A mentira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

A mentira

on

  • 1,771 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,771
Views on SlideShare
1,771
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
10
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

A mentira A mentira Document Transcript

  • A Mentira Sinopse: Uma mentira foi contada e um grande amor está terrivelmenteameaçado pelo ódio e desejo de vingança. Será que um grande amor é capaz de perdoar um crime tão terrível e a mentira para ocultar esse crime?Será que o desejo de vingança será maior que o pedão?************************************************************** Eu quis matá-la e depois quis morrer de tanto desgosto esofrimento. Mas decidi que acabaria com ela lentamente, usandoaquele velho ditado: “ Vingança é um prato que se come frio!” e nomeu caso, comeria bem gelado. Tracei algumas metas para cumprir omeu plano de vingança e as seguiria a partir desse momento:SeduzirFazer sofrerHumilharEnlouquecerDestruirMatarEssas seriam as metas para a minha nova vida e depois queconseguisse o que queria, poderiam em fim acabar com a minhavida.Então decidi que me vingaria dela da pior forma possível e começariaa planejar como a destruiria. E depois que estivesse totalmentearrasada, sem defesa, sem forças para lutar ou reagir, nósmorreríamos juntos. Jacob e Renesmee - Realidade alternativaCategorias: Saga Crepúsculo Personagens:Gêneros: Drama, RomanceAvisos: Nudez, SexoDesafios:Séries:Capítulos: Terminada: Sim Palavras: 122507 Leitores: Publicada:Atualizada:Notas da História:
  • Essa fic poderá apresentar passagens impróprias para menores de 16anos.1. PRÓLOGO escrita por GLAUCIABLACK2. JAKEXNESSE escrita por GLAUCIABLACK3. VIAGEM escrita por GLAUCIABLACK4. CRIME escrita por GLAUCIABLACK5. PLANO escrita por GLAUCIABLACK6. JOGO DE SEDUÇÃO escrita por GLAUCIABLACK7. JOGO DE SEDUÇÃO - PARTE 2 escrita por GLAUCIABLACK8. NOIVOS escrita por GLAUCIABLACK9. CASAMENTO - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK10. CASAMENTO - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK11. LUA DE MEL - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK12. LUA DE MEL - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK13. SOFRIMENTO - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK14. SOFRIMENTO - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK15. HUMILHAR - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK16. HUMILHAR - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK17. ENLOUQUECER - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK18. ENLOUQUECER - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK19. FUGA - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK20. FUGA - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK21. BÔNUS - ESCONDENDO SEGREDOS DE EDWARD escrita porGLAUCIABLACK22. BÔNUS – MENTINDO PARA EDWARD - PVO BELLA escrita porGLAUCIABLACK23. AMANDA - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK24. PROCURA - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK25. AMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO NESSE escrita porGLAUCIABLACK26. ATRAÇÃO FATAL – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK27. AMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO JAKE (nova postagem) escritapor GLAUCIABLACK28. ATRAÇÃO FATAL – PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK29. BÔNUS - PENSAMENTOS – PVO EDWARD escrita porGLAUCIABLACK30. BÔNUS - REVELAÇÃO PVO EDWARD escrita por GLAUCIABLACK31. BÔNUS – A MENTIRA escrita por GLAUCIABLACK32. BÔNUS – CONFISSÃO escrita por GLAUCIABLACK33. REVELAÇÃO PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK34. O QUE EU FIZ? PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK35. REVELAÇÃO PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK36. BÔNUS – INVEJA – PVO ASSASSINA escrita por GLAUCIABLACK37. OH! MINHA FILHA NÃO – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK38. OH! MINHA FILHA NÃO – PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK39. LONGA ESPERA – PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK40. A CARTA – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK
  • 41. A última vez – PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK42. A última vez – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK43. O CONFRONTO – PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACK44. BÔNUS - ANALISANDO OS PENSAMENTOS – PVO EDWARDescrita por GLAUCIABLACK45. O CONFRONTO – PVO NESSE - PARTE 1 escrita porGLAUCIABLACK46. O CONFRONTO – PVO NESSE – PARTE 2 escrita porGLAUCIABLACK47. ESPERANÇA - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK48. BÔNUS -MISSÃO IMPOSSIVEL – O RESGATE – PVO ALICEescrita por GLAUCIABLACK49. REENCONTRO – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACK50. PENÚLTIMO CAPÍTULO – MAL ENTENDIDO – PVO JAKE escritapor GLAUCIABLACK51. PENÚLTIMO CAPÍTULO – MAL ENTENDIDO – PVO JAKE escritapor GLAUCIABLACK52. CAP FINAL – EU SEMPRE VOU TE AMAR – PVO NESSE escrita porGLAUCIABLACK53. CAP FINAL – EU SEMPRE VOU TE AMAR – PVO JAKE escrita porGLAUCIABLACK54. BÔNUS – CASAMENTO escrita por GLAUCIABLACK55. EPÍLOGO escrita por GLAUCIABLACK
  • PRÓLOGO escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, como todos que acompanharam minhas duas ficsperceberam, não gosto de dejavu. Então entraremos em uma tramaonde nossos personagens irão se amar apaixonadamente, mas terãomuitos conflitos e viverão nos limites do amor e do ódio.A trama começará com uma tragédia, seguida de uma mentira quemudará o rumo da vida de dois jovens que se amam demais.Espero que realmente gostem dessa nova trama.PRÓLOGOPvo JakeO que você faria se a pessoa que você mais ama no mundo fosse asua pior inimiga? Se ela cometesse o único crime que você nãoperdoaria?Eu quis matá-la e depois quis morrer de tanto desgosto e sofrimento.Mas decidi que acabaria com ela lentamente, usando aquele velhoditado: “ Vingança é um prato que se come frio!” e no meu caso,comeria bem gelado.Tracei algumas metas para cumprir o meu plano de vingança e asseguiria a partir desse momento:- Seduzir- Fazer sofrer- Humilhar- Enlouquecer- Destruir- MatarEssas seriam as metas para a minha nova vida e depois queconseguisse o que queria, poderiam em fim acabar com a minha vida.PVO NesseO que você faria se tivesse um segredo tão terrível, que não poderiacontar nem para sua melhor amiga? Se esse segredo destruísse todosos seus sonhos?Se você pudesse perder o amor da sua vida?Vivo apavorada e com medo que descubram o que fiz. E paraesconder o meu segredo, estou disposta a mentir, enganar emanipular..Não posso perder o meu único e verdadeiro amor!!Meu Jake!!! Meu amor!!Uma mentira pode se tornar uma verdade e uma verdade umamentira, dependendo da forma que é contada e por quem é contada!! Voltar para o índice
  • JAKEXNESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, essa cap é para mostrar como era a relação de Jake e Nesseantes tudo acontecer.JANEXNESSPVO NESSEMeu nome é Renesmee Cullen e era uma garota um pouco diferentedas garotas da minha idade. Tinha 8 anos, mas minha aparência erade uma garota de 18.Era uma meta vampira, estava cursando oterceiro ano do ensino médio em Clallam Bay High School.Meus pais e eu vivíamos com nossos parentes, avós, tios e Megan,em uma imensa mansão em Clallam Bay, que fica ao norte deWashington e ficava aproximadamente 1 hora de La Push.Megan havia sido adotava por Rosali e Emmett há alguns anos antes,quando Tanya pediu que tomássemos conta dela, porque Carmenteve ciúmes de Eleazar. Então ela passou a ser a filha adotiva dosmeus tios, minha melhor amiga e quase irmã.Além de uma família de vampiros, pouco convencional, namorava umlindo rapaz chamado Jacob Black que se transformava um lobomarrom avermelhado constantemente. E a maioria nos nossosamigos também eram lobos. Então não me considerava umaadolescente normal, levando-se em consideração a minha estranhafamília, meu namorado e meus amigos.Cresci cercada de mimos e amor da minha família e de Jake, que atédois anos antes, era só meu melhor amigo. Mas depois que comecei ame transformar em uma mulher, as coisas estão ficando um poucoestranhas entre nós e começou a rolar um clima. E quandopercebemos, estávamos namorando para o desespero do meu pai,que fez de tudo para impedir no início.Amava Jake loucamente e cada célula do meu corpo gritava por ele,mas meu amado namorado era muito respeitoso e estavapretendendo esperar por nosso casamento para termos um poucomais de intimidade. E isso me deixava completamente alucinada ealgumas vezes quase subia pelas paredes.Ele tinha um corpo maravilhoso e quando estávamos juntos tinhavontade de mordê-lo todinho. Contudo ele impôs alguns limites paraa nossa relação e isso estava me enlouquecendo.
  • Às vezes achava que ira pegar fogo e tanto calor que sentia, mas atéainda estávamos no zero a zero.Ele pretendia preservar a minha pureza até o nosso casamento e euachava aquilo ridículo.- Como se eu quisesse ficar pura!!- Já sou sua!!- Toda sua!!- Para que esperar mais¿- Que saco!!- Jake!! Meu Jake!! Lindo!! Maravilhoso!! Gostoso!! Como te quero!!Como te desejo!!- Por que precisamos esperar tanto se já sou toda sua¿ PenseiJake iria viajar para o Havaí em dois dias, pois a sua irmã Rebeccaestava muito doente e internada. Então pela primeira vez em tantosanos ficaríamos longe um do outro.Pedi meu pai para ir com ele, mas apesar de todas as minhastentativas, não consegui permissão.E isso está me deixando maluca!!Como vou ficar um dia sem beijar aquela boca maravilhosa¿Sem sentir o seu gosto e seu cheiro¿Como queria ir com meu Jake!!!Eu o amo tanto!!Faria tudo por ele!!Tudo!Aquela manhã, estava deitada na cama do meu quarto, após faltaraulas a contra gosto dos meus pais, e esperava Jake para passarmoso dia inteiro juntos.Enquanto esperava, refletia sobre a nossa relação, sobre asimplicâncias do meu pai e sua insistência de ir para universidadeantes de me casar. Então ouvi a porta abrir baixinho e a imagem domeu Apólo entrando lentamente com um sorriso imenso no rosto.- Jake, amor!! Já estava ansiosa! Disse enquanto ficava de pé eanalisava aquele corpo maravilhoso pela milésima vez.Lindo!! Tão gostoso!!! Todinho meu!! Ai!! Acho que vou ter umahipertermia!! Ui!!- Oi princesa! Como se sente hoje¿ Ele perguntou com um sorriso nocanto dos lábios.- Com saudade!! Morrendo a cada segundo. Disse me agarrando a elefortemente, enquanto meu nariz procurava pelo seu cheiromaravilhoso de amêndoa.
  • - Eu nem partir ainda. Já está assim¿ Ele disse, levantando o meurosto e puxando meu queixo para próximo de sua boca.- Muita!! Morrendo!! Respondei e depois deu um beijo ansioso emseus lábios. E pude sentir o gosto maravilhoso de sua boca, semovendo lentamente na linha, enquanto abriu a procura da minhalíngua. Aquele beijo foi calmo e muito suava, e sentia a sua língua semovendo sem pressa e urgência. Enquanto aproveitava cadamovimento circular.Céus!! Esse beijo foi muito bom!! Muito gostoso!! Ai, Jake!! Continuaa me beijar desse jeito... por favor, não para!! Quero te beijar assimsempre.Pensei- O que minha branquinha quer fazer hoje¿ Ele sussurrou em meuouvido, depois que parou de me beijar.- Quero nadar! Vamos para o Lago Ozzette¿ Perguntei, já planejandoo nosso dia sozinhos no lago, quase sem roupas.Ai!! Isso vai ser muito bom!! Um dia inteiro navegando nesse corpoperfeitamente esculpido em forma de homem. Ai!! Vou acabarexplodindo qualquer hora dessas!!- Tem certeza¿ Não quer fazer outra coisa. Ele perguntou franzindoas sobrancelhas, enquanto eu o puxava para minha cama.Acho que podemos aproveitar aqui na minha cama mais umpouquinho!! Meu Jake!! Lindo!! Maravilhoso!!- Nesse, por favor! Não faz isso!! Tira a mão daí! Ele ordenou e seafastou de mim.- Não estamos fazendo nada demais. Disse, fingindo-me de inocente.Ainda não estamos fazendo nada, mas se quiser... podemos fazertudo.- Nesse, seu pai já tem motivos para tentar nos separar e ficarimplicando comigo. Se ele nos pega na sua cama, mesmo que nãofaçamos nada... vai ser uma “M”. E sabe que quero evitar problemase fazer tudo certinho para casarmos logo.- Jake! Você sabe qual a única forma de obrigar meu pai a nos deixarcasar¿ Então acho que poderia colaborar um pouco comigo! Respondipara ele.Se nós dormirmos juntos, ele não terá outra alternativa. Seubobinho!! Pensei.- Nesse, você sabe que quero fazer as coisas certinhas. Se fossequalquer outra garota, a levaria para cama sem me importar. Masvocê é a mulher que escolhi para mim e vou respeitá-la até chegar o
  • momento certo. Então não vamos começar essa discussãonovamente.- OK!! Vamos parar por aqui!Vou me arrumar, para irmos logo.Realmente não vou discutir a minha castidade com você!! Já estoucansada disso!! Agora vou agir!!- Coloque uma roupa fresca, não deixe levar roupas e toalhas. Ah!! Ofiltro solar!! Não quero a minha branquinha vermelha e descascando.- Espera só um pouco que já volto. Disse para ele.Fui para o meu banheiro enorme, tomei um banho frio, depois passeihidratante pelo corpo (o que Jake mais gostava), coloquei umabermuda jeans, uma camiseta branca da Marie, o meu adidas branco,penteei os meus cabelos, escovei os dentes e já estava pronta.Antes de sairmos, coloquei toalhas e roupas em uma mochila e fomospara o nosso passeio de despedida.Durante o caminho, ele começou com aquela conversa sobre auniversidade e isso começava a me irritar profundamente, porquenão tinha a intenção de cursar nada e ele e meu pai insistiam noassunto.- Nesse, já começou a enviar os formulários para as universidades¿Ele perguntou, enquanto dirigia.- Não! Mais meu adorável pais está fazendo isso por mim. Dissefazendo uma careta e demonstrando o meu descontentamento.Ai, Jake! Não vai estragar o nosso dia com essa lenga lenganovamente! Que chato. Pensei.- Você tem que pensar nisso. E sabe que seu pai só vai permitircasarmos depois da universidade. Ele disse.- Não!! Sabe que não vou para a universidade! E não vou discutir issocom você. Não hoje!! Respondi passando a mão sem seus cabelos.- Chegamos!! Ele disse estacionando o carro.- Finalmente!! Um dia inteiro só nosso!! Todo nosso!! Sozinhos!!Ai, Jake!! Hoje quero tudo!! Simplesmente tudo e você não vai meescapar.Nós descemos do carro e fomos pela trilha até o enorme lado. Entãotiramos nossas roupas e caímos na aguar, e ficamos brincando comoduas crianças. Mas apesar do clima perfeito, Jake conseguiu se conter
  • mais uma vez e não consegui o que queria. E mesmo assim, estavafeliz por ter meu amor todo para mim um dia inteiro.Quando começou anoitecer, ele me levou para casa e aindanamoramos mais um pouco. Pois sabíamos que teríamos apenasalgumas horas juntos, até a sua viagem para o Havai.PVO JakeSou Jacob Black, mas as pessoas me chamavam de Jake, tinham 24anos, morava em uma alteia Quileut chamada La Push, vivia comolobo nas minhas horas vagas, trabalhava em uma grade oficina emForks e namorava a garota mais linda e mais incrível do mundo. E senão fosse pelo fato dela ser uma meta vampira e ter uma família devampiros, com um pai muito ciumento seria perfeita.Nesse era a criatura mais linda, maia maravilhosa, encantadora,sedutora, inteligente, amável e doce do mundo. E não sabia o queseria da minha vida sem minha doce princesa.Tive uma impressão com ela, quando ainda era uma recém nascida edesde então não pude me afastar mais dela.Durante oito anos de sua vida, fui seu irmão, seu companheiro decaças, seu melhor amigo. Mas o tempo passou e passei a vê-a comoutros olhos, apaixonando-me perdidamente por ela a cada dia.Se alguém me perguntasse o que era minha vida sem Nesse, diriaque não existe vida pois vivia para amá-la e fazê-la feliz.Ela era extremamente sedutora e fazia tudo para que perdesse acabeça, pois estava doida para fazer amor comigo. Só que queria emalgo mágico e especial, e não achava que estava pronta para essetipo de envolvimento. Então tentava adiar um pouco, até o nossocasamento, que esperava que ser breve.Estava juntando todo dinheiro que ganhava para comprar umacasinha modesta para nós dois, e quem sabe em um ou dois anosfinalmente pediria a sua mão, apesar de saber o chilique que seu paidaria.Aquela semana estava muito triste, pois viajaria para o Havaí e ficarialonge da minha Nesse pela primeira vez. Então estava com o coraçãoapertado de tanta saudade, que já sentia.Ela bem que insistiu para ir e eu adoraria. Mas seu pai não permitiu,temendo que acontecesse algo entre nós.- Minha Nessa!! Linda !! Maravilhosa!! Deliciosa!!- Eu também quero muito você, mas você é tão criança!- Não quero te machucar!! Se puder esperar só mais um tempo... tefarei a mulher mais feliz do mundo!!
  • - Te amarei por toda a minha vida!!- Minha Nesse!!- Meu amor!!-Minha princesa!!- Minha branquinha!!Havia combinado com ela de passarmos o dia juntos antes da minhaviagem. Então pedi folga em meu emprego e fui cedo para casa daminha branquinha. E estava ansioso para ficar agarradinho com ela,sentindo seu cheiro, seu gosto e tocar a sua pela aveludada.Estava dirigindo para a casa da minha branquinha, lembrando do seulindo rosto e da forma como fazia beicinho quando negava o que elaqueria. Então cheguei na casa dos Cullens e percebi que a casaestava vazia.Corri para o quarto da minha Nesse, abri a porta bem de vagar e meusorriso se abriu quando a vi deitada na cama, linda e maravilhosacomo sempre.- Jake, amor!! Já estava ansiosa! Ela disse ficando de pé e analisandomeu corpo para me tentar.- Oi princesa! Como se sente hoje¿ Perguntei com um sorrindo paraela, mas com uma imensa vontade de agarrá-la e beijá-la todinha.Linda!! Maravilhosa!! Ai como queria ter você por completo e te fazerminha mulher. Quando tempo mais vou esperar para isso¿ Te querotanto!! Pensei- Com saudade!! Morrendo a cada segundo. Disse e depois meagarrou, abraçando-me e cheirando o meu peito.- Eu nem partir ainda. Já está assim¿ Eu disse, puxando seu queixopara próximo da minha boca.Quero beijar muito essa boca deliciosa!! Quero te beijar o dia inteiro!!Ter todos os beijos que perderei nesses dias. Pensei- Muita!! Morrendo!! Ela disse e depois me beijou delicadamente.Nossos lábios se moviam sem pressa, sem ansiedade, de forma bemtranqüila aproveitavam cada movimento e nossas línguas se movialentamente, sentindo cada toque como se fosse o último de nossasvidas. Senti meu corpo inteiro arrepias com aquele beijo foi tãomágico, que fazia cada célula do meu corpo gritar desesperadamentepelo dela e as borboletas voarem com ferocidade em meu estômago.- O que minha branquinha quer fazer hoje¿ Sussurrei em seu ouvido,depois do nosso beijo.
  • Minha Nesse!! Se você soubesse como me deixa louco e a força quefaço para não te tomar aqui mesmo!- Quero nadar! Vamos para o Lago Ozzette¿ Ela perguntou.- Tem certeza¿ Não quer fazer outra coisa. Perguntei franzindo assobrancelhas, enquanto ela me puxava para a sua cama.Céus!! Não, Nesse!! Não faça isso!! Por favor, não me torture dessejeito!! Não vou conseguir agüentar essa tortura! Você é tão linda! Tãomaravilhosa!!- Nesse, por favor! Não faz isso!! Tira a mão daí! Ordenei e meafastei dela.Não faz isso, Nesse!! Se você avançar mais um pouquinho... vouperder minha cabeça!! Por favor, não!!- Não estamos fazendo nada demais. Disse, fazendo-se de inocente.- Nesse, seu pai já tem motivos para tentar nos separar e ficarimplicando comigo. Se ele nos pega na sua cama, mesmo que nãofaçamos nada... vai ser uma “M”. E sabe que quero evitar problemase fazer tudo certinho para casarmos logo.Não quero que seja desse jeito tão vulgar!! Quero algo especial emágico para nós dois. Por que me tenta tanto, minha princesa¿- Jake! Você sabe qual a única forma de obrigar meu pai a nos deixarcasar¿ Então acho que poderia colaborar um pouco comigo! Dissepara mim.- Nesse, você sabe que quero fazer as coisas certinhas. Se fossequalquer outra garota a levaria para cama sem me importar. Masvocê é a mulher que escolhi para mim e vou respeitá-la até chegar omomento certo. Então não vamos começar essa discussãonovamente.Realmente não quero voltar a discutir isso com você, princesa. Sevocê pelo menos entendesse o meu ponto de vista!- OK!! Vamos parar por aqui!Vou me arrumar, para irmos logo. Eladisse.- Coloque uma roupa fresca, não deixe levar roupas e toalhas. Ah!! Ofiltro solar!! Não quero a minha branquinha vermelha e descascando.Disse para ela.- Espera só um pouco que já volto. Ela respondeu.
  • Fiquei sentado na cama da minha princesa, cheirando o seutravesseiro por aproximadamente uma hora até ela voltar prontapara sairmos. E pensava seriamente em ceder as vontades de Nessee precipitar as coisas entre nós.Durante o caminho, puxei o assunto sobre a universidade. Poisestava muito interessado sobre onde ela estaria no próximo ano. E aomesmo tempo preocupado com a distância que ficaríamos nesseperíodo. Contudo o seu futuro era importante demais e não deixariaque abandonar tudo para ficar comigo em uma vida medíocre.- Nesse, já começou a enviar os formulários para as universidades¿Perguntei, enquanto dirigia e tentava parecer casual.- Não! Mais meu adorável pai está fazendo isso por mim. Respondeufazendo uma careta.- Você tem que pensar nisso. E sabe que seu pai só vai permitircasarmos depois da universidade. Disse.- Não!! Sabe que não vou para a universidade! E não vou discutir issocom você. Não hoje!! Ela Respondeu passando a mão meus cabelos.- Chegamos!! Disse estacionando o carro.- Finalmente!! Um dia inteiro só nosso!! Todo nosso!! Sozinhos!! Elagritava, radiante de felicidade.Abri a porta do carro, peguei sua pequena mão e a conduzi pela trilhaaté o lago.Quando chegamos, tiramos as nossas roupas e ficamos com trajes debanho. Então pulamos na água e ficamos o dia inteiro juntinhos,namorando sem nenhuma pressa e com muito carinho tentavaconfortá-la pelo abandona que a deixaria.O dia foi passando lentamente e conversamos sobre diversas coisas.Então quando percebi, já estava anoitecendo e tinha que levar minhabranquinha para casa.Quando chegamos na casa dos Cullens, ficamos namorando mais umpouco e depois fui para casa. Pois tinha que fazer os últimospreparativos para a viagem do dia seguinte.
  • Voltar para o índice
  • VIAGEM escrita por GLAUCIABLACKVIAGEMPVO NESSEEle estava nú, vindo em minha direção calmamentee eu estava com meu corpo em brasas, ansiosa pelo seu toque.Ele se aproximou mais, depois me pegou pela cintura, puxando omeu corpo contra o seu.Então me beijou ferozmente, tirando todo fôlego que ainda tinha.Depois daquele beijo arrebatador, empurrou-me para trás aindaolhando em meus olhos e disse:Nunca mais serei seu!!Então virou de costas e começou a andar rapidamente pela floresta,enquanto o seguia desesperada.- Nesse!! Nesse!! Acorda, querida!! Acorda!- Ai mãe! O que foi? Onde é o incêndio? Disse, passando as mãospelos meus cabelos para tirá-los do meu rosto.- Já são seis horas e se continuar dormindo, vai fazer Jake perder oavião. Minha mãe disse para mim, enquanto alisava a minhabochecha.- Céus!! Tenho que correr!! Estou muito atrasada e ainda tenho queesperar Meg.Ai! Se ele perder o avião vai achar que fiz de propósito. Corre,Nesse!! Corre!- Mãe, avisa para Meg que desço em dez minutos. Peça-a para searrumar rápido. Disse, pulando da cama rapidamente em direção aobanheiro.- Vê se não demora! Ela disse, saindo do meu quarto.Corri para banheiro, tirei a roupa rapidamente e me enfiei embaixoda água fria do chuveiro. E não demorei muito na água, pois sóqueria despertar do meu sono e relaxar após o sonho estranho quetivera com Jake.Será que esse sonho é resultado da saudade que já estou sentindodele?Será que estou ficando neurótica,mesmo antes de ele ir?Relaxa, Renesmee!! Ele vai voltar logo e vocês nunca mais ficarãolonge um do outro.Corri para o meu closet e peguei a primeira roupa apresentável queencontrei, uma calça jeans desbotada e uma camiseta amarelo bebê.Depois prendi os meus cabelos, pois não teria tempo para ficararrumando meus cachos e aquela seria a melhor solução. Entãoescovei os dentes e passei um batom, disfarçar a palidez do meurosto e sai correndo como uma desesperada.- Jake, amor! Estou um pouco atrasada, mas em uma hora chego ai.Prometo que vou voar pelas estradas, mas não vou deixar vocêperder seu vôo. Disse para ele.- Relaxa, Nesse! Vai dá tempo, então não precisar correr tanto.
  • -Já me despedi dos meus amigos e de Billy, e assim que chegar nóssairemos.- OK!! Vou chegar a tempo. Prometo!! TE AMO!! MILHOES DEBEIJOS!! Disse já no primeiro degrau das escadas.- Meg!! Vamos embora!! Não podemos nos atrasar mais!! Estavahistérica gritando para que ela viesse logo.- Nesse, você sabe que Jake não gosta de mim!.- Meg, você só vai me fazer companhia e de lá vamos para a escola.Sabe muito bem que já faltei a aula ontem e se não for hoje, meupais ficará furioso e vai arrumar mais um motivo para implicar comJake.- Tudo bem!! Você venceu!! Vamos!! Ela disse saltitando, enquantodescia as escadas.Entramos no meu Mercedes preto e corri o máximo que pude pelasestradas até chegar em La Push. E normalmente teria demorado umahora de vinte, mas naquele dia chegamos em cinqüenta e cincominutos.Estava preocupada em atrasar Jake, mas também sabia que teria quedá tempo de chegarmos para assistir o primeiro tempo de aula, entãonão poderíamos perder muito tempo com despedidas.- Jake, amor! Está pronto? Perguntei assim que estacionei o carro emfrente a sua casa.- Sim! Podemos ir! Ele disse, andando na direção do carro.- Não vai se despedir de Billy? Perguntei, enquanto ele abria a portado motorista para eu descer.- Já fiz isso!! Agora deixa eu te beijar muito, para compensar otempo que ficarei sem você. Ele disse e depois me puxou pelacintura, apertando fortemente meu corpo contra o seu e me beijandodesesperadamente.Nosso beijo foi desesperado, ansioso, saudoso e com muito desejonaquele maravilhoso e doce beijo de despedida. E a pesar de saberque não era o último, pois ainda teríamos outros no aeroporto,aproveitei cada movimento de sua língua, cada toque de suas mãosdesesperadas, cada centímetro do seu corpo divinamente esculpidoem forma que não mais existia.Depois que nos beijamos, pediu para deixá-lo dirigir e entrou pelaporta do motorista.- Bom dia Megan! Ele disse secamente sem olhar para ela esinceramente não entendia de onde vinha tanta antipatia, mas nãotoquei no assunto.- Bom dia, Jake! Ela disse, tentando parecer casual.- Jake, promete que vai me ligar assim que chegar? Que vai pensarem mim todos os dias? Que não vai arrumar nenhuma havaiana porlá? Que volta logo para mim? Promete? Pedi ansiosa.Ai Jake, como vou suportar ficar sem você ? Não ver o seu sorrisolindo? Sentir o seu cheiro maravilhoso? Beijar essa boca tão gostosa?Deslizar meus dedos pelo seu corpo tão perfeito? Olhar em seus olhosnegros e ver o amor que tem por mim? Como? Por favor, volta logo!
  • Não sei quanto tempo vou agüentar ficar sem você! Meu amor!! MeuJake!! Pensei- Nesse! Deixa de ser bobo! Você acha que um cara como eu, quenamora a garota mais linda e perfeita do mundo... que a ama comtodas as forças de seu corpo... que deseja mais do que tudo nessavida... Que é um bobo, apaixonado, totalmente frenético... vai seinteressar por outra pessoa em poucos dias?Só você para pensar isso!! Você não tem noção do quanto te amo!!Ele disse, passando a mão em meus cabelos, fazendo um cafuné.- Por favor, volta logo!! Suplico que não demore tanto tempo lá.- Só vou ver o que posso fazer pela minha irmã e volto para os seusbraços. Ele disse, estacionando o carro no aeroporto.Não descemos do carro, seguidos por Meg, depois começamos a nosbeijar desesperadamente novamente, então fomos para o saguãofazer o check inAguardando mais 10 minutos antes de embarcar e aproveitamos paraficar abraçados , e nos beijando mais um pouco.Ele embarcou para o Havaí e Meg e eu voltamos correndo paraClallam Bay, pois ainda tínhamos que pegar o primeiro tempo da aulade história.Chegamos uns vinte minutos atrasadas e o professor Steven implicouum pouco, por interrompermos a sua aula. Contudo permitiu queentrássemos e assistíssemos a sua chata explicação sobre a segundaguerra mundial.PVO JAKENão dormi bem aquela noite, pois estava muito ansioso pela viageme pelo que veria quando chegasse ao hospital. Então fiquei revirandode um lado para o outro, pensando em minha irmã Rebecca e emminha amada Nesse, e logo o dia começou a amanhecer.Fui para o banheiro e fiquei quase uma hora embaixo do chuveiro,tentando relaxar um pouco. Mas sabia que apesar do meu desanimo,não haveria como evitar aquela viagem e apesar se saber queRebecca estava muito mal, a possibilidade de ficar longe de Nesseestava me deixando muito frenético.Depois do banho, coloquei uma calça Jeans e uma blusa preta, queNesse havia me dado de presente, calcei os meus tênis e fui para asala tomar café. Então comi bastante, pois não sabia quanto tempodemoraria até chegar no Havia e como a minha fome reagiria a isso.Billy estava acordado e aproveitei para me despedir dele, poistambém já sentia saudade do meu velho pai.- Pai! Promete que vai se cuidar? Não vai fazer nada imprudenteenquanto estiver fora! Disse para ele, dando um tapinha em seuombro.- Você é tão absurdo quanto sua mãe era! Ele reclamou.- Pai! Não sei quanto tempo irei ficar fora, mas saiba que vou sentirmuito a sua falta e vou ficar preocupado de você ficar aqui sozinho.Disse, encarando-o nos olhos.
