Your SlideShare is downloading. ×
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos

4,001
views

Published on

Published in: News & Politics, Technology

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,001
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. entretenimento mídia – sociedade – tecnologia
  • 2. Por que estudar entretenimento ?
    • É algo relativamente novo como área de estudo
    • É responsável por intensa e extensa movimentação na economia contemporânea
    • É um dos gêneros de conteúdo ofertados pelos mídias.
    • Está no encontro dos negócios com a comunicação
    • As características da comunicação digital potencializam pensar em entretenimento, aparecendo o Game como maior expoente.
  • 3. aspectos sociais
  • 4.
    • O entretenimento popular sempre teve suas raízes no espetáculo: a guerra, religião, esportes e outros aspectos da vida pública foram campos férteis para a propagação do espetáculo por muitos séculos.
  • 5. Olha pra mim e não dorme.
    • A idéia de entretenimento tem pertencido tanto a cultura popular como a de elite. O que o político que faz showmício no interior do estado quer é o mesmo que queria o Machado de Assis e o Steve Jobs: chamar a nossa atenção.
  • 6. Algumas pistas pra entender o entretenimento
    • Ambientes – locais voltados para o estímulo da experiência do ENTr: Disney, Universal Studios, Las Vegas, etc.
    • (pensar na metáfora espacial da rede)
    • - Momento de descontração/relaxamento
    • Quanto mais responsabilidade, mais necessidade de entretenimento?
    • Arte/indivíduo vs entretenimento/massa?
  • 7. Just earn it.
    • Receita bruta em entretenimento (1999):
    • Cinema 15,6 bi U$
    • TV Aberta 101,3 bi U$
    • Games 16,4 bi U$ *era 2,1 em 1990)
    • ESPORTES 130,4 bi U$
  • 8. aspectos midiáticos
  • 9. Entretenimento e Mídia
    • Durante as últimas décadas, espetáculos midiáticos tornaram-se novos “espaços e lugares”, e o espetáculo ifself está se tornando uma dos princípios organizadores da economia, política, sociedade e vida cotidiana.
    • Eventos midiatizados e “Programas socializados”(BBB, etc)
  • 10.
    • A cultura da mídia não apenas toma conta dos momentos da experiência contemporânea (em expansão), mas provê ainda mais material para fantasia, sonho, modelando o pensamento e o comportamento e construindo identidades.
    • Experiência midiática (Thompson)
    • Quem alimenta quem?
    • Friends vs anos 90/2000.
  • 11. O espetáculo entendido como uma tendência para nos fazer ver o mundo por meio de diversas mediações especializadas (o mundo não pode mais ser “agarrado” diretamente) naturalmente encontra visao para ser o sentido/senso humano mais privilegiado tal qual o sentido do toque foi em outros tempos. Debord
  • 12.
    • Todo meio, da música a televisão,das notícias até a publicidade, teve suas múltiplas formas de espetáculo.
    • Formas de espetáculo evoluem com o tempo e multiplicam-se com novos desenvolvimentos tecnológicos. Como o tradicional espetáculo de musica classica, o espetáculo de opera, o espetáculo de rock, e o de hip hop.
  • 13. ENTr e conteúdo informativo
    • As formas de entretenimento permeiam as notícias e informação, e o infotainment cultural “tabloidizado ” é mais e mais popular.
    • OJ Simpson, Michael Jackson, Madonna, Maradona, Hugh Grant.
  • 14.
    • Segundo KELLNER ,
    • Megaespetáculos são aqueles fenômenos de cultura de massa que dramatizam suas controvérsias e lutas, tanto quanto seus modos de resolução de conflitos.
    • Espetáculo midiático envolve aqueles mídias e artefatos que incorporam os valores básicos da sociedade e servem para aculturar indivíduos nesse modo de viver proposto.
    • Um show do u2 é o quê?
    • Olimpíadas?
    • Um blockbuster (Homem Aranha 3)?
  • 15.
