www.cruzeirodosul.edu.br
GESTÃO DE MARKETING
Aula 1
Professora: Lidiane Britto
E-mail: lidiane_britto@yahoo.com.br
REFERÊNCIAS:
CHURCHILL JUNIOR, G. A. Marketing: criando valor para os clientes. 2ed. São Paulo:
Saraiva, 2010.
KOTLER, P. ...
INTRODUÇÃO AO MARKETING
- Definição (O que é e o que não é Marketing);
- O Marketing no Brasil;
- Orientações Tradicionais...
O QUE NÃO É MARKETING
Marketing não é:
- Publicidade/Propaganda;
- Departamento comercial de uma empresa;
- Auto-promoção;...
PÉROLAS
1. Um governador do Rio de Janeiro justificou a exoneração de um
chefe de polícia civil:
“Ele é bom policial, mas ...
O CONCEITO DE MARKETING
Ao longo dos tempos, o conceito de Marketing no mundo se modificou até
chegar ao que é hoje. E, nã...
Marketing eficaz significa a entrega de bens e serviços que
os consumidores desejam e necessitam. Significa obter
produtos...
O MARKETING NO BRASIL
O Conceito de Marketing é conhecido no Brasil desde 1954 –
Escolas de Adm – FGV.
Sinônimo de Marketi...
O MKT no Brasil segue um modelo adaptado dos EUA, que é o mais ousado e
pragmático do mundo, mas sem a contextualização br...
MARKETING Pensar Estrategicamente
ORIENTAÇÕES TRADICIONAIS DO MARKETING
Orientação para produção: enfatiza a produção e entrega de produtos.
- Custo Baixo
-...
Orientação para produto: foca sua energia em fazer produtos superiores e
melhorá-los ao longo do tempo.
- Foco no produto ...
Orientação para o marketing: concentra-se em compreender as necessidades
e desejos e construir produtos e serviços para sa...
ORIENTAÇÕES TRADICIONAIS DO MARKETING
Marketing voltado para o Valor
“É uma orientação para se alcançar objetivos desenvol...
De acordo com Churchill Jr; Peter (2010, p. 10) “há seis princípios do
marketing para o valor que, juntos, formam a essênc...
CÓDIGO DE ÉTICA DO MARKETING
Capítulo 1
Definições e Âmbito
Art. 1º Para os efeitos da presente Resolução considera-se pro...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Marketing Unidade I

436 views
336 views

Published on

Marketing

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
436
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Marketing Unidade I