  • - Rachel vai ficar aqui comigo e sabe que Paul praticamente semudará para cá com ela. Então não deveria ficar sofrendo porantecedência. Ele resmungou, como fazia ultimamente.- Pai!! Quero que saiba que apesar de todas as nossas brigas enossas diferenças... eu o amo muito. Então não fica achando que vouviajar e ficar tranqüilo por deixá-lo só. Disse.- Ok!! Vamos parar com esse sentimentalismo! Mande um beijo parasua irmão e para o meu neto!! Diga para Rebecca que a amo e aindasinto muita saudade dela... que ela é uma ingrata e não vem visitar oseu velho pai!- Vou dizer sim! Respondi levantando do sofá e me dirigindo para aporta.- Onde você vai? Ele perguntou.- Os outros estão lá fora! Não está ouvindo os uivos? Disse, rindopara ele.- Ok! Pode ir falar com seus irmãos.Quando cheguei do lado de fora, todos os lobos estavam a minhaespera para fazer uma festinha. Mas não poderia me desarrumar esujar a roupa que estava vestindo. Então ficaram na forma humana ecomeçaram a se despedir de mim, como se nunca mais fosse voltarpara casa.Depois que foram embora, fiquei sentada na porta da minha casaesperando Nesse, que já estava atrasada, mas não estava nem umpouco aborrecido. E só queria ter a oportunidade de abraçá-la, beijá-la muito e dizer o quanto a amava. Então ela chegou em seu carronada discreto e estacionou.- Jake, amor! Está pronto? Ela perguntou ao estacionar, mesmo antesde abria a porta do carro.- Sim! Podemos ir! Eu disse me levantando e dirigindo-me em direçãoao seu carro.- Não vai se despedir de Billy? Ela Perguntou, enquanto eu abria aporta do motorista para ela descer.- Já fiz isso!! Agora deixa eu te beijar muito, para compensar otempo que ficarei sem você. Disse e depois a puxei pela sua cintura,apertando fortemente seu corpo contra o meu e a beijeifreneticamente.Ai Nesse, quero você!! Quero muito!! Não sabe o quanto já estounervoso só pelo fato de precisar ficar longe de ti. Te amo tanto!! Sevocê tivesse noção da intensidade dos meus sentimentos! Seimaginasse o quanto me seguro para não agir como um canalhaidiota!! Vou morrer de saudade a cada minuto que ficar longe e nãopuder sentir o seu cheiro, beijar seus lábios tão doces, percorrerminhas mãos em seus cabelos, beijar esse pescoço tão branquinho...como queria ficar o tempo inteiro ao seu lado... te amor loucamentesem pudor... te fazer a mulher mais feliz e completa domundo...Pensei.Nos beijamos desesperadamente e não queria que aquele momentoacabasse,pois estava tão nervoso e angustiado que tinha medo de
  • me despedir da minha princesa branquinha. Então aproveitamos cadamomento daquele beijo tão inesquecível, mas tivemos que encerrá-lodevido a hora que se adiantava.Depois que nos beijamos pedi para dirigir seu carro super veloz eentrei pela porta do motorista.Então vi aquela garota sonsa e insuportável sentada no bancotraseiro.- Bom dia Megan! Disse secamente para ela secamente, sem mesmoolhar na sua cara de pau.Por que Nesse tinha que trazer essa garota insuportável paraestragar meu dia? Pensei- Bom dia, Jake! Ela me respondeu sem dá muita importância paraminha presença.- Jake, promete que vai me ligar assim que chegar? Que vai pensarem mim todos os dias? Que não vai arrumar nenhuma havaiana porlá? Que volta logo para mim? Promete? Nesse pedi, olhando paramim ansiosa e ao mesmo tempo desesperada.Minha Nesse!! Se soubesse o quanto me angustia vê-la assim? nãovou porque quer!! Tenho que ir!!Mas a minha única vontade é ficar o tempo inteiro ao seu lado,ouvindo você contar as coisas absurdas do seu dia, você cantar essasmusiquinhas chatas que me tiram do sério, você demorar horas parapentear esses cabelos tão lindos, ver você caçar graciosamente eenquanto brinca com suas presas, você sorrir das coisas chatas queconto sobre o meu dia, você ficar desesperada para eu te pegar e tebeijar... Como queria ficar perto de você e fazer coisas ridículos, quesão maravilhosas só pela sua presença!! Sabia que me dói no coraçãovê-la assim tão desesperada? Minha pequena é tão bobinha!! Sesoubesse a intensidade dos meus sentimentos, não ficaria sofrendopor coisas pequenas!- Nesse! Deixa de ser boba! Você acha que um cara como eu, quenamora a garota mais linda e perfeita do mundo... que a ama comtodas as forças de seu corpo... que deseja mais do que tudo nessavida... Que é um bobo, apaixonado, totalmente frenético... vai seinteressar por outra pessoa em poucos dias?Só você para pensar isso!! Você não tem noção do quanto te amo!!Disse, passando a mão em seus cabelos.- Por favor, volta logo!! Suplico que não demore tanto tempo lá. Elaimplorava com os olhos cheios de água.- Só vou ver o que posso fazer pela minha irmã e volto para os seusbraços. Respondi enquanto estacionava o carro no aeroporto.Nós descemos do carro e fomos para o saguão, onde fiz o check in edepois ficamos agarrados nos beijando no meio do aeroporto, semnos importar com nada e ninguém.O tempo passou muito rápido e quando percebi, estavam anunciandoo meu vôo e tive que ir embora e deixar a minha Nesse para trás.Estava tão cansado, que adormeci logo após a decolagem do avião. Equando acordei já estava quase na hora de desembarcar.
  • CONTINUACRIME.Pessoal, como ainda está muito cedo, vou tentar escrever mais umcap e postar ainda hoje. Caso não poste hoje, amanhã pela manhã ocap estará disponível.Não deixem de comentar!!bjn Voltar para o índice
  • CRIME escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, esse cap só tem a visão de Nesse, pois Jake não tevenenhuma interação com o caso.O próximo cap será somente da visão dele e depois voltaremos afazer com os dois PVOs.Desculpem os erros, mas terminei o cap 00:00 e já estava cansadade escrever.CRIMEPVO – NESSEAquela noite dormiu super mal e apesar de já ter ligado quatro vezespara o meu Jake, estava muito ansiosa e tive alguns pesadelos. Entãoacordei várias vezes assustada e voltava a dormi,mas não conseguiamuita tranqüilidade em meus sonhos.Como era sábado e não teria aulas, preferi ficar deitada na minhacama escutando música em meu MP4 e não sair da cama, mesmo emum dia um pouco ensolarado e Meg com fazendo vários planos paranos divertirmos, sem Jake para atrapalhá-la.Fiquei deitada na minha cama, abraçada ao meu travesseirocheirando uma camisa de Jake, quando meu celular tocou e para meuespanto era da casa dele. Então fiquei um pouco nervosa, com medoque algo houvesse acontecido, mas do outro lado da linha tio Billyfalava tranquilamente comigo.- Nesse! Como está¿ Ele perguntou.- Bem! E o senhor, tio Billy¿ Sentindo muita falta do filho¿ Perguntei,tentando mudar o rumo da conversa, pois logicamente ele não meligou sábado de manhã para perguntar sobre meu estado de espírito.- Querida, gostaria de ter uma conversa meio urgente com você.Poderia me encontrar no lago hoje pela manhã¿ Ele perguntou.- É claro! Mas que horas o senhor quer me ver¿ Estou um poucoindisposta hoje e se puder ser um pouquinho mais tarde.- Vou ficar no lago o período da manhã e da tarde. Se puderaparecer! Ele disse.- OK! Vou pouco antes da 12 horas. Pode me esperar.-Um beijo, Nesse! Ele disse se despedindo de mim.- Outro, tio Billy.O que será que o pai dele quer comigo¿Muito estranho me ligar sábado tão cedo para pedir um encontro!Sempre vou para casa dele e nunca tivermos uma conversa muitolonga...E agora quer conversar urgente¿O que será que aconteceu¿
  • Será que houve alguma coisa com Rebecca e Jake não quis meconta¿Ai!! Vou morrer de curiosidade se não souber logo!!Levantei da minha cama ainda com preguiça, fui para o banheiro efiquei embaixo do água gelada que caia do chuveiro, pensando emmeu Jake tão lindo e solto pelo Havaí. E comecei a ficar frenética detanto ciúme,mas tinha que confiar nele e parar de ser tão boba.Fui para o meu closet e escolhi um vestido azul, um pouco curto, masque dava perfeitamente para colocar sobre o biquíni que usaria paranadar, sem ficar aparecendo as alças. Então penteei os meus cabeloscacheados, coloquei roupas e uma toalha na mochila e desci paratomar café da manhã.- Bom dia, Nesse! Meg disse sorrindo para mim, quando me viuentrar na cozinha.- Bom dia Meg! Respondi ainda meio desligada pela preocupaçãosobre a conversa com tio Billy.- Todos saíram cedo e estamos só nós duas em casa. Ela disse.- Vou sair também! Tenho que fazer uma coisa. Disse enquantocomia um pedaço de maçã.- Onde vai¿ Ela perguntou.- Vou te contar, mas não quero que fale com ninguém. Não ésegredo, mas sabe como meus pais são curiosos.- Ai! Fala logo!!- Tio Billy ligou e pediu para eu ir falar com ele no lago. E depois voucaçar,mas meus pais não podem saber que fui caçar sozinha, poisvão ficar reclamando o tempo inteiro. Disse para ela.- Ok!! Não vou conta nada a ninguém! Ela disse.- Então nos vemos mais tarde e ai podemos fazer um programa degarotas. Eu disse para animá-la.Quando sai aquela manhã de casa, não imaginava que meu destinoseria irremediavelmente mudado pelos fatos que aconteceram aqueledia.Fui encontrar Billy no lago e nossa conversa foi um imenso desastre.E sai de lá correndo, apavorada e chorando pelo que havia acontecidoe pelo que eu havia feito. Então sabia que as coisas mudariamquando Jake descobrisse tudo e talvez me odiasse pelamonstruosidade que fiz, mas fiquei tão descontrolada que perditotalmente a minha razão e não pensei nas conseqüências dos meusatos.Tinha que arrumar uma forma de esconder o que havia feito,mastambém não sabia o que fazer e como fazer. E a solução mais óbviapara mim, foi o meu silencio e contava que não descobrisse o quehavia realmente acontecido. Contudo tinha certeza que alguémpoderia sentir o meu cheiro e concluir que estive naquele local, masse me perguntassem diria que estive lá e fui embora logo depois,negando saber sobre qualquer coisa.Corri pela floresta desesperada, molhada e suja até chegar ao meucarro, onde finalmente troquei de roupa e parti para o mais longe
  • possível, totalmente fora de mim e amedrontada. E a única coisa quetinha certeza era que precisaria guardar segredo, mesmo de Meg.Resolvi caçar para me acalmar e dá um tempo para meu estadovoltar ao mais normal possível, se é que poderia voltar a ser normaldepois daquilo, mas precisava encontrar uma distração para passar omeu tempo e evitar de ir para casa, onde certamente meu pai leria osmeus pensamentos e veria o que fiz.Então passei o dia inteiro andando sem rumo e cacei alguns animais.E quando anoiteceu, voltei para casa tentando disfarçar os meuspensamentos com coisas banais. Mas minha mãe percebeu queestava nervosa e tentou conversar.Disse para ela que não estava bem, pelas saudades de Jake e queriaficar sozinha. Mas o meu sossego acabou logo quando Meg veio aomeu quarto e começou a me perguntar o que tinha. Então lembreique ela sabia que me encontraria com tio Billy e pedi para ela nuncacontar aquilo para ninguém.Apesar de ter ficado desconfiada, jurou para mim que não contarianem para minha mãe que fui encontrá-la aquela manhã, então fiqueimais tranqüila apesar de saber que estava muito curiosa.Para minha grande sorte, meu pai e meus tios haviam viajado paracaçar e ficaria aquela noite fora. Então poderia pelo menos ficar commeus pensamentos e aturar a minha consciência, sem me preocuparcom ele em minha cabeça.Queria falar com meu Jake, mas tinha medo que meu nervosismo meentregasse. Então preferi ficar quietinha com meus pensamentos,sofrendo calada pelo que havia acontecido aquela manhã.Nesse, sua burra!! O que você fez¿Como vai olhar para Jake agora¿Como vai conviver com isso¿Se ele descobrir o que aconteceu vai te odiar!!Tudo estará acabado!!Como vai viver sem ele¿Como você pode ser tão descontrolada¿Por que não para de chorar!!O que adianta chorar agora¿Você já fez a burrada!!Agora mantenha cabeça fria!!Não vai fazer besteira e nem falar besteiras!!Se precisar, vai mentir, enganar e dissimular todos os fatos!!Mas ninguém pode saber o que aconteceu!!Não queria!!Não queria mesmo ter feito o que fiz!!Por que as coisas tinham que acontecer assim¿Por que não fiquei em casa¿Droga!! Draga!!Jake! Por favor me perdoa!!Eu não queria!!Juro que não!!!
  • Perdão meu amor!!Adormeci logo, mas tive pesadelos horríveis e acordei diversas vezesdurante aquela noite. Então resolvi não dormi mais e fiquei olhandopara o teto do meu quarto escuro, imaginando as reações de Jake sesoubesse o que fiz. E isso me deixava totalmente apavorada.Quando o dia amanheceu, minha mãe veio ao meu quarto e pediupara conversar comigo. E reparei que sua voz era triste e de pesar.- Nesse, querida!- Oi, mãe! O que foi¿ Perguntei- Aconteceu algo chato... Billy teve um infarto e morreu. Eladisse,passando a mão em meu rosto.- OH! NÃO!! NÃO!! NÃO!! JAKE!! PRECISO FALAR COM MEU JAKEAGORA!! Gritei histérica.- Não, Nesse! Eles vão ligar para Jake e contar com jeitinho. Se ligaragora vai estragar tudo.- Mãe!! Preciso falar com ele!! Ele deve está sofrendo muito!! Tenhoque falar com ele. Dizia enquanto as lágrimas caiam em meu rosto emeu coração doía de tanta dor e culpa que sentia.- Nesse, espera seu pai chegar. Ele foi com Charlie ver se Samprecisa de alguma ajuda. Então quando chegar, saberemos se Jakefoi avisado e poderá ligar para ele. Mas por enquanto fique calma eespere um pouco.Minha mãe saiu do quarto e o desespero aumentou ainda mais emmeu corpo, fazendo-me ter vontade de me matar aquela altura docampeonato. Mas que poderia fazer¿ Não havia mais nada quepudesse fazer naquele momento em diante.Vampira estúpida!!Burra!!E agora¿ O que vai fazer¿Vai perder o amor da sua vida!!Por que não pode se controlar¿Agora pare de chorar!!Seja forte!!Você não fez por mal!!A culpa não foi sua!!Ele não podia ter dito aquelas coisa!!Agora se acalme e não deixe seu pai ler seus pensamentos!!Pare com esse choro!!Pare agora, Renesmee Carlie Cullen!!Pense no seu Jake!!Como vai reagir quando souber que o pai morreu¿E como vai reagir se souber que você teve uma participação nisso¿Droga!! Droga!!Por que isso foi acontecer justamente comigo¿Fiquei deitava em minha cama o dia inteiro chorando, com minhaamiga e irmã me consolando. Mas ela não me perguntou nada sobreo que havia acontecido no meu encontro com tio Billy.
  • A tarde, quando meu pai chegou, pediu para me arrumar pois oenterro seria em uma hora devido ao estado que o corpo seencontrava. Então tive que tomar ânimo para ir ao enterro do meusogro e disfarçar a minha cara de culpa e arrependimento.Meu pai contou que Jake havia recebido a noticia, pouco tempodepois de encontrarem o corpo. Mas que não conseguiu passagempara voltar para Washington antes do enterro. Contudo chegaria nodia seguinte bem cedo.Quis ligar para ele, mas o medo de falar com meu amor sem saber oque havia contato, estava me matando. Então decidi não ligar porenquanto e esperá-lo chegar para ver sua reação pessoalmente.Pois seria mais fácil convencê-lo da minha inocência, se descobrisse averdade, pessoalmente.O enterro foi muito triste e havia muita gente que não conhecia. Etodos nos olhavam, para meus pais e eu, de forma estranha e dava aimpressão que sabiam o que nós éramos. Mas estava tão triste epreocupada, e ainda tinha que disfarçar os pensamentos, que não iriaesquentar a cabeça com a cara feia de toda aquela gente.O enterro acabou muito rápido e logo voltamos para casa, sem pararpara conversar com ninguém, exceto Charlie. Então chegamos emcasa duas horas depois de sairmos para o enterro e eu só queriatomar um banho e me esconder em meu quarto, como se aquelaatitude pudesse apagar o que fiz.Passei a noite inteira em claros e quando amanheceu, só pensava emcomo meu Jake estava e tinha vontade colocá-lo em meu colo paraconsolá-lo. Mas também não tinha certeza que já havia chegado emcasa. Então comecei a ligar freneticamente para a sua casa, até quepor volta das duas horas da tarde ele atendeu o telefone.- Jake! Sou eu. Como você está¿ Posso ir para ai ficar com você¿ OK!Depois nos falamos então.Ele estava com a voz rouca e parecia que havia chorado muito. Masquando pedi para ir ficar com ele, disse que gostaria de ficar sozinho.E isso acabou comigo mais uma vez.Fiquei andando de um lado para o outro, então decidi que iria para lámesmo contra a sua vontade. Então pequei o carro e corri o máximoque pude até chegar à sua casa.- Jake, amor! Como você está¿ Fiz a pior pergunta para se fazernaquele momento, mas o que diria.- Estou péssimo! E sinceramente gostaria de ficar sozinho. Ele dissese afastando de mim, com os olhos cheios de lágrimas como seestivesse prestes a chorar novamente.- Por favor! Deixe-me ficar ao seu lado. Só um pouco! Implorei paraele.- Não! Estou arrasado e prefiro ficar só. Não quero ser estúpido comvocê, mas por favor vá embora. Ele disse toda segurança.Eu cheguei mais perto dele e dei um beijo em seus lábios, depoispassei a mão em seus cabelos e fui embora decepcionada pela
  • atitude dele. Mas ao mesmo tempo aliviada por ele parecer não sabero que fiz.Nesse!Você vai ser forte e vai esconder esse segredo a tudo custo!!Se ele te perguntar... vai negar até o fim!!Não vai começar a chorar ou fazer qualquer coisa que coloque tudoem risco.Você está sofrendo, mas ele está pior ainda.Então tente entender o seu lado e pare de ficar choramingando otempo inteiro.Seja forte e corajosa!!Faça tudo o que puder para preservar o seu amor!!Minta! Finja! Engane!!Mas não deixe ele saber o que fez!!Sua felicidade depende de você.Então seja forte e lembre-se que você não teve culpa!! Voltar para o índice
  • PLANO escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, assim como o cap anterior, esse só terá um PVO, pois aNesse não sabe nada e não participa dessa parte da trama.Pesquisei para saber o tempo de avião de Port Angeles paraHonolulu, mas não consegui encontrar. Então vou chutar 3 horas eespero que me perdoem se estiver errada.Desculpem os erros, mas terminei o cap 00:00 e já estava cansadade escrever.PLANO!PVO JAKEEu havia dormido as três horas da viagem, mas ainda estava mesentindo cansado. Desembarquei no Aeroporto de HonoluluInternational (HNL) e fui de taxi direto para Kapiolani MedicalCenter (HOSPITAL) para ver a minha irmã Rebecca.Fiquei impressionado como o seu estado de saúde havia agravado,desde a última vez que nos falamos pelo telefone, mas o médico megarantiu que em alguns dias ela já estaria em casa e quase boa daTuberculose que havia contraído.Depois de algumas horas no hospital, conversando com minha irmã,decidi ir para sua casa e me instalar. Mas definitivamente não foi umaboa idéia, pois fiquei bastante decepcionado ao ver a casa tão pobree a vida que minha irmã estava levando com o surfista vagabundocom quem havia se casado.A casa era de madeira, com dois quartos, uma pequena cozinha quemal cabia duas pessoas, uma sala também apertada demais, e umbanheiro. E no quarto do meu sobrinho Jimi mal dava para eu memovimentar e já estava preocupado com a hora de dormir.- Como Rebecca foi acabar assim¿ Poderia ter voltado para La Pushcomo filho¿ Mas preferiu ficar aqui nessa vida triste! Se meu pai visseisso, morreria de desgosto! Pensei.Naquele dia Nesse ligou para mim várias vezes, e estava ficando umpouco aborrecido com tantas ligações. E apesar de está com saudade,não faziam nem 5 horas que havia parti. Pois contando com o tempode viagem e o tempo que estava lá, davam quatro horas e cinqüentaminutos. E mesmo assim ela insistia em ligar.Preparei alguma coisa para comer quando meu sobrinho chegou daescola e fiquei tentando puxar conversa. Mas o garoto era muitocalado e tímido, e não consegui muita coisa com ele.Meu cunhado chegou a noite, bêbado e falando um monte debesteiras e eu já estava ficando muito aborrecido com aquilo e tivemedo de perder totalmente o meu controle com ele. Então decido irdormir cedo e pensar no que faria no dia seguinte.
  • Quando amanheceu me ofereci para levar Jimi para a escola, masapesar de só ter oito anos ele parecia bem seguro de si e não aceitoua minha proposta. Então me lembrei de como fui criado pelo meu pai,para ser um garoto independente e responsável pelos meus atos. Enunca tive muita colher de chá com ele, pelo contrário.Jimi não se parecia nada nossa família, pois tinha a pele muitobranca, cabelos claros e olhos esverdeado. Mas alguma coisa em suapersonalidade me lembrava de quando ainda uma criança, apesar denão ser muito tímido.Fui para o hospital e fiquei algumas horas com Rebecca, e estranhei omeu telefone não ter tocado nenhuma vez aquela manhã. Mas aomesmo tempo estava feliz por saber que minha Nesse já estava seacostumando com minha ausência, e isso era menos doloroso do quesaber que ela estava sofrendo desesperadamente.Por volta das treze horas recebi uma ligação de Sam e quase entreiem desespero quando me contou o que havia aconteceido.- Jake! Aconteceu algo muito chato. Ele disse.- O que foi¿ Foi algo com a Nesse¿ Fala logo!! Estava frenético deansiedade.- Seu pai! Aconteceu algo com ele e...- O que aconteceu com me pai¿ Não me esconda nada! Dissenervoso, andando de um lado para o outro, sem me importar com aspessoas me olhando de forma estranha.- Ele morreu! Ele disse secamente.- Morreuuuuu!!! Comooo¿ Quandoooo¿ OH!! NÃOOOOO!! NÃOOO!!Dizia chorando muito, com a dor que sufocava meu peito.- Quando você chegar contaremos o que aconteceu! Mas precisamosenterrá-lo hoje ainda, pois o corpo está fedendo muito! Sam disse.- Podem fazer o enterro!! Vou pegar o primeiro avião para casa etalvez dê tempo. Disse ainda chorando.Voltei para o quarto de Rebecca e disse-lhe que precisava voltarurgentemente para LaPush, mas que voltaria para visitá-la em outraocasião. Então sai do hospital, peguei um taxi para a sua casa edepois parti para o aeroporto.Minha cabeça estava rodando e tentava raciocinar sobre tudo o queestava acontecendo. Mas não tinha condições de ficar elaborandohipóteses, pois tinha que encontrar uma forma de voltar para casa.Contudo para a minha decepção, só haveria vôo para Washingtondepois das 19 horas e eu perderia o enterro do meu pai.Fiquei no aeroporto vagando de um lado para o outro e até pensei emligar para Nesse. Mas sabia que ela estaria mal e não havia me ligadopara me poupar da choradeira. Então preferi esperar até chegar emcasa para pedir colo e ficar em seus braços como uma criançaabandonada.Depois de várias horas, finalmente embarquei para casa, e pudedormi um pouco durante o vôo. Mas quando acordei, o choque derealidade bateu em cheio em meu peito e a dor era algo que sufocavaa minha alma.
  • Sam foi me buscar no aeroporto e Port Angeles e fomos para a minhacasa em silencio. E estranhei aquele comportamento tão estranho,mas o que mais me incomodou foi a ausência dos meus irmãos eamigos naquele momento tão difícil. Então quando chegamos,finalmente ele cortou o silencio para me contar o que haviaacontecido e tudo fui pior do que esperada.O MEU PIOR PESADELO!!!- Jake! Tenho que te contar algo, mas peço que fique calmo. Elecomeçou de uma forma que me preocupou.- O que aconteceu com meu pai¿ Como ele morreu¿ Pergunteiandando de uma lado para o outro nervoso.- Ele foi pescar e o ficou sozinho no rio. Mas quando foram buscá-lo,estava morto.- Tá!! E qual o mistério disso¿ Já estava quase arrancando oscabelos.- Nós dissemos, oficialmente, que ele teve um infarto. E atéconseguimos que no Dr Morgan nos desse um atestado de óbito comessa causa. Mas a verdade que ele foi vítima de um vampiro!! Foiatacado um vampiro!!- QUEM¿ QUEM¿ DEM QUAL VAMPIRO ERA O CHEIRO¿ Griteihistérico.Não pode ser!! Não!! Não imagino os Cullens atacando ninguém!!Eles não fariam isso!! Não fariam com meu pai!! Não! Tem que sermentira!! Céus!! Vou enlouquecer!!- Não atacamos os Cullens, pois queríamos esperar você chegar paratomar a decisão. E isso é um segredo que apenas Seth, Quil,Embry,Leah, Dr Morgan e eu sabemos. Ninguém mais sabe a verdade!- QUEM¿ DIZ LOGO!! DE QUEM ERA O CHEIRO¿ Continuava gritando.- Jake! Se acalme!- FALA LOGO!!- Nesse! Ele só disse essa palavra e abaixou a cabeça.- NÃOOOOOOOOOOOOOOOO!!! NÃOOOOOOOOOO!!!HAHHHHHHHHHHHHH!! DROGAAAAAAAAAA!!NÃOOOOOOOOO!! NESSEEEEEEEE NÃOOOOOOO!! DIGA QUE PEMENTIRA!!! POR FAVOR!! DIGA QUE É UM ENGANDO!!!NÃOOOOOOO. Perdi totalmente o controle e comecei a quebrar tudoque estava a minha frente.Depois de alguns minutos de histeria e desespero, finalmenteconsegui me acalmar e falar calmamente.- Quero te pedir uma coisa!! Ninguém mais deve saber o queacontecer!! Peça para os outros guardarem segredo e não tocaremnesse assunto comigo!!- Não pense que isso ficará assim!! Prometo pela alma do meu paique ela vai pagar pelo que fez, mas vou fazer isso da minha forma!!Vou me vingar do meu jeito!! Não adianta nada matá-la agora!!!Ela tem que sofrer muito primeiro!! Então mantenha tudo o queconversamos em sigilo total.- Você quem sabe! Vai ficar bem sozinho¿
  • - Vou!! Preciso pensar no que vou fazer com aquela vampiramaldita!! Deixe-me só.Sam foi embora e fui para o meu quarto, totalmente arrasado, efiquei deitado olhando para o teto por horas. Mas não consegui dorminada naquela noite e tudo o que vinha a minha mente era imagem deNesse mordendo meu pai.Eu quis matá-la e depois quis morrer de tanto desgosto e sofrimento.Mas decidi que acabaria com ela lentamente, usando aquele velhoditado: “ Vingança é um prato que se come frio!” e no meu caso,comeria bem gelado.Tracei algumas metas para cumprir o meu plano de vingança e asseguiria a partir desse momento:SeduzirFazer sofrerHumilharEnlouquecerDestruirMatarEssas seriam as metas para a minha nova vida e depois queconseguisse o que queria, poderiam em fim acabar com a minha vida.Então decidi que me vingaria dela da pior forma possível e começariaa planejar como a destruiria. E depois que estivesse totalmentearrasada, sem defesa, sem forças para lutar ou reagir, nósmorreríamos juntos.Por que fez isso comigo¿Por que¿Perdoaria qualquer coisa, menos isso!!Você poderia cometer qualquer crime, menos esse!!Queria tanto que me dissesse que foi um erro... que não teve culpa..que não queria.Preciso de uma razão para te perdoar!!Apesar de ser um monstro...uma assassina...Ainda te amo!!O que vai ser de nós agora¿Não resta mais nada para nós dois, se não a morte!Por que fez isso!!Quis te dá tudo e fazê-la a mulher mais feliz do mundo e...Mata meu pai!!Não!!!!!!Não suporto essa dor...esse desespero... essa decepção.Como vou deixar você impune depois do que fez¿Agora terei que ser o seu carrasco mais cruel,quando a minha vontade é de te amar e proteger.Por que me obriga a te maltratar¿Por que estragou todos o sonhos para uma vida plena e feliz¿Você poderia ter me traído!!Ter se entregado à outro homem e me doeria menos.Mas você matou meu pai!!
  • Por que fez isso comigo¿Por que meu amor¿Como posso te entregar meus beijos, meu corpo, meu carinho, meuamor...sabendo que você tirou a vida do meu pai¿Como¿Não dá para entender o que te levou a fazer isso,mas também não dá para te perdoar!A partir de agora você é minha inimigae farei tudo para te destruir,mesmo que isso custe a minha vida!Por que ainda te amo tanto se te odeio¿ Voltar para o índice
  • JOGO DE SEDUÇÃO escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, façam suas apostas e preparem-se!!! O jogo já vaicomeçar!!Quem pegará quem primeiro¿ O gato ou o rato¿Deliciem-se!!!PS: Sofi, nesse cap não tem o tal de lemo.JOGO DE SEDUÇÃOPARTE 1PVO JAKEJá passava da meia noite e apesar de está cansado da viagem, nãoconsegui dormir aquela noite. E Fiquei em claros, chorandodesesperadamente pela noticia que acabara de receber. Mas algodentro de mim dizia que tinha que ser forte e seguir em frente, pois amemória do meu pai merecia que fizesse algo para vingar a suamorte tão estúpida.Então tive muito tempo durante a madrugada para pensar e tentarimaginar como começaria o meu plano de vingança. Mas apesar desaber que estava disposto a continuar em frente, não estavapreparado para enfrentar Nesse naquele momento. Então decidi irembora por um tempo, até que conseguisse lidar com redemoinho deemoções que estava o meu coração.Mais o meu pior pesadelo ainda estava por vir, apesar de está bemacordado e ciente de tudo o que acontecia, não estava preparadopara encará-la naquele momento. Contudo ela me ligou logo cedo, eapesar de pedir para não vir, apareceu de re pene na minha casa,com a desculpa de me consolar e quase perdi a minha cabeça por um
  • momento. E não sei como consegui me conter para não matá-la detanto ódio que sentia.-Alô!- Jake! Sou eu.- Fala! Disse para ela, tentando manter a voz calma.- Como você está¿ Posso ir para ai ficar com você¿ Ela disse,demonstrando preocupação.- Bem, na medida do possível. Preciso ficar sozinho, então não venhapara cá! Ordenei para ela.- OK! Depois nos falamos então. Ela disse, parecendo decepcionada.- Tchau! Falei secamente e desliguei o telefone.Estava deitado no meu sofá, lembrando daquela conversa com Nessee pedindo aos céus para me dá forças para me controlar. Mas paraminha surpresa a porta abriu lentamente e ela entrou de surpresa emminha casa;- Jake, amor! Como você está¿ Ela disse olhando ansiosa para mim,enquanto fiquei gelado e mal conseguia me mover de tantodesespero que senti naquele momento.
  • - Estou péssimo! E sinceramente gostaria de ficar sozinho. Respondime afastando, andando de costa, em direção ao quarto. Meus olhosencheram de lágrimas e contive-me para não chorar naquelemomento.O desespero que senti foi tão grande, que cheguei a ter vontade deperdoá-la. Mas sabia que não poderia fazer isso com a memória domeu pai.Nesse, minha princesa!! Fala que é mentira!! Inventa alguma coisa!!Dê qualquer desculpa esfarrapada para eu poder te perdoar!! Porfavor!! Preciso de um motivo idiota para te perdoar e esquecer tudoisso!! Conte-me tudo o que aconteceu ou invente algo! Eu te amotanto... Como posso suportar essa dor¿- Por favor! Deixe-me ficar ao seu lado. Só um pouco! Ela imploravaansiosamente e cheguei a ter vontade se ceder ao seu pedido, deitar-me em seu colo e chorar toda a dor que sentia.- Não! Estou arrasado e prefiro ficar só. Não quero ser estúpido comvocê, mas por favor vá embora. Consegui dizer mesmo com odesespero que estava sentindo.Meu amor!! Por que fez isso¿ Por que matou meu pai¿ Logo meu paiComo poderei te perdoar¿ Preciso encontrar uma razão para nãoacabar com nossas vidas. E se você ao menos dissesse que foi umengano... que foi sem querer...um acidente! Por favor, diga algo queacalme meu coração!! Não me esconda nada e nem minta para mim!!Quero tanto te perdoar, mas preciso que seja sincera!! Nesse, meuamor!! Faça algo para salvar nossas vidas!! Algo para impedir dedestruir a nós dois!! Por favor!!!! Pensei desesperado.Ela chegou perto de mim, então deu um beijo em meus lábiospetrificados e depois passou a mão em meus cabelos, afagando-ocarinhosamente. E tive pena do que pretendia fazer com ela, mas nãopoderia desistir naquele momento.