    • Desde a teorização de Debord sobre a sociedade do espetáculo nos anos 60/70, a cultura do espetáculo tem expandido em cada aspecto da vida social. Na cultura do espetáculo, empresas tem que ser entertainers para prosperar , pois em uma economia do entretenimento negócios e diversão se fundem.
    • O tal do Branding
  • 16. Entender as corporações como espetáculos midiáticos
    • As marcas são promovidas como espetaculo midiatico.
    • Marcas como um símbolo familiar na cultura contemporanea.
    • Publicidade, marketing, relações públicas e promoção são uma parte essencial do espetáculo no mercado global - > 4Ps / 4Cs
  • 17.
    • Com a “ entretenimentaçao” da economia, televisão, cinema, parques temáticos, vídeo games, cassinos entre outros se tornam setores majoritários da economia nacional. Nos EUA, a industria do entretenimento é agora uma industria de 480 milhões de dólares , e os consumidores tem gastam mais se divertindo do que se vestindo ou cuidando da saúde.
  • 18. Celebridades
    • Desenvolvidas e administradas no âmbito do espetáculo midiático.
    • Sujeita a chuvas e trovoadas, que também podem ser aproveitadas.
  • 19. Saem as celebridades , entram as comunidades ?
    • Não: dá pra colocar o Ronaldinho pra vender até camiseta do Real Madrid.
    • Sim: tomo minhas decisões ouvindo/lendo meus grupos de influência.
    • Em termos: Cicarelli e Youtube.
  • 20. Posso pensar o ENTr como um gênero de conteúdo?
    • Informação vs Jornalismo
    • Persuasão vs Publicidade
    • Entretenimento como híbrido?
    • + Hipermídia, e agora?
  • 21. We Media my ass.
    • Em 2002, dez gigantic multinational corpodez gigantescas corporações multinacionais incluindo AOL Time Warner, Disney-ABC, General Electric-NBC, Viacom-CBS, News Corporation, Viviendi, Sony,Bertelsmann, AT&T, e Liberty Media controlavam a maioria da produção de entretenimento no planeta.
    • O resultado disso é menos diversidade?
  • 22. aspectos tecnológicos
  • 23.
    • Segundo Altman e Nakatsu (97), a pesquisa e aplicação de entretenimento e tecnologia pode ser dividido em diferentes áreas: games, esportes, filmes e arte.
    • Só?
    • Produção e recepção: ohmygod Teoria da Comunicação.
    • Do entretenimento passivo ao envolvimento (vi o vídeo e mandei adiante)
    • Ver caso AXE (www.visionando.com.br) – tecnologia, comdig, entretenimento?
  • 24. Entretenimento EM hipermídia?
  • 25. Características da hipermídia
    • A hipermídia mistura diferentes tipos de linguagens
    • http://postvisual.com/theuninvited/en/
    Hibridismo
  • 26. não-linearidade
    • o usuário não precisa seguir uma sequencia pré-determinada
    • http://thephaeton.co.uk
  • 27. Interatividade
    • o usuário deve ter papel ativo na fruição da hipermídia.
  • 28. Navegabilidade
    • o usuário deve ter liberdade para ir aonde quiser, encontrar seu rumo ou se perder
  • 29. (hiper) Texto -> Mídia
    • Substituição ou evolução?
  • 30. (hiper) –texto> (mídia)
    • Hipermídia une os conceitos de não-linearidade ( não -linear ), hipertexto , interface e multimídia numa só linguagem. Traduzida erroneamente como mero suporte, hipermídia não se configura só como meio de transmissão de mensagens, e sim como uma linguagem com características próprias, com sua própria gramática. Hipermídia, diferentemente de multimídia, não é a mera reunião dos meios existentes, e sim a fusão desses meios a partir de elementos não-lineares.
  • 31. Ok, vamos voltar agora pro assunto.
  • 32.
    • “ Agora estamos claramente em um mundo de entretenimento. Um filme oferece uma viagem para outro tempo espaço. Uma canção popular oferece três minutos de devaneio romântico. Entre em uma loja de roupas e você entrará no mundo segundo Calvin ou Armani: as luzes, a música, a mobília, a decoração, os vendedores descolados criam uma sensação de uma peça na qual você, o comprador, tem um papel principal.”
    • Michael Wolf, The entertainment economy.