• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
The blueprint tyler durden
 

The blueprint tyler durden

on

  • 1,927 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,927
Views on SlideShare
1,916
Embed Views
11

Actions

Likes
1
Downloads
72
Comments
0

1 Embed 11

http://a2bcentre.blogspot.com.br 11

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    The blueprint tyler durden The blueprint tyler durden Document Transcript

    • Você alguma vez já sentiu como se você pudesse mudar?Eu lembro sair com um amigo meu em uma festa, e ouvindo ele falar sobre porque eleamava viajar. Ele disse que com apenas um pouco de dinheiro, você poderia ir pro aeroportomais perto e dentro de poucas horas, você poderia chegar em um lugar totalmente diferente.Em apenas pouco tempo você poderia se ver em uma paisagem totalmente diferente, comum conjunto de pessoas diferente, um ambiente diferente e uma vibe totalmente diferente.Se isto é verdade, eu queria saber, você poderia até ser uma pessoa diferente? Talvez, apenasenquanto você estivesse lá? Você realmente seria a mesma pessoa se você estivesse em umacidade diferente? Ninguém conheceria você, ou teria qualquer expectativa de vocêcompletamente.Mas se em vez de mudar lugares físicos você pudesse estar no mesmo local, e ainda está emum lugar diferente? Se foi sua experiência daquele lugar que o fez diferente, em vez dolugar físico? E se você mudasse?Seria um bom momento pra pensar sobre isto. Porque goste disto ou não, é o que está estápra acontecer. O lugar que você está preste a ir agora não é um lugar que você você vaivoltar. Então você tem apenas que lidar com isso.The BlueprintPor Tyler DurdenTraduzido por Uniberges S. Araújolider_alpha@hotmail.com© Real Social Dynamics, 2006IntroduçãoLivro 1 Condicionamento SocialLivro 2 ValorLivro 3 AmorLivro 4 IdentidadeLivro 5 Fodeza e CongruênciaLivro 6 Estabilização de IdentidadeLivro 7 A Estrutura absurda de Valor SocialLivro 8 Pontos Cegos
    • Livro 9 Pilares de RealidadeLivro 10 Atribuição e EstadoLivro 11 Comportamentos FortesLivro 12 Comportamentos FracosLivro 13 Vibe Social e CalibraçãoLivro 14 Estados Antilítico e Emocional da MenteLivro 15 DominânciaLivro 16 AutenticidadeIntroduçãoO que segue é um projeto inacabado da dinâmica social como eu atualmente entendo.É um esboço do software continuamente em evolução que existe em minha mente após tergastado anos como um pickup artist.Se você deseja se beneficiar desse conhecimento leia-o continuamente, saia e pratique todosos dias até que você tenha internalizado completamente.Uma vez que você fez isso, ponha o livro de lado e nunca mais leia novamente.Dessa forma isso não vai se tornar algo que você faz, mas algo que você é.Boa sorte em sua jornada.TylerLIVRO 1 – CONDICIONAMENTO SOCIALA maioria das pessoas anda através da vida em um transe. Um andar atordoado. Esteconhecimento especifico é o que faz perceber isso e eventualmente tornará a sua base depoder como um cara com tremendas habilidades sociais.Mas antes de nós falar sobre isso temos que te acordar de todas bobagens que lhe foiensinado.Você alguma vez parou pra pensar de onde suas ideias sobre sexo, namoro erelacionamentos verdadeiramente vem?Quais tipos de ideias aceitas comuns nós podemos achar circulando por aí?#Caras com dinheiro pegam mulheres. Se você não consegue pegar mulheres, saia e faça ummonte de dinheiro. Desse jeito, quando você conversar com elas você pode atraí-lasmostrando quanto dinheiro você tem...#Os caras mais bonitos sempre pegam as mulheres mais bonitas. Fora do dinheiro, aparênciaé a coisa mais importante...#Você deveria sempre bolar um plano como pegar a garota que você quer, desse jeito elapode ver quão duro você está tentando. Se você pode realmente provar a uma mulher quantovocê gosta dela, ela gostará de você também...
    • #Uma mulher pode ser logicamente convencida a se sentir emocionalmente atraída por umhomem. Quando você conhecer uma menina pela pela primeira vez você deve comprarbebidas e flores pra convencer ela gostar de você...#Se você gosta de uma garota você precisa realmente pensar como você vai agir perto dela.Se você é muito cuidadoso, então você terá menos riscos de fazer besteiras que poderiairritar ela...#Quando você pensa que está apaixonado, você deve seguir seu coração e confessar amenina quão apaixonado você está por ela. Fazendo isso você ganhará o coração dela...#Amor é escasso e você deveria tratar desta maneira. Você apenas tem uma alma gêmea.Você não achará amor duas vezes...#Da mesma maneira que mulheres bonitas não são rejeitadas, se você é um cara bonitoentão você nunca deveria ser rejeitado também. Se você não consegue pegar a menina éporque você não é realmente um cara atraente...#As pessoas estão sempre de olho pra achar caras que estão tentando conhecer mulheres,assim elas podem sorrir deles com seus amigos. Pra se livrar de um grande constrangimento,é melhor esperar e ver se a menina está interessada ou não antes de se aproximar...#Se uma mulher dorme com você logo após te conhecer, então ela deve ser uma piriguete.Ma se ela espera pra dormir com você e faz você trabalhar duro pra isso, então ela deveser difícil de pegar e nunca foi promiscua antes. De fato, mulheres que são difíceis depegar automaticamente faz o melhor par em um bom relacionamento...#Homens sempre parecem está buscando sexo. Homens gostam mais de sexo do que asmulheres. Esta é a razão dos homens trair mais as mulheres do que elas trair eles – eles sãoobcecados por sexo...#Se você não se encaixar as pessoas não vão gostar de você. Quando você estiver em umevento social como uma balada ou clube, você deve beber álcool pra se encaixar. Narealidade, pode ser uma boa ideia ter um copo em sua mão agora mesmo no caso de alguémestá vendo...#Todos os caras que dançam com garotas estão se relacionando com elas. Pra pegarmulheres em clubes você precisa aprender a dançar e então ir até mulheres aleatóriasenquanto elas estão dançando com seus amigos e tenta interromper e começa se esfregarnelas. Então, quando elas estiverem realmente excitada pela esfregação você pode levar elaspra casa e mandar ver...#Se você ver uma garota aborrecida ou em uma discussão, é a chance perfeita pra você pulardentro e fazer um negócio maior disto do que ela queria, deste modo ela verá que homemvocê é...#Atração é causada por feromônios, simetria facial, e corpo formado em V. Se um homemnão tem isto então realmente ele não tem sorte...Então... tudo isso está descaradamente errado.Não é dizer que é impossível atrair uma mulher se você tem essas ideias – muitos carasconseguem. (A terra é completamente povoada apesar de tudo). Mas como um realentendimento do que causa atração, essas ideias realmente não funcionam.Você não deve considerar isto (ou qualquer outra coisa que você ler) por certo. Saia ecoloque isto em teste – você perceberá rapidamente como as mulheres responde a suasinvestidas.Certo, então de onde essas ideias vem? Quem vem com essas coisas?
    • DEFINIÇÃO: CONDICIONAMENTO SOCIALDesde novos somos influenciados e moldados pelo condicionamento social. Enquantonossas ideias são aprendidas através de nossas próprias experiências, o contexto através quenós aprendemos é altamente influenciado pela nossa interação com a sociedade.Por essa razão, nós agarramos todo tipo de crenças socialmente adquiridas que nósaceitamos como fato, sem até mesmo parar pra analisar se elas são ou não de fatoverdadeiras.A maioria das pessoas nunca notará realmente essa enorme influência em suas mentes, emesmo aqueles que fizerem nunca perceberão completamente a extensão a qual isso modelasua percepção e interação com o mundo.Por causa a sociedade não é sempre culturalmente a vontade com sexualidade, sexo temsempre sido considerado como tendo poderosas qualidades que não tem nada a haver.Sexo tem sido conceituado como tendo uma passagem dentro da humanidade, como umamaneira de determinar a moralidade de uma pessoa, e até mesmo como tendo significadodivino. O tópico sexo é um assunto emocional, e muitas pessoas tem um momento difícilpra falar sobre isso de maneira inteligente.Nesses dias os homens se encontram em uma situação difícil porque suas ideias sobreatração são baseadas em todos tipos de informações erradas.E com tal tipo de idiotice bagunçando suas mentes, eles necessitam de uma habilidadefundamental que todo homem deveria ter – um real entendimento de como atrair umamulher.Enquanto você ainda não consegue perceber a extensão disso, sua mente está sendocontinuamente bombardeada com ideias sobre o que precisa pra conseguir uma mulher. Seisso vem de filmes, livros, televisão, música, seus colegas ou até de instrutores profissionaisde paquera, a suposição é quase invariavelmente que as mulheres não gostam de sexo tantoquantos os homens, e que pra atrair uma companheira um cara também tem que ser rico oubonito ou ganhar elas em cima de favores.O foco está raramente no que verdadeiramente importa, mas em coisas arbitrarias comoonde levar a garota, como se vestir, como elogiar, como impressionar, como ter modos,quanto tempo esperar pra fazer um movimento, e todos os tipos de besteiras irrelevantes quebasicamente te distrai do que você necessita está pensando no momento.Qual é a distração?A suposição subjacente com a maioria disso é:1- Se você impressionar, ela estará admirada e de repente ela gostará de você.2- Se você fazer muitos favores agradáveis, ela verá quão bem você trataria ela em umrelacionamento e começará gostar de você.3- Se você concorda com tudo que ela diz e age como se vocês tem tanto em comum, entãoela perceberá que você é o companheiro perfeito dela e gostará de você.4- Se você fala para ela quão apaixonado você está, ela estará lisonjeada e gostará de você.5- Se você for bonito o suficiente ou tem muito dinheiro, ela estará tão impressionada queela gostará de você.6- Se você se tornar o melhor amigo dela, então ela eventualmente verá todas as suassurpreendentes qualidades e perceberá que ela gosta de você.E enquanto isto pode ser bom quando é de um cara foda que ela teria gostado de qualquer
    • maneira, na realidade nada disto causa uma mulher gostar de você, porque...1- Se você tentar impressionar, você está criando um contexto subjacente onde ela sente arazão que você precisa impressionar ela, que ela é mais atraente que você.2- Se você fazer muitos favores, você parecerá entediante porque você está colocando elaem um pedestal como todos os outros caras fazem e você não é um desafio pra ela.3- Se você concorda com tudo que ela diz e age como vocês tem tanto em comum, elasentirá que você está forçando a barra e que você não pode ser natural ao redor dasmulheres.4- Se você fala quão apaixonado você está por ela, isto é tão irrelevante como uma garotaque você não está atraído te falar quão apaixonada ela está por você.5- Se você for bonito ou tem dinheiro, isto pode te ajudar, mas você ainda perderia suamenina pra um cara que tem uma personalidade mais sedutora que você.6- Se você se tornar o melhor amigo dela, então a menos que você tenha tido algumaquímica desde o começo você será geralmente o cara menos elegível sexualmente que elaconhece.Crescendo, nós realmente não damos muita atenção a isso. Nós apenas consideramos comocerto. Assim talvez nós vemos outros caras pagando bebidas pra mulheres, e nós adquirimosa ideia que é assim que as coisas funcionam. E não há nada necessariamente errado empagar um bebida pra uma mulher. Mas também não há nada necessariamente certo sobreisso.Apesar de tudo pagar uma bebida pra uma mulher é uma abordagem fraca que poderia tecolocar com todos os outros caras. Isso poderia até colocar você entre as hordas de caras quese lançam aos pés dela, e que não pode ter uma conversa sem necessitar algo dela.Comprar uma bebida pode convenientemente abrir uma conversa e a garota poderia até virficar atraída por você. Mas mesmo assim o ato de comprar uma bebida pra ela na verdadenão fez ela se sentir daquela maneira. Se qualquer coisa ela ignorou a abordagem fraca eachou coisas boa abaixo da superfície. Ela foi atraída à você por você, e ela teria estadoatraída de qualquer maneira.Mulheres geralmente forma suas impressões de um cara enquanto elas estão exposta apersonalidade dele. Assim se você tentar oferecer a uma mulher favores antes de vocêdemonstrar sua personalidade, é mais provável que ela reflexivelmente irá fazer um rápidojulgamento de não interessada antes mesmo dela ter conseguido saber alguma coisa sobrevocê. Parabéns... você se tornou apenas o próximo cara da noite.DEFINIÇÃO: SUPLICAÇÃOO ato de fazer alguma coisa pra uma mulher que você normalmente não faria, na esperançade ganhar afeição dela em retorno é chamado suplicação. Suplicação é algo que ocorrequando sendo muito legal que cria uma dinâmica entre os dois onde é implícito que ela temum valor social mais alto que você, porque você não pode atrair ela baseado em suapersonalidade. Isto poderia incluir fazer qualquer tipo de favor com uma lista pra umamulher com quem você ainda não tenha tido sexo, de bebidas, elogios, flores, presentes, aqualquer outro comportamentos já mencionados anteriormente. Pra evitar suplicação nãosignifica que você nunca deva fazer essas coisas. De fato, deliberadamente não suplicarcomo uma tática pra fazer uma mulher gostar de você poderia ser visto como uma umaforma de suplicação em si mesma. De preferência, pra determinar se ou não você estásuplicando, você pode se perguntar, “Porque eu queria fazer essas coisas? Eu estou medivertindo ou apenas tentando conseguir que ela goste de mim? Ela teria gostado de mim de
    • qualquer maneira? Mesmo se eu fui levado a agir desta maneira, é uma parte real de quemeu sou, ou estou apenas preso a imagem disto?” Se a resposta é sim, então você estásuplicando.Não suplicar é algo que deve ser parte de quem você é. Isto vem de ter um limite clarodentro de si, sobre quais comportamentos você aceitará ou não, ambos de você e dos outros.Isto pode ser algo que você faz pra desafiar uma mulher e se colocar aparte de outros caras.Mas isso também deve ser algo que você faz porque é uma expressão de sua visão de mundo– que você não precisa da validação de uma mulher pra se sentir confortável com vocêmesmo, e que você não precisa fazer coisas que outros caras pensam que eles precisam fazerafim de serem atraentes.A maioria dos caras realmente não entendem o que faz uma mulher ficar atraída. E porqueeles não entendem, eles olham pra as absurdas representações da mídia que eles estãocontinuamente expostos, em filmes, revistas e televisão – que deixam eles absolutamenteconvencidos que eles precisam ter um monte de dinheiro ou ser bonitos pra conseguirmulheres. De fato, nenhuma dessas coisas são necessárias. Quando um homem fixa em suacondição financeira ou aparência isso é uma fraqueza e uma desculpa pra racionalizar umafalha maior de sua personalidade que precisa ser trabalhada. Claro, ele manterá suasracionalizações assim ele não tem que encarar as coisas que ele necessita trabalhar – apesarde continuamente ver todos tipos de caras que não são considerados ricos ou bonitos sedando bem melhor com as mulheres que os caras que parecem ter tudo isso. O mesmoprincipio vale pra caras velhos, baixos, calvos, gordos, feios, pobres, deficientes e qualqueroutro tipo de cara que você pode etiquetar um rótulo auto limitante sobre eles. Essas coisasnão importam.Pra entender atração, você tem que se libertar de suas crenças socialmente condicionada.Atração, química sexual, paixão, desejo e todas as formas de atração são poderosasrespostas emocionais que são causadas inteiramente por coisas diferentes. Você não pode sedeixar fazer suposições como um cara vai se dá bem com as mulheres baseado nessascoisas. Isso não deve vir como uma surpresa pra você quando ver caras que se dão bemapesar de não ter nada neles. Caso contrário você ainda estará pensando sob os mesmospadrões de condicionamento social, e você não será capaz de se sintonizar com o que estáacontecendo abaixo da superfície. Então se essas ideias do condicionamento social sobreatração não são realmente que estão causando isso, então o que é?REGRA: Atração é uma reação emocional e não uma reação lógica e o que uma mulherlogicamente pensa que quer é raramente o que ela responde emocionalmente. Pra atrair umamulher você tem que se comunicar com suas emoções não com sua lógica. Esta é a primeiramudança fundamental de pensamento.Abaixo da superfície quando você realmente pegar a raiz disto, ambos homens e mulheresresponde emocionalmente a mesma coisa. Valor.DEFINIÇÃO: VALORValor ou valor social ou ainda status pode ter muitas formas. Muitas são universais eachado em todas as sociedades. Outras são específicas, e achado apenas em uma culturaparticular ou até mesmo em uma situação particular. Valor pode ser qualquer coisa que umapessoa prover a outra que aumenta a chance de sobrevivência ou reprodução daquelapessoa. E alem disso, valor pode incluir qualquer coisa que oferece a outra pessoa boasemoções, porque em geral as coisas que gera boas emoções se alinha com as coisas que
    • aumenta as chances de sobrevivência e reprodução.Ao mesmo tempo, nossas emoções pode também nos compelir às coisas que são irracionaise não nos ajuda, e assim o valor é imperfeito, porque isto pode incluir coisas que gere boasemoções se elas ajudam ou não nossas chances de sobrevivência e reprodução.Existe um proposito evolucionário em tudo isso. Para os academicamente inclinados, existeuma riqueza de pesquisa cientifica que explica essas premissas em excruciantes detalhes.Mas para nossos propósitos o que nós precisamos saber é isto...REGRA: Mulheres respondem emocionalmente a que elas percebem que produzirá prolecom a mais alta probabilidade de sobrevivência e reprodução. Se é ou não a perspectiva deuma mulher realmente um cara legal a qual lhe suplicou, isso não faz muito sentido. Excetoclaro, que um cara legal pode ser mais inclinado a ficar por perto e tomar conta de sua prole.Mas também existe uma lacuna nisso. Mulheres evoluiu uma ciclo de menstruação quepermite ela esconder seus períodos de fertilidade de seus parceiros e ficar gravida dequalquer homem que elas veem que seja bom. Desta forma, elas tem a opção de desfrutar doque é essencialmente o melhor dos dois mundos – sexo e a melhor prole do homem maisatraente, enquanto tendo cuidado pelo melhor supercompensado cuidador.REGRA: Tipicamente uma mulher selecionará a longo prazo logicamente e mais devagar ocuidador, enquanto ela escolhe emocionalmente seus parceiros sexuais casuais mais rápido.Mulheres são capazes de saber se um homem é atraente em um instante, mas determinar seele será um bom cuidador é algo que demora mais tempo. Existe porém uma lacuna pra oshomens também.Se um homem inicialmente sub-comunica alto valor social e mais tarde após ter sexo elesub-comunica alto valor como cuidador, (ou talvez ele até aprenda a sub-comunicar umpouco dos dois, dependendo do que a mulher está procurando), então como a mulher ele teráa opção de desfrutar do que é essencialmente o melhor de ambos os mundos – sexo commuitas mulheres mais rapidamente, enquanto sendo capaz de mudar as marchas dentro deum relacionamento com qualquer uma delas em certo ponto.Tudo isso pode parecer perturbador a principio, mas nenhum gênero é obrigado exercersuas opções. E existe um tradicional “felizes para sempre”, final para aqueles inclinados aencontrá-lo, ambos para o homem que encontra a garota que ele realmente gosta, e para amulher que desfruta o homem que é ambos um cuidador amável e também fenomenalmenteatraente. Idealmente pra o casal feliz, ali terá atração contínua, uma grande conexão, ummonte de bom sexo e menos inclinação a infidelidade ao longo da relação. Agora indoadiante... O que constitui valor pra um homem é diferente do que constitui valor pra umamulher. Assumir que aparência é a forma primária de valor pra um homem é erroneamenteprojetar como você percebe as mulheres em como as mulheres percebem os homens.REGRA: Na sociedade homens e mulheres são jugados por diferentes padrões socialmenteestabelecidos. Homens são tipicamente visto como tendo valor por sua habilidade derealizar e dominar, enquanto mulheres são tipicamente vistas como tendo valor por suaaparência e habilidade social. Porque os seres humanos evoluíram como animais que vivemem bandos onde sobrevivência e reprodução dependia de seu sucesso social, é natural queambos homens e mulheres tem tendências a cultivar aptidões que aumenta seu valor social.Seu cultivo de aptidões acontece naturalmente, como suas mentes focam no que elespercebem como sendo de grande valor pra eles e filtra o que eles percebem como semimportância. Por essa razão, homens geralmente tem aptidões lógicas ou áreas competitivas
    • como esportes, mecânica, força e aprender como eles podem aumentar seu poder esegurança no mundo. Mulheres do mesmo modo, geralmente tem aptidões emocionais ouáreas sociais, como beleza, linguagem corporal, relacionamentos, romance, socialização eaprender como suas características afeta sua interação com o mundo e sua experiênciaemocional disso.DEFINIÇÃO: SUB-COMUNICAÇÃOPor isso é mais importante pra elas, mulheres são geralmente melhores em ler sinais sutissociais do que os homens. Elas podem deduzir muita coisa sobre uma pessoa apenasobservando sua linguagem corporal sutil, contato visual, expressões faciais, tonalidadevocal, a maneira que eles se movem, as coisas que eles dizem e a maneira que eles dizem –tudo em relação as outras pessoas envolvidas na interação. A comunicação que ocorreatravés destes canais é chamado sub-comunicação. Nos tempos pré-históricos, se o statusde um homem fosse perdido em seu grupo, então o golpe em sua confiança seriasub-comunicado por seus padrões de comportamentos sutis e sua perda de valor social seriatransmitido para as mulheres da tribo. Do mesmo modo, se ele aumentasse sua posiçãosocial, seu novo valor social seria transmitido pra elas igualmente. Observando essas pistasde sub-comunicação as mulheres podem captar espantosamente o profundo senso de comoum homem se sente sobre ele mesmo e o mundo, que é tipicamente a reflexão de seu valorsocial. E que talvez é mais interessante, é que enquanto elas podem ou não está conscienteque estão processando essa informação, elas estão sempre emocionalmente sentindo isso dasvibes dos homens em geral.REGRA: O valor de um homem é sub-comunicado pelos padrões óbvios e sutis decomportamentos que consiste sua personalidade, e o que determinará quão atraente ele é ecomo as mulheres responde a ele emocionalmente. Isto se torna interessante pois prediz queo sentimento de atração de uma mulher por um homem não é estático como de um homemmuitas vez é para uma mulher.REGRA: As mulheres continuamente processam os comportamentos de um homem praavaliar seu valor, e por essa razão seus sentimentos de atração pode mudar dentro desegundos. Isso acontece momento a momento e em tempo real.A aparência de uma mulher (seu principal valor social) não mudará drasticamente dentrode minutos ou até em dias. Mas os padrões de comportamentos de um homem (seu principalvalor social) pode mudar em um instante. Pra um homem, então, é possível se tonar maisfoda, confiante e dominante – e imediatamente aumentar o valor que ele sub-comunica asmulheres. E ao mesmo tempo, é possível pra ele perder essas qualidades e bruscamente setornar menos atraente.Assim, se um cara conheceu uma garota que era fisicamente bonita porém insegura, eleainda acharia ela “atraente”. Mas se uma garota conheceu um cara que ela achoufisicamente atraente, e ele acabou por ser inseguro, ela provavelmente sente como se ele éum carinha bonito sem sustância e vai atrás de alguém cuja personalidade ela acha maisexcitante.REGRA: A personalidade de um homem (dominância, confiança, ser foda, inteligencia,conforto em sua pele, humor, etc...) é mais importante pra ela, porque o padrão social ditaque é mais indicativo ao valor social dele do que para a mulher. Isto é o seu principal fatorde decisão, e mesmo se um cara tem coisas superficiais (como riqueza ou beleza) que faz ele
    • inicialmente atraente, ele tem que agir de forma que se alinhe com isso ou caso contrário elenão irá muito longe... Essas explicações não reflete um modelo completo da estrutura social.Elas são generalizações super simplificadas pra ajudar a entender um panorama altamentedetalhado e complexo. Ela serve muito bem como um pragmático modelo de trabalho praver a dinâmica social de macho/fêmea, e não como uma concepção preto/branco do que éessencialmente uma enorme área cinzenta. Então porque olhar tão de perto pra estruturasocial e o percusso evolutivo? No final das contas todos nós estamos motivados pelo desejode ganhar aceitação social e pra alguns de nós até mesmo o desejo de ganhar status e sexo.Mas como sempre nós somos influenciados pela sociedade pra usar esse desejo comomotivação pra cultivar uma personalidade arrebatadora ou eliminar nossas inseguranças ouse destacar – as verdadeiras coisas que realmente atrairia as mulheres? Pare e considere asideias que você tem sido exposto através de toda sua vida. Provavelmente uma mensagemsubliminar maior tem sido, “Faça as pessoas gostarem de você. Trabalhe duro e ganhedinheiro assim você pode comprar produtos pra ajudar você se encaixar.” Isso não é umaconspiração nem uma mal intenção de alguém. Não existe sociedade para qual apontar aculpa. A sociedade não existe como uma entidade singular. Isso é simplesmente um cegoguiando outro cego.Nós vivemos em uma era de estimulação incessante e satisfação imediata. As coisas estãosupostas está corretas. Como nos filmes de Hollywood – existe um mocinho, um vilão, eum final aquilo reforça as normas sociais. Você foi educado a preferir sensacionalismo,fofoca e drama sobre qualquer coisa que requeira você focar ou refletir. Em todo cantoexiste pilulas mágicas e curas instantâneas pra qualquer coisa que perturba a atrofia mental,e você não apenas espera por elas – você as exige. Pensar criticamente e se por para fora desua zona de conforto não é pra você. Você é um bom peão, como você foi ensinado a ser.Bons peões não gostam deste tipo de material. Pra melhor ou pior, isso é como a suainteração com a sociedade te condicionou.REGRA: A maioria das pessoas andam através da vida em um transe, e raramente para praquestionar as suas suposições ou examinar se suas vidas estão sendo bem vividas ou não.Pra elas o papel de decidir o que constitui vida boa é delegado a sociedade, e raramenteconsidera sob seu próprio ponto de vista.A sociedade evoluiu em muitas formas pra manter uma ordem hierárquica, e estrutura umjogo de expectativas alcançáveis que as pessoas podem aspirar e encontrar. Nós somoscondicionados a acreditar que para atrair um mulher atraente nós devemos primeiro atenderpadrões superficiais da sociedade e uma vez nós atendemos nós estamos capacitados agir demaneira atraente.Nossas mentes são programadas erroneamente pra pensar que apenas homens comqualidades superficiais são atraentes, quando realmente é as qualidades profundas quesub-comunicamos através de nossos comportamentos que as mulheres respondem.Em vez de aproximar das mulheres de uma maneira que sub-comunica confiança ouindividualidade, nós se aproximamos com a crença que precisamos suplicar ou tentarimpressionar. Ou pior, nós acabamos não tentando nada, e trabalhando pra melhorar nossosatributos superficiais na esperança que algum dia uma mulher note e responda.Por anos nós ficamos presos nessas crenças, e em vez de aprender o que significadesenvolver nosso eu autentico, nós gastamos nosso tempo atoa jogando involuntariamenteum jogo que nós não inventamos ou até realmente entendemos. Mas enquanto desenvolverqualidades superficiais pode trazer mais saldo ou diversão a nossas vidas, algo superficialnão é uma parte de quem nós somos.
    • Você pode ver caras com beleza ou com dinheiro se dando bem com as mulheres, e fazer afalácia de pensar “Isto é o que eu preciso pra pegar mulheres.” Mas na verdade foi aconfiança de agir atraente que o dinheiro ou beleza deu a eles que fizesse esses caras pegaras meninas.Todos os homens tem isso dentro deles, de aprender aquele tipo de confiança. Isso apenasdepende se você adquire ou não os padrões da sociedade e se você merece isso ou não. Prafazer isso você tem que realmente perceber que isso é apenas a forma de agir que faz vocêatraente, porque mais que qualquer coisa é seus comportamentos que revela pra as mulheresquem realmente você é.Entender que enquanto você está tentando logicamente persuadir uma garota sentir atraçãopor você, e indo pra casa a noite pensando sobre novas formas de convencer ela gostar devocê até mais, um cara que é bom com as mulheres sabe como atrair elas naturalmente eimediatamente e sem qualquer persuasão lógica. Ele é atraente. Isto não é algo que ele faz. Éuma parte de quem ele é.REGRA: Ser atraente pra as mulheres não é algo que você faz. É algo que você é. Isto nãopode ser alcançado apenas com técnicas ou táticas pick-up (técnicas de sedução) da mesmaforma que a maioria das pessoas que procuram esse tipo de material pensam. Isto podeapenas ser alcançado sabendo o que significa “ser você mesmo” e mostrar/compartilhar seumelhor eu a todos que você encontrar.REGRA: Pra atrair uma mulher especifica você deve aprender ser atraente pra as mulheresem geral. Se você quer uma antiga namorada de volta ou se você quer estar com uma garotaque é especial pra você, você não irá fazer isso acontecer obcecado em cima disto outentando demais.DEFINIÇÃO: REATIVO ( I )Agindo assim é reativo, a qual significa que é uma curta resposta emocional avistada queignora a existência de um problema maior. Sendo reativo apenas te fará menos atraente,porque você está focado em adquirir valor da garota em vez de cultivar em você mesmo. Ese você tem sido reativo ou obsessivo, então você normalmente já estragou tudo de maneiraque você não percebe. É sempre mais certo achar um indício com uma garota que vocêacabou de conhecer do que voltar o pedal e mudar uma percepção que já existe.Quando uma garota formou uma grande e segura percepção de você, você está criandoapenas uma pequena fração dela na experiência global de você com toda interação. Masquando você está conhecendo uma menina pela primeira vez, você está criando umaexperiência totalmente nova desde o começo.DEFINIÇÃO: PROATIVOEntão você deve ser proativo, a qual significa lidar com desafios esperadosantecipadamente, criando uma teia de hábitos que responde automaticamente quando elesaparecem. A qual significa ganhar experiência conhecendo muitas mulheres e praticando,assim quando você conhecer a garota certa isso será segunda natureza de você. De fato,você deve sair temporariamente da mentalidade que você está procurando uma garotaparticular e entrar na mentalidade de evoluir quem você é para um cara que é bom com asmulheres em geral – assim quando você conhecer a garota certa que você quer, você seráalguém que vale a pena.