  • Ela foi embora e fiquei mais atordoado do que já estava, então resolvique precisava me afastar por uns dias. Até que fosse capaz decontrolar as minhas ações,para fazer o que fosse preciso em meuplano de vingança. E mesmo sabendo que sofreria muito mais do queela,não desistiria de acabar com sua vida.Tirei a roupa e coloquei uma bermuda velha, depois corri para afloresta onde me transformei no grande lobo, correndo o mais rápidoque podia.Corri por dias pela floresta e fui para o Canadá, para tentar meacalmar e esfriar a minha cabeça. Então passei 4 dias vagando semdestino, até que meu corpo e minha mente estavam prontos para odesafio que impusera para a minha vida: VINGANÇA.Voltei para casa no final do quarto dia e havia um bilhete para mim,preso na minha geladeira.Jake!Onde você foi¿Estou enlouquecendo de tanta angustia.Assim que chegar em casa, liga para mim!Te amo. Nesse.Estava mais calmo e seguro das minhas ações, então agora precisavaplanejar as estratégias para o jogo que iria iniciar. E tinha que serforte para levá-lo adiante.
  • Tomei um banho bem demorado, deitei em minha cama e fiqueiolhando para o teto do quarto, enquanto pensava em como iniciaria aminha vingança.Primeiro passo: SEDUZIR!Vou seduzi-la até ficar totalmente louca e desesperada.Vai chegar a um ponto, que não saberá viver sem mim.Vou provocá-la, fazê-la experimentar os sentimentos mais profundosde desejo..Mas não vou fazer nada até está totalmente certo que não vaiconseguir fugir da minha teia.Depois que não conseguir mais viver sem mim,vou obrigá-la a casar comigo e levá-la para bem longe de sua família.Vai ficar tão frenética com a possibilidade de me perder,que vai fazer de tudo para seus pais permitirem nosso casamento.Depois que estiver alucinada,vou fazê-la experimentar todo o prazer o sexo pode proporcionar.Vou matá-la de tanto prazer e viciá-la em meu corpo.E quando estiver totalmente dependente,vou tirar o prazer que gosta e começar a matá-la lentamente,humilhar ao extremo, fazer acreditar que está louca,fazer sofrer tanto que não vai agüentar mais viver!!E isso será só o começo!!Depois que coloquei o inicio do meu plano em ordem, liguei para elae pedi que fosse até a minha casa para conversarmos. E pretendiacomeçar a minha pequena brincadeira de sedução, então as cartas
  • estavam na mesa e os jogadores a postos. E eu tinha o Rei emminhas mãos e ganharia a partida mesmo tendo que trapacear.Coloquei uma bermuda bem justa em meu corpo, uma camiseta queficava colada e desenhada cada músculo do meu abdômen bemdefinido, penteei os meus cabelos e passei o perfume que havia medado. Então estava pronto para receber a assassina do meu pai.Liguei a TV e fiquei sentado no sofá, tentando parecer bem casualquando chegasse. Mas no fundo estava muito ansioso para vê-la enão era só pelo desejo de me vingar, mas também pela saudade queainda sentia.A porta abriu lentamente e ela entrou na sala da minha casa, e semdizer nada sentou ao meu lado no sofá. Então segurou meu rostocom as duas mãos, puxando-o em direção ao seu e me beijouansiosamente.Nosso beijo foi ansioso e feroz, e apesar do ódio que sentia, nãoconseguia deixar de aproveitar aquele beijo tão maravilhoso e meperdi em seus braços.Quando percebi, estávamos deitados no sofá e seu corpo estavasobre o meu, alisando o meu peito e arranhando as minhas costas.Então aproveitei para por em prática a primeira parte do plano,permitindo-me a fazer coisas que seriam imperdoáveis com minhaNesse, pois considerava uma falta de respeito e queria preservar asua pureza até nosso casamento.Uma das minhas mãos percorreu a sua barriga, acariciando-alentamente e foi subindo até os seus seios. Então comecei a acariciaros seus seios e depois apertá-los calmamente, fazendo-a gemer deprazer.Continuávamos com um beijo desesperado, apalpando os corpos umdo outro e depois desci meus lábios pelo seu queixo, fui até o seupescoço e comecei da beijá-lo e depois lambê-lo lentamente,enquanto Nesse gemia de prazer.Minhas mãos percorreram as suas coxas com certa violência e sentique estava a ponto de pegar fogo. Mas apesar de não está mais meagüentando, e querer possuí-la ali mesmo afastei-a de mim. Então
  • me levantei do sofá e pude contemplar com prazer o desespero eangustia em seus olhos pela minha recusa.- Não!! Já disse que temos que esperar. Disse para ela com a caramais inocente do mundo, para deixá-la confusa.- Jake! Não!! Por favor!! Te quero agora!! Não faz assim!! Elachoramingava.- Vou ao banheiro. Vista-se! Ordenei, já saindo da sala.Calma Cara!!Se controla!!Respira fundo, toma um banho frio e se controla!!Você tem uma meta, então não estrague tudo com essa...Fica calmo!!Foco!! Foco!!Ela é muito linda... gostosa... não agüento essa tortura!Mas tenho que levar meu plano a diantee não vou perder a cabeça com essa...Banho frio!!!É isso que precisa!!Foco!!Fiquei um tempo embaixo da água fria e depois que me vesti volteipara a sala, onde encontraria a minha vitima. Então não a encontrei e
  • fui para a cozinha, onde estava de costa preparando algo para eucomer.Aproximei dela e a abracei por trás, depois comecei a beijar o seupescoço lentamente e percebi que seu corpo estremeceu. Mas nãoera só o seu corpo que reagia aquela situação, pois senti as minhaspartes íntimas enriquecerem e o volume em minha calça aumentar.Então fiz algo que nunca em meus sonhas faria com a minha futuraesposa.Virei-a para mim e puxei seu corpo contra o meu, pressionando-acontra a pia da cozinha para fazê-la sentir o volume em minhascalças. Então percebi a sua cara de desejo e desespero, agarrando-seno meu pescoço e me beijando loucamente, mas quando senti queestava fora do controle me afastei novamente, para o seu totaldesespero.- Jake!! Por favor!! Não faz assim!! Você vai me matar desse jeito!!Ela falava tudo ao mesmo tempo, enquanto tentava me beijarnovamente, mas não cederia. Pois já estava quase perdendo o meucontrole e não estragaria os meus planos por um desejo bobo.- Não!! Não!! E não!! Disse tentando parecer muito seguro para ela,mas no fundo queria agarrá-la ali mesmo.Voltamos para a sala e fiquei a uma distancia segura para não perdermeu controle.Droga!! Isso vai ser mais difícil do que pensava!! Foco!! Respira fundoe não deixa essa assassina te seduzir!! Fica calmo!! Conta até dez erespira.- Nesse, preciso conversar um coisa com você. Disse para ela,sentando na outra ponta do sofá.- Fala! Ela disse de cabeça baixa e percebi que pareceu nervosa.
  • - Billy está morto... Fiz uma pausa para ver a sua reação e percebique estava tremendo.- Então não pretendo ficar muito tempo em La Push. Quero mudar devida e ir embora, então gostaria de saber se iria comigo. Disse paraela,jogando a minha pequena isca.- Jake! Você não pode ir sem mim!! Não pode me deixar!! Por favor,me leva com você!! Ela disse ansiosa, com os olhos cheios de água.Eu a abracei e comecei a afagar os seus cabelos, enquanto estavaperdido em meus pensamentos.É claro que vou te levar!!Para bem longe!!Só nós dois!!Você terá grandes surpresas!!Pode esperar!!Sua...Por que não consigo deixar de te amar¿Sua...Droga!!Por que te quero tanto¿Que saco!!Depois da minha curta conversa com Nesse, levei-a para o seu carroe nos despedimos com mais um beijo ansioso. Então voltei para acasa e tomei outro banho frio para conseguir controlar meu corpo. Etive a certeza que não seria nada fácil colocar esse plano maluco em
  • pratica, mas estava disposto a tentar e seguir com o meu JOGO DESEDUÇÃO.PVO NESSEJake passou quatro dias sumido e estava ficando louca deansiedade,medo,desespero e saudade.Não sabia o que se passava em sua cabeça, então tinha medo quesoubesse de algo ou que desconfiasse do que havia feito.Meg ficou me dando todo apoio possível e meus pais foramtotalmente compreensivos comigo, permitindo que faltasse aulanaqueles dias. E meus tios e avós pareciam preocupados com aminha tristeza, que já estava me deixando doente a cada dia queficava longe do meu Jake.Depois de muitas noites em claro, de várias ligações não atendidas evárias visitas sem encontrá-lo, finalmente o meu celular tocou e puderespirar com mais calma ao ver o seu número.Ele parecia muito ansioso para falar comigo e cheguei a ficar commedo sobre o que seria a nossa conversa. E mesmo assim tomei umbanho correndo, coloquei um vestido curto, me arrumando o maisrápido possível e corri para a sua casa, sem mesmo me despedir daminha família.Enquanto dirigia o meu carro, pensava sobre a conversa que teríamose fiquei com muito medo de está ao seu lado e ouvir o que me diria.Céus!!Ele sabe!!É claro que sabe!!
  • Vai acabar tudo comigo!!Não posso da a chance de falar nada!!Tenho que ser rápida!!Tenho que mentir!!Nesse!! Fica calam!!Se faz de vítima e se precisar até chora!!Chora muito e faz ele ficar com pena!!Calma, garota!!Calma!!Vai dá tudo certo!!Ele não tem como saber de nada!!Não vai se entregar agora!!Calma!!Quando cheguei próxima a sua casa, diminui a velocidade para nãoalertá-lo da minha chegada. Então estacionei o carro e desci bem devagar, dirigindo-me para a casa.Abri a porta lentamente e entrei e o vi sentado no sofá, assistindo aTV de forma bem interessada. Então resolvi não dá chances para elecomeçar a discussão e o ataquei.Sentei ao seu lado no sofá, segurei o seu rosto com as duas mãos e opuxei em direção beijando-o desesperadamente, desejando cadacentímetro do seu corpo. Então me coloquei sobre ele, fazendo-odeitar o sofá e encaixando as minhas pernas em sua cintura.Sal mão percorreu a minha barriga, acariciando,traçando um caminhoaté os meus seios. E comecei a gemer com tanto prazer que sentiaaos seus toques e tinha certeza de que daquela vez nada nos pararia.
  • Ele continuou a me beijar ansiosamente, enquanto as suas mãospercorriam o meu corpo e de repente parou, trancado uma linha pelomeu queixo até o pescoço com seus beijos e sua língua começou apercorrer a minha pele calmamente. Então sua boca estava em meusseios, chupando-os lentamente e depois foi ficando mais forte a cadamomento. E achei que morreria de tanto prazer, fazendo-me gemerbaixinho.Quase fui ao céu quando suas mãos começaram a apertar as minhacoxas, percorrendo cada centímetro com seus dedos fortes. Masquando achei que finalmente chegaria a nossa hora, ele se afastou demim e levantou do sofá, deixando-me totalmente desconsertada edesesperada.- Não!! Já disse que temos que esperar. Ele disse para mim, com orosto tranqüilo e não parecia ter acontecido nada.- Jake! Não!! Por favor!! Te quero agora!! Não faz assim!! Dissedesesperada, quase chorando de tanta angustia e decepção.- Vou ao banheiro. Vista-se! Ele me ordenou e saiu da sala.Estava zonza, totalmente desnorteada pelo que havia acabado deacontecer. Mas tinha que arrumar uma forma de convencê-lo, tinhaque tirar esse pensamento de bom moço da cabeça dele. E não iriaagüentar muito tempo naquela situação.Jake! O que quer de mim¿Quer me enlouquecer¿Vou hiperventilar a qualquer momento!!Vai começar a sair fogo de cada célula da minha pele!Por que me tortura desse jeito¿
  • Não suporto mais isso!!Céus!!Você não pode me pegar desse jeito e depois dizer que não me quer!!Isso não é justo!!Não é certo!!Vou subir pela paredes e não vai demorar muito!!Que droga!!Droga!!Fui para a cozinha preparar um sanduíche para ele e enquanto fazia oseu lanche, senti seus braços me pegando por trás e começou abeijar o meu pescoço, fazendo o meu corpo estremecer por completoe aquela sensação estranha que quase me fazia subir pelas paredesvoltar.Então me virou para ele e me pressionou contra a pia. E naquelemomento senti o volume que havia se formado em suas pernas equase arranquei as suas roupas, de tanta ansiedade e desespero quemeu corpo ficou. Mas o meu desespero só fez aumentar quandocomeçou aquele beijo frenético e desesperado, fazendo-me perdertotalmente os sentidos em seus braços. Então se afastou de mimnovamente, deixando-me totalmente sem graça e ao mesmo tempodesesperada com a situação.- Jake!! Por favor!! Não faz assim!! Você vai me matar desse jeito!!Eu falava uma coisa atrás da outra, sem um tempo para pausar etentava beijá-lo novamente, enquanto tentava me afastar do seucorpo.- Não!! Não!! E não!! Respondeu friamente, ainda segurando os meusbraços para evitar que o agarrasse.
  • Voltamos para a sala e ele ficou distante de mim, deixando-metotalmente decepcionada e sem jeito para começar tudo novamente.Que Droga!! Por que faz assim¿ O que quer¿Vou morrer desse jeito!! Meu coração não agüenta isso!!Por que não me toma em seus braços e me faz sua mulher¿Quanto tempo mais terei que esperar por você¿Não percebe o quanto me tortura desse jeito¿Droga!- Nesse, preciso conversar um coisa com você. Ele disse.- Fala! Respondi de cabeça baixa, com medo de encará-lo nos olhos eouvir o que me diria.- Billy está morto... Ele pausou, tentando pensar no que falar. Entãomeu corpo inteiro congelou.Minta!! Minta!! Faça tudo mas não o deixe sabe o que fez!! Calma,Nesse!! Não se descontrole agora!! Pensei.- Então não pretendo ficar muito tempo em La Push. Quero mudar devida e ir embora, então gostaria de saber se iria comigo. Disse paramim e fiquei com muito medo de perdê-lo. Então tive a certeza que oacompanharia para onde quer que fosse, mesmo contra a vontadedos meus pais.- Jake! Você não pode ir sem mim!! Não pode me deixar!! Por favor,me leva com você!! Respondi com meus olhos cheios de água, quasechorando de desespero com a possibilidade de perdê-lo.
  • Ele me abraçou e ficou fazendo carinho em meus cabelos, enquantoas lágrimas rolavam pelo meu rosto.Não posso te perder!!Não sei viver sem você!!Será que pode entender que é tudo para mim¿Que minha vida não tem sentido sem a sua¿Que morrerei se me abandonar¿Entende isso logo!!Vou com você para qualquer lugar!!Mas não posso pensar em ficar longe de você!!Fica comigo sempre!!Não me abandone,não importa que o que acontecer!!Não importa que fiz!!Tudo foi por você e agora não pode me abandonar!!Te amo tanto que chega a doer na alma!!Meu amor!Meu Jake!Depois de alguns momentos abraçados, ele me pediu para ficarsozinho e pensar no que faria da sua vida. E mesmo inconformadaem deixá-lo novamente, aceitei ir embora e dá um tempo para digerirtudo que havia acontecido e tomar as suas decisões.
  • Dirigi para a minha casa bem de vagar, pensando em tudo o quehavia acontecido entre nós. Então decidi que o seduziria atéconseguir o que queria. E a partir daquele dia, começaria o meuJOGO DE SEDUÇÃO.CONTINUAJOGO DE SEDUÇÃOPARTE 2Sei que normalmente posto mais de um cap por dia, mas hoje digiteimuito no trabalho e meus dedos e braços doem bastante. Além dissonão estou com muita criatividade hoje. Então o próximo cap sai aamanhã a noite.bjn Voltar para o índice
  • JOGO DE SEDUÇÃO - PARTE 2 escrita por GLAUCIABLACKJOGO DE SEDUÇÃOPARTE 2PVO NESSEAquele foi o primeiro dia de tortura que foi submetida pelo homemque amava mais do que tudo na vida. Mas até então não sabia osseus verdadeiros propósitos e achava que ele só estava tentandoproteger a minha virtude.Foi para casa totalmente decepcionada com o que não haviaacontecido e fiquei conversando com minha amiga Meg, que me deuvários conselhos sobre sedução e conquista. E pensei que conseguiriaseduzir Jake em pouco tempo, contudo os meses se passaram e ascoisas foram ficando mais complicadas.Eu estava irritada ao extremo, era grossas com as pessoas, nãoconseguia manter uma conversa razoável com a minha família eminhas notas na escolas começaram a cair gradativamente.No primeiro mês ele ficou muito distante e quase não nos falávamos,o que já era motivo suficiente para me irritar com tudo e com todos.E nos fins de semana, quando aparecia, ficava totalmente aéreocomo se a cabeça estivesse em outro lugar. Apesar disso, tentei sercompreensiva porque sabia que ainda estava de luto pela morte deseu pai.O segundo mês, parecia um pouco mais alegre e aparecia com maisconstância em minha casa. Contudo parecia querer dizer algo ouperguntar alguma coisa importante, mas sempre hesitava na hora H. E apesar disso começamos a passear mais juntos, mas nossa relaçãocontinuou sem muita conversa e ele preferia me beijar mais do quefalar.Então quando pensei que estivesse desgostando de mim e não tinhacoragem para dá um ponto final em nosso namoro, ele começou aficar mais sedutor e nossa relação começou a esquentar novamente.O que me fazia subir pelas paredes, todas as vezes que estávamos nahora H e ele dizia “Não”.Um dia, estava saindo do colégio com Meg e ele estava noestacionamento me esperando. E percebi o alvoroçou que se formouno pátio, pois todas as garotas queria saber quem era aquele “Apolo”.Então me dirigi para ele, que me pegou pela cintura assim que
  • cheguei e me deu um daqueles beijos que me deixavahiperventilando.Meg para casa sozinha no meu carro e fui com meu amor para umlugar que teríamos um pouco de privacidade, e talvez que fosse aoportunidade que estava esperando para mais uma tentativadesesperada de seduzi-lo. Mas para minha surpresa, ele me levoupara o Lago Ozette e apesar de não ser o mesmo local onde tempoatrás tive aquela briga fatídica com Billy, fiquei muito nervosa com aslembranças que sugiram acusadoramente em minha cabeça.Tiramos nossas roupas e ficamos só com os trajes íntimos enadamos por um tempo. Mas algo em Jake me deixava assustada,pois sentia que iria falar algo que não tinha coragem.Eu ainda estava na água, quando ele saiu e ficou deitado na grama,sem silencio, olhando para o céu de forma muito estranha. E mesmotendo medo que tocasse em algum assunto sobre o seu pai, que medeixasse nervosa e me denunciasse, fui e sua direção e deitei o seucorpo.Encaixei minhas pernas em sua cintura e fiquei olhando para o seurosto perdido no tempo. Então passei meus dedos suavemente peloseu abdômen, percorrendo cada músculo definido do seu corpo ecomecei a subir lentamente até os seus peitos, e percebi seu corpoestremecer por inteiro e sua respiração ficar mais forte.Inclinei meu corpo em direção ao seu e comecei a beijar lentamenteos seus peitos, enquanto suas mãos percorriam meus cabelos. Edepois comecei a brincar com minha língua, percorrendo o seu corpoaté chegar em sua boca.Percebi que estava bem nervoso e seu olhar era de desejodesesperado, assim como o meu. Então comecei a beijá-lolentamente, aumentando o ritmo aos poucos e minha língua começoua procurar pela sua, até que se encontraram e começaram a semover rapidamente de forma ansiosa e desesperada.Suas mãos estavam percorrendo as minhas costas, depois seguroufortemente meus cabelos e quando percebi, ele me virou e estava porcima de mim. Então encaixou seu corpo por entre as minhas pernas ecomeçou a movimentar-se rapidamente, quase me enlouquecendo detanto prazer.Suas mãos desabotoaram o meu sutiã, deixando-me com meus seiosexpostos e ele os chupou com toda ferocidade. E quando pensei quefinalmente chegaríamos ao êxtase do prazer, ele se afastou de mim emais uma vez disse: “Não”!!Ele se levantou, deixando-me quase nua (só de calcinha) deitada nagrama e correu para o lago, onde mergulhou. E fiquei chorandodesesperada, desapontada e inconformada pelo que não haviaacontecido e me sentindo a pessoa mais rejeitada do mundo. Mastinha que fazer alguma coisa e não poderia deixar as coisas ficarem
  • como estavam. Então corri para o lago e mergulhei em busca do meuamor, mas ele fugiu de mim da forma mais covarde e quando percebiestava correndo pela floresta, deixando-me para trás desesperada.Por quê¿Por que me maltrata desse jeito¿Por que me rejeita dessa forma¿Só quero ser sua e te fazer feliz!!Não suporto mais essa angustia... esse desespero que consomeminha alma!Não agüento mais isso!!Vou enlouquecer a qualquer momento... vou perder meu controle...comer desatinos!!Jake!! Te amo tanto!!Te quero tanto!!Por que me deixa desse jeito¿Por que me tira do sério e depois foge de mim!!Vou explodir a qualquer hora e a culpa será sua!!O que faço para ter você¿O que faço!!Depois de um tempo, voltou e ficou ao meu lado. Mas suasexplicações foram as mesmas de sempre e me deixaram maisrevoltada do que já estava.- Nesse! Perdoe-me por te desrespeitar!! Não queria passar doslimites com você. Mas foi mais forte do que eu! Então peço que meperdoe.- Prometo que a respeitarei e não abusarei mais da sua inocência.Falava baixinho, de cabeça baixa e com expressões dearrependimento.- Não quero que se preocupe com minha inocência!! Quero que mefaça sua mulher!! Vou explodir!! Enlouquecer!! Será que me entende¿Gritei com ele, enquanto estava sentado ao meu lado de cabeçabaixa, parecendo muito culpado pelo que havia acontecido.- Não vou fazer nada que vá me arrepender!! Você á uma menina...quase uma criança. Tenho que me controlar e te respeitar! Só voufazer você minha mulher depois que nos casarmos e não vou maisdiscutir isso com você.- Você não pode me tirar do sério desse jeito e depois dizer que vaiesperar até o casamento!! Isso não é justo. Continuei gritandohistérica.- Essa é minha ultima palavra! Ele disse e depois se levantou parairmos embora.
  • Ele dirigiu em alta velocidade, como sempre fazia, e não disse maisnada durante o caminho. E eu fiquei chorando baixinho durante todaa viagem de volta para minha casa.Quando chegamos, deu um beijo em minha testa e se despediu demim como se nada houvesse acontecido. Então sai do carro e entreiem casa furiosa e totalmente descontrolada, e para minha sorte meupai não estava em casa para ver o que havia acontecido em meuspensamentos.Subi as escadas correndo e entrei em meu quarto batendo a porta, edepois cai em minha cama e comecei chorar descontroladamente detanta raiva, despeito, rejeição e angustia que sentia. Meg e minhamãe entraram em meu quarto, assustadas, para ver o que haviaacontecido e pude desabafar um pouco da minha frustração.- Nesse, querida. O que aconteceu¿ Por que está assim¿ Minha mãepergunto, passando a mão em meus cabelos, que estavamdesarrumados na almoçada que havia deitado.- Mãe!! Vou enlouquecer!! Explodir!! Não suporto mais isso!!Choraminguei.- O que houve¿ Você estava tão feliz! Era Meg falando.- Mais uma vez estávamos na maior empolgação e na hora “H” eledisse não novamente. Ele sempre faz isso!! Não quero que proteja aminha pureza!! Quero ser dele por completo!! Vou ficar louca!!- Nesse, Jake te vê como a sua garotinha e tem medo de temachucar! Ele não vai fazer nada para te ferir ou te desrespeitar.Minha mães disse.- Não quero que me respeite!! Quero que possua por inteiro!! Nãoposso mais esperar!!- Nesse, quando namorava seu pai... também era complicado paramim. Tinha muito desejo e queria transar com ele, contudo tive queesperar até nosso casamento. Minha mãe disse.- Isso é ridículo!! Ele vai me fazer casar para fazer amor comigo!!Isso é totalmente idiota!! Não vou suportar isso por muito tempo!!- Seu pai era um vampiro e tinha bons motivos para não transar comsua mãe. Mas Jake não tem a mesma dificuldade, então por que ficaprolongando isso¿ Meg perguntou.- Não sei!! Mas vou fazer algo urgentemente! Respondi mederramando em lágrimas.
  • - Você tem que seduzi-lo! Meg disse.- O que mais posso fazer¿ A única coisa que falta é algemar seusbraços e pernas, para fazer o que quero!! Disse irritada.- Nesse! Vai de vagar com Jake! Seja paciente!! Minha mãe disse.- Mãe, nós namoramos há um ano e meio. Quanto mais de paciênciaterei que ter¿Ficamos naquela conversa estranha por algum tempo e não meconformava com as atitudes estranhas do meu namorado. Masprecisava fazer algo para melhorar aquela situação.Continuei usando truques de sedução que aprendi com Meg e comminha mãe. E com o passar dos meses, até Rosali e Alice estavamme dando aulas para conseguir pegar Jake de jeito, mas cinco mesesse passaram e continuávamos da mesma forma.Em dezembro Meg teve uma idéia para viajar com Jake e ter maisuma chance e seduzi-lo.O U2 iria fazer um show em New York, depois de anos que haviamparado de tocar. Então Jasper conseguiu 3 ingressos para umcamarim vip e teria que convencer meu pai a me deixar viajarsozinha com Jake e Meg.No inicio foi complicado, mas depois de tanta insistência e de umaajudinha de minha mãe e meus tios, finalmente Edward Cullenpermitiu que fosse com Jake. Então só teria que convencê-lo a passardois dias fora comigo e com Meg, que estava disposta a deixar ocaminho aberto para nós dois.O nosso plano foi perfeito e viajamos para o Show dois dias antes.Então teríamos que ficar hospedados em um hotel e seria aoportunidade ideal para fazer uma nova investida.Nós pedimos um quarto para ele e outro para Meg e eu, mas fizemosquestão que ficasse um ao lado do outro. Pois seria mais facial sairdurante a noite e fazer uma pequena visita para o meu lindonamorado.Quando a noite começou a cair e Jake já estava recolhido, coloqueiuma lageri bem sedutora, com uma camisola preta totalmente curta etransparente, meia calça e uma liga preta, salto alto. Depois prendimeus cabelos, coloquei um vestido preto por cima e fui para o quartodo meu Jake. Mas para a minha decepção, ele não estava no quarto ehavia um bilhete informando que estava em outro hotel.
  • Quase morri de tanta irritação e decepção que senti naquelemomento, e tive a certeza que fez de propósito para fugir das minhasinvestidas.No dia seguinte, discutimos feio pela sua fuga durante a noite. Maslogo fizemos as pazes e as minhas esperanças voltaram novamente.Passamos o dia inteiro andando pela cidade visitando alguns lugarese quando começou a anoitecer, fomos para a casa de Show.Durante todo o evento, fiquei sentada no colo de Jake beijandodesesperadamente. E não nos preocupamos nem um pouco com apresença de Meg no camarim. E se não estivesse presente naquelemomento, talvez acontecesse o que queria ali mesmo. Mas sabia queele estava seguro de si, pois não faria nada naquele local e comminha amiga por perto, então ficou mais confortável para me beijarsem medo de ser atacado.PVO JAKEAs coisas entre Nesse ficaram um pouco estranhas nos primeiros doismeses. E eu não conseguia ficar perto dela sem esconder odesconforto pela lembrança do assassinato do meu pai.Procurei fazer o máximo para me ocupar com o trabalho e nãoencontrava tempo para está com ela. Mas nos poucos momentos quepassávamos juntos, geralmente nos fins de semana, evitava omáximo as nossas conversar para não entregar o ódio que sentia.Normalmente passávamos os fins de semanas e sua casa, namorandona presença de seus pais. E tinha que manter minha mente ocupadapara o leitor de mentes não ver os meus planos. Então procuravapensar em dinheiro e nas minhas dívidas, e talvez meu futuro sogrodesse um presente bem generoso e me ajudasse em meus planos devingança.Nessa época, ainda tinha esperanças dela contar o que haviaacontecido e me desse um motivo para perdoá-la, mas isso nãoaconteceu. E mesmo com todas as oportunidades que dei, não foiHonesta o suficiente para contar o que havia feito ao meu pai e issome dava mais ódio e vontade de continuar a minha vingança.O tempo foi passando e comecei a ficar mais a vontade na presençadela, então comecei a procurar lugares para termos mais privacidadee colocar meu plano de vingança em pratica.Então todas as vezes que tinha a oportunidade de ficar a sós com ela,fazia tudo para deixá-la louca de tanto desejo. E meu plano estavadando mais certo do que esperava.Só que nesse plano havia um pequeno problema, pois ao mesmotempo em que a deixava louca, estava nos limites das minhas forças
  • e tinha que me controlar para não possuí-la e estragar tudo quehavia planejado.Então ficava muito mal depois que a deixava e a maioria das noitestinha sonhos enlouquecedores com a minha Nesse. E a cada dia quese passava, se tornava um vício para minha vida. Contudo sabia quemeu pai merecia que levasse meus planos a diante e não deixariaque o vicio que tinha pelo seu corpo me dominasse.Ela havia aprendido alguns truques de sedução e sempre partia comtudo para cima de mim, com intuito de me fazer perder o controle.Então vivia sempre entre a cruz e a espada sempre que estávamosjuntos, e isso também começava a enlouquecer.Meu humor começou a mudar e estava muito irritado, impaciente,com raiva de tudo e não conseguia me relacionar direito com asoutras pessoas, pelo meu extremo mal humor. E mesmo assimestava disposto a continuar com meu absurdo plano de vingança.Um dia fiquei de saco cheio do meu trabalho e resolvi sair cedo parabuscá-la na escola. Então fiquei no estacionamento a sua espera equando me viu, seus olhos brilharam de contentamento e satisfação.Ela se dirigiu para mim e quando chegou bem perto, puxei-a para osmeus braços e a beijei com toda vontade do mundo. Pois estava tãoangustiado e deprimido que tinha a necessidade daquele beijo parame acalmar.Depois a levei para o Lago Ozette, então nadamos um pouco e depoisfiquei deitado na grama pensando em como gostaria que as coisasfossem diferentes e pudéssemos ser felizes juntos.Queria que nada daquilo houvesse acontecido e que fosse possívelamá-la e torná-la feliz e realizada.Minha Nesse!!Diz para mim que você não matou meu pai!!Inventa qualquer mentira!!Fala qualquer coisa para eu ter um motivo para perdoá-la!!Por favor, Nesse!Minta para mim!!Diga que não foi você!!Por favor!!Diga que foi sem querer... que foi um engano... que é mentira!Quero tanto te perdoar!!Preciso te perdoar!!Você é um vicio para mim e não posso viver sem você!!Como vou viver desse jeito¿Como posso te matar se quero te amar¿Como posso ser feliz te fazendo sofrer¿
  • Ela subiu em meu corpo e começou a passar os dedos em meusmúsculos. Depois começou a beijar meus peito e percorrer meu corpocom sua língua quente e selvagem. Depois sua língua traçou ocontorno dos meus lábios e me lançou um beijo feroz e selvagem.Nossas línguas se moviam desesperadamente e comecei a percorreras suas costas. Então a virei, colocando-me sobre seu corpo ecomecei a me mover para fazê-la enlouquecer de prazer.Tirei o seu sutiã e comecei a beijar lentamente os seus seios, mas avontade que sentia de possuí-la era tão grande que comecei a chupá-los violentamente. E foi então que percebi que estava machucando-ae perdendo o controle sobre as minhas ações.Fui tomado por um desespero tão grande que a deixei ali no chãtotalmente desesperada, e mergulhei no lago para me acalmar ecolocar os pensamentos em ordem.Você é um canalha!!Safado!!Cretino filho da “P”!!Como pode fazer isso com ela¿Como pode machucá-la desse jeito¿Desista dessa vingança idiota e vá embora para não feri-la mais!!Desista de tudo!!Se não puder desistir...perdoe o que ela fez e a ame como deseja!!Jake!!!Não destrua a vida de vocês dessa forma!!Droga!!Para de chorar como um mariquinha!!Para com esse choro!!Ela não merece isso!!Ela é a assassina do seu pai!!Fuja!!Vá para longe!!Fuja!!Ela mergulho no lago e nadou em minha direção, mas estava tãodesnorteado que a única reação que tive foi fugir e correr.Corri pela floresta, em minha forma humana, e tentei deixar o cheiroe os sons da natureza acalmarem o desespero que consumia o meucoração. Então quando retomei o controle sobre minha mente, volteipara o lago onde a encontrei destruída.- Nesse! Perdoe-me por te desrespeitar!! Não queria passar doslimites com você. Mas foi mais forte do que eu! Então peço que meperdoe. Prometo que a respeitarei e não abusarei mais da suainocência. Disse de cabeça baixa e falando baixinho, sentindo o pesodo arrependimento consumindo o meu ser.
