Acadêmicos:Gustavo LambertLuis Felipe CorrêaMarciel Dervanoski
   Produção de Energia Elétrica Através da Biomassa;   Processos de Conversão Energética da Biomassa;   Fontes de Bioma...
 2º lugar na matriz de oferta de energia  elétrica; Sistemas de cogeração;
   Combustão Direta;   Gaseificação;   Gaseificação Industrial;   Pirólise;   Digestão Anaeróbia;   Fermentação;   ...
 Processo de conversão de combustíveis  sólidos em gasosos por meio de reações  termoquímicas. Biodigestores. Consiste ...
   Similar ao anterior porém possui 3 etapas:    pirólise, secagem ou carbonização e    gaseificação.
   Transformar matéria orgânica em carvão.
   É um processo biológico    anaeróbio em que os açúcares de    plantas como a batata, o milho, a    beterraba e, princi...
 É um processo químico que consiste na  reação de óleos vegetais com um produto  intermediário ativo (metóxido ou etóxido...
 Processo de produção de combustíveis  líquidos por meio da reação da biomassa  triturada em um meio líquido com monóxido...
 Processo químico que consiste na reação de  óleos vegetais com um produto intermediário  ativo (metóxido ou etóxido), or...
   Processo que provoca a quebra de moléculas    por aquecimento a altas temperaturas, isto é,    pelo aquecimento da sub...
 Lenha;                  Galhos e folhas; Bagaço de cana de       Embalagens de  açúcar;                  papelão; Pó...
   Bagaço de Cana-    de-Açucar   Álcool
   Carvão    Vegetal   Lenha   Resíduos de    Madeira
Fonte: BIG – Banco de Informações deGeraçãohttp://www.aneel.gov.br/aplicacoes/capacidadebrasil/CombustivelPorClasse.asp?Cl...
   Em junho de 2012:     437 termoelétricas movidas a biomassa;     Total de 9,35GW (7,39%) instalados       ▪   Licor ...
   2003      2008
   Vantangens     Baixo custo de aquisição;     Não emite dióxido de enxofre;     As cinzas são menos agressivas ao me...
   Desvantagens     Menor poder calorífico;     Maior possibilidade de geração de material      particulado para a atmo...
   Bio-óleo – pirólise   Biogás – decomposição de materiais   Biomass-to-Liquids – gaseificação e processo    de Fisher...
   Usinas de Açúcar e Álcool     No BR a cogeração produz entre 20 a 30KWh/t     de cana moída   Indústria de Papel e C...
   Importância   Melhorias
Biomassa
Biomassa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Biomassa

2,515

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,515
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Biomassa"

  1. 1. Acadêmicos:Gustavo LambertLuis Felipe CorrêaMarciel Dervanoski
  2. 2.  Produção de Energia Elétrica Através da Biomassa; Processos de Conversão Energética da Biomassa; Fontes de Biomassa no Brasil; Disponibilidade de Recursos e Consumo de Biomassa; Usinas Termoelétricas movidas a Biomassa no Brasil; Aspectos socioambientais; Vantagens e Desvantagens da Utilização da Biomassa. Produtos Derivados da Biomassa; Sistemas de Cogeração de Biomassa.
  3. 3.  2º lugar na matriz de oferta de energia elétrica; Sistemas de cogeração;
  4. 4.  Combustão Direta; Gaseificação; Gaseificação Industrial; Pirólise; Digestão Anaeróbia; Fermentação; Liquefação; Esterificação; Craqueamento.
  5. 5.  Processo de conversão de combustíveis sólidos em gasosos por meio de reações termoquímicas. Biodigestores. Consiste na decomposição do material pela ação de bactérias. [Video]
  6. 6.  Similar ao anterior porém possui 3 etapas: pirólise, secagem ou carbonização e gaseificação.
  7. 7.  Transformar matéria orgânica em carvão.
  8. 8.  É um processo biológico anaeróbio em que os açúcares de plantas como a batata, o milho, a beterraba e, principalmente, a cana de açúcar são convertidos em álcool, por meio de ação de microorganismos (usualmente leveduras).
  9. 9.  É um processo químico que consiste na reação de óleos vegetais com um produto intermediário ativo (metóxido ou etóxido), oriundo da reação entre alcoóis (metanol ou etanol) e uma base (hidróxido de sódio ou de potássio). Resulta em glicerina e uma mistura de ésteres etílicos ou metílicos (biodiesel).
  10. 10.  Processo de produção de combustíveis líquidos por meio da reação da biomassa triturada em um meio líquido com monóxido de carbono em presença de um catalisador alcalino. Obtém-se um líquido viscoso que pode ser utilizado como combustível em fornos.
  11. 11.  Processo químico que consiste na reação de óleos vegetais com um produto intermediário ativo (metóxido ou etóxido), oriundo da reação entre álcoois (metanol ou etanol) e uma base (hidróxido de sódio ou de potássio) Resulta em glicerina e biodiesel.
  12. 12.  Processo que provoca a quebra de moléculas por aquecimento a altas temperaturas, isto é, pelo aquecimento da substância na ausência de ar ou oxigênio a temperaturas superiores a 450°C, formando uma mistura de compostos químicos com propriedades muito semelhantes às do diesel de petróleo.
  13. 13.  Lenha;  Galhos e folhas; Bagaço de cana de  Embalagens de açúcar; papelão; Pó de serra;  Casca de arroz;Quantidade estimada de biomassa na Terra é de cerca de 1,8 trilhão de toneladas
  14. 14.  Bagaço de Cana- de-Açucar Álcool
  15. 15.  Carvão Vegetal Lenha Resíduos de Madeira
  16. 16. Fonte: BIG – Banco de Informações deGeraçãohttp://www.aneel.gov.br/aplicacoes/capacidadebrasil/CombustivelPorClasse.asp?Classe=Biomassa
  17. 17.  Em junho de 2012:  437 termoelétricas movidas a biomassa;  Total de 9,35GW (7,39%) instalados ▪ Licor Negro (14 Usinas) – 1,2GW ▪ Madeira (43 Usinas) – 376,5 MW ▪ Biogás(19 Usinas) – 77MW ▪ Casca de Arroz(8 Usinas) – 32MW ▪ Bagaço da Cana (353 Usinas) – 7,6GW
  18. 18.  2003  2008
  19. 19.  Vantangens  Baixo custo de aquisição;  Não emite dióxido de enxofre;  As cinzas são menos agressivas ao meio ambiente que as provenientes de combustíveis fósseis;  Menor corrosão dos equipamentos;  Menor risco ambiental;  Recurso Renovável;  Emissões não contribuem para o efeito estufa.
  20. 20.  Desvantagens  Menor poder calorífico;  Maior possibilidade de geração de material particulado para a atmosfera. Isto significa maior custo de investimento para a caldeira e os equipamentos para remoção de material particulado;  Dificuldade no estoque e armazenamento.
  21. 21.  Bio-óleo – pirólise Biogás – decomposição de materiais Biomass-to-Liquids – gaseificação e processo de Fisher-Tropsch Etanol Celulósico – hidrólise enzimática Bioetanol “comum” – Cana de açucar(BR), Milho(EUA) e Beterraba(França) Biodiesel – Dendê, mamona ou soja Óleo vegetal.
  22. 22.  Usinas de Açúcar e Álcool  No BR a cogeração produz entre 20 a 30KWh/t de cana moída Indústria de Papel e Celulose.  Combustíveis resíduais do processo: licor negro, cascas e outros.
  23. 23.  Importância Melhorias

×