    • Então, quando você chega em um ponto onde você sabe seu próprio valor e sabe comotransmiti-lo, achar felicidade em outras pessoas não será uma prioridade. Você será alguémque traz valor as mulheres, porque você estará interessado nelas e não preenchendo umvazio interno.E de repente, você terá ido de um cara que ficaria com qualquer garota que estivesseinteressada, pra ser o cara que pode escolher a garota que é realmente sua melhor parceira.Essa é a verdade sobre achar a garota certa. Minimize o condicionamento social. Minimizeas desculpas pra não tentar. Poderá não se sentir bem. Mas conseguir deixar essa área de suavida sob controle tem suas recompensas.LIVRO II – VALORTudo que percebemos é sempre uma interpretação subjetiva – um olhar com os olhos meiofechados através de uma névoa de emoções. Nossas mentes existe em um estado perpetuode cabo de guerra entre a mente lógica e a mente emocional, enquanto os dois lados estãosempre em disputa. Nós estamos emocionalmente dirigidos à valor (a qual nossas emoçõesnos diz que nós beneficiará), mas algumas vezes isto faz nós fazer coisas que logicamentenão faz sentido (a qual nós fomos “obrigados” a fazer).DEFINIÇÃO: RACIONALIZAÇÕES REVERSAS – A fim de se sentir bem sobre nossasações baseadas emocionalmente, nós somos impelidos a inventar justificativas lógicas pranossos pensamentos e comportamentos durante ou depois do fato. Desta forma nós podemosse sentir como se nós pensávamos e agíssemos logicamente, mesmo quando fomosemocionalmente compelidos. Este processo é chamado racionalizações reversas.Racionalizações reversas é um processo continuo que ocorre em vários graus nas mentes detodas as pessoas. O que é importante sobre isto é que é um processo que leva-nos a umprincípio absolutamente fundamental da atração...REGRA: Nossas mentes são naturalmente levadas a racionalizar nossas opiniões sobre aspessoas (quão atraentes elas são, quão divertido é elas estar em torno de nós, etc...) baseadoem seu valor para nós.Isto ocorre pelo foco seletivo. Enquanto logicamente sempre existe uma pessoa inteira quepodemos perceber, emocionalmente sempre existem qualidades particular desta pessoa quesomos compelidos a focar em racionalizações como nos sentimos. O que isso significa é quesempre que nós interagimos com alguém, nós seletivamente focamos em qualidadesespecíficas que podemos usar como nossa razão pra como nos sentimos para com eles, eentão filtrar qualquer de suas qualidades que contradiria aquela visão.Vamos pensar sobre as consequências disso... Se você é como a maioria dos caras, vocêprovavelmente ficou tão preso focalizando em detalhes superficiais de como você fazimpressões das pessoas que você analisa, que é sempre a maior responsabilidade das reaçõesdelas à você – seu valor pra elas. Por exemplo, você poderia ser um cara de alto valor compéssimas maneiras, e a maioria das mulheres racionalizariam que você é um espirito livreque faz suas próprias regras. Ou você poderia ser um cara de baixo valor com boasmaneiras e um doce temperamento, e maioria das mulheres racionalizariam que você não éo tipo delas. De qualquer maneira, seu valor primeiramente determina a maneira que asmulheres respondem à você.Agora uma garota pode pensar que ela não importa se um cara tem valor social ou não. Elapode bem pensar que ela prefere um cara que ela sente uma conexão ou pode fazer ela rir.Mas a maior parte do tempo foi o valor do cara que estabeleceu o contexto onde seu humor
    • foi foda e não apalhaçado. E foi o valor do cara que estabeleceu o contexto onde ela estavaaté mesmo receptiva pra sentir uma conexão com ele a principio. Recordando o colégio (umclássico exemplo de relações intensas de valor social), você pode se lembrar dos meninosfodas que poderia dizer qualquer coisa e ter todos pensando que era engraçado. Você podetambém lembrar casos onde uma garota poderia pensar que ela teve uma conexão com umcara mais popular que ela, a qual não sabia que ela existia. Criar uma conexão com umamenina e fazer ela sorrir é praticamente automático quando você tem valor suficiente. Sevocê tem uma conexão com alguém ou acha ela engraçada é uma coisa muito subjetiva.DEFINIÇÃO: ALIANÇAS SOCIAISComo criaturas sociais estamos programados em criar alianças sociais, especialmentecom pessoas que aumenta nossa probabilidade de sobrevivência e reprodução ou nos dáboas emoções. Em nosso ambiente social existem pessoas com quem estamos socialmentealiados, pessoas com quem estamos socialmente neutros e pessoas com quem estamossocialmente opostos.Porque há apenas tempo e energia suficiente pra criamos um número limitado de alianças,nossas emoções nos guia à pessoas que pensamos poder nos beneficiar mais. Estamosgeralmente dispostos a ser neutro à muitas outras, e até criará conflito sob algumascircunstâncias com aquelas pessoas que percebemos como uma ameaça. As pessoas criamalianças pra todo tipo de diferentes razões. Um relacionamento pode ser baseado em status,sexo, dinheiro ou apenas relação e diversão (qualquer coisa envolvendo sobrevivência ereprodução ou boas emoções). Mas relacionamentos vem e vão, e sua duração geralmentedepende do valor que as pessoas continua tirar deles.REGRA: A qualquer momento que uma pessoa sente que elas se beneficiariam direcionandoseu tempo e energia a uma nova aliança na troca de uma velha, sua mente procurará razõespra racionalizar como elas se sentem sobre isso. As pessoas podem escolher agir sobre seusimpulsos ou não. Muitas vezes não. Mas quando elas agem, o que sempre acontece é que apessoa irá reavaliar sua relação a velha aliança mudando os pontos do foco emocional decomo elas se lembram de suas experiências com elas. Elas focará em maus aspectos sobre apessoa (ou sua relação com elas) que elas anteriormente ignoraram, como uma forma de sejustificar. As pessoas podem sustentar amizades focando em emoções positivas que elasconseguem disso. É desse jeito que elas justificariam que é uma boa amizade. Mas seinvestir em uma nova amizade é mais benéfico, elas podem então refocar menos emaspectos positivos e justificar que elas “se afastaram.”Enquanto os velhos pontos de foco de suas emoções pode ter sido nos melhores momentosque eles passaram juntos, os novos pontos de foco pode está focado em decepçõesocasionais que ocorreu no curso da relação. Dessa forma a transição será suave. Algumaspessoas vão até criar conflitos uma com a outra pra emocionalmente justificar uma ação queelas queriam tomar. Esse processo não apenas explica como lembramos nossas experiênciaspassadas. É um processo pelo qual percebemos nossas contínuas interações também.REGRA: Enquanto nossas mentes tem a habilidade de estar atenta a todos em nossa volta,estamos inclinados filtrar as pessoas que tem menos valor pra nós e focar e fixar naquelasque tem mais. Seria tentador racionalizar isso longe de ser esnobe, se não fosse verdade quetodos nós fazemos isso em vários graus sem perceber. Alianças é igual a valor. Quando vocêtem a maior parte das alianças, as pessoas sentirão emocionalmente compelidas ficar pertode você. Eles pensarão que é um uso inteligente de seu tempo ficar perto de você, e eles
    • sentirão como se eles tem mais diversão. Tudo isso formará uma percepção que qualquercoisa que você diz é mais convincente, interessante, engraçado e positivo que se alguém demenor valor social tivesse dito a mesma coisa.Há uma diferença emocional entre passar uma noite com pessoas que são fodas e pessoasque não são. Isto é uma resposta emocional real interna.REGRA: Como um imã, qualquer que tenha o maior valor social (ou tem comportamentosque sub-comunica o maior valor) terá o mais forte puxão de atenção em direção a ele.Existem indicadores óbvios se as pessoas percebem se você tem valor ou não – se seu “imã”é forte, por assim dizer.Se você lançar outro assunto na conversa, as pessoas param pra te ouvir o que você tem adizer ou eles torcem suas cabeças pra falar com você enquanto o resto de seus corpos estãovirados pra o outro lado esperando você terminar, assim eles podem virar suas cabeças?Todos ouvem atentamente o que você está dizendo? Eles se esforçam pra impressionar vocêe continuar conversando? Quando você tenta mudar de assunto, atividade ou local elesimediatamente aceitam a mudança? Você dita a energia do grupo? Estes indicadores éapenas uma pequena parte.Pensando bem, você pode provavelmente relacionar isso em suas próprias experiências(mesmo se você não percebeu naquele instante.) Você alguma vez já conversou com umgrupo de pessoas, e se pegou se dirigindo a pessoa cuja aprovação você mais valorizou?Você pode até mesmo ter parado e se visto fazendo isso, mas ainda sentiu muito desnaturalse dirigir a qualquer um igualmente.Talvez você tem estado em uma situação onde você tentou se sintonizar com uma garotaatraente onde seu amigo estava falando com você sobre o dia de trabalho dele, e você seachou lutando pra dá atenção. Você procurou ouvir o que ele tinha a dizer, mas você nãopôde ajudá-lo com a tentativa de se sintonizar na conversa da garota que você estavainteressado ou olhando-a de canto de olho.Talvez você tem estado em uma situação onde você estava andando com um amigo quevocê percebeu que não te faria parecer bem. Quando vocês passeavam normalmente tudoparecia legal. Mas quando vocês saíram à um lugar onde ele não se encaixaria, o valor delemudaria relativo ao tipo de situação, e você sentiu constrangido por ter ele ali.Em qualquer dessas situações, você pode ter sentido um compulsão emocional pra sesintonizar à certas pessoas e dessintonizar de outras pessoas.Isso não necessariamente significa que você agiu sobre isso, mas isso foi uma respostaemocional que você teve no momento. Uma forma de pensar sobre o meio social é comouma piscina que é quente em uma parte e frio na outra parte. A inclinação natural é apenaspassar pro lado onde é quente. Tudo isso muda dependendo da situação.DEFINIÇÃO: VALOR SITUACIONALA mesma pessoa que nós não sintonizamos em uma situação pode ser a pessoa que nósestamos mais focado em outra situação. Valor social pode ser muito específica a situação, eem tal casos pode ser chamado de valor situacional.Na sala de aula onde um professor dá uma palestra inspiradora, a dinâmica de status mudaem favor do professor. O mesmo acontece pra um músico em um show. Ou o cara que dáuma grande festa em sua casa. Ou o DJ que toca músicas que todos gostam. Ou acelebridade que todos olham e gritam. Ou o barman e o promotor do clube, com fluxocontinuo de pessoas sempre querendo alguma coisa deles.Todos esses caras se beneficiam por causa do reforço situacional em seu valor de seu
    • ambiente. O reforço é algo que eles podem sentir e algo que pode ser sentido por outros. Nocaso do professor, nota-se que quando os estudantes levantam suas mãos pra perguntar ou dárespostas, suas vozes não são tão fortes como a do professor. Eles não mantem contatovisual tão naturalmente, eles nem são engraçados, nem suas palavras carregam tanto peso.O mesmo acontece ao cara que dá a grande festa. Ele vai a um grupo e se apresenta e osconvidados são razoavelmente gentis. Mas quando eles descobrem que ele é o dono da festaque todos estão curtindo, eles se tornam mais agradáveis e querem conhecê-lo. Suas vozesde repente se tornam mais submissas e eles viram seus corpos em direção a ele e ouvemtodas suas palavras. Pra esses caras com valor situacional alto, seu sentido de ter valor socialestá sendo reforçado pelas alianças que eles tem em seu ambiente. Eles se sentemconfortáveis, confiantes e sem necessidade de analisar se eles são aceitos ou não. Seu valoré assumido.Mas se colocamos o dono da festa e o professor em uma situação diferente? Por exemplo,se trazemos eles ao bar onde o promotor e o DJ estavam? Neste caso, seu valoressituacionais cairiam, e eles não sentiriam o mesmo senso de aceitação que eles tinham emseus ambientes preferidos. Eles não sentiriam a mesma confiança, e é por essa razão que amaioria dos caras que se dão bem com as mulheres em seus locais habituais não vão se dábem em um novo local.DEFINIÇÃO: CONFIANÇA SITUACIONALConfiança situacional é uma confiança que é reforçada pela aceitação social antecipada –de ter algo ao seu favor em uma situação particular que garante um alto valor social emrelação as outras pessoas ali. Pra ilustrar confiança situacional vamos imaginar um cara quese sente inseguro em relação ao seu corpo em uma piscina de uma festa. Vamos dizer que éuma piscina cheia de crianças cuja aceitação não tem qualquer influência sobre ele. Agoravamos mudar isso. Ao invés, ele esta nadando em uma reunião familiar onde ele sabe quetodos aceitam ele. Agora vamos mudar esta cena mais uma vez. Desta vez ele está nadandoem uma festa de seus colegas cuja aceitação é mais incerta.Visivelmente, enquanto sua expectativa de aceitação na situação muda de neutro prareforçado e para incerto, ele experimentará uma grande mudança interna – indo deindiferente pra confiante e para inseguro. Então, voltando para os caras com um grandevalor situacional que nós falamos... O que eles tinham em comum? Todos eles tinham umalto grau de prova social.DEFINIÇÃO: PROVA SOCIALProva social é qualquer demonstração visível externa de alto valor social ou aliançassociais. Então por exemplo, se você ver um cara rodeado por um grupo de pessoas ouvindoatentamente todas as coisas que ele diz, sua mente perceberá e sentirá seu alto valor socialpela prova social visível das pessoas que estão reagindo a ele. O que significa dizer aquelaspessoas estão reagindo? Qual é a diferença entre as pessoas se sentindo reativas emtorno de você versus apenas saber que você está ali?DEFINIÇÃO: REATIVO (II)Ser reativo em relação à alguém significa que seu senso normal de equilíbrio está sendoafetado por eles, de modo que o ritmo normal de como você pensa, sente e age está sendodesfeito. Ser reativo não é apenas um comportamento específico – é qualquercomportamento que vem de um estado reativo da mente. Quando uma pessoa sente reativaem relação à você isso pode ser manifestado em várias maneiras.
    • A forma que eles sentem sobre eles mesmos pode estar ligado em suas respostas a eles.Eles podem sentir uma tipo de prontidão subjacente em relação à você, e se encontram umpouco mais ligados e atentos à você que as outras pessoas no ambiente. Eles podemvalorizar sua aceitação, aprovação e toque – e se encontram emocionalmente vazios napossibilidade da perda disto.Normalmente eles falam com uma voz mais fraca e menos firme que você, e eles riemmais de suas piadas do que eles ririam de piadas de outros. Internamente eles sentirão umpouco mais analíticos sobre infringir seu espaço e tempo, e eles considerarão maiscuidadosamente se o que eles estão dizendo é importante ou não, ou interessante o bastantepra segurar sua atenção. Obviamente, quando alguém está sendo reativo à você eles estão tedando a posição de ter um alto valor. Então como evitamos de ser reativos?DEFINIÇÃO NÃO REATIVOSer não reativo significa que em um nível interno suas ações não estão vindoprimeiramente de um lugar onde você está reagindo a outra pessoa. Isto não significa nãofazer nada. Não fazer nada pode até mesmo ser reativo e por si só, porque um cara podequerer fazer alguma coisa mas não segue em frente porque ele tem medo do julgamento dosoutros.Ser não reativo é mais sobre vir de um lugar de autenticidade, onde suas ações estãoexpressando sua personalidade sem ser em reação a pressão externa de como outras pessoasquerem que você seja.Mesmo se um cara não é rico ou fisicamente atraente, enquanto ele tem pessoas reagindo aele em uma situação particular (ou se ele tem comportamentos que sub-comunica que aspessoas estariam reagindo a ele, se elas estão em torno dele) e ele permanece não reativo,então ele terá garotas atraídas a ele naquele momento.A única diferença entre ele e os cara ricos e bonitos é que eles tem a clara demonstração deseus valores que eles transmitem por suas riquezas ou aparência, que tende dar a eles umpouco mais de confiança. Apesar disso, a maioria das mulheres não estará atraída à qualquerhomem se ele não se projetar bem. É por essa razão que podemos encontrar todo tipo deesteriótipos absurdos, como o do gerente de restaurante fora de forma que dirige um carrofudido e mora de favor na casa de seus pais, mas que ainda acaba tendo sexo com metade desuas funcionárias. Apesar do fato que seu status social não é extraordinariamente elevadoem um senso tradicional, ele ainda tem um valor que é visível dentro dos limites de seuambiente.Na situação dele, as pessoas em torno estão reagindo a ele. Seus estados emocionais estãoreagindo em relação a aprovação dele de seus trabalhos. Eles estão sempre atentos de suapresença, e eles se sentem um pouco diferentes se ele não tivesse ali. Eles dão atenção atodos assuntos da conversa dele, eles riem de suas piadas, e eles até mesmo seguem suasordens. Ele é socialmente aprovado em seu ambiente, e sua confiança é reforçada por causada aceitação garantida. E porque sua aceitação é garantida, ele sente incumbido de assumiros comportamentos mais confiantes que as mulheres respondem.REGRA: Um princípio fundamental da atração é que em qualquer interação social, sempreexiste uma pessoa reagindo mais a outra do que a outra reagindo a eles. E isto é onde nósintroduzimos o princípio absolutamente fundamental da atração.
    • DEFINIÇÃO: ATRAÇÃOA pessoa que tem a maioria das pessoas reagindo a sua aceitação e que é o menos reativoem retorno projeta o valor mais alto e suga o foco de energia social em sua direção. Em umnível primitivo, as mulheres observa esse tipo de sub-comunicação e respondeemocionalmente momento a momento.As respostas emocionais das mulheres estão construídas pra captar essassub-comunicações e fixar nelas como um imã em tempo real.Elas sentem a emoção de atração e são puxadas em direção à esta energia – independentese o valor de um cara é alto ou não em um sentido superficial. É exatamente como a atraçãofunciona.Os princípios se aplica a todos os esteriótipos – os badboys atraentes, os cara popularesque agem um pouco convencidos, e até os caras misteriosos que transmitem uma vibegenuína porque sua indiferença sub-comunica uma imprevisibilidade.O que estes tipos tem em comum é que eles não estão reagindo como os outros querem queeles sejam, e assim tem algo irresistível em suas personalidades que faz outras pessoasreagir a eles. Apesar de seu status social global, eles se comunicam com mulheres em umnível emocional. Eles não necessitam buscar os padrões superficiais da sociedade pra sesentir confiantes pra puxar o fluxo de energia social na direção deles – eles se sentemincumbidos disso por apenas suas personalidades. O que eles tem é valor central.Pra pensar sobre valor central vamos imaginar um arranjo final de nosso cenário dapiscina. Estamos na mesma festa junto da piscina onde os colegas da aceitação incerta estãopor ali. Há outro cara ali cujo corpo é na realidade até menos atraente do que o corpo doamigo inseguro. Diferente do cara tímido embora, que parece rígido e auto-atento, esseoutro cara está jogando água ao redor e brincando com todos e realmente tendo o momentode sua vida. Ele parece o cara mais foda ali. As pessoas estão certamente tratando ele dessamaneira.Qual reforço social está dando a ele a confiança pra agir dessa forma? Bem, talvez ele é odono da festa. Talvez ele é amigos de todos ali. Talvez ele tenha um livro best-seller empublicação. Talvez ele é o mais inteligente e engraçado e melhor conversador que qualquerum ali. Talvez ele é um dançarino. Talvez ele dirige uma agencia de modelos. Talvez ele leruma prateleira cheia de livros de técnicas sedução e sabe como usá-las. Talvez ele tem cinconamoradas que estão todas ciumando uma da outra. Talvez ele foi o presidente de suafraternidade na faculdade. Talvez ele é o presidente de uma companhia da Fortune 500.Ou... Talvez... Ele é apenas um cara. Alguns caras são simplesmente assim. Em um nível deidentidade central, eles sentem um senso de aceitação independente de que situação eles seencontram. Eles são simplesmente caras fodas, por assim dizer. Alguma pessoas oschamariam de naturais.DEFINIÇÃO: VALOR CENTRAL (I)Valor central é um valor que você carrega com você em todo lugar por causa de suapersonalidade. Isso vem de ter um senso de aceitação que não é baseado no valor relativoque você percebe nas pessoas em torno de você – quando sua confiança vem de umpoderoso senso de quem você é, e não de um reforço externo.Esta confiança dá à você um sentimento de poder, que permite você assumir os tipos decomportamentos que sub-comunica um alto valor social. Se você sente um aumento em seustatus ou não por causa de uma situação, você apenas assume seu valor e tem pessoasreagindo à você independentemente.
    • Muitos caras gastarão todas suas vidas tentando construir uma situação que lhes dêconfiança. Eles podem trabalhar pelo trabalho perfeito ou corpo perfeito ou ainda a mulherperfeita. Mas no final das contas, o que eles construíram foram barreiras e limitações – umaprisão em suas mentes. Pra escrever seu próprio ingresso na vida, seu senso de quem você étem que ser mais profundo do que isso.LIVRO 3 – AMORUm pobre cara tem uma identidade em crise. Talvez o problema começa quando eleadquire um sentimento que uma garota poderia gostar dele. Ele imagina uma conexão comela e todos os tipos de experiências compartilhadas que ainda não existe.Ele pensa que existe toda essa tensão sexual subentendida acontecendo abaixo dasuperfície. Ele até imagina sua garota quando ele ouve todas as canções românticas norádio. Mas inevitavelmente ele percebe que sua projeção não existe em qualquer realidadecompartilhada que inclui a garota. Perceber que isto está tudo em sua cabeça – que aquelagarota na realidade não corresponde a forma que ele sente... ou pensa nele enquanto ele estápensando nela... Isso é um remédio amargo de engolir.Vamos imaginar que em vez disso nosso pobre cara já tem uma namorada. O problemacomeça pra ele quando ele descobre que ela esteve lhe traindo. Ele idealizou orelacionamento. Ele se sentia bem. Afim de permanecer apaixonado por essa garota ele tinhadescartado qualquer defeito e focou nos melhores atributos dela e os melhores momentos dediversão que eles tiveram. Juntos, ele e sua namorada tinham proposto todos os tipos deidealizações compartilhadas que tinha feito seu relacionamento forte.Houve muitas coias que eles tinha expressado um pra o outro como uma forma de reforçarseu amor. Eles lembraram do primeiro lugar que eles se conheceram, saíram juntos e tevesexo. Eles tinha uma razão especial por que eles tinham se conhecido e estavam aindajuntos, que outros casais não tinham. O “lance” deles. Isso não era algo que poderia serconseguido de qualquer um, então eles podiam se sentir totalmente seguros de sentir seuamor sem medo de perda. Isto não era substituível.E pra fazer isso mais forte, eles continuamente tinha redito um para o outro que issoduraria... PARA SEMPRE.O que é engraçado é que quando termina, todos esses sentimentos especiais pode aindaestar lá. E só que agora existem todos esses novos maus sentimentos que acompanham eles.Ele quer se sentir como antes. Sua realidade desaba ao redor dele. Ele busca por sua garotapra validar sua velha realidade compartilhada, mas ela lhe abandonou. A garota que existiupra ele não existe mais. Ela foi uma invenção da mente dele. A face que ele viu foi uma demuitas faces que ela tinha.Ele não percebe isso, mas ele tem muitos tipos de faces próprias. Todos nós temosdiferentes faces pra as pessoas que tem um valor pra nós.Você é a mesma pessoa quando conversa com um mendigo insistente que pede por esmolascomo você é quando conversa com sua mãe? Como uma experiência de uma pessoa de vocêdifere, dependendo do seus valores à você? O que ele viu nela foi a face que uma pessoamostra à alguém que tem valor pra elas. É uma face fácil de notar. É como olhar pra oespelho e ver a face mais bonita do mundo.“Espera... Ela não está vendo as coisas direito. E sobre o nosso lance? Será que ela nãopercebe que ela não pode conseguir isso dele? Ninguém pode amar ela como eu. Espere umpouco. Ela transou com este novo cara na primeira vez que eles saíram? Ok, issosimplesmente não faz sentido porque ela disse que ela sempre esperou três meses com umcara pra fazer isso especial. O que?! Ela transou com ele no sofá onde nós tivemos nossa
    • primeira vez juntos?! Não. Aquele era o sofá especial.” “Essa vagabunda não lembra queaquele era o SOFÁ ESPECIAL?!?!”Ele racionaliza que ela está apenas confusa. Ele não desistirá do amor. Ele decidereconquistá-la. Mas ele tem ido de seu namorado pra ser mais como todos outros caras dofã clube dela. Ele é tudo que seu novo namorado não é.E ela sente um pouco mal por ele, com certeza. Mas enquanto ela sai pela porta daquele“último encontro” que ele implorou a ela, sua face de pena se torna pra uma radiante desorriso pra seu novo macho que está esperando do lado de fora pra pegar ela.Ela prossegue e desfruta sua vida sem receios. Ele fica jogado pensando nela, ansiando poruma garota que não compartilha mais a realidade dele. E embora ele nunca admita a simesmo, no fundo ele ver o pior dele nela. Porque sob diferentes circunstâncias, ele sabe queele poderia ter feito a mesma coisa. Talvez se seu relacionamento tivesse caído na rotina. Ouse ele tivesse conhecido alguma garota. Então ele se lastima por um tempo, até ossentimentos de vazio comece diminuir. Então, uma vez ele está pronto, ele começa oprocesso de se restabelecer.Ele muda seu foco de sua perda pra áreas superficiais em que ele pode melhorar a simesmo. Ele se concentra em seus comunicadores intermediários de status, como suacredencial, carreira, propriedades, veículo, roupas, joias e assim por diante. Ele é um caracompleto. Ele manterá isto sob controle. O tempo passa. A vida dele melhora até um certoponto. Mas ele ainda está sozinho.Através de nosso condicionamento social nós chegamos compreender amor de umamaneira que é sempre mais focado à idealismo do que no sentido de definir precisamente ofenômeno. Escritores e filósofos teve um longo debate do significado do termo, sem mesmochegar a nenhum consenso. Em algumas culturas existem até múltiplas palavras usada pradefinir amor.Muitas pessoas imaginam amor como tento propriedades sobrenaturais. Eles podemacreditar que todas as pessoas tem apenas uma alma gêmea. Ou que o verdadeiro amorsempre dura para sempre. Ou que as pessoas podem amar apenas um certo número de vezes.Eles podem até acreditar que o destino fará o amor acontecer por acaso quando for omomento certo. Com crença que existem tais forças poderosas agindo, não é surpreendenteque as pessoas sempre intensificarão seus sentimentos com a crença que eles estão seguindoseus corações. Lembre a última vez que você sentiu que você estava amando. Como vocêsoube? Era um sentimento de atração? Era um sentimento de conexão? Era um sentimentode desejo? Era sentimento de apego físico? Era um sentimento de unidade subjacente? Erasentimento de ansiedade emocional de co-dependência? Era uma combinação destas coisas?Amor é um casal de idosos sentados em sua varanda, confortáveis na sua velha rotinaestabelecida? É dois jovens ardentemente apaixonados no banco de trás de seu carro,procurando loucamente por uma camisinha? É um casal de recém-casados olhando no olhoum do outro enquanto eles fazem seus votos matrimoniais?É sempre dito que amor é auto-hipnose; uma bela psicose que toma conta e nos leva agirde forma que de outra maneira até mesmo não consideraríamos. Amor não é algo que écausado por outra pessoa. Nós causamos em nós mesmos. Enquanto damos ciclos emnossos pensamentos repetidas vezes em torno de nosso conceito de uma pessoa particular,nossa mente muda a maneira que percebemos elas, e achamos formas de fazer sentido disso.De repente tudo parece tão simples. É amor. E enquanto isso toma conta, nosso corpofísico segue o exemplo, girando e intensificando nossa química emocional até que estamoscompletamente arrebatados.Pra algumas pessoas amor pode ser uma chance pra elas conhecer e entender
    • completamente outra pessoa, e ter aquela pessoa fazendo o mesmo por elas em retorno.Uma relação de amor entre duas pessoas pode ser saudável e cultivar um crescimentoespiritual e físico. Pode ser uma das mais prazerosa e importante experiência que umapessoa tem sobre o curso de suas vidas inteiras.Mas isso depende se a pessoa está preparada ou não pra isso. Porque a ideia de amor podeser também destrutiva. Pra algumas pessoas pode ser uma auto-decepção que elas podemfocar como uma forma de evitar de encarar suas falhas. As pessoas sempre racionalizarãoque qualquer reação emocional forte que elas sentem à outra pessoa é um sinal que elasestão amando.Elas podem ter se ocupado em uma paixão com alguém que não retribuiu seus interesses, eracionalizado que é algo que iria fazer elas se sentirem completas. Elas podemdesesperadamente desejar a atenção de uma pessoa, e racionalizar o sentimento ansioso denecessidade por sua aprovação como sendo borboletas de amor tremulando em torno de suasbarrigas. Em um relacionamento eles podem deixar seus parceiros, porque eles racionalizamque sua perca de paixão é um sinal que eles tem perdido o amor. E mais tarde, eles podemter problemas em achar uma nova pessoa e racionalizar que eles perderam o amor de suasvidas.Existem pessoas que amarão qualquer um que ter. Elas estão ansiosas, e amando a ideia deestarem amando. Existem outras pessoas que tem medo de amar. Elas estão aborrecidas ecriam barreiras emocionais pra se prevenirem de serem machucadas no futuro. Por fim, aspessoas processam suas experiências através de uma névoa de emoções, e criam eintensificam esses acontecimentos em suas próprias mentes.Como dissemos, uma pessoa pode sentir um aumento em seu senso de aceitação por estáem uma situação específica. E da mesma forma, uma pessoa pode sentir um aumento em seuvalor por está com uma pessoa específica.Quando o senso de aceitação e identidade de uma pessoa estar presa em outra pessoa, elasestão dependentes daquela pessoa pra se sentir bem sobre elas mesmas. E por causa disso,elas se tornam reativas em seus relacionamentos. Elas focam seus pensamentos mais na dorde possível perda da outra pessoa do que no prazer de serem elas mesmas. Uma vez que issoacontece seus comportamentos se tornam menos atraentes à seus parceiros, e os sentimentosde amor de seus parceiros a elas começa a diminuir. Talvez então, que é apenas a pessoa quenão necessita de aceitação social pra se sentir bem, que pode realmente apreciar estáamando. É possível, que apenas quando você não necessitar de amor que você o achará?LIVRO 4 – IDENTIDADESe você está dentro de um elevador, como você sabe se você está na cobertura ou nosubsolo? Vamos dizer que é uma elevador de vidro. Neste caso, você pode saber olhando prafora. Mas digamos que você está dentro de um elevador fechado e com as luzes do indicadorqueimadas. Neste caso, até que a porta se abra como você sabe...? Isso nos leva ao conceitode identidade.DEFINIÇÃO: IDENTIDADEIdentidade é um conceito em sua mente que se relaciona com você, e coloca você apartede seu ambiente social. Sozinhos temos um compreensão de nós próprios que não écontextualizada. Entretanto, no processo de interação com outros e reconhecimento dasdiferenças entre eles e nós próprios, formamos um auto-conceito que é completo. Suaidentidade é uma apresentação a si mesmo e ao mundo do que faz você diferente ou único, eo que você aprendeu irá fazer as pessoas aceitar você.
    • É a soma de crenças sobre que tipo de pessoa você é, e que tipo de pessoa você não é, doque você é capaz ou não capaz, onde você se encontra na hierarquia social, e as formas quevocê é socialmente intitulado ou não intitulado pra agir de acordo.Embora você não perceba a extensão disso, você está processando o mundo através dessapequena semente em sua mente que é sua identidade. Como criaturas sociais temos acapacidade de dominar e ditar a energia de qualquer ambiente social. Mas como uma regra,é nossa crença sobre quem somos que dita quanto desta capacidade nós na verdade usamos.Identidade pode ser considerado como uma construção mental que dá à você ambos podercomo também limitações. Pode te dar confiança em algumas situações porque você sabe oseu valor e age de acordo. Mas em outras situações também pode impedi-lo de fazer coisasque te ajudaria, porque você pensa “Este não sou eu.”Você pode sempre reconhecer isso quando a identidade de um cara está o limitando peloolhar de desanimado vidrado feito filhote de cachorro expresso em seus olhos, e o irracional“Este não sou eu” ou a desculpa “Eu estou muito ocupado” sempre que você fala sobrequalquer coisa que iria além das restrições comportamentais da identidade dele. A mentedele está literalmente bloqueando e rejeitando qualquer coisa que possa forçar ele assumiruma identidade de valor mais alto do que ele acha que merece.Identidade é um desses conceitos que você deve identificar em você mesmo, porque ficarbom com as mulheres (ou ficar até melhor) lhe exige continuamente evoluir em um nível deidentidade profunda.Quase invariavelmente, o que diferencia um cara que pode apenas segurar umaconversação pelo tempo que ele está entretendo e um cara que pode realmente sugar umagarota pra sua realidade, é seu profundo senso de identidade se ele é capaz ou não disto.Este é o porque de uma mulher não ter sexo com você, por causa simplesmente da formaque você age. Ela faz sexo com você por causa quem você é.Quando uma mulher te conhece pela primeira vez, ela adia ter sexo esperando até ela tergastado tempo suficiente com você pra julgar seu caráter. Isso é, se você é ou não realmenteo homem que você projeta ser – seu senso de valor, poder e individualidade. Se suapersonalidade mantem ela cativada até que ela esteja convencida de que você é de fatoaquele homem atraente, ambos em suas ações como também seu senso de quem você é,então ela vai querer sexo. Contudo, se ela sente até mesmo a mais leve incongruência, elaperderá a atração instantaneamente e vai cair fora. Assim, se você quer ser atraente e nãoapenas entretenimento, você deve evoluir ambos suas habilidades sociais como também seusenso de quem você é a um ponto de congruência total.REGRA: Sua identidade pode ser de alto valor ou de baixo valor ou qualquer coisa entreisso – e o valor de sua identidade é algo que você cultiva baseado na capacidade que vocêpensa que tem pra ter um impacto dominante em sua ambiente social, e como bem vocêpensa que pode lidar com boas e más reações que acompanha isto.Se você percebe isso ou não, existe uma ideia em sua mente sobre quanto de sucesso vocêmerece na vida – ou quanto de valor você é capaz de cultivar como o cara que você seidentifica ser. Quanto de sucesso você imagina que você é capaz de ter com as mulheres éuma parte daquele auto-conceito também.Poder é um conceito multi-camada, no senso daquele sentimento de capacidade de tersucesso com as mulheres está ligado ao sentimento de capacidade de sucesso na vida.Muitas pessoas notam que a melhor parte de estudar pra ficar bom com as mulheres é quesua inclinação pra companhia feminina motiva eles a se tornar uma pessoa melhor. Aconfiança que eles desenvolvem pra pegar mulheres acaba se estendendo pra outras áreas de
    • suas vidas.Um cara que se sente confiante com mulheres é o mesmo cara que se sente capaz decomeçar conversas, dizer o que pensa, ser o centro de atenção, socializar com outras pessoascarismáticas, ditar a vibe das interações, criar tendências do que é foda, e expressar suapersonalidade livremente.Seu senso de poder não faz ele detestável ou um conversador tirano. Pelo contrário, issofaz ele confiante que quando ele assumir uma identidade de alto valor as pessoas gostarão –como um músico que sobe no palco e todos gostam porque ele oferece valor.REGRA: Um cara de alto valor com um forte senso de quem ele é, basicamente temcaminho livre com mulheres (com pessoas em geral, na verdade). Pela maioria dos padrõesdas pessoas, é quase absurdo ver como rapidamente as mulheres respondem à este tipo deconfiança. Quando uma mulher conhece um cara que se sente completamente confiante praconversar com ela, brincar com ela, contar historias e geralmente liderar a interação, elaresponde bem automaticamente. Ele está dentro.Mas se um cara não está confortável fazendo estas coisas, ela geralmente ignora ele. Este éo porque da forma que as mulheres respondem você (quanto valor você tem) começa de suaidentidade. Assim de onde vem sua identidade?É muito importante perceber que seu auto-conceito está sempre evoluindo através de suainteração com o mundo – sempre em reação a resposta social que você adquire de outraspessoas.Vamos dizer que você tenta assumir um papel de valor mais alto e você é aceito por isso.De repente, sua identidade é reforçada como sendo de valor mais alto.Mas vamos dizer que você tenta assumir um papel de valor mais alto e você não é aceitopor isso (talvez as pessoas tirem sarro de você). De repente você percebe que não deveriatentar mais, e sua identidade acaba limitando você no futuro. Como seres humanos, estamosprogramados pra sermos sociais. E como criaturas sociais nós estamos sempre engajados noprocesso de obter resposta social, a qual nos influencia reagir, adaptando nossa identidadepra melhor ou pior.DEFINIÇÃO: RESPOSTA SOCIAL OU ECONossa mente vive em um estado perpetuo de eco com pessoas em torno de nós. O queisso significa é que nossa mente está continuamente engajada em um subprocesso dereferencia cruzada e validando nosso conhecimento com o conhecimento de outros. Atravésdeste processo sutil e constante nossa mente extrai resposta social, variando da maisextrema sutil sub-comunicações a mais claras respostas óbvias – todos os quais estãocontinuamente moldando e remoldando nossas ideias sobre quem somos e o mundo quevivemos. Se você percebe isso ou não, sua interpretação de realidade é muito subjetiva emaciçamente influenciado pela resposta que você adquire de seu ambiente social.É por isso que para uma pessoa que visita uma terra estrangeira, ali pode ser umaexperiência do qual é conhecido como choque cultural, onde eles sentem uma desconexãosurreal de seu ambiente. E da mesma forma, pra uma pessoa isolada muito tempo dasociedade, aí pode ter lapsos de sanidade, onde eles não podem mais se relacionar com asnormas sociais. Podemos conceituar resposta social como um espelho através da qual asformas que agimos estão referencialmente cruzados e validados.Por causa da resposta social temos uma ideia de como agir “normal” – reconhecer nossostatus e como agir de forma que se alinha com isso. Através de nossa interação com omundo obtemos alguns conceitos dos comportamentos que significa quem são as pessoas,
    • que papeis elas desempenham e seu valor social dentro de um grupo. Em ambos níveisconsciente e subconsciente, temos uma ideia do que um cara de alto status e um cara debaixo status se parece. Temos visto todas as pessoas de alto status e baixo status. Seestamos consciente disso ou não, nossa mente reconhece a diferença e respondeemocionalmente.Então aqui está o porque a resposta social é importante.REGRA: Se no processo contínuo de eco você recebe resposta social que te fala que seustatus está aumentando ou diminuindo, sua mente sentirá pressão social pra reagirassumindo a identidade que você entende ser mais adequado a situação no momento. Comocriaturas sociais somos adaptáveis. Se estamos em um ambiente onde temos ou não temosstatus, nós sentiremos isso e sentimos pressionados a entrar nos comportamentos que nossamente reconhece como sendo adequado ao papel. É por essa razão que uma menina de umacidade pequena onde ela é popular sempre assumirá uma personalidade totalmente diferentequando ela estiver em uma cidade grande onde ela não conhece ninguém e meninas bonitasestão a vista em toda parte. A confiança dela mudará, os tipos de zoações que ela irá sorrirmudará, e os tipos de pessoas que ela estará disposta sair mudará também.Agora, antes de irmos fundo por esse caminho tem que está compreendido que todas aspessoas reagem a pressão social diferentemente. Algumas pessoas reagem muito obviamenteenquanto outras não reagem nem um pouco. Isto depende de um conceito em sua mentechamado de seu critério de poder.DEFINIÇÃO: CRITÉRIO DE PODERSeu critério de poder é o critério que você acha que você precisa encontrar a fim de sesentir possibilitado assumir uma identidade de alto valor, e agir de forma que as mulheresacham atraente. Dependendo de como sua mente está programada, seu critério de poder serácomposto de um ou vários dos seguintes:Padrões sociais superficiais: Quando você acha que você satisfez os padrões tipicamenteilusório do condicionamento social (beleza, dinheiro, sucesso, coisas legais, etc...)Alianças: Quando você tem aceitação garantida por causa das alianças (ser amigo depessoas com alto status, ter uma namorada gostosa, ter um monte de amigos ao redor, etc...)Competências: Quando você tem alguma coisa que faz as pessoas querer alguma coisa devocê (acesso à algo exclusivo, ter conhecimento ou especialidade que as pessoas queiramaprender, ter brincadeiras ou histórias ou habilidades que envolve as pessoas por um períodode tempo, etc...)Desempenhar papéis: Quando uma circunstância temporária chama você pra assumir umpapel que não reflete quem normalmente você pensa quem você é (ser o professor em umasituação de professor/estudante, estar em um papel respeitado ou profissional, estar rodeadopor apenas pessoas de menor status, assim preencher papel de alto valor pela falta, etc...)Identidade: Quando você tem uma crença interna de poder como sendo uma parte de quemvocê é.Quando seu critério de poder é encontrado sua mente te fala “Você agora está possibilitadoassumir comportamentos sutis de alto valor que você percebeu em outros.” Sua mentecomunica isso pelo estado emocional que isso lhe dá. Este fenômeno é sempre chamadoentrar no estado.Estar em estado é uma experiência poderosa. Frequentemente, a coisa que literalmente
    • vicia os caras melhorar com as mulheres é o estado que eles saem disso.Quando você estar em estado, o mundo é sua ostra. Sua mente quieta, e tudo que você fazfunciona. Seu humor bomba, suas histórias detonam, e as pessoas seguem sua liderança. Ocara que está mais em estado geralmente tem o “imã” mais forte de atenção – por assimdizer.Existem diferentes formas de pensar sobre porque estado tem esse impacto, mas umaexplicação convincente se resume a isso: Estado é uma reflexão de identidade, e suaidentidade é uma reflexão de valor social. Portanto, quem está mais em estado deve ser apessoa com o mais alto valor social.Além disso, como uma parte da natureza humana existe valor inerente nas pessoas queexpressam suas personalidades de um lugar de autenticidade.Sua personalidade é uma reflexão de suas experiências de vida. Existe algo pra seraprendido disso. Suas escolhas de humor ou estilo, por exemplo, são reflexões da forma quevocê interpreta o mundo e as emoções que você quer evocar nisso.Quando você está em estado você está expressando sua personalidade sem todas asimpurezas da ordem do dia. Você não está tentando impressionar ou persuadir ou sujeita-se.Sua comunicação é mais autentica, por assim dizer. As pessoas valorizam isso.É sempre dito que quando você está em estado você está mais conectado ao seu autenticoeu. Você não está reagindo como você acha que os outros querem que você seja. Você estáapenas expressando sua personalidade e compartilhando sua energia com as pessoas, e elespodem sentir que você está apenas oferecendo valor porque você está acima da necessidadede reação deles. Por todas estas razões, está em estado implica valor social.Outra forma de pensar sobre seu estado é como um sistema emocional que te fala se vocêtem ou não aceitação. Afinal, uma razão que nós precisamos ter um emoção que nos fala seestamos ou não capacitados pra assumir uma identidade de alto valor, é nos falar seganharemos aceitação ou não, ou perderemos aceitação por isso.DEFINIÇÃO: SENSO DE ACEITAÇÃO E ESTADOSeu senso de aceitação é uma emoção que auto indica à você quando seu valor dentro deum grupo está aumentando ou diminuindo. Isso é o sentimento de validação, de está emestado ou fora de estado, que te fala se sua identidade está trabalhando por você ou nãopra garantir aceitação. Da mesma forma que sentimos prazer de ser aceitos, a falta deaceitação social pode nos fazer sentir um desconforto emocional ou até mesmo paralisia queé similar ao perigo a nossa segurança física. Enquanto na sociedade moderna isso não ésempre relevante, estamos programados perceber aceitação social e sobrevivência comoestando inter-relacionados. Uma maneira útil de conceituar seu senso de aceitação é comoum sentimento que existe dentro de você o tempo todo. É uma emoção que vocêexperimenta, como felicidade ou tristeza ou qualquer outro sentimento. A única diferença éque isso não é um sentimento que você é geralmente ensinado a perceber, assim você nãoestará ciente disso a menos isso significadamente aumente ou diminua.Como um som de fundo em uma boate, não é algo que você tende focalizar, porque elesempre está lá. Só quando o nível do som de fundo fica mais alto ou mais baixo que vocênotará – que você irá perceber imediatamente.Esse estado de oscilação é algo que você sentirá dependendo se seu critério de poder foiencontrado ou não.Mais uma vez, falamos de cinco critérios de poder que afeta seu estado: Padrões sociaissuperficiais, alianças, competências, desempenho de papeis e identidade. Vamos ver oscritérios mais de perto.
