshomens mais rico do mundo.
  • 101. Mark ZuckerbergMark Elliot Zuckerberg (1984) é umprogramador, empresário e filantropoamericano, que ficou conhecido mundialmentepor ser um dos fundadores do Facebook, amaior rede social do mundo. m filme baseado nahistória de Mark e os fundadores do Facebook,com o titulo de A Rede Social, foi lançado em2010.
  • 102. Heather KuzmichHeather Kuzmich (1986) é uma modeloamericana. She lives in Chicago, Illinois, whereshe is studying video game design.[3] ParticipouAmericas Next Top Model, onde foi reveladoque ela tem SA e TDAH.
  • 103. Clay MarzoClay Marzo (1989) é um jovem havaiano combastante talento para o surf. Sendo consideradoum dos maiores surfistas profissionais domundo. Também apresenta TDAH.
  • 104. Chalie LubeckClay Marzo (1989) é um jovem havaiano combastante talento para o surf. Sendo consideradoum dos maiores surfistas profissionais domundo. Também apresenta TDAH.
  • 105. Jacob BarnettO americano Jacob Barnett está tão avançadoem seus estudos na Universidade de Indiana(EUA) que os professores estão o direcionandopara uma função de pesquisa de doutorado. Omenino, que aprendeu sozinho cálculos, álgebra,geometria e trigonometria em uma semana,agora ajuda seus colegas da faculdade depois dasaulas.
  • 106. PC SiqueiraPaulo Cezar Siqueira, (1986), é um ilustrador,vlogueiro e VJ da MTV Brasil. Quando criança,PC era vítima de brincadeiras das outras criançaspor causa do seu estrabismo, e acabou tendo deser alfabetizado em casa. Mais tarde, chegou adesenvolver síndrome do pânico. Começou atrabalhar como ilustrador ainda na adolescência,aos quinze anos. Tornou-se conhecido por seutrabalho como vlogueiro no Canal“maspoxavida” criado em 2010 no YouTube.Postando vídeos críticos, abordando temasatuais e variados.
  • 107. Caso 1: Hacker aspie• Nome: Garry McKinnon• Pseudônimo: SOLO• Nacionalidade: Escocês (Britânico)• Atividade: Hacker• Diagnóstico: Síndrome de Asperger (Pelo Dr. Cohen)• Descrição: responsável pelo “maior ataque de todos os tempos a um computador militar”. Invadiu os computadores na NASA e Pentágono. McKinnon é acusado de ter cometido o maior ato de pirataria em informática de todos os tempos", disse o promotor do Estado da Virgínia, Paul McNulty.• Interesse obsessivo: comprovar a existência dos OVNI• Site: freegary.org.uk
  • 108. O caso 2: Cracker “aspie”• Nome: Albert Gonzalez• Pseudônimo: SOLO• Nacionalidade: Americano• Atividade: Cracker• Diagnóstico: “Geek”• Descrição: teria liderado um grupo de hackers que invadiu sistemas de computador e roubou mais de 170 milhões de números de cartões de crédito e débito da processadora de dados Heartland Payment Systems, além das varejistas• Interesse obsessivo: Informática e roubo financeiro
  • 109. Estratégias Para pais, professores e psicólogos...1. Prevenção de intimidações e bullying2. Criar um mapa do mundo da criança para identificar refúgios3. Entender as emoções4. Entender o estado de informação5. Entender a pretensão6. Estabelecer uma rotina previsível
  • 110. Diferenças comportamentais entre Altas Habilidades e Asperger Altas Habilidades/Superdotação Síndrome de AspergerIsolado socialmente Inábil socialmenteIndependente dos pares de idade Inábil com os pares de idadeInteresses altamente focados Interesses altamente focadosVocabulário avançado e sofisticado HiperlexiaCognição complexa Cognição simplesCompreenção avançada Memorização avançadaFonte: Gallagher e Gallagher (2002)
  • 111. Comparação entre características das Altas Habilidades e da SA Altas Habilidades/Superdotação Síndrome de AspergerMemória Memória e compreensão excelentes Excelente rotina; compreensão relativamente pobreInteresse Altamente focado,pode comprometer as Altamente focado, mas interações sociais. Se não for desafiado nãonecessariamente relevamente pode ficar entediado do ponto de vista acadêmicoVocabulário Geralmente amplo Geralmente amplo, mas pode ser específico para a área de interesseOrganização Interesses variados podem comprometer a Déficits no processamento podem organização comprometer a organizaçãoSocial Pode ter menor necessidade de muitos Isolamento social deviso à falta de amigos talento socialFlexibilidade Perfeccionismo, justiça social, honestidade Rotinas e regras podem interferirCoordenação Normal Dificuldades motorasFonte: Assouline e Bramer (2003)
  • 112. LivrosA grande maioria dos livros publicados,incluindo os científicos e de auto-ajuda, sobreAustismo e Síndrome de Asperger são em línguainglesa. Há poucas ou nenhuma publicação emportuguês.
  • 113. ReferênciasEste é um material exclusivamente parafinalidade de uso educativo. Para estaapresentação foram utilizadas inúmeras fontesde refeências, entre livros, artigos científicoseinformações pessoais. Porém, por decisão deconfiguração estética e facidade de compreençãoas citações não foram mencionadas.
  • 114. Contatos• E-mail: hebert_campos@hotmail.com• Msn: hebert_campos@hotmail.com