Buzzparte2

719 views
635 views

Published on

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
719
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Buzzparte2

  1. 1. Buzz, viral, boca a boca (parte 2)
  2. 2. Dice roll Façam suas apostas
  3. 3. Por que estamos falando disso mesmo?
  4. 4. Onde estávamos? • Astroturfing (ver case Eu amo a Lapa) • Blogs corporativos (ver case Ócio 2007) • Emboscada (ver cases) • Marketing invisível • PR Stunt
  5. 5. astroturfing • O astroturfing é comumente usado para tocar o sentimento das pessoas, podendo ser praticado utilizando um pequeno grupo de ativistas infiltrados em grandes manifestações de uma causa específica. Com a internet facilitando os meios de comunicação, fica muito fácil e barato organizar também pequenos grupos de pessoas, gerando entusiasmo por uma causa, associada a alguma marca.
  6. 6. Blog corporativo São Blogs mantidos ou patrocinados por empresas, marcas, etc. O Blog Corporativo proporciona um poder de comunicação bidirecional instantâneo, com um alto valor agregado, porque: Possui leitura agradável, rápida e fácil; Sua manutenção custa muito pouco; É de fácil atualização, personalização e navegação, prevalecendo sempre a agilidade na comunicação; Disponibiliza a troca de comentários e links, fomentando o sentido de relacionamento e diálogo; É personalizado e permite a criação de uma comunidade em torno de um tema. Um blog não tem a função de tornar-se uma vitrine da loja, um quadro de avisos para os colaboradores ou um anúncio para apresentar um novo produto da companhia.
  7. 7. Emboscada Desta forma, a emboscada pode-se definir como um esforço planejado, para se associar indiretamente a um evento. O objetivo é ganhar ao menos algum reconhecimento, com um investimento muito menor, em contra partida aos esforços de um patrocinador oficial. Ou seja, basicamente dois fatores podem levar uma empresa a optar pela emboscada: os altos custos das cotas de patrocínios dos eventos e a eventual impossibilidade de participar como patrocinadora de um evento.
  8. 8. Cases • Brahma na copa de 1994 (embosca Kaiser) • Botines de Palermo – Puma (embosca Nike) (vídeo) • Ariel e a Festa de San Genaro
  9. 9. Ariel e a Festa de San Genaro
  10. 10. Marketing Invisível • Tem como objetivo atingir os consumidores sem parecer ser uma informação comercial. Um exemplo é quando uma empresa contrata um ator ou uma pessoa influente dentro de um grupo para que o mesmo fale bem de um determinado produto naquele círculo de relacionamento, sem que as pessoas percebam que ele está sendo pago, ou recebendo algo em troca, para isso.
  11. 11. Case – o continente gelado Ação de divulgação da Série "O Continente Gelado", da National Geographic, utilizando Marketing Invisível, onde foram espalhados envelopes com o nome do velejador e um número de telefone em vários lugares de São Paulo. Dentro, havia fotos da aventura. Julgando estar com um material importante, ou apenas por curiosidade, muitas pessoas ligaram para o telefone e ouviram uma mensagem de Amyr divulgando o novo programa. A ação foi uma das 11 escolhidas para o Prêmio Sacadas Criativas, realizado pela revista About, edição dezembro/2005.
  12. 12. PR Stunt O objetivo do PR Stunt é a criação de situações inusitadas e surpreendentes que gerem mídia espontânea. Esses Stunts são potencializados por meio de um trabalho de relacionamento com a imprensa - ou como é conhecido no Brasil assessoria de imprensa. Para que isto aconteça de forma efetiva, é necessário realizar um trabalho em conjunto entre a agência de guerrilha e a agência de RP. A agência de guerrilha criará um conceito forte e, junto com a agência de relacionamento com a imprensa, construirá a ação de forma que gere mídia espontânea, além do boca a boca. Na operação, a agência de RP terá o objetivo de fazer sair no máximo de veículos possíveis, respeitando, é claro, o público-alvo da ação.
  13. 13. Mas como?
  14. 14. • Para um buzz eficiente é preciso agir rápido e ser o primeiro. Ao se trabalhar com o boca-a- boca, buscam-se não necessariamente grandes consumidores, senão grandes influenciadores.
  15. 15. • Segundo o livro Buzz: A Era do Marketing Viral, nesse espectro, dois são os alvos eminentes das mensagens, possíveis geradores de buzz. São aqueles que farão com que a mesma se espalhe através de suas redes sociais:
  16. 16. Alfas • são pessoas que geralmente gostam de novidades e estão à sua procura. Não necessariamente partilham voluntariamente algo novo com alguém, porém gostam de mostrar que sabem mais sobre determinado assunto.
  17. 17. Alfas • Tendem a experimentar em primeira mão, sem medo de riscos. Geralmente são inquietos e se entediam facilmente, desprezam de forma abrupta as convenções pré-estabelecidas e sentem prazer em correr riscos caso isso lhes confira elevação do status quo. Também sentem uma forte necessidade de exclusividade em tudo que consomem.
  18. 18. Alfas
  19. 19. Abelhas • indivíduos que se apropriam das idéias dos Alfas, traduzindo-as em dados utilizáveis e disseminando-as para o resto do público. O abelha geralmente é solidário e comunicativo, sendo um elo entre o nascimento de uma tendência e a sua proliferação entre os consumidores.
  20. 20. Abelhas O gosto pela disseminação de conteúdo, muitas vezes os coloca no centro das comunidades sociais. Ao espalhar a mensagem, não praticam pré-conceito, correm para contar as boas novas a todas as pessoas que fazem parte do seu círculo de amigos. Têm por característica ainda um senso de estilo baseado na imitação e uma forte necessidade de aprovação do meio em que estão inseridos.
  21. 21. • Ainda segundo o livro, alfas e abelhas, na realidade, se complementam. Eles costumam ser vistos aos pares pelos bares, universidade, escolas e corredores dos escritórios de todo o mundo, pois os abelhas alimentam a inventividade dos alfas e os alfas necessitam do comportamento sociável e acessível dos abelhas. “No meu Alfa ou no seu?”
  22. 22. O espectro do buzz 2% 8% 20% 50% 20% Luná Alfas Abelhas Grande Público Retardatários ticos Superconectores
  23. 23. Quem/como foi você em relação a:
  24. 24. Quem foi você em relação a:
  25. 25. Quem foi você em relação a:
  26. 26. Quem foi você em relação a:
  27. 27. Quem foi você em relação a:
  28. 28. Quem foi você em relação a:
  29. 29. Dice Roll - final
  30. 30. Maneiras (emboscada, blog, mktg invisível, PR Stunt, astromotherfukerblablabla...) Sujeitos (alfas, abelhas...) Situações de comunicação
  31. 31. Fontes: • http://www.sellingadifference.com/ebooks/W ordOfMouth.pdf http://www.slideshare.net/emakina/viral- marketing-theory/ • http://www.blogdeguerrilha.com.br • http://www.adverblog.com • Livro Buzz Marketing
  32. 32. No ar hotsite Escola de #DesignUnisinos, feito com a colaboração das alunas@vebeltrame e@ma_ah http://migre.me/b8hi

×