    • CRITÉRIO DE PODER – PADRÕES SOCIAIS SUPERFICIAIS:Relembre alguns anos atrás, quando você aderiu a um novo corte de cabelo ou comprouum camisa. Você sabia que estava elegante. As meninas olhavam pra você e as pessoaspareciam te dá mais respeito. Obviamente, aquilo te fez sentir bem e você até mesmodesempenhou o papel.No momento você provavelmente pensou que isso foi o novo corte de cabelo ou a roupaque você comprou que lhe deu respostas positivas. Mas analisando isto: o tempo passou eseu estilo mudou. Se você vestisse a mesma roupa que você vestiu alguns anos atrás, vocêsentiria a mesma confiança? Provavelmente não.As pessoas responderiam diferente a mesma roupa, porque a forma que a roupa fez vocêsentir mudou.No momento, você sentiu como tivesse encontrado um dos critérios de poder socialmentecondicionado – beleza. Como resultado, sua antecipação de aceitação social lançou você noestado e seus comportamentos fluíram de lá. A forma que as pessoas responderam à você foiapenas uma profecia auto realizável.Vamos imaginar um ET de outro planeta que vem visitar a Terra. Esse ET parece e falacomo um ser humano comum, exceto que ele tem 1 metro de altura, calvo e totalmente liso.Agora o que é interessante sobre esse ET é que em seu planeta, ser baixinho é visto comomelhor porque não requer que coma muita comida pra se sustentar. Calvície, da mesmaforma é um sinal de maturidade e em seu planeta maturidade é uma qualidade atraente emum homem. Além disso, pelo sistema de valores de seu planeta, viajar e ter riquezas deexperiências é mais admirado do que sentar em um escritório o dia todo e acumular maisdinheiro que qualquer um poderia necessitar. De fato, o último é considerado serconformista e genérico.Por todas essas razões (que não faz sentido a algumas pessoas no planeta terra) nossobaixinho, calvo e liso, mas bem viajado ET tem tido um vida de experiências positivas quedá a ele a crença que ele merece apenas o melhor. Então, quando ele chega na Terra e verque sua concorrência apenas são esses caras altos, cabeludos e que se vangloria pra asmulheres sobre quanto dinheiro eles tem, ele estala em estado e pensa pra si mesmo, “Este émeu dia de sorte.”É isso que significa um senso de poder baseado em padrões sociais superficiais – sentir quevocê encontrou os padrões superficiais da sociedade e se sentir confiante como resultado.CRITÉRIO DE PODER – ALIANÇAS:Vamos imaginar um cara que nunca teve uma namorada. Ele era socialmente desajeitado,um pouco inseguro e parecia ansioso a maior parte do tempo. Eventualmente, uma garotatem uma ligação com ele, apesar disso eles se tornam um casal. De repente, nosso caratímido socialmente desajeitado realmente relaxa e até mesmo se torna um cara melhor prasair (vamos imaginar que ele não é o tipo que deixa seus amigos pra fica sozinho com ela.)Anteriormente ele andava com um baixo senso de aceitação e isso afetava ele em muitosníveis. Mas sua aliança (por assim dizer) com sua namorada nova dá a ele algumasrespostas sociais positivas, e ele começou a se sentir mais confiante.O grande negocio disso é que outras garotas começam a notar isso e fica interessadastambém, a qual funciona como um espiral ascendente a sua confiança. Claro, no passado,ele estava experimentando um efeito espiral a sua confiança também. O espiral estavaapenas dirigindo seu estado na posição oposta.Talvez você esteve em uma festa onde você não conhecia ninguém. No começo da noite
    • você pôde ter sentido desconectado do ambiente. Mas enquanto a noite avançava vocêconheceu algumas pessoas que reagiu razoavelmente bem, e com todas as pessoas novasque você conversou, você começou a se sentir mais seguro de si mesmo.Enquanto no começo da noite você lutou pra pensar a coisa perfeita pra dizer, no fim danoite você estava tão no clima que você não cometeria nenhum erro. Você poderia ir falarimpensadamente com as pessoas e sugar elas pra qualquer coisa que você tinha dito. Vocêpoderia contar histórias, zoar, ou até mesmo pegado as meninas e dado uma volta com elas...E todos amariam isso.Isso que significa senso de poder que vem de ter alianças – sentir que as pessoas quegostam de você te dá um alto valor, e se sentir confiante como resultado.CRITÉRIO DE PODER – COMPETÊNCIAS:Quando você sabe que tem algo que as pessoas querem de você, sua inclinação será deassumir um identidade de valor mais alto.Esse é o porque as garotas estão sempre em estado quando elas saem a noite nas baladas –elas sabem que existem estoques de homens que querem alguma coisa delas. (Embora esse étambém o porque de muitas dessas mesmas mulheres ter um período difícil em se ajustar asmudanças naturais da idade).Quando você tem acesso à uma festa exclusiva, ou um violão que todos querem ouvir vocêtocar, ou uma historia que todos querem ouvir, você sente mais confiante do que quandovocê não tinham essas coisas. Vamos imaginar um cara que nunca abordou uma mulher emsua vida. Ele está muito nervoso pra se aproximar, porque seu senso de identidade fala praele “Não comece conversar com as meninas porque você não é capaz de tomar o tempo ouatenção delas.” Então, pra ajudá-lo, você dá a ele o que ele pensa que são os abridoresperfeitos e até mesmo um passo a passo pra começar conversações.Isso dá a ele muita confiança, mesmo porque ele não se sentindo capaz de se aproximar dasgarotas, ele tem as técnicas de um cara que é capaz. Isso é ótimo, porque não é ele que estáem julgamento, mas as técnicas. Se alguma coisa der errado, não foi ele, mas apenasalgumas técnicas ruins ou talvez a execução. Felizmente, ele até mesmo não está pensandonisso. O que ele está focado é em seu novo senso de confiança de ter uma competência queas pessoas querem – entretenimento.De fato, ter uma uma ótima historia e técnicas dá a ele valor. Eles estão entretendo, e porum período de tempo eles segurarão a atenção das pessoas. O problema é que uma vez queas técnicas acabam, a mente do cara fala pra ele “Pare de falar – o que você tem a dizer nãoé bom o bastante pra ser dito,” e ele adquire o que é conhecido como Síndrome de eu estousem material.Claro, ele tem uma experiência de vida pra falar a respeito, como também uma habilidadede se relacionar com as pessoas. Mas porque seu estado cai, logo que as técnicas acabam, amulher sente isso e perde a atração por ele.Ele pensa que elas caíram fora porque ele ficou sem técnicas (sua competência), mas o quena realidade ele acabou foi seu estado (sua confiança). Isso que significa senso de poderque vem de ter competências – sentir que tem alguma coisa que as pessoas querem, lhe darvalor, e se sentir confiante como resultado.CRITÉRIO DE PODER – DESEMPENHO DE PAPÉIS:Como criaturas sociais estamos programados assumir os papéis que são esperado de nós, eassumir as características de que pensamos que as pessoas querem que nós sejamos. Algofascinante e poderoso acontece quando você assume um papel que você normalmente não
    • exerce.No pior dos acontecimentos – desastres ou emergências – existem sempre pessoas comunsque viram improváveis heróis e toma controle da situação. Suas coragens não vem apenasde ter um sistema de valores que vai além de seus medos, mas também de conhecer do queeles tem que ser naquele momento e entrar no papel.Existem certos papéis que são universais em todas as sociedades – os líderes, os liderados,e todos aqueles entre os dois. Como criaturas sociais nós reconhecemos esse papéis, e nosdeslocamos ao papel que imaginamos se adequar melhor em nós. O problema disso, porém,é que na sociedade onde as pessoas estão constantemente competindo por dominância umsobre o outro, a pressão social que a maioria das pessoas sofrem em suas vidas inteiras éaceitar um papel inferior.Independente de qualquer papéis inferiores que você poderia assumir embora, em algunspontos de sua vida você é provavelmente chamado a assumir um papel de alto valor. Talvezvocê sinta mais dominante no trabalho ou quando você está ensinando alguém alguma coisaou quando você tem uma namorada que espera o melhor de você.Se você está em um clube, e seu amigo não é bom com as mulheres quanto você, vocêprovavelmente se achará tomando a liderança e sentindo um ótimo estado emocional . Vocêestará tão envolvido em executar o papel que é esperado de você – o papel que seu amigoestá literalmente te dando – que você não hesitará ou pensará duas vezes.Por outro lado, se você estar com um cara que tem mais habilidade do que você, você podese achar vendo o que ele está fazendo, e ter um momento difícil ao executar seu própriojogo, porque você está tentando se igualar com ele. Fazendo isso, você estará reforçando oestado dele, porque você está dando a ele resposta social que ele é capaz de assumir umpapel de maior dominância. Papéis estão constantemente sendo trocados.Se dois caras estão conversando com a mesma menina, e um cara tem um punho firme dopapel de dominância do que o outro, o outro cara sentirá seu estado cair, porque ele senteque o papel de alto valor foi tirado dele. Seu estado dirá a ele que o papel que ele estavaexercendo antes, agora foi ocupado por outro, e ele reagirá assumindo um papel que é maissubmisso.As pessoas frequentemente se tornam dependentes dos papéis que eles exercem pra ficarem estado. Eles necessitam de resposta social – seja das mulheres ou de seus amigos – prasentir que eles são a pessoa quem eles querem ser.Isso que significa senso de poder que vem de desempenhar um papel – sentir que oambiente social está colocando você em um papel de alto valor, e se sentir confiante comoresultado.CRITÉRIO DE PODER – IDENTIDADE:O critério de poder final é identidade. Quando você sente um senso de poder por causa desua identidade, certas coisas acontecem:- Você não necessita pensar que você encontrou os padrões superficiais da sociedade prasentir confiante.- Você não necessita que as pessoas, amigos ou garotas sejam legais com você pra sentirconfiante.- Você não necessita ter alguma coisa que as pessoas querem de você pra sentir confiante.- Você não necessita que outras pessoas coloquem você em um papel de alto valor pra sentirconfiante.Tudo isto são formas de confiança situacional, que é uma forma de confiança inferior einautêntica.
    • Confiança situacional pode atrair as mulheres temporariamente, mas nunca é totalmenteestável porque oscila dependendo das circunstâncias. Como uma mulher espera pra ter sexocom você até que ela tenha jugado seu caráter, é inevitável que seu estado caia em algumponto e sua incongruência virá à tona. E quando isso acontecer, ela perderá a atração e cairáfora. Quando você tem um senso de poder que vem de sua identidade, ao invés disso vocêtem o que é conhecido como confiança central.DEFINIÇÃO: CONFIANÇA CENTRALConfiança central vem de uma convicção inabalável de quem você é e o que você merecena vida. É uma confiança que não oscila – que mantém seu estado estável o tempo todoindependente da situação – porque você sabe que sua aceitação em alguma situaçãoparticular nunca é uma ameaça a seu completo bem estar. Confiança central pode ser difícilde encontrar, e é algo que você cultiva pela forma que você vive sua vida no dia a dia.A maioria das pessoas andam através da vida em um transe, raramente parando pra analisaras reais razões por trás de suas ações. Elas ignoram as verdades desconfortáveis de suasexistências e reagem ao mundo em piloto automático emocional. Em vez de conceber umavisão cristalina de como ser a pessoa que elas querem ser, elas esperam os outrosdeterminar isso por elas.A vida é cheia de pressões – pressão pra agir de certa maneira, pressão pra parecer comcerto tipo de pessoa, pressão pra adotar os gostos de valores de outras pessoas. Há sempreuma tentação pra ser atraído pra essas pressões e colocar mais valor no que as outraspessoas pensam de você do que você pensa de você mesmo. Mas afinal, quando você cedeseu poder assim você se vende.Você é um indivíduo. Seu valor começa aí.Confiança central vem do conhecimento que há apenas um você, e portanto há apenas umapessoa que tem acesso as suas perspectivas e experiências. Você é único, e por essa razãoque ninguém pode tirar de você o seu valor. Você apenas pode perder isso por sua própriadecisão. E essa decisão é feita quando você sucumbe a facilidade de viver a vida como umgenérico e um conformista.Sua identidade – seu poder, seu valor, sua autenticidade – pode ser apenas determinado porvocê mesmo. Outras pessoas podem pressionar você com seus papéis e seus padrões tudoque eles querem, assim como você pode fazer com eles. Mas não há ninguém que possa tedizer quem você é, a menos você decida operar nas interpretações deles.Esse é o porque quando você decide que sua perspectiva é fascinante, ela se tornafascinante. E quando você decide que sua historia é foda, ela se torna foda... Não é aperspectiva ou historia particular, mas a autenticidade por trás delas que é fascinante e foda.As pessoas estão interessadas em descobrir o que você pensa é interessante – quais são suasperspectivas e experiências – não o que você pensa vai impressionar elas. Sua habilidade deexpressar sua personalidade de um lugar de autenticidade é impressionante por si só.REGRA: Você não necessita de coisas como aprovação superficial, alianças, competênciasou desempenhar papéis pra se sentir poderoso. Seu valor se encontra em sua habilidade deser único e expressar isso. Valor se resume a atitude. Como um indivíduo que pensa por sisó, sua história, seu humor e suas perspectivas são fascinantes e tem valor. Quando vocêcultiva uma personalidade que você acha que é autêntica e você transmite isso com poder econvicção, os outros pensarão assim também.Isto apenas depende quão forte você acredita ser poderoso – não apenas interpretar o papel– mas ser o cara cuja identidade é dominar e expressar sua personalidade livremente. Porque
    • quando você carrega esse tipo de atitude poderosa com você, sua confiança se projetaexteriormente e atrai as pessoas.É dessa forma que a dinâmica social funciona.Não é apenas uma ideia ou uma forma que as coisas deveriam ser. É o modo real que ascoisas verdadeiramente acontecem entre as pessoas. Vamos ver porque é tão importante terum forte senso de quem você é, e um estado inabalável.DEFINIÇÃO: MOLDURA do inglês frameMoldura é outro termo pra uma interpretação ou uma crença. É uma janela através daqual as pessoas veem e interpretam realidade. Sua Moldura é sua interpretação derealidade. E a força de sua moldura é quão firme é sua interpretação de realidade – até queponto suas crenças sobre você próprio e o mundo pode ser ou não afetada por outraspessoas. As molduras das pessoas (ou interpretações) são inteiramente subjetivas, e elasestão sempre disponíveis à vista.Como criaturas sociais, estamos sempre envolvidos no processo de “ecoar” um com ooutro pra ver qual moldura de realidade é mais determinada, e nossa tendência é adotar ascrenças da pessoa que projeta a determinação mais firme e a menor reação emocional asmolduras conflitantes das outras pessoas.Você pode imaginar o “eco” como uma rede de correntes elétricas, e as pessoas comofusíveis, todos interconectados um com o outro. A pessoa com o fusível mais forte (molduramais forte) pode receber a maior pressão externa e direcionar a corrente em qualquerdireção que lhe agradar, enquanto os fusíveis mais fracos se queimam assim que a correnteflui através deles. Quem tem a moldura mais forte normalmente terá a maior influenciasocial – a maioria das pessoas reagem a sua moldura. Esse é o porque que ter um forte sensode valor central e poder é tão importante.REGRA: Uma forte moldura é auto realizável. O mundo é qualquer coisa que você pensarque é. Pra ilustrar, vamos considerar o seguinte. Se você é elogiado e sua moldura é quevocê é merecedor disso, você provavelmente tomará isso como um elogio. Mas se você éelogiado e sua moldura é que você não é merecedor disso, você provavelmente tomará issocomo condescendência ou manipulação. De qualquer maneira, sua interpretação (oumoldura) determinará a forma que você reage, e as pessoas serão puxadas pra qualquer queseja a crença que você tem sobre você próprio.Se eles estavam sendo condescendentes mas você tomou isso como um elogioindependentemente, eles começarão aceitar sua moldura porque você está mais certo dequem você é do que eles, e sua moldura dominará os deles.Da mesma forma, se você é zoado e sua moldura é que você não tem nada de está insegurocom isso, então você provavelmente tomará isso com uma brincadeira e brincará de volta.Mas por outro lado, se você toma isso como um lembrete de como mal você se sente sobrevocê mesmo, então você reagirá e as pessoas que te zoaram verá que elas tinham razão.O modo engraçado de como tudo isso funciona, é que mesmo as zoações não foram umabrincadeira, contanto que você interpreta desta forma e brinca de volta então você controlaráa moldura de modo que todos pensará que isso era uma brincadeira de qualquer forma.E porque sua interpretação agiu como uma profecia auto realizadora, isso reforçou maisainda sua moldura já existente – fazendo o mundo da forma que você acredita.REGRA: Quando você tem a moldura mais forte, você consegue determinar seu própriovalor e onde você se encontra em relação aos outros. Você determina quem você é. As
    • molduras das pessoas estão sempre conflitando um com outro em vários níveis. Comocriaturas hierárquicas estamos sempre envolvidos em um processo sutil de conflito demolduras pra determinar quem é capaz de assumir os papéis de valor mais alto, e quem tema moldura mais forte ganha.Como duas pessoas caminhando em direção a uma fonte pra beber água, a pessoa que estámais certa que é sua vez, vai andar direto em direção a fonte e tomará o primeiro gole,enquanto a outra pessoa reage andando mais devagar pra esperar a vez dela. Um exemplo deum conflito de molduras entre você e uma menina, com duas crenças diferentes poderia ser:ELA: Eu sou gostosa, e você é mais um cara da noite que me coloca em um pedestal e tentaduro pra conseguir ter sexo comigo. Eu sou muita areia pro seu caminhãozinho. Mas se sintaa vontade pra me entreter se quiser.VOCÊ: Eu não tenho falta de opções, e eu estou batendo um papo com você porque asmulheres são tolinhas e adoráveis e divertidas pra estar por perto. Se você for diferente detodas outras garotas que eu conheço, então talvez nós sairemos. Mas agora eu estou só medivertindo falando com você.Esses tipos de molduras conflitantes não são ditas.As pessoas de valor não falam sobre quem tem a moldura mais forte ou o valor mais alto.Elas sub-comunicam naturalmente por seus comportamentos. Você pode sentir quem tem amoldura mais forte, não por quem afirma ter, mas pelo contexto subjacente de quem estáreagindo mais à outra pessoa?1- Quem está refugando, e quem está tentando impressionar?2- Quem está emocionalmente afetado pela aceitação da outra pessoa, e quem é indiferente?3- Quem está se esforçando pra manter a conversa, e quem está fixando o tom?4- Quem está perdendo a confiança em sua ideia de que é foda, e quem não sentemudança?5- Quem estaria simplesmente se divertindo tanto se a outra pessoa não estivesse lá, e quemsentiu que foi chutado pra fora da “parte quente da piscina”?Por fim o que todas essas coisas resume, é quem está mudando o modo que eles agem pratentar ganhar valor da outra pessoa, e quem está sendo mais “eles mesmos”?Algumas pessoas confundem a ideia de conflitos de molduras como sendo alguns tipos debatalhas. Que não é o caso. De fato, necessitar controlar a moldura o tempo todo pra sesentir bem é servil e reativo em si mesmo. Ter a moldura mais forte não é impor dominânciasobre outra pessoa. É impor dominância sobre você mesmo – ser confortável com quemvocê é e não ceder seu poder pra ganhar aprovação.REGRA: Você só experimenta reações emocionais às pessoas que você percebe que temalgum tipo de influencia de como você se sente sobre você mesmo (sempre quando vocêpensa que você necessita mais deles do que eles necessitam de você). Quando você tem umareação muito forte à alguém, você coloca eles como tendo um valor mais alto do que você evocê cede seu poder. Como foi dito – sua mente tem consciência de todos em em sua volta,mas você estará inclinado filtrar aquelas pessoas que tem menos valor pra você e focarnaquelas que tem mais valor.Quando você tem uma reação emocional muito forte à alguém, isso é um sinal que aquelapessoa é tão uma parte dianteira de sua realidade que você percebe elas como tendo maisvalor pra você do que você tem pra elas. Caso contrário você não estaria suficientementeatento a elas pra ter sentido uma reação.Esse é o porque que é importante viver em sua própria realidade – nunca ceder aos outros opoder de ditar sua identidade por você. Sua moldura tem que ser mais forte do que isso.
    • Uma crença sobre quem você é ou o que você é capaz que é construído em padrõessuperficiais – quem você conhece, com quem você teve sexo, o que as pessoas querem devocê, como você é divertido, os papéis que as pessoas te dão, quão bem as pessoas reagiramà você na quele dia particular – é uma crença sobre você mesmo que é inautêntica. Essascoisas não são quem você é.Você nunca firmará um senso sólido de si mesmo nessas coisas, e você gastará sua vidacedendo seu poder e lutando pra conseguir de volta. Seu poder reside em sua autenticidade –seu senso mais profundo de quem você é. Isso não é só quando as pessoas perguntam à vocêsobre suas melhores qualidades ou valores e você tem algum tipo de resposta lógica como amaioria das pessoas fazem. É quando sua autenticidade verdadeiramente “clica” em suamente de modo que isso não é algo que você tem que pensar conscientemente a respeito, eisso se torna mais uma parte de sua continua e sempre presente realidade emocional ao invésdo que os outros pensam de você.É nesse ponto que seu estado se estabiliza, e você pode expressar quem você é com o tipode atitude que faz as pessoas amar você por isso... E é nesse ponto que as pessoas sãosugadas por sua moldura, porque você dita sua identidade e isso é algo que elesnaturalmente querem participar nos mundos deles.Sua identidade é a semente que influencia seus pensamentos, que influencia seuscomportamentos, que influencia a resposta social que você adquire do mundo exterior. Suainterpretação daquela resposta social influenciará o que você sente do que é capaz, que porsua vez influenciará como você formula e revisa sua identidade, que influencia seuspensamentos e comportamentos ainda mais. É um ciclo infinito de retroalimentação queinterface entre a realidade interna e externa, e através do qual sua realidade total éconstruída e reforçada ao longo do tempo.VERSÃO 2:Sua identidade é a semente que determina seu senso de poder, que influencia como vocêage, que influencia a resposta social que você adquire do mundo exterior. Sua interpretaçãodaquela resposta social influenciará mais ainda o que você acha do que é capaz, queformulará e revisará mais ainda sua identidade, que influenciará mais ainda como você age.É um ciclo infinito de retroalimentação que interface entre a realidade interna e externa, eatravés da qual sua moldura é construída e reforçada ao longo do tempo.LIVRO 5 – FODEZA E CONGRUÊNCIAExiste todos os tipos de canais de comunicação sutis que te falam se alguém está agindo demaneira que eles acreditam que estão alinhados com suas identidades, ou se eles estãoapenas reagindo a pressão dos outros. Você pode sentir isso em seus ritmos sutis – a formaque seus padrões de pensamentos fluem em seus comportamentos. Há uma certa vibe quetodas as pessoas emanam que te fala se suas ações são uma expressão de como eles sesentem ou se eles estão tentando convencer eles mesmos e as pessoas em torno deles queeles são algo que eles não são. Esta vibe é chamada congruência.DEFINIÇÃO: CONGRUÊNCIACongruência é quando seu sentimento interno de identidade e seus modos externos deagir estão alinhados um com o outro, ambos em níveis óbvios e extremamente sutis. Quandovocê é congruente, você se sai bem com coisas que outras pessoas não saem.Em certo ponto, você pode ter conhecido alguém que tinha os modos estranhos, mas quevocê ainda achou como sendo totalmente legal. Houve um tipo de vibe natural neles que
    • sub-comunicou, “Eu estou confortável comigo mesmo e com minha interação com omundo. Eu não vou reagir ao que os outros poderiam tentar fazer eu ser, porque istofunciona.” Quando as pessoas agem congruentes, isso estabelece um tipo de prova socialimplícita que o grupo aceita eles por quem eles são. Afinal de contas, eles não seriamcapazes de agir tão congruentes a menos outras pessoas aceitaram eles pela personalidade epapéis que eles assumiram, a qual pressiona você aceitá-los também.Assim se um cara que gosta de começar conversas e conhecer novas pessoas... ou quegosta de expressar o que está em mente... ou que gosta namorar um monte de mulheres –porque isso é simplesmente o modo que ele é – não haverá muita resistência social à issoporque as pessoas simplesmente sentirão que isso é uma parte da personalidade dele.As pessoas podem sentir isso pela forma que ele se move, fala e se comporta... Pela formaque sua voz se projeta e ressoa, e como as coisas que eles diz entra em alinhamento com suapersonalidade abrangente.Há um conforto que ele tem consigo mesmo e o modo que ele interagem com outros. Eletem um tipo de bem-estar com o mundo e a forma que ele alcançou equilíbrio com isso. Elepoderia ser sutilmente pressionado ou até molestado pela forma que ele age. Mas ser dequalquer outro jeito é simplesmente muito fora de sua realidade, de modo que ele nãomostra qualquer reação emocional à isso. E porque isso não é uma parte de sua realidade, asoutras pessoas não podem alcançar qualquer reação externa ou esperar que suas questõessobre ele tenha qualquer efeito – a qual coloca qualquer pensamento de não se dá bem comele fora da realidade deles também.DEFINIÇÃO: INCONGRUÊNCIAIncongruência é o oposto. Incongruência ocorre quando uma pessoa sente que seuscomportamentos não estão alinhados com a identidade que lhe garantiu aceitação nopassado. Então, porque suas psicologias está forçando eles do novo comportamento que temum efeito incerto, eles exibem um desconforto sutil – uma falta de alinhamento como eles sepercebem e como eles estão tentando fazer os outros perceberem eles.Talvez há um tipo de desconexão e artificialidade em sua harmonia ou falta de fluxo dentrode seu ambiente social. Eles estão forçando a barra. Eles estão muitos ansiosos. Ou eles nãoestão ansiosos o suficiente.Há realmente algo errado. Eles podem mostrar uma leve hesitação em suas vozes ou umleve nervosismo em suas falas. Talvez falam muito baixo ou muito alto. Poderia haver umaantipatia em seus olhos, uma tensão em suas expressões faciais ou um rígida inquietação emseus corpos. Seus movimentos em todos os aspectos de suas fisiologias reflete o valor de simesmos percebido na situação e suas resistências à isso. Então eles podem dizer coisas nãorelacionadas ao tom da conversa, e coisas que são reações emocionais obvias ao desconfortode si mesmos. É obvio que eles estão agindo de forma que eles não sentem que é umareflexão de quem eles são. E por essa razão, nada que eles fazem impressiona... Porquequalquer coisa que isso seja, eles não estão congruentes à isso. Congruência é um dos pré-requisitos na qual fazemos um rápido julgamento. Essa reação instintiva brutalmentehonesta que uma pessoa faz de outros dentro de segundos ao ver eles interagirem... “Ele éfoda?”DEFINIÇÃO: FODAFoda é um termo escorregadio. A definição é imprecisa. É em parte uma atitude que vocêpode ser você mesmo, até quando não é necessariamente a norma. Mas ao mesmo tempo,isso também significa ter uma qualidade intrigante sobre você que atrai e fixa a atenção das
    • pessoas, enquanto não vindo de um lugar onde o foco principal é reação do que as outraspessoas pensam. Ter qualidades que se destacam sobre você, que nem adere nem submete,mas ao invés joga e está fora da norma genérica em uma forma que é criativo e interessante– isso é infinitamente foda.Congruência sozinha não é necessariamente foda.Um cara que é totalmente bonzinho e desinteressante poderia estar por perto e “ser quemele é,” mas o mero fato que ele estava congruente, automaticamente não projetariaexteriormente de forma fazer as pessoas pensar que ele é foda. Se uma menina dá umaolhada, a congruência dele provavelmente não fixaria o foco de atenção dela por muitotempo, a menos houve alguma coisa atraente nele que causou uma reação.REGRA: Quando você se destaca de outros caras, as mulheres serão atraídas porque issosub-comunica que você tem valor social e que seus filhos se destacarão também. Asmulheres serão atraídas à caras que tem características ou habilidades intrigantes, e é sempremelhor ser visto do que ser ignorado. Muitas pessoas te falarão que eles são fodas por “sereles mesmos,” quando na verdade eles são apenas congruentes. Outras pessoas conseguirãonaturalmente um repertório de características, modos e estilo pessoal que fazem eles sedestacarem, e ser verdadeiros à si mesmos é foda por natureza. Todas as pessoas sãodiferentes, e isto está na individualidade. Mas independente de todo o dogma social do “sejavocê mesmo”, o que isto resume é isto...REGRA: Congruência sem ser foda é capitulação de uma identidade de baixo status.Comportamento foda sem congruência é forçar a barra. Mas quando você é congruente aoseu comportamento foda, você é seu comportamento foda. Ser foda significa tercaracterísticas sobre você que se projeta exteriormente causando interesse, onde nãonecessita forçar a barra pra fazer eles perceberem.Isso vem de experiência no mundo (ambos experiência social e experiência de vida), e deter passado períodos onde você tentou coisas novas que eram incongruentes até que vocêinternalizou elas a um ponto de naturalidade. Pra um cara que falta qualidades atrativas, eleterá que parar de andar na vida em transe reativo que o levou à lugar nenhum, e começarproativamente colocar pressão sobre ele mesmo pra ter os tipos de experiências que farádele uma pessoa mais atraente.E cultivado aquelas qualidades externas que faz ele se destacar, sua jornada ainda não teráterminado até que seu senso interno de identidade esteja em congruência com aquilo.Porque um cara com boa aparência, inteligencia, estilo ou perspicácia – pode cultivar todasessas coisas, mas ele deve perceber seu próprio valor antes de se tornar foda.REGRA: – É quando você se da conta o que te destaca – quando isso finalmente “clica” emsua mente completamente e acima de qualquer sombra de dúvida – assim você se torna otipo de pessoa que carrega consigo o tipo de atitude que imediatamente te destaca. Ou maisespecificamente, é durante os momentos que seu valor é verdadeiramente uma parte de suarealidade em progresso que você se projetará como foda.Quando você se torna foda é quando você se aproxima de uma menina e você é agora seupróprio valor e você tem um senso que as pessoas terão uma boa experiência com você(semelhante aos caras que tem sexo com as meninas, realmente tem mais confiança).Vamos olhar mais de perto pra analisar o que tudo isso significa... Há um princípiofundamental do que é um padrão de pensamento ou padrão de comportamento foda. Emqualquer situação você pode fazer um de três coisas. Agir... Reagir... Ou não fazer nada. Um
    • padrão proativo é forte e reforça valor automaticamente... Um padrão reativo é fraco eluta pra desviar a perda de valor... E não fazer nada de qualquer forma visivelmente é apenasisso – nada.Quando um cara age reativo, geralmente é um indicador que seu senso de aceitação estásendo afetado por outras pessoas e que emoções ruins estão pressionando ele reagir prafazer os sentimentos ruins ir embora. Enquanto criaturas não racionais, muito do quefazemos é mais orientado à preservação do estado emocional que desejamos no momento,em vez de fazer o que verdadeiramente nós ajuda a longo prazo (especialmente quandonunca fomos ensinados o que verdadeiramente nos ajudaria.)Então um cara que queira que suas emoções ruins vá embora poderia tentar impressionaras pessoas ou convencer elas gostarem dele, em vez de agir de forma que ele se valorize.Claro, pra se sentir aceito e auto justificado ele racionaliza isso de qualquer formanecessária, a qual leva à mais comportamentos reativos e mais racionalizações ao longo. Serproativo por outro lado, significa responder a pressão externa afirmando sua identidade aoinvés de adaptá-la.REGRA: Pela forma que você age pra ser proativo não significa que é insensível com aspessoas. Apenas significa que é mais uma expressão proativa de sua identidade do que umatentativa reativa pra ganhar aceitação. É focado principalmente no momento presente emvez de estar focado como as pessoas reagirão no futuro.Quando você se desenvolve proativamente em uma pessoa que você gosta, a maioria daspessoas gostarão de você automaticamente por suas perspectivas e experiências únicas –especialmente porque as pessoas respeitam aqueles que se respeitam. Mas quando você estásempre reagindo ao que as outras pessoas querem que você seja, inevitavelmente isso sepercebe e acaba piorando as coisas.Então porque algumas pessoas são proativas e outras reativas?Se você está inclinado ou não pra ser proativo ou reativo é uma extensão lógica de suavisão de mundo.**molduras estão sempre se confrontando uma contra a outra... a moldura proativa é semprea mais forte do que a moldura reativa...Se você se identifica como a causa de suas emoções então você tenderá desenvolver umateia de padrões proativas. Considerando que você se identifica como estando à mercê decomo os outros respondem à você, então você tenderá desenvolver uma teia de padrõesreativas. Em um nível central, padrões proativos estão ligados a assumir uma identidade queé de alto valor, e sendo um indivíduo que as outras pessoas baseiam seus sensos deaceitação. Uma pessoa proativa naturalmente afirma controle sobre a moldura e reforçaaceitação de forma que é foda, pelas respostas emocionais instintivas das pessoas a eles.Padrões reativos por outro lado, estão ligados a assumir uma identidade que é de baixovalor, e sendo um indivíduo que se baseia nos outros pra se manter emocionalmente bem.Uma pessoa reativa procurará controle sobre a moldura e buscará aceitação de forma queestá forçando a barra pela persuasão lógica.Você pode ter conhecido uma cara que poderia ter tido muito sucesso por ter qualidades ouvantagens, mas que buscou mais status forçando a barra pra impressionar os outros. O maisprovável que ele segurou uma visão de mundo que assumiu que as pessoas não gostariamdele a menos ele impressionasse eles com favores ou seu sucesso, e então ele se sentiureativo e agiu de forma necessitada.E você pode ter também conhecido outro cara que poderia ter tido menos sucesso, mas quenaturalmente afirmou status apenas por sua presença. O mais provável, ele segurou uma
    • visão de mundo que assumiu que as pessoas gostariam dele desde que ele estivesserazoavelmente confiante e seguro, então ele se sentiu proativo e agiu foda.Ambos os padrões proativo e reativo dos caras foi projetado pra produzir respostas sociaispositivas que reforçaria seus sensos de aceitação. A diferença foi que as escolhas do caraproativo produziu resultados que foram visíveis no mundo exterior, enquanto que asescolhas do cara reativo produziu resultados que tiveram que ser racionalizada na mentedele.No final das contas, poderia ser discutido que como criaturas sociais, todas as interaçõessão reativas por definição. Mas pragmaticamente, ser proativo funciona bem melhor do queser reativo por desistir da resposta social a longo prazo. E filosoficamente, ser proativorepresenta uma ponte entre os pilares de realidade interno e externo, criando um visão demundo que não é validado muito extremamente em ambos lados.LIVRO 6 – ESTABILIZAÇÃO DE IDENTIDADEPressão social é algo que você pode experimentar se você sente como se sua aceitaçãoem uma situação social está em risco de ser diminuída. Isso poderia acontecer quando vocêsente um medo de represália por quebrar hierarquias e normas sociais, ou quando algumacoisa acontece que poderia expor você como tendo valor mais baixo do que você estátentando projetar. Inversamente, você pode experimentar pressão social quando você se achaem uma situação onde você assumiu um papel de valor mais alto do que você sente quepode lidar. Pressão social pode ocorrer sempre que você se desprende do caráter deidentidade que lhe garantiu aceitação no passado.Enquanto amadurece como adulto, você experimentará e testará várias identidadesdiferentes até que você descubra as melhores pra você em várias situações. Uma vez quevocê entra em alinhamento emocional com suas identidades, você aprenderá ser consistentea elas de modo pra assegurar seu bem-estar contínuo. Nossas mentes são dirigidas pra serconsistentes ao que percebemos como nossa identidade no momento.Ter uma identidade de baixo status é realmente tão ruim quanto parece? Há muitas pessoasque são inclinadas à uma identidade de baixo valor. Na verdade, a maioria delas te dirá queelas “querem” ser do jeito que são, que tem “boas razões” pra ser do jeito que são, e que elassão “apenas elas mesmas” pelo modo que são. Uma identidade de baixo valor produz certosbenefícios a curto prazo à pessoa que a assume.Projetar uma identidade de alto valor poderia exigir um nível mais alto de carisma do que apessoa percebe como sendo capaz de lidar. As pessoas querem que suas identidades sejampouco questionadas o quanto possível. Frequentemente, estar mais visível significa estar namira da maioria das críticas e poucas pessoas querem arriscar parecer incongruentes.Projetar uma identidade de baixo valor exige pouquíssima exposição a pressão social ou aspessoas que tentam tomar posse do papel. E enquanto isso produz nenhuma vantagem socialimportante, isso garante aceitação dentro do grupo. Então por exemplo, é fácil entenderporque uma pessoa seria receosa vestir um estilo de roupa que é menos moderno do que elasestão acostumadas usar. E ainda, pareceria bizarro que muitas pessoas estão até maisreceosas vestir um estilo de roupa que é mais na moda do que elas estão acostumadas usar.Mas elas estão.Seus medos é uma extensão racional de sua visão de mundo. Eles não se percebem comotendo a personalidade que seria esperado deles se eles usassem roupas mais na moda. Elesestão mais inclinados permanecer dentro do âmbito do qual eles estão acostumados emtermos de seus estilos, ambientes, status e outros papéis sociais, porque fazendo assim elesasseguram que as pessoas estarão ali pra reforçar seus sensos de aceitação.
