MEMBRANA PLASMÁTICA
Introdução
Todas as células, eucariontes ou procariontes, apresentam
membrana plasmática que separa o meio interno do meio...
ESTRUTURA
DA
MEMBRANA
Fosfolipídios: é constituída por uma bicamada, sendo que as
regiões polares ficam em contato com o meio interno ou externo...
São moléculas de lipídeos e
proteínas associados à açúcares.
GLICOCÁLICE
Função
Proteção: protege a membrana contra agentes químicos e físicos.
Receptor químico: captam sinais químicos que regula...
PROPRIEDADES
DA
MEMBRANA
Permeabilidade seletiva: seleciona as substâncias que devem
entrar e sair das células.
Baixa tensão superficial: ocorre de...
TRANSPORTE ATRAVÉS
DA
MEMBRANA
Transporte Ativo: Há consumo de energia fornecida por
ATP.
Difusão passiva: Não gasta energia.É um processo
físico de difu...
Transporte impulsionado por gradientes iônicos: a célula utiliza
Na+, mas também K+ e H+,para transportar moléculas e íons...
Transporte em quantidade
Também chamado de endocitose,pode ser realizado por dois
processos:
Fagocitose: Processo que a cé...
PERMEABILIDADE Á
ÁGUA
Solução Hipotônica: As células aumentam de volume devido à
penetração de água. Pode ocorrer a Lise Celular.
Solução Hipert...
É encontrado desde a parte
periférica do citoplasma até as
proximidades do aparelho de Golgi
e do núcleo celular.
COMPARTI...
Função
Atua sobre as moléculas captadas por pinocitose e as dirige para
diversos destinos intracelulares.O compartimento e...
Caracterizados por diferenças de
pH e composição protéica,os
endossomos precoces tem pH
menos ácido do que o dos
endossomo...
Função
Móleculas dissolvidas ou ligadas a receptores da membrana
geralmente passam dos endossomos precoces para os endosso...
Grande quantidade de membrana
plasmática é introduzida no
citossol, sem que se note
encolhimento da membrana, sem
diminuiç...
Como ocorre
A enorme quantidade de membrana retirada da superfície celular
pelos processos de fagocitose e pinocitose é co...
São enzimas digestivas contidas em
organelas,corpúsculos geralmente
esféricos de estrutura e dimensões
muito variáveis.
OS...
Hidrolases ácidas
Cada lisossomo é envolvido por uma unidade de membrana,contém
enzimas hidrolíticas com atividade máxima ...
As moléculas que constituem as
Membranas Celulares ou Membranas
Plasmáticas são lipídicas com grandes
variedades de proteí...
CAMs (Moléculas de adesão celular)
As CAMs são receptores especializados em reconhecer outras células
e a elas aderir para...
São prolongamentos que
aumentam a superfície de
absorção das células(células
epteliais do intestino delgado).
MICROVILOS
Cada microvilo ou microvilosidade é uma expansão do
citoplasma recoberta pela membrana e contendo numerosos feixes
de micr...
As estruturas juncionais asseguram
a união celular,a vedação do espaço
intercelular e a comunicação entre as
células divid...
Demossomos
Tem a função principal de unir fortemente as células umas às
outras ou à matriz celular.
Zônula Oclusiva
Estrutura que promove a vedação entre as células.
Junção Comunicante
Estabelece comunicações entre as células.
REFERÊNCIAS
BIBLIOGRAFICAS...
Biologia celular e molecular ( Junqueira,Luiz C.)
http://www.biologia.ufc.br/backup/docentes/IzabelGallao/Grad/
/Membrana....
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Membrana plasmática
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Membrana plasmática

7,165

Published on

0 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
7,165
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
245
Comments
0
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Membrana plasmática

  1. 1. MEMBRANA PLASMÁTICA
  2. 2. Introdução Todas as células, eucariontes ou procariontes, apresentam membrana plasmática que separa o meio interno do meio externo e são visualizadas somente por microscopia eletrônica. O modelo mais aceito atualmente, associa a forma da membrana com suas várias funções, é chamado de modelo do mosaico fluído, proposto pelos pesquisadores Singer e Nicholson, em 1972.
