Your SlideShare is downloading. ×
22 02 12
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

22 02 12

130
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
130
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Nº 1.901 (Ano B/Roxo) Quarta-Feira de Cinzas - 22 de Fevereiro de 2012 CF 2012: FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA LEMA: "Que a saúde se difunda sobre a terra" CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO- Manter um clima de interioridade e oração, já preparar-nos dignamente, para vivermos oantes mesmo da celebração iniciar. Os cantos pró- mistério Pascal: Paixão, Morte e Ressur-prios para esta celebração já estejam ensaiadose instrumentos já afinados para favorecer o cli- reição do Senhor Jesus.ma de recolhimento. É bom colocar um fundo C.1 A liturgia de hoje, nos propõe a medi-musical suave enquanto as pessoas vão chegan- tar sobre os desafios da área da saúde emdo para a celebração. nosso país. Com o tema: Fraternidade e-Se possível, fazer uma faixa ou cartaz com o temada celebração: "Convertei-vos e crede no Evan- Saúde Pública e o lema "Que a saúdegelho" e colocar em um lugar de destaque. Pre- se difunda sobre a terra", somos moti-parar também um painel com o cartaz da CF/ vados a participar dessa discussão e con-2012 para introduzi-lo após a distribuição das tribuir para a melhoria da qualidade doscinzas.- Preparar uma pequena mesa, à parte, que pode serviços de saúde oferecidos à população.ficar perto do altar, na qual devem ser colocadosos recipientes com as cinzas que serão distribuí- 02. CANTOdas após a homilia. As cinzas podem ser levadasdurante a procissão de entrada e colocadas na Senhor, eis aqui o teu povo...nº 172mesa que foi preparada. 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO01. MOTIVAÇÃO D. Queridos irmãos e irmãs, nesse tempoC.1 Queridos irmãos e irmãs, estamos reu- favorável que se inicia, Deus nos enche denidos ao redor da mesa da Palavra. Como esperança na possibilidade do novo queuma só família, queremos nos apresentar ao Ele faz acontecer dentro de cada um deDeus da vida que nos chama, insistentemen- nós. Com um profundo desejo de mudan-te, ao seu amor de Pai. Somos felizes quan- ça saudemos a Santíssima Trindade. Emdo percebemos e entendemos os sinais que nome do Pai, do Filho e do Espíritovêm das realidades da vida. Eles são um cha- Santo. Amém.mado pessoal para a mudança de vida, para D. A presença amiga e consoladora de Je-a conversão. sus Cristo, nosso irmão, o amor de DeusC.2 Envolvidos pela liturgia de hoje, de modo Pai, que nos enche de força na busca daespecial pelo gesto da imposição das cin- conversão e o bom discernimento que pro-zas, iniciamos um tempo espiritual riquíssimo. vém do Espírito Santo, estejam convosco.A Quaresma é para nós cristãos o tempo de Todos: Bendito seja Deus...
  • 2. (Omite-se o Ato Penitencial que é substituído Proclamação do Evangelho de Jesuspela imposição das cinzas após a homilia. Nestetempo não se canta o Glória). Cristo segundo Mateus 06. PARTILHANDO A PALAVRA04. ORAÇÃO Juntamente com a Sexta-feira Santa, este éD. Concedei-nos, ó Deus todo-podero- o dia no qual se pede a todos os adultosso, iniciar com este dia de jejum o tem- que jejuem, isto é, que renunciem a pelopo da Quaresma, para que a penitência menos uma refeição importante do dia, emnos fortaleça no combate contra as ar- sinal de disponibilidade e solidariedade commadilhas do mal; mergulha-nos na inti- tantos irmãos e irmãs que passam fome.midade do Vosso amor, para que, firmes Tentar se aproximar o máximo possível dana oração e ardentes na solidariedade, dor do outro é reviver, de algum modo, aesperemos a santa Páscoa de nosso compaixão deixada por Jesus Cristo. Sem-Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, que pre que fazemos isso temos a oportunidadeconvosco vive e reina, na unidade do de nos tornarmos pessoas melhores. A nos-Espírito Santo. Amém! sa vida é sempre rodeada de gestos, de si- nais, desde os mais simples, aqueles que nós05. DEUS NOS FALA entendemos