    • No mesmo nível eles podem ressentir as limitações. Mas eles se beneficiam evitandoqualquer emoções ruins temporárias a curto prazo. Quando uma pessoa entra em uma novasituação social, eles novamente se encontram em uma luta pra projetar suas molduras paraos outros – pra conseguir que os outros aceitem, reajam, e se adaptam em torno de suasidentidades.Projetar uma identidade de alto valor dentro de um grupo requer que uma pessoa gasteenergia. Eles serão submetidos a mais atenção e pressão social, e eles terão uma expectativamais alta exigida deles afim de manter seu status.Não é incomum que as pessoas serão viciadas em resposta social positiva. Da mesmaforma que uma pessoa pode evitar olhar pra uma imagem desagradável de si mesmos oupode direcionar suas faces de uma forma que pareça bom quando eles se olham no espelho,as pessoas adquirirão padrões de comportamentos inconscientemente, que fazem elassentirem como se elas estão sendo percebidas da forma que elas querem ser percebidas. Umexemplo disso poderia ser suas necessidades de sempre ter as pessoas em torno delas, comoamigos, admiradores ou uma relação de co-dependência. Ou, eles necessitam está vestidosde uma certa maneira.Eles podem até necessitar falar com as pessoas sobre suas conquistas, suas conexõessociais ou suas áreas de especialidades antes disso entrar naturalmente na conversa. E emum nível sutil maior, eles podem necessitar assumir comportamentos que são pensadoscomo proativos, como controlar a moldura, mas de forma que é verdadeiramente reativoporque é muito forçado e extremo.Há pessoas que não irão à um cinema, restaurante ou à um clube sozinhos. Se eles vão àum cinema, eles podem andar dentro e fora pra que as pessoas não notem que eles estãosozinhos. Se eles vão à um restaurante, eles podem sentir a necessidade de falar em seuscelulares ou ter algum trabalho com eles para que eles pareçam ocupados.Se eles vão à um clube, eles podem beber ou manear suas cabeças quando eles não estãono clima. E se eles querem conhecer meninas, então eles podem precisar de amigos pra estálá, para que eles possam ver e ter um consolo de seus amigos caso não se saia bem. Claro, ésaudável que as pessoas queiram sair pra uma evento social com seus amigos e curtam acompanhia um do outro. Mas muitas pessoas não conseguem sair sozinhas mesmo quandoelas querem sair. Elas não conseguem tolerar a nudez de apenas estar ali e não se importarcom o que as pessoas pensam delas.O que eles tem é confiança situacional, não confiança central.A maioria das pessoas se sairão bem socialmente em uma situação onde todos gostamdeles. Mas muitas dessas mesmas pessoas serão uma negação em uma situação mais neutra,porque eles sentem como se suas identidades estão a ponto de serem contestadas. Umapessoa com confiança central não sentirá como se sua identidade será contestada, se ésocialmente reforçada ou não. Eles nem sequer precisam projetar suas molduras pra outros,nem suplicar a eles afim de se sentirem confortáveis. Em vez de contar com aceitação socialpra se sentir capaz de assumir uma certa identidade, confiança central é quando umapessoa sente uma convicção de sua identidade que dá lugar a um sentido de aceitação socialautomaticamente.Quando uma pessoa tem um forte senso de confiança central, eles serão capazes de assumiruma confiança situacional (competência) mais facilmente, porque apenas requer delesassumir e internalizar alguns novos comportamentos. Mas quando uma pessoa comconfiança situacional falta um senso de confiança central, eles frequentemente serãoexigidos completamente examinar com cuidado e internalizar um nova visão de mundo. Emtermos de conhecer mulheres, o cara que é forte em confiança central mas fraco em
    • confiança situacional poderia ser caracterizado como o cara que é confortável e confianteem torno das mulheres em geral, mas que não tem o conjunto de habilidades específicas prase aproximar de uma mulher aleatória que ele não conhece.Sua confiança central ao longo do curso de sua vida tem dando a ele um conjunto dehabilidades sociais, e uma identidade que não é dependente das mulheres.As meninas em seu círculo social gosta dele e pergunta por ele, e ele tem tido algumasnamoradas maravilhosas. Quando uma menina gosta dele, ele não tem problemas emchamar ela pra sair e avançar a partir daí. Mas quando se trata em caminhar até uma mulheratraente estranha que ele não nunca viu antes, ele não sabe qual passo tomar. O cara que temforte confiança situacional pra se aproximar das mulheres mas uma fraca confiança central émais incomum. Ele é uma anomalia pra ter tido tempo pra aprender os passos de caminharaté uma estanha, tomar a atenção dela, atraí-la e até pegar o número dela. Mas ao longo deseus estudos ele nunca aprendeu um forte conjunto de habilidades sociais, porque isso é algoque toma um período de tempo mais longo pra internalizar.A confiança situacional dele é conhecer mulheres. Ele sabe como fazer ela sorrir e deixá-laintrigada. Ele se sentirá confortável na situação enquanto ele aplica seu plano de jogo e tudovai bem como esperado. Ele se sentirá o fodão e assumirá o papel. Mas seu senso deaceitação começa do zero em cada interação. E sem reforço contínuo, ele volta pra seusvelhos comportamentos. Então se ele se aproxima de uma menina e ela gosta deleimediatamente, então ele irá interagir com ela proativamente. Mas se ele se aproxima e ela éinicialmente indiferente com ele, então ele não consegue permanecer congruente ao papeltempo bastante pra gerar interesse nela. Ele vai olhar pra ela, e de repente isso vai baternele: “Ela é muito bonita. Porque ela me escolheria?” Ele sentirá o valor social dela eperceberá quantas opções ela realmente tem. Porque ele não está conseguindo reforçocontínuo que sua confiança requer pra manter suas inseguranças longe, ele vai forçar abarra.Ou talvez o senso de aceitação dele é estável o bastante pra passar pela dura aproximaçãoinicial. Mas se torna instável logo que ele percebe que a menina realmente gosta dele.Ironicamente, ele consegue conhecer e atrair ela competentemente, mas logo que elepercebe que ela pode gostar dele, ele não sabe o que fazer. Ele sente um estímulo emocionalpor causa da reação positiva da menina, mas ele teme perder o estímulo mais do que perdera menina. Ele acha que não tem as habilidades sociais pra manter o interesse dela, então elevai embora com o número dela, quando ela queria muito mais.E se ele liga pra ela no dia seguinte, ele se sente ansioso porque sua confiança não temacumulado força. Ele conversa com ela no celular, mas a personalidade dele não reflete ocara que ele era na noite anterior.Pra piorar, a menina está distraída e não tão responsiva quanto ela estava na noite que elesse conheceram. Ela está neutra, e as habilidades sociais dele não estão preparadas pra lidarcom isso. Ele engasga. E a menina decide não se encontrar com ele uma segunda vez.A confiança dele pode até resistir todos os processos. Mas não aguenta o próximoencontro. Talvez eles possam fazer planos pra se encontrar ou dá de cara com elainesperadamente quando ele sai.É meio dia, e ele não está no mesmo estado mental como na noite que eles se conheceram.Então, enquanto ele caminha até ela, seu coração dispara e as palmas das suas mãos suaporque ele acha que não tem habilidades sociais pra guiar uma situação de resultado menoscontrolado.O cara com forte confiança central irá se socializar com os outros mais naturalmente. Eleserá mais proativo, porque ele simplesmente expressa o que está em sua mente e os outros
    • reagirão em torno disso. O cara com confiança central fraca irá se socializar com os outrosmais desajeitadamente.Ele será mais reativo, porque seu desejo de saciar sua necessidade de aceitação serátransparente e comunicará por sua vibe necessitada.Ao contrário de confiança situacional, confiança central não é algo que pode ser adquiridocomo um conjunto de habilidades. Porém, confiança situacional pode ser um trampolim quegera temporariamente resposta social positiva e começa um espiral ascendente nessadireção. Todas as pessoas tem um nível bastante estático onde suas confianças geralmente seencontram – um ponto médio que isso volta como estimulação externa diminui. Se um caraanda na vida com um baixo senso de aceitação, então ele vai experimentar uma leveansiedade contínua e evolui uma identidade fraca que é designada preservar seu estado. Masse ele se expõe pra ter novas experiências suficientemente significativas pra inspirar seuauto-conceito na sua essência, então seu senso de aceitação fluirá daquela semente deidentidade interna em vez do espiral de reforçamento externo como era antes.Se um cara pode aprender como ter uma conversa positiva com uma mulher, até por cincominutos, e então mais tarde dez minutos, e então mais tarde quinze, isso pode dar a ele aoportunidade de estar na recepção de um novo tipo de resposta e ver que isso tá beleza.Enquanto ele se desenvolve acostumado ser tratado de uma nova forma, sua mentedevagarzinho começa perceber o beneficio social de comportamentos de alto valor e ele iráquerer estar consistente à sua nova identidade.Ele vai procurar as sutilezas de uma identidade de alto valor em si mesmo e nos outros, eele desenvolverá uma perspicácia em projetar isso ao longo do tempo. Isso vai se tornar semesforço e natural. Ele nunca mais precisará de reforçamento externo pra manter suaconfiança em alto nível, porque sua nova identidade terá se estabilizada.Você pode ter visto isso acontecer no colégio (um tempo clássico pra os jovens testar asnovas identidades). Um menino nerd consegue ser aceito em um novo grupo. No começo omenino apenas sai com eles. Então talvez o menino começa ouvir algumas músicas de seusnovos colegas e participar de algumas atividades deles. E eventualmente, o meninoacumulas novas roupas e modos que se identificam com o grupo e parece completamentediferente do que antes. Isso não é diferente pra os homens aprender ficar melhor com asmulheres. Eles testam as formas de aproximações nas mulheres e ser mais confiantes. Elesrealmente não sabem o que é atraente e o que não é – mas se eles conseguem uma ideiaaproximada, então eles podem ter um pouco de experiências positivas com isso, e supera asexperiências negativas a curto prazo. Eventualmente eles começam a se comportar melhor eprocura por roupas melhores. Eles começam desenvolver humor e grandes historias elugares maneiros que eles podem levar as mulheres, e ao longo do tempo eles desenvolvemas sutilezas e estilo de vida em torno disso.No começo é uma luta pra pensar e agir de uma nova forma. Você tenta qualquer ideianova que pinta na sua cabeça. Algumas dessas ideias você gosta, algumas você não gosta ealgumas você não sabe até você tentar. Você acaba eventualmente arquivando a maioriadelas, mas no processo de tentar coisas novas você encontra lados de si mesmo que vocênão sabia que existiam, e separa suas qualidades reativas das qualidades que realmentevaleram a pena. Com o passar do tempo você cultiva uma gama crítica de qualidadesatraentes que você realmente gosta, e desenvolve a confiança pra ser quem você realmenteé. Mudança é algo que está sempre acontecendo em você se gosta ou deixe de gostar. Podeser ativo ou passivo, e você pode sentar e reagir enquanto isso ocorre ou pode guiar em umadireção que vale a pena. Aprender ser melhor com as mulheres não é sobre compensardeficiências ou superar sua sorte na vida. É expandir seu âmbito, se desenvolver em um
    • nível central, e aprender como transmitir isso.Então vamos relembrar nossa historia do pobre cara que perdeu sua namorada. Apósperdê-la, ele se pôs em melhorar seu trabalho, seu corpo e suas possessões materiais. Elepensou que ele atrairia mais mulheres. Mas isso não funcionou.Nosso pobre cara cultivou confiança situacional em áreas superficiais de sua vida emreação à necessidade de aceitação dos outros. Era uma extensão natural de sua visão demundo que há algum tipo específico de padrões sociais externos que ele tinha que atingir.Mas até quando ele atingiu, ele não era congruente a todos seus novos materiais. O trabalhoo colocou em posição de atenção e admiração, mas em um nível de identidade que não eraele. Ele não era esse novo cara confiante que era confortável consigo mesmo e que passou ater todas essas coisas legais que fez dele até mais atraente. Em vez disso, ele era ainda umcara inseguro que fez um monte de coisas na esperança de se esconder detrás disso e ganharadmiração dos outros. Ele pensou que se tornaria um cara foda. Mas ninguém caiu nessa.Nem ele mesmo.Em fim, o que aconteceu à nosso pobre cara foi que ele tinha usado sua namorada comoum pilar externo sobre o qual ele poderia validar sua identidade. Ela era uma pedra angularsobre o qual ele construiu uma estrutura elaborada de realidade. Uma vez que ela saiu forada fundação, a estrutura entrou em colapso. Então ele foi deixado em uma ruína emocional,enquanto o suporte do nível de suas emoções entrou em espiral descendente, sua mentelutava ansiosamente pra alcançar algum outro pilar externo pra lhe fazer sentir bem. Eleracionaliza seu colapso emocional como resultado de perder seu único verdadeiro amor.Mas foram suas fortes emoções um sinal que ele amou ela, ou uma reação emocional aotemor de perder o senso de aceitação que o amor dela representava? Talvez foi um pouco deambos.Se ele entra em outro padrão de falha ou não, dependerá se ele reconstrói sua identidade nopilar que está mais estável ou não. E que não envolverá apenas melhorar sua vidaexteriormente, mas também suas habilidades sociais e sua visão de mundo.LIVRO 7 – A ESTRUTURAABSURDA DE VALOR SOCIALSexo não é apenas uma fonte de prazer, mas uma fonte de validação.Vamos imaginar um cara andando pra uma sala sozinho. Agora imagine que ele anda comum amigo foda. Agora imagine que ele anda com duas gatas gostosas nos braços, e elasestão rindo e dando atenção a ele.De todos esses caras, qual você imagina que está atraindo mais atenção. Qual você achaque é o menos necessitado em conhecer as pessoas na sala? Em nossa sociedade, há umaassociação entre um homem ter um monte de mulheres e poder. Nossa cultura é saturadacom iconografia de homens poderosos cercado de mulheres gostosas. O jogador de futebolcom sua habilidade de dribles. O homem de negócios com sua esposa mais nova e gostosa.O cantor com seus fãs. O lutador com uma mulher em cada braço. Porque quando umamenina descobre que um cara tem outras meninas interessadas nele, ela se sentirá até maisatraídas?Um homem que tem a escolha de estar com muitas mulheres terá descendência com amesma escolha também. E enquanto um cara pode avaliar rapidamente uma mulher por suaaparência, pra uma mulher avaliar o valor social de um cara demora mais tempo. Então, aoinvés ela pode considerar como ela imagina que outras meninas percebem ele, como umindicador confiável do valor social dele.As mulheres não são necessariamente atraídas à homens que são conhecidos serpromíscuos. De preferência, elas são atraídas à homens de alto valor social. Porque um alto
    • valor social significa que um homem terá muitas opções quando se trata de mulheres, elasfrequentemente serão atraídas à homens que comunicam que sabe como lidar com o sexooposto. Sexo pode se visto como o último ato de uma mulher dar a um homem suaaceitação.Quando uma mulher dar pra um cara, isso pode ser interpretado como sua vontade dearriscar perder seu próprio valor nos olhos dos outros, pra ganhar valor a partir dele. Aquelevalor poderia ser de forma de prazer sexual, a validação da aceitação dele ou a crença queela ganhará a aliança dele. A expressão DAR é um fenômeno de condicionamento social.Significa que quando uma garota transa, ela está essencialmente dando o seu bem maisvalioso socialmente.Imagine um cara com uma namorada filé. Ele está apaixonado, ele investe seu tempo eenergia emocional em seu relacionamento. Mas um dia ele descobre um detalhe inusitadosobre o passado sexual dela. Como se vê, ela transou com um membro do time de futebol novestiário após o jogo. Embora não seja racional, ele sente um pouco inseguro. Então elesonda mais a fundo. E descobre que isso não foi exatamente um incidente isolado. Porquesua namorada não apenas transou com um jogador após o jogo. Ela deu pro time inteiro. Aomesmo tempo.Ele fica puto da vida e procura formas de racionalizar como ele se sente. “Se ela transoucom todos esses caras, então como posso confiar nela no relacionamento?” Claro o que elenão está focando é que ela não estava em um relacionamento naquele tempo. Ou o que elafez no passado não tem nada haver com o ótimo relacionamento que eles tem no presente.Ele não consegue ver nada disso.Tudo o que ele consegue focar é que ele não se sente mais validado por sua garota. Seuconhecimento do passado sexual dela desvalorizou o significado de aprovação sexual dela, eele não consegue aquele mesmo estímulo emocional dela que ele conseguiu anteriormente.A validação dela não é mais significativo pra ele. “Se qualquer cara poderia transar com elasem ter que investir nada, então como ela pode ser boa pra namorar?”A estrutura absurda de valor social pode ser atribuída ao condicionamento social. Se umagarota é percebida como sendo fácil de pegar, então sua validação não será maissignificativa a um homem que está interessado nela a longo prazo. O valor social deladiminuirá porque o homem sentirá como se qualquer outro cara poderia pegá-la. Por essarazão, a maioria das mulheres aprenderão agir como se elas não estão atraídas pela maioriados caras que elas conhecem. Elas aprenderão comporta-se como se elas fossem difíceis,pra projetar uma moldura que elas tem alto valor social. Os homens, por outro lado, não temtais restrições. Se eles transam com um monte de mulheres, isso será aceito como umanorma social. E além disso, porque eles tem suas escolhas de mulheres, sua validação serámais significativa pra as mulheres.Pra algumas pessoas, há inseguranças operando aqui. O homem não é desapontado porqueo valor físico real da sua garota é mais baixo do que ele tinha percebido a principio. Aocontrário, ele é inseguro porque a noite de sexo mais ardente na vida dela pôde ter sido comoutro cara. E a garota não acredita que ela realmente se torna pior como pessoa. Aocontrário, ela está insegura que os caras podem apenas valorizá-la se ela é difícil.Curiosamente, sua insegurança não é inteiramente infundada. Enquanto uma pessoa podeter um valor inerente, valor social pela definição é um valor que é ambos relativo etransferível pra outros. No caso do homem, ele quer criar a percepção que ele é o único quepode dar a ela poderosas experiências sexuais. E no caso da mulher, ela quer criar apercepção que ela é difícil, e que ela é a única que poderia fazer o homem se sentirfortemente validado. Isto volta ao nosso princípio fundamental, que só experimentaremos
    • reações emocionais à aquelas pessoas que percebemos como tendo valor mais alto do quenós, ou que tem a capacidade de aumentar ou diminuir nosso valor. Ambos homens emulheres sentem uma reação emocional de atração à aquelas pessoas que elas percebem queoferece o maior estímulo em seus estados.Quando uma menina transa com um monte de caras, a sub-comunicação é que ela percebeumuitos caras como tendo valor mais alto do que ela. Portanto, se esse for o caso, então elaprojetará um baixo valor social e assim ser uma pequena fonte de potencial validação pra oshomens. Mas quando um cara transa com um monte de mulheres, a sub-comunicação é quemuitas meninas percebem o valor dele como sendo mais alto do que os delas, e que ele éuma grande fonte de potencial validação.Quando um cara representa uma fonte de validação pra uma mulher, ele então se tornaatraente pra ela. A atração que a mulher sentirá por um homem de valor mais alto não éexatamente sempre o mesmo que ela vai sentir por um cara que é fisicamente atraente.Quando uma mulher ver um homem que é fisicamente atraente, ela estará fisicamenteincitada por ele, e se sentirá sexualmente agressiva. Mas quando uma mulher ver umhomem cujo valor é alto, ela vai se sentir liderada por ele e vai entrar na moldura dele epermitirá seus avanços e vai se sentir sexualmente receptiva.Quando um homem projeta valor mais alto, as mulheres se achará reagindo a ele e adota amoldura dele. Sua atenção estará muito focada a ele e elas sentirão uma forte reaçãoemocional. Esta reação é atração, que significa várias coisas.Primeiramente, elas perceberão ele como uma fonte de validação. Segundo, elas irãoquerer estar em torno dele. Terceiro, elas estarão mais receptiva aos avanços dele. Emboraser sexualmente agressivas ou receptivas são conceitos distintos, elas podem também sernão-exclusivas ou até casuais. Ambos podem levar ao sexo.Quando um homem é fisicamente atraente ele atrai um nível de atenção por causa de suabeleza. Se a partir disso ele obtêm um forte senso de confiança, então ele projetará um altovalor por seus comportamentos e as garotas se tornará sexualmente receptivas. E se umhomem é ou não fisicamente atraente, quando ele tem um alto valor ele extrairá uma reaçãoemocional das mulheres. Então porque o contato descarrega emoções, as mulheres sentirãouma forte reação física por seu toque, e elas se tornarão sexualmente agressivas em respostaas sensações físicas que elas sentem dele.A mente lógica das mulheres é condicionada pela sociedade acreditar que elas deveriamficar atraídas por um homem que queira um relacionamento com elas. Mas a menteemocional das mulheres percebe que quando um homem que ela acabou de conhecer querum relacionamento com ela, isso é em muito casos uma sub-comunicação que ele não temmuitas opções. Então, encontramos uma ironia aqui – porque a mulher não sentirá atraçãopelos mesmos homens que ela é socialmente condicionada acreditar que são suas melhoresescolhas.É surpreendente ver como os homens lutarão um com o outro por dominância, enquanto asmulheres ficam lá de boa sem dá a mínima ao que está acontecendo. Mas enquanto suamente lógica não está processando isso, sua mente emocional está. E quando um homem édeterminado ter valor mais alto, a atenção dela se fixa nele e o homem de valor mais baixosome. Enquanto ela sai com seu macho, ela até mesmo diz pra ele, “Nossa, aquele cara eraestranho. Ele estava dando em cima de mim, eu queria sair dali. Meus amigos estúpidosqueriam que eu ficasse.” Claro, o cara com quem ela saiu pode não ser o cara mais legal.Mas há sempre algo sobre ele que ela pode focar pra que ela possa racionalizar em reverso asua atração em termos de seu condicionamento social. Talvez ele jogou o lenço no lixodepois que ele suou seu nariz. “Nossa, ele realmente respeita o meio ambiente. Este cara é
    • demais. Há definitivamente um lado sensível oculto nele. Talvez o destino nos uniu pra queeu possa ajudá-lo revelar este lado!”Em fim, há muitas mulheres que compreende e adota suas tendências. Elas curtem namorarum homem que as excitam e desafiam, porque quando ele é “legal” na verdade temsignificado contrário do falso legal que é tão comum nos outros caras. Elas até vão falar arespeito abertamente e diretamente com a maioria dos homens que elas conhecem. Mas éapenas os homens que estão preparados pra ouvir isso, que até entenderá o que issosignifica. E esses homens são normalmente os homens que fazem isso naturalmente dequalquer forma. A maioria dos homens estarão muitos preocupados em conseguir avalidação delas. Realmente ver a estrutura absurda de valor social revelaria implicações queeles não estariam preparados pra lidar.LIVRO 8 – PONTOS CEGOSPoucas pessoas podem se ver como elas realmente são.Vamos imaginar um cara que todas as manhãs acorda e olha direitinho seu colarinho, suacamisa por dentro da calça e outros pequenos detalhes de sua aparência. Ele fica nervosocomo as pessoas vão olhar, pensar e falar sobre ele. Mas no fundo, o que ele não vaiperceber é que ninguém se importa. Ele é invisível. Ninguém até mesmo nem nota ele,muito menos os detalhes que ele se preocupa. E se alguma coisa aconteceu que fez eleperceber que ele tem desperdiçado todo seu tempo e energia investindo em um ritual que eracompletamente sem sentido?Ele tem uma melhor amiga pela qual ele é super apaixonado. Todo fim de semana elesficam juntos, ele usa o seu melhor perfume e dá um grau no seu quarto... apenas no caso.Algum dia ele vai fazer um movimento ousado. Ela sempre diz que ela quer amizade emprimeiro lugar. E ela está sempre reclamando como os caras que ela namora não trata elabem. Mas ele trataria. Ele é o cara legal que ela está esperando. Nesta noite, eles tem umencontro quente. Ela tem tido problemas com o namorado, e ele é o único cara que ela podeconfiar pra conversar a respeito. Ele a leva pra ir no shopping e jantar, então eles saem prabeber. Então um cara qualquer que nenhum dos dois conheciam antes vem e inicia umaconversa.Ele tenta manter a conversa, mas sua menina parece estar focada no novo cara e filtrandotudo o que ele diz. Ela parece não ouvir ele. Então ele compra algumas bebida pra este novocara desconhecido e sorri de todas suas zoações. O novo cara até retribui ele por isso,dizendo que ele é muito legal. Uns minutos depois seu mundo desaba, quando ele ver suamenina no maior amasso com o novo cara. Eles para de se beijar um pouco a cada minuto,pra beber as bebidas que ele comprou pra eles. E então ela fala pra ele, “Tenho que ir pracasa cedo, este cara é amigo de um dos meus amigos, eu conheço ele há algum tempo eminha casa está no caminho da casa dele, então ele vai me levar. Te ligo amanhã. Obrigadopor tudo, você é um amor.”Ele tem duas possíveis interpretações a sua frente.Interpretação número um. “Este cara conheceu ela há um minuto! Eu investir seis meses!Ela está agindo como uma completa tola em frente ele! Por qualquer coisa, eu estousimplesmente feliz porque eu estava aqui pra descobrir que piriguete ela é! Este cara é umjogador total, ele até mesmo nem tá aí pra ela! Ele está botando ela a perder e ela até mesmonão ver isso!”Interpretação número dois. “Este cara me venceu. Eu fui indeciso por seis meses. Elechegou e pegou o que ele queria. Ela está atraída por ele porque ele é mais carismático e
    • interessante do que eu. Ele está levando ela em um passeio selvagem, que é diversão deflerte, e ela vai embarcar nessa com ele.Ele escolhe o número um. Pode levar anos e anos antes que ele escolha o número dois. Ouele nunca escolha. Pontos cegos pode ser uma verdadeira merda. Nós não agimos de acordocom a realidade. Agimos de acordo com que acreditamos ser a realidade. Nossa construçãode realidade vem do que a sociedade nos ensinou, e o que aprendemos através de nossaspróprias experiências nesse contexto.Um senso de convicção psicológica é uma parte de nossa identidade e nossa inteira visãode mundo. Sem algum senso de convicção psicológica, nossa mente não poderia lidar atémesmo com simples decisões no dia a dia. Mas, porque a convicção psicológica não ésempre construída em fatos empíricos, coisas podem surgir ameaçando aquela convicção. Eentão desenvolvemos pontos cegos a qualquer coisa que esteja fora de nossa visão demundo.Pontos cegos são realmente poderosos. Como discutimos, embora haja sempre uma todasituação, tendemos focar nossa percepção principalmente em aspectos que tem valor pranós. E como também discutimos, aquele valor também pode ser valor emocional, tais comocrenças sobre nós mesmos que faz nos sentir bem. Então no ato de focar em umauto-conceito e realidade que faz nos sentir bem, nós iremos devagarzinho adquirir pontoscegos ao que consistentemente esteja fora de nosso foco. Se alguma coisa ameaça a formaque nos percebemos, então as emoções ruins começarão. Ao fazer as emoções ruinssumirem, iremos racionalizar a ameaça de uma forma que nos permite ainda nos ver deforma que queremos ser vistos.Não importa quão irracional é na superfície, nossa forma de olhar a situação fará perfeitosentido pra nós. Se nossos pontos cegos são confrontados, tendemos ser desconsiderados ouaté reagir emocionalmente afim de manter nossa convicção psicológica. E nos anos futurosquando olhamos de volta pra nossas velhas convicções, podemos ver coisas sob um pontode vista diferente que é tão perturbador que podemos dificilmente compreender o que nósuma vez acreditamos. Uma experiência rebelde é uma experiência que quebra a teia decrenças que uma pessoa construiu em torno de si como uma forma de manter sua visão demundo.Uma pessoa tem que estar em uma certa mentalidade pra sentir um desalinhamento entresua convicção psicológica e sua experiência do mundo. Talvez eles experimentem umapertubação ou sente descontentamento – alguns tipos de sensações que motivam elasquestionar seu condicionamento social e ver a verdade por trás de tudo. Eles tem que estáem um ponto onde internamente os pilares de sua realidade não são tão dependentes daconvicção psicológica, e onde eles podem olhar pra alguma coisa de um ponto de interesse ecuriosidade. Ou a um ponto onde suas convicções psicológicas tem sido completamentereduzidas, e tornou mais fácil pra ver as coisas como elas são do que ficar preso as crençasque lhes trouxe dor.Nesse ponto, eles estão preparados pra uma experiência rebelde, e abrir seus olhos a novoscanais de entrada que eles tinha ignorado anteriormente. Mas você não pode trazer essasracionalizações pra outras pessoas. Elas tem que querer achá-las por si mesmas. Asmulheres podem ser um dos maiores pontos cegos em toda psicologia de um homem. Praum homem admitir que ele poderia melhorar com as mulheres poderia abalar sua visão demundo. Ele teria que admitir que sua identidade não funciona e que seu condicionamentosocial sobre pegar uma garota estava errada. Ele teria que pensar sobre como ele não temfeito, como também tem falado pra si mesmo e sobre as coisas superficiais que ele estava
    • focado foram por razões erradas. E ainda por cima de tudo isso, ele estaria se colocando emuma posição onde ele estaria evoluindo a personalidade que seus amigos estão acostumados,a qual muitos deles não gostariam.Um homem poderia ser completamente corajoso em todas outras áreas, e ter sucesso emtodos outros aspectos de sua vida. Mas apesar disso, ele pode ter um ponto cego sobremulheres. Como dissemos, as mulheres podem ser uma validação do valor de um homem.Se um homem acredita que sua vida está resolvida, e de repente uma mulher o rejeita,poderia desvalidar todo aquele sucesso em sua mente. Isto acontece especificamente se eleadquire a ideia socialmente condicionada que se ele é um homem bem sucedido, então elenão deveria ter que tentar. Na verdade fazer um empenho consciente que isso tem falha seriaum duro golpe. Especialmente quando ele nunca realmente tentou, e sempre apenaspresumiu que se ele tentasse ele seria bem sucedido nisso. Felizmente, há sempre uma razãopra ele não tentar. “Nenhuma das garotas aqui são gostosas o bastante. E veja como elasestão vestidas e como elas agem como uma total piriguete. Se eu quisesse elas eu as pegaria.Eu apenas não as quero.” Então ele espera de boa, até que uma mulher tem uma conexãocom ele. É ela que escolhe. Ela dá a ele muito sinais óbvios, até que ele finalmente se dáconta e se move pra fazer algo. Então, uma vez que ele faz, ele racionaliza pra si mesmo queela foi sua primeira escolha e que isso foi sua maestria em cortejo que fez ele ganhar seupremio. Se você perguntar, ele orgulhosamente te diria que ele pegou ela. “Toda vez que eugostei de uma garota e tentei pegá-la, eu consegui.”Geralmente, há dois tipos de caras que se dão bem com as mulheres. O primeiro são oscaras que ver além de seus pontos cegos e desenvolve um forte senso de inteligencia social ecalibração. O segundo são os caras que tem fortes pontos cegos que eles usam pra trabalhara seu favor. O cara gerador de resposta ver além de seus pontos cegos, e por isso está emuma posição pra cultivar uma consciência emocional de como as pessoas estão respondendoa ele. Sua sobre-consciência faz dele um pouco inseguro, mas ao contrário dos caras quereage se tornando introvertidos, ele responde de forma mais proativa, desenvolvendo umaguçado senso do que é foda, o que parece natural, e a forma do que ele está fazendo estáafetando seu valor dentro de seu ambiente. Sua força é calibração social.Ele aprendeu desenvolver valor por si mesmo em qualquer situação, com comportamentosque extrai respostas positivas. Em vez de desenvolver pontos cegos pra anular respostasocial negativa, ele na verdade usa a resposta em uma forma astuta pra continuamentedesenvolver comportamentos que gera melhores resultados mais e mais. Sua confiança vemde continua resposta social positiva, e enquanto as pessoas estão reagindo bem, ele se sentebem.Por outro lado, o cara com confiança de desilusão tem pontos cegos que trabalha a seufavor, e então ele projeta sua convicção psicológica aos outros independente das respostasdeles e eventualmente suga-os pra dentro. Ele acredita que as pessoas que pensa muito estãoassumindo um valor mais baixo e se diminuindo por necessidade de forçar a barra. De fato,se ele fosse focar muito na calibração de si mesmo a outros, forçaria ele diminuir seuspontos cegos e sua moldura inteira desmoronaria (porque seu senso de convicção éestabelecido em certos pontos cegos). Isto também faria ele se sentir reativo em geral. Entãoao invés de calibrar os outros, sua força vem de seu ***** Sua força é uma moldurafenomenalmente forte.Ele aprendeu assumir valor em qualquer situação, com comportamentos que projetaassertividade e dominância. Em vez de desenvolver pontos cegos que permite ele anular seumedo de se aproximar das mulheres, ele desenvolverá pontos cegos que permite ele anularfalha, como sendo inviável ou como não tendo reflexo negativo sobre ele. Sua confiança
    • vem de ter sucesso intermitente, e então continuamente focar sucessos do passado praconfirmar sua convicção em suas crenças. Quando um homem se aproxima de uma mulher,há geralmente duas coisas que vai atrair ela: Quando o que ele está fazendo éverdadeiramente foda, e quando o que ele está fazendo, ele acredita ser foda. Geralmente, ascoisas funcionam melhor quando há equilíbrio entre os dois.Vamos imaginar um grupo de meninas sentadas na mesa do canto de um restaurante. Elassão abordadas por dois caras naquela noite. O primeiro cara se aproxima, e sente que elasnão estão interessadas nele. Ele calibra a situação e ele melhora sua abordagem, mas aindadescobre que elas não estão receptivas. Ele está bem calibrado, mas é também um viciadoem resposta, e necessita das respostas positivas delas pra se sentir confortável na interação.Então porque ele é socialmente consciente o bastante pra saber que elas não estão sendoreceptivas, seu senso de aceitação diminui e ele cai fora. O segundo cara se aproxima, e nãosente que elas não estão interessadas. Ele sempre assume atração e é convencido que asmeninas gostam dele mesmo quando elas não gostam. As meninas não estão assiminteressadas nele, mas porque seu senso de aceitação permanece forte independente de nãoter nenhuma razão pra cair fora. Então dentro de meia hora estando por ali, as meninasfinalmente se rende a sua confiança inabalável e ele acaba pegando a menina que ele queria.Agora vamos imaginar um segundo grupo de garotas sentadas na mesa do canto de outrorestaurante. Elas são também abordadas por dois caras naquela noite. O primeiro cara seaproxima, e sente que elas não estão interessadas nele. Ele calibra a situação e melhora suaabordagem, e porque ele transmite inteligência social e não faz elas se sentirempressionadas, ele acaba pegando a garota que ele queria. Mais tarde, o segundo cara seaproxima, e não sente a falta de interesse delas. Ele fala pra caralho por um tempo, masporque o que ele está fazendo é simplesmente errado ele acaba sendo visto como estranho.Embora ter uma forte moldura pode impressionar algumas pessoas, ser muito desconectadoda realidade da resposta social pode também ser psicótico. E porque ele está convencido queo que ele está fazendo é foda, ele não calibra sua aproximação e as meninas eventualmentecai fora. Obviamente, há pros e contras pra ambos os caras.Mas há um terceiro tipo de cara menos comum que faz melhor do que o cara que confia emsua calibração social e o cara que confia em sua moldura forte. Esse é o cara que são ambos.Alguns caras são capazes de ver além de seus pontos cegos e desenvolver consciênciasocial, enquanto ao mesmo tempo sendo inabalável pela resposta social negativa.Eles podem responder a resposta social ajustando seus comportamentos, sem seremocionalmente dominado por isso.Assim eles não necessitam de uma resposta social específica pra se sentir confiantes, mastambém eles não necessitam está iludidos pra se sentir confiantes. Eles podem tentar, masnão sente como qualquer ato de tentar é se rebaixando ou forçando a barra. Eles não deixamuma resposta ruim lhe abalar, sem precisar invocar racionalizações pra fazer assim. Eles sãolivres de ônus, e ainda socialmente consciente ao mesmo tempo.Poucas pessoas atinge esse nível. E ainda, é um ideal por qual todas as pessoas devem seesforçar.LIVRO 9 – PILARES DE REALIDADENa dinâmica social, a primeira forma de notar se você está ou não se sentindo confiante ouansioso é determinar se seus pensamentos e percepções estão focados ou não dentro ou forade sua cabeça. Quando nos sentimos inseguros, tendemos focar dentro de nossas cabeçastentando logicamente micro controlar nossas reações emocionais e as reações das outraspessoas.
