• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Spirits
 

Spirits

on

  • 198 views

 

Statistics

Views

Total Views
198
Views on SlideShare
198
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Spirits Spirits Document Transcript

    • SPIRIT Ragi, uma pequena cidade com trinta mil habitantes perto dolitoral, uma cidade tranquila, onde todos se conhecem. As principaisatividades eram a pesca, eles também viviam da agropecuária. No centroda cidade ficava o comércio e o lugar mais importante da cidade... AIgreja, um lugar onde aconteciam todos os eventos e é lá onde começanossa história... No centro, ocorria o evento principal de toda a cidade, o eventoRagi que comemora uma vitória, uma grande conquista para aquelacidade... Bem, vamos voltar a alguns anos atrás... 100 anos antes... Essa era uma época muito triste, cheia de sofrimento, onde aspessoas viviam fugindo. Uma época onde as trevas estavam por poucodominando o mundo! O local é a nossa querida cidade Ragi, antigamenteera um vilarejo sem nome algum... Ali mesmo estavam os três SacerdotesMestres! Os três representavam os três continentes do nosso mundo:Terrana, Sephi e Magika. O nome dos três Sacerdotes era: Ramus,Raphael e Ragi, três irmãos em espirito (como eles diziam), eles lutavamcontra uma força maligna muito poderosa, uma força tão poderosa que seela atravessasse o portal das trevas, o mundo deixaria de existir! Elestambém lutavam contra um poderoso Mestre das Trevas chamado:Nosferythis, um homem obscuro, cujo único objetivo era servir as trevas!Ramus já não aguentava mais, seus poderes já estavam no limite, Raphaelsuplicava por algum milagre, algo que acabasse com o sofrimento daquelelugar, Ragi não desistia fácil, mesmo machucado com sangue correndoestre seu rosto, ele ainda tinha fé, ele procura algo dentro de si mesmoque mostrasse o caminho que ele devia ir. Ragi viu seus “irmãos” quasemortos implorando por salvação, ele levanta seus braços para a escuridãoque tomava o local (a quantidade de demônios no céu era tanta, que océu ficou preto) e grita:
    • -Este não é seu lugar! Você não é digno de viver, o que você matou,agora volta contra ti! Você não tem o direito de tirar a vida, pois o quecorre em você... são trevas!!! Ele está ao meu lado e eu o sirvo! O seumestre voltará para o seu devido lugar... A ESCURIDÃO!!! Do céu se viu um clarão, algo que aos olhos humanos, cegaria! Euma voz indecifrável aparece, uma voz bela e celestial, não se entendia oque ela dizia, mas era palavras de conforto, que espantava as trevas, umavoz que parecia dizer: Eu estou aqui. Ragi começa a levitar com os braçosabertos e com apenas um olhar para Nosferythis, ele começa a perderpouco a pouco sua vida, o que há dentro dele começa a se desintegrar. Ragi diz com uma voz que dava para ser escutada a quilômetrosdali: -Não perturbe mais ele local, volte e não cause mais problemas! Eudou minha vida por este lugar! Esse solo será agora em diante sagrado,pois aqui a vida retornou! Após estas palavras, o céu começou a clarear, os demônios queestavam ali começaram a se desintegrar e o portal some! Nosferythis caiao chão juntamente com Ragi. Raphael e Ramus correm em direção aRagi e vê que nele não há mais vida... Mas ele estava com um sorriso norosto, Ramus cita algo em voz baixa: -Que sua alma seja recebida ao lado do Grande Senhor. Após estas palavras, Ragi começa a sumir pouco a pouco, seu corpose junta ao céu que agora, está belo e limpo, como deve ser... A cidade Ragi tem esse nome em homenagem àquele que deu suavida por aquele local, que hoje é um dos lugares mais importantes docontinente Magika. Crianças, feirantes, famílias, etc... Todos seencontravam ali! Um lugar que antes era triste, hoje vive em alegria. Nossa história começa com uma família simples, como qualqueroutra, constituída por três pessoas: Vyvian Trevor(A mulher da família),Mett Trevor(O “pai” da família) e Jimmy Trevor, também chamado de Jimpelos pais(era o único filho da família), Jimmy era adotado, ele foiencontrado perto do litoral, em uma cesta que estava escrito: “Jimmy”.Mett trabalha da pesca, um trabalho bem respeitado naquela área poistodos sabiam que os melhores peixes eram de Ragi. Vyvian não