  3. 3. ESTRUTURA DA MEMBRANA
  4. 4. Fosfolipídios: é constituída por uma bicamada, sendo que as regiões polares ficam em contato com o meio interno ou externo, enquanto as cadeias carbônicas apolares situam-se no interior da membrana. Colesterol: localizam-se entre as cadeias carbônicas dos fosfolipídios e influenciam na fluidez da membrana. Proteínas periféricas: não atravessam a membrana por inteiro. Proteínas integrais: atravessam completamente a membrana. Destas são chamadas de proteínas de transmembrana as que a atravessam uma única vez e de proteínas de transmembrana múltipla as que a atravessam por mais vezes. Glicoproteínas e glicolipídios: estão presentes na superfície externa das membranas, seu conjunto constitui o glicocálice.
  5. 5. São moléculas de lipídeos e proteínas associados à açúcares. GLICOCÁLICE
  6. 6. Função Proteção: protege a membrana contra agentes químicos e físicos. Receptor químico: captam sinais químicos que regulam o funcionamento celular. Adesão celular: permite que a célula possa se aderir a alguns tipos de superfície. Reconhecimento celular: os leucócitos (células de defesa) reconhecem as células normais do organismo pelo glicocálice. Inibição por contato: regula o crescimento celular, por meio do contato com com glicocálice de células vizinhas. Parede celular: é um envoltório externo à membrana, espesso e rígido, que confere a célula proteção e resistência.
  7. 7. PROPRIEDADES DA MEMBRANA
  8. 8. Permeabilidade seletiva: seleciona as substâncias que devem entrar e sair das células. Baixa tensão superficial: ocorre devido a grande maleabilidade da membrana. Alta resistência elétrica: devido à presença de fosfolipídios que apresentam baixa condutividade elétrica. Regeneração: até certos limites, consegui-se restituir caso sofra alguma lesão. Elasticidade: as interações existentes entre as moléculas de proteínas e fosfolipídios conferem elasticidade à membrana.
  9. 9. TRANSPORTE ATRAVÉS DA MEMBRANA
  10. 10. Transporte Ativo: Há consumo de energia fornecida por ATP. Difusão passiva: Não gasta energia.É um processo físico de difusão à favor de um gradiente. Difusão Facilitada: Sem gasto de energia. Se processa à favor de um gradiente,porém mais veloz que na difusão passiva.
  11. 11. Transporte impulsionado por gradientes iônicos: a célula utiliza Na+, mas também K+ e H+,para transportar moléculas e íons através da membrana.
  12. 12. Transporte em quantidade Também chamado de endocitose,pode ser realizado por dois processos: Fagocitose: Processo que a célula engloba no citoplasma partículas sólidas.Nos animais representam um mecanismo de defesa. Pinocitose: O termo pinocitose foi usado inicialmente para designar o englobamento de gotículas de líquido em células cultivadas. As células emitem delgadas expansões do citoplasma que englobam gotículas do meito cultivo em vesículas de até 1m de diâmetro.
  13. 13. PERMEABILIDADE Á ÁGUA
  14. 14. Solução Hipotônica: As células aumentam de volume devido à penetração de água. Pode ocorrer a Lise Celular. Solução Hipertônica: As células diminuem de volume devido à saída de água. Solução Isotônica: O volume e a forma da célula não se altera.
  15. 15. É encontrado desde a parte periférica do citoplasma até as proximidades do aparelho de Golgi e do núcleo celular. COMPARTIMENTO ENDOSSOMAL
  16. 16. Função Atua sobre as moléculas captadas por pinocitose e as dirige para diversos destinos intracelulares.O compartimento endossomal é um local de separação e endereçamento das moléculas introduzidas no citoplasma pelas vesículas de pinocitose,constituindo um componente importante da via endocítica.