    • Mas quando sentimos que nosso status é certo, tendemos focar fora de nossas cabeçasporque não temos razões pra micro controlar, e assim nossos pensamentos estarão mais nomomento e genuínos. É como os times nos esportes que estão sendo dominados e lutandopra recuperar o ímpeto – o mais que eles lutem mais eles acabam sendo dominados. Mas seeles recuperam a calma e apenas jogam seu próprio jogo, então eles vão recuperar ocontrole. A ironia aqui é que estando preocupados em tentar afetar o modo que as pessoasnos ver é exatamente o que acaba sub-comunicando um valor mais baixo. Quando estamospresos em nossas cabeças as pessoas conseguem sentir isso, e nos faz parecer inautênticos,necessitados e artificial.Micro controlar causa todo tipo de limites fisiológicos. Quando um cara estar dentro de suacabeça, seus olhos não manterão contato visual tão facilmente e eles vão desviar ou piscarãopor um longo tempo em pontos onde ele está tentando agir dominante. Sua voz não será tãotônica e vai tremular em momentos de forma chamar atenção. Seus movimentos não serãotão leves e ele hesitante recuará quando ele vai tocar as pessoas. Quando uma cara estar forade sua cabeça, ele não vai sentir emocionalmente reativo às outras pessoas. Ele vai sentircomo se tudo que ele faz será aceito, e quando não for não abalará ele. Ele estará focadofora de sua cabeça, e o diálogo interno que estava micro controlando tudo no seu ambientesocial estará em silêncio.Ele terá uma voz, contato visual e linguagem corporal mais natural em relação aos outros.Ele vai conversar mais naturalmente, com autoridade e no ponto. E ele vai estar mais emcontato com a vibe do ambiente porque ele tem menos barulho emocional de fundo pradistrair e pra tirá-lo disso.Quando você estar fora de sua cabeça, você tende experimentar:Conforto pra estar no momentoConforto com desapego da resposta social.Conforto em ouvir, estar atento e ser uma parte orgânica da interaçãoConforto em tomar espaço, tocar e ser tocado.Conforto em zoar e brincar.Conforto em ser direto e honesto sobre qualquer coisas que está em sua mente.Conforto em aceitar conselho dos outros e fazer com que eles se sintam bem.Conforto em sua própria pele.Conforto em todos os lugaresConforto em dominar uma situação e ser o centro das atenções.Conforto em estar relaxado e aceitar as coisas como elas são.Conforto em tratar todos como bons amigos.Conforto em ser sexual.Conforto em ser aberto deixando sua personalidade sair.Conforto em permitir suas emoções te guiar pra dizer as melhores coisas.Presunção que o que você diz será aceito e entrará na vibe.Presunção que você é foda.Presunção que você é admirado e escolhidoPresunção que pertence à você e que todos são foda mas pertence a eles um pouco menos.Presunção que a maioria das meninas estão atraídas, e se você descobrir isso não é nada demais.Presunção que há abundância de pessoas pra conhecer e se conectar.Indiferente ao perder simpatia com as pessoas.Indiferente por aprovação.
    • E quando você estar dentro de sua cabeça, você tende experimentar:Sentir necessidade de auto-controlar e ver seu eu através dos olhos dos outros.Sentir tão preso em sua própria mente que você não consegue dá atenção as outras pessoas.Sentir que você precisa se encaixar.Sentir que você precisa impressionar e entreter.Sentir atordoado por todas as coisas que você acha que precisa está fazendo.Sentir que uma interação deve funcionar ou você não terá outra chance.Sentir falta de merecimento e que uma mulher atraente não poderia ser atraída por você.Medo do que você tem a dizer não entrará na vibe da interação.Medo que você está sendo julgado.Medo que você está sendo chato.Medo que você parece insincero.Medo de expressar paixão, confiança ou sexualidade.Medo de perder sua compostura porque as pessoas não irão gostar o que elas vão ver.Medo que você precise impor sua personalidade pra as pessoas ou elas não gostarão devocê.Medo que você precise entreter todos ou eles não gostarão de você.Medo que você está sendo julgado por agir de forma de mais alto valor do que você sepercebe.Medo que você está sendo julgado por se aproximar de uma mulher.Medo de quebrar afinidade com outras pessoas.Medo de rejeição ou fracasso.Medo que se você receber resposta social das outras pessoas você perderá status.Medo que as pessoas que te elogia estão sendo insinceras.Medo que se uma mulher mostra interesse, assim ela possa ser a única que gosta de você poralgum tempo e assim você tem que ter certeza que isso possa dá certo.Se um cara tende estar focado fora de sua cabeça, é frequentemente porque sua realidade éreforçada por pilares internos e assim ele não tem necessidade de focar dentro de suacabeça. E se ele tende focar dentro de sua cabeça é frequentemente porque sua realidade éreforçada por pilares externos, e ele precisa focar internamente porque ele está pré-ocupadotentando fazer as pessoas gostar dele e racionalizando os momentos quando eles nãogostam.Então o que são pilares internos e externos?Pra determinar um critério pra como devemos sentir sobre nós mesmos, criamos pontos dereferencias. Esses pontos de referencias agem como nossos pilares de realidade, e servemcomo nossos critérios escolhidos pra determinar como devemos sentir sobre nós mesmos e omundo.Se o senso de realidade de um cara é fundado no pilar de como outras pessoas respondem aele, então ele sempre estará se examinando nos outros, e estará a mercê das respostas delesafim de se sentir bem. Se alguém chama ele de perdedor, então ele vai pensar “Oh não, Eusou um perdedor,” e seu senso de aceitação vai diminuir. Se uma menina rejeita ele, entãoele pensará “Oh não, Eu não sou bom o bastante pra pegar mulheres,” e seu senso deaceitação vai diminuir.Ele será empurrado de volta pra dentro de sua cabeça, e seu estado emocional seráarruinado. A realidade das outras pessoas vai se tonar a realidade dele, e ele assumirá ascaracterísticas de um perdedor tornando-se desajeitado e tímido. Ele não conseguirá
    • socializar naturalmente até que alguém seja simpático com ele ou até que ele se libertedisso, e quando alguém é simpático com ele, e ele se torna mais dominante, ele estará amercê da continuidade das respostas deles pra manter aquele sentimento e agir dessa forma.Algumas vezes um cara que estabelece sua realidade na aceitação de outras pessoas naverdade responderá um pouco melhor do que os caras tímidos, porque ele está supermotivado pra se dá bem. Ele aprende formas de ganhar admiração que são mais proativas ecriativa do que a média, mas ele tem suas recaídas porque sua carência se torna vulgar etransparente ao longo do tempo. Ele sempre vai precisar que a energia social esteja fluindoem sua direção. Se outro cara está vestido de uma forma que chama atenção, ele tem quefazer graça disso. Se outro cara tem uma menina com ele, ele vai ter que dá em cima delatentando chamar a atenção dela. Se outro cara é o centro das atenções, ele terá que tirar ofoco dele ou pelo menos conversar com alguém ou sair dali. E se ele está em umrelacionamento monogâmico ele terá problemas sendo fiel, porque ele se alimenta decontinua admiração das meninas.Uma cara cujos pilares de realidade são muitos exteriorizados terá que criar pontos cegosao que é externo pra racionalizar quando as coisas não sai do seu jeito. E como novos fatosinevitavelmente surgem pra revelar suas racionalizações como sendo falsas, ele terá queprocurar novas racionalizações pra projetar sua realidade. Ao longo do tempo, a fiaçãointerna de sua mente se tornará tão embaraçada, que seu processo de pensamento inteiroserá filtrado através de camadas sobre camadas de racionalizações passadas. É irônico,porque os canais de entrada que ele cauterizou pra evitar sentimentos ruins sãofrequentemente realmente os mesmos canais de entrada pela qual ele poderia ter aprendidomelhorar.Então talvez ele conhece uma pessoa com grandes habilidades e perícia e percebe quantotrabalho isso tomaria pra reproduzir o nível de habilidade dele, ele está forçado identificarsuas próprias falhas.E em vez de focar nas coisas que ele poderia aprender deles, ele continuamente rebaixa-osprocurando seus defeitos ou vantagens desonestas que acha que ele não tem em si. Um caraque se sente fraco tende ter um talento pra achar outros que ele pode descrever como sendoinferior a ele. Desta forma, ele pode criar pontos de referencias artificiais pela qual ele podederivar um relativo senso de valor mais alto. Ele pode racionalizar, “Se ele é Fulano entãoeu devo ser Beltrano,” por assim falar.Esse tipo de cara é geralmente referido como um odioso. Seu foco no negativo e nadesonestidade é uma reflexão de sua crença em suas próprias limitações. Em vez de encarara natureza complexa de suas falhas, ele encontra conforto em focar suas frustrações comuma super simplificação mais compreensível pra como ele se sente. É como o homem denegócios que falta um visão clara para o rumo de sua companhia. Ele falta um ajuste ouhábitos proativos pra progressivamente crescer sua empresa e políticas do que ele vai aceitare não aceitar. Então o dia todo ele senta em seu escritório, e fica metendo a bomba em váriaspessoas que ele acha que estão causando sua desgraça, e reagindo emocionalmente a tudoque vem. Sua mente está tão presa na realidade imediata das pessoas lhe abusando ou sepreocupando com que eles pensam, assim sua energia pra crescer seus negócios acabaesgotada humilhando aqueles que ele percebe como sua concorrência. Ele acha que se elepudesse derrotá-los assim todos seus problemas seriam resolvidos, e ele até obtém satisfaçãoocasional das pequenas vitórias que ele consegue atormentando eles. Mas, enquanto issoeles continuam ultrapassar ele, o ignorando e progredindo proativamente ao longo dotempo.Claro, algumas das qualidades negativas que ele foca são provavelmente verdadeiras. Mas
    • no final é sua própria vida que ele está desperdiçando de tanto labutar com isso. Como ocara confiante que faz as pessoas reagirem bem a ele apenas sendo positivo e esperando porisso, sua atitude ruim traz à tona o pior das pessoas e se torna uma profecia auto realizadora.E o que todos sabem sobre ele, mas o que ele nunca para pra considerar, é que suapercepção negativa das outras pessoas é uma reflexão do modo que ele se sente. O problemacom pilares de realidade externos é sua natureza instável. Porque eles estãofundamentalmente instáveis, o cara que confia neles pra se sentir bem será deixado com suarealidade exposta pra ser sacudida ao vento como canas.Como o corretor acionário que perde todo o seu dinheiro e comete suicídio.Realisticamente, ele era um cara inteligente que teve uma sequência de má sorte, e muitaspessoas teria trocado lugares com ele até nos piores dias dele. Mas sua realidade estava tãofundada em ser bem sucedido, que ele não poderia dá um passo pra trás. Ou como o caraque se tornou obsessivamente depressivo após romper o relacionamento. Realisticamente,ele estava bem antes de seu relacionamento, ele deveria ter sabido que ele estaria bem nofuturo. Mas sua realidade estava tão fundada em seu relacionamento, que tudo que elepoderia pensar era quão vazia seria sua vida sem sua namorada. O que esses caras faltaramera um senso de realidade interna que não estava a mercê de acontecimentos externos.Um cara cujo pilares de realidade são internos, por outro lado, tem uma abundância decoisas que permite ele se sentir seguro em adversidades. Sua mente está programada prainterpretar e responder o mundo através do contexto do suporte desses pilares, e eles são amaior parte de sua realidade do que as inevitáveis inundações e secas de sua vida. Ele confiaem si mesmo sempre pra encontrar uma forma de se virar, ele sabe que não está emqualquer perigo real se as pessoas gostam dele ou não. Ele sabe que mesmo se outraspessoas não ver suas melhores qualidades, aquelas qualidades realmente existem. Ele nãodelega seu conceito do que é uma existência digna à sociedade, e determina sua capacidadepor um critério que é seu próprio. E ele acredita que como um ser humano sua vida temvalor inerente, independente dos outros reconhecer isso ou não.Ele pensa por si mesmo, e sabe que pessoas de status, embora carismáticas, são sujeitas aerros assim como ele. Ele respeita e até aprende com eles, mas sabe que eles tem suaspróprias inseguranças, e que eles estão apresentando uma imagem como qualquer um.Assim enquanto outras pessoas pode ver eles como sendo a última bolacha do pacote, elenunca entra completamente na moldura de estar abaixo deles ou de qualquer um que seja.Além disso, ele pode também ter alguns pilares externos bastante estáveis, como muitaspessoas que já gostam dele (em vez de uma pessoa específica), as habilidades sociais quevão fazer as pessoas gostar dele no futuro, e as coisas superficiais como possessões,habilidades e aparência que ele aprecia desde que não necessita afim de se sentir bem.Como um prédio com vários pilares, contanto que eles não são os pilares principais queestabiliza a construção inteira, sua ausência pode ser apreciada, já que eles não sãocrucialmente necessários. E com pilares internos em ordem, um cara pode verdadeiramenteapreciar os pilares externos, sem o medo contínuo de perda.Ao mesmo tempo, se o senso de realidade de um cara é determinado muito internamente,então pode haver problemas também. Porque enquanto ele pode sempre se sentir seguro, elepode também se sentir desmotivado e sem inspiração pra conseguir algumas coisas porqueele se sente bem, independente de qualquer coisa. Como o cara que entende que isso tudo éum jogo e nunca se sente abaixo de qualquer um que seja, mas que leva isso a sério. Elepensa que ele tem tudo sob controle, mas no fundo ele sente uma incongruência e amargurapor nunca ter feito alguma coisa que use suas habilidades totais.É preciso haver um equilíbrio entre os dois.
    • E além disso, é preciso haver uma crença no valor inerente de resultados reais enquantosendo acima da validação dos outros – já que eles dizem, “Faça isto por você mesmo.” Amaioria das pessoas tem pilares de realidade que são ambos internamente e externamentefundados. E igualmente, a maioria das pessoas tem momentos quando elas estão maisinternas e momentos quando elas estão mais externas. A questão é se a pessoa descobriu oequilíbrio certo ou não. Ambos os aspectos de nossa psicologia existe por boas razões, e aestrutura mais forte é fundada sobre moderação não em excesso. Claro, poucas pessoasconseguem ser perfeitas nisso. Mas na verdade, perfeição não é um ideal que é semprealcançado, mas um ideal que é empenhado pra continuamente melhorar e fazer o melhorquanto possível no momento.LIVRO 10 – ATRIBUIÇÃO E ESTADOfoco e condicionamentoextasiado, maravilhoso, descrição árvoreimportância da positividademais no TEMA de ATRIBUIÇÃO ao longo do capítulo inteiroPra liderar uma mulher, você deve primeiro ser capaz de liderar você mesmo. Somos todosresponsáveis por nossos próprios estados mentais. Uma cara que é internamente forte seatribua como sendo responsável por seu estado mental. Um cara que é internamente fracoatribua o mundo como sendo responsável por fazer ele sentir todos os tipos de coisasdiferentes. A forma que sentimos internamente se projetará exteriormente e tem um efeitonas pessoas em torno de nós. Estados de espirito são contagiosos, e se você quer que aspessoas esteja em um bom estado em torno de você então a forma de fazer isso é estar emum bom estado você mesmo.Se ser centrado vem de ter um senso de realidade equilibrado, então ser positivo vem de secondicionar pra sentir daquela forma em seu cotidiano. Então vamos olhar pra como nós noscondicionamos.Como seres adaptáveis, nós nos condicionamos as nossas circunstancias por aprenderacessar nossos estados mentais mais importantes. Quanto mais vezes que acessamos umestado particular, mais forte nossas conexões mentais será a isto, e mais facilmenteconseguiremos acessar os estado novamente. Ao longo do tempo, o estado mental queacessamos mais frequentemente se tornará habituado. Eles podem ou não se sentir bem, maseles se sentem familiar. Então nos tornamos acostumados, e até certo ponto viciados, anossos estados mentais mais familiar.Nossas mentes estão programadas pra que muito de nossos padrões de pensamentos dêciclos.Então se estamos chateados, nossos pensamentos podem dá um ciclo no fluxo de, “Eu mesinto realmente mal. Porque? Por causa dos eventos x,y,z. E por causa disso, provavelmenteaté mais coisas vão acontecer pra me fazer sentir até pior. Nossa, que merda. Eu me sintorealmente mal. Porque? Por causa de x,y,z...” As pessoas furiosas no trânsito por exemplo,elas podem estar acostumadas ficar com raiva e manifestar isto se colocando em situaçõesonde elas podem ficar furiosas. Logicamente, elas sabem que não podem controlar como osoutros dirigem. Mas emocionalmente eles estão familiarizados com o estado de raiva, assimeles colarão no fundo dos carros das pessoas, gritando pra elas saírem da frente, sabendomuito bem que quando eles ultrapassam o próximo carro assim isso vai ser exatamente omesmo.Trabalhadores compulsivos podem ser a mesma coisa. Eles estão sempre em uma
    • afobação, e de certo modo sempre tem um carga de trabalho em suas mesas que nuncatermina que deve ser concluídos agora! Do mesmo modo, casais cheios de dramasempedernidos nos relacionamentos. Eles sempre parecem ser capazes de encontrar algumacoisa pra brigar. E quando finalmente seus relacionamentos começam ficar na boa por umtempo, eles acabam terminando porque eles não conseguem mais brigas desserelacionamento. As pessoas negativas sempre vão ter alguma coisa pra criticar praracionalizar reverso como elas se sentem. Repetidas vezes suas conversas voltarão a tópicosque reflete seus estados internos. Elas tendem falar sobre seus problemas e os problemasque elas veem nos outros, e continuamente fofoca sobre todas as pessoas que elas achamque estão as aborrecendo.O que eles entendem mal é a causalidade ou sequências dos eventos. Primeiro, eles temuma tendencia de retornar a um estado familiar, e quando eles retornam, eles procurarãoformas pra racionalizar como eles se sentem. Segundo, porque a memória está dependentede acesso ao estado, eles vão estar mais apto pra acessar as velhas memórias que elessentiram quando eles estavam naquele mesmo estado. Eles acreditam que houve algumacoisa externa que fez eles se sentirem dessa forma, quando de fato eles estavam usando acoisa que frustaram eles no passado afim de se manter sentindo dessa forma. Um dosestados mais comuns que as pessoas se tornam viciadas é a depressão. Eles entraram noclico de sentimentos depressivos por sua situação, que leva eles ao desinteresse einatividade, que lhes dá uma justificativa pra se sentir até pior.Algumas pessoas se tornarão depressivas como uma forma de se entorpecer de sentimentosde abandono ou abuso. Depressão particularmente, pode funcionar como um ciclo de padrãode pensamento que dirige emoções em um espiral descendente a um ponto onde elas estãoentorpecidas e por conseguinte re-estabilizadas. Fixar nos problemas pode ser uma formadeles se livrar de responsabilidades. Casos de doenças mentais clínica a parte, depressãopode ser usado como uma desculpa pra se livrar de responsabilidades. A vida pode parecermuito mais fácil quando alguma coisa não é culpa sua.Uma pessoa com uma mentalidade infantil vai se fixar porque não é certo que nãoconseguiram os resultados que eles sentem que merecem. Ao fazê-lo, eles vão se colocaratravés de uma ordem de sentimentos afim de evitar lidar com as emoções que vem comresponsabilidades. Nossa educação pode estimular nossa confiança, assim como nosdoutrinar com crenças que nos limitam. Muitos de nós fomos educados a acreditar que sefizéssemos nosso melhor assim as coisas sempre dariam certo. E em um mundo injusto istopode ser difícil de conciliar as crenças de nossa educação a realidade que estamos lançados.Isso pode ser tentador emocionalmente resistir uma situação e ficar preso em fixar o que éjusto, em vez de trabalhar pra tomar ação progressiva dentro dos paramentos de dadacircunstância.Mas ficar preso no que é justo é uma mentalidade infantil. Pra se libertar daquela parte devocê, significa aceitar que todas as coisa não podem ser controlada, e ainda ao mesmotempo aceitar responsabilidades por seus resultados. Você não pode controlar a situação ouatributos com qual você nasceu. Mas não importa quem você é, há alguém por aí quecomeçou em uma situação pior que você que está te ultrapassando. Quando uma pessoarequer permanência e certeza pra se sentir confortável, eles estão se programando pra ofracasso e amargura. Eles podem sentir que é injusto que eles não conseguem encontrar umanamorada permanente agora mesmo. Eles criticam sobre não conseguir achar mulheres de“qualidade”, e que eles não podem confiar nas mulheres não trair ou não terminar com eles.Mas o homem que procura por qualidades em uma mulher que ele pode amar é diferente dohomem que procura por qualidades em uma mulher que ele pode controlar.
    • Isto é um padrão de fraqueza da natureza dos homens que não querem admitir a si mesmosque suas namoradas tem mais opções do que eles, se o relacionamento acabar. E o que elesnão admitem a si mesmos é que se eles tivessem aquelas opções, então aquilo seria asúltimas coisas em suas mentes. E suas únicas razões pra procurar permanência tãodesesperadamente seria porque eles não se sentem seguros pra achar outra namorada se seusrelacionamentos terminassem.É fácil culpar as mulheres por isto. E pra um perdedor nato, há sempre alguma coisa queeles podem culpar. Mas no final, nossos estados emocionais são nossa própriaresponsabilidade. Nossa capacidade de estar internamente ajustável nos permite a habilidadede transcender circunstâncias externas. Um cara que acredita que ele é a causa de tudo nasua vida vai olhar pra as escolhas que leva ele pra onde ele está no presente e olha como elepode melhorar isto no futuro. Ele acredita que o mundo responde a ele, de forma se ele nãogostar, então ele pode fazer alguma coisa pra mudar isto. O cara que acredita que ele é oresultado não faz nada a respeito disto, em vez, olha pra atribuir o problema a alguma coisafora dele pra que ele não tenha que sentir alguma emoção ruim.O cara proativo acredita que ele é responsável e está no controle de seu próprio estadomental. O cara reativo culpa circunstâncias externas.Há um processo de pensamento totalmente diferente entre pessoas que fazem o que quereme as que hesitam. As pessoas que se dão bem vão ver uma situação e automaticamente focacomo controlar. Ou eles não focam totalmente, apenas faz. As pessoas que hesitam ver umasituação e permite seus focos ser esgotados por pensamentos sobre tudo que poderia dáerrado e quão ruim aquilo seria. Enquanto o cara que se preocupa com o que as pessoas vãopensar dele apenas senta lá, há outro cara que não dá a miníma porque ele está mais emcontato com seus instintos e está simplesmente se divertindo. Ele ver o que ele quer eimediatamente chega junto e pega. Ele é divertido e não é estranho como os outro carasmedrosos que faz a garota sentir que é uma coisa é desastrosa se ela não reage bem. Ele écongruente, independente se a garota é receptiva a isto ou não, ela pode perceber que esse ésimplesmente o modo que ele é. Então ela dá uma risadinha, e até se ela rejeita ele, no fundoela acha aquelas qualidade atraentes.O cara que hesita não consegue fazer isso. Ele está pensando nisso como uma situação,em vez de simplesmente socializar com as mulheres como uma parte de quem ele é. Ele estápensando como ele poderia possivelmente evitar a situação, ou como ele poderia controlar asituação se ele pudesse simplesmente ser corajoso. Metade de sua energia mental estáfocada no lado ruim, e assim metade de sua capacidade cognitiva é diminuída. Em algumponto de sua vida, o cara reativo toma uma decisão que ele não estava no controle de suascircunstâncias, e que ele faria qualquer coisa que seria necessário pra evitar emoções ruins.Ele não sabe que ele fez esta escolha. Mas ele fez. Assim ele não se socializa bem com asmulheres. Ele sabe que ele vai estabelecer como se sente sobre ele mesmo pelo modo queelas reagem a ele, e ele apenas se aproxima se ele tem certeza que vai dá certo.LIVRO 11 – PADRÕES DE COMPORTAMENTOS FORTESCARACTERÍSTICAS DO HOMEM ALFA1) NUNCA SE QULIFICANDO.Qualificar significa que eles nunca se vangloriam ou mesmo explicam as coisas deLONGE... eles não dizem “Estou cansado agora”, ou “Estou de ressaca”, ou “Rapaz, minharoupas estão em casa”, ou “Estou acostumado levantar este peso, mas eu não tenho ido na
    • academia a um tempo.”, ou “Eu poderia fazer isto, mas meu dia tá osso.”Da mesma forma, eles não falam muito sobre todas as meninas que eles pegaram, todassuas namoradas ou todos seus sucessos.PORQUE? Porque eles não tá nem aí pra você, muito menos falar disso pra você.Eles ASSUMEM que você vai achar que eles são os fodões, porque eles SÃO.FALANDO MUITO/DEMAIS É MUITAS VEZES VISTO COMO SE QUALIFICANDO.2) NÃO FICAR OLHANDO AO REDOR.Imagine CLINT ESTWOOD. Ele ouve um tiroteio ou um barulho alto, e LENTAMENTEvira pra olhar isso. Ele não deixa NINGUÉM inquietar ele. Ele está na própria realidadedele.Eu lembro indo atrasado para uma aula em um dia, não olhando pra professor NENHUM.As meninas começaram dá rizadinhas, como pareci totalmente despreocupado pra o que osoutros pensavam, elas começaram me flertar depois da aula. Quero dizer, mal consigotransmitir isto pela internet... A reação foi MONSTRUOSA.3) FALAR DEVAGAR.Imagine quando você está conversando com alguma autoridade, ou com alguém que vocêadmira. Se você é igual a mim, você vai melhorar sua fala DRAMATICAMENTE.É muito óbvio, e eu tenho visto caras que são alfas começarem falando estranhamenterápido quando estão de frente com caras que são MAIS alfa.Falar rápido é uma forma de se QULIFICAR pra alguém, porque você estáPREOCUPADO que eles vão parar de te ouvir, e que você não vai conseguir botar pra forao que tem a dizer.4) SER ÂNCORA DA CONVERSA.Note que quando um cara evidentemente alfa está presente, todos viram sua linguagemcorporal em direção a ele.Se você contar uma piada, as pessoas esperam pelo cara alfa ri como um tipo deaprovação da piada. Ele ri, e então todos riem.Também, um cara alfa pode contar uma piada ESTÚPIDA, mas note que todos riem. Éuma risada de SUBMISSÃO de muitas formas, quando eu estou flertando as meninas, elassempre dão uma rizadinha sem parar... (um monte de PUAs [estudante de sedução] que euconheci vão dizer “Cara, você faz as meninas da rizadinha como ninguém... isto é massa”.Isto é apenas algo que eu aprendi enquanto eu praticava técnica de sedução rápida (ASF), eisto nunca costumava acontecer.Note que as meninas RIEM HISTERICAMENTE quando você chamam elas degeeks/dorks(variação de nerd)/menina superpoderosa... Ou elas riem quando você diz quese elas não são ricas você vai dispensar elas.Caras, esta técnica NÃO É ENGRAÇADA. Mas elas riem como se isto é a coisa maisengraçada que elas já ouviram. Porque? Em minha opinião, é porque é uma rizada desubmissão. Este Metido e Divertido (C&F) diz na interação que você é ALFA, e elas dãorizadinhas pra se submeter.Isto é chamado de fluindo garota-feminina, e as meninas feias sempre insultam asgostosas por dá rizadinhas das piadas sem graça do capitão do time... “Veja como elas riemde todas as piadas estúpidas dele... isto é tão patético!” (embora elas QUEREREM queELAS fossem as que o cara foda estivessem conversando)...
    • 4b) USURPANDO A GLÓRIAAlfas parecem pegar TUDO que desafia seu status alfa no ambiente e USURPA isto por simesmo. Isto é uma variação de ser a ÂNCORA da conversa.Basicamente, se você não é o alfa, e você diz alguma coisa massa, o cara alfa pode fazeralguma coisa como “BELEZA, ISTO É MASSA... VOCÊ PODERIAATÉ FAZER X,Y,Z...”De certo modo, SUA ideia massa virou a ideia massa DELE, e eles usurparam o crédito porsua ideia.5) NUNCA ESTÁ IMPRESSIONADO.Há um cara, que sempre que eu apreço em sua casa (na republica, com um monte de carasvivendo ali), ali vai sempre existir esta pequena coisa alfa implícita acontecendo.Como eu vou estar mostrando aos caras ali alguma coisa, e eu vou ter TODA a atenção.Será que ELE vai ficar impressionado? NÃO. Ele vai apenas fazer suas próprias coisas, ouapenas sentar ali comendo seu rango, não impressionado comigo, na própria realidade dele.O ÚNICO momento que ele vai dá atenção ao que estou fazendo é se isto é o caso como o4b, onde ele vai usurpar isto por ele mesmo. Caso contrário, ele nunca está impressionado.6) APENAS TER CONEXÃO (RAPPORT) COM BETAS, MENOS POR ALGUMASEXCEÇÕES.Eu tenho notado que eu não consigo se dá bem com homens alfas assim como eucostumava. Isso é como um conflito em um ambiente, onde o status hierárquico estátotalmente fora de ordem.Alfas vão muitas vezes odiar um ao outro, exceto quando eles FICAM amigos, eles sãoMELHORES AMIGOS. Ou, eles podem co-existir, mas tem este modo estranho deconversar.Como eles vão dizer coisas um pra o outro de forma que não se qualificam, então é um tipode conversa desconectada estranha. Eu não sei como descrever isso, mas eu tenho certezaque você já viu tudo isso.De qualquer forma, eles se dão bem com qualquer um, desde que todos esteja sob seucontrole. Mas logo que aparece alguém que tenta assumir o controle do status alfa, ele estáridicularizado por qualquer razão que seja.7) RESPONDENDO PERGUNTAS COM BESTEIRAS DESVALORIZANTEEu tenho notado que alfas vai também ter tendencias de tomar qualquer pergunta que vocêtenha feito como tentativa de conseguir conexão (rapport) com eles, e responde com algumabesteira estúpida sem sentido. Esse é o motivo porque eu digo “Não faça perguntas asmeninas... apenas faça declarações até que elas tente conseguir conexão com VOCÊ... qualé seu nome, etc etc”.Vamos dizer que você se depara com um homem alfa, e você quer tentar conseguirconexão com ele. Talvez você vai perguntar a ele algumas perguntas básicas ou algumacoisa. Mas ele vai responder com alguma merda estúpida como “advinha”, ou “Eu trabalhona NASA... eu sou o funcionário do mês”... PARECE FAMILIAR? :)Também, eles tem uma tendencia de tomar o que você perguntou e TORCE isto praridicularizar você.8) CARAS ALFA NÃO TÁ NEM AÍ PRA VOCÊ.Você já esteve algumas vezes em um colégio onde há grupinhos em todo lugar.
    • Olha pra o grupinho dos adolescentes filhinho de papai. (Muitos de meus amigos maischegados estão nisto, então nenhum comentário racista estúpido de merda).Eles não estão nem aí pra você. Você pode ser o centro das atenções, o chefão, o diabo aquatro... Isto não importa, eles estão em seu canto com algumas gostosas, cuidando de seuspróprios negócios, e eles não vão sair pra ver que coisa foda está acontecendo com você.Agora você PENSARIA que isso faria eles BETA, mas há realmente algo SOBRE eles quefaz isso parecer foda. Seu desinteresse coloca eles acima de você, e se eles VEM ver você,eles vem ver como você é o PALHAÇO deles cujo proposito é ENTRETER ELES. Isto étudo sobre ELES, não sobre VOCÊ. Mais uma vez, USURPANDO A GLÓRIA.9) CARAS ALFAS CONSEGUE MAIS CRÉDITO POR MENOS ATOS DE GENTILEZADO QUE OS BETAS.Quando eu estava na cidade de New York com Papa e Mystery, ficamos na casa de um carachamado Garvellous (Casa de primeira, na cidade de New York).Ele era um cara realmente foda, e ele transou 40 vezes na faculdade antes mesmo dele terDESCOBRIDO técnicas de sedução rápida (ASF).Ele esteve em uma fraternidade, e ele me falou sobre algumas coisas que a fraternidadefaria intencionalmente pra novas promessas de fidelidade quando elas fossem aplicadas. Deacordo com Garvellous, eles foram orientados parecer NÃO AMIGÁVEIS e ESNOBESinicialmente. EM SEGUIDA, eles foram ser HUMILDES.O que ele explicou foi que se você PARECER ser esnobe e não amigável, então quandovocê se torna realmente humilde, as pessoas dizem “Este é o cara mais GENTEBOA/LEGAL...”Ao contrário de um bibliotecário ou um nerd sendo gentis, a qual NINGUÉM apreciaporque eles interpretam isto como COMPENSAÇÃO de fraqueza.Apenas pense: Imagine se você topa com Jay-Z ou Dr. Dre ou Michael Jordan, e elestivesse uma grande comitiva. A celebridade em questão chega até você e diz “E aí?... tudobem cara? ...sabe, este lugar é muito atumultuado, e isto pode ser tipo assustador... mas sabe,eu apenas tento ter um bom momento... de qualquer jeito, tenha uma boa noite cara...”Você estaria tipo PUTA MERDA ESTE É O CARA MAIS LEGAL/GENTE BOA QUE EUJÁ CONHECIR... Você falaria pra TODO MUNDO sobre como é legal e humilde aquelacelebridade, e você estaria realmente apreciativo e impressionado.Agora tome o MESMO COMENTÁRIO de um nerd ou qualquer um que seja, você nãodaria a mínima consideração... Não importa, é só um nerd.Em clubes, os caras “não amigáveis” são os carinhas que usam óculos de sol, e tem roupasdescoladas e um canto com as meninas gostosas. Note que se um DESTES caras entra nomeio de sua conversa em um clube, você NUNCA vai confrontar eles. O grupo dos doisviadinhos vestidos genericamente feito homens você confrontaria, aí é outra historia.10) MÁXIMO CONFORTO NA PRÓPRIA PELE.Aqui está um que eu acho realmente engraçado.Olha pra simpatia com 50-Cent, ou qualquer estereótipo de estrela do rock.Agora sua mulher média vai ter todas essas ideias o que os caras devem ter, mas note queisto não cola pra caras como 50-Cent.Raps do 50-Cent sobre como ele vai matar e atirar nas pessoas... Fuder putas, etc etc...NINGUÉM questiona isto.Ele é 50-Cent, ele é das ruas, e ISTO-É-QUEM-ELE-É.NINGUÉM QUESTIONA ISTO.