  • - Não quero que se preocupe com minha inocência!! Quero que mefaça sua mulher!! Vou explodir!! Enlouquecer!! Será que me entende¿Ela gritava descontrolada, com lágrimas escorrendo pelo seu rosto etive vontade de abraçá-la e dizer que a amava e perdoava o quehavia feito. Mas o lado racional foi mais forte e consegui me conter.- Não vou fazer nada que vá me arrepender!! Você á uma menina...quase uma criança. Tenho que me controlar e te respeitar! Só voufazer você minha mulher depois que nos casarmos e não vou maisdiscutir isso com você. Disse decidido para ela.- Você não pode me tirar do sério desse jeito e depois dizer que vaiesperar até o casamento!! Isso não é justo. Continuava gritandodescontroladamente.- Essa é minha ultima palavra! Finalizei e me levantei para irmosembora.Dirigi em alta velocidade para a sua casa e quase morri de desgostoquando percebi que estava chorando baixinho, enquanto olhava pelajanela do carro. E novamente tive vontade de colocá-la em meu coloe dizer que a amava muito, apesar do que havia feito.Quando chegamos, dei um beijo em sua testa e me despedi delarapidamente, pois não agüentava mais aquela situação.Fui para casa totalmente arrasado e tive uma das piores noites daminha vida,lutando contra os pensamentos de bem e de mal queconsumiam minha alam.Passaram mais alguns meses e as coisas continuavam de mal a pior.E quanto mais a torturava, mais sofria e tinha vontade de acabar comtudo. Mas o meu lado racional me chamava e apontava para amemória do meu pai morto, fazendo-me retomar o desejo devingança.A cada dia triste ficava mais insuportável e não agüentava nemmesmo cumprir com meus deveres de alfa, distanciando-me aindamais da matilha e dos meus amigos. Pois estava tão cego e loucocom a vida que levava, que não dava para conviver tranquilamentecom eles.No fim do ano, Nesse inventou de ir para um Show e New York. Entãotive a certeza que aprontaria para mim naqueles dias que ficássemossozinhos. E comecei a procurar hospedarias baratas, para ter paraonde fugir quando colocasse seus planos em prática.Então na noite que ficamos hospedados no hotel, escolhido a dedospor Alice, fugi no meio da noite e me refugiei em uma hospedariabem simples. Pois tinha certeza que não agüentaria rejeitá-la aquelanoite.
  • Sentia cada célula do meu corpo gritando pelo dela e se ficasse muitopróximo, em um local impossível de fugir, perderia totalmente o meucontrole e tudo estaria perdido.No dia seguinte, ela estava decepcionada e triste. E apesar dissotentou não fazer uma cena e fingiu que nada havia acontecido. Masquando chegamos ao camarim da casa de Show, ela ficou sentada emmeu colo e me beijou o tempo inteiro. E naquele momento esqueci detodo o ódio que sentia, beijando-a com vontade e todo amor quepoderia dá.Quando voltei para La Push, estava totalmente desnorteado e nãosabia mais o que pensar e o que fazer da minha miserável vida.Então Seth, Quil e Embry me convidaram para ir a uma boate emOzette.Fomos para a boate e comecei a encher a cara. Depois encontramosum grupo de lindas garotas e resolvi sair com uma loira gostosonaque ficou me dando mole um bom tempo. Então paguei uma cervejapara ela e saímos dali, indo para um motel vagabundo.Já não transava com ninguém há muito tempo e estava em ponto debala para desafogar todo aquele desespero. Então quando chegamosao motel, não conversamos muito e fomos direto ao ponto.Nós estávamos na cama, nos beijando desesperadamente, naspreliminares e todas as vezes que abria os olhos via minha Nesse. Etentei ignorar o fato, mas era ela que via quando olhava para o rostolindo da loira de olhos azuis.Então quando íamos finalmente transar, a imagem de Nesse veio aminha mente novamente e não consegui. Ficando totalmenteenvergonhado e desnorteado com aquela situação tão ridícula eilógica.E apesar de saber que não fazia sentido negar fogo quando estavaem ponto de bala, estava acontecendo realmente e isso me deixoumais desesperado que antes. Pois constatei que só conseguiria fazeraquilo com a única pessoa que tinha que negar.A loira ficou furiosa e saímos dali rapidamente. Então a deixei naporta da boate e dirigi rapidamente para La Push, em direção a praia.Como era inverno e normalmente fazia frio, senti que aquela noiteestava muito mais frio do que costumava ser. E mesmo assim tireiminhas roupas e entrei completamente nu no mar, para acalmarmeus nervos que estavam a flor da pele.Aquela noite, tive a certeza que teria que adiantar meus planos eobrigá-la a casar comigo logo, pois estava vivendo além do que omeu corpo poderia suportar. E que precisava da droga para curaresse vício doentio que havia adquirido.
  • CONTINUAGAME OVERCASAMENTO Voltar para o índice
  • NOIVOS escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, peço perdão se a trama ainda não está agradando.É muito difícil transpor a emoção que apresentei em SIMPLESMENTEJAKE e SOL DA MINHA VIDA, quando tenho que entrar na pele dedois personagens ao mesmo tempo.Sei que esse foi o desafio que assumi quando comecei a escreveressa trama, mas confesso que não consegui entrar no personagemde Jake e sentir verdadeiramente as suas emoções.Contudo esse personagem não foi criado para ser essencialmenteromântico. Mas apaixonado, passional com um lado um poucocanalha.Sei que estão acostumados com o Love do casalzinho, mas essatrama não é romântica e melosa como as outras. E sim uma tramade paixão e ódio!!Espero que até o fim, consiga penetrar nas emoções dele etranscrever melhor o seu amor, ódio e paixão.Por favor não fiquem aborrecidas em um primeiro momento, mas aintenção inicial é de fazer vocês tomar partido dos personagem eamarem e odiarem junto com eles. E apesar de acharem que esseJake é um canalha, dê uma folguinha para ele.Ainda não consegui encontrar um tema musical para os dois e talvezseja por isso que esteja com tanta dificuldade de escrever e de fazê-las chorar. E se alguém tiver uma sugestão, pode me enviar. E issome ajudará bastante a entrar no universo desse novo Jake.Agora vou dá uma folguinha para vocês e colocar um pouquinho melnesse cap. Mas não se enganem, pois ele não será bonzinho parasempre. rsrsEspero que gostem!!NOIVOSPVO NESSEO mês de dezembro estava terminando e havia terminado o colegial.Então sabia que começaria uma longa batalha com meu pai, para nãoir para a faculdade e abandonar meu Jake.
  • Não havia me saído bem nas matérias nos últimos meses e minhasnotas não eram as mais apresentáveis para uma futura auniversitária. Contudo meu pai subornou algumas pessoas econseguiu uma passagem direta para Harvad e Dartmouth, entãoteria que escolher para onde iria em meu próximo semestre.Nós discutimos sobre isso diversas vezes nos últimos meses, mas eleparecia irredutível com o lance da universidade. E depois de tododinheiro que gastou com meu passe direto, não iria desistir tão fácilde me obrigar a ir.As coisas já não estavam fáceis para mim nos últimos meses e comtudo que havia passado nesse louco e diferente relacionamento queestava vivendo. Só que não conseguia me imaginar vivendo longe dodele, com um relacionamento que arrastaria pela distância e frieza datecnologia.Sinceramente, vejo esses casos de namoros pela internet e bate-papo e não consigo imaginar como essas pessoas agüentam. Entãonão conseguia me imaginar namorando pelo telefone, passandosemanas ou meses sem ver o meu amor e batendo papo pelo MSN(mesmo porque Jake odeia esse lance de computador).Então para piorar ainda mais as coisas, ele resolveu que iria emborade La Push e começaria a vida em outro lugar. E para isso teríamosque dá um passo maior, o que certamente deixaria meu pai louco e ofaria impedir a qualquer custo.Aquela tarde, ele me ligou e disse que gostaria de ter uma conversaséria comigo. Então comecei a ficar preocupada com o que iria mefalar. Mas estava decidida a não sofrer por antecedência e deixar elefalar tudo antes de me desesperar.- Nesse, amor! Ele disse do outro lado da linha.- Oi! Como você está¿ Perguntei.- Bem! Mas gostaria de ter uma conversa séria com você. Ele disse.
  • - Tudo bem! Você quer conversar aqui na minha casa ou quer que vápara a sua¿ Perguntei, andando ansiosa de um lado para o outro,bastante nervosa.- Prefiro que seja na minha casa, pois precisamos de um pouco deprivacidade para dizer tudo o que preciso. Ele disse friamente.- Ok! Vou para ai! Chego em aproximadamente duas horas. Tudobem¿ Perguntei.- Ok! Ficarei aguardando você! Um beijo.- Outro! Disse e desliguei o telefone, sentando com as pernascruzadas em minha cama e tentando imaginar o que ele poderiadizer.Então um frio percorreu meu corpo e tive medo que falasse sobre amorte de seu pai. De repente a porta abriu e Meg entrou no quarto.- Nesse! Ela me chamou.- O que foi¿ Perguntei, erguendo as sobrancelhas.- Vamos ao shopping comigo¿ Ela chamou, ainda de pé em frente aporta do quarto.
  • - Não posso, pois vou encontrar Jake na casa dele. Ele quer ter umaconversa séria comigo. Disse passando as mãos pelos meus cabelos.- Por que você sempre fica nervosa quando ele quer conversar¿ Vocêsempre parece tão tensa e com medo. O que aconteceu no dia queBilly morreu¿ Ela perguntou, erguendo as sobrancelhas.- Não aconteceu nadaaa... Gaguejei.- Você sabe que pode confiar em mim. Ela disse.- Não quero falar sobre isso! Nunca mais!! Por favor não toque maisnesse assunto. Pedi, levantando-me.- Tudo bem! Estou indo fazer compras em Port Angeles. Quer algumacoisa¿ Ela perguntou.- Não. Disse fazendo uma careta e ela saiu do quarto.Fui ao meu banheiro, tomei banho, escovei os dentes, penteei osmeus cabelos, coloquei uma calça preta, um suéter branco, umajaqueta preta por cima e botas pretas. Fiz uma leve maquiagem edepois sai para encontrar Jake.- Vai sair¿ Meu pai perguntou, quando me viu descendo as escadastoda arrumada.- Vou encontrar com Jake. Ele quer conversar comigo. Disse para ele.
  • - Vê se não chega muito tarde! Disse enquanto passava as mãos noscabelos da minha mãe, beijando-a docemente no pescoço.- Tá! Voltarei cedo. Assenti e depois sai.Enquanto dirigia, pensava sobre o que ele gostaria de conversar esobre a decisão que teria que tomar em ralação a universidade. Ecomecei a ficar seriamente preocupada.Quando cheguei a sua casa, entrei silenciosamente e vi que estavadeitado no sofá assistindo TV. Então me dirigi até ele, sentando-meno chão ao seu lado e vi os olhos negros que tanto amava meencarando de uma forma estranha.- Amor!! Como você está¿ Disse, depois de dei um selinho em seuslábios.Ai céus!! O que será que vai dizer¿ Será que é algo sobre Billy¿ Ai!!Vou morrer de tanta ansiedade e medo!! Relaxa, Nesse!! Conta atédez e respira fundo!! Um, dois, três... dez.- Bem, na medida do possível. Ele disse com uma voz rouca e quedava a impressão que havia chorado.- O que quer conversar comigo¿ Perguntei franzindo a testa.Por favor, fala logo!! Não me mata de tanta ansiedade!! Fala!! Fala!!Ai que medo!!- Nesse, tenho uma coisa muito importante para te falar. Ele disse,levantando-se do sofá e ficando de pé. Então me levantei do chão eficamos frente a frente nos encarando.
  • - Pode falar!! Disse segurando as suas mãos.Para de enrolar e fala logo!! Está me matando desse jeito!! Anda!Desembucha!!- Lembra quando te falei que não estava feliz aqui e que gostaria derecomeçar a vida em outro lugar¿ Lembra que te perguntei se iriacomigo¿ Então gostaria de saber se realmente está disposta a isso¿Não pretendo ficar muito tempo aqui e só estava esperando queterminasse o colegial. E apesar de saber que seus pais tem planospara você ir para universidade, sempre tive a esperança de ir emboracomigo.Então gostaria de tomar um passo mais sério com você e... Ele fezuma pausa e depois se ajoelhou diante de mim, segurando a minhamão direita enquanto o encarava sem conseguir falar nada, mastremia de tanto nervoso.- Nesse! Gostaria de saber se aceita se casar comigo¿ Se que serminha mulher¿ Perguntou, enquanto olhava para cima de forma quenossos olhos pudessem se encontrar.- É claro!! Isso sempre foi tudo que quis na vida!! Te amo mais doque tudo nesse mundo e sempre quis ser sua mulher!! Respondi comas lágrimas rolando em meu rosto.Ai, Jake!! Te amo tanto e sempre esperei por esse momento. Se vocêsoubesse quantas vezes fantasiei isso!! Se soubesse quantas vezessonhei com esse dia!! Você é tudo o que quero e preciso para serfeliz.Você conseguiu fazer desse momento o mais lindo, perfeito einesquecível para mim. Obrigada meu amor!!Te amo demais!! Sempre seria sua, toda sua, só sua, eternamentesua.
  • Ele tirou uma pequena caixinha do bolso, abriu e tirou um lindo anelcom pedra azul. Depois pegou minha mão e colocou o anel em meudedo. Então começou a beijar meus dedos lentamente, com lágrimasrolando em seu rosto. E disse:- Renesmee Carlie Cullen eu te amo!! Sempre te amei e sempre ireite amar... apesar de tudo. E realmente estou muito feliz por aceitar aser minha adorada esposa.- Também te amo muito!! Sempre te amarei!! Eu aceito ser suaesposa e quero isso mais do que tudo nessa vida!Jake!! Jake!! Vou morrer desse jeito!! Não posso acreditar quefinalmente iremos casar!! Ai!! Estou tão feliz que vou explodir detanta felicidade!! Meu Jake!!! Meu amor!! Você é tudo que precisopara ser feliz!!Ele se levantou e depois me puxou pela cintura, fazendo nossoscorpos se unirem perfeitamente. Então segurou meu rosto com asduas mãos, suavemente, e com nossos olhos cheios de lágrimasficaram se encarando por um momento, ansiando aquele beijo queestava por vir.Inclinamos nossos rostos e lentamente aproximamos nossos lábios,que começaram a se mover suavemente, sem ansiedade oudesespero. E nossas línguas começaram a se mover lentamente,aproveitando cada toque,cada movimento,cada sensação quecausava em nossos corpos. Então me lembrei de um tempo em quecostumava me beijar daquela forma tão doce e voltei em tempo bome saudoso.Depois daquele beijo tão perfeito, ficamos nos olhandoapaixonadamente por alguns instantes e ele abriu aquele sorriso lindoque eu amava, e que há muito tempo não via em seu rosto. E sentiacomo se algo houvesse o libertado de uma profunda dor e estivesseem um momento de redenção.
  • Ficamos deitados no sofá, vendo filme tranquilamente, e não houveaquele desespero que sentíamos quando nossos corpos se tocavam. Eele parecia o mesmo rapaz que me amava, protegia, cuidava de mimhá algum tempo atrás.Estava tão leve e tranqüila, deitada com meu Jake passando as mãosem meus cabelos, fazendo cafuné, que adormeci profundamente etive um lindo sonho com nós dois. E quando acorcdei, estava deitadaem sua cama, com uma blusa enorme, sem minhas calças e suéter.O vi sentado na cama me olhando tranquilamente e o seu sorriso seabriu quando abri meus olhos e comecei a me espreguiçar.- Bom dia dorminhoca! Ele disse sorrindo e depois deu um selinho emeus lábio.- O quê¿ O quê¿ Tentei perguntar, mas não consegui.Céus!! Será que dormi com ele e nem me lembro!! Isso só pode sercastigo!! Droga!!- Não aconteceu nada! Só coloquei uma roupa mais confortável emvocê! Ele disse, deitando o seu corpo sobre o meu e me encarandonos olhos enquanto sorria malicioso.- Nada¿ Perguntei ainda desnorteada.Ufa!! Que sorte não ter acontecido nada agora!! Ficaria muitodecepcionada se não me lembrasse de nada.- Você acha que faria algo com você dormindo¿ Quando for minhaquero que esteja bem acordada! Disse, beijando meu pescoço.
  • - Ufa! Menos mal! Seria horrível não me lembrar da nossa primeiranoite. Disse virando o meu rosto.Espero está bem acordada quando for sua mulher!! Não quero perdernada!! Nada mesmo!!- O que foi¿ Perguntou curioso, puxando meu rosto para encará-lo.- Jake! Eu fico horrível quando acordo... e não é a visão que gostariaque tivesse. Disse sem graça.Céus!! Devo parecer um monstro, com esses cabelos todosdesarrumados e parecendo um Sol!! Ai! Que “M” Tinha que me verassim agora¿ Droga!! Sai daqui e deixa me arrumar!!- Você nunca vai conseguir ficar horrível! Você é simplesmente linda!!Maravilhosa!! Encantadora!! Fica tranqüila.- Você só quer me tranqüilizar, mas não gostaria que me visse dessejeito. Respondi, tentando tirar os meus olhos da visão dos seus.Você é muito fofo, mas isso não me convence!! Estou horrível e devoestá com bafo de onça, ainda por cima. Ninguém merece!! Deixa euolhar para o outro lado!!- Você vai passar o resto da sua vida comigo e inevitavelmente averei acordar todos os dias. E posso me acostumar com isso. Aliás,vou adorar isso!- Céus!! Meus pais!! Vão nos matar!! Tenho que ir!! Estava ficandohistérica.OH! Não!! Droga!! Meu pai vai me matar!! Como vou explicar quedormi na casa de Jake¿ Ele não vai acreditar que não aconteceunada!! Droga!! Tenho que ir!! Ai!!
  • - Já falei com ele! Temos mais um tempo, então não se preocupe.Espere um pouco que vou trazer o café da minha donzela na cama.- Hummm!! Café na cama¿ Assim vai me acostumar mal! Dissefazendo beicinho.Ai que fofo!! Seria maravilhoso acordar com café na cama todos osdias!! Não faz assim que vou gamar ainda mais!! Você é tão lindo!!Tão maravilhoso!! Gostoso!! Te amo tanto!! Ufa!- Isso vai ser bem interessante! Respondeu pulando da cama, indoem direção a porta do quarto.Depois de um tempo, voltou com uma bandeja de frutas e um copode suco para mim.- Bem! Acho que minha branquinha vai gostar dessas frutas e dosuco, já que não gosta de leite, café, pão...- Vou adorar! Disse e comecei a comer o meu lindo café da manhã.Realmente essa frutas estão boas!! Adorei sua ideai de café damanhã! Você é tão maravilhoso!!- Essa flor é para comer também¿ Perguntei tentando fazer umagraça.Adorei essa flor!! Você é tão lindo!! Que romântico!! Por que não ésempre assim¿ Amaria que fosse sempre desse jeito!!- Não! É só para decorar! Respondeu fazendo beicinho.
  • - Jake! Temos um pequeno problema! Como vamos convencer meupai¿Droga!! Meu pai vai morrer e querer nos matar quando contarmos donosso casamento!! Ele vai querer me obrigar a ir para a universidadee em afastar de Jake. O que vamos fazer agora¿ Droga!! Comoiremos convencê-lo!! Eu fujo se preciso, mas caso com meu Jake.- Depois que tomar seu café a levarei para casa e conversaremoscom seus pais. Ele respondeu.- O senhor é quem manda. Disse.Tomara que consiga convencê-los,mas não estou muito otimistaquanto isso. Mas se quiser eu fujo com você.Depois que tomei banho e me arrumei, fomos para a minha casacontar a novidade para minha família.PVO JAKEDepois daquela noite fatídica, tive a certeza que a única forma de meacalmar seria me perder nos braços da minha Nesse. Contudoprecisaria dá um próximo passo para isso: CASAMENTO.Então teria que arrumar uma forma de convencer seus pais a nosdeixarem nos casar, pois tinha certeza absoluta que ela aceitaria.O problema disso tudo, era a bendita universidade que seu pai queriaque cursasse. E sabia que seria uma batalha para convencê-lo queela seria mais feliz vivendo uma vida modesta comigo.
  • Passei dois dias ansioso para fazer o pedido para ela e por mais quetudo fosse um plano de vingança. Sentia uma sensação estranha,uma emoção diferente que me deixou mais feliz.Então finalmente tomei coragem para fazer o bendito pedido, poisnão poderia adiar essa situação por mais tempo.Liguei para ela e pedi que posse para a minha casa, pois precisavater uma conversa séria com ela. E depois que desliguei o telefone,fiquei extremamente tenso, nervoso e emocionado. Pois aquele era omomento pelo qual havia esperado toda a minha vida e me esquecicompletamente do ódio e dos meus planos de vingança e permiti-mecurti cada instante intensamente.- Nesse, amor! Falei com ela pelo telefone.- Oi! Como você está¿ Ela perguntou.- Bem! Mas gostaria de ter uma conversa séria com você. Disse coma voz tensa e meu corpo tremendo por completo, enquanto andavade um lado para o outro.- Tudo bem! Você quer conversar aqui na minha casa ou quer que vápara a sua¿ Ela perguntei.- Prefiro que seja na minha casa, pois precisamos de um pouco deprivacidade para dizer tudo o que preciso. Disse para ela e estavaquase enfartando de tanta ansiedade.- Ok! Vou para ai! Chego em aproximadamente duas horas. Tudobem¿ Ela perguntou.
  • - Ok! Ficarei aguardando você! Um beijo. Disse para ela.- Outro! Ela desligou o telefone.Fiquei andando de um lado para o outro, suando frio, quasearrancando todos os fios dos meus cabelos e com a respiraçãopesada de tanto nervoso que sentia.Depois de algum tempo, consegui me acalmar e deitei no sofá paraver TV. Mas não consegui prestar atenção em nada que passava efiquei com a minha mente perdida, pensando no que falaria para ela.Estava tão nervoso, que tinha vontade de me esconder dentro de umburaco. Mas apesar disso, tinha que ter coragem e dizer para ela tudoo que estava sentindo naquele momento.Senti uma vontade irresistível de tomá-la em meus braços e dizer oquanto a amava e o quanto queria fazê-la feliz.De repente a porta se abriu lentamente e percebi que estavaentrando na sala. E em poucos segundos estava sentada no chão aomeu lado. Então meus olhos fitaram os seus e estava emocionadodemais com aquele momento.Queria dizer tantas coisas para ela... Queria perdoá-la pelo que haviafeito ao meu pai... Queria esquecer de tudo o que se passou e viverfeliz com o amor da minha vida..- Amor!! Como você está¿ Ela disse e depois beijou meus lábios.- Bem, na medida do possível. Respondi para ela, ainda olhando seurosto com extrema reverencia.Como você está linda!! Assim eu morro!! Como te amo!! Como querote fazer feliz, apesar de tudo o que fez. Por favor minta para mim eme dê um motivo para te perdoar. Ajude-me a esquecer tudo o queaconteceu! Me faça o homem mais feliz do mundo!! Seja minhaesposa amada!!
  • - O que quer conversar comigo¿ Ela perguntou franzindo a testa.- Nesse, tenho uma coisa muito importante para te falar. Disse edepois me levantei do sofá e ela acompanhou meu movimento, eficou de pé a minha frente.Seja minha mulher!! Minha esposa amada!! Quero você parasempre!! Te amo tanto... apesar de tudo o que fez!!- Pode falar!! Ela disse segurando as minhas mãos, enquanto aolhava profundamente.- Lembra quando te falei que não estava feliz aqui e que gostaria derecomeçar a vida em outro lugar¿ Lembra que te perguntei se iriacomigo¿ Então gostaria de saber se realmente está disposta a isso¿Não pretendo ficar muito tempo aqui e só estava esperando queterminasse o colegial. E apesar de saber que seus pais tem planospara você ir para universidade, sempre tive a esperança de ir emboracomigo.Então gostaria de tomar um passo mais sério com você e... Fiz umapausa e depois me ajoelhei diante dela, segurando a sua mão direitaenquanto a encarava sem conseguir falar nada, tremendocompletamente pelo desespero que consumia meu corpo.Diga que me ama!! Que aceita ser minha esposa!! Que vai passar oresto da vida ao meu lado e me fará feliz!! Te amo tanto... sempre teamei... e sempre a amarei.- Nesse! Gostaria de saber se aceita se casar comigo¿ Se que serminha mulher¿ Perguntei finalmente.Diga que sim!! Que aceita!! Que também me quer!!
  • - É claro!! Isso sempre foi tudo que quis na vida!! Te amo mais doque tudo nesse mundo e sempre quis ser sua mulher!! Ela respondeuchorando de tanta emoção.Tirei uma pequena caixinha do meu bolso e peguei o anel que fora daminha mãe. Então coloquei o anel em seu dedo e comecei a beijarseus dedos suavemente, enquanto as lágrimas percorriam o meurosto.- Renesmee Carlie Cullen, eu te amo!! Sempre te amei e sempre ireite amar... apesar de tudo. E realmente estou muito feliz por aceitar aser minha adorada esposa.Te amo demais garota!! Você não sabe o quanto me custa te fazersofrer!! Se soubesse como fico angustiado quando a vejo chorar e seique sou o culpado!! Como morro a cada dia, por essa vingançaestúpida. A única coisa que queria era te fazer feliz!! Você é a razãoda minha existência e não sei viver longe de você, mesmo a odiandopelo que fez ao meu pai.Não suportarei ficar mais tempo sem você!! Te quero muito, garota!- Também te amo muito!! Sempre te amarei!! Eu aceito ser suaesposa e quero isso mais do que tudo nessa vida!Eu me levantei e a puxei pela cintura, e o seu corpo estava colado nomeu. Segurei o seu rosto com as duas mãos e olhei profundamenteem seus olhos lagrimosos por um momento, desejando muito aquelebeijo que estava prestes a acontecer.Aproximamos os nosso rostos e lábios ansiosos finalmentecomeçaram a se mover lentamente, sem ansiedade ou desespero.Nossas línguas se movia de forma sincronizada, curtindo cadamomento daqueles toques maravilhosos. E senti meu corpoestremecer por completo e as borboletas revoares em meusestomago, como se estivessem dançando um balé. E mesmo contudoo que estávamos passando naqueles últimos meses, senti um alivio,uma libertação em minha alma como há muito tempo não tinha e meentreguei completamente naquele beijo doce e redentor.
  • Quando terminamos o nosso inesquecível beijo, ficamos nos olhandopor alguns instantes e desejei nunca ter pensado em fazer mal aminha doce Nesse, e cheguei a sentir remorso por toda a crueldadeque desejava impor a ela.Deitamos no sofá e acabamos dormindo. Então o telefone começou atocar e tive que levantar para atender. E não a minha decepção, erao seu pai exigindo que fosse para casa. Então vi no relógio que jápassavam de meia noite e insisti para que continuasse a dormir eprometi que a levaria no dia seguinte.Peguei-a no colo e a levei para minha cama, mas como estava cheiade roupas, tirei sua jaqueta, calça e suéter e coloquei uma camisaminha para que se sentisse mais confortávelDepois deitei ao seu lado, mas não consegui dormir e passei a maiorparte da noite olhando aquele lindo rosto de anjo que possuía.Cochilei um pouco, mas logo perdi o sono novamente e fiquei deitadoabraçado a minha linda noive. Então quando o dia começou a clarear,levantei e sai para comprar umas frutas para o seu café da manhã.Preparei a bandeja com as frutas, fiz um suco e coloquei uma rosa(que havia roubado da roseira do visinho) e deixei tudo preparado nacozinha, para quando acordasse.Voltei para o quarto e sente na cama para olhá-la dormir mais umpouco e nunca me senti com aquele simples momento. Então elaabriu os olhos e começou a se espreguiçar.- Bom dia dorminhoca! Disse sorrindo para ela e depois beijeilevemente os seus lábios.Você fica tão linda acordando desse jeito!! Adoraria vê-la acordarassim todos os dias.
  • - O quê¿ O quê¿ Ela pareceu amedrontada e tentava entender o quehavia acontecido.- Não aconteceu nada! Só coloquei uma roupa mais confortável emvocê! Respondi, deitando sobre ela e a encarando nos olhos.- Nada¿ Ela perguntou ainda espantada.- Você acha que faria algo com você dormindo¿ Quando for minhaquero que esteja bem acordada! Disse, beijei seu pescoço paraprovocá-la.- Ufa! Menos mal! Seria horrível não me lembrar da nossa primeiranoite. Respondeu virando o rosto.- O que foi¿ Perguntei e puxei seu rosto para encará-la.Do que você tem medo¿ Não vou te fazer mal!! Fica tranqüila!!- Jake! Eu fico horrível quando acordo... e não é a visão que gostariaque tivesse. Respondeu envergonhada.- Você nunca vai conseguir ficar horrível! Você é simplesmente linda!!Maravilhosa!! Encantadora!! Fica tranqüila.Sempre vou achar você linda!! Muito linda!! A mais linda de todomundo!! Nunca terei olhos para outra que não seja você!!- Você só quer me tranqüilizar, mas não gostaria que me visse dessejeito. Ela respondeu, revirando os olhos para não me encarar.
  • - Você vai passar o resto da sua vida comigo e inevitavelmente averei acordar todos os dias. E posso me acostumar com isso. Aliás,vou adorar isso!Você nem imagina como estou ansioso por isso!!- Céus!! Meus pais!! Vão nos matar!! Tenho que ir!! Ela gritouassustada.- Já falei com ele! Temos mais um tempo, então não se preocupe.Espere um pouco que vou trazer o café da minha donzela na cama.Quero te mimar mais um pouco.- Hummm!! Café na cama¿ Assim vai me acostumar mal! Dissefazendo beicinho.- Isso vai ser bem interessante! Respondi e fui para a cozinha pegar abandeja que já havia preparado.Vai ser bem interessante de deixar mal acostumada. rsrsrs- Bem! Acho que minha branquinha vai gostar dessas frutas e dosuco, já que não gosta de leite, café, pão... Disse para ela- Vou adorar! Ela respondeu e começou a comer com bastantevontade.- Essa flor é para comer também¿ Ela perguntou sarcasticamente.
  • - Não! É só para decorar! Respondi fazendo uma careta para ela.- Jake! Temos um pequeno problema! Como vamos convencer meupai¿ Ela perguntou- Depois que tomar seu café a levarei para casa e conversaremoscom seus pais. Respondi despreocupado.- O senhor é quem manda. Ela disse sorrindo para mim.Depois que tomou seu banho e se arrumou, fomos para a casa osCullens para contar para seus pais que iríamos nos casar e partir deLa Push.CONTINUACASAMENTONão deixem de comentar!!bjn Voltar para o índice
  • CASAMENTO - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, passei a manhã e a tarde ocupada e não consegui escrever avisão de Jake sobre o casamento, a casa na Guatemala e seusconflitos sobre a vingança que pretende fazer.Vou portar o primeiro PVO agora e até mais tarde posto a visão delee a Lua de Mel.Não deixem de comentar.bjCASAMENTOPVO NESSEEstava radiante de tanta felicidade, pois finalmente ficaria ao lado domeu Jake sem impedimentos. Seria apenas nós dois começando umavida nova sem vampiros e lobos por perto. Nos completaríamos detodas as formas e seríamos o casal mais feliz e invejado do mundo.Então nada mais me importava mesmo à negativa do meu adorávelpai seria um problema para mim aquela altura do campeonato, poissabia o que queria e lutaria por isso.Depois que me arrumei, fui para o meu carro e ele para o dele. Entãosaímos em disparada, apostando corrida até Clallam Bay. E foibastante divertida essa pequena brincadeira, que me lembrou dotempo que ainda era uma adolescente, no inicio da maturidade, efazíamos pequenas competições de caça, onde sempre ganhava domeu Jake.Confesso que senti saudade daquele tempo e gostaria de voltarapenas por um dia, ser criança novamente ao lado da pessoa maisamável e protetora do mundo.Jake sempre foi muito cuidadoso comigo, pois tinha medo que memachucasse ou estivesse em perigo. Então sempre foi muito presentenesse período da minha vida. Mas conforme o tempo passava e eudesenvolvia como mulher, ele começou a ficar diferente e se afastarde mim aos poucos. Então percebi que o amava não como amigo eirmão, mas como homem e me declarei para ele.Foi a coisa mais difícil que tive que fazer, pois tinha medo de serrejeitada e que nossa amizade acabasse. Mas para minha surpresa,ele me recebeu de braços abertos e disse que me amava muito. Edesde aquela época (há quase três anos) que não nos separamosmais.