logo o sentido, até os mais com-C.1 A Palavra de Deus é luz para a nossa plicados, aqueles que nós demoramos um pouco mais para entender. Mas, uma coisacaminhada de fé. Através dela vemos a ex- é certa, todo gesto ou sinal tem a intençãoperiência de muitos homens e mulheres na de nos mostrar alguma coisa, de nos levar abusca diária pela conversão. Queremos algum lugar ou mesmo de nos ajudar a fa-abrir os nossos corações, aumentar a nos- zer uma determinada experiência. Todo ges-sa escuta e acolher a Palavra de Deus para to ou sinal traz em si um desejo, aponta paramelhor aceitarmos e entendermos o que Ele um objetivo. Essa regra também vale paranos pede. os gestos ou os sinais que nós utilizamos dentro da nossa liturgia. E hoje, de modoPRIMEIRA LEITURA: Jl 2, 12-18 especial, nós vivenciamos um gesto muito antigo e também muito significativo na nos-L.1 Leitura da Profecia de Joel. sa espiritualidade cristã, principalmente quando bem compreendido e vivido deSALMO RESPONSORIAL - Sl 50(51) maneira digna. A cinza que iremos receberRefrão: Pequei, Senhor, misericórdia. nas nossas cabeças é definida como "sinal sacramental da nossa conversão". Isso nos ajuda a entender que pouco sentido tem asSEGUNDA LEITURA: 2Cor 5, 20-6, 2 cinzas na cabeça se não há um comprome- timento, uma resposta fiel em relação a issoL.2 Leitura da Segunda Carta de São que se busca: conversão, mudança de vida,Paulo aos Coríntios. um "rasgar os corações", para usar as pala- vras do profeta Joel. Entendendo bem esteEVANGELHO: Mt 6, 1-6.16-18 sinal da cinza na nossa cabeça, assumire- mos com maior liberdade e sinceridadeCANTO DE ACLAMAÇÃO evangélica o chamado que Deus faz a cadaLouvor a vós, ó Cristo, Rei ... nº 369 um de nós.
  • 3. Jesus, no Evangelho de hoje, distingue três uma Quaresma para a nossa conversão. (Nãogestos, três sinais ou práticas externas que se reza o creio).falam de uma conduta de vida: esmola, je-jum e oração. No tempo de Jesus era mui- 07. BÊNÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DASto comum essas práticas, que em si são boas, CINZASdignas de todo bom cristão, inclusive nos (Depois da reflexão o presidente da celebraçãonossos tempos, mas, que, infelizmente, não se coloca próximo da mesa com as cinzas e con- vida a assembleia a ficar de pé; em seguida rezaestavam sendo realizadas de maneira sin- em voz alta:)cera, autêntica. Para a mentalidade da épo- D. Caros irmãos e irmãs, roguemos inces-ca, a esmola, o jejum e a oração represen- santemente a Deus Pai que abençoe com atavam o "tamanho da fé" das pessoas, por riqueza da sua graça, estas cinzas, que va-isso eram feitas com tanto exibicionismo. mos colocar sobre as nossas cabeças emJesus tenta mostrar para a cultura religiosa sinal de penitência. (Após um instante em si-de sua época, que, para além dos gestos lêncio, reza de novo em voz alta:)externos, devemos nos preocupar, primei- Oração: D. Ó Deus, que vos deixais co-ramente, com a sincera conversão interior.Os gestos externos não podem transformar- mover pelos que se humilham e vosse numa tentativa de autopromoção, numa reconciliais com os que reparam suastentativa de tirar esse ou aquele proveito da faltas, ouvi como um pai as nossas sú-situação ou mesmo de tentar se engrande- plicas. Derramai a graça da vossa bên-cer diante de Deus ou das pessoas. O bem ção sobre todos nós, fiéis, que vamosque fazemos, tanto a nós mesmos como aos receber estas cinzas, para que, prosse-outros, deve nascer de um bonito processo guindo na observância da Quaresma,de conversão. Jesus nos garante: "... e o possamos celebrar de coração purifica-teu Pai, que vê o que está escondido, te do o mistério pascal do vosso Filho. Pordará a recompensa". Cristo, nosso Senhor. Amém.Uma bonita e sincera experiência de con- (Em seguida, inicia-se a imposição das cinzas sobre cada fiel; enquanto se coloca a cinza éversão está explícita na primeira leitura, no repetida a seguinte frase: "Convertei-vos elivro da profecia de Joel. Nela encontra- crede no Evangelho" ou "Lembra-te quemos o caminho que