  17. 17. Caracterizados por diferenças de pH e composição protéica,os endossomos precoces tem pH menos ácido do que o dos endossomos tardios. ENDOSSOMOS PRECOCES E TARDIOS
  18. 18. Função Móleculas dissolvidas ou ligadas a receptores da membrana geralmente passam dos endossomos precoces para os endossomos tardios, enquanto as proteínas integrais da membrana da vesícula endocítica se concentram em regiões tubulares especializadas dos endossomos precoces,que constituem regiões de reciclagem de membrana.Dessas regiões partem vesículas que levam a membrana com suas proteínas de volta para a superfície celular.As moléculas que passam para os endossomos tardios acabam nos lisossomos,por mecanismos poucos conhecidos.Assim, os lisossomos são o compartimento terminal da via endocítica.
  19. 19. Grande quantidade de membrana plasmática é introduzida no citossol, sem que se note encolhimento da membrana, sem diminuição do tamanho da célula e sem a síntese de novas moléculas para reconstituir a membrana removida. RECICLAGEM DE MEMBRANA PLASMÁTICA
  20. 20. Como ocorre A enorme quantidade de membrana retirada da superfície celular pelos processos de fagocitose e pinocitose é compensada pela devolução de membrana pelas vesículas de secreção e também pelo retorno da membrana das vesículas de pinocitose depois que elas liberam suas cargas nos endossomos.Assim existe nas células em geral um fluxo constante de membranas,entre a membrana plasmática e a membrana das vesículas de fagocitose,pinocitose e de secreção.As células se mantêm do mesmo tamanho não pela síntese de nova membrana plasmática,mas pela devolução da membrana retirada.
  21. 21. São enzimas digestivas contidas em organelas,corpúsculos geralmente esféricos de estrutura e dimensões muito variáveis. OS LISOSSOMOS
  22. 22. Hidrolases ácidas Cada lisossomo é envolvido por uma unidade de membrana,contém enzimas hidrolíticas com atividade máxima em pH ácido e, por isso, genericamente denominadas de hidrolases ácidas.Eles são ricos em enzimas digestivas para quase todas as macromoléculas biológicas,e as células seriam facilmente destruídas se essas enzimas não estivessem contidas numa organela envolta por membrana.
  23. 23. As moléculas que constituem as Membranas Celulares ou Membranas Plasmáticas são lipídicas com grandes variedades de proteínas. MOLÉCULAS QUE CONSTITUEM A MEMBRANA
  24. 24. CAMs (Moléculas de adesão celular) As CAMs são receptores especializados em reconhecer outras células e a elas aderir para constituir os tecidos e órgãos.Todas as CAMs são glicoproteínas integrais transmembrana ,possuindo uma extremidade da molécula exposta na superfície celular e a outra extremidade fazendo saliência no lado citoplasmático da membrana. As IgCAMs são um grupo de moléculas muito importante pois lembram as dos anticorpos ou imunoglobinas(Ig). Entre as IgCAMs encontram as C-CAM(células do fígado);Ng- CAM(neurônios e células da guia,ou neurológica presente no tecido nervoso);N-CAM(participa da adesão dos neurônios) e a I- CAM(células dos leucócitos-glóbulos brancos do sangue). As Caderinas constituem um grupo de CAMs que mantêm a adesão entre as células nas concentrações normais de CA²+ no meio extra celular. As integrinas são moléculas de adesão dependentes do cálcio ou magnésio que ligam as células à matriz extracelular.
  25. 25. São prolongamentos que aumentam a superfície de absorção das células(células epteliais do intestino delgado). MICROVILOS
  26. 26. Cada microvilo ou microvilosidade é uma expansão do citoplasma recoberta pela membrana e contendo numerosos feixes de microfilamentos responsáveis pela manutenção da sua forma. Os estereocílios são prolongamentos imóveis que aumentam a superfície de algumas células epiteliais.
  27. 27. As estruturas juncionais asseguram a união celular,a vedação do espaço intercelular e a comunicação entre as células divididas em três grupos: ESTRUTURAS JUNCIONAIS
  28. 28. Demossomos Tem a função principal de unir fortemente as células umas às outras ou à matriz celular.
  29. 29. Zônula Oclusiva Estrutura que promove a vedação entre as células.
  30. 30. Junção Comunicante Estabelece comunicações entre as células.
  31. 31. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS...
  32. 32. Biologia celular e molecular ( Junqueira,Luiz C.) http://www.biologia.ufc.br/backup/docentes/IzabelGallao/Grad/ /Membrana.plasmatica.pdf
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×