  • Hoje estou extremamente feliz, não só pelo pedido de casamento,mas por lembrar de um tempo bom onde não me sentia tão culpada epodia amá-lo intensamente e despreocupada.Essa pequena corrida que fizemos, trouxe todas as lembranças dosprimeiros dias no nosso namoro à tona. Fazendo me lembrar dassurpresas, todos primeiros toques, dos primeiros beijos, dos nossospasseios de aventura, dos mergulhos do penhasco, de como ficavaenvergonhado quando o agarrava na frente dos seus irmãos eamigos, dos ciúmes que tinha dos garotos da escola e de todos osmomentos bons que tivemos até aquele ano fatídico.Agora chegamos a um ponto onde não é possível voltar. Tive quefazer a escolha entre casar com ele e ir embora para uma vida pacatae tranqüila, longe da minha família e amigos, e ir para universidade eficar longe do homem da minha vida. E certamente a minha escolhajá foi tomada há muito tempo e não o abandonaria de forma alguma.Estávamos que na porta da minha casa, então me enchi de coragempara encarar Edward Cullen e dizer tudo o que precisava paraconvencê-lo que a única forma de ser feliz, seria partir com meuJake.Desci do carro e vi que ele há estava fora do seu me esperando, ehavia ganhado nossa corrida devido a minha distração. E percebi queficou muito orgulhoso por ganhar da minha Mercedes com um carrotão simples.Andei em sua direção e quando chegou bem próximo, ele me apertouem um abraço de urso tão forte, que se fosse humana teria mepartido ao meio. Então me deu um beijo calmo e delicado eperguntou se estava pronta para enfrentar meu pai.Nós entramos abraçados com a cara e a coragem para o nosso últimomartírio até o matrimonio.- Nesse!! Por que me desobedeceu e dormiu na casa de Jake! Meu paidisse furioso, andando de um lado para o outro, enquanto meus tios,avós e mãe o olhavam apreensivo. Pareciam está preparados parauma luta.- Pai, se acalme! Apenas peguei no sono e dormi. E não aconteceunada, como pode ler na minha mente. Então não começa com essedrama. Disse para ela ainda abraçada ao meu Jake e tive medo queele o atacasse.- O que tem a me dizer, Sr Jacob Black? Ele perguntou ainda furioso.
  • - Realmente não aconteceu nada. Apenas pegamos no sono e quandovocê ligou já era muito tarde para sair com Nesse por essas estradas.Ele respondeu despreocupado, beijando a minha cabeça.- E o que você tem de tão importante para me dizer? OH!! Não!! Nãomesmo!! Ela é muito nova!! Praticamente uma criança e não voupermitir!! Meu pai dizia desnorteado, depois de ler os nossospensamentos.- O que foi Edward? Carlisle perguntou parecendo preocupado,franzindo a testa.- Querem se casar e ir embora! Ele respondeu desgostoso.- É compreensível e já esperávamos que isso acontecesse algum dia.Disse Esme para ele.- Ela vai para a universidade! Vai estudar e se formar! Não voupermitir que minha filha vire uma simples dona de casa, cuidando demarido e sem perspectivas de vida. Meu pai rebateu, andando de umlado para o outro mais rápido.- Edward, espero que me entenda. Não suporto mais viver em LaPush e quero começar uma nova vida em outro lugar. Esquecer aslembranças de lobos, vampiros, lutas, lendas e principalmente domeu pai. Só esperei tanto tempo para partir por Nesse, pois queriaque terminasse o colegial, mas agora...- Você que levar Nesse de nós? Minha mãe perguntou irritada.- Sim!! Vou embora e ela vem comigo! Já aceitou e pretendemosfazer isso da forma mais correta do mundo.- Isso é ridículo, seu cachorro abusado. A Barbei entrou na conversa.- Não espero que entendam, mas que aceitem a nossa decisão!Podemos sair daqui casados, dá a Bella a oportunidade de ser a mãee sogra mais jovem do mundo, a baixinha de fazer uma linda festa ea família de ter uma despedida a altura. Ou podemos ir embora deuma hora para outra e nos casarmos em Las Vegas, em umacerimônia bem simples.A escolha é de vocês!! Jake disse seguro se si e estava totalmente aoseu lado, não me importava o sofrimento da minha família.- Não vou permitir isso!! Meu pai gritou furioso para ele.
  • - Não tem que permitir! Não estou pedindo! Ela já aceitou!! Entãoestamos comunicando a nossa decisão e perguntando como vai ser.- E como pretende sustentá-la? Com que dinheiro? De que forma?Carlisle perguntou.- Venderei a casa, o carro e a moto. Também tenho uma poupançaque usarei para comprar uma nova casa para nós dois. E depois denos estabelecermos, arrumarei um emprego. Ele respondeu.- Isso é ridículo!! Só o carro dela vale mais do que tudo o que tenha!!Não tem a menor condição de lhe dá uma vida confortável. Meu pairebateu.- Vamos ter uma vida simples e modesta. Plantar os nossosalimentos, cuidar de animais, ter nossos filhos.- Você só pode está brincando? Ter filhos? Como? Ele rebateu.- Você quer que te explique como se faz um filho realmente? E se nãofor possível para nós, poderemos adotar uns dois! Nada nos impededisso.- Não tente se engraçadinho comigo!! Você sabe muito bem que sãoincompatíveis!- Eu sei? Realmente não!! Nunca houve esse tipo de mistura, entãonão podemos saber. Mas o que me importa é que vamos nos casar ecomeçar uma nova vida juntos e longe daqui.A discussão durou por umas duas horas, mas a família chegou a umconsenso que não poderiam nos impedir de casar e deixar viver asnossas vidas. Então meu pai teve que se reder a inevitável situaçãoe concordou com nosso casamento, mas impôs uma condição.Jake teria que aceitar uma grande quantia em dinheiro, que ele nãohavia estabelecido quanto naquele dia, para comprar uma imensacasa e manter o conforto que eu precisaria. E mesmo irritado com asituação, ele teve que aceitar e se render a única condiçãoestabelecida pelo mai pai.Marcamos o casamento para um mês, contando daquele dia parafrente, para dá tempo a Alice de preparar tudo para a cerimônia.Então finalmente estava pronta para casar e começaria uma vidanova com meu Jake.Ele passou as primeiras semanas procurando pela internet umafazenda ou um sitio para comprarmos. Então depois de alguns dias,
  • encontramos uma pequena fazenda de café na Guatemala, queestava a um preço acessível e ele partiu para visitá-la.Quando voltou, trouxe algumas fotos do lugar e me apaixonei aprimeira vista. E ele fechou negócio, comprando finalmente a nossanova morada.Eu estava louca para conhecer e cheguei a pedir para ir visitá-laantes da nossa mudança. Contudo ele quis me fazer uma surpresa enão me deixaria ver minha nova casa antes do casamento. Entãoviajou novamente e ficou duas semanas fora, acertando todos osdetalhes para a nossa mudança e voltou já na semana do nossocasamento, tão entusiasmado e feliz que contagiava a todos queestavam a nossa volta.Mesmo com a nossa partida, decidiu manter a velha casa de seu pai,carros e moto guardados para uma eventual visita que fizéssemos. Eisso me deu um certo desconforto, mas não reclamei e permiti quemantivesse o local fechado, apesar de não ter a menor pretensão devoltar lá.A cerimônia foi realizada no fim de janeiro e o tempo não foi muitofavorável. Mas apesar disso a celebração foi simples, bem organizadae decorada pela minha linda tia (maluquinha).Ela conseguiu me deixar muito mais bonita do que já era e quandoJake me viu entrando vestida de noiva, chorou como uma criança. Eisso me deixaou ainda mais emocionada.Não consigo descrever o turbilhão de emoções que senti naquele dia,mas posso afirmar que apesar do nervoso, medo e felicidade vi tudomaravilhoso a minha volta e se pudesse congelaria cada momento.Tudo foi rápido e bem tranqüilo, e nós estávamos radiantes de tantafelicidade, sabendo que daquele dia em diante seria a mulher maisamada e feliz de todo o mundo. E não me importaria com aslembranças tristes ou minha consciência me atormentando, pois oamaria de todas as formas para compensá-lo pelo meu crime.Haviam poucos convidados de ambas as partes, pois só o clã dosDenali, Charlie com Su, Paul com Rachael, Embry, Quil e Seth. Entãofiquei bem intrigada pelo não comparecimento dos seus outrosirmãos e amigos, contudo estava tão feliz que não ficaria meimportando pela desfeita que nos fizeram.Minha família estava feliz, mas percebia a decepção e a dor quesentiam pela minha partida. Mas nem isso conseguiu estragar o brilhoda minha nova e feliz vida. E apesar de saber que estaríamos vivendoem outro país (GUATEMALA) e que só nos falaríamos pelo telefone,estava bem tranqüila e feliz.
  • Depois de algum tempo cumprimentando nossos familiares econvidados, partimos para o aeroporto.Viajamos para o Caribe, local escolhido por ele para a nossa lua demel e estava ansiosa pela nossa primeira noite. Contudo faltavamuito pouco para a realização de um sonho e esperaria mais algumashoras.Fomos abraçados no avião, totalmente felizes e ansiosos para achegada ao hotel e apesar do cansaço, esperava aproveitar cadamomento ao lado do meu marido.CONTINUACASAMENTOPVO JAKE...Lua de mel Voltar para o índice
  • CASAMENTO - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Esse cap é um pouco longo, devido à descrição do novo endereço donosso casal.Depois da lua de mel, o bicho vai pegar!!! rsrsrsEspero que gostem!!CASAMENTOPVO JAKEDepois que Nesse se arrumou, fomos para os nossos carros e saímosem disparada pelas estradas, apostando corrida e fiquei feliz pelaaquela brincadeira de criança. E enquanto nossos carros corriam,tinha a oportunidade de ver a alegria no rosto da minha Nesse. Entãome lembrei do quanto ela gostava de competições e de comocostumávamos a fazer isso até um tempo atrás.Deixei-me levar por aquele momento tão agradável e esvazie minhamente de qualquer pensamento ruim ou que pudesse me fazer sentiródio. Pois de alguma forma me sentia feliz e realizado por finalmentepoder casar com minha branquinha.Esperei por esse momento por mais de 8 anos e agora ela estavafinalmente preparada para ser a minha esposa. E não estragaria omomento tão bom, a felicidade que invadia minha alma, e a levezaque sentia com pensamentos de vingança e ódio. Contudo sabia quaiseram os meus objetivos, mas não deixaria que eles estragassem oque estava sentindo.Enquanto corria, lembrei de Nesse ainda menina caçando comgraciosidade, enquanto quase enfartava com medo de quasemachucasse.Ela sempre foi tão linda...tão encantadora e graciosa.Como ainda te amo!!Como gostaria de não te amar... seria tão mais fácil para mim se teesquecesse.
  • Mas infelizmente você está enraizada em minha almae para o bem ou para o mal ficarei ao seu lado.Como gostaria que me confessasse o seu crime e me pedisse perdão!Mesmo culpada eu a perdoaria!!Só queria que fosse sincera comigo e me dissesse o que fez!Dissesse que não teve culpa ou que se arrepende.Mas você continua a esconder a verdade de mim!!Continua me obrigar a te odiar.E mesmo assim te amo mais do que a minha própria vida!!Como queria te fazer a mulher mais feliz do mundo, ao invés de tefazer sofrer!!Como quero te amar sem nenhuma restrição!!Te esperei por tanto tempo eagora terei que destruir a criatura que mais amo nesse mundo.Você cresceu tão rápido, que chegou a me assustar... um dia erauma menina graciosa e no outro uma mulher fogosa e superatraente.Como foi difícil para eu conviver com suas mudanças diárias!!Você era uma menininha tão linda!!A mais linda que já vi!Agora é essa mulher maravilhosa e encantadora!Como quero te amar sem restrições... te fazer feliz... realizar os seussonhos...cuidar de você.Mas sou obrigado a me tornar o seu algoz!Isso não é justo com nós dois.Só queria uma oportunidade para te perdoar... mas não posso.
  • Basta uma palavra sua para isso!Uma única palavra pode acabar com toda essa dor!!Te amo tanto!!Te quero tanto!Não entendi exatamente o porquê, mas cheguei primeiro em suacasa. E fiquei muito satisfeito por ter ganhado a nossa pequenacorrida. Então desci do carro e fiquei de braços cruzados, esperandoque ela chegasse.Ela desceu do carro e andou em minha direção, então tive umavontade enorme de abraçá-la de deixar toda dor ser dissipada emseus braços. E queria sentir o seu cheiro e me perder por ummomento naquele corpo tão delicado e desprotegido, que eupretendia sordidamente destruir. Então a beijei suavemente e meperdi em seus lábios doces, sentindo todas as vibrações do meucorpo responderem ao seu toque.Deslizei minha língua lentamente em seus lábios, traçando todo ocontorno de seus lábios e depois procurei sua língua para saciar aminha vontade. Então nossas línguas se moveram juntamente, emum movimente sincronizado e ansioso por cada toque, cadamovimento, pelo sabor agradável, o prazer sobrenatural que isso noscausava.Amei aquele beijo e queria passar o dia inteiro me perdendo nele.Mas tínhamos que entrar em sua casa e enfrentar o meu chato sogroEdward Cullen, e só por isso paramos aquele momento tãomaravilhoso e entramos em sua casa abraçados.- Nesse!! Por que me desobedeceu e dormiu na casa de Jake! Edwardgritava furioso andando de um lado para o outro. E percebi que osoutros membros da família estavam bem ansiosos e preocupadoscom aquela situação.
  • - Pai, se acalme! Apenas peguei no sono e dormi. E não aconteceunada, como pode ler na minha mente. Então não começa com essedrama. Nesse disse para ele, abraçando-me muito forte e percebi queestava com muito medo, pois sua pele era fria e estava tremendo.- O que tem a me dizer, Sr Jacob Black? Ele perguntou para mim,com ódios em seus olhos,enquanto continuava andando feito umabarata tonta.- Realmente não aconteceu nada. Apenas pegamos no sono e quandovocê ligou já era muito tarde para sair com Nesse por essas estradas.Respondi para ele e beijei o topo da cabeça da minha branquinha,para acalmá-la um pouco. Depois comecei a lembrar de tudo o quetinha acontecido, para que ele visse que estava falando a verdade.Depois pensei no que gostaria de falar para ele e a sua fúriaaumentou.Preciso ter uma conversa séria com você sobre Nesse e eu. Sobre onosso futuro... sobre casamento! Pensei.- E o que você tem de tão importante para me dizer? OH!! Não!! Nãomesmo!! Ela é muito nova!! Praticamente uma criança e não voupermitir!! Ele ficou totalmente louco com o que havia lido em meuspensamentos. Então colocou as duas mãos no piano, como seestivesse se segurando para não voar no meu pescoço.- O que foi Edward? Carlisle perguntou para ele, franzindo a testa.- Querem se casar e ir embora! Ele respondeu.- É compreensível e já esperávamos que isso acontecesse algum dia.Disse Esme.
  • - Ela vai para a universidade! Vai estudar e se formar! Não voupermitir que minha filha vire uma simples dona de casa, cuidando demarido e sem perspectivas de vida. Ele voltou a andar de um ladopara o outro, só que dessa vez bem mais rápido e achei querealmente fosse ter um piripaque.- Edward, espero que me entenda. Não suporto mais viver em LaPush e quero começar uma nova vida em outro lugar. Esquecer aslembranças de lobos, vampiros, lutas, lendas e principalmente domeu pai. Só esperei tanto tempo para partir por Nesse, pois queriaque terminasse o colegial, mas agora... Disse para ele, de forma bemsegura, para deixar claro que não mudaria de posição.De uma forma ou de outra ela vai comigo!! Seja por bem ou pormal...e a escolha não é sua. Então vamos fazer isso de formacivilizada!!- Você que levar Nesse de nós? Bella perguntou irritada, fuzilando-mecom seus olhos.- Sim!! Vou embora e ela vem comigo! Já aceitou e pretendemosfazer isso da forma mais correta do mundo.Droga, Bella!! Agora você vai começar também¿ Será que não vê queo melhor para nós dois¿ Que saco! Pensei- Isso é ridículo, seu cachorro abusado. A Barbei entrou na conversa.Ai! Ai!! Vou perder a paciência que esse povo!! Que saco!! Todomundo vai começar a dá opinião¿- Não espero que entendam, mas que aceitem a nossa decisão!Podemos sair daqui casados, dá a Bella a oportunidade de ser a mãee sogra mais jovem do mundo, a baixinha de fazer uma linda festa ea família de ter uma despedida a altura. Ou podemos ir embora deuma hora para outra e nos casarmos em Las Vegas, em umacerimônia bem simples.
  • A escolha é de vocês!!Essa é a minha última palavra!! Se Nesse estiver disposta a ircomigo, não me importo com nada. E fugiremos juntos.- Não vou permitir isso!! Edward gritou furioso novamente ao lermeus pensamentos.- Não tem que permitir! Não estou pedindo! Ela já aceitou!! Entãoestamos comunicando a nossa decisão e perguntando como vai ser.Vamos casar aqui,com consentimento de vocês, ou fugir paracasarmos em Las Vegar¿ A decisão é sua,Edward.- E como pretende sustentá-la? Com que dinheiro? De que forma?Carlisle perguntou.- Venderei a casa, o carro e a moto. Também tenho uma poupançaque usarei para comprar uma nova casa para nós dois. E depois denos estabelecermos, arrumarei um emprego. Respondi.Agora vão jogar sujo¿ Jogar na minha cara que não tenho dinheiro¿Não tenho medo de trabalhar e não vou deixá-la passarnecessidades! Pode apostar nisso!!- Isso é ridículo!! Só o carro dela vale mais do que tudo o que tenha!!Não tem a menor condição de lhe dá uma vida confortável. Edwardjogou cruelmente na minha cara.- Vamos ter uma vida simples e modesta. Plantar os nossosalimentos, cuidar de animais, ter nossos filhos.Ai! Já estou perdendo a paciência com essa conversa.
  • - Você só pode está brincando? Ter filhos? Como? Ele disse rindo.- Você quer que te explique como se faz um filho, realmente? E senão for possível para nós, poderemos adotar uns dois! Nada nosimpede disso.Isso é ridículo!! Acham que não podemos formar uma família¿ Sevocê que é um vampiro fez isso... eu não conseguirei.- Não tente se engraçadinho comigo!! Você sabe muito bem que sãoincompatíveis! O engraçadinho disse rindo.- Eu sei? Realmente não!! Nunca houve esse tipo de mistura, entãonão podemos saber. Mas o que me importa é que vamos nos casar ecomeçar uma nova vida juntos e longe daqui.Se vamos ter filhos ou não é problema nosso!! Não vai querer semeter nisso também!!Ficamos discutindo por um bom tempo, com ofensas e humilhações,de ambas as partes. Mas depois de um tempo, sem conseguir impor asua vontade para sua filha, decidiu aceitar o nosso casamento comuma condição.Então teria que aceitar uma grande quantia em dinheiro, como sefosse um dote, para garantir a vida boa que sua filha merecia. Eapesar de não gostar da situação acabei aceitando, pois sabia quenão teria muito dinheiro para começar uma vida nova.Ficou estabelecido que casaríamos e um mês, exatamente no final dejaneiro, e depois iríamos embora direto da nossa lua de mel. E osCullens não se meteriam em nossa vida, ficando afastados e sómanteriam contato via telefone.
  • Começamos a fazer algumas pesquisas pela internet em busca deuma fazendo ou um sítio. Mas estava bastante difícil para encontrarum local bom. E depois de alguns dias, encontrando uma pequenafazenda na Guatemala. Então resolvi viajar sozinho,enquanto Nesse,Bella, Esme e Alice preparavam tudo para o nosso casamento.A impressão que tinha da Guatemala não era muito boa, mas assimque cheguei ao Aeroporto Internacional Aurora fiquei maravilhado ecomecei a desvendar as maravilhas daquele lugar.Ele é um país situado na América central, que possui um idiomaoficial o espanhol. Tem uma natureza completamente arrebatadora,com seus rios, lagos, praias, montanhas e floresta tropical. Alémdisso, ainda possui vulcões ativos e um deserto. E pelo que li emminhas pesquisas, possui 19 ecossistemas diferentes.Isso não incrivelmente maravilhoso¿A população é de origem indígena, descendente dos povos Maias e ostraços dessa civilização são bem evidentes na sua arquitetura colonialdas cidades históricas.Possui um clima temperado e as pessoas costumam dizer que vivemem uma eterna primavera.Entre os meses de novembro e maio, a estação é muito seca e oclima não é muito agradável. No entanto, de julho a setembro entraem uma época de muitas chuvas e o clima tornasse mais agradável.Para viver naquele lugar, recomendaram-me levar roupas leves dealgodão, chapéus e calçado cômodo. Pois na época das secas erapreciso está com vestimenta confortável. Mas tambémrecomendaram casacos leves para a época em que o clima ficavamais fresco pelas chuvas.A moeda oficial daquele país é o Quetzal guatemalteco, apesar deaceitarem o dólar. Então tinha que ir em uma casa de cambio paratrocar dinheiro para nos mantermos um certo tempo.
  • A economia do país é baseada na agricultura, que possui comoprincipais produtos o café, o açúcar e a banana. E precisava teralgum conhecimento sobre isso, já que viveríamos basicamente doque plantássemos e vendêssemos. E apesar de ainda não saber comoera a pequena fazenda que compraria, tinha certeza que precisariame inteirar nesses assuntos.Também descobri que um dos traços importantes daquele povo é asua religiosidade, que é evidenciada em sua arquitetura e modo devida das pessoas. Que se dividem entre o catolicismo e oprotestantismo, com a maioria, 65% são de católicos fervorosos. Masque também havia uma minoria muçulmanos, budistas e de povosque conservavam uma estranha religião Maia.A comida do local era a coisa mais estranha do mundo, a base decozidos de carnes, molhos a base de tomates e peixes. E quando fui aum restaurante a primeira vez tive dificuldade de escolher e de comera comida. Então soube que seria bem difícil me acostumar com essepequeno detalhe.Como o país é pequeno, a distância entre as cidades e a capitalGuatemala City é de aproximadamente 20 minutos (ou maisdependendo do transito).Depois de pesquisar sobre o lugar, parti para a cidade onde morariacom minha Nesse: PANAJACHEL, localizada há 34km deChichicastenango, às margens norte do lago Atitlán, tendo ao fundo avista de três imponentes vulcões, Atitlán, Tolina e San Pedro.É o ponto de saída para os diversos povoados em volta do lago:Santiago, Santa Catarina, San Marcos, San Lucas, Santa Cruz... Cadaum destes "povos" tem uma cultura e línguas diferentes, e atémesmo as roupas e as cores usadas são distintas. Por volta de umahora de viagem de lancha, fica Santiago de Atitlán, um reduto datradicional cultura Tzutuhil, com indígenas vestidos em trajes típicos,de cores fortes. No centro da vila, a igreja de Santiago oferece a maisevidente mostra do sincretismo religioso que há no país: entalhadano púlpito de madeira, uma divindade Tzutuhil
  • Nossa casa não era bem uma fazenda e nem poderia chamar aquilode sítio, mas pelo preço barato que estavam cobrando, dava para ogasto.Era uma casa razoavelmente grande, com uma enorme cozinha, salade jantar, uma grande sala de visita um banheiro no primeiro andar,um porão, um sótão e haviam três quartos.No terreno da casa, tínhamos um celeiro, um armazém, havia umagrande cocheira (com três cavalos), um grande galinheiro, um curral,um chiqueiro.O vendedor propôs que comprasse os animais da “pequena” fazendae fez um pacote bem favorável para mim. Então fiquei com os trêscavalos, três porcos, duas vagas, uma 15 galinhas e dois galos, doispatos e um cachorro. E achei de bom tamanho para quem estavacomeçando.Fiz uma corrida de reconhecimento pela área e encontrei no terrenobananeiras, macieiras, mangueira, goiabeira e um monte de árvoresque não sabia para que era, mas fiquei bem satisfeito por ter frutasbem perto para minha Nesse.A pequena fazendo tinha a maior parte do terreno uma plantação decafé. E o dono me indicou possíveis compradores para as minhassafras, mas não me animei muito por ter que cuidar de café. Contudoera o que tinha em mãos e não iria voltar atrás nos negócios.Depois que fechei negócio, comecei a retirar os móveis velhos dacasa e contratei uma decoradora para preparar um novo ambientepara nós dois. E tive duas semanas com ela, para escolher os móveise os detalhes da casa.Pedi que fizesse ambientes claros e bem alegres,com detalhes dedecoração bem alegres. E também pedi que preparasse um quarto decasale o outro de solteiro, contudo o de solteiro precisaria de umambiente mais nebuloso e soturno, com cores escuras, móveis deaparência velha (que poderiam ser comprados em antiquários), compouca iluminação e pouco conforto. E exigi que trocasse as portasdesse quarto, colocando material de aço e várias tranças (para evitarfugas e invasões).
  • Quando solicitei esse quarto, pensei como Nesse passaria as suasnoites de solidão presa!! Então pedi o ambiente mais soturno esombrio possível. E a decoradora não entendeu nada, mas acatou asminhas ordens.No porão da casa fiz um compartimento secreto, com paredes falsase mecanismo contra intrusos. Depois preparei o pequeno ambientecom alguns aparelhos como câmeras, televisão de monitoração,rádio, gravador, computador, telefone e mais alguns brinquedinhosque usaria brevemente com a minha adorável esposa.Também comprei uma roupas mais adequadas para a minha esposa,que seriam ideais para usar na minha vingança.Depois que a casa ficou pronta e estava sozinho, pude finalmenteespalhar as câmeras e os alto falantes estrategicamente para que elanão percebesse.Antes de voltar para La Push, contratei um caseiro para cuidar dacasa até a nossa chegada e uma senhora para manter tudo limpo epreparar a casa para nós, depois da nossa lua de mel.Tive bastante tempo durante aquelas semanas para pensar no queiria fazer, e em como enlouqueceria minha esposa, com a ajuda dosbrinquedinhos que havia comprado. Então voltei para Washingtonpronto para o meu casamento e propenso a aproveitar os últimosdias de felicidade que teríamos, antes de começar a por em prática omeu plano de vingança.Cheguei La Push na semana do casamento e de cara tive uma brigafeia com Seth e Quil, que não concordavam em levar meu planoestúpido a diante. Mas não me atrapalharia e até iriam ao meucasamento, apesar dos outros desaprovarem a minha atitude erejeitarem o meu convite.
  • Sam também estava muito chateado e disse que não compactuariacom loucura que iria fazer, pois isso significava o meu suicídio, poisuma vez que os vampiros descobrissem o que estava fazendo mematariam. Mas não aceitei os seus conselhos e resolvi levar tudocomo havia planejado originalmente.Liguei para Nesse, para saber como estavam os preparativos, e elaestava radiante de felicidade com a proximidade da cerimônia. Masapesar de está feliz por finalmente casar com a minha branquinha,sabia que teria que deixar o meu sentimentalismo de lado a qualquerhora e seguir a diante. Contudo tinha a certeza que deveriaaproveitar o máximo o casamento e a lua de mel, pois tudo mudariaquando chegássemos à pequena fazendinha em Panajachel.O grande dia havia chegado e estava mais ansioso do que nunca. Esenti uma grande felicidade irradiando o meu corpo, que chegava ame dá remorso pelo que pretendia fazer. Mas decidi esquecer do ódioe da vingança e aproveitar aquele momento tão maravilhoso eesperado.Fomos para a casa dos Cullens, com Rachael, Embry, Quil e Seth eeu, e quando chegamos encontramos uma sala totalmente decorada,como se fosse uma pequena capela, com flores, laços, um caminhase formava até um pequeno altar, as cadeiras brancas, um altarsingelo feito com arco de flores.Tudo estava lindo e perfeito e dessa vez a baixinha havia sesuperado, fazendo um casamento bem melhor do que haviapreparado para Edward e Bella.Haviam poucos convidados, além dos que vieram comigo, mas todospareciam muito felizes pelo acontecimento e ansiosos para ver Nessevestida de noiva. E eu estava extremamente nervoso e emocionandocom aquele clima de celebração e mal podia esperar para ver a minhapequena.Se pudesse encontrar uma palavra para descrever aquele momento,diria a palavra REALIZADO! Mas não estava realizado por conseguiros meus objetivos, pelo contrário. Estava realizado por finalmente terem meus braços a mulher que amava, que desejava mais do que
  • tudo, por vê-la entrar vestida de noiva(como se fosse uma santa),por finalmente realizar o sonho da minha vida: Casar com Nesse!!Quando Nesse desceu as escadas e se dirigiu lentamente para o altar,levada pelo seu pai, comecei a chorar como uma criança e nãoconsegui conter a emoção e o turbilhão de sentimentos que invadiamo meu ser naquele momento. E a única coisa que desejava, era tê-laao meu lado para sempre, independentemente do que havia feito.Eu a amava e tinha plena certeza que nada mudaria o sentimentoque tinha por ela. Então fui o homem mais feliz e realizado domundo, vendo minha pequena vindo para se tornar, finalmente, aminha esposa.A cerimônia foi bem rápida e quando acabou, estávamos chorandocomo duas crianças e a única coisa que queríamos era ficar a sóspara declarar todo amor que sentíamos um pelo outro, mas tivemosque cumprimentar os nossos convidados e não tivemos muitaprivacidade.Depois que cumprimentamos a todos e recebemos nossasfelicitações, chegou o momento de dançarmos e fazermos as posespara o álbum de fotografia. E cheguei a pensar que aquilo nãoacabaria nunca, e estava extremamente ansioso para irmos emborapara a nossa tão esperada lua de mel.Depois de um tempo, Bella e Alce levaram Nesse para se trocar etambém fui trocar a minha roupa para viajarmos. Foi então que tiveum tempo sós com Seth, em um dois quartos e ele me disse umacoisa que deveria realmente levar em consideração: O AMOR PERDOATUDO! É SINCERO E ZELOSO! É VALENTE E CORAJOSO! É FIEL, ÉCEGO, MUDO, SURDO E BURRO!Aquela palavra sobre perdão me deixou muito preocupado com o queplanejava fazer com minha Nesse. E fiquei com muito remorso etentado a esquecer tudo, mas antes precisava dá a ela aoportunidade de me dizer a verdade. E só assim conseguiria libertar aminha alma da angustia que sentia.Será que precisarei me fingir de cego ou ser burro para ser feliz¿
  • Perdoa o que fez, mesmo que não peça perdão¿Ser corajoso o suficiente para olhar seu rosto todos os dia e nãomatá-la¿Serei um burro feliz¿Eu a amo mais do que tudo nessa vida,mas preciso me libertar desse ódio e desejo de vingança!Será que terei coragem para castigá-la, quando só quero lhe dáamor¿Conseguirei passar por cima de tudo e viver feliz ao seu lado¿Como será a nossa vida a partir de agora¿O que faço¿Mantenho meu plano de vingança¿Esqueço tudo o que aconteceu e vivo feliz ao seu lado¿Nós partimos para o aeroporto e ficamos agarradinhos no saguão,esperando o nosso vôo. Então comecei a pensar em uma forma defazê-la confessar o que havia feito, pois só assim seria capaz deperdoá-la.Também ficamos abraçados no avião, fazendo carinho um no outro esenti tanta ansiedade para chegar logo,que se pudesse pilotaria oavião eu mesmo. Então finalmente chegamos ao Caribe para ocomeço de uma nova vida.CONTINUALUA DE MEL
  • Voltar para o índice
  • LUA DE MEL - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, finalmente a Nesse conseguiu o que queria!!Espero que gostem da lua de mel, pois a sua tranqüilidade começaráa acabar quando for para casa.O próximo cap será da visão de Jake!Não deixem de comentar!!!bjnLUA DE MELPVO NESSEO vôo para Barbados foi razoavelmente demorado e só chegamos aoaeroporto duas horas depois da nossa partida de Port Angeles. Eestava super cansada depois de um dia bem longo. Mas aproveitariao máximo daquela noite e estava ansiosa para chegar logo ao Resort.Jake havia escolhido Barbado por ser uma das melhores ilhas doCaribe e queria aproveitar o máximo do nosso tempo na ilha.Contudo não estava nem um pouco interessada em praia, na belezado Resort, nos passeios de barco ou mergulhos. Pois o que queriamesmo era ficar juntinha com ele o tempo inteiro no quarto e faria opossível para conseguir o que queria.Ele estava bem ansioso para passear e conhecer tudo o mais rápidopossível, mas a minha única ansiedade era de ficar com ele. Entãoquando chegamos ao Resort, estava super elétrica apesar do cansaçoda viagem.