    • Da mesma forma, uma estrela do rock que trafica um monte drogas e fode vadias nobastidores o dia inteiro.Ele é um REBELDE... um BADBOY... um SÍMBOLO SEXUAL... (note a correlação, ecomo projetar rebelde/badboy pode fazer você transar, apesar de não haver razão LÓGICApra isso ser o caso)...Mesmo um cara espiritual que fala sobre paz interior e não violência e todas essas coisas,vai geralmente dizer “Bem, ele é famoso” quando eles são perguntados sobre o que elespensam sobre este tipo de caras... (há expectativas claro, e os caras com mais zelo vairidicularizar eles).Outro exemplo é como OS CARAS ALFAS DO COLÉGIO que usam merdas comoFUMO COM MATO, pinta suas caras com piloto e merdas como estas. Note que todosacham que isto é FODA, apenas porque os “meninos foda” (alfas) estão fazendo isto.Ninguém questiona isto.25 COISAS1) MOVIMENTOS INQUIETOS, OMBROS RÍGIDOS E SE LEVANDO MUITO ASÉRIO, SENDO MUITO CERTINHO OU ULTRACIVILIZADO (não ri ou não estárelaxado) = visivelmente muito subconsciente (ou consciente) autodúvida,supercompensando através de estado não relaxado, onde você está preparado pra lidar comqualquer coisa que poderia acontecer. Já conheceu alguém que não pisca quando vocêconversa com eles?2) FALANDO MUITO RÁPIDO = preocupado que as pessoas vão parar de ouvir você amenos que você fale alguma coisa que vá interessar eles antes deles ir embora.3) RINDO DE SUAS PRÓPRIAS PIADAS/ZOAÇÕES = encobrindo que você não éafetado que os outros não riram, e nervosismo social.4) DIZENDO NÉ OU SABE APÓS DECLARAÇÕES = procurando validação que oque você disse era verdade, ou dizendo isto porque outras não era.5) DE PÉ COM AS PERNAS NÃO ABERTAS PELO MENOS MEIO METRO =preocupado que você vai infringir o espaço pessoal dos outros.6) FALANDO MUITO MANSO OU ALTO = medo que você vai se impor sobre as pessoase seu espaço pessoal (isto é beta)... homens alfa não tem medo de projetar sua voz...AINDA, falando obviamente muito ALTO pode também ser parecido comoSUPERCOMPENSANDO. Igual caras que usam roupas GENÉRICAS estão tentando seencaixar, ou caras que usam roupas EXTRAVAGANTES estão forçando a barra prasupercompensar. (dica: ser cuidadoso com vesti-se aparte, ache um estilo que esteja nestenaipe, que possa ser foda mas ainda muito manejável)... Alguns caras não falam, algunsfalam demais, etc etc... Ache equilíbrio apropriado entre experimento e erro, que édeterminado através de observação social.7) MOVENDO SUAS MÃOS ENQUANTO VOCÊ FALA = tentando manter a atenção dogrupo (algumas vezes pode ser massa, mas na maioria das vezes é uma forma de sequalificar).8) SE INCLINANDO ou CURVANDO = muito ansioso pra falar... NUNCA se incline, nãoimporta quão barulhento é o ambiente, FAÇA ELA SE INCLINAR ou apenas a deixe deboa, mas NUNCA se incline ou se “curve” como isto é também chamado.9) VIRAR O CORPO/PÉ NA DIREÇÃO DELAANTES DELA = tentando ganhar conexãocom ela muito ansiosamente.10) INDO ATRÁS QUANDO ELA SAI FORA = esperando que ela vai ouvir. Se uma
    • menina se afasta de você, mova sua linguagem corporal MAIS pra longe dela, assim ela vaiser atraída de volta... não BUSQUE ela... O que?!@?!?11) NÃO SE RECOLHER (dá pra trás, etc) QUANDO ELA FAZ ALGUMA COISA QUEVOCÊ NÃO TOLERARIA DE UMA MENINA FEIA OU UM CARA = forçando a barrapra pegar ela.12) RESPONDENDO PERGUNTAS MUITO RÁPIDO/CEDO = muito interesse naconversa.13) VIRAR A CABEÇA DE UMA VEZ QUANDO À VOCÊ É DIRIGIDO = muito ávidopra está na conversa... então se sua cabeça está virado pra outra direção, e a menina diz algoà você, vire lentamente pra ela, não vire de uma vez na ânsia de ouvi-la.14) NA PRIMEIRA CHANCE VOLTANDO PRA UM ASSUNTO ANTERIOR QUE FOIINTERROMPIDO/ENTRAR NA CONVERSA QUE VOCÊ CONSEGUE DE REPENTE= forçando a barra pra impressionar eles... (quando um assunto é interrompido na conversa,e você volta pra isto na PRIMEIRA chance que você consegue quando o outro assuntotermina, parece que você estava ESPERANDO voltar pra isto... PORQUE você é tãoansioso pra voltar nisso, a menos você não sente confortável em torno da pessoa e vocêprecisa se qualificar pra eles?) ESPERE até ELES dizerem “o que foi que você estavadizendo mesmo?”, e EM SEGUIDA volte a isso... se isso não acontecer, DEIXA ISSO PRALÁ, mesmo se isso era bom.15) NÃO ENTRAR MAIS EM SEU CÍRCULO SOCIAL DO QUE A MENINA = forçandoa barra pra pegar ela... você conhece seu círculo social mais tempo que ela... porque você dámais atenção a ela do que ao seu circulo social???16)MUITO ÁVIDO PRA DÁ ATENÇÃO – DIZENDO “o que?” ANTES DE ESTÁ EMCONEXÃO, QUANDO VOCÊ NÃO CONSEGUE OUVI-LA = muito interesse no que elaestá dizendo... se ela murmura, apenas JUNTE ABRIDORES em um assunto totalmenteDIFERENTE, ao invés de dizer “o que?” Isto é a porra da CHAVE CHAVE CHAVE. Sevocê diz “o que?” você vai perder ela, a menos você já passou da atração e tá na conexão.Se isso acontece, apenas execute um novo abridor e mude o assunto. 1- você não parecemuito ansioso, 2- você parece alfa por ser desinteressado no que ela está falando que ajudade qualquer forma.17) RESPONDENDO COM RESPOSTAS LÓGICAS BEM PENSADA OU COMPRONÚNCIA BEM CLARA/FORMAL = preocupado que você não vai ser aceito a menosvocê convença realmente bem (Por exemplo; Menina: Porque você me perguntou aquilo...CORRETO = Eu estou falando. (sente e olhe)ERRADO = porque eu realmente preciso saber desde que eu tenho pensado sobre isto porum bom tempo... a PRIMEIRA comunica que você não vai se qualificar pra ela).18) TOMANDO MUITAS SETENÇAS PRA EXPOR UMA IDEIA QUE PODERIA SERDITA COM MENOS = se qualificando. Comandante Zap me mandou e-mails alguns mesesatrás: “Lembre-se Tyler Durden, não escreva o que você pode dizer, não diz o que você podepiscar, não pisque o que você pode ri” COMPACTO. Quanto mais curto você pode explicaralgo, mais PROFUNDO você vai parecer. Porque? Você não está se qualificando.(ironicamente eu estou muitíssimo culpado disso, devido ao fato que eu posto quando euestou realmente cansado – ver #21pra descobrir o que estava errado com esta últimasentença).19) SER CORAJOSO EM VEZ DE CONFIANTE = você sabe que você não conseguepegar ela, então você compensa com ações de autossabotagem pra que a humilhação possaestar em “seus termos”. Dizendo “Eu sou gostoso né?” ou “Princesa, eu quero um pouco
    • daquilo” ou até apenas se aproximando quando as lógicas são totalmente irrealista, é muitoansioso, porque uma pessoa CONFIANTE não sentiria a NECESSIDADE de dizer essestipos de coisas... essas coisas são sintomas de SUPERCOMPENSAMENTO porINSEGURANÇAS... que leva a...20) SUPERCOMPENSAR INSEGURANÇAS = medo de não ser aceito. Você alguma vezjá conheceu um servente que a primeira coisa que ele diz é “Dinheiro é muito usurado... eununca estaria envolvido em corporações multinacionais” bla bla bla... se eles tivessemapenas dito “Eu sou um servente” e DEIXOU POR ISSO MESMO nós não teríamos atéPENSADO que alguma coisa estava errado com isto... mas porque eles LOGO começaramsupercompensar, isto sai como supercompensar ou se qualificando. O mesmo se elesCOMETAM ISTO MUITO CEDO. Como “Ééé, eu sou Steve... eu sou um servente e euamo isto”... Eles estão TENTANDO ser convencidos, mas isso sai como COMPENSANDO.SEJA CONFORTÁVEL COM VOCÊ MESMO. Se você é CORAJOSO, não diga “Vocêgostaria de um homem corajoso?” como uma técnica pickup. Isto não é CONVENCIDO...isto é CORAJOSO. Se você não é bonito, não diga “Você não acha que sou bonito?”.Apenas seja confortável com você mesmo, e não comente a questão completamente.21) SUPERCOMPENSAR INCAPACIDADE E FRAQUEZA = medo de ser julgado... sevocê se dá mal em uma apresentação, em uma conquista em frente a seus amigos, ou emuma prova, NÃO DIGA MERDA COMO “Eu estou muito cansado”. MESMO SE você estáREALMENTE cansado, o mero ato de dizer “Eu estou cansado” sai como seQUALIFICANDO pra pessoa. Apenas não comente. Se você tá usando roupas fudidas, nãodiga “Eu tenho roupas melhores em casa.” Apenas não comente. Se você conhece umamenina quando você está vestido mal, não diga “Eu tenho roupas de marca em casa” Apenasnão comente.22) VOLTANDO ATRÁS NA CONQUISTA PRA PEGAR ELA = muito ansioso pra transarcom ela... se você já PASSOU POR tudo do “vamos agredir e testar um ao outro” fase deatração da sedução, e você está agora na conexão → se ela tenta agredir você neste pontoentão apenas RETIRE AATENÇÃO. NÃO AGRIDE DE VOLTA. Isto pareceCONTRA-INTUITIVO, mas uma vez que você passou por aquela toda fase de pequenaatração, e você está agora sendo legal um ao outro na conexão, NÃO deixe ela rebobinar ainteração que você respondeu ela com arrogância e com agressões. Apenas retire a atenção,pra mostrar que você não está interessado em VOLTAR ATRÁS na interação.23) ESPERANDO POR ELA, SE ELA SAI POR ALGUMA RAZÃO (COMO DIZENDO“EU VOU AO BANHEIRO, ESPERE AQUI”) = muito interessado na conversa... se ela vaiao banheiro, certifique-se que você esteja em outra interação enquanto ela volta.24) LEMBRANDO MUITO DETALHES DE CONVERSAS PASSADAS = a conversaimportou muito pra você, porque a pessoa tem muito valor pra você (que é uma meninagostosa). Claro, eu não estou defendendo ser um cuzão, mas a regra principal é que se vocênão teria lembrado se fosse uma MENINA GORDA ou um CARA dizendo isso, então nãolembre se é uma MENIANA GOSTOSA dizendo isso. Se algum cara qualquer disse isso evocê tivesse lembrado, então TUDO BEM. Se vocês estavam em uma conversa íntimaincomum tudo bem também. Mas caso contrário FINGE ter esquecido, mesmo se ela é umamodelo e você lembra todas as palavras. Até esqueça o nome dela. Se você ver uma meninapor aí de sua escola ou trabalho, mas você nunca conversou com ela, ABRE COMO SEVOCÊ NÃO CONHECESSE ELA. Não cai na tentação de dizer “Nós trabalhamos juntos”.Apenas abra como qualquer menina, e talvez se você é esnobado então revele pra se safar,mas só no ÚLTIMO CASO.25 OFERECENDO MUITO E MUITO CEDO = muito ansioso pra fazer elas gostarem de
    • você... subcategorias disto são:A) Verbalmente: se você diz a uma menina “Eu acabei de chegar de Nova York (ou qualquerlugar massa que impressionaria)” ou “Eu acabei de pegar meu Rolex do concerto”, ou“Minha ex-namorada stripper me disse...” então ela CAPTA o fato que você está foçando abarra pra impressionar ela... a mesma coisa dizer que TEM amigo FAMOSO. NÃO DÊ SEUCURRICULO ÀS MENINAS MUITO CEDO... Transmissão de personalidade deve serDISFAÇADAMENTE, então parece que a historia é TÃO MASSA que VALE A PENA serCONTADA por sua própria vontade, e isso só ACONTECE pra ter alguma coisa boa sobrevocê nisso. Quando oferecer coisas boas sobre você, não ofereça detalhes chatos. Diz istocom menos detalhes e isto parecerá menos ansioso. INSINUAR O QUE VOCÊ ESTÁTENTANDO ESCLARECER (Caralho, eu acabei de fazer esta última frase boa, mas tenhoque dizer que eu sou o melhor... certo?)B) Entretendo: Se você tem técnicas como padrões, o CUBO, mágica, fotos ou leitura demão e você faz isto LOGO DE CARA, isto sai como FORÇANDO A BARRA.Pessoalmente eu não uso nada dessas coisas, mas um monte de caras usam, e quando elesbotam isso pra fora antes das meninas QUERER ISSO, isso sai como FORÇANDO ABARRA. Use essas coisas MAIS TARDE, mas não imediatamente.C) Querer conexão com alguém que não fez isso primeiro: QUE PORRA É ESTAMERDA??? Eu juro por minha mãe, quase TODOS OS PUAs (estudante de sedução) queeu encontro em campo faz esta merda, e isto é SUPER ESTÚPIDO. Indo até a menina edizendo “coisas legais”, “qual é seu nome” ou “onde você conseguiu isto?” é PUTACABAÇO, SUPER ESTUPIDEZA. PORQUE DIABOS VOCÊ SE PREOCUPARIA COMISTO VINDO DE UMA PESSOA A-L-E-A-T-Ó-R-I-A??????????O contra argumento pra isso é que você não está escondendo seus desejos bla bla bla bla elaé uma menina gostosa e ela deve está feliz porque você está abordando, mas isso éCONVERSA BONITA DA INTERNET... e essa abordagem está AINDA escondendo seusdesejos por trás da MÁSCARA que você é um cara legal, por isso mesmo se a conversabonita fosse verdade, AINDA seria ineficaz... Nos JOGUINHOS DA INTERNET essematerial é BOM, mas na VIDA REAL essa merda te fode completamente antes mesmo vocêter começado isso. Este material é uma porcaria fajuta, e NINGUÉM que não é muito bonitoou socialmente aprovado (ou qualquer alto valor) ANTERIORMENTE de fazer aabordagem, pode fazer esse tipo de abordagem funcionar consistentemente em meninasbonitas. TENTAR CONEXÃO MUITO CEDO É SE QUALIFICANDO PRA ELAPORQUE ELA NÃO FEZ ISSO PRIMEIRO.D) Conversando sem resposta: Quando você está falando com alguém, e eles não dãoresposta, e você está falando e falando, você BETA VOCÊ MESMO. Isso é um ESPIRALDESCENDENTE, onde você começa falando MUITO, e você SENTE que você está sequalificando, então você supercompensa ATÉ MAIS, FALANDO e FALANDO mais emais... Então você sente mais e mais betado porque você se qualificou, e vocêfrequentemente dando um passo para frente e dois para trás, se agarrando em QUALQUERCOISA que vai impressionar a pessoa, então você continua falando na esperança de dizeruma coisa que vá impressionar eles. EVITE isso, não falando muito a menos ELES dê umaresposta. NA VIDA REAL você faz isso PAUSANDO e FORÇANDO eles preencher asestranhas lacunas.LIVRO 12 – PADRÕES DE COMPORTAMENTOS FRACOSPadrões de pensamentos e padrões de comportamentos tem uma relação íntima. Seuspadrões de pensamentos estão sempre sub-comunicado por seus comportamentos, mesmo
    • nas formas mais sutis. Se você se sente fraco ou forte, seus comportamentos vão fluirnaturalmente desse estado. As mulheres são sensíveis a essa sub-comunicação, e irão medirseu valor baseado nos seus comportamentos e também como as outras pessoas respondem àvocê, ou como elas sentem que eles responderiam à você.Você pode conscientemente tomar controle de seus comportamentos afim de transmitirvalor. Desse modo, a resposta social à você irá melhorar. E com resposta social melhor, ospadrões de pensamentos fortes que você se esforça internalizar vai se igualar a sua vivênciase tornando sua realidade ao longo do tempo.Na dinâmica social, não fazer as coisas erradas é simplesmente tão importante quanto fazeras coisas certas. Entre os piores erros sociais que uma pessoa pode cometer pra baixar seuvalor é se qualificar. Quando você se qualifica, você está tentando logicamente convenceras outras pessoas ver seu valor, mas ao invés cria o efeito oposto inadvertidamente poluindoa vibe da interação com suas inseguranças. Há padrões de comportamentos identificáveisque são geralmente indicativo de pessoas se qualificando. Olhando pra essescomportamentos é um exercício de pensamento que nos ajuda examinar nossos próprioscomportamentos. Mas ficar presos neles, pode levar à uma super analise que fará mais maldo que bem. Porque quando você se sente natural, o comportamento natural seráautomático. E quando você se sente analítico, o comportamento natural virádesajeitadamente.Uma regra de conduta pessoal é que comportamento não é uma ciência exata, e se alguémé congruente, eles poderiam ter muitos padrões de comportamentos fracos e não terproblemas nenhum. A regra universal é que qualquer coisa que é feito de uma postura denecessidade emocional vai parecer não foda. E igualmente, um comportamento que étipicamente necessitado pode ser foda, contanto que é feito de uma postura de poder. Asub-comunicação atrás dos comportamentos tem mais haver com as emoções que estão atrásdeles do que os comportamentos em si mesmo.Olhe pra outras pessoas nas situações sociais pra entender essas coisas. Observe essasdistinções por você mesmo. Uma pessoa que tenta simplesmente copiar os maneirismos dolivro sem entender elas, arrisca parecer robótico. Como uma regra, se você se sente reativoquando você exibe um típico padrão de comportamento fraco, você provavelmente estásendo reativo. E em geral, se você se sente bem, então você consegue frequentementequebrar as normas. É uma questão de bom senso. Há quatro formas principais que os carastransmitem baixo valor. Eles estão transmitindo nervosismo, transmitindo necessidade,forçando a barra pra ganhar aprovação e forçando a barra pra transmitir valor.COMUNICANDO NERVOSISMOSe você sente muita energia nervosa, você sente seu coração bater disparado, as palmas dasua mão suando e sua boca seca. Você tende descarregar energia nervosa através de umavariedade de padrões de comportamentos fracos.- Falar muito rápido. Isto faz você parecer como se você acredita que simplesmente dizermuitas coisas, você vai ganhar aceitação.- Movimentar suas mãos de um modo estranho e super energético. Isso faz você parecercomo se você desesperadamente necessita de atenção. Ser energético não é ruim. Serenergético de um lugar de desconforto é. Se você se ver sacudindo seus braços pradescarregar energia nervosa seria melhor apenas manter eles parados do seu lado.- Andar de um lado para o outro.- Inquietação- Estar afoito na conversa. Pulando de tópico em tópico, freneticamente manter a conversa
    • indo.- Limitado, linguagem corporal fechada- De pé com suas pernas colada uma na outra. Isto faz você parecer que tem medo, que nãoé capaz de tomar espaço confortavelmente.- Não sentar de forma confortável.- Manter os seus ombros com tensão.- Fazendo algum som súbito, voz fraca.- Balbuciar.- Paralisado ansioso e amedrontado, manter a postura estática ou até não piscar.COMUNICANDO NECESSIDADESe você se sente necessitado, você tende estar muito ansioso pra ter simpatia com osoutros. Você acredita que você está sendo amigável, quando na verdade, você está sendomuitíssimo amigável. Isto pode ser percebido na forma que você se mantém, a forma quevocê responde quando as pessoas falam com você, e na forma que as meninas se afastam devocê.- Se inclinar ou curvar. Parecendo que você está muito ansioso na conversa. Se você se vermuito ansioso, seria melhor você simplesmente se dispor pra trás, e permitir as pessoas seinclinar à você. Quase todos os caras tendem se inclinar anormalmente. Você vai estar legalse você se inclina normalmente, mas não anormalmente. Mesmo se você é alto, ou está emum local com música alta.- Dá atenção rapidamente quando alguém fala. Virar sua cabeça subitamente ou corposempre quando alguém fala ou aparece ao lado, faz você parecer muito ansioso e reativo. Élegal se você vira sua cabeça normalmente, mas se você está anormalmente ansioso issoparece submissão. Vá mais devagarzinho e não tenha pressa. Se sinta confortávelfinalizando suas próprias sentenças antes de pular pra dá atenção as de alguém, e pausa pradeixar as pessoas esperar por suas respostas se você sente disposto fazer isso.- Avidamente acenando sua cabeça ou constantemente levantando suas sobrancelhas praconcordar com cada coisinha que a outra pessoa está dizendo. Ser amigável não é o mesmoque ser um mané. Se você se sente mais como concluinte, então em vez de sempre dizerAham, Aham, Aham, verdade! tenta pausar e dizer Legal, Parece bom, ou Fazsentido.- Estar muito disposto a ouvir o que a outra pessoa está dizendo. Se você não consegueouvir a outra pessoa (em lugares com música alta, por exemplo), e você continua dizendo“O que?” repetidas vezes, você comunica muita necessidade pra ter conexão. Em vez deperguntar repetidas vezes, você poderia simplesmente pular pra outro assunto e usar aoportunidade de parecer menos necessitado em vez de muito. Ou, você poderia reformularisso autoritariamente como se a outra pessoa está te entretendo, dizendo com umatonalidade forte “Repete por favor. Quero ouvir o que você está falando.”- Estar muito disposto responder tudo bem pensado, até as besteiras. Então se alguém lhepedir pra se qualificar pra eles com algo do tipo “Porque você está me perguntando isto?”não é sempre necessário dá uma resposta bem pensada. Você poderia simplesmente dizer“...só tou falando,” como se a outra pessoa não faz sentido, e então continue indo como sevocê não ligasse muito pra isso. E até mais poderoso seria simplesmente ignorar assuntos deconversas que você não está disposto responder.- Lembrar de muitos detalhes de conversas passadas. Se você lembra muito, issosub-comunica a outra pessoa que você viu elas como tendo valor mais alto do que você. Sea conversa chega a um ponto onde a pessoa fez alguma coisa que impressionou você, então
    • isto é bom. Mas se isso foi apenas um encontro passado, e a única razão que você lembroudisso foi porque a pessoa era particularmente atraente, então você acaba sub-comunicandoque isso significou mais pra você do que pra elas.- Cair na armadilha de procurar conexão. Alguma vezes, você vai se encontrarconversando com alguém, esperando que eles estejam impressionados. E se as coisas nãodão certo, você está instintivamente inclinado se manter conversando e conversando até quevocê sinta que eles estão impressionados. Mas, quanto mais você conversa menos eles vãose impressionar. Se você se ver fazendo isso, apenas pare.- Esperar por pessoas que não voltam. Se uma mulher em um clube diz, “Eu vou aobanheiro,” isso muitas vezes significa que ela não vai voltar. Mesmo se ela volte, e você estáesperando como um cachorrinho, seu valor vai cair. É melhor estar conversando com outrapessoa, e quando ela tiver voltado ver você se divertindo. Não há razão pra você sempre nãoreiniciar a conversa mais tarde. Apenas se você tem razão pra acreditar que ela falou sério,ou se ela deixa com você um de seus pertences, é que você deveria levar em consideraçãoesperar.- Sempre seguir em vez de guiar. Se você sempre segue alguém, então você cria umadinâmica onde eles esperam que você sempre os sigam, e eles vão tomar como uma regra.Se você está andando em algum lugar com uma menina, e ela se afasta de seu lado, não váatrás dela a menos você acredita que ela não vai voltar. Se você acredita que ela não vaivoltar, você pode ir pegar ela porque você não tem nada a perder. Mas se ela vaiprovavelmente te seguir, então apenas faça suas próprias coisas e esteja seguro que ela vaivoltar. Porém, se uma menina está claramente em sua moldura e quer apresentar você aosamigos dela ou arrastar você pra algum lugar reservado, isso não é problema nenhum.- Estar inconsciente da linguagem corporal necessitada. Se a linguagem corporal de umapessoa não comunicou um interesse ainda em ter conexão com você, e sua linguagemcorporal está mais interessada do que o deles, então você criou um valor desigual a favordeles. A direção que você aponta seus pés, é a direção onde você está mais focado. Se umapessoa não mostrou interesse em ter conexão com você, você pode se afastar ou até seretirar. Enquanto você continua falando, você pode dizer alguma coisa que transmite valor esegura o interesse deles. Então eles vão reajustar seus corpos afim de acomodar o seu.- Ir atrás quando as pessoas se retiram. Se uma pessoa se afasta de você, e você estátentado ir atrás deles, você vai estimular eles se afastarem mais ainda. Se você diz “Ondevocê estar indo?” ou “Volta!” eles vão mais ainda está propensos em continuar se afastando,porque você se pôs com todos os caras desinteressantes que tem feito a mesma coisa. Emvez de ir atrás, você pode projetar sua voz com mais volume, e continuar falando enquantoeles se afastam até que alguma coisa chame atenção deles (geralmente humor). Enquantovocê fala alto, você vai ver a menina te observado pra ver se você vai ir atrás. Se ela senteque você não vai, ela vai voltar. Se você faz parecer que você não está até atento que elesestão saindo, vai parecer que você é o tipo de pessoa que as pessoas não se afastam e vocêvai terá reajustado a diferença de valor. Se você decide ir atrás, você deve fazê-la rir ouchamar atenção dela rapidamente pra recuperar a diferença de valor.- Dá mais atenção pra alguém que você não conhece do que pro seus amigos. Se você estáfalando com alguém e seus amigos chegam, a maioria dos caras vão apenas freneticamenteacenar pro seus amigos e se manter tentando falar com a outra pessoa. Se você não dáatenção a seus amigos virando na direção deles, então você vai parecer muito desesperadopra criar conexão com a pessoa que você está falando. Em vez de cumprimentar epossivelmente colocar seus amigos na conversa. A mesma coisa acontece freneticamentedesligando seu celular quando ele toca. Contudo, você escolher fazer gracinhas é bom, mas
    • quando você faz isso de uma forma onde é obvio que você está assustado em perder aconversa, você comunica necessidade. Faça gracinhas como uma oportunidade de mostrarque você está confortável com você mesmo, e na conversa.- Reconfirmar planos repetidas vezes. Se você faz planos e repetidamente reconfirmadizendo, “Então é isso aí, nós estamos definitivamente combinados pra quinta-feira, certo?”então você sub-comunica que as pessoas quebrou os planos com você no passado. Em vezde ser um cara que faz planos o tempo todo e que não precisaria reconfirmar.FORÇANDO A BARRA PRA GANHAR ACEITAÇÃOConversas tem ritmos naturais de dar e receber – uma relação entre quanto esforço cadaparte está colocando pra continuar a interação. Muitos das atitudes que tomamos comoadmitidas são na verdade uma parte daquele dar e receber. Ri, por exemplo, não é apenasum mecanismo de alívio de tensão, mas também um mecanismo social que indica que umgrupo está em boa sintonia.Quando uma pessoa está pondo mais esforço do que outro pra manter a interação duascoisas começa acontecer simultaneamente – seu senso de aceitação cai e seu desespero prarestaurar a vibe e recuperar sua aceitação aumenta. Então pra tentar recuperar aceitação, elesvão tentar forçar o dar e o receber de uma forma que é não natural e forçando a barra.- Rir de suas próprias zoações/piadas. Se você rir de suas próprias zoações, você está subcomunicando que você não está confiante que as outras pessoas vão completar com o finaldelas do dar e receber da conversa. O mesmo quando alguém diz alguma coisa que éengraçado, mas a vibe simplesmente não está presente-- você pode se achar dizendo “Aquilofoi engraçado,” apesar de não ter rido. Nesse caso, você estava verbalizando o dar e recebersocial. E igualmente, algumas vezes uma pessoa começa falando uma historia ou uma piada,e o grupo começa sorrir antes de chegar a parte engraçada da piada. A pessoa contando apiada diz, “Porque vocês estão rindo? Nem terminei a piada ainda?!” e inexplicavelmenteeles riem até mais com isso. Quando o gerente do escritório conta uma piada, todos riem.Mas quando alguém inferior em cargo conta isso, ninguém ri a menos que o humor sejamuito bom. Então pra preencher a lacuna percebida do dar e receber social, eles seencontram rindo de suas próprias piadas. Se você se encontra fazendo isso, simplesmentepare. Deixe um momento cômico pra os outros rirem, assim você pode rir com eles. Rindomuito cedo, você libera um alívio de tensão na vibe, e ninguém acaba rindo. Se você esperaaté 10 ou 15 segundos, você vai geralmente conseguir uma reação. Se ninguém rir, e vocênem percebe isso, então geralmente ninguém vai perceber que você estava tentando fazereles rirem a principio.- Dizer né ou sabe após tudo o que você diz. Fazendo assim pode comunicarnecessidade por aprovação. Você não está permitindo a outra pessoa concordar com quevocê está dizendo por eles mesmos.- Usar preenchedores de espaço como ééé, aamm, então, né. Fazendo assim podecomunicar muita ansiedade pra chamar atenção.- Forçar a barra por reconhecimento verbal. Se uma pessoa não é inicialmente responsiva,as pessoas podem tentar forçar reconhecimento verbal pra ficar confortáveis. Eles podemdizer, “Então, aquilo não foi engraçado?”, ou “É interessante, né?” em vez de simplesmentedeixar a outra pessoa dizer por si mesmos. Um cara tentando falar com uma menina podeperder valor engajando alguma coisa boa como, “Eu preciso de uma opinião feminina...” sóquando ele não estar atento seguindo com, Ééé... aammm... vocês são mulheres... então eupensei que vocês seriam as pessoas certas pra perguntar.” Já que ele não está conseguindoaceno de cabeça pra “Eu preciso de uma opinião feminina,” ele está tentando conseguir
    • acenos de cabeça pra o fato que elas são mulheres. Ao invés, simplesmente passa batidocomo se você foi concordado, e mantém o conteúdo da conversa firme até que alguma coisacole. Não repita e nem tente mudar a moldura até que cole. Apenas mantenha indo adianteaté que alguma coisa dê certo. Se você quer uma reação, você poderia falar pra elaautoritariamente o que você está especificamente procurando, dizendo “O que você achadisto?”- Repetidamente usar o mesmo tipo de humor após parar de funcionar. Um cara tentabrincar com uma menina, contar historias ou fazer cócegas nela. Mas logo que a meninapercebe que isso não é espontâneo, e que ele está tentando conseguir uma reação, issoparece que ele está batendo na mesma tecla. E logo que a menina sente que você estátentando conseguir uma reação dela, o humor para de funcionar. Em vez disso mude o tipode humor. Faça isso imprevisível, e não seja previsivelmente imprevisível.FORÇANDO A BARRA PRA COMUNICAR VALORO ato de tentar logicamente convencer alguém gostar de você irá diminuir a respostaemocional deles à você. Socialmente, isso está entre as piores coisas que você pode fazer. Aregra principal é que se você pode interessar alguém usando poderosas habilidades sociaispra criar uma ótima vibe, então a outra pessoa vai começar perguntar pra tentar criarconexão com você. O processo vai criar uma inversão de papéis onde eles querem teconhecer mais. Mas se você sempre tentar impressionar alguém oferecendo issoentusiasmadamente, então as pessoas serão repelidas.- Se auto promover dizendo que é amigo ou parente de alguém famoso ou de status, seauto promover e ser muito entusiasmado pra oferecer seu currículo verbal.- Tomar muitas sentenças pra expor uma ideia que poderia ter sido com menos. Se vocêfala muito, isso comunica uma mente confusa. Muitas vezes, se você deixa uma pessoapensar afim de processar o que você disse, a ideia vai parecer mais profunda porque aarticulação foi inteligente e poética e permitiu que a compreensão viesse de dentro.- Forçar a barra pra reiniciar assuntos de conversas que foram interrompidos. Isto é umcomportamento muito típico quando alguém estava esperando que seu assuntoimpressionaria a outra pessoa, e fica frustada porque isso foi interrompido. Se o assuntofosse interessante a outra pessoa geralmente teria reiniciado dizendo, “O que você estavadizendo mesmo?” Se um assunto é interrompido, tente esperar pra a outra pessoa reiniciar,ou pule pra outro assunto decidindo se você quer ou não retornar pra o assunto anterior emum momento mais tarde. Ou reinicie o assunto com um começo diferente pra sentença, eeles nunca notarão. Mas geralmente é melhor está menos ansioso e simplesmente deixar aintenção. Considere que se o assunto não fosse reiniciado pela a outra pessoa, é possível quepôde não ter sido interessante de qualquer forma.- Supercompensando por inseguranças. Sob pressão social, as pessoas sempre pensaráimediatamente em suas inseguranças. A pressão social tende empurrar suas inseguranças prasuperfície. É como uma menina que conhece um cara mais baixo e imediatamente diz queseus saltos altos estão fazendo ela mais alta esta noite. E do mesmo modo, se você tem umemprego de baixo status, você diz algo como “As pessoas são capitalistas. Elas estãoobcecadas por dinheiro. O que é importante é ser feliz com sua vida.” Entretanto, a outrapessoa não perguntou por sua filosofia de vida – elas estavam apenas curiosas sobre suaocupação. Outras pessoas estão provavelmente confortáveis com seus empregos. Você está?É como um cara calvo que vai fazer piadas sobre como Homens calvos são gostosos. Elesestão tentando fazer isso insignificante pra cobrir suas inseguranças. Na verdade, eles nãotinha necessidade de comentar isso absolutamente. Mantendo a moldura mais forte, eles
    • poderiam ter ignorado isso e feito como se não existisse – sem importância nenhuma. Se aquestão não existe pra você, não existirá pra outras pessoas.- Supercompensando por fraquezas. Quando uma pessoa fica abaixo de como elas queremque outras pessoas as percebam, elas frequentemente tentarão compensar com uma deixaverbal pra preencher a lacuna. Elas vão dizer coisas como, “Eu estou cansado,” ou “Eu nãoestava afim disso. Se eu quisesse eu teria.” Fazendo assim apenas comunica que você está seimportando com que as outras pessoas pensam de você. Se você diz “Eu tenho roupasmelhores em casa,” ou “Ainda não tive oportunidade de me limpar,” a outra pessoa não vaipensar “Nossa. Eu aposto se ele tem essas roupas que está realmente falando, ele tem muitodinheiro!” Eles vão apenas perceber que você é inseguro.- Forçar a barra pra está não impressionado. Quando um cara sente inseguro porquealguém está fazendo ele se sentir ultrapassado por alguém, ele vai frequentementesupercompensar fazendo uma grande cena de como ele está não impressionado. Ele dizquão fácil ele poderia fazer o que outra pessoa faz, como eles não são atraentes, ou como elefez melhor do que eles. Mas coincidentemente, sua escolha pra falar isso na conversasimplesmente acontece quando exatamente ele se sente inseguro. Ele antecipa que a outrapessoa provavelmente não igualaria a ele, assim em sua própria mente ele preventivamenterebaixa a outra pessoa pra fazer ele se sentir melhor e manter seu sentimento de controle.- Responder críticas com longas desculpas. Alguns caras levarão a serio as críticas, e vãose fazer parecer inseguros tentando duro pra se explicar. Se alguém te critica, umaalternativa fácil é pausar e acenar a cabeça e dizer “Legal,” ou “Faz sentido.” Pra controlar amoldura mais ainda, pode zoar eles no que eles disse, os interpretando mal de um mododivertido, e então repita “Não realmente, mas isso faz sentido. Valeu.” Desta forma, a pessoavai sentir que você os ouviu, e que você não veio com quatro pedras nas mãos. Mas, vocêainda vai ter tido a moldura forte e tirado risada disso.- Forçar a barra pra demonstrar habilidades de detetive. Quando uma pessoa é negativa ecautelosa, elas sentem paranoia que outras pessoas estão tentando manipulá-las e diminuirseu valor. Elas sentem uma necessidade de verbalizar suas suspeitas porque se seus medospercebidos fossem notados diminuiria seu valor. Então, pra se qualificar, elas declaram seusmedos pra provar que pelo menos elas são inteligentes. Um cara diz, “Eu sei que você nãovai aparecer ao nosso encontro!” ou, uma garota insegura diz, “Eu sei que era uma técnicade sedução. Você não tem uma melhor?” Um cara que normalmente não tenta se recuperarnão sentiria a necessidade de provar quão esperto ele é. Nem uma garota confianteanteciparia que um cara estava tentando manipular ela simplesmente porque ele veioconversar – ao contrário, ela poderia acreditar que ele gosta dela e é curioso ver onde issopoderia dar.LIVRO 13 – VIBE SOCIAL E CALIBRAÇÃOEm vez de se qualificar, uma forma mais proativa de conhecer as pessoas é criar uma boavibe a sua volta, de modo que eles vão querer te conhecer. Sua vibe é o impacto emocionalque você provoca nas pessoas a sua volta. As pessoas, e especialmente as mulheres, sãoatraídas as pessoas que libera uma vibe positiva. A vibe que você projeta tende ser oresultado da forma que sua mente está programada. Seus pensamentos são processadosatravés de filtros emocionais, e os comportamentos que você manifesta vai contagiar aatmosfera social com uma vibe positiva, foda, confiante, divertida, negativa ou até medonha.Como resultado, a vibe de uma interação será saturada com uma emoção particular, e quetende determinar se as pessoas vão querer está lá ou não.Vibe social é quando interagimos um com o outro, não apenas por razões funcionais, mas