somos convidados a és pó e ao pó hás de voltar". Enquanto isso,percorrer nesse tempo quaresmal: "Agora, entoa-se o canto: Eis o tempo de conversão...nº 491 Terminada a imposição das cinzas, o presi-diz o Senhor, voltai para mim com todo dente lava as mãos e encaminha a abertura dao vosso coração, com jejuns, lágrimas e Campanha da Fraternidade 2012).gemidos, rasgai o coração, e não as ves-tes; e voltai para o Senhor, vosso Deus. 08. ABERTURA DA CF/2012Ele é benigno é compassivo, paciente e C.2 A Palavra de Deus nos chama à con-cheio de misericórdia, inclinado a perdo- versão, à mudança de vida e a produzir osar o castigo". E como nos mostra o frutos de maior adesão aos caminhos deApostolo Paulo, na segunda leitura, o per- Deus e de caridade fraterna. A Campanhadão e o amor de Deus superam todos os da Fraternidade nos oferece orientaçõesnossos pecados as nossas faltas, basta que práticas para esse caminho de conversão.voltemo-nos para Ele arrependidos e ori- Expressemos nossa adesão ao projeto deentemos a nossa vida para o que é certo e evangelização que a Igreja nos oferece nestejusto aos olhos de Deus. Eis, como lembra o tempo da Quaresma acolhamos o painelapóstolo, "o momento favorável". Mais (cartaz, quadro) da CF/2012. Canto: Hino
  • 4. da CF 2012 11. PAI NOSSO(Após o Hino, alguém explica o cartaz da CF e D. Neste início da Campanha daconvoca todo o povo a participar da campa- Fraternidade, peçamos a Deus que nos aju-nha, sobretudo dos grupos de reflexão, Via Sa-cra e celebrações dominicais. Pode-se, neste de a ser mais interessados pela promoçãomomento marcar as primeiras casas onde se- da saúde na família e na comunidade. Querão realizados os encontros dos grupos de re- saibamos ser acolhedores e ajudar as pes-flexão). soas a viverem com dignidade. Rezemos confiantes a oração que o próprio Cristo nos09. PRECES DA COMUNIDADE ensinou. Pai Nosso...D. Irmãos e irmãs, neste tempo favorávelpara intensificarmos nossa oração, eleve- 12. ORAÇÃOmos a Deus nossa prece. D. Concedei-nos, ó Deus, sermos maisL.1 Pelo povo cristão, para que neste tem- interessados pelo conhecimento da rea-po sagrado se alimente com abundância da lidade da saúde pública em nosso país.Palavra de Deus, rezemos. Que à luz da vossa Palavra e da éticaTodos: Senhor, escutai a nossa prece. cristã sejamos mais fraternos e solidá-L.2 Pelo mundo inteiro, para que nossos rios com as famílias e pessoas que lu-dias corram na tranquilidade e na paz, tem- tam por melhores condições de vida epo de graça e salvação, rezemos... saúde. Que saibamos apoiar aqueles pro-L.1 Por nós, pecadores, para que neste jetos que colocam a economia a serviçotempo nos voltemos para Deus, reconhe- do bem social. Por Cristo, nosso Senhor.cendo seu rosto, no rosto daqueles que Amém.buscam mais saúde, rezemos.L.2 Dirigi, Senhor, conforme a vossa von- 13. AVISOStade, as intenções dos povos e dos D. Os adultos que se preparam para o Ba-governantes, para que eles se empenhem tismo, deverão vivenciar intensamente todosem difundir a saúde sobre toda a terra... os Domingos da Quaresma, com seus res-L.1 Fortalecei na fidelidade aqueles que pectivos ritos.tudo abandonaram para seguir a Cristo,particularmente os que se dedicam ao cui- 14. BÊNÇÃO E DESPEDIDAdado dos enfermos, rezemos. (Concluir D. Deus nos abençoe e nos guarde. Ele noscom a Oração da CF/2012). mostre Seu rosto brilhante, tenha piedade de nós e nos conceda a sua Salvação!10. APRESENTAÇÃO DOS DONS Amém!C.1 Já recebemos as cinzas. É o sinal de D. Abençoe-nos o Deus Todo-Poderoso:que estamos dispostos a uma conversão Pai e Filho, e Espírito Santo. T: Amém.do nosso coração. Coloquemos no altar D. Ide em paz e que o Senhor vos acompa-do Senhor, com nossas ofertas, orações e nhe! T: Graças a Deus!jejum deste dia o nosso compromisso dezelar pela nossa saúde em todos os níveis: 15. CANTOpessoal, familiar e comunitário. Bendito és A necessidade era tanta... nº 786Tu... nº 490 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177 Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.