  • Deixei-o na janela do quarto, olhando para a vista linda que tínhamospara a praia, e fui tomar um banho e me preparar para a nossa noitede núpcias. E enquanto tomava banho, imaginava o que faria e comoseria agora que finalmente poderíamos ficar juntos e fazermos amora noite inteira.Senti um frio percorrer a minha espinha e um embrulho engraçadoem meu estômago. E cheguei a pensar que estava entrando empânico, mas não poderia ter medo agora que estava tão perto do quequeria.Coloquei uma camisola branca, que minha mãe havia escolhido paramim, passei perfume pelo corpo, depois penteei os meus cabelos,escovei os dentes e finalmente voltei para o quarto.Jake estava na varanda do quarto, olhando encantado para adeslumbrante visão que tínhamos da praia e para a lua maravilhosaque iluminava o céu naquela noite. Então me aproximei lentamentedele e o abracei por trás, passando meus braços pela sua cintura esenti seu corpo estremecer na mesma hora.Ele se virou para mim, com um sorriso enorme no rosto que amava,e depois de ficar me olhando por um tempo, beijou meus lábioslentamente. Então interrompeu o beijo e disse que também precisavade um banho.Fiquei deitada na cama, com uma sensação de medo e ao mesmotempo ansiosa. Então ele surgiu na porta do quarto, ainda molhado ecom uma toalha enrolada na cintura, e ficou me olhando sem dizernada.Depois se dirigiu para cama onde estava deitada e se deitou ao meulado, passando a mão lentamente em meus lábios.- Renesmee! Amo você! Sempre te amei!!
  • - Quero fazer você feliz... te dá todo prazer que desejar... morrer deamor em seus braços.- Prometo que vou ser muito gentil com você!Eu estava tão maravilhada e ansiosa que não consegui falar nada. Eapenas fechei os meus olhos e deixei as coisas aconteceremnaturalmente.Senti quando ele pegou um dos meus pés e começou a acaricialentamente com suas mãos. Então começou a beijá-lo suavemente equando abri meus olhos vi que estava olhando para mim com paixãoe luxuria.Depois subiu mais um pouco e estava beijando e acariciando os meustornozelos, e fechei os meus olhos para aproveitar a emoção quesentia e os arrepios que tomavam conta de todo o me corpo.Ele subiu mais um pouco e começou a beijar meus joelhos, depoiscomeçou e beijar minha coxa. E estava passando a sua língua emminha barriga e meu corpo inteiro congelou naquele momento,fazendo-me gemer com o prazer que senti. Então passei as minhasmãos pelos seus cabelos e pedi que beijasse mais, muito mais.Ele percebendo a minha excitação, começou a dar leves mordidasem minha barriga e quase pulei de tanta excitação que aquilo meproporcionou.Sua língua começou a subir lentamente pelo meu abdômen e empoucos instantes estava em meus seios. Então coloquei a mão emseu rosto e comecei a mostrar para ele todo o prazer que estavasentindo naquele momento tão maravilhoso. E ele ficou tão excitadoque começou a chupar os meus seios com mais força, fazendo-megritar baixinho com tanto prazer.Nesse momento começarmos a sentir prazer juntos, apesar de sóestarmos nos tocando, vi a sua excitação e o prazer de seu corpoaumentar com a sensação que dava para ele. E tinha certeza que o
  • seu prazer era duas vezes maior do que o meu, pois ele sentia pornós dois, e isso me deixava extremamente feliz.Suas mãos começaram a se mover em meus seios, enquanto beijavae chupava o meu pescoço. Então começou a subir lentamente e emum instante seus lábios estavam sobre os meus, se movendoansiosamente e me deixando sem fôlego.Seu beijo agora era selvagem e seus lábios pressionavam os seusmais bruscamente, enquanto sua língua se movia junto a minha emritmo desesperado.Minhas mãos arranhavam as suas costas e enquanto me beijava,continuava a passar para ele todo prazer que estava sentindo,fazendo-o gemer como um gato selvagem. De repente, senti tocarem minha parte mais intima e desconhecida do meu corpo e asensação do movimento foi surreal e me fez gritar... gritar bemalto...mais alto com aquela sensação que nunca tinha sentido e nãoimaginava que pudesse existir. E quanto mais ele movia seus dedos,mais gritava. Então comecei a morder lentamente os seus lábios comuma fome insaciável.Ele abriu levemente as minhas pernas e se colocou por entre elas,enquanto me beijava. Então comecei a sentir penetrar o meu corpolentamente, fazendo-me sentir uma leve dor ao seu toque. Contudo ador era tão prazerosa e reconfortante, que deseja mais... muito mais.Então comecei a me mover, forçando o seu movimento e a dor fez aslágrimas correrem pelo meu rosto e gritar de felicidade econtentamento.Nós começamos a nos mover juntos, como se estivéssemos em umadança sincronizada, e nossos olhos estavam fixos uns nos outros,enquanto gemíamos e gritávamos de êxtase e prazer.A velocidade dos seus movimentos começaram a aumentargradativamente, enquanto me movia junto com ele, mostrava todo oprazer que sentia. Então ele começou a uivar como um loboensandecido e pareceu ter perdido totalmente a noção do que estavaacontecendo.Ele deitou na cama e me colocou por cima dele, então agora era aminha vez de pular como uma gata selvagem, louca, ensandecida embusca de todo o prazer que poderia me proporcionar. E enquantodançava sobre ele, suas mãos apertavam meus seios violentamente.
  • Depois me puxou para mais perto e começou a me beijar ferozmente,então começou a dá pequenas mordidas em meu ombro.As coisas aconteciam rapidamente e não dava nem tempo parapensarmos, apenas estávamos entregues ao mais perfeito e puroprazer daquele momento.Ele me tirou de cima dela, me pegou no colo e me levou para a mesaque estava no canto do quarto. Então me colocou sobre a mesa,abriu minhas pernas e começou a penetrar novamente com maisforça e violência, fazendo gritar mais, mais e mais...Eu não queria que aquilo terminasse nunca!! Não queria queparasse!! Queria morrer fazendo amor como o meu Jake!! Foi a coisamais maravilhosa, intensa e perfeita que já experimentei em toda aminha vida e poderia passar anos naquela cama com ele e nuncaenjoaria.Depois de um tempo, estávamos exaustos e deitamos um pouco paradescansar. Mas meia hora depois recomeçamos a fazer amornovamente e dessa fez fomos para a banheira de espumas. E fiqueisobre ele, dançando e me movendo como uma contorcionista,enquanto o fazia uivar freneticamente e me levar a loucura total detanto prazer.Depois que fizermos amor 5 vezes, Jake estava totalmente acabado epediu que tivesse pena dele, pelo menos por aquela noite.Como já previa, os quinze dias que ficamos em Barbados só saímosdo quarto umas três vezes. E o resto do tempo passamos trancados,fazendo amor dias e noites sem nos preocuparmos com asreclamações da gerencia, que de vez em quando ligava para pedirque fizéssemos menos barulho.No ultimo dia que ficamos no Resort, depois de fazermos amor, elecomeçou a falar umas coisas que começaram a me assustar e
  • lembraram do que havia feito. Mas o meu instinto de proteção medizia para mentir.- Nesse, há alguma coisa...algum segredo que queira me contar¿ Eleperguntou,beijando os meus lábios e olhando em meus olhos.- Como assim¿Droga!!O que quer dizer¿ O que ele sabe¿ Fica calma!! Finja que nãoestá entendendo nada!!- Algum segredo¿ Algo que não contaria nem para sua mãe¿ Agoraque somos casados, acho que não podemos esconder nada um dooutro. Ele dizia olhando de uma forma estranha para mim.- É claro que não! Nunca escondi nada de você. Sabe disso!Minta!! Minta!! Não o deixe perceber nada!! Droga!! Por que tinhaque perguntar isso agora¿ Droga!! Minta, Nesse!! Ele não podesaber!! Nunca!! Céus!- Você quem sabe! Mas se algum dia quiser me contar algo... mesmoque seja algo terrível. Estarei pronto para te ouvir. Só não quero quehaja segredos ou mentiras entre nós. Ele disse com olhardecepcionado.- Não existe mentiras entre nós! Respondi de forma bem segura.Ai amor!! Não posso te contar o que aconteceu!! Você me odiaria sesoubesse!! Por favor me perdoa¿- Queria te perguntar outra coisa. Ele disse com ar misterioso.
  • - O que¿ Perguntei ainda preocupada.O que será agora¿ Vai me matar com esse mistério!- Quando viajei... Billy te ligou para conversar com você. O que elequeria¿ Ele perguntou e eu estremeci.- Ah! Nada de mais! Ele só estava preocupado com você longe e ligoupara saber como eu estava.Ai!! Ai!! Céus!! Não dá bandeira agora, Nesse!! Respira!! Pensarápido!! Droga!! Agora não!!- Vocês não chegaram a se ver¿- Não! Fiquei de fazer uma visita para ele, mas ele morreu no mesmodia e não houve tempo.Ai!! Ele sabe de tudo!! Só pode saber!! Não!! Não!!- Só fiquei curioso, quando Quil contou que ele havia ligado para vocêe que queria ter uma conversar contigo. Mas deixa para lá. Ele disse,depois se levantou e foi para o banheiro, ficando por lá por um bomtempo.Eu fiquei deitada na cama, totalmente desnorteada e sem entender omotivo das perguntas de Jake. Mas de uma coisa tinha absolutacerteza: mentir era a minha única saída e faria isso até o fim.CONTINUALUA DE MEL
  • PVO JAKE Voltar para o índice
  • LUA DE MEL - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, esse é o ponto de vista de Jake!!Aproveitem que está bonzinho, pois daqui a pouco vai começar a suavingança.Não deixem de comentar!!LUA DE MELPVO JAKEA viagem para Barbados demorou mais do que esperava, mas estavatão ansioso e preocupado que não conseguia dormir.Fiquei abraçado a minha Nesse, acariciando seus cabelos para ver sedormia. Contudo ela também estava ansiosa demais e permaneceuacordada.Durante o vôo tive tempo para pensar no que faria a partir daquelemomento. Então tomei uma decisão que poderia mudar toda nossavida, dependendo da atitude que Nesse tomasse.Daria a ela a chance de se defender e de me contar o que haviaacontecido entre ela e meu pai. Mas sabia que o rumo da nossa vidadependeria da sua sinceridade.Nesse, minha branquinha!Quero muito mais para nós dois!Quero ter uma chance de te fazer feliz, mas isso só dependerá devocê!Por favor seja sincera comigo!
  • Diga a verdade para que eu possa te perdoar!O que mais desejo nessa vida é te perdoar,para que tenhamos uma chance de sermos felizes.Te amo tanto que chega a doer!!Estou tão feliz por finalmente ser minha esposa,mas ao mesmo tempo estou morrendode medo pelas coisas que terei que fazer!Realmente não quero te torturar,mas preciso de uma razão para te perdoar!Por favor diga qualquer coisa... que foi um engano...que não teve a intenção... que perdeu o controle...minta para mim!! Mas me dê uma razãopara esquecer essa vingança idiota!Fomos para o Resort e depois que entramos em nossa suíte, fui paraa varanda ficar vendo a paisagem e tentar colocar os meuspensamentos em ordem. Pois estava preocupado em como as coisasaconteceriam e não estava agüentando de tanta angustia que sentia.Sabia que meus planos haviam dado certo até aquele momento. Epara continuar esse plano estúpido, teria que deixá-la totalmenteviciada e dependente de sexo. Contudo não queria realmente levaresse plano estúpido a diante, mas a minha consciência me acusavatodo tempo e me obrigava a lembrar da promessa que havia feitoquando meu pai foi assassinado.Estava distraído pensando em tudo o que havia acontecido e nadecisão que teria que tomar no momento que fossemos para a nossacasa. E sabia que só haveriam duas possibilidades para mim: Acabarcom as nossas vidas, através desse louco plano de vingança, ou fazê-la a mulher mais amada e feliz do mundo. E confesso que estava
  • mais propenso a segunda escolha, pois magoar minha pequena mecausava uma dor física que não conseguia suportar. E sofreria maisdo que ela mesma, com o que teria que fazer.Tinha que arrumar uma forma de fazê-la confessar o seu crime epedir perdão, pois só assim poderíamos ser felizes e viver em paz.Senti seus braços percorrerem a minha cintura, abraçando-mefortemente e um frio percorreu a minha espinha naquele momento,fazendo todas as células do meu corpo gritarem por ela.Depois que paramos de nos beijar, ficamos nos olhando por ummomento e fiquei completamente louco com a visão da minha esposatão linda, encantadora e desejável ali esperando por mim, com tantodesejo e ansiedade em seus olhos. E apesar de querer tomá-la emmeus braços naquele mesmo momento, lembrei-me que precisava deum banho antes de tocar aquele corpo imaculado.Então disse para ela que precisava tomar um banho e fui para obanheiro me preparar para minha note de núpcias.Fiquei algum tempo embaixo do chuveiro, tentando acalmar meusânimos. Pois havia tanto tempo que não transava com ninguém, queestava com medo de perder o controle e machucar a minhabranquinha. Então quando senti que estava preparado voltei para oquarto e fiquei alguns instantes na porta contemplando aquele corpotão maravilhoso.Te amo demais, garota!!Quero te fazer muito feliz!!Sei que esperou por esse momento por tanto tempo...e está super ansiosa.Mas quero que seja perfeito para nós dois.Vou dá tudo o que você precisa... te amar deforma que nunca ninguém amou e nem vai amar.
  • Fazer você esquecer todo estressee sofrimento que te causei nos últimos meses.Sua pele é tão branca e macia...tão perfeita que tenho até medo de machucá-la!Mas prometo que vou ser muito cuidadoso com você!!Quando terminar não vai nem lembrar de qualquer sinal de dor!Vou ter amar muito....Minha Nesse!!Você é toda minha vida... a razão do meu viver!Se soubesse quantos anos esperei por você!Como me deixou louco por todos esses meses...Como fiquei assustado quando percebi quehavia crescido e se tornado uma mulher...e que estava apaixonada por mim!!Tudo acaba aqui!!Somos só nós dois agora e nada mais me importa!!Vivo por você que me dá tudo que é necessário!!Vivo por você que me faz sentir vivo... me faz sentir forte e corajoso.Vivo para amar você!!Cada dia ao seu lado é uma conquista...uma nova perspectiva... um novo sonho...Você me salvou de todas as formas que uma pessoapoderia salvar, pelo simples fato de ter nascido e de existi.Lembro-me que quando a vi pela primeira vez,
  • ainda bebezinho, soube que era você que amariapara todo o sempre.E naquele momento você me resgatou do limbo em que vivia.Vou amar você para sempre!!Não importa se também a odeie pelo que fezao meu pai, pois o meu amor sempre existirá.- Renesmee! Amo você! Sempre te amei!!- Quero fazer você feliz... te dá todo prazer que desejar... morrer deamor em seus braços.- Prometo que vou ser muito gentil com você!Ela não disse nada, mas seu sorriso e expressão de contentamentodemonstravam que estava radiante de felicidade. Então fechou osolhos e ficou esperando para o que iria acontecerFui para a beira da cama, peguei um de seus pés e comecei a beijá-losuavemente, enquanto o acariciava e olhava para minha pequenabranquinha sorrindo de contentamento, com olhar vitorioso ao abriros olhos e ver o que estava fazendo.Vou te fazer muito feliz!!! Você vai ser a mulher mais realizada dessemundo!! Eu te quero muito, mas não vou ter pressa...Comecei a beijar seus tornozelos, depois subi até os joelhos echeguei em sua coxa, onde passei a língua lentamente para sentir o
  • gosto doce de sua pele macia, quase enlouquecendo de tanto prazerque sentia.Depois comecei a beijar e passar a língua sobre a sua barrigaperfeita. E percebi os gemidos fortes dela, que se contorcia na camaa cada movimento da minha língua. Então ela passou as mãos emmeus cabelos e começou a implorar que fizesse mais, mais e mais. Efiquei tão feliz pelo seu prazer, que comecei a morder levemente asua barriga enquanto gritava e se contorcia na cama.Isso amor!! Aproveita bastante... você merece isso e muito mais! Voudá tudo o que você precisa!!Fico tão feliz por vê-la assim tão contente!! Te amo tanto!! Vou fazê-la a mulher mais realizada desse mundo!Comecei a passar a minha língua sobre todas as extremidades do seuabdômen, até chegar aos seu seios perfeitos, que mais pareciamduas pequenos maças. Então ela colocou a mão em meu rosto ecomeçou a me mostrar todo prazer sentiu desde o primeiro toque emseu pequeno pé. E me senti tão glorioso e excitado, sentindo umprazer dobrado, de forma que nunca havia me sentido na vida.Comecei a chupar os seios mais forte e ela gritava baixinho,enquanto me mostrava o seu prazer e me levava ao céu de tantoêxtase que sentia.Eu nem a penetrei ainda e já estou gozando junto com você. E asensação é tão surreal, que não quero que acabe nunca.Nunca senti isso em toda a minha vida!! Isso é tão fantástico!!Maravilhoso!!Comecei a beijar e chupar o seu pescoço, enquandto acariciava osseus seios. De repente meus lábios ansiosos estavam nos seus,traçando todo contorno de sua boca. E começamos a nos beijarferozmente, e movendo nossas línguas em um ritmo acelerado esincronizado.
  • Enquanto nos beijávamos, suas unhas arranhavam as minhas costase causava uma dor que gostava de sentir. Então me permiti ousarmais um pouco e deslizei minha mão até a sua parte mais íntima ecomecei a estimular o seu sexo cada vez mais rápido, fazendo-a secontorcer e gritar de prazer, revirando os olhos enquanto e arranhavainteiro.Isso amor!! Esse é todo prazer que você sempre quis!! Goza!! Gememais para mim!! Leva-me para o céu!!Aproveita tudo o que quero te dá!Te amo tanto!!Quando senti que ela estava no ponto e pronta para me receber, abrias suas pernas e me coloquei entre elas lentamente, tentando nãomachucá-la. Então comecei a penetrá-la lentamente, tomando omáximo cuidado para que não sofresse. Contudo ela começou a semover um pouco mais rápido, e nos olhávamos intensamente quandonos movíamos, e vi as lágrimas rolando em seu rosto.Mas o seusorriso dizia que estava gostando e se sentia feliz com aquilo.Continuávamos nos olhando fixamente, enquanto nossos corpos semoviam com mais velocidade. E sentia um extremo prazer com omovimento que fazia entrando e saindo de seu corpo.Fazendo nosdois gemermos e gritarmos de prazer e êxtase.AI!!! Isso é muito bom!!! UUUUUUUUUUUUUU!!! ASSIMMMMORRROOOO!!! VOU PARA O CEU DESSE JEITOOO!! VOCE ÉMUIIITOOOOO GOSTOOOSAA Pensei.Nossos corpos se moviam em alta velocidade, em um ritmototalmente frenético, então comecei a gritar e a uivar de tão loucoque estava, perdido nos braços da minha Nesse e tive plenaconvicção que valei a pena esperar tanto tempo sem sexo, só paraviver aquele momento tão maravilhoso e intenso.
  • Nós mudamos de posição e a coloquei por cima de mim e enquantodançava e se movia como uma contorcionista, eu apertava os seusseios cada vez mais forte. Depois puxei o seu rosto para mim ecomecei a beijá-la novamente . E ela me mostrava todo o prazer quehavia sentido naqueles momentos, enlouquecendo-me ainda mais ecomecei a morder levemente o seu ombro, fazendo a gemer aindamais.LINDA! MARAVILHOSA!!! GOSTOSA DEMAIS!!! VOU ME PERDERNESSE CORPO PARA SEMPRE!!!NÃO VIVO MAIS SEM ISSO!! TE QUERO SEMPRE!!!Tirei-a de cima de mim e levei-a no colo até a mesa que estava nocanto do quarto. Coloquei-a sobre a mesa e abri suas pernas,encaixando-me nelas e penetrando seu corpo novamente com maisforça e violência. E ela gritava, se contorcia e implorava por mais...implorava para que não parasse.VOCÊ SEMPRE ME TERÁ!! SEMPRE!! NUCA MAIS PODEREI VIVER SEMVOCÊ!! ESTOU TOTALMENTE LOUCO E ALUCINADO POR VOCÊ!! TEQUERO SEMPRE!!! APROVEITA TUDO O QUE POSSO TE DÁ!! VOCE ÉMUITO GOSTOSAAAAA!! MUITO!!Realmente estava irremediavelmente perdido nos braços daquela queera a assassina do meu pai. E por mais que tentasse, não conseguiriamais viver sem ela. Essa era a única certeza que tinha naquelemomento.Fizemos amor por muito tempo e depois de algumas vezes estavaexausto. Mas ela só me dava um pouco de tempo para recobrar asforças e começava a me seduzir. Então fizemos amor por diversasvezes, diversas formas e posições diferentes até não ter forças parame mover na cama, totalmente arrasado e destruído. Entãofinalmente pedi que tivesse pena de mim e me deixasse descansarpelo menos algumas horas.
  • Ficamos em Barbados por quinze dias, mas só saímos do quarto porumas três vezes. Pois o restante do tempo só fazíamos amor comodois alucinados, chamando a atenção dos outros hospedes. E ogerente precisou ligar algumas vezes, pendido para fazermos menosbarulho. Contudo não conseguíamos parar quando estávamos juntose parecíamos dois selvagens.No último dia no Resort, comecei a me preocupar em como seria anossa vida quando fossemos para a nossa casa. Então fiqueipensando em como convencê-la a me falar a verdade. E estava quaseenlouquecendo de tanto desespero que sentia, pois daquele momentoem diante seria muito mais difícil continuar com o meu plano devingança.Então resolvi conversar com Nesse e jogar verde para ver se falava averdade. Mas as minhas tentativas foram em vão para o meudesespero e ela mentiu pra mim.- Nesse, há alguma coisa...algum segredo que queira me contar¿Perguntei,beijando os seus lábios e olhando em seus olhos.Por favor!! Fala a verdade!! Diz que foi um acidente... que não teveculpa.. que perdeu o controle.. que se arrepende.- Como assim¿ Ela perguntou, tentando aparentar inocência.- Algum segredo¿ Algo que não contaria nem para sua mãe¿ Agoraque somos casados, acho que não podemos esconder nada um dooutro. Disse olhando fixamente em seus olhos, para tentar entendero que se passava em sua cabeça.
  • - É claro que não! Nunca escondi nada de você. Sabe disso! Elarespondeu.- Você quem sabe! Mas se algum dia quiser me contar algo... mesmoque seja algo terrível. Estarei pronto para te ouvir. Só não quero quehaja segredos ou mentiras entre nós. Disse decepcionado, com arecusa em contar o que havia acontecido.Por que mente para mim desse jeito¿ Por que não conta logo averdade¿ Por favor, Nesse!! Estou tão desesperado!! Por favor!! Falaa verdade!! Verdade!! Preciso saber o que tinha acontecido!! Porfavor!!- Não existe mentiras entre nós! Ela respondeu.- Queria te perguntar outra coisa. Disse para ela, tentando inventaralgo...uma armadilha para fazê-la cair e ter certeza que estavamentindo.Vamos ver se está realmente mentindo!!- O que¿ Ela perguntou preocupada.- Quando viajei... Billy te ligou para conversar com você. O que elequeria¿ Fiz uma pergunta de algo que não tinha a certeza, mas quedependendo da resposta, teria certeza da sua mentira.Billy não ligaria para ela!! Se quisesse conversar pediria pra olevarem até ela!!
  • - Ah! Nada de mais! Ele só estava preocupado com você longe e ligoupara saber como eu estava.- Vocês não chegaram a se ver¿ Perguntei.Mentirosa!! Cretina!! Safada!! Como pode mentir tanto!!- Não! Fiquei de fazer uma visita para ele, mas ele morreu no mesmodia e não houve tempo.- Só fiquei curioso, quando Quil contou que ele havia ligado para vocêe que queria ter uma conversar contigo. Mas deixa para lá. Dissepara ela, levantei-me e fui para o banheiro.Por quê¿Por quê mente tanto¿Por que não me conta a verdade¿Como posso te perdoar se continua a mentir descaradamente¿Não!!Para de chorar seu mariquinha!!Ela não merece isso!!Ela não merece suas lágrimas e sua compaixão!!É uma vadia,safada,mentirosa!!Droga!! Droga!!Como pode acreditar que seria sincera¿Ela nunca vai confessar a verdade!
  • Nunca vai se arrepender do que fez!!Nunca vai pedir perdão!!E por mais que o doa... vai acabar com ela!!Vai transformar sua vida em um inferno!!Não tenha compaixão dessa vadia mentirosa!!Para de chorar!!Para agora!!!Seu choro não vai ajudar em nada!!Você tem que agir!!E ela vai pagar por tudo o que fez!!Vadia safada!! Voltar para o índice
  • SOFRIMENTO - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, vamos entrar em uma fase bem complicada e Jake vai fazeralgumas coisas bem feias. Mas por favor, não odeiem o meu Jake.Isso tudo faz parte do plano e seu eu pular o pedaço das torturas,terei que ficar explicando as coisas depois.Prometo que depois vou dá a revanche para Nesse, mas não odeiemo JakeSOFRIMENTOPVO NESSEEstava super feliz com o meu marido e viajando para a minha casa,sem saber o pesadelo que me esperava. Mas aparentemente tudoparecia perfeito e não desconfiei de nada até chegarmos finalmenteem nossa casa em Panajachel.A primeira impressão que tive do local foi muito boa, e fiqueibastante impressionada com a beleza da natureza, com aspraias,vulcões, florestas e rios. E quanto chegamos a nossa casa, aachei linda e tive a certeza que seria muito feliz naquele local.Contudo as coisas começaram a mudar quando entramos na casa.Primeiro aborrecimento, foi de perceber que uma das minhas malashavia sumido. E quase tive um chilique, mas Jake prometeu ir até oaeroporto para tentar encontrá-la.Depois que entramos na casa, fiquei encantada na beleza do seuinterior e bom gosto em sua decoração. E fiquei saltitando de alegriapelos cantos da casa, maravilhada com o bom trabalho que meu Jakehavia feito.Depois que vi o primeiro andar, ele me levou para conhecer osquartos e o banheiro. E foi ai que o choque, pavor e medocomeçaram a perturbar o meu ser. Pois haviam três quartos, e um
  • não tinha nenhum tipo de decoração, mas os outros dois estavampreparados para duas pessoas se estabelecerem.No início achei que fosse piada, mas Jake me levou para um dosquartos, que era escuro e muito soturno. Ele tinha paredes cinza, aluz era bem fraca, uma velha cama bem estranha, um pequenoguarda roupa e um espelho velho. Mas tirando a parte de serhorrível, o que mais me assustou foi a porta de aço com vária trancase a janela totalmente fechada com toras de madeira.- Que brincadeira é essa¿ Perguntei para ele, olhando espantada parao quarto.- Esse é o seu quarto! Ele respondeu casualmente, sentando nacama.- Meu quarto¿ Você só pode está brincando¿ Choraminguei para elesem entender nada.- Nesse, amor! Preciso de espaço e de privacidade. E sinceramenteacho que você se move muito quando dorme. Então fiz quartoseparados para nós, mas quando quisermos fazer amor poderemos irpara o quarto um do outro. Mas o que realmente preciso é deprivacidade e não sei se vou me acostumar a dividir um quarto comvocê. Por isso preparei quartos diferente e só deixei você ficar comesse, por causa da porta. Pois será melhor ficar trancada durante anoite, para evitar que ataque os nossos animais e os dos vizinhos.Eu não poderei vigiá-la a noite inteira, mas essa porta a impedirá defazer passeios noturnos.Eu quase surtei com as explicações absurdas de Jake e fiqueidiscutindo por um bom tempo com ele. Mas no fim não houve jeito,ele acabou ficando no outro quarto sozinho e eu naquele lugartenebroso.
  • Mas o pior ainda estava por vi, pois quando pedi que trouxesse asminha malas, ele se negou e mais uma vez de deu uma explicaçãoabsurda.- Jake, pode trazer as minhas coisas¿ Preciso tomar um banho antesde dormir. Estou muito cansada. Disse aborrecida para ele.- Amor! Tomei a liberdade de fazer uma mudança em seu guardaroupa. Não temos muito dinheiro e não podemos andar vestidos comroupas de ricos. Então achei melhor comprar roupas mais apropriadaspara você. Não quero que os comerciantes locais nos vendam ascoisas por preços absurdos, achando que estamos nadando emdinheiro.- Tem algumas roupas e sapatos novos que comprei no seu guardaroupa. Dá uma olhadinha!Fiquei pasma, abismada e totalmente assustada, mas não tivereação para discutir com ele. Então me dirigi para o guarda roupa e oabri, quase entrando em colapso ao ver as roupas ridículas (vestidosestampados, muito coloridos e outras coisas horrorosas que nãoconsigo nem descrever).- Não!! Não mesmo!! Não vou usar essas roupas! Nem adiantareclamar ou querer me obrigar.Você está surtado se pensa que vou andar uma palhaça jeca tatu!!!Não mesmo.- Amorzinho, escuta bem o que vou falar! Nós teremos muitotrabalho na fazenda e não vai querer cuidar de cavalos, porcos,vagas, galinha,patos, cachorros.... arrumar a casa... lavar roupas...como uma princesa. E tenho certeza que não vai querer estragar suasroupas de marca.
  • - Outra coisa, nós só teremos dois empregados para me ajudar naplantação e se acharem que estamos nadando em dinheiro, vão mecobrar o olho da cara. Além disso, temos que andar modestamente,pois se os comerciantes acharem que temos dinheiro vão cobrar oolho da cara por tudo que comprarmos.- JAKE! NÓS NÃO ESTAMOS TAL MAL DE VIDA ASSIM!!! PODEMOSCONTRATAR EMPREGADAS PARA CUIDAR DOS ANIMAIS E DA CASA.EU NÃO VOU ME ACABAR COMO UMA EMPREGADA. NÃO MESMO ENÃO VOU USAR ESSAS ROUPAS RIDICULAS!Você está louco!! Está querendo me torturar¿ Não vou suportar isso!!Não sei nem lavar louças!! Como vou cuidar dessa casa e dessesanimais sozinha¿ Que droga!!- Amor, não temos dinheiro para contratar mais empregados! Lembroque quando discutimos sobre o casamento estava disposta a tudo.Você lembra¿- Lembro que meu pai te deu uma boa quantia em dinheiro para medá boa vida!! Disse para ele irritada,andando de um lado para o outroenquanto ele estava calmo sentado na cama.- O dinheiro que seu pai me deu, gastei comprando esse terreno,reformando essa casa, comprando os animais, remédios para osanimais, rações, a caminhonete, pagando os empregados paratomarem conta enquanto estivemos fora...- O dinheiro que restou é para nos mantermos nos próximos meses!!Não dá para contratar mais empregados!! Ele respondeu.- Vamos ligar para o meu pai e pedir mais dinheiro!Problema resolvido! Meu pai manda mais dinheiro e contratamosempregados que precisamos. E das minhas roupas não abrirei mão!!