    • curtir a companhia um do outro e aceitação mútua. Fazemos isto como uma forma discretade recarregar nossas baterias. Vibe pode incluir qualquer coisa de zoar, contar historias,discutir assuntos interessantes, brigando de brincadeira, quebrar sintonia um com outrodivertidamente que demonstra personalidade e reforça a amizade.Quando os amigos dizem “Vamos sair pra tomar uma,” eles não estão chamando pradiscutir e resolver uma questão particular. Isto seria mais próximo da reunião de trabalhoque eles tiveram que aguentar mais cedo. Ao contrário, eles saíram pra curtição, ambos davalidação que eles adquirem de estar em torno das pessoas que valem a pena estar por pertoe das emoções positivas que eles adquirem da própria interação. Vamos pensar sobre aessência de ser um nerd. Quais atividades imaginamos quando pensamos em nerds?Videogames, RPG, salas de bate papo e projetos de ciências. Porque estas atividades sãoestereotipadas como sendo de nerds? As pessoas que não tem confiança social vão muitasvezes tentar dá forma a suas interações de alguma forma ou de outra. O que atividades denerds tem em comum é que elas podem agir como muletas sociais que permite a vibeocorrer em um modo estruturado, porque a atividade está fazendo o trabalho por eles.É como o clássico namoro do colégio, onde o jovem casal desajeitado enterra suas carasnos livros, tirando apenas quando um ou outro pode pensar em alguma coisa pra dizer. Equando a conversa acaba, eles voltam pra seus livros pra manter um nível de conforto atéque eles possam pensar o que dizer na próxima vez. Porque vibe sub comunica um alto valorsocial?Quando um cara está preso no fundo de sua mente, ele está focado em micro controlar pratomar conhecimento da vibe e jogar com ela. Mas quando um cara é confiante e focado forade sua cabeça, ele tende está atento a vibe e ser uma parte orgânica dela. Muitos caras teriamum momento difícil em fazer seu novo patrão ri em uma entrevista importante. E a maioriados caras achariam impossível fazer um policial ri se eles estivessem indo presos. Quandoum cara pode ter vibe com as pessoas apesar da pressão social, isto sub comunica alto valorporque implica que ele está completamente confortável com a situação e com seu valorsocial em relação ao grupo.Uma vez que a maioria das pessoas são atraídas à boas emoções, um cara que tem boa vibevai ter valor em quase qualquer situação. E com as pessoas rindo e mostrando interesse, elesvisivelmente oferece seu encorajamento, aceitação e prova social.Por essa razão habilidades sociais são fascinantes, no que elas podem dar a uma pessoavalor externo, enquanto ser completamente atribuível a sua identidade interna – ao contráriodas coisas superficiais como riqueza, beleza ou outras habilidades que um cara não podeatribuir como sendo uma parte de quem ele é. Então porque tantos caras tem problemas devibe?A razão não é que eles não tem nada pra falar – sua riqueza de experiência de vida é umrecurso infinito de conversa. Pelo contrário, é porque eles tem um filtro de insegurança quefaz eles sentirem o que eles tem a falar não vai ser adicionado a vibe. Se um cara percebeque ele tem valor mais alto do que as pessoas ao redor dele, então ele vai naturalmente dizerqualquer coisa que vim na mente. Mas se ele percebe que as outras pessoas ao redor deletem valor mais alto do que ele, então ele sente que nada que ele diz é foda o bastante pragarantir a atenção deles. A pressão social tende trazer as inseguranças das pessoas àsuperfície. E sem confiança suficiente, a pressão social vai paralisar a inteligencia social daspessoas e vai empurrar seus focos pra dentro de suas cabeças.Algumas pessoas vão reagir a suas inseguranças obrigando opinião não solicitada descergoela abaixo de todo mundo ao redor delas, baseado em qualquer assunto trazido naconversa. E outras pessoas vão pular em todas oportunidades pra mostrar como tudo que
    • vem na conversa tem uma correlação com suas próprias vidas, e então isso como umabrecha pra se qualificar. E ainda outras vão interpretar assuntos de conversas como testespra suas inteligencias, e respondem de maneira que qualifica suas inteligencias pra aspessoas em torno delas. Então por exemplo, um amigo de um cara diz, “Eu acabei decomprar esta jaqueta. É massa, né?” Se o cara é seguro com ele mesmo então ele respondecom, “É, jaqueta massa. Fica legal em você.” E realmente, não há nada particularmentedemais na resposta dele. Mas não há nada inseguro nisto também. Então é uma boa resposta.O que muitos caras que tentam aprender sobre dinâmica social não percebem é que ser fodaé uma coisa sutil, e eles não necessitam sempre estar controlando a moldura pra ser foda.Então por outro lado, se um cara é inseguro, então ele quer se impor na situação dizendo,“Quanto você pagou nisto? Eu acharia pra você a mesma jaqueta muito mais barato. Vocêsabe como lavar ela, né? Aqui, deixa eu te mostrar.” Ou ele está louco pra se provar e dizeralgo como, “Eu vi uma jaqueta igual a esta na Itália. Sabe, eu fui pra lá no ano passado,ganhei muito dinheiro. Eu era o cara por lá. Eu curtir a vida adoidado.” E indo mais adiante,o que aconteceria se o amigo do cara fosse dizer “Adivinhe quanto eu paguei por estajaqueta?”O cara seguro simplesmente diz, “É massa, cara. Eu não sei, mas parece ser caro.” Ou elesimplesmente pensaria que é caro pra satisfazer o amigo, porque ele entende que a conversaé retórica e que eles simplesmente estariam criando uma vibe. Ele entende que a interaçãosocial não é sempre um meio pra um fim, mas sim um fim em si mesmo. O cara inseguro,por outro lado, ao invés interpreta a conversa como um teste pra sua inteligencia. Ele pensaconsigo mesmo, “Caralho, se ele achou o preço bom então deve ter sido barato. Eu acho quefoi bem baratinho, assim ele ver que eu sou perceptivo.” Então ele responde com, “Eu achoque foi quarenta conto.” E quando seu amigo fala pra ele que foi sessenta reais, ele diz,“Nossa, sessenta. Ainda é barato.” Então o entusiasmo não dá em nada, a vibe cai e esseassunto finaliza por aí.Calibração social é a consciência da energia social que está fluindo em torno de nós, écompreender o que você está fazendo como afeta aquela energia social, e a habilidade pramudar e sincronizar seus comportamentos pra alcançar seu resultado social desejado.Caras com calibração forte sabe o que eles fazem e dizem representam eles. Eles sabemcomo comunicar ideias e efetivamente fazer as outras pessoas compreender. E internamente,eles tem um senso onde eles sabem:- O valor que eles já estabilizaram dentro do grupo.- As coisas que o grupo já sabe e pressupões sobre eles.- O modelo de mundo de outras pessoas e seu ambiente social.- O estado emocional atual e ciclos de pensamentos das outras pessoas.- O efeito emocional que eles estão criando em tempo real.- SOMA: IDENTIFICAÇÃO DE RESPOSTAS DO PILOTO AUTOMÁTICOCaras que não são calibrados tende cometer erros sociais decorrentes de mal entendimentodo que foi discutido acima. Então por exemplo, um cara pensa que quando ele conhecealguém pela primeira vez que se ele fala sobre assuntos negativos ou suas insegurançasassim ele está demonstrando confiança simplesmente sendo ele. Ele pode até está imitandooutros caras confiantes que ele lembra que viu fazendo a mesma coisa. Mas o que ele nãoquer entender é que os outros caras provavelmente já tinha transmitido outras partes de suaspersonalidades antes deles ter agido daquele jeito.E o mesmo problema pode acontecer quando ele está tentando flertar. Ele sabe que brincare tocar pode ser conquistador e amplifica a pequena atração inicial que já está lá. Mas se ovalor dele já não estiver estabelecido nos olhos da garota, então ela se encontra em uma
    • situação onde este cara desinteressante está brincando e tocando nela. Então, em vez dissoser algo que amplifica a atração dela, torna-se algo que amplifica o desconforto dela e adeixa fechada. Você está atento a energia de uma ambiente? Você pode sentir a diferençaentre energia necessitada e energia confortável? Você pode sentir a diferença na energiamasculina ou feminina? Você pode reconhecer a mudança de energia quando uma garotaentra em um ambiente que está cheio de homens, ou vice versa? Você pode dizer quem estácontrolando a energia? Você pode ver como as pessoas reagem diferente ao redor de energiadiferente? Você pode sentir como algo adiciona energia ou tira? Você pode olhar pra umgrupo e dizer se a energia é massa ou não? Você pode sentir o que é foda ou não foda, emgeral? Você pode sentir quando a vibe tem muito tempo ali e já está pronta pra mudar?Calibração inclui todas estas coisas, e calibração inclui quando relaxar e parar de calibrar,que é a maior parte do tempo. Resposta do piloto automático – reconhecer o pilotoautomático das pessoas... não dizer coisas que aciona piloto automático ruim... quando vocêfala com bastante pessoas, você começa ver os padrões... a maioria das pessoas dizem amesma coisa o tempo todo... uma vez você ouviu tudo isto, você sabe quase sempre o quetodos estão pensando.LIVRO 14 – ESTADO ANALÍTICO E EMOCIONAL DA MENTEHá uma polaridade entre os lados lógico e emocional de nossas mentes. Estado mentalanalítico/lógico na verdade suprime emoções. E emoções igualmente suprime pensamentológico. Quando ficamos emocionais, nos tornamos menos lógicos. E quando estamoslógicos, nos tornamos menos emocionais. Emoções turva julgamento, e julgamento turvadiversão. Quando um cara trabalha em um emprego analítico o dia todo, é comum que elevai se condicionar pra se desenvolver em um estado mental analítico por horas. Noprocesso, ele fica acostumado focar dentro de sua própria cabeça, e menos acostumado aalto níveis de estimulação externa.Alguns caras vão responder aprendendo trabalhar pesado e jogar duro. Mas muitos outrosvão responder desenvolvendo personalidades que são secas e nervosas. Em um cenáriosocial, eles vão sentir presos dentro de suas mentes e separados do que está acontecendofora deles. Eles vão sentir um pouco estranhos no meio da estimulação da energia social – otagarela, pessoas gritando e a música que está tocando em torno deles. Então ele vai estarfora de sincronia com os níveis de energia das outras pessoas, e sua interação vai estar umpouco desconectada porque eles estão filtrando isto através de análises. Eles vão sentirdesconfortáveis tendo atenção puxada em sua direção, e eles vão sentir desajeitado tentandozoar ou pensa coisas pra dizer porque eles não estão acostumados estar em uma situaçãosocial.Tudo isto vai comunicar qualidades desagradáveis sobre eles. Estados mentais analíticostende suprimir sexualidade, e por essa razão as pessoas que são muito analíticas em umcenário social pode ser vistas como seres não sexuais. Pensando analiticamente, sexopoderia ser visto como absurdo e repulsivo e possivelmente comportamento arriscado. Masemocionalmente, sexo é pensado como natural e erótico e extremamente desejável. Nossasexualidade é baseado em torno de nosso centro emocional.As pessoas que estão mais em contato com seu lado emocional pode não possuir maiscurso sexual autentico ou está mais digno de reprodução do que sua contraparte analítica.Mas sua falta de consciência dá-lhes uma conexão mais forte à sua sexualidade, e esta aurasexual lhe faz muito mais atraente. Pra muitos caras bem sucedidos que toma umaabordagem analítica pra vida, isso pode parecer muito sem noção.Seus amigos mais foda pode falar pra eles, “Cara, apenas seja foda. Relaxa. Apenas seja
    • você mesmo e se divirta.” Mas eles não conseguem discernir o significado disso, porqueeles já estão sendo eles mesmos (uma certa parte, pelo menos), e eles já estão confiantes nosoutros aspectos de suas vidas. Eles podem tentar relaxar e dizer pra si mesmos pra se sentirmais confiantes como seus amigos sugestionam, mas isso não muda as coisas. Quando seusamigos estão dizendo pra ele pra apenas ser foda e que as coisas vão acontecernaturalmente, o que ele estão tentando dizer pra ele é parar de analisar tudo e microcontrolar como as outras pessoas percebem eles. Eles estão dizendo pra eles ser uma parteda interação e curtir o que isso é.Muitas vezes os caras que são muito analíticos tem se viciado em estados lógicos como ummodo de suprimir suas emoções instáveis. Seus padrões de pensamentos são perturbados porfiltros de inseguranças, e se eles acalmam ou sente suas emoções então ciclos depensamentos que estressa eles vai começar correr furiosamente dentro de suas cabeças. Elesse acostumaram está neste estado, e eles necessitam da estrutura que proporciona estar nasua zona de conforto. Semelhante ao cara negativo que sempre traz de volta suas conversaspra problemas ou pessoas que ele pensa que estão incomodando ele, o cara analítico vaicontinuamente mudar suas conversas pra assuntos lógicos pra que ele possa se sentirconfortável. É uma reflexão de seu estado interno.Há um momento e um lugar pra tudo. Quando você conhece alguém pela primeira vez,ambos estão analisando, que você perceba isso ou não. Você não sabe se você quer falar umcom o outro rapidamente ou passar mais tempo juntos.A zoação casual no começo de uma interação é o que demonstra as pessoas que você estárealmente na conversa e não usando eles pra se exaltar. Isto mostra a eles que você podesocializar decentemente, que você é provavelmente um canal pra outras pessoasinteressantes, e que você é alguém que eles adorariam conhecer mais. Em um ambientesocial, as pessoas estão ali pra ter um bom momento. O valor da situação é está sedivertindo e conhecendo pessoas legais, e as mulheres estão analisando os homens pra verquais emoções elas podem adquirir estando ao redor deles. A forma que você interage pelaprimeira vez com uma menina, ela prevê como ela vai se sentir estando perto de você porum período de tempo maior – se por esta noite ou por toda vida dela. Se você não consegueter uma conexão com ela, então ela vai geralmente te eliminar. Então não é momento deficar muito analítico ou tentar impressionar alguém. Se você pode ter uma boa vibe, então aspessoas vão assumir que você tem outras coisas boa em você, e as meninas vão respondernaturalmente.A maioria dos caras vão tentar envolver as mulheres com chatices, com entrevistas, eassuntos que não vai chamar a atenção delas. Eles vão fazer o que os outros caras fazem –pressionam a menina quando o clima não está presente, mostram muito interesse apesar denão saber nada sobre elas, forçam a barra pra conhecer ela como uma desculpa que estãointeressados, e chega um ponto de valor mais baixo onde sexo significaria mais pra eles doque pra ela.Um cara que se dá mais bem tende ser mais confiante, extrovertido, e bom em criar clima.As pessoas vão ser responsivas a ele, a qual vão dar a ele status e prova social. E quando elefala com uma mulher, ele vai saber como engajar o lado emocional da mente dela, mostrainteresse de um lugar de valor mais alto, e alguma vezes até flerta vendo-a de uma formadivertida como se ela tenta conhecer ele.Tudo isso acontece naturalmente, e ele “sabe o que dizer” não porque ele sempre tem acoisa perfeita preparada, mas porque ele está se divertindo e agindo sem querer resultado eque faz a menina mais receptiva a qualquer coisa que ele faz. Está fora de sua cabeça e nomomento é o que faz ele acessar o lado emocional de sua própria mente, e isto é o que faz
    • ele conseguir a resposta emocional da menina. Ser divertido não é ser analítico – vem de umnível emocional. Pra ser divertido e espontâneo você tem simplesmente que deixar que suamente tenha vibe. Você tem que está confortável na situação pra que você sinta um tipo deexcitamento relaxado onde você pode simplesmente atravessar por todos os tipos decombinações e imagens em sua mente, sentir e transmiti-las. Como guiar a mente de umapessoa ao longo de certo caminho, e então a desviando quando eles não esperam por isso. Equando você as desviam, é sua forma de criar uma vibe com eles. Então eles riem e mostramsua aceitação, e é rítmico.Diversão é uma sinergia de muitas emoções, conexões, reconhecimentos e afinidade. Aforma que você usa o humor é mais importante do que seu conteúdo – apesar de bomconteúdo certamente nunca faz mal. Um cara pode dizer a mesma coisa que o outro, econseguir um resultado totalmente diferente. Seu humor vem de sua confiança, de suatransmissão de seu estado interno e as imagens que você usa pra lidar com as pessoas econectar com elas.Pra ser divertido você deve acreditar no que você está fazendo. Você deve sentir o mesmopico de energia que você quer que as outras pessoas sintam. Se você está dando o principal,e por até um segundo você retrocede pra dentro de sua cabeça e duvida que isto vai bombar,então vai te dá um branco e não vai funcionar. Mas se você acredita nisso, e você sente issoo tempo todo, então vai sempre bombar. O que significa ser divertido? A extensão é muitoampla. Poderia incluir qualquer coisa que joga com a imaginação, as emoções ou a dinâmicasocial de uma situação. Zoar sobre situações imaginárias, perambular, contar histórias eaumentar mais ainda e a conclusão disso – é ser divertido.Mal interpretar de uma forma que varia as emoções, como fazer comparações bobas,acusações ou fazer impressões engraçadas – é ser divertido. Mensagens de duplo sentido,sinais cruzado quente e frio, ambos verbal e não verbal – é ser divertido. Como dizer “Eu teodeio” enquanto sorri da menina e toca no ombro dela. Ou como dizer, “Você é muito ativa.Você poderia ser minha guarda costa. Nós poderíamos trabalhar juntos.” Ou parar e voltarcom a zoação, deixar ela ganhar e fazer beicinho assim ela se sente mal, e então surpreenderela virando o jogo quando ela não espera por isso. Como um menino, você podesimplesmente jogar. Você pode pegar ela e coloca atras de você e conversa com seusamigos. E quando ela volta pra sua frente, você ri e diz, “Onde você foi?”É como quando você diz, “Você está gata. Eu não posso conversar mais com você,” e vocêsai fora, assim ela tem que de puxar de volta e descobrir o porque. Ou quando você recusaresponder as perguntas dela, e dá respostas bobas que faz ela até mais curiosa. Talvez vocêaté permanece totalmente sério, e espera ela rir primeiro antes de você rir com ela. Ou talvezvocê não responda – mas apenas faz cócegas e empurra ela enquanto ri.Qualquer coisa envolvendo insinuação pode ser divertido se feito correto. Como feito deforma superior, vago, inteligente e imaginativo – e se ela não tem certeza que você estásério. Ou até se você está, é divertido e massa, e você visivelmente não vai se preocupar seela te responde ou não. É como dizer, “Eu sou tão mal pra você,” e então falando as coisasexitantes que você faria ela sentir e como é errado e não permitido. Ou mal interpretandouma pergunta como uma proposta e rejeitando isto, como se ela inocentemente perguntasseà você onde você mora e você responde com, “Você é muito legal, mas não podemos fazeraquilo ainda.” Ou dizendo “Eu tive vir pra conhecer você. É algo que eu simplesmente nãoentendo.” E claro, tudo isto requer calibração. Porque há momento e lugar pra tudo e é asemoções que você sente dentro de você que são seu melhor guia se alguma coisa vai somarna interação ou bagunçar.Muitos caras vão usar o ser divertido como um substituto pra compensar por não ser capaz
    • de guiar a conversa ou colocar sua verdadeira personalidade exposta a todos. E muitos carasvão também tentar ser divertido por muito tempo e vão falar demais de si mesmos por causade uma situação boa. Igualmente, se a menina está entediada ou com raiva com o mesmohumor ou tentando compreender o cara. Ou se o cara passou umas horas com ela, e ela quersaber onde ele vive e ele diz, “Desculpa. Não podemos fazer aquilo ainda,” isso apenas fazele parecer que ele não consegue guiar a situação, agir normal e ser ele mesmo. Como aspreliminares antes do sexo, há um momento de parar uma coisa e escalar a próxima. Porquequando um cara é sem noção e a menina espera muito tempo pra ele escalar, isso pode serum desligador de interesse. Ser divertido é infantil, porque vem de um lugar onde não hápreocupações ou inseguranças ou busca de resultados em mente. E ainda, ser divertido émuito adulto, porque há certas coisas importantes sendo transmitidas.Você está mostrando um ao outro que você não é necessitado. Que você é inteligente. Quevocê é divertido. Que você tem perspicácia. Que você é socialmente consciente. Que você écentrado e não é facilmente induzido. Que você é um ser sexual. Que você é alguém que aspessoas querem estar por perto. E mais importante, diversão é um processo de análise nosdois sentidos através da qual a forma que vocês sentem sobres vocês mesmos é revelado umpra o outro.Então vamos imaginar dois grupos de caras saindo pra conhecer meninas.O primeiro grupo de caras estão saindo desconfortáveis, e eles estão nervosos em torno dasmeninas. Porque estão nervosos, eles estão muito analíticos sobre tudo, na expectativa de sever dentro da situação. Eles chegam na festa, e vão dá uma olhada no ambiente primeiro.Eles tomam uma água primeiro, vão primeiro ao banheiro, ver se eles conhecemalguém por ali primeiro, e ver se tem algumas meninas ali primeiro. Eles vasculham olugar olhando necessitados e como eles não são dali, e eventualmente eles tomam um lugarperto da parede onde eles sentam com seus óculos segurados protetoralmente sobre seuspeitos. Em vez de falar um com outro, eles olham fixamente o ambiente procurando porvalor e estimulação nos outros, e falam um pouco sobre seus jeitos de pegar meninas e ossucessos e fracassos de suas tentativas passadas. Eles se empurram pra dentro de suascabeças, e até faz um ao outro sentir mais auto atentos dando um ao outro críticas de comoeles poderiam fazer melhor do que eles estão fazendo.Eventualmente eles fazem uma abordagem, mas em um estado onde eles querem algumacoisa das meninas. O que eles não percebem embora, é que se eles não conseguem criar umaboa vibe no seu próprio grupo, então eles provavelmente não vão ser capaz de criar nogrupos dos outros. Então, como suas abordagens vem a ser planejadas e chatas. Elessutilmente comunicam que eles não tem sua própria festa, e suas abordagens parece maiscomo uma patética petição pra ser permitido a entrada de outra pessoa. O segundo grupo decaras estão saindo confortáveis e esperam se divertir. Eles saem pra ter um bom momento econhecer meninas enquanto estão lá. Eles chegam na festa, eles zoam e eles tem uma vibedivertida acontecendo naturalmente no seu grupo. Isto é obvio pra outras pessoas em tornodeles.Eventualmente eles vão conversar com algumas meninas, e até quando eles se aproximamas meninas viram para eles e se abrem porque elas notaram eles mais cedo na noite. É obvioque eles são a festa, e as meninas querem ser uma parte disso também. Eles flertam e elestem suas próprias zoações de seu grupo que as meninas riem apesar delas não entendertotalmente. E quanto mais que elas riem das zoações deles mais elas se acham intrigadascom os caras, e mais elas estão entrando na moldura deles. As meninas querem permanecercom estes caras porque elas sabem que eles são divertidos e que eles poderiam ir conversarcom outras pessoas se eles quisessem. Os caras não parecem está procurando reação e tudo
    • que eles fazendo parece ser massa. Então quando eles sugestionam uma mudança de local,as meninas estão dispostas a isso. Mais tarde a noite, enquanto os dois manés sentam em suafesta de cuecas e explica sua noite de tentativas fracassadas, os dois caras que estavam sedivertindo continua a volta da noitada em suas casas transando com as meninas.LIVRO 15 – DOMINÂNCIAMOLDURA DE CONTROLEEntão quando uma pessoa de valor mais alto zoa uma pessoa de menor valor, a pessoa demenor valor geralmente não vai ser capaz de vir com uma réplica tão esperta. Suassub-comunicações não vão enfatizar tanta dominância porque sua mente estará analisandose o que eles dizem é bom o suficiente ou não, assim como lutando pela mudança emocionalinterna. Suas vozes não projetará dominância suficiente, e seu contato visual e linguagemcorporal vai mostrar uma leve mudança visível. Eles vão retornar com suas réplicas, e vãoparecer que estão forçando a barra. E enquanto eles vão está mais falando, seus canais desub-comunicações vão ainda está menos dominante do que a pessoa que eles estão sequalificando demais – porque o que eles estão dizendo não vai ser adicionado a vibe porqueeles estão se qualificando e porque o que eles estão dizendo é em uma forma menosdominante.- teoria do aro, desafios, aumento de pressão e liberaçãoTEORIA DO ARO: Uma tarefa ou pedido de obediência por um cara ou uma mulher pra verse a outra pessoa vai obedecer e “saltar através de seu aro”.A Teoria Do Aro é a ideia básica por trás de um teste de obediência. Muitas vezes, quandouma garota pede a um homem fazer alguma coisa pra ela, ela está tentando ver se conseguefazer ele obedecer pulando através do aro. Caras fracos vão geralmente pular direto semhesitação em uma amostra de comportamentos de suplicas, obediência e homem beta. Talcomportamento de busca de aprovação é uma demonstração de menor valor, e não é nadaatraente.Um cara forte vai apenas fazer um favor pra uma mulher após ela ter feito alguma coisapra ele. (Ex. comprar o café dela após ter sexo). Os caras podem também lançar aros, ouinverter a moldura de um aro que a menina lançou, e lançá-lo de volta pra ela. Por exemplo,se uma menina pede “Você pode comprar uma cerveja pra mim?”, o cara poderia dizer, “Euestou mais que disposto comprar cerveja pra meus amigos, porém eu não conheço vocêdireito ainda. Porque você não paga essa rodada, e depois de ter te conhecido melhor euposso pagar as duas próximas rodadas agora a noite?”EC, LINGUAGEM CORPORALEm algum nível o cara deve ter estado atento dos comportamentos que as pessoasdominantes exibem, e assim ele é capaz de assumir eles, enquanto seu senso de aceitaçãoaumenta e ele se sente mais validado. Sua mente lógica desengata; suas emoções se tornamdominantes. Sua necessidade de estar micro controlando sua situação social desaparece dofundo, porque ele sente poderosamente seguro na situação. E assim, ele se torna...dominante.E por causa da hierarquia social natural, as pessoas não vão questionar o que ele estáfazendo. Eles nunca vão questionar isto, porque se você está transmitindo que você écongruente ao alto status através das sub-comunicações sociais, isto é aceito como
    • autêntico. Se você é confiante com o que você está fazendo, então isso deve ser massa.Certo? Se outras pessoas não fossem legais com isso, então você estaria exibindo pelomenos um pouco de hesitação. Certo? Mas você não hesita. Então obviamente todo mundoé legal com isso.Quando você tem essa qualidade, as pessoas vão está muito apaixonadas em relação àvocê. Eles vão sair do seu caminho com prazer, independente de quem estava ali primeiro.Se você que ir comer, eles vão se oferecer pra ir com você, mesmo se eles acabaram decomer. Se você veste alguma coisa incomum, você vai ser elogiado como massa isto é.Quando você fala, as pessoas vão dá total atenção. Enquanto você realça alguma coisa, elesvão acenar suas cabeças continuamente em total concordância com quase tudo que você diz.Eles vão até ri de suas zoações, independente se elas são boas ou não.Você vai entrar em ambientes, e todas as meninas vão estar olhando pra você. Vocêalgumas vezes vai até notar as meninas soltando as mãos de seus namorados enquanto elasfazem contato visual com você. Você pode até ir brincar com elas, ou tomar o espaço delas eelas vão deixar. Em algumas circunstâncias, você pode até sacudi-las divertidamente ou atécomer elas (a namorada do cara? Os leitores pode está se perguntando porque todo mundo éapreensível a isso – o namorado não vai ficar puto da vida pelo menos?). E de certo modo,todos vão na verdade ficar apreensivos a isso. Uma garota vai ficar atraída aos caras queprojeta essa energia dominante, e ela vai deixar ele levar muitas coisa que ela não permitiriaoutros caras. Ela não questiona isso porque ela sabe que se ela rejeita ele, ele não vai estarafetado por isso, porque ele não investiu nada pra atraí-la. E porque ele não está nem aí, elapode simplesmente fazer o que ela quer e não é pressionada por isso.Ele não é carente, então a mente dela não tem que estar carregada com todo tipo depreocupações sobre como ele vai interpretar a interação dela com ele. Ela se sentepositivamente contagiada pela energia dele, e pode simplesmente continuar com isso semqualquer preocupação que ela necessita responder de uma certa maneira. Ela pode viverneste momento com ele. Ela pode se sentir à vontade. Não é nada sério. Não há razão pranão continuar com isto. Não é como todos os outros caras que ela conhece, que microanalisa tudo que ela faz e a julga por isso e interpreta o que isso significa pra ele. Não écomo o namorado dela em casa que fica com ciumes ou que faz ela ouvir os problemas delee tenta impor suas inseguranças nela com limites, possessividade e discussões. Por essarazão, este tipo de cara faz a maioria dos outros caras parecer estúpidos. Quando umamulher encontra este tipo de cara isto permite ela estar à vontade com os sentimentos delade atração sexual.É quase como se os dois olham um para o outro, e tipo, despreza a inibição idiota que todomundo tem. Um tipo de concordância subconsciente em reconhecimento um do outro queeles estão no mesmo lugar internamente. Ambos estão naturalmente calibrados em que nãoestão presos por inibição interna e social. Ambos tem química. Eles tem vibenaturalmente.A menina gosta dele e vai provavelmente ir pra qualquer lugar com ele se a ocasião é dada.Porque ele é foda. Porque ele não tá nem aí. Porque suas comunicações são genuínas.Porque ele é divertido. E porque isso é uma dinâmica social natural que as mulheres, e aspessoas em geral vão ser sugadas pra uma moldura forte. Pra um cara de menor status émais difícil pra menina, porque ela está preocupada sobre ferir os sentimentos dele se elarejeita suas escaladas. Quando os homens são feridos eles frequentemente reagem com todotipo de comportamentos desagradáveis. Então, como resultado, a reação de auto piloto delaé apenas evitar ele. Ele está menos no momento, menos divertido, e menos validado praficar com ela de qualquer jeito.
    • Então, o que são estes comportamentos dominantes?- contato visual, toque, tomar espaço, linguagem corporal relaxada em relação ao grupo,voz, determinação, intenção de ser o centro de atenção e ter as pessoas se qualificando pravocê, esquilo e a árvore carvalho (carvalho: homens; esquilos ao redor do carvalho:mulheres), visíveis reações emocionais e quem reage a quem, não buscar conexão ou pelomenos não o seu automático, as pessoas saem de seu caminho porque eles não ver elevacilar enquanto ele anda no meio do povo (ele é mais dominante e as pessoas são altamenteresponsivas), ser o primeiro a fazer alguma coisa em vez de esperar os amigos fazer isso.Verbais: Não se qualificar, extrair imagens que dá uma boa energia (intrigante/ humor/sexual/etc), moldura de controle, não forçar a barra na resistência das mulheres (escudo pranão parecer muito fácil ou uma piriguete – ASD), ser assertivo e dominante,Não verbais: Linguagem corporal, tonalidade, berrar, empatia e conexão, insinuação sexual,ser ativo, ser esnobe divertido, ser condescendente divertido, projetar voz com ressonânciaque comunica valor mais alto, sussurro, TER SEU PRÓPRIO ESTILO/APERTO DEMÃOS/EXPRESSÕES/VESTI-SE APARTE, tocando e sendo tocadoMOLDURA DE CONTROLE: estabelecer esta é a maneira foda de ser. Se eu não estoudestinado as coisas mais foda eu posso começar achar que minhas coisas não é massa...também uma menina poderia acusar um cara e se ele não tá nem aí, a realidade dela dita queisso não funcionou e acaba a acusação. Pra liderar uma mulher, você deve primeiro sercapaz de liderar você mesmo. Pra conseguir uma mulher gostosa, você deve perceber quenão é essa dificuldade toda. Você não deve ver as mulheres mais gostosas como criaturasmísticas, mas como mulheres como qualquer outra, que querem um homem poderoso.- viver com imprevisibilidade- tomar espaço- linguagem corporal relaxada em relação ao grupo- voz alta- determinação- intenção chamar atenção (ser o centro de atenção), ou ter as pessoas se qualificando pravocê- ter limites e está disposto quebrar simpatia (rapport)- o esquilo correndo ao redor da árvore carvalho (O homem é a arvore carvalho e asmulheres são o esquilo que vive no carvalho. O esquilo vai correr afoito na árvore pra ver sepode a afetar. O esquilo vai pular de galho em galho. Vai trepar em cima em baixo pra testara árvore. Vai até algumas vezes pular em outras árvores pra ver se a grama é mais verde dooutro lado.Tudo isso é pra testar se a árvore é forte. O esquilo que ver se o carvalho pode resistir umfuracão ou qualquer adversidade que pode vir a caminho. Antes de decidir se o carvalho vaiser sua morada permanente.Se a árvore parece instável, fraca e poderia cair a qualquer momento logo que uma levebriza bate nela. O esquilo vai procurar em outro lugar uma moradia permanente mais firme.- reações emocionais obvias, e quem está reagindo a quem- tocando e sendo tocado.Você é o tipo de cara que não se fixa com a primeira garota que conhece. Você tem limitese normas. Sua linguagem corporal e sua voz é relaxada, você move um pouco mais devagar,você inspeciona uma sala e as pessoas ficam animadas, você dita a energia ao seu redor,você cria vácuo social. Porque você tem essas crenças, você na verdade pega o que lhe dávantagem em vez de desprezar. Sua mente classifica histórias e poses e todo tipo de materialque vai te ajudar.
