Animais peçonhentos

11,183 views
10,843 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
11,183
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
555
Actions
Shares
0
Downloads
416
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Animais peçonhentos

  1. 1. Acidentes por Animais Peçonhentos Fábio Roberto Mauricio
  2. 2. ANIMAIS PEÇONHENTOS Este trabalho tem como objetivo abordar a Prevenção de animais peçonhentos, mostrando quais são os riscos e perigos existentes com esses animais; Sugerir medidas prevencionista que poderão ser tomadas a fim de evitar acidentes; Noções de primeiros socorros.
  3. 3. CONCEITO – VENENO• Veneno - qualquer tipo de substância tóxica, sólida, líquida ou gasosa, que possa produzir qualquer tipo de enfermidade ou lesão, ou alterar as funções do organismo ao entrar em contato com um ser vivo, por uma reação química com as moléculas do organismo.
  4. 4. CONCEITOS ANIMAL PEÇONHENTOPossui veneno e um aparelho inoculador (presa ou ferrão) de veneno. ANIMAL VENENOSO Possui substância tóxica na sua constituição e intoxica quem o ingerir. Venenoso: podem ser de origem animal, vegetal ou mineral
  5. 5. • SERPENTES PEÇONHENTAS NO BRASIL • VIPERIDAE • Bothrops – jararaca • Lachesis – surucucu • Crotalus – cascavel • ELAPIDAE • Micrurus - coral
  6. 6. IDENTIFICAÇÃO DE OFÍDIO PEÇONHENTO E NÃO PEÇONHENTO
  7. 7. Ofidismo
  8. 8. Fosseta loreal ou lacrimal Fosseta loreal ou lacrimal
  9. 9. AÇÃO DOS VENENOS Bothrops Micrurus ProteolíticoNeurotóxico Coagulante Hemorrágico Crotalus LachesisNeurotóxico Proteolítico Coagulante Miotóxico HemorrágicoCoagulante Neurotóxico
  10. 10. Bothrops sp
  11. 11. Bothrops spManifestações sistêmicas:•Gengivorragias;•Epistaxes;•Hematênese;•Hemorraria uterina ( em gestantes);•Sudorese;•Vômitos;•Náuseas;•Hipotensão arterial;•Hipotermia;•hemoglobinúria•Choques.Complicações:Complicações locais: Pode ocorrer a síndrome do compartimental ( em casos graves, tratado porfasciotomia), abcesso, necrose e gangrena.Complicações sistêmicas: Choques ( graves) e insuficiência renal aguda (IRA).
  12. 12. BOTRÓPICO
  13. 13. Crotalus sp
  14. 14. Crotalus sp Manifestações sistêmicas:•Oftalmoplegia;•SONELÊNCIA;•PTOSE PALPEBRAL (FÁCIES MIASTÊNICA)•MIDRÍASE;•DIPLOPIA;•DISFAGIA;•Vômitos;•Náuseas;•MIALGIAS;•RABDOMIÓLISE;Complicações sistêmicas: Choques ( graves)e insuficiência renal aguda (IRA).
  15. 15. CROTÁLICO
  16. 16. Lachesis sp
  17. 17. LaquéticoEdema, equimose, necrose cutânea (foto: J.S. Haad)
  18. 18. Micrurus sp Manifestações sistêmicas:•Oftalmoplegia;•DOR LOCAL;•PTOSE PALPEBRAL (FÁCIES MIASTÊNICA)•MIDRÍASE;•FRAQUEZA MUSCULAR;•DISFAGIA;•Vômitos;•Náuseas;•MIALGIAS GENERALIZADA;•DISPNÉIA;•APNÉIA.
  19. 19. FÁCIES MIASTÊNICO OU NEUROTÓXICO
  20. 20. ARACNÍDEOS PEÇONHENTOS Escorpião amarelo Escorpião marrom TRATAMENTO: SORO ANTIARACNÍDICO, SORO ANTIESCORPIÔNICO
  21. 21. ARACNÍDEOS PEÇONHENTOS ATENÇÃO!!! A maioria dos aracnídeos não causa mal algum. Ao contrário, são eficientes predadores de insetos que poderiam devastar plantações.Aranha-armadeira Viúva-negra
  22. 22. ARACNÍDEOS PEÇONHENTOS Aranha marrom Tarântula
  23. 23. Efeitos
  24. 24. Loxoscelismo
  25. 25. Edema discreto em dorso de mão empaciente picado há 2 horas por Phoneutriasp
  26. 26. ABELHAS – Apis mellifera
  27. 27. Previna-se contra elesVocê pode tomar algumas precauções para evitar acidentes com animais peçonhentos: Manter limpos quintais e terrenos baldios, não deixando acumular muito entulho e lixo doméstico. Aranhas, escorpiões costumam se abrigar embaixo de pedras, tijolos e madeira velha. Aparar regularmente a grama dos jardins e recolher as folhas caídas. Vedar soleiras de portas com saquinhos de areia ou risos de borracha; colocar telas nas janelas; vedar ralos de pia; tanque e chão. Colocar lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados para evitar o aparecimento de baratas, moscas e outros insetos, pois estes são os alimentos prediletos de aranhas e escorpiões.
  28. 28. Previna-se contra eles  Examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de usá-los.  Andar sempre calçado e usar luvas de raspa de couro ao trabalhar com material de construção, lenha, etc.  
  29. 29. Primeiros SocorrosLave o local da picada com água e sabão.Mantenha a vítima deitada para não favorecer a absorção do veneno
  30. 30. Primeiros SocorrosSe a picada for na perna ouno braço, mantenha-os em posição mais elevada
  31. 31. Ofidismo Primeiros Socorros Não amarre! Impedindo a circulação do sangue, você pode causar gangrena ou necrose
  32. 32. Ofidismo Primeiros Socorros Não corte o local da ferida! Não aplique folhas, pó de café ou terra sobre ela! Isso evita infecção.
  33. 33. Não cortar o local do ferimento
  34. 34. Picture 3 Primeiros Socorros Não dê - pinga, - querosene - álcool ou fumo à vítima!
  35. 35. Ofidismo Primeiros Socorros Leve a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para que possa receber o soro em tempo
  36. 36. Bibliografia• Manual de diagnóstico e tratamento de acidentes por animais peçonhentos – MS. FNS. 1998• Boletim epidemiológico – Agressões por animais peçonhentos DF – 2006• Guia de bolso de doenças infectoparasitárias. Brasília 2006, 2 ed revisada

×