  • - Não vou passar pela humilhação de pedir dinheiro ao seu pai!! Elerespondeu secamente.- MAS EU VOU!! ONDE FICA O TELEFONE¿ VOU LIGAR PARA ELEAGORA!! Gritei irritada.- Amor, não fica nervosa!! Olha só, tenho que te contar uma coisinhaque me esqueci. Não temos telefone na casa! Ele dissedespreocupado.- COMO¿ SEM TELEFONE¿ O QUE MAIS NÃO TEMOS, ALÉM DEEMPREGADOS E TELEFONE¿ DROGA!! Gritava nervosa.- Pega o seu celular e liga para ele, então! Onde o colocou¿ Eleperguntou.- Não sei! Acho que deixei o celular, o notebook, mp4 e outras coisaseletrônica na mala preta.- Qual mala¿ A que sumiu¿ Ele perguntou franzindo a sobrancelhas equase surtei.- OH! NÃO!! NÃO MESMO!! VOCÊ VAI AGORA NO AEROPORTO E VAIARRUMAR UMA FORMA DE TRAZAR MINHAS MALAS!! NÃO VOU FICARNESSE FIM DE MUNDO SEM TELEFONE E INTERNET!! DROGA!! NÃOMERECO ISSO. Gritei chorando muito, então ele veio até mim e meabraçou fortemente. E depois começou a me beijar para me acalmar.Estava inconformada por ficar naquele quarto, virar empregada dacasa e cuidar dos animais, perder minhas únicas formas decomunicação como mundo. Mas o calor do corpo dele conseguiuafastar toda a raiva e desespero que sentia e percebi, a partir
  • daquele dia, que todas as vezes que perdia o controle, ele semprevinha e fazia amor comigo para me dobrar.A hora de dormir foi a pior possível, pois quando ele sair e foi para oseu quarto, fiquei trancada chorando desesperada na cama enquantoolhava para as paredes escuras do meu quarto. Mas tinha esperançasdas coisas mudarem e poder ficar no quarto junto ao meu amor,coisa que não aconteceu nos demais dias.Jake me acordou as cinco horas para tirar leite das vagas e alimentaos animais. Então coloquei um daqueles vestidos horrorosos e fuicom a cara a com a coragem.Ele ficou um bom tempo tentando me ensinar como se tirava o leite,mas estava com tanta má vontade que não queria aprender. Contudoessa não foi a pior parte, pois ainda tinha que cuidar dos cavalos,alimentar aquele monte de animais, tirar os ovos das galinhas (quequase me atacaram), e a pior parte foi alimentar os porcos.Nunca passei uma situação tão difícil na vida e confesso que tivevontade de matar Jake, quando cai no chiqueiro e fiquei totalmenteimunda e fedendo, enquanto ele ria como uma criança achando graçade tudo aquilo.Nos dias que seguiram a minha insuportável vida não melhorou emnada. E continuava aprendendo a cuidar da casa,com meu marido meensinando tudo, mas odiava aquela coisa de ter que limpar, arrumar,lavar, passar e cozinhar. Mas ele parecia se divertir com toda asituação e me deixava extremamente irritada. E quando reclamavaque não estava agüentando mais, ameaçava me devolver parar osmeus pais, o que me deixava desesperada e depois fazia amorcomigo, convencendo-me que nos acostumaríamos com aquela novavida.Tive muita dificuldade em aprender a usar a máquina de lavar e elese divertia muito com meu pavor e desespero tentando aprender.
  • - Amor, olha só!! Você escolhe o nível de água, o tipo de roupa,coloca sabão, alvejante e o amaciante e depois é só ligar. Mas nãopode esquecer de separar as roupas, pois não pode bater roupasbrancas com coloridas, as toalhas são batidas separadamente, ascalças jeans também. Você quer que escreva e desenhe para você¿Ele disse sarcasticamente- Não acho que entendi! Respondi para ele.Na primeira lavagem eu acertei, mas depois não sei o que aconteceuque manchei todas as roupas. E Jake ficou furiosos.Nós discutimos mais uma vez e insistir que contratasse empregadas.Contudo se negou terminantemente e mais uma vez me seduziu parame fazer ficar boazinha, sem reclamar.Passeis os dois primeiros meses chorando o tempo inteiro e a noitesentia uma profunda solidão trancada naquele quarto escuro, esentindo a falta do meu Jake. Mas nem imaginava que o pior aindaestava por vir e ainda sofreria muito mais.Amor, por que você está me torturando desse jeito¿Por que me obriga a viver como sua empregada¿Por que me obriga a dormir trancada nesse quarto escuro¿Se soubesse o quanto sofro!!Quanto tenho medo de ficar aqui sozinha!Parece brincadeira mas esse quarto me dá medo!!Essa casa me da medo!!E você as vezes me dá medo!!Tenho a impressão que está fazendo tudo de propósito,
  • mas qual motivo teria para me sacrificar desse jeito¿Gostaria que voltasse a ser o meu Jake... o que tanto amo.Mas as vezes parece outra pessoa... uma pessoa que não conheço.Queria ter forças para ir embora, mas te amo tantoque não conseguiria viver sem você.Prometo que vou suportar tudo para ficar ao seu ladoe sei que essa fase difícil passará... e você voltará a ser meu Jake!!Meu amor!!CONTINUASOFRIMENTOPVO JAKE Voltar para o índice
  • SOFRIMENTO - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKSOFRIMENTOPVO JAKEFui para o banheiro e chorei feito uma criança. Então depois de umtempo, decidi me acalmar um pouco para ela não perceber que haviachorado. E enquanto estive sozinho na banheira, tive tempo parapensar e resolvi que ela não merecia a minha pena.Era uma assassina e havia matado meu pai da forma mais cruel,ainda por cima escondia e mentia sobre o que havia acontecido.Então não era digna de receber a minha clemência e eu cumpriria apromessa que fiz a memória do meu pai, e a faria pagar pelo seucrime mesmo que sofresse junto com ela.Voltei para o quarto como se nada houvesse acontecido e tenteidormir um pouco antes de conversar com ela novamente. Pois minharaiva era tamanha, que seria capaz de estrangulá-la ali mesmo.Então aproveitei que estava cochilando e dormi um pouco também.Quando acordamos, começamos a preparar as coisas para a viagem etive um pouco de tempo para tramar como daria sumiço no seucelular e notebook. Então sugeri que colocasse todos os eletrônicosem uma única mala, justamente a que se extraviaria no aeroporto.Passamos o dia andando de mãos dadas pela praia, comemos umpouco e tiramos algumas fotografias. Então quando começou a ficartarde, voltamos para a nossa suíte e pegamos nossas malas parafazer o check out no resort.Embarcamos para a Guatemala sem maiores transtornos e quandochegamos, sugeri que fosse fazer um lanche, enquanto pegava asmalas e levava para o taxi. E quando a deixei na lanchonete, pequei
  • as malas e tomei um taxi. Então pedi ao taxista para guardar a malapreta e deixei uma boa quantia para que me encontrasse em algunsdias para o resgate.Voltei para a lanchonete, como se nada houvesse acontecido, e faleicom ela que uma mala havia sumido. Mas que havia feito contatocom a companhia aérea e depois entrariam em contato para entregaras bagagens perdidas. E ela caiu completamente em meu relato, semquestionar nada ou perguntar qual mala havia sumido.Chegamos em casa e quando ela a viu pelo lado de fora, sorriuencantada e ficou maravilhada com a vista da casa e da natureza quehavia a sua volta. E quando entramos, estava radiante de felicidade esaltitava como uma perereca ao olhar a sala de visita, a sala dejantar, a cozinha, lavanderia e os outros cantos da casa. Mas quandofomos para o segundo andar, a sua alegria acabou instantaneamente.Mostrei para Nesse um quarto vazio, depois mostrei o meu quarto(grande e bem aconchegante com cama de solteiro) e depois a leveipara o quarto que preparei especialmente para ela.Vi o choque e o pavor em seu rosto, ao perceber que não era umabrincadeira e que aquele seria o seu quarto. E no inicio tentou fazerpiada, depois rebater e depois pareceu apavorada.- Que brincadeira é essa¿ Ela perguntou apavorada ao olhar para oquarto.- Esse é o seu quarto! Disse calmamente e depois me sentei nacama.- Meu quarto¿ Você só pode está brincando¿ Ela começou achoramingar e seus olhos encheram de lágrimas, enquanto olhavapara mim, implorando que estivesse brincando.
  • - Nesse, amor! Preciso de espaço e de privacidade. E sinceramenteacho que você se move muito quando dorme. Então fiz quartoseparados para nós, mas quando quisermos fazer amor poderemos irpara o quarto um do outro. Mas o que realmente preciso é deprivacidade e não sei se vou me acostumar a dividir um quarto comvocê. Por isso preparei quartos diferente e só deixei você ficar comesse, por causa da porta. Pois será melhor ficar trancada durante anoite, para evitar que ataque os nossos animais e os dos vizinhos.Eu não poderei vigiá-la a noite inteira, mas essa porta a impedirá defazer passeios noturnos.Droga Jake, o que está fazendo¿ Olhe para ela!! Como está assustadae indefesa!! Pegue-a no colo e diga que é brincadeira!! Esqueça essavingança estúpida!! Droga!! Meu amor, perdoe-me pelo que vou fazercom você!! Apesar de tudo eu te amo!! Droga!! Maldita mentira!!Droga!!Nós ficamos discutimos por algum tempo e fiz tudo para convencê-lade que era o melhor para nós termos quartos separados. E mesmosabendo que não engoliria essa conversa, estava disposto a levar atéas últimas conseqüências.Mas ela ficou histérica quando pediu suas malas e dei a noticia de quehavia comprado roupas novas e não poderia mais usar as suasroupas.- Jake, pode trazer as minhas coisas¿ Preciso tomar um banho antesde dormir. Estou muito cansada. Ela disse aborrecida.- Amor! Tomei a liberdade de fazer uma mudança em seu guardaroupa. Não temos muito dinheiro e não podemos andar vestidos comroupas de ricos. Então achei melhor comprar roupas mais apropriadaspara você. Não quero que os comerciantes locais nos vendam ascoisas por preços absurdos, achando que estamos nadando emdinheiro.- Tem algumas roupas e sapatos novos que comprei no seu guardaroupa. Dá uma olhadinha!
  • Céus!! Agora ela realmente irá enlouquecer!! Será que vou agüentarisso¿ Droga!! Não sou forte o suficiente para vê-la sofrer tanto!! Sejaforte e siga em frente!! Sem pena!! Sem compaixão!! Ela tem quepagar pelo que fez!!Nesse ficou em choque e não conseguia nem respirar. Então passoualguns segundos e ela se dirigiu para o seu velho guarda roupas. Equando o abriu começou a gritar e a chorar desesperada.- Não!! Não mesmo!! Não vou usar essas roupas! Nem adiantareclamar ou querer me obrigar.- Amorzinho, escuta bem o que vou falar! Nós teremos muitotrabalho na fazenda e não vai querer cuidar de cavalos, porcos,vagas, galinha,patos, cachorros.... arrumar a casa... lavar roupas...como uma princesa. E tenho certeza que não vai querer estragar suasroupas de marca.- Outra coisa, nós só teremos dois empregados para me ajudar naplantação e se acharem que estamos nadando em dinheiro, vão mecobrar o olho da cara. Além disso, temos que andar modestamente,pois se os comerciantes acharem que temos dinheiro vão cobrar oolho da cara por tudo que comprarmos.Calma, cara!! Seja forte!! Não vai fraquejar agora!! Ai!! Queria tantoabraçá-la e dizer que é tudo brincadeira!! Não agüento vê-la dessejeito!! Calma cara!! Conte até dez e respire fundo!! Seja forte!! Seupai merece isso!! Pense na promessa que fez!! Fica calmo!! Droga!!Isso é uma “M”!- JAKE! NÓS NÃO ESTAMOS TAL MAL DE VIDA ASSIM!!! PODEMOSCONTRATAR EMPREGADAS PARA CUIDAR DOS ANIMAIS E DA CASA.EU NÃO VOU ME ACABAR COMO UMA EMPREGADA. NÃO MESMO ENÃO VOU USAR ESSAS ROUPAS RIDICULAS!
  • - Amor, não temos dinheiro para contratar mais empregados! Lembroque quando discutimos sobre o casamento estava disposta a tudo.Você lembra¿Ela estava disposta a tudo quando decidiu casar. Mas não sabia o queprentendia para faze-la sofrer. Sou um canalha!! Safado!! Comoposso fazer isso com minha branquinha¿ Droga!! “M”!! Respira!Respira!! Fica calmo!!- Lembro que meu pai te deu uma boa quantia em dinheiro para medá boa vida!! Ela disse andando de um lado para o outro.- O dinheiro que seu pai me deu, gastei comprando esse terreno,reformando essa casa, comprando os animais, remédios para osanimais, rações, a caminhonete, pagando os empregados paratomarem conta enquanto estivemos fora...- O dinheiro que restou é para nos mantermos nos próximos meses!!Não dá para contratar mais empregados!! Respondi para elaSeu filho da “p” mentiroso!! Você tem muito dinheiro guardado e nãoprecisa fazê-la de empregada!! Droga!! Mate-a logo de uma vez eacabe com essa vingança estúpida!! Isso não vai dá certo!! Não vaiagüentar vê-la sofrer!! Droga!! Pergunte logo se ela matou seu pai epor que fez isso!! Acabe com essa agonia!! Ela nunca vai confessar!!Então fale diretamente sobre o assunto e acabe logo com isso!- Vamos ligar para o meu pai e pedir mais dinheiro! Ela respondeuirritada.- Não vou passar pela humilhação de pedir dinheiro ao seu pai!!Respondi decepcionado comigo mesmo.
  • Nesse, amor!! Espero que um dia me perdoe por tudo isso!! Eu aindate amo tanto... Só queria que as coisas fossem diferentes e quepudesse perdoá-la pelo que fez!! Queria esquecer tudo, mas ele erameu pai! Como posso ignorar que você matou meu pai¿ Mais nãoconsigo deixar de te amar e isso é uma “M”, pois seria mais fácil senão sentisse nada por você.- MAS EU VOU!! ONDE FICA O TELEFONE¿ VOU LIGAR PARA ELEAGORA!! Ela gritava histericamente, enquanto eu tentava parecercalmo, mas estava morto de tanta dor que sentia naquele momento.- Amor, não fica nervosa!! Olha só, tenho que te contar uma coisinhaque me esqueci. Não temos telefone na casa. Respondi para ela.- COMO¿ SEM TELEFONE¿ O QUE MAIS NÃO TEMOS, ALÉM DEEMPREGADOS E TELEFONE¿ DROGA!! Ela gritava e chorava.- Pega o seu celular e liga para ele, então! Onde o colocou¿ Dissepara ela.Jacob Black, você é um canalha safado!! Como pode ser tão sínico eperguntar pelo telefone se deu fim em todas as formas decomunicação¿ Como pode ser tão mentiroso¿ Está ficando igualzinhoa ela!! Mas que “M”.- Não sei! Acho que deixei o celular, o notebook, mp4 e outras coisaseletrônica na mala preta. Ela disse um pouco mais calma.- Qual mala¿ A que sumiu¿ Perguntei para ela e percebi que odesespero voltou mais forte dessa vez.
  • Nesse amor, por favor não fica assim!! Vou morrer desse jeito!! Nãoagüento vê-la sofrer desse jeito!! Fica calma!! Por favor!! Ai!! Nãovou agüentar fazer isso por muito tempo!! Vou ficar louco dessejeito!! Não agüento vê-la assim!! Droga!! Droga!!- OH! NÃO!! NÃO MESMO!! VOCÊ VAI AGORA NO AEROPORTO E VAIARRUMAR UMA FORMA DE TRAZER MINHAS MALAS!! NÃO VOU FICARNESSE FIM DE MUNDO SEM TELEFONE E INTERNET!! DROGA!! NÃOMERECO ISSO. Gritava e esperneava chorando muito.Fiquei tão atordoado em vê-la daquela forma, que fui até ela e aabracei fortemente, fazendo carinho e mostrando que estava tudobem. Mas no fundo queria morrer, por ver minha pequenabranquinha naquele desespero e comecei a chorar junto com ela, semque percebesse.Depois que consegui me acalmar, puxei seu rosto em direção ao meue a beijei calmamente. E por uns momentos senti um alívio percorrermeu corpo, quando percebi que estava mais calma e o desesperohavia passado.Depois de alguns momentos abraçados e nos beijando, deixei-asozinha e depois que tomou seu banho, tranquei a porta por fora,para impedir de sair. Então tomei o meu banho, totalmentedesnorteado com o que havia acontecido e fui para o meu quarto.Fiquei deitado na cama, rolando de um lado para o outro e sentindofalta do calor do seu corpo. Mas a pior coisa foi escutar o seu chorobaixinho no quarto ao lado. E por várias vezes me levantei para ir atélá, mas o lado racional me segurava e permiti que meu amorchorasse parte da noite.Não suporto isso!!Cada lágrima que derrama é uma facada em meu peito!Mas tenho que ser forte e continuar com meus planos.Quanto tempo mais vou agüentar te ver desse jeito¿
  • Como será nossa vida a partir da agora¿Tudo isso é muito mais difícil do que imaginei... e só temos algumashoras nessa casa.Como viveremos¿Como posso te torturar se te amo tanto¿Mas não posso esquecer que você matou meu pai!!Por que não mato a nós dois logo e acabo com isso¿Passei parte da noite acordado e quando escutei o galo cantando,próximo da cinco horas, fui acordar nesse para o seu segundo dia detortura.Acordei Nesse as cinco horas e a fiz tirar leite das vacas. E mesmocom toda má vontade que estava, atendeu o meu pedido e fomospara o nosso dia de fazendeiros.Enquanto tirava leite de uma vaca, ela fazia na outra com tanta raivaque estava irritando o pobre animal.Depois das vacas, fomos cuidas dos cavalos, galinhas e galos, patos eporcos.A parte dos porcos foi a mais engraçada e mesmo sofrendo junto comela, morri de ri quando caiu no chiqueiro e ficou suja dos pés acabeça,olhando para mim com tanta fúria que pensei que memataria.Continuei a ensiná-la a cuidar dos animais e da casa, mas ela pareciamuito mal humorada com toda a situação. E eu sofria juntamentecom ela, por tudo sacrifício que impunha, mas quando começava areclamar usava uma arma que descobri ser muito útil, além do sexo,
  • e a fazia fica boazinha novamente. E percebia como entrava empânico quando ameaçava devolve-la para seus pais.Então ensinei como arrumar e limpar a casa, lavar as roupas, lavar obanheiro (isso a deixava morrendo de nojo e raiva) e tentei ensiná-laa cozinhar, mas essa última parte não teve muito jeito.Uma das coisas mais complicadas para ela, foi a lavagem das roupasque a tirava do sério. E nos primeiros dias conseguiu fazer um bomestrago e mesmo dando todas as orientações, parecia fazer depropósito.Ela chorava dia e noite, mas tentava fazer isso escondido de mim.Mas não sabia que havia câmeras espalhadas pela casa e que eupodia observar cada lágrima que derramava.Passava parte o dia no porão, que havia preparado e escondido comparedes falsas, vigiando todos os movimentos e pensando no quefazer para tornar as coisas mais difíceis.Então depois que perceber que a parte do “FAZER SOFRER” haviasido cumprida, tinha que passar para a segunda parte que era“HUMILHAR” e tinha que encontrar uma forma de humilhá-la tantoque o seu sofrimento seria pequeno diante da vergonha e da raiva.Nesse meu amor!!Só preciso de uma palavra sua... PERDÃO.Preciso que se arrependa e confesse o que fez, para parar de torturá-la dessa forma.Saiba que não estou feliz com isso, e a cada lagrima que derramamorro um pouco.Espero que um dia entenda tudo o que fiz!Não que perdoe a minha crueldade... mas que entenda que fiz pelamemória do meu pai.Apesar de tudo continuo te amando a cada dia... mas esse amor estáme matando.
  • Só espero que o seu arrependimento não chegue tarde demais paranós dois!Por favor, coloque as mãos na consciência e confesse o seu crime!Peça perdão pelo que fez e assim poderemos ser felizes juntos!Por favor!!Por favor!!CONTINUAHUMILHARPVO NESSE Voltar para o índice
  • HUMILHAR - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, não fiquem com ódio de Jake!! Lembre-se que é tudo umplano de vingança!!HUMILHARPVO NESSEOs três primeiros meses não foram fáceis para mim e tirando o fatode ser uma verdadeira empregada e andar vestida como uma jega,meu marido dormia em quanto separado, deixando-me trancadadurante a noite. E só fazia amor comigo quando ficava muito nervosae precisava me acalmar. E, contudo isso estava disposta a ficar aoseu lado, aceitando tudo o que fazia e dizia pelo simples fato de termedo de ficar sem ele.Para mim seria muito mais doloroso ter que voltar para a casa dosmeus pais e me separar o meu amor, o que viver uma vida deempregada. Então estava disposta a viver da forma como a vida seapresentou para mim e tinha esperanças dele voltar a ser meu Jakede sempre.Só que algumas coisas machucam muito mais do que um soco ouuma facada. E aprendi isso da forma mais dura e cruel do mundo,quando ele me fez experimentar a dor da traição e as humilhações.Tudo começou quando finalmente decidiu me levar para a cidademais próxima, para eu ligar para minha família. Então enquantoestava em um orelhão, que ficava em uma pequena farmácia, viquando ele começou a jogar charme para a moça do balcão e quaseentrei em colapso. Mas precisava me concentrar para conversar commeus pais, sem deixar perceberem como estava infeliz.- Alô, mãe!
  • - Filha estamos mortos de suadade! Por que não ligou antes¿- Perdi minha mala com celular, notebook e outras coisas. E na nossacasa não há telefone, Então fica difícil tentar comunicação.- O por que não compram um¿- Mãe, as coisas aqui são bem caras e estamos com algumasdespesas com a fazenda. Assim que for possível, Jake colocará umtelefone e comprará um computador para mim. Mas não ficapreocupada, pois estou muito bem e feliz com a minha vida e o meumarido.Boa mentirosa é!! Feliz¿ Se isso é feliz, imagino como será ainfelicidade!- Nesse, como você está filha¿- Pai! Está tudo bem!! Estou ótima!!- Jake está com você¿- Ele foi comprar umas coisas.- Assim que possível quero conversar com ele. Quero saber quandovirão nos visitar.
  • - Pai, estamos com muito trabalho na fazenda e não sei quando serápossível. Mas vou dizer a ele que precisa falar com ele.- Te amo, filha!- Também te amo, pai! Diga a todos que sinto saudade.- Tchau!-Tchau!Quando fui procurá-lo, havia sumido e percebi que a garota dafarmácia com quem conversava também não estava. Então fiqueiandando pela cidade e vi quando os dois saíram de um beco,arrumando as roupas. Então as lágrimas rolaram instantaneamenteem meu rosto e quase morri de tanto desespero. Mas virei de costase sai dali, antes que ele me visse.Entrei em uma lanchonete e me dirigi ao banheiro, então coloquei asmãos no peito e comecei a chorar desesperadamente.Oh! Não!! Não!!Isso não!!Não suporto isso!!Por que está me fazendo sofrer desse jeito¿Por que renega o meu amor e procura prazer nos braços de outra¿HAHAHAHAHA!! Não!! Não!!HAHAHAHAH!! HUMMM! HAHAHA!! HUMHUM HUM!!
  • Se não te amasse tanto...Se fosse capaz de te deixar...Mas são tão dependente de você que suportarei até a sua traiçãocalada!Por quê¿ Por quê¿ Por quê¿ Por quê¿ Por quê¿Não!! Não!!HAHAHAHAH!! HUMMM! HAHAHA!! HUM HUM HUM!!Queria arrancar esse amor que sinto do meu coração!!Queria te odiar!!Mas ainda sim tenho tanto medo de te perder...Tenho medo que minha família descubra o que acontece e...mate você!!Não posso viver sem seu amor, mas não suporto tanto sofrimento!Por quê¿ Por quê¿ Por quê¿ Por quê¿ Por quê¿O que você viu nessa garota idiota¿Por que foi se esfregar com ela bem em baixo do meu nariz¿HAHAHAHAH!! HUMMM! HAHAHA!! HUM HUM HUM!!Fiquei por um bom tempo no banheiro chorando, depois lavei o meurosto e sai. Mas sabia que ele perceberia que havia chorado. E paranão ter motivos para uma briga, resolvi mentir que havia ficadoemocionada ao falar com minha mãe .- Amor,onde você esteve¿ Procurei você por todos os lugares. Eleperguntou me abraçando.- Estava no banheiro da lanchonete.Não me senti bem e precisei irpara lá.
  • Safado!! Mentiroso!! Cretino!! Mas te amo assim mesmo!! Como podefingir que não fez nada e me abraçar desse jeito¿ Como¿- Você estava chorando¿ Ele perguntou ainda me abraçando.- Só fiquei um pouco emocionada ao falar com meus pais. Ah! Meupai precisa falar com você e quer saber quando vamos fazer umavisita.Deveria deixá-lo matar você, mas morreria também!! Se meu paidesconfiar de tudo o que acontece... está morto!! Não!! Não!! Tenhoque esconder isso!! Tenho que fingir que estou feliz!! Droga.- Não vou ligar para ele hoje. Tenho muita coisa para fazer nafazenda e precisamos voltar logo.- Tudo bem! Vamos embora de uma vez! Estou me sentindo mal equero deitar um pouco.- OK! Vamos! Ele disse e depois me afastou dos seus braços.Fomos para casa e estava totalmente arrasada, mas ele pareciaindiferente ao meu estado emocional. Então depois que fiz as minhatarefas,fui para meu quarto sombrio e me tranquei.Ele pareceu surpreso por me recolher tão cedo e até quis ficar comigopara fazermos amor. Mas quando me lembrei da imagem dele saindodo beco com aquela garota, fiquei com tanto nojo que pedi para medeixar só.
  • Depois que saiu do quarto, chorava como uma criança e a dor quesentia era tão profunda, que pensei que morreria. Mas apesar detudo, continuava o amando da mesma forma e tinha muito medo deperdê-lo. Então estava disposta a aceitar tudo o que fizesse, mesmoque fosse uma traição.E apesar de amá-lo tanto, nunca havia me sentido tão humilhada emtoda a minha vida e pensei que não haveria forma daquilo piorar.Nos dias que se seguiram, ele ficou muito estranho e não meprocurou para fazer amor nenhuma vez. Então comecei a perceberque estava voltando mais tarde da plantação,mas que as suas roupasnão pareciam sujas pelo trabalho. E comecei a olhar os detalhes desuas blusas e calças, encontrando recibos de motéis, manchas debatons e cheiro de perfume barato.Mas uma vez fui invadida por uma terrível dor e um desespero tãogrande que achava que morreria. E soube que esse era o motivo denão me querer mais: TINHA UMA AMANTE.Apesar de não me conformar com a situação, estava disposta a fingirnão saber de nada e ficar bem quieta para evitar brigas. Pois o meumaior medo era de perdê-lo de vez.Contudo não encontrava uma forma de reverter aquela situação tãodifícil e a cada dia que voltava para casa tarde,sentia-me maishumilhada e as coisas ficam piores quando ele recusava o meu corpo.Não sabia quanto tempo mais agüentaria viver daquela forma, masprecisava ser forte e passar por cima do orgulho para não perder omeu marido e essa era a única certeza que tinha, aquela altura docampeonato.A gota d’água e o que me fez perder a cabeça, e quase ir embora, foina noite em que acordei assustada e ouvi barulhos estranhos em seuquarto.Fiquei quieta para tentar entender o que estava acontecendo, entãopercebi que ele estava transando com uma mulher em nossa própria
  • casa. E isso me deixou num estado de choque tão grande, que nãoconsegui nem falar ai e o choro não saia de meus olhos.Na manhã seguinte, depois que abriu a porta do meu quarto, fuidireto para o quarto dele e estava uma bagunça. E havia lençóisespalhados por todo quarto, roupas de mulher, um perfume baratoque infestava todo a ambiente, e algumas coisas que não prefirocomentar.Então recolhi tudo o que podia, inclusive o colchão do quarto, leveipara o quintal e ateei fogo. E se pudesse naquele momento o jogariano fogo a também.Depois corri pela floresta, sem rumo, apenas querendo me afastardaquilo tudo e encontrei um velho moinho. E apesar de saber que apropriedade era privada, entrei e fiquei lá do alto olhando para todoaquele verde e afogando as minhas lágrimas que não foram poucasnaquele dia. Então um rapaz muito bonito (que lembrava muito omeu Jake), aparentando seus 23 anos, veio até mim e perguntou seprecisava de algo e se estava me sentindo mal.Ele me levou para sua casa, deu-me um pouco de calmante, eficamos conversando um pouco e finalmente ma acalmei.Juan se ofereceu para me levar até minha casa, mas recusei poissabia que Jake faria uma cena se me visse com outro homem. Entãonos despedimos e ele disse que poderia ir para o seu moninhosempre que quisesse.Quando voltei para casa, ele estava me esperando com cara deofendido. E não entendeu o que havia acontecido para o meu acessode raiva e a fogueira no quintal. E apesar de está com profundo ódio,não falei nada e não discuti com ela aquele dia. Apenas fui para omeu quarto e me tranquei, para que pudesse chorar em paz.Nos dias que seguiram, as coisas ficaram estranhas entre nós epraticamente não nos falávamos mais. E apesar de já ter perdoado ahumilhação que me fez passar, não queria conversa com ele.Mais diante dessa situação tão difícil, encontrei um bom amigo emJuan e podia desabafar as minhas amarguras. O que deixava o meuamigo revoltado e às vezes ele ameaçava ir conversar com Jake(para o meu desespero).
  • Comecei a enlouquecer de uma forma tamanha, que estava ouvindovozes estranhas pela casa. E isso começou a me apavorar. Entãoquando achei que minha vida não poderia ficar pior do que estava,comecei a ficar louca.CONTINUAHUMILHAR – PVO JAKE...ENLOUQUECER PVO NESSE...ENLOUQUECER PVO JAKE Voltar para o índice
  • HUMILHAR - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, para que achou que ele realmente traiu Nesse, se enganou!Ele só teve essa idéia para humilhá-la um pouco.Não deixem de comentarHUMILHARPVO JAKENesse já havia começado a pagar pelo seu crime, mas antes dogolpe de misericórdia ainda tinha que humilhá-la e enlouquecê-la.Então passeis dois dias pensando em uma forma de deixá-la tãohumilhada a ponto de perder suas forças. E foi ai que tive a idéia defazê-la acreditar que tinha uma amante.Então fui para o centro da cidade Panajachel e comecei a procuraruma candidata para apresentar como minha amante. E bastaria queela nos visse juntos apenas uma vez para tirar suas conclusões. Eencontrei uma moça bem bonitinha na farmácia e soube que ela seriaideal para os meus planos.Entrei na farmácia e fingi procurar algo para comprar. Então comeceia puxar conversa com a garota, Anna, e consegui chegar ondequeria.- Anna! Estou passando por um momento difícil com minha esposa.Então gostaria de deixá-la enciumada e fingir que tenho uma amante.E estou disposto a pagar bem só para você fingir. O que me diz¿- Como assim fingir¿ Ela perguntou ofendida.