    • ESTRATÉGIA SOCIAL PROATIVA, CRENÇA DE MERECIMENTO, IDENTIDADE DECAMPEÃO, EXPECTATIVA DE SUCESSO, nunca o último escolhido, nunca desanimado,etc etc...Em um nível de identidade, você deve se ver com firme certeza como um homem de poder– um homem de alto valor. Você deve acreditar que em qualquer interação a outra pessoaseria felizarda ter sua simpatia e seu ponto de vista único é algo que vale a pena sercompartilhado.Quando você projeta este tipo de identidade – as pessoas vão reagir.Haverá algumas pessoas que tem um punho firme de suas identidades que não vão mostrarmuita reação, mas que vão se identificar com você e vai respeitar o que você estáprojetando. Eles são os mais sociáveis, que são confortáveis com eles mesmos, confortáveisem compartilhar a moldura, e confortáveis co-existindo com alguém que vale a pena. Emseguida haverá também algumas pessoas de mente mais fraca que acha conforto sob baixostatus hierárquico na qual elas se encontram. E algumas outras que estão tentando serpoderosas mas realmente não tem a essência pra manter isso, a qual vão sentir como se opunho fraco de seu papel dominante (ou muitas vezes que eles se iludem acreditar ser umpapel dominante) está sendo arrancado deles. Estes tipos vão parecer garotinhos nervosos edesajeitados diante de você ao tentar te rebaixar.Mas a grande maioria das pessoas vão está aceitando e naturalmente vão estar intrigadas –sugadas pra o que eles podem aprender de você e ao sentimento de segurança que vocêrepresenta. Eles vão ser liderados por você, e seus pensamentos vão sair um pouco de focoenquanto eles mudam pra se manter superiores. Eles vão tentar responder suas perguntas ehumor de uma forma que você vai gostar, zoar da forma que você zoa, contar histórias daforma que você conta histórias ou balança as cabeças e concordam sem muita consideração,apenas pra manter sua simpatia. Os caras vão perceber que você é o mais dominante, e elesvão reagir assumindo o papel de querer ser amigos ou até te suplicar. E as meninas vãoperceber que você é mais atraente. Enquanto que os outros homens normalmenteperseguiriam elas, elas vão perseguir você. A moldura pode ser estabelecida imediatamente,ou pode ser estabelecida gradualmente enquanto a interação progride. E se você mantemou perde a moldura em uma interação vai depender se sua moldura é forte o suficiente ounão pra manter firme sua própria identidade, e se isso projeta pra outras pessoas ou não deuma forma onde eles reagem adaptando suas identidades pra acomodar a sua. E elas fazem adecisão INCONSCIENTE se você é ou não um possível parceiro sexual dentro de nomáximo de alguns minutos de interação com você.Estas decisões inconscientes são feitas principalmente baseado na linguagem corporal etonalidade vocal. E, como sabemos que Atração Não é Uma Escolha, podemos generalizaro seguinte:1)Se você não sabe quais tipos de linguagem corporal que transmite que você é um destas“máquinas sexuais”, você não está provavelmente fazendo as coisas certas por acidente.2)As palavras que você diz na verdade não importam muito. O que importa é COMO vocêdiz elas, ambos com sua voz e com sua linguagem corporal.3)É possível aprender comunicar que você é sexual, um homem confiante usando sualinguagem corporal e tonalidade vocal. Aprendendo essas habilidades, vai atrair as mulheresmuito mais fácil.Infelizmente, a maioria dos homens estão muito presos na ideia de ser macho o bastante eindependentes pra trabalhar nesta área de suas vidas... e como resultado, eles gastam a maiorparte de seu tempo em um desespero silencioso, nunca vendo alguma melhora real, porqueeles não procuram ajuda e usar a ajuda pra melhorar. Em resumo, se você não sabe se você
    • projeta ou não o tipo de linguagem corporal e tonalidade vocal que faz as mulheres sentiraquele abalo emocional de atração sexual, então você pode apostar seu último centavo quevocê não provoca aquele abalo. O que um cara deve fazer? Aprenda, em seguida use-o.Quando eu comecei aprender como conhecer mulheres, eu lembro que pensei que eunecessitava aprender técnicas pick up (técnicas de sedução) e outros truques. Eu não tinha amínima ideia que este material era basicamente inútil sem o mais importante entendimentode como a linguagem corporal funciona.Após muito experimento e erro, eu comecei a perceber que quando minha linguagemcorporal e tonalidade vocal eram corretas, eu poderia dizer QUAZE QUALQUER COISApra as mulheres, elas sentiriam ATRAÇÃO. Como a maioria dos caras, você provavelmentequer saber O PORQUE disto, e como fazer. Bem, se você quer REALMENTE ter umprofundo entendimento deste assunto, eu sugestiono que você dê uma olhada em meu novoPrograma. Eu gastei várias horas trabalhando do porque. Então neste livro, eu vou focarem alguns do Como...Aqui estão três coisas que você pode fazer IMEDIATAMENTE pra melhorar seu poder deatração com as mulheres:1) APRENDA COMO MANTER CONTATO VISUAL MAIS LONGO DO QUE ELAS.Se você ver uma mulher que você achou bonita, e ela olha pra você, NÃO DESVIE OOLHAR. A maioria dos caras ficam muito auto consciente (preocupados com que os outrosvão pensar com que eles estão fazendo) e desviam o olhar logo que uma mulher percebeeles olhando. Isto é um ENORME erro. Se você quer comunicar todas as coisas certas, vocêprecisa mostrar imediatamente que você não está com medo, e que você não está todo autoconsciente sobre o fato que você está olhando ela. Uma bom exercício é andar no centro dacidade por algum tempo e olhe diretamente pra os olhos de todas as mulheres que vocêencontrar... e NÃO DESVIE O OLHAR ATÉ QUE ELAS DESVIEM.Faça um grande favor à você mesmo, não abra seus olhos muito e não ri feito um matadorem série enquanto você está fazendo este exercício. As mulheres não costuma gostar disso.Apenas aprenda como manter contato visual com uma mulher até que ela desvie o olhar...Isso é muito importante.2) PRATIQUE POSTURA CONFIANTE.A maioria dos homens que eu vejo se mantem de uma forma que diz “Eu não estou muitoconfiante sobre mim mesmo ou sobre qualquer coisa que eu estou dizendo”. E a maioria doscaras que conheço que são IMÃS, se mantem de uma forma que diz “Eu sou o homemdominante nesta situação... Eu sou o dono deste lugar”.Murche seu estomago, mantenha sua cabeça erguida e pra trás, mantenha seus ombros pratrás, arqueia suas costas... e geralmente se mantenha como se você fosse a pessoa maispoderosa que você já viu ou ouviu. Certo, eu sei que isto parece sem noção, mas faça isso dequalquer maneira. Você vai provavelmente se sentir estranho e autoconsciente no começo,mas não se preocupe. Se você continuar praticar sua postura confiante, logo você vai ficarconfortável com isso. E mais importante, você vai atrair atenção das mulheres. Relembre, asmulheres não estão interessadas em achar outro habitual desmilinguido. As mulheres nãosão ATRAÍDAS à DESMILINGUIDO.Porte-se como um homem viril, e as mulheres gostosas vão notar e vão terINSTANTÂNEAS reações inconscientes positivas à você.3) PRATIQUE MOVIMENTOS E GESTOS LENTOS E CALCULADOS.Assista alguns filmes de James Bond. Enquanto você está nessa, assista Dirty RottenScoundrels. Você já percebeu que James Bond nunca parece que ele não sabe como agir? E
    • que ele nunca fica inquieto e nervoso? Tudo que James Bond faz é um pouco mais lento doque deveria ser. Ele é simplesmente muito descolado. Tente aprender como virar sua cabeçalentamente, como piscar lentamente, como mudar sua expressão facial lentamente... e comogesticular lentamente. Isso provoca um enorme impacto como os outros percebem você.Esse tipo de linguagem corporal transmite a mensagem: “Eu estou tão confiante em minhaprópria pele, que dói”.4) PRATIQUE TONALIDADE DE VOZ CONFIANTE – A maioria das pessoas falamfraco, vozes chiadas que comunica a mensagem “Eu não sou confiante... eu não tenhoautoestima”. Isto deixa as mulheres desligada sexualmente. Grande momento. Se você queratrair mulheres bonitas, você vai precisar tomar umas lições de um fonoaudiólogo. Aprendacomo falar com uma voz mais profunda. Aprenda falar do fundo de seu peito e estômago.Adicione mais grave à sua voz. Também, aprenda como falar mais lentamente... e comoarticular todas as palavras melhor. Fique mais confortável pausando... isso cria uma boaexpectativa. A maioria dos caras falam demais, muito rápido e sente que eles precisam falarporque eles estão nervosos. Não faça isto! Aprenda se inclinar pra trás, relaxe e fiqueconfortável com a tensão que vem do silêncio.Se você trabalha na comunicação com seu CORPO E VOZ que você é confiante, sexual,um cara atraente, então todas as técnicas que você está aprendendo de mim vai funcionarDEZ vezes melhor.CONTATO VISUALVocê pode intuir muito sobre uma pessoa apenas por seus olhos. Você pode sentir comoelas se sentem, seu ambiente e as pessoas em torno delas. Você pode sentir suas emoções, evocê pode sentir sua autenticidade. Quando um cara se sente submisso, ele vai desviar seusolhos da pessoa que ele sente que é mais dominante. Mas quando ele se sente dominante,seus olhos não vão hesitar ou se render. Quando um cara sente incongruente, ele vai quererevitar contato visual. Em um momento onde ele tenta agir dominante, ele vai piscar umpouco mais longo ou tenta forçar seus olhos abrir um pouco mais. Mas quando ele se sentenatural, seus olhos vão ser apenas isso – natural.As pupilas dilatam em sincronia com os pensamentos da mente.Você pode sentir quanto um cara tem permitido outra pessoa entrar em sua realidade pelaforma que suas pupilas reagem a eles. Quando ele se sente afetado por eles, ele é empurradopra dentro de sua cabeça e as pupilas hesitam com o ritmo de seus pensamentos. Masquando ele não está afetado completamente e tranquilo, suas pupilas não vão hesitar ouprocurar conexão (rapport) com a outra pessoa. Seus olhos vão está não reativos e aspessoas vão sentir isso.Quando um homem pode olhar dentro dos olhos de uma mulher com completa firmeza, elavai sentir um tipo de pressão social e incitação inexplicável. Muitas vezes, quando umhomem e uma mulher flertam, a mulher vai inconscientemente intimidar com o olhar ohomem com uma intensidade que empurraria a maioria dos caras pra dentro de suascabeças, pra ver se seus olhos vão reagir. Se os olhos dele são firmes e segura o olhar delasem esforço, então ela vai se ver atraída. E depois, quando ela está absolutamente certa dovalor dele, e a atração vira conexão, ela vai procurar por uma reação nos olhos dele pra verse ele realmente se abala. Muitas pessoas tentam aperfeiçoar seu contato visual. Emborarealmente, não há contato visual perfeito. Apenas contato visual natural. Não tem porqueevitar contato visual com alguém, nem porque intimidar alguém olhando.VOZ – A voz de uma pessoa é seu maior comunicador de quem eles são. Dentro desegundos de ouvir uma pessoa falar, seu status, emoções e grupo social se tornam evidentes.Você pode perceber como um cara se sente pelas emoções na voz dele. Você pode perceber
    • se ele se sente autentico ou não pela firmeza dele. Você pode sentir como ele se percebe emrelação ao grupo pelas inflexões dominantes e submissivas. E você pode perceber se ele estárelaxado ou ansioso pela velocidade dele. Quando um cara se sente ansioso, sua voz vai sertensa pela energia nervosa em seu corpo. Mas quando ele se sente confortável, sua voz vaiser rica de ressonância.De tudo isso, você vai saber se as pessoas dão atenção ou não a ele. Se a voz dele chamaatenção, e ela parece natural pois ele não parece notar a atenção incomum que ele estáchamando, então as pessoas vão reagir a ele e as mulheres vão ser atraídas.Somos socialmente condicionados acreditar que profundidade é a qualidade maisimportante de nossa voz, e uma voz profunda pode definitivamente soar bem. Masindependente disso, as mulheres não tomam a profundidade da voz de um homem como amais importante sub-comunicação de seu valor. Um homem com melhor projeção, firmeza,segurança, dominância e emoções positivas na sua voz vai sempre roubar a atenção de umcara que tem apenas uma voz profunda. Energia masculina é mais complexa do quequalquer atributo físico. Muitas vezes quando você ver um grupo de pessoas em umambiente, você vai ser capaz de ouvir a voz do cara mais dominante acima de qualquer um.Um cara que usa sua voz bem espera ser ouvido. Sua voz se projeta sem qualquer inibiçãoou receio, e ressoa poderosamente no seu peito e diafragma sem soar deliberada. Ele projetanaturalmente sobre as vozes das outras pessoas, mas ele não grita. Ele é completamenteconfortável, e quando ele fala, ele é imediatamente ouvido.Ele tem uma variedade de expressões. Ele pode divertidamente simpatizar, desaprovar,berrar ou sussurrar. Ele pode estar entusiasmado e chamar atenção, pode ser lento e sersexual e hipnótico. Sua projeção, ressonância, velocidade e inflexões não reage em respostaas outras pessoas. Sua voz é firme, como seu estado interno.LINGUAGEM CORPORAL – A forma que um cara se porta é sua expressão fisiológica deseu status, segurança e estado emocional pra o mundo. Quando um cara entra em umambiente, sua linguagem corporal vai transmitir pra as pessoas em torno dele se ele édominante ou submisso, extrovertido ou introvertido. Um cara que toma espaço comunicasua expectativa que os outros vão se submeter a ele, enquanto que um cara cujo corpo élimitado como um guarda chuva fechado, comunica sua submissão.Algumas vezes quando um cara se sente divertido ou um pouco convencido, ele vai tipodançar, jogar suas mãos pra cima ou faz impressões, e a fluidez e ritmo de suas emoções vãoenviar sinais que ele está tranquilo e curtindo o momento. Ele vai agir impensadamente esem autoconsciência, e a atenção que ele está chamando vai trabalhar em favor dele porqueele é autentico e simplesmente está curtindo o momento.Não existe linguagem corporal perfeita. Existe apenas linguagem corporal que não temfalhas. Ter boa linguagem corporal significa ter linguagem corporal que não é reativa. E terlinguagem corporal que chama atenção significa ser um pouco divertido com isso. Ter essaqualidade não é sempre conscientemente manipular seu corpo, mas se sentir relaxado etomar espaço como se você estivesse curtindo um bom momento e ninguém estivesse ali prate julgar. E ao mesmo tempo, conscientemente assumindo linguagem corporal positiva econfiante, você pode também acionar se sentir relaxado e mais confiante. Assim, se resumetudo o que trabalha ao seu favor.TOCANDO E SENDO TOCADO – Um cara de alto status é completamente confortáveltocando e sendo tocado. Ele não está preocupado que os outros não vão reagir bem, porquetocar é uma qualidade dominante e que é uma parte de quem ele é. Ele é confortávelmostrando afeição e fazendo as pessoas se sentir bem, e ele é confiante movendo as pessoas.Às vezes ele pode até mostrar divertidamente sua força por aí, conduzindo, movendo,
    • abrindo caminho ou empurrando com seus amigos.Quando uma mulher o toca ele não sente reações emocionais fortes, porque as mulherestocam ele regulamente, assim ele está acostumado e dessensibilizado pra sentir daquelaforma. Ele já anda por aí se sentindo muito aceito, assim ele não sente uma grande mudança.Então, enquanto ele está completamente confortável sendo tocado em seu impulso, ele nãofica apegado carente à isso ou estranhamente prolonga muito como a maioria dos carasfazem sempre que uma menina dá atenção a eles. É ele geralmente que retira e acaba comisso pra que as meninas queiram mais. Tocar é natural pra ele. Ele sempre foi confortávelcom isso.DETERMINAÇÃO (vamos! vem aqui! Não analisa o publico pra responder antes de dizero que está na mente dele).HUMOR (coisa que excluída por Tyler Durden)ATITUDE (imprevisível, eu sou o prêmio, eu poderia mas não, todo mundo é meu pequenoirmão/irmã, o mundo é um lugar divertido, abundância – um monte de meninas e nem aíperder uma pessoa, expectativa que as pessoas vão responder suas perguntas tentando teimpressionar)UMA HABILIDADE PRA CRIAR UMA BOA VIBE EM TORNO DE VOCÊ(positividade reflete experiências passadas)AÇÕES NA HORA (dizer realmente o que pensa ou sente, tapinha no ombro da menina,girar ela)IMPERTUBÁVEL PELO O QUE AS OUTRAS PESSOAS PENSAM (até mesmoconfortável estando nu ou ser pego peidando, etc etc...)UM REPERTÓRIO DE HISTÓRIAS, MODOS, PROVÉRBIOS E ESTILO PESSOALUM CONCEITO DO QUE VOCÊ VAI E NÃO VAI ACEITAR E DE QUEM, E O QUEVOCÊ VAI E NÃO VAI RESPONDER LOGICAMENTE OU ATÉ COMPLETAMENTE(não permitindo as pessoas correr em torno de sua casa, não respondendo besteiras, nãoaceitando maus comportamentos... uma disposição de se afastar de comportamentosinaceitáveis... NÃO RESPONDER AS PESSOAS QUE TENTAM LANÇAR AROS ÀVOCÊUM CONCEITO POR SEU PRÓPRIO CRITÉRIO DO QUE BOA VIDA SIGNIFICAPRA VOCÊ E ACHAR VALIDAÇÃO PELO SEU PRÓPRIO CRITÉRIO AO INVÉS DOQUE SOCIEDADE DIZ SER BOA BUSCA DE VALIDAÇÃOMOLDURA DE CONTROLE (expectativa que as pessoas vão responder as sua perguntasimpressionando você, ignorando aros, ser o juiz, ser capaz de reformular tudo que aspessoas fazem pra que elas se qualificam pra você ou ser incompreensível pra que elastenham que se qualificar pra você, habilidade de manter a energia social fluindo em suadireção)UMA VISÃO DE MUNDO QUE O SIGNIFICADO DE TUDO É A SEU FAVOR, EUMA HABILIDADE CRIATIVA DE EXPRESSAR ISSO (HABILIDADE PRAREFORMULAR O SIGNIFICADO DE TUDO INSINUANDO QUE AS PESSOAS QUERSUA VALIDAÇÃO)PARECE QUE ELE CONSEGUE MULHERES (estilo que é intrigante)SEM NECESSIDADE DE ACEITAÇÃO E DISPOSTO PERDER CONEXÃO(RAPPORT)(maior parte do tempo tem pessoas reagindo a ele do que entediados, irresistível)NÃO SER JULGADOR ISSO ACONTECE O TEMPO TODO ATITUDE EMRELAÇÃO AS MULHERESELE NÃO DEIXA OS OUTROS ARRASTA-LO PRA DENTRO DA MOLDURA DELES
    • (MAL HUMOR, SUPERIORIDADE, ETC...)LIVRO 16 – AUTENTICIDADEAutenticidade é um ideal. Todos nós podemos ter opiniões, mas nenhuma pessoa podeafirmar decisivamente que sua visão de autenticidade é verdadeira enquanto dos outros nãoé. Como seres imperfeitos, vivemos nossas vidas segundo a verdade continuamente semovendo em direção à verdade, enquanto admitindo que nunca saberemos issocompletamente. Você não aborda as pessoas com pensamentos se você tem valor suficientecirculando em volta de sua cabeça. Você não está pensando se você satisfaz os padrõesdeles, se você tem bastante amigos descolados, formas de entreter ou uma situação que lhedá poder. Você aborda completamente confortável em sua própria pele, porque você sabeque você vale o tempo deles. Sua mente simplesmente circula Eu sou autentico.Claro, se sua vida tem sido gasta vivendo como um genérico e conformista, então sua vidanão tem sido vivida autenticamente e a personalidade que você cultivou não vai ter o mesmoimpacto. Mas aprender se comunicar autenticamente é algo que pode levar a realização deviver autenticamente que está em seus melhores interesses, porque você vai sempre ganharmais status por se comunicar autenticamente do que não se comunicar autenticamente. Masa personalidade que você está transmitindo não vai ter o mesmo impacto se é autentica ounão – porque sua vida tem sido vivida segundo a verdade. Mas é sempre melhor aprendercomunicar autenticamente, pode ser um ponto de partida pra quebrar esse padrão deconformidade, porque as pessoas vão sempre responder melhor a isso, assim que aprendercomunicar autenticamente em fim, quando você está em estado as pessoas vão geralmentedá logo atenção porque seu estilo de comunicação está sub-comunicando que os outros vãofazer isso.Quando você não faz coisas negativas às pessoas, e você sabe que elas tem umaexperiência positiva com você, isso te dá um tipo de confiança similar que a confiançasexual te dá. Porque você sabe o que você poderia oferecer, isso te deixa um pouco maisconvencido e muito mais genuíno. Meus companheiros de quarto são bastante confiantesporque eles são caras bons, e não tem razão pra se sentir como se as pessoas conseguiriamqualquer coisa menos valor deles. Ser bom pra as pessoas não é suplicar eles... os caras quesuplicam são no fundo homens fracos que apenas querem uma reação... ao invés você sabeque você não dá seus benefícios pra qualquer um, mas aquelas pessoas que você permiteentrar em sua realidade tem uma grande experiência global... é realmente bom não deixartodos em sua realidade... mas você sabe que aquelas pessoas que estão nela vão gostar disso,e que te dá um petulância onde você sabe o que você vale.Um monte de pessoas fazem coisas ruins, ficam defensivas, e faz as pessoas contestar elasmais ainda, que as deixam mais defensivas. Isto é um ciclo ruim de reação. Você pode viversua vida de uma forma que gira em uma boa direção. Discutindo com as pessoas, fofocandoou fazendo coisas desonestas pode te dar resultado a curto prazo, mas se no fundo você sabeque as pessoas tem experiências ruins com você, então você vai está se prejudicando deforma que você não percebe. Este é o porque a analogia céu/inferno adere a uma extensão,menos em sua experiência neste mundo nem no próximo.Autenticidade uma extensão de uma crença central em sua mente: que as pessoas ACHAMfascinante conhecer as experiências do mundo de outras pessoas de uma forma autentica. Sevocê tem esta crença, então você mantem a crença que SUA experiência vai fascinar aspessoas independente se é interessante ou não em termos socialmente condicionada, porqueé puramente interessante ver como as outras pessoas curtem.Minha ex-namorada gostosa costumava ter todos os tipos de piadas estupidas, mas porque
    • ela pensava que elas eram engraçadas eu ria com ela. Ela era autentica. Você já teve umamigo que tinha um estranho senso de humor, mas isso era ser ele. Aquilo era atraente evocê riu com ele. Isto era autenticidade.Mas claro, se você fosse sair agora e tentar fazer isso, poderia não funcionar. Porque não?Bem, sua identidade (auto conceito) poderia ser reativo em si mesma. Então, pra fazer isso,você tem que saber de onde sua identidade vem, e libertá-la ao ponto onde sua essência éautentica, de modo que tudo que vem de lá seja autentico também. Então temos que olhar deonde você está realmente vindo, então podemos chegar a um nível onde realmente sabemosquem você é.Viver sua vida de uma forma que você acha que é foda e que vale a pena... não vindo deuma perspectiva social de Eu sou apenas foda, se eu for bonito ou tiver dinheiro porqueeste material é arbitrário e algumas pessoas não querem gastar todas suas vidas indo atrásdeste material. Em vez de olhar pra sua própria maneira por ser quem você é, e ter orgulhodisso. Mesmo apenas tendo orgulho de você mesmo por ser capaz de trazer uma energia boapra um ambiente é algo que deveria te dá confiança.Autenticidade e dominância combinados é o que faz a transição de divertido prainteressante pra atraente.Autenticidade é quando você é internamente tão validado que você pode vir de umaposição de oferecer valor pra alguém sem esperar nada em troca, porque você sabe que nãoo reconhecimento deles mas suas ações que faz isto real. Você se preocupa mais sobre suaprópria validação do que a validação dos outros. E você sabe que nenhum indivíduo temvalor pra oferecer porque você pode obter qualquer coisa que você quiser (digamos: asgarotas ver celebridades e diz “Ele poderia ter qualquer uma e por causa disso ele é tãoautentico)Não parece que você está tentando adquirir valor de alguém.Tom Cruise fala um pouco sobre está em um ponto onde você não mais necessita obtervalor de alguém, então você está realmente genuíno ali. Sendo capaz de ouvir alguém semjulgar tudo o que eles estão dizendo ou esperando sua vez de dizer sua parte ou vendo issoatravés de sua própria visão de mundo.Não é o conteúdo que o cara está dizendo que é impressionante. É sua habilidade de secomunicar com a mulheres em um nível onde ele está totalmente aberto, apesar que estagarota está em pé bem na frente dele. Não é o MATERIAL dele que ela está interessada namedida que fica claro o que é interessante pra ELE... ela fica interessada nele, não nomaterial dele.Os caras vão pegar na bunda das meninas ou tentar obter valor de pessoas bem sucedidasou criticar elas, porque eles não se identificam com essas pessoas. Eles sentem que eles temmuito valor relativo que eles não seriam perturbados por nada. Mas no processo de fazerisso, eles estão reforçando o próprio status deles pra eles mesmos, porque eles não seidentificam ou se relacionam com pessoas foda.Não é apenas o que eles estão dizendo que provocam interesse da menina, mas também aforma que eles são capazes de se libertar de suas limitações lógicas e se comunicar de umaforma que é interessante pra ele. Um cara que pode falar com uma menina em um nívelautentico é fascinante independente do que ele tem a dizer, porque seu estilo decomunicação diz muito sobre ele. Quando ele pode se abrir apesar de toda pressão social,isto mostra que ele é alguém realmente de alto valor.Quando você pode perfeitamente estabilizar sua identidade, seus pensamentos e quem vocêé, você pode transmitir tal autenticidade. Isto requer que você considere todas suas velhasidentidades e de onde elas vieram. Considerar que você é ou não realmente autentico, ou
    • apenas uma reação de experiências passadas. Como o cara introvertido que não pode sedivertir ou ser sexual porque ele acha que ele vai ser rejeitado.Autenticidade é uma característica dominante, porque se você não é autentico então asub-comunicação é que você não pode projetar sua verdadeira personalidade porque vocêtem algo a esconder (beteza geralmente). Sempre que outro cara (AMOG) te reformulacomo tentando ou não autentico, você perde valor. Então pra ser realmente dominante,você tem que ser autentico. É similar a dicotomia fodeza/congruência.Muitas vezes quando as pessoas estão aprendendo acrescentar à suas personalidades, elasvão cair em uma rotina de tentar de mais, e perdem o foco de seus verdadeiros objetivos.Eles cultivam personalidades que são voltadas a conseguir uma reação de atenção, em vezde interesse. Muitos se tornam corajosos em vez de confiantes. Pense em um trabalhador deuma construção assoviando pra uma mulher passando. Ele não é confiante. Ele está sendoapenas corajoso. Ele está autossabotando suas chances desempenhando um personagem quenão é quem ele realmente é. Ninguém pode dizer que ele foi rejeitado, porque eledesemprenhou um personagem pra se safar daquilo. Mas se ele realmente não se importava,então porque ele até assoviou pra ela primeiro. As pessoas fazem isso o tempo todo. Elescriam personagens exagerados afim de se safar do sentimento de rejeição. Na realidade, seeles tivessem sido apenas eles mesmos, as pessoas teriam pensado que eles eram foda e nãorejeitariam eles de qualquer jeito. Isso é a essência de desempenhar um personagem.Algumas erros sociais são:- Ser divertidos ao invés de interessantes, e transformando de divertido pra interessante praatraente.- Ser baba ovo da mulher em vez de ser desafiador divertido.- Ser metido a um ponto de supercompensar em vez de ser confiante divertido.- Forçar a barra pra ser indiferente, a um ponto que as pessoas realmente pensa que você éarrogante.- Forçar a barra pra simular uma personalidade sofisticada. Personalidades sofisticadas,como aquelas adotadas por doutores e outros profissionais, são designadas erguer barreirasde profissionalismos que são necessários dentro de uma organização profissional. Seuproposito é erguer barreiras, de modo que o componente pessoal não atingi o caminho daeficiência. Levar esta atitude pra suas interações com as mulheres comunica que você éintrovertido/chato, não profissional.- Ser machão insolente a um ponto onde é obvio que você apenas quer atenção. Me dê omaior atleta no bar, e eu vou ser foda, confiante e interessante. Eu vou ter tomado dele aatenção das mulheres em segundos. E quando ele fica até mais insolente, eu vou dá umaolhada pra mulherada, e elas vão dá uma risadinha e acenam as cabeças em simpatia.- Ser inexpressivo, quieto e muito legal. A personalidade oposta do cara machão estátambém forçando a barra. Se você oferece alguma coisa à alguém, e eles não mostram muitaapreciação imediata, não continue oferecendo isto a eles. Eles vão geralmente apenas verisso como suplicando eles, e isso na verdade diminui seu valor. Eles vão apreciar vocêmenos do que se você tivesse feito nada. Se você faz alguma coisa boa, faça isto de umaposição onde as pessoas sejam apreciativas. Isso significa ser um cara foda, e de modo queas pessoas sejam compelidas ganhar sua atenção. Quando isso não é o caso, não mencioneque há algo que você poderia fazer, só quando não é. Apenas evite isto completamente,deixe sua personalidade fazer o trabalho em criar uma boa impressão. Se alguém estátentando usar você, até mesmo nem dê bola pra isso. Apenas mude o assunto ou não diznada, de qualquer forma como se você não ouvisse eles. Experiência com conversas comassuntos não admitidos que você não gosta, como se elas não existissem.
    • É por essa mesma razão que as meninas são muitas vezes repulsivas da ideia dos carastentar pegar elas. Elas não gostam de nada planejado que não é natural e espontâneoporque elas sentem como se o valor que ele está transmitindo é inautêntico.Você não dá desculpas. Você se mantem aos mesmos altos padrões como os caras que temtudo a seu favor. Você é um daqueles caras agora. Pensando bem, você tem sempre sido. Eafim de se manter a um padrão que está em alinhamento com isso, é necessário estarresponsável disso.Visando seu melhor pessoalmente, não é algo que você faz por validação social. Você fazpor você, porque o processo de criar uma vida de excelência é um final de valor inerente.Isso não significa necessariamente que uma pessoa sempre tem que se sentiremocionalmente segura. Apenas significa que eles tem feito uma escolha pra visar o seumelhor. Você não é o tipo de cara de visar o seu melhor pra ganhar validação dos outros.Você faz isso por você. Você faz isso porque o processo de criar uma vida de excelência éum final de valor inerente. Você não necessita sempre se sentir emocionalmente seguro.Você apenas fez uma escolha de visar o seu melhor. Você não necessita micro controlarporque você não se preocupa. Pra conhecer a vitoria você deve conhecer a derrota. Vocêvaloriza o muito não o pouco.MODERNAS CONCEPÇÕES ERRÔNEA DE CONQUISTA:- condicionamento social:- isto faz conquistar muito em vez de ser rejeitado- você pode pegar o número do celular e FICAR POR ALI- um número de celular é uma ponte não uma conclusão- você não necessita gastar dinheiro (vocês poderiam passear ao invés)- gestos agradáveis e como eles podem te desvalorizar- como as partes leva ao sexo- dia e noite são muitas vezes as mesmas garotas- complexo madonna/piriguete – do inglês: madonna/whore complex (nenhumacorrelação entre a personalidade de uma garota e sua preferência sexual, leva muito tempopra conhecer a personalidade de alguém)PONTO DE DEGOLA: Muitos caras que necessitam construir valor são incapazes deestarem no momento ou ser divertidos até que a menina tem ouvido suas técnicas deconstrução de valor. Eles são divertidos após os momentos iniciais, mas eles não conseguemser desta forma a menos a pessoa tenha ouvido seus construtores de valor. Eles substituemse qualificando com carros ou dinheiro pra vibe-estruturada planejada, mas eles nãoconseguem se sentir confortáveis sem a outra pessoa ter visto aquela técnica primeiro.Construtores de valor comuns SPs:- pensando que “isto foi apenas a forma que eu conduzir meu set (abordagem)” o tempotodo fica com medo quando você realmente SE expõe ao risco.- se condicionando continuamente procurar reação.- substituindo se qualificar e suplicando pra demonstrar valor mais criativamente, aindaleva você sentir como se as pessoas não ver você como aquele cara foda que contou ashistorias legais que eles não conheciam, e sem ELES confirmar isto em sua mente você nãose sente desta forma.Assumidor de valor comum SPs:- recusar melhorar.- crença que congruência é foda.
    • - continuamente racionalizando pra se sentir foda, eventualmente não levando está dispostoa abordar porque poderia quebrar as racionalizações.PERIGOS DO JOGO:- robô social (pensando que todos estão tentando te manipular socialmente, pensando quevocê precisa fazer isso aos outros)- pensando que todos são odiosos e racionalizam contra você (vocês vão ver e vãodescobrir)- pensando que todas as meninas são tremendas piriguetes (vocês vai ver e vão descobrir)- se tornar um caçador de valor de si mesmo.- não ser capaz de ouvir as pessoas- a identidade pua (pegador) baseando sua validação como as mulheres te respondem bem- pensando que as mulheres são substituíveis, e sempre achando uma nova menina quandovocê poderia ter se reconciliado com a outra (indo muito longe na outra direção, pois amaioria dos caras fazem o oposto e permanecem muito tempo)O problema com o tradicional namoroQuando você tenta namorar com ela, é ela que escolhe e você está reagindo a ela. Isto é apior forma de despertar atração. Quando seu conceito de realidade é firme o bastanteassim as outras pessoas estão reagindo à isso, você determina o que constitui alto valornaquele ambiente e o que as pessoas tem que fazer pra parecer poderosas sob sua visão demundo. Você se torna o pilar do espiral de estado de outras pessoas, eles reagem e seadaptam em torno de você. As mulheres gostam de caras que vive em sua própria realidade.Isso é o porque que o tradicional modo que a maioria dos homens conquistam tende serlento e inconsistente. Quando você desenvolve sentimentos por uma garota específica evocê precisa que ela goste de você, e você tenta conquistar ela levando ao lugar perfeito oudizer a coisa perfeita, você se encontra na realidade dela e ela pode sentir isso. Praconquistar uma menina você tem que trazer ela pra seu mundo. Leve ela em um passeioradical em sua realidade. Leve ela aos lugares que você gosta, converse sobre as coisas quevocê gosta de falar, e pergunte ela que satisfaça sua curiosidade.Quando você conta uma historia ou zoa, faça assim pra te divertir e porque você curte criarum clima positivo ao seu redor. Afirme sua realidade. Faça o que você está dizendo ser fodaacreditando nisso. Em vez de ser como todos os outros caras, interaja com as mulheresatravés de sua moldura e suga elas pra dentro. É legal sentir atração por uma mulher ouquerer uma mulher, mas seu senso de quem você é não pode ser dependente da resposta delaà você ou da resposta de qualquer um que seja. Você tem quer ser mais forte do que isso e aspessoas tem que sentir isso de você. Você não pode abordar uma mulher pensando comofazer ela te responder e como se sentir dependendo da reação dela. Segundo, ela sente quevocê está agindo em reação a ela ou comunicando uma personalidade que não é sua própria,ela perde a atração. Enquanto você está em sua própria realidade, de qualquer forma aatenção dela vai está fixada em você e ela vai ao passeio.Atração não é uma resposta consciente. Por ela se sentir atraída a um homem na própriarealidade dele não é necessariamente algo que ela entende ou mesmo quer logicamente, masalgo que ela responde emocionalmente. Você deve ter convicção que sua identidade é foda esugar ela pra reagir se adaptando em torno de sua identidade pra que ela esteja incitada porsua validação e não de outra forma.REGRA: Em um nível de identidade central, você deve se identificar como o cara que éselecionado pelas mulheres e escolhe entre elas, não como a cara que é desesperado pra serescolhido.
    • Ela tem que sentir aquela diferença entre como você está agindo e como a maioria dosoutros caras agem. Como um cara que já é escolhido pelas mulheres, você não tem esseprocesso de pensamento ansioso de conseguir alguma reação particular da garota, porqueisso não faria sentido. Ela tem que sentir que há este cara atraente na frente dela, que estácompletamente à vontade conversando com ela e não precisa adquirir valor delanecessitando de reação de aceitação, admiração ou sexo dela – porque ele se identifica comojá tendo aquele valor em abundância. Como dissemos, em qualquer interação social hásempre uma pessoa reagindo mais a outra, e quando você não reage a aceitação das pessoaseles vão geralmente sentir um valor mais alto de você e começam a reagirem.Quando você interage com uma mulher, você afirma sua identidade pela forma que você age– por seus padrões de comportamentos e todas as sutilezas que transmite sua completaconfiança de quem você é.