IV SIMPÓSIO DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERAPIA E XIV ENCONTRO DA REDE FITOCERRADO

(31)
ANATOMIA FOLIAR DO CARRAPICHO-BEI...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Anatomia foliar do carrapicho-beiço-de-boi (Desmodium incanum dc.) endêmico do norte de minas e sua bioprospecção medicinal

291

Published on

IV Simpósio de Plantas Medicinais do Cerrado 2013

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
291
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Anatomia foliar do carrapicho-beiço-de-boi (Desmodium incanum dc.) endêmico do norte de minas e sua bioprospecção medicinal"

  1. 1. IV SIMPÓSIO DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERAPIA E XIV ENCONTRO DA REDE FITOCERRADO (31) ANATOMIA FOLIAR DO CARRAPICHO-BEIÇO-DE-BOI (Desmodium incanum DC.) ENDÊMICO DO NORTE DE MINAS E SUA BIOPROSPECÇÃO MEDICINAL Agildo Antônio da S. Filho1; Ana Paula Gomes de Almeida1; Darlê Martins B. Ramos1; Guilherme Araújo Lacerda1,2 1 2 Faculdades Integradas do Norte de Minas - FUNORTE Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES Introdução: As plantas medicinais são um fator de grande importância para a manutenção das condições de saúde, fazendo parte de um saber local preservado. Estudos científicos buscam nos metabólitos utilizados empiricamente compostos capazes de apresentar atividade biológica para diversos tratamentos. Objetivos: Utilizamos o Carrapicho-beiço-de-boi (Desmodium incanum DC) com objetivo de identificar as estruturas foliares e avaliar a possível ação antibacteriana de seu extrato hidroalcoólico. Métodos: A coleta da planta ocorreu na zona urbana de Montes Claros – MG, em março de 2013 na estação vigente - verão. A identificação botânica foi realizada e as exsicatas depositadas no Herbário da Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) voucher 3750. Foram separadas as folhas das demais partes botânicas e estas foram secas em temperatura ambiente durante uma semana e depois trituradas até a obtenção de um pó. Para as análises morfológicas da folha foram feitos cortes a mão livre com secções transversais e paradérmicas e depois submetidos á coloração com fucsina básica, solução lugol e Sudan IV. Para realizar a extração da matéria-prima foram utilizados 500mL de álcool etílico comercial preparado a 70% (3:1) com 50g do pó da folha, ambos misturados em um béquer durante 1 hora. Depois filtrou-se a vácuo e o líquido verde escuro foi distribuído em placas de Petri e colocados na estufa com com temperatura graduada por um período de 10 dias. Para a avaliação das atividades antimicrobianas foi realizada a técnica REMA (Resazurin Microtiter Assay), frente as bactérias Staphylococcus aureus (ATCC25923), Escherichia coli (ATCC25922) e Pseudomonas aeruginosas (ATCC27853). Resultados: Diversas estruturas foliares foram identificadas: secção paradérmica - estômato e células epidérmicas, Sudan IV; secção transversal - epiderme, glândula e tricomas uniseriados; secção paradérmica, nervuras, Fucsina básica. Conclusões: Relacionamos a ocorrência destas estruturas com o potencial medicinal do Carrapicho-beiço-de-boi porém o extrato foliar hidroalcoólico não apresentou atividade antibacteriana. Palavras-chave: regionalidade; glândulas; biodiversidade. Apoio Financeiro: SOEBRAS - Sociedade Educativa do Brasil

×