    • trabalhava, cuidava apenas da casa. Jimmy tem apenas sete anos, umgaroto muito extrovertido, muito brincalhão. O querido prefeito Murdok da cidade sobe ao palco para dar boasfestas aos habitantes de Ragi: -Queridos! Peço a atenção de todos! O público olha em direção ao palco, atentos ao que o prefeito iriadizer, como também nossa querida família que observava... -Hoje comemoramos algo muito importante para nossa cidade!Completamos um centenário desde que a alegria retornou a este lugar... O prefeito é interrompido por uma pessoa não muito longe do palcoque dizia: -Cale-se! Seu monte de lixo! Hahahahaha... Essa pessoa estava vestida com roupas pretas e ombreiras de ummetal negro e correntes que tinham um desenho de leão com chifres e emsuas mão havia um tipo de luva de metal que chegava até seu cotoveloonde no fim da mão havia garras . Com ele estava mais duas pessoas, elesgargalhavam muito... até que o prefeito pergunta: -Quem são vocês? O que querem? Outro que estava vestido com a mesma roupa que o anterior, masagora tinha um tipo de espada que parecia muito como uma armaresponde: -Hora, hora, hora... Uma das cidades mais faladas não nos conhece.Hahahaha vão nos conhecer agora em diante! Com uma posição de mãos ele toca ao chão gritando: -Guardiões de ferro! Criaturas que pareciam vestir um ferro preto saem do chão ecomeçam a destruir tudo! As pessoas entram em pânico e começam acorrer, guardas da cidade vão em direção a essas criaturas, mas elas erammuito fortes... Mett vendo aquela situação toda, pega a sua família e saicorrendo para a sua casa. No meio do caminho, um cachorro que estavarevestido de um ferro negro, corre em direção de Vyvian, mas Mettconsegue derrubar o cachorro antes que ele chegasse em Vyvian! Eles seguem caminho até chegarem em casa, lá eles trancam portase janelas! Ao lado de fora, se escuta gritos e agonia, como também tiros! Mett olha para sua família e diz:
    • -Tenho que proteger vocês custe o que custar! Não vou deixar queeles te machuquem! Vamos sair pelos fundos, talvez lá não tenhaninguém... Eu vou verificar, fiquem aqui! Mett vai até a porta dos fundos, e vê que o lugar estava livre paraeles fugirem. -Venham rápido, antes que apareça uma daquelas criaturas! Vamostentar fugir para fora da cidade. Mett pega no colo Jimmy e Vyvian vêm logo atrás. Os dois corrementre os becos e o que eles observam a sua volta é morte! Corpos no chãocom perfurações e mordidas, furos de objetos cortantes... Eles conseguemchegar perto de uma saída. Mett olha para os dois lados para ver se temalguém vindo e vê que não há ninguém. -Falta pouco, não desistam! Uns cem metros até aquela saída...Venham! Eles correm para chegar a saída até que Mett escuta um grito atrásde ti, ele olha e vê Vyvian esticada ao chão... Mett não sabia o que tinhaacontecido, ele olha mais a frente e vê um daqueles homens de preto,esse vestia as mesmas roupas, seus cabelos eram longos e brancos e eleaparentava ter um monóculo no olho esquerdo. Mett sabia que ele não iaconseguir fugir com seu filho nos braços, ele olha para seu filho, segura ofortemente e corre para a saída, corre com toda sua força, mas o homemo acerto com um tiro certeiro por trás... Mett joga Jimmy para longe paran ser atingido também e cai ao chão com o peito direito perfurado. Ohomem que estava montado em uma criatura que parecia como umleopardo, mas era grande como um leão, a criatura estava revestida comum material que brilhava! O tal homem chega perto de Mett colocandoseu pé sobre a perfuração, forçando o ferimento e rindo. Jimmy observaaquela cena, paralisado pelo medo, sem saber o que fazer. Mett tentausar suas ultimas forças agarrando aos pés do homem e gritando paraJimmy: -Fuja! Não fique ai parado... Cor-ra para lon... Antes que Mett terminasse, o tal homem da um tiro em sua cabeça.Jimmy arregala os olhos e grita de terror. O homem que agora parecia ummonstro com sangue em suas luvas e em seu rosto, vinha caminhando emdireção a Jimmy levantando sua arma. Jimmy congela e espera pelo pior...
    • Até que um dos três homens aparece, aquele cuja mão tinha umamanopla de ferro onde ao fim dela tinha uma garra grita chamando pelohomem que mirava para Jimmy. -Venha! O nosso trabalho já acabou... Não temos mais nada parafazer aqui. -Você não pode esperar mais um pouco? Perguntava o “monstro” com a arma já engatilhada na mão. -Não! Não viermos por diversão, o nosso proposito aqui já acabou!Vamos voltar imediatamente! -Sim... Senhoril. Você tem sorte garoto, pena eu não poder tirar essesofrimento que você terá pelo resto da sua vida. Ele abaixa a arma e vira as costas para Jimmy e vai para seuLeopardo... Jimmy corre em direção a ele com um grito de raiva, o homemvirasse e da um tiro no peito esquerdo de Jimmy... Ele cai ao chão,tremendo, com os olhos estáticos... Sem nenhuma reação... Ele fecha seusolhos e seu corpo para de se mexer... Ali era seu fim, os homens quecausaram o atentado a aquela cidade vão embora, deixando um rastro desangue.