  1. 1. www.cruzeirodosul.edu.br
  2. 2. GESTÃO DE MARKETING Aula 1 Professora: Lidiane Britto E-mail: lidiane_britto@yahoo.com.br
  3. 3. REFERÊNCIAS: CHURCHILL JUNIOR, G. A. Marketing: criando valor para os clientes. 2ed. São Paulo: Saraiva, 2010. KOTLER, P. Administração de marketing. 12ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009. RICHERS, R. O que é marketing. 15ed. São Paulo: Brasiliense, 2001. RICHERS, R. Marketing: uma visão brasileira. 10ed. São Paulo: Negócio Editora, 2000. LAMB JR, C. W; HAIR JR, J. F; McDANIEL, C. Princípios de Marketing. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004. McCARTHY, E. J; PERREAULT JR, W. D. Marketing Essencial. São Paulo: Atlas, 1997. ATENÇÃO: Você deve estudar pelos livros. Os slides são apenas para você acompanhar as aulas.
  4. 4. INTRODUÇÃO AO MARKETING - Definição (O que é e o que não é Marketing); - O Marketing no Brasil; - Orientações Tradicionais do Marketing; - Marketing voltado para o Valor; - Código de Ética do Marketing.
  5. 5. O QUE NÃO É MARKETING Marketing não é: - Publicidade/Propaganda; - Departamento comercial de uma empresa; - Auto-promoção; - Transformar algo ruim em excelente = enganar; - Jeitinho para resolver problemas.
  6. 6. PÉROLAS 1. Um governador do Rio de Janeiro justificou a exoneração de um chefe de polícia civil: “Ele é bom policial, mas é marketeiro”. 2. Afirmação de um Arcebispo em O Estado de São Paulo (1996): “A Igreja Católica não fará do imediatismo, do escapismo, das estratégias de hipnose coletiva, do marketing e do ilusionismo meios para firmar a fé e os valores éticos da vida humana”. Fonte: RICHERS, Raimar. Marketing: uma visão brasileira. 4ed. São Paulo: Negócio, 2000.
  7. 7. O CONCEITO DE MARKETING Ao longo dos tempos, o conceito de Marketing no mundo se modificou até chegar ao que é hoje. E, não se enganem, muita coisa ainda vai acontecer. Então, o Marketing é: “Atividade, estabelecimento e processo de criação, comunicação e entrega de valor para os consumidores, clientes, parceiros e sociedade em geral.” (American Marketing Association, 2010. Tradução livre) “Processo social e gerencial pelo qual indivíduos e grupos obtêm o que necessitam e desejam através da criação, oferta e troca de produtos de valor com outros”. (Philip Kotler)
  8. 8. Marketing eficaz significa a entrega de bens e serviços que os consumidores desejam e necessitam. Significa obter produtos para eles no tempo certo, no local certo e no preço que estão dispostos a pagar. Não é uma tarefa fácil, principalmente, se você refletir sobre a variedade de bens e serviços que uma economia altamente desenvolvida pode produzir e os muitos tipos de bens e serviços que os consumidores desejam. (McCarthy, E. J; Perreault Jr, W.D, 1997, p.29)
  9. 9. O MARKETING NO BRASIL O Conceito de Marketing é conhecido no Brasil desde 1954 – Escolas de Adm – FGV. Sinônimo de Marketing – Mercadologia. A palavra Marketing foi incorporada à realidade brasileira graças à: a) Transformação de um país agrícola para uma economia industrializada, trazendo consigo novos métodos administrativos; b) Difusão de cursos de administração inspirados no modelo dos EUA; c) Mídia.
  10. 10. O MKT no Brasil segue um modelo adaptado dos EUA, que é o mais ousado e pragmático do mundo, mas sem a contextualização brasileira necessária; Povos diferentes, culturas diferentes, hábitos diferentes = estratégias adaptadas; BenchMarking - É inteligente estudar e entender o que deu certo, e não copiar. E assim, fazer nosso próprio modelo e usar nosso diferencial competitivo A idéia de MKT no Brasil *ainda* é, na grande maioria das vezes, a de resolver problemas e não de criar oportunidades e soluções. O MKT tem de estar ligado diretamente ao planejamento e não assumir o aspecto imediatista de solucionador de problemas.
  11. 11. MARKETING Pensar Estrategicamente
  12. 12. ORIENTAÇÕES TRADICIONAIS DO MARKETING Orientação para produção: enfatiza a produção e entrega de produtos. - Custo Baixo - Produção em Escala x Qualidade De acordo com Lamb Jr; Hair Jr e McDaniel (2004, p.7), a orientação para a produção é uma filosofia que “enfoca as capacidades internas da empresa, em vez dos desejos e necessidades do mercado”.
  13. 13. Orientação para produto: foca sua energia em fazer produtos superiores e melhorá-los ao longo do tempo. - Foco no produto pode levar à MIOPIA de MKT Muitas vezes, fabricar bons produtos e aperfeiçoá-los não é o suficiente. É preciso conhecer o mercado e entender o que os clientes necessitam e desejam. Orientação para vendas: concentra as atividades de marketing na venda dos produtos disponíveis. É muito comum, hoje em dia, nos depararmos com empresas de varejo que praticam a filosofia de orientação para vendas. (Lamb Jr; Hair Jr e McDaniel 2004).
  14. 14. Orientação para o marketing: concentra-se em compreender as necessidades e desejos e construir produtos e serviços para satisfazê-los. “Filosofia de negócios que se concentra em compreender as necessidades e desejos dos clientes e construir produtos e serviços para satisfazê-los” (Churchill Jr; Peter. 2010, p.9).
  15. 15. ORIENTAÇÕES TRADICIONAIS DO MARKETING Marketing voltado para o Valor “É uma orientação para se alcançar objetivos desenvolvendo valor superior para os clientes. É uma extensão da orientação para o marketing que se apóia em vários princípios e pressupostos sobre os clientes.” CHURCHILL, Gilbert; PETER, J. Paul. Marketing: criando valor para os clientes. 2ed. São Paulo: Saraiva, 2007.
  16. 16. De acordo com Churchill Jr; Peter (2010, p. 10) “há seis princípios do marketing para o valor que, juntos, formam a essência dessa filosofia”. Princípio do cliente: concentre-se nas atividades de marketing que criam e fornecem valor para o cliente. Princípio do concorrente: ofereça um valor superior aos clientes em relação ao concorrente. Princípio proativo: mude o ambiente para melhorar as chances de sucesso. Princípio interfuncional: use equipes interfuncionais quando elas melhorarem a eficiência e a eficácia das atividades de marketing. Princípio da melhoria contínua: melhore continuamente o planejamento, a implementação e o controle de marketing. Princípio do stakeholder: considere o impacto das atividades de marketing sobre outros públicos interessados na organização. (Churchill Jr; Peter, 2010, p.10-13)
  17. 17. CÓDIGO DE ÉTICA DO MARKETING Capítulo 1 Definições e Âmbito Art. 1º Para os efeitos da presente Resolução considera-se profissional de marketing qualquer pessoa - trabalhando como autônoma ou empregada - independentemente de cargo, profissão ou função, cuja atividade profissional compreenda com caráter preponderante a participação permanente e/ou ou poder de decisão em áreas estratégicas de marketing, assim consideradas a criação e desenvolvimento de estratégias de preço, distribuição, comunicação e promoção de quaisquer produtos ou serviços. Fonte: http://www.abmn.com.br/codigo/profissionais.asp OBS: Veja texto na íntegra no site acima.

×