Aula de interação dos elementos do clima com os fatores do clima
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aula de interação dos elementos do clima com os fatores do clima

on

  • 2,096 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,096
Views on SlideShare
1,991
Embed Views
105

Actions

Likes
1
Downloads
17
Comments
0

7 Embeds 105

http://celeirogeografico.blogspot.com.br 67
http://celeirogeografico.blogspot.ru 20
http://celeirogeografico.blogspot.pt 7
http://celeirogeografico.blogspot.com 7
http://www.celeirogeografico.blogspot.com.br 2
http://celeirogeografico.blogspot.fr 1
http://celeirogeografico.blogspot.com.ar 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula de interação dos elementos do clima com os fatores do clima Aula de interação dos elementos do clima com os fatores do clima Presentation Transcript

  • A INTERAÇÃO DOS ELEMENTOS DO CLIMA COM OS FATORES DO CLIMA NA ATMOSFERA TERRESTRE
  • Os elementos climáticos são definidos pelos atributos físicos que representam a atmosfera geográfica de um determinado lugar. São elas a temperatura, a umidade e a pressão. Estas são manifestadas por meio da precipitação, vento, nebulosidade, entre outros. http://solonaescola.blogspot.com.br/2012/08/o-que-causa-o-cheiro-apos-chuva.html
  • Baixa altitude = maior coluna de ar = maior pressão Alta altitude = menor coluna de ar = menor pressão http://www.prof2000.pt/users/elisabethm/geo7/clima/elementosp.htm
  • O vento forma-se também devido à diferença de pressão atmosférica. O ar se desloca das áreas de alta pressão para as de baixa pressão: • áreas frias têm maior pressão. • áreas quentes têm menor pressão. Quantos maiores essas diferenças, mais forte serão os ventos. Existem ventos que nunca param. São os ventos alísios, que sopram nas regiões tropicais; e também os polares, que vão dos pólos para as regiões temperadas. Esses ventos são constantes. http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=23348
  • Fonte: http://files.nireblog.com/blogs1/aimagemdapaisag acesso feito dia 19/09/2010 Há também ventos periódicos, como as brisas (frequentemente nos litorais, montanhas e vales) e as monções (que atingem o sul e o sudeste da Ásia). Quando é verão no continente asiático, as monções sopram do oceano para a terra. No inverno ocorre o contrário; sopram do continente asiático para o oceano. http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/04/moncoes-em-certas-regioes-da-terra.html
  • Vento: termo genérico que identifica o ar em movimento, independente da velocidade Brisa: é um vento de pouca intensidade, que geralmente não ultrapassa os 50 km/h. Monção: começa no início de junho no sul da Índia. São ventos periódicos, típicos do sul e do sudeste da Ásia, que no verão sopram do mar para o continente. A monção geralmente termina em setembro, caracterizando-se por forte chuva associada a ventos. Ciclone: Caracteriza-se por uma tempestade violenta que ocorre em regiões tropicais ou subtropicais, produzida por grandes massas de ar em alta velocidade de rotação. Evidencia-se quando ventos superam os 50 km/h. Furacão: vento circular forte, com velocidade igual ou superior a 119 km/h. Os furacões são os ciclones que surgem no mar do Caribe (oceano Atlântico) ou nos Estados Unidos. Giram no sentido horário (no hemisfério sul) ou anti-horário (no hemisfério norte) e medem de 200 km a 400 km de diâmetro. Sua curva se assemelha a uma parabólica. Tufão: é o nome que se dá aos ciclones formados no sul da Ásia e na parte ocidental do oceano Índico, entre julho e outubro. É o mesmo que furacão, só que na região equatorial do Oceano Pacífico. Os tufões surgem no mar da China e atingem o leste asiático. Tornado: é o mais forte dos fenômenos meteorológicos, menor e mais intenso que os demais. Com alto poder de destruição, seus ventos atingem até 500 km/h. O tornado ocorre geralmente em zonas temperadas do hemisfério norte. Vendaval: vento forte com um grande poder de destruição, que chega a atingir até 150 km/h. Ocorre geralmente de madrugada e sua duração pode ser de até cinco horas. Willy-willy: nome que os ciclones recebem na Austrália e demais países do sul da Oceania.
  • A grande variação espacial e temporal da manifestação dos elementos do clima deve-se à ação de controladores climáticos, também conhecidos como fatores do clima. São elas latitude, altitude, correntes marítimas, massas de ar, relevo, continentalidade/ maritimidade e atividades humanas. http://professormarcianodantas.blogspot.com.br/2013/06/a-temperatura-do-ar
  • Latitude Latitude é a coordenada geográfica ou geodésica definida na esfera, no elipsóide de referência ou na superfície terrestre. A latitude mede-se para norte e para sul do equador, entre 90º sul, no Pólo Sul (ou pólo antártico) (negativa), e 90º norte, no Pólo Norte (ou pólo ártico) (positiva). A latitude no equador é 0º. O modo como a latitude é definida depende da superfície de referência utilizada. http://www.ancruzeiros.pt/o-problema-da-latitude-e-da-longitude
  • Altitude Altitude é a distância vertical medida entre um determinado ponto, e o nível médio do mar. Altura é a distância vertical medida entre um determinado ponto, e o nível do solo. http://santiago.pro.br/blog/?p=46
  • Correntes marítimas Em oceanografia, chamam-se correntes  oceânicas ou correntes marítimas ao fluxo das águas  dos oceanos, ordenadas ou não, decorrentes da inércia da  rotação do planeta Terra, dos ventos e da diferença  de densidade.  http://www.infoescol a.com/geografia/cor rente-maritima/ 
  • Suas movimentações não são bem definidas por  haver continentes e ilhas ao longo da sua movimentação,  portanto, correm com grande variabilidade. Influenciam  na pesca, na vida marinha e no clima. http://pt.wikipedia.org/wiki/Corrente_oce%C3%A2nica