  • - Vou trazer minha esposa para a cidade e deixar ela me verconversando com você. Depois que estiver distraída, sairemos juntospara algum lugar e quando voltarmos, fingiremos arrumar nossasroupas. Também precisarei que suje minha roupa de batom e quepasse um pouco do seu perfume nela.- Não temos que fazer mais nada¿ Ela perguntou franzindo assobrancelhas.- Realmente não!! Só quero dá a entender que fizemos. OK¿- Eu aceito! Mas dinheiro adiantado. Ela disse.- Vou te dá cem dólares agora e amanhã mais cem. OK¿- OK! Ela disse apertando minha mão.No dia seguinte, perguntei a Nesse se gostaria de falar com seuspais. Então a levei para o centro e comecei a colocar meu plano emação.Deixei a no orelhão da farmácia e enquanto falava no telefone meobservava com Anna. E procurei parecer me insinuar para ela e arecíproca foi bem convincente. Então nesse desviou o olhar e nos doissaímos, entramos em uma rua ao lado para esperar o tempo passar.Ficamos conversando e ela não entendia porque estava fazendoaquilo, mas disse que era muito complicado explicar os meusmotivos.Anna olhou discretamente e a viu sair da farmácia, então ela mesujou de batom e passou um pouco do perfume que estava e seubolso, depois desarrumamos nossas roupas e fomos para a rua
  • principal. E quando percebemos que Nesse nos olhava de longe,começamos a arrumar as roupas discretamente.Quando me virei, ela já havia sumido e fiquei um bom tempoandando pela cidade para encontrá-la. E depois de algumas horas aavistei andando totalmente desconsolada e com rosto muitovermelho, como se houvesse chorado muito. Então me dirigi para elacomo se nada houvesse acontecido.- Amor,onde você esteve¿ Procurei você por todos os lugares. Dissepara ela, abraçando-a fortemente.Perdão por fazer isso, mas só vou ter paz quando você pagar peloque fez! Mas não agüento vê-la assim tão destruída!! Droga!! Por quevocê tem que ser tão fraco e mariquinha¿ Não pode ficar com penadela¿ Ela matou seu pai sem pena!! Droga!!- Estava no banheiro da lanchonete.Não me senti bem e precisei irpara lá. Ela respondeu desviando os olhos de mim.- Você estava chorando¿ Perguntei abraçando-a mais forte.- Só fiquei um pouco emocionada ao falar com meus pais. Ah! Meupai precisa falar com você e quer saber quando vamos fazer umavisita.- Não vou ligar para ele hoje. Tenho muita coisa para fazer nafazenda e precisamos voltar logo.Esse leitor de mentes filho da “p” não vai estragar meus planos!! Nãoagora!! Droga!!
  • - Tudo bem! Vamos embora de uma vez! Estou me sentindo mal equero deitar um pouco. Ela pediu com a voz rouca e baixinha.- OK! Vamos! Disse afastando-a do meu abraço e nos dirigimos paraa caminhonete.Fomos para casa em silencio e quando chegamos,surpreendentemente, ela começou a arrumar as coisas e a preparar aminha comida. E depois foi para o seu quarto, totalmente arrasada edestruída, e fiquei com muita pena dela. Então fui atrás e comecei aacariciá-la, para excitar o seu corpo. Mas para a minha surpresa, elame rejeitou e pediu para deixá-la sozinha.Fiquei sentado do lado de fora do seu quarto, ouvindo o seu chorobaixinho e quase morri com aquela dor que rasgou meu coração.Então desejei não ter feito o que fiz, apesar de saber que deveriacontinuar com aquele plano estúpido de vingança.Nesse, amor!Basta uma palavra para mudar tudo!!Por favor, confesse o seu crime e peça perdão¿Não quero mais te fazer sofrer, mas não me dá outra alternativa.E não irei parar até nós dois estarmos mortos!Por favor!!Não minta mais!!Diga por que matou meu pai!!Confesse o seu crime!!Eu te amo tanto, mas também te odeio pelo que fez!!
  • Acabe com nosso sofrimento!!Por favor!!Nos dias seguintes, continuei com o meu plano de vingança. Entãotodos os dias saia para a cidade e ia para um motel barato sozinho. Eantes de voltar para casa, passava batom nas minhas roupas e umpouco do perfume barato que havia comprado. Mas para deixar aprova da minha traição mais evidente, colocava os recibos do motelno bolso da calça. E também passei a rejeitá-la, mesmo morrendo devontade de fazer amor, deixando-a totalmente humilhada quando seoferecia para mim.Apesar de fazer isso com muita freqüência, percebi que Nesse estavacalada e indiferente aquela situação. E isso começou a me irritar umpouco, pois esperava que perdesse o controle e desse um chilique.Então resolvi pegar mais pesado e armei para que achasse quetrouxe uma mulher para casa.Arrumei uma garota que estava disposta a me ajudar no meu plano.Então depois que Nesse foi dormir e a tranquei no quarto, levei agarota para o meu quarto e começamos a nossa encenação.Fizemos bastante barulho, fingindo que estava transando, e deixamoso quarto totalmente destruído. Mas para minha surpresa, novamente,não ouvi um só ruído do quarto de Nesse e fiquei bastante frustradocom aquilo.No dia seguinte, abri a sua porta bem cedo, e sai para a plantação. Ede repente levei um susto com a fumaça que se formava no céu,fazendo-me achar que havia tacado fogo na casa inteira. Então corridesesperado, mas quando cheguei só havia um colchão com roupasqueimando no quintal.Procurei a pela casa, mas havia desaparecido e por um momento tivemedo que tivesse me abandonado. Mas estava tão seguro quanto aosseus sentimentos, que resolvi esperar até que se acalmasse evoltasse para a casa.
  • Quando chegou a casa, eu estava com muita raiva pelo que haviafeito e por ter sumido por tanto tempo. E tentei iniciar umadiscussão, mas ela estava tão destruída que não falou nada e foi parao seu quarto chorar como sempre fazia.Vendo Nesse daquele jeito, tive a certeza que já havia humilhadodemais e que agora era hora de passar para a próxima parte doplano: ENLOUQUECER.E já tinha tudo pronto para isso, então bastava começar a fazê-laouvir as vozes, que já estavam gravadas, e um pouco tempo elaestaria totalmente acabada e louca.Fui para o porão, peguei o gravador e comecei a ouvir novamente asgravações que havia feito. Então coloquei o gravador no alto falante eprogramei para reproduzir as vozes cinco vezes:EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!Deixei o gravador preparado e fiquei vendo-a, pelo monitor,apavorada e se encolhendo de tanto medo.Aquele só foi o início do plano para enlouquecê-la e se não haviaconfessado por bem, confessaria por mal.CONTINUAENLOUQUECER PVO NESSE...ENLOUQUECER PVO JAKE
  • Voltar para o índice
  • ENLOUQUECER - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, não estou conseguindo responder os comentários, pois estouusando internet discada. E por isso só dá tempo para postar e sair.Também por que não quero me influencia pelos pedidos de vocês, enão li a maioria ainda.Peço desculpa para todos que estão aguardando uma resposta. Eprometo que amanhã de manhã, quando chegar no trabalho,responderei a todos.bjnENLOUQUECERPVO NESSEAquela noite foi dormir totalmente desnorteada e não quis conversacom ele. Então entrei em meu quarto sombrio e esperei que as portasse trancassem pelo lado de fora.Fiquei pensando em tudo o que aconteceu e imaginado porque damudança em seu comportamento nesses últimos meses. E quandoestava quase dormindo, comecei a escutar uma voz estranhas noquarto. Então me encolhi e cobri as minha cabeça de tanto medo,mas as vozes continuavam a me assombrar.EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!
  • EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!Fiquei tão apavorada e me lembrei daquele dia que me encontrei comBilly e tivemos aquela discussão horrível. E apesar de tudo não fiznada por querer e se ele teve um infarto, a minha única culpa foidiscutir com ele e ...Droga! Estou ficando louca!!!Por que essas vozes não param¿Jake!! Jake!!Por favor, fica comigoTenho tanto medo!!Será que estou louca¿Mãe!! Preciso tanto de você!Queria tanto o seu colo agora!!HAHAHAHAHA!! HUHUHUHUHU.Não vou ficar chorando uma criança!!
  • Sou mais forte que isso!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!Não!! Não!!Billy me perdoa!!Jake, por favor fica comigo!Não vou suportar isso!!Estou ficando louca!!Queria minha mãe!Mãeeee!!Adormeci apavorada enquanto as vozes perturbavam minha mentedurante algum tempo. Então quando acordei no dia seguinte, estavahorrível e acabada, e Jake fez questão de me chamar s cinco paracomeçar a cuidar dos animais. E apesar de está revoltada com ele,
  • não falei nada que pudesse causar uma briga e fui tirar leite davaga.O dia foi passando rápido e fiquei em casa sozinha cuidando dasminhas tarefas. Então comecei a ouvir as vozes novamente e corripara fora da casa de tanto medo que senti.EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!Fiquei sentada na varanda por algum tempo, como medo de entrar eouvir as vozes. Então Jake chegou e perguntou por que estava tãoestranha daquele jeito.Mas como não estava falando com ele,simplesmente não contei nada.Fui para cozinha e Jake saiu da casa, para verificar alguma coisa nocurral. Então enquanto fazia o jantar, comecei a ouvir a voznovamente e quase entrei em pânico.
  • EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!- Nesse, o que você tem¿ Por que está com essa cara de medo¿ Eleperguntou franzindo as sobrancelhas.- Acho que estou louca! Estou ouvindo vozes.Tomara que não pergunte o que essa voz fala!- Vozes¿ Você realmente não está bem! Ele disse e depois bebeu umcopo de água.- Você ultimamente não presta atenção em mim! Se prestasse, veriaque não estou bem! Disse irritada para ele.Por que você mudou desse jeito¿ Por que me trata com tantaindiferença¿ Por que me rejeita e fica saindo com vagabundas¿
  • - Você está muito sentimental ultimamente! Depois que nosmudamos para cá só faz reclamar da vida! Qual homem consegue tertesão com uma mulher chata e reclamona. Ele respondeu friamente.- Você realmente acha que a culpa é minha¿ Você é doente! Dissepara ele e as lágrimas rolaram em meu rosto.Por que me trata desse jeito¿ Se soubesse o tamanho do amor quesinto! A força que faço para aturar tudo e não ir embora! O medo quesinto de te perder! Por que me trata tão mal¿ Por que me rejeita efica atrás dessas vagabundas¿ não faz assim comigo! Estou morrendoa cada dia!!- Não estou com paciência para discutir com você. Fica ai batendoboca com as tais vozes. Ele disse com raiva e saiu da cozinha.Jake! A minha única culpa foi te amar tanto!Apesar de não merecer as minhas lágrimas e o meu sofrimento... nãovou deixá-lo.Se tiver que morrer de tristeza ao seu lado... morrerei.Só lamento por tudo o que podiam ter e fazer... e perdemos.Toda felicidade jogada no lixo desse jeito!Mas vou continuar a te amar por toda vida!Continuei a fazer o jantar e depois coloquei na mesa para ele comer,mas não me sentei ao seu lado e voltei para cozinha. E quando tenteicomer um pedaço de carne, senti um embrulho no estomago. E corripara o banheiro para vomitar.
  • Fiquei tão enjoada que desisti de jantar e fui para o meu quartosombrio. Para tentar dormir um pouco, contudo depois de algunsminutos as vozes começaram novamente.EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!EU SEI O QUE VOCÊ FEZ!!! ASSASSINA!!! VOCÊ NÃO VAI TER PAZ!!ASSASSINA!!Fechei meus olhos e fiquei escutando aquela frase se repentindo,enquanto via o rosto de Billy a minha frente. Então as lagrimacorreram violentamente em meu rosto, deixando-me totalmentedesnorteada e enlouquecida.Comecei a andar de um lado para o outro, ainda sentindo umembrulho no estomago, e acabei ficando tonta e desmaiei.Quando acordei pela manhã, estava deitada na cama e ele estavasentado me olhando de uma forma bem estranha.- Jake! O que aconteceu¿- Encontrei você caída no chão hoje pela manhã. Ele disse com rostoestranho, como se estivesse com dor.
  • - Só me lembro da voz e depois comecei a andar, mas tudo ficouescuro.Por que me sinto tão mal! Que sensação estranha é essa¿ Droga!- Você está estressada e a culpa é minha. Sabia que seria difícil essanova vida e não tive muita paciência com você. Ele disse beijandominha testa.- Pega um copo de água para mim¿ Por favor.Minha garganta está tão seca e esse enjôo é tão estranho. Será queestou doente¿ Não vou falar nada para ele! Isso vai passar e não temnecessidade de ficar aqui me pajeando.- O que essa voz diz¿ Perguntou, passando o copo de água para mim.- Não importante! Só coisas sem sentido!Não posso te contar!! Gostaria de pedir sua ajuda, mas nãoposso!!Céus!! O que farei¿- Tudo bem! Não quer contar, não conta. Vou trabalhar! Disse edepois saiu do quarto.Aquele dia, curiosamente, não ouvi a voz. Contudo o enjôopermaneceu e não consegui comer nada.Os dias se passaram e a voz, as vezes, voltava e ficava me acusando.Mas já estava começando me acostumar com tudo aquilo e não meimportava tanto quanto antes.
  • Foi então que duas semanas depois, uma nova voz veio meassombrar e tive que pedir colo para Jake. E sabia que morreria detanto medo se ficasse sozinha.Estava em meu quarto quase dormindo, quando a voz começou:NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿- OH! NÃO!! BILLY!! NÃO!! NÃO!!- JAKE!! JAKE! JAKE!! ME TIRA DAQUI!! QUERO SAIR DESSEQUARTO!! QUERO IR EMBORA!! ESSA CASA É ASSOMBRADA!! JAKE.
  • - Meu amor, o que você tem¿ o que está acontecendo¿ Ele meabraçou forte e me levou para o seu quarto, enquanto choravadesesperada.- HAHAHHHHHH HUMHUMHMHHU HAHAHAHAHAHAH!! NÃO!! QUEROSAIR DAQUI. Chorava desesperadamente.Ele me levou para o seu quarto e ficamos abraçados em sua cama,enquanto chorava de medo, pavor e remorso. Então quando já estavame sentindo segura, a voz de Billy voltou.NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿- Jake! Jake!! Está ouvindo isso¿ Está ouvindo a voz¿ Disse baixinho,afundando minha cabeça em seu peito.- Nesse, não tem voz alguma. Isso é coisa da sua cabeça. Ele diziapara mim, enquanto me abraçava forte. Mas a voz continuou e euestava apavorada.
  • NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿Comecei a ver o rosto de Billy e sentia pavor, mas sem percebermostrei as imagens do rosto dele para Jake.- Nesse! Por que você está me mostrando meu pai¿ Ele perguntoucurioso.- Por que estou ouvindo a voz dele. Disse assustada.- Nesse! Há alguma coisa que queira me contar¿- Não! Não! Não! Não!- Nesse! O que está escondendo de mim¿
  • - NADA!! NÃO HÁ NADA!! POR FAVOR, NÃO PERGUNTE MAIS NADA!!QUERO DORMIR!!Estou louca!! Estou louca!! Ele vai descobrir tudo!! Ele não podesaber!! Não posse te perder!!Não posso!! Te amo!! Jake, te amo!! Não tive culpa!! Estou louca!!Faz essa voz parar!! Não quero mais ouvir!! LALALALALA!! Não estououvindo!! LALALALALALA!! LALALALALALDormi nos braços de Jake e quando acordei, estava sentando meolhando de um jeito estranho. Então quis conversar e não tinha maissaída.CONTINUAFUGA Voltar para o índice
  • ENLOUQUECER - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, esse é o ultimo cap de hoje. Amanhã a noite postarei o novocap, quando Nesse decidi fugir de Jake, depois de descobrir umacoisinhas.Amanhã pela manhã responderei todos os comentários.ENLOUQUECERPVO JAKEEsperei Nesse ir para o seu quarto e depois que tranquei a porta, fuipara o porão e preparei o gravador pra ficar repetindo as vozes deacusação por algumas horas. Então fiquei olhando no monitor comoela se encolhia de mede e cobria a sua cabeça, parecendo apavoradacom o que ouvia.Fiquei com tanto remorso, tanta raiva por fazer aquilo com ela.Contudo não poderia desistir dos meus planos nessa fase e iria serforte para continua a minha vingança.Meu amor!Quando tudo isso acabar, espero que ainda estejamos vivos paradizer tudo o que ficou reprimido.Espero que você me perdoe pelo que estou fazendo,Não espero a sua compreensão, mas que tenha em mente que façoisso pelo meu pai.Se você pelo menos fosse capaz de admitir seu erro... talvez tudofosse diferente.
  • Tenho tanto medo que nunca mais queira me ver quando souber oque estou fazendo.Mas compreenderei se não quiser mais olhar meu rosto!Se me disser que não me ama mais!Se disser que me odeia!A única coisa que pode me matar é o seu desprezo.Então acredito que quando tudo terminar estaremos os dois mortos.Pois não agüentarei viver um dia sem você.Te amo muito e fazer você sofrer me custa bastante.E preferia arrancar um braço fora, mas a promessa que fiz tem queser cumprida.Então peço aos céus que tudo acabe logo,pois não suporto mais essa vida miserável que estamos vivendo.Se soubesse o quanto é difícil para mim te rejeita,quando a única coisa que quero é te amar e fazer feliz¿Se soubesse o quanto me seguro para não tomá-la em meus braços ete dá todo o meu amor!Já te dei todas as chances de me contar a verdade, mas você insisteem escondê-la de mim!Seria tão mais fácil se admitisse o que fez!Sei que tem medo da minha reação...medo de me perder.Mas te amo tanto que seria capaz de te perdoar!Realmente espero que não seja tarde para nós dois!Agora vou ficar aqui sofrendo e velando o seu sofrimento...mas se achar que é demais!Corro para te socorrer!
  • Meu amor!!Minha Nesse!Na manhã seguinte, seguimos a nossa rotina e continuei a minhatortura diária, obrigando-a acordar muito cedo para começar ostrabalhos de casa. Depois sai para trabalhar, mas antes programei oaparelhos para começar as vozes em aproximadamente duas horas eficar tocando o dia inteiro,com pequenos intervalos.Quando voltei para casa no fim da tarde, ela estava na varandaassustada e parecia esperar por mim para entrar em casa.Perguntei o que havia acontecido, mas em um primeiro momento serecusou a falar comigo e foi para cozinha preparar o nosso jantar.Fui para fora de casa, com desculpas de ver os animais. Mas entreino porão por outra passagem que havia feito e programeirapidamente as vozes para tocar mais um pouco. E quanto retorneipara casa, ela estava mais apavorada do que antes.- Nesse, o que você tem¿ Por que está com essa cara de medo¿Perguntei franzindo as sobrancelhas e tentando parecer casual.Será que vai falar¿ Vai ficar com medo de eu perguntar que vozessão essas!! Vamos testá-la um pouco.- Acho que estou louca! Estou ouvindo vozes. Ela disse cortando acarne, sem olhar para mim.- Vozes¿ Você realmente não está bem! Disse e depois bebi um copode água.Você não tem nem a dignidade de explicar as coisas direito. É claroque é culpada!!
  • - Você ultimamente não presta atenção em mim! Se prestasse, veriaque não estou bem! Respondeu irritada para mim.- Você está muito sentimental ultimamente! Depois que nosmudamos para cá só faz reclamar da vida! Qual homem consegue tertesão com uma mulher chata e reclamona. Respondi duramente paraela, apesar de saber que era o culpado de tudo, queria que sesentisse culpada.Sei que a culpa disse tudo é minha!! Sou eu quem está teenlouquecendo!! Mas só preciso de uma palavra para acabar com issotudo!! Você é maravilhosa!! Sempre foi!!- Você realmente acha que a culpa é minha¿ Você é doente! Elarespondeu chorando, mas sem olhar para mim. E senti uma pontadaem meu coração, que me deixou sem fôlego.- Não estou com paciência para discutir com você. Fica ai batendoboca com as tais vozes. Disse com raiva de mim mesmo e sai dacozinha.Ela colocou o meu jantar, mas não se sentou a mesa comigo. Evoltou para a cozinha, onde ficou por um tempo e depois de unsminutos, vi quando foi para o quarto. Então aproveitei para trancar aporta e ir para o porão preparar a gravação para mais uma rodada.Fiquei observando, no monitor,o seu desespero que a fazia andar deum lado para o outro. E depois de um tempo vi quando desmaiou eficou apagada no chão do quarto.Quase enlouqueci de tanto medo e ansiedade, e corri para o quarto.Então coloquei-a em meus braços e fiquei ninando como uma criança,enquanto chorava desesperado pelo que havia feito.Depois de algum tempo arrumei seu corpo cuidadosamente na camae fiquei sentado no chão, velando o seu sono. E consegui tirar algunscochilos, mas acordava toda hora com os gritos de pavor que soltavade tempo em tempo.
  • O dia amanheceu e estava sentado na cama quando acordou, e vique ficou feliz pela minha presença ao seu lado. Mas eu a olhavaapavorado com medo que não agüentasse tudo aquilo e morresse.- Jake! O que aconteceu¿ Ela perguntou bocejando.- Encontrei você caída no chão hoje pela manhã. Respondi para ela,com a dor apertando meu coração.Meu amor, me perdoa pelo que fiz! Por favor!! Vou cuidar de você!- Só me lembro da voz e depois comecei a andar, mas tudo ficouescuro.- Você está estressada e a culpa é minha. Sabia que seria difícil essanova vida e não tive muita paciência com você. Disse beijando a suatesta docemente.Ah minha pequena! Como gostaria as coisas fossem diferentes!- Pega um copo de água para mim¿ Por favor. Ela pediu.- O que essa voz diz¿ Perguntei ao passar o copo de água para ela.Fala a verdade! Quero tanto te perdoar! Se abre comigo! Confia emmim!- Não importante! Só coisas sem sentido!- Tudo bem! Não quer contar, não conta. Vou trabalhar! Disse paraela e sai do quarto decepcionado com a recusa de contar a verdade.
  • Por que insiste em mentir¿ Isso é ruim para nós dois! Quero muito teperdoar, mas só depende de você me dizer a verdade! Que droga!Por que não é sincera comigo¿Resolvi dá uma folga para ela e passei a não colocar as vozes comtanta freqüência. Mas estava agoniado com a sua recusa em me dizera verdade, então tinha que arrumar uma forma de obrigá-la a fazerisso.Fui até o porão, peguei o celular e liguei para Quil.- Quil! Sou eu Jake.- Tudo bem com vocês cara¿ O que você manda¿- Quero que pegue as fitas de vídeo que Billy estajam. Depois queroque levem para um especialista e edite o áudio para mim. Pode fazerisso¿- Acho que sim! Quil respondeu.- Quero a seguinte frase: NESSE! NESSE!! POR QUE ME MATOU¿ PORQUE FEZ ISSO COMIGO¿- Jake! Não está pegando pesado¿ Ele disse seriamente.- Não!! Ela vai confessar de uma forma ou de outra. Dê um jeito deformarem essa frase e me enviar por email: jakeblack@gmail.com.
  • - Vou ver o que dá para fazer. Ele respondeu.- Faça o impossível! Vou aguardar. Disse.- Tchau!- Tchau e obrigada pela força. Disse e desliguei o telefone.As semanas se passaram rapidamente e Nesse parecia mais calma. Eapesar de tudo, continuava se insinuando para mim e tinha que fazeruma força absurda para recusar o corpo que tanto amava.Depois de duas semanas, recebi um email deantonystevem@yahoo.com.br, com o título edição de áudio.Abri o email e vi que o amigo de Quil havia conseguido editar opequeno áudio. E quando ouvi, fiquei muito satisfeito com o resultadoe tive a certeza que ela confessaria.NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿Deixei tudo preparado para aquela noite e coloquei outro alto falanteno meu quarto, pois tinha a certeza que ela iria para lá quando tudocomeçasse, então tinha que deixar tudo perfeito.Ela já estava dormindo e deixei todo preparado para começar eterminar, sem que precisasse ir para o porão. Então comecei aescutar a gravação e fiquei esperando a sua reação.
  • NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿- OH! NÃO!! BILLY!! NÃO!! NÃO!! Ela gritava histérica.- JAKE!! JAKE! JAKE!! ME TIRA DAQUI!! QUERO SAIR DESSEQUARTO!! QUERO IR EMBORA!! ESSA CASA É ASSOMBRADA!! JAKE.Os gritos ficaram cada vez mais alto e corri para socorrê-la.- Meu amor, o que você tem¿ o que está acontecendo¿ Eu a abracei ea levei para o meu quarto, enquanto chorava e gritava de medo.
  • - HAHAHHHHHH HUMHUMHMHHU HAHAHAHAHAHAH!! NÃO!! QUEROSAIR DAQUI. Ela chorava desesperadamente.Nós deitamos agarradinhos em minha cama e cheguei a ficar comremorso, ao vê-la tão desesperada e amedrontada. Mas tinha queseguir a diante e fazê-la confessar o seu crime. Então a vozrecomeçou novamente:NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿- Jake! Jake!! Está ouvindo isso¿ Está ouvindo a voz¿ Ela dissebaixinho, afundando a cabeça em meu peito.- Nesse, não tem voz alguma. Isso é coisa da sua cabeça. Respondipara ela, mesmo ouvindo a voz falando bem alto e sentindo o seupânico.NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿
  • NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿NESSE! NESSE!!POR QUE ME MATOU¿POR QUE FEZ ISSO COMIGO¿Ela continuava chorando enquanto estava abraçada a mim e semperceber começou a me mostrar o rosto furioso do meu pai.- Nesse! Por que você está me mostrando meu pai¿ Perguntei paraela.- Por que estou ouvindo a voz dele. Ela disse assustada.- Nesse! Há alguma coisa que queira me contar¿ Comecei apressionar na esperança dela finalmente falar.- Não! Não! Não! Não! Ela choramingou baixinho.- Nesse! O que está escondendo de mim¿ Continuei a pressão paraobrigá-la.- NADA!! NÃO HÁ NADA!! POR FAVOR, NÃO PERGUNTE MAIS NADA!!QUERO DORMIR!! Ela gritava desesperada.
  • Ela dormiu em meus braços e tive muita pena e remorso pelo quehavia feito. E sabia que dessa vez ela irai enlouquecer.Passei a noite quase toda olhando para o seu rosto inchado e quisque nada daquilo tivesse acontecido. Mas se não esclarecêssemoslogo aquela situação, nós dois estaríamos acabados.Deixei que dormisse até tarde e quando acordou finalmente, estavasentando na cama e pedi para conversarmos.CONTINUAFUGA Voltar para o índice
  • FUGA - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, espero que gostem do cap. Vou tentar escrever o PVO Jakeainda hoje. Mas se não postar hoje, postaria amanhã pela manhã.FUGAPVO NESSEDormi nos braços de Jake e quando acordei, estava sentando meolhando de um jeito estranho. Então quis conversar e não tinha maissaída. - Nesse, amor! Por que me mostrou o rosto de Billy furioso¿ Eledisse com um olhar estranha, sentado na beira da cama.- Como¿ Fingi não entender.Não!! Não!! Por favor, não toca nesse assunto! Não posso falar sobreisso! Estou ficando louca!!Billy não!! Por favor!! Por favor!! Jake, nãofaz isso comigo! Não me obriga a falar nada! Por favor!! Por favor!!- Nesse, por favor! Falar a verdade! Você não estava falando coisacom coisa, mas me mostrou o rosto do meu pai, furioso, olhandopara você. Quando foi que meu pai a olhou daquela forma¿ Por que¿Ele disse olhando seriamente para mim, apertando fortemente asduas mãos.- Não sei do que está falando! Eu estava delirando! Realmente nãosei. Disse para ele, fingindo não entender nada.Não quero falar sobre isso!! Vai embora!! Deixe-me em paz!! Não!!Não!! Por favor!! Você não pode saber!! Por favor!!
  • - POR QUE VOCÊ MENTE DESSE JEITO! Ele gritou me sacudindo nacama, muito furioso e descontrolado.- Jake! Por favo, não!! Não!! Não tenho nada para falar...para contar.Por favor me deixe em paz. Disse chorado muito.Hahahahahah!! Isso não está acontecendo!! Você não pode remexernisso agora!! Por favor!! Hahahaha!! Minha cabeça vai explodir!!Não!NÃO! NÃO!! NÃO!! NÃO!!NÃO!!- VOCÊ E BILLY BRIGARAM¿ QUANDO ISSO OCORREU¿ POR QUÊ¿ Elegritava e me sacudia.- Jake! Por favor! Não estou bem!! Depois nós conversamos! Porfavor, me deixe em paz!! Dizia chorando muito e com o corpo inteirotremendo.Não!NÃO! NÃO!! NÃO!! NÃO!!NÃO!! Não!NÃO! NÃO!! NÃO!!NÃO!!NÃO!! Não!NÃO! NÃO!! NÃO!! NÃO!!NÃO!!- Tudo bem! Vou deixar você sozinha. Mas quando voltar, iremosconversar e você vai me contar o que está me escondendo. Ele dissese levantando da cama e saiu do quarto.Fiquei deitada na cama, chorando por algum tempo e não conseguiame levantar, devido a uma estranha dor que sentia na barriga. Entãofiquei deitada quase toda manhã, esperando a dor passar e pensandono que faria.Quando consegui levantar, fui para a cozinha e tentei beber um copode suco de laranja que estava na geladeira. Mas depois que bebi osuco, senti um enjôo enorme e comecei a vomitar ali mesmo ncozinha.
  • Depois que consegui colocar tudo para fora, consegui limpar acozinha e decidi que precisava tomar algum tipo de remédio, queacabasse com meu mal está. Então fui para o quarto de Jake e revireias gavetas até achar algum dinheiro.Peguei o dinheiro que encontrei e nem sabia se seria o suficiente.Então decidi sair, mas havia um problema: não tinha um carro parair.Fui para o banheiro e tomei um banho bem demorado. Então sentique conseguiria correr um pouco se tentasse, mesmo não mesentindo bem. E apesar de saber que poderia cair no meio dafloresta, precisava chegar até a casa da única pessoa que poderia meajudar, Juan. Depois que me arrumei e peguei o dinheiro, corri o mais rápidopossível. E enquanto corria, pedia aos céus que não me deixasse cairnaquele lugar tão deserto. Mas finalmente, apesar de tudo, conseguichegar na fazenda de Juan e pedir ajuda.- Juan! Juan! Gritei ofegante.- Nesse! O que aconteceu¿ Você está tão pálida! Ele disse meaparando.- Não me sinto bem! Poderia me levar de carro até uma farmácia ouclinica... qualquer lugar que possam me receitar um remédio¿ Pedipara ele, depois que finalmente consegui falar.O que está acontecendo comigo¿ Nunca fiquei doente! Por que mesinto tão enjoada e fraca¿ Droga!
  • - Tudo bem! Podemos ir! Ele disse e correu para sua casa, voltandosem seguida dirigindo o carro.- Não quero ir para Panajachel! Disse envergonhada.- Por quê¿ É o local mais perto! Ele disse, enquanto me ajudava aentrar no carro.- A atendente da farmácia de lá é amante do me marido. Espero queentenda o meu constrangimento!.- Ele é realmente um canalha! Já não basta tudo o que a faz passar eainda esfrega uma amante na sua cara¿ Queria dá uma boa surranele! Ele disse irritado.- Não! Por favor! Não!! Só me ajude a chegar na farmácia! Por favor!Droga Juan, não estrague tudo!! Se Jake imaginar que sou suaamiga... que o vejo sempre... que passo tanto tempo com você... vaiacabar comigo e com você!!Ele dirigiu para um povoado próximo, que não conhecia, e quandochegamos fomos direto para a farmácia.- Olá! Disse para a balconista, falando em espanhol fluente.- Olá! Ela respondeu!
  • - Estou me sentindo muito mal! Tenho enjôos, tonteira, estouvomitando há alguns dias e sinto uma leve dor na barriga. Vocêpoderia me indicar algum remédio¿- Você já fez um teste de gravidez¿ Esses sintomas são de umamulher grávida. Mas essa dor que sente pode ser contração. Então seestiver grávida tem que tomar muito cuidado e procurar um médico.- Como¿ Grávida¿ Perguntei assustada.Grávida!! Grávida!! Como¿ OH!! Como vou suportar tudo isso seestiver grávida¿ OH!! O que faço agora¿- Tome! Leve esse remédio para enjôo, mas só o beba depois quefizer o teste. Leve essas duas caixas e leia as instruções. Serealmente estiver grávida, não tome o remédio e procure um médico.A moça me disse passando dois testes de gravidez e um remédiopara enjôo.Depois que paguei as mercadorias, voltei para o carro. Contudo nãocontei nada para Juan e voltamos para Panajachel.Juan me deixou próximo de casa e andei o resto do caminho,pensando no que faria se realmente estivesse grávida.Jake vai ficar feliz!!Vai sim!!Tudo vai ser diferente agora!!Ele vai ficar mais carinhoso comigo... e vai largar essa amante.Como contarei para ele¿Ele vai ficar tão emocionado!!
  • Mal posso esperar para contar!!Corri para o banheiro e fiz o teste pela primeira vez. Então para tercerteza que estava grávida, repeti o resultado, que também deupositivo.Fiquei tão feliz, que pensei que explodiria de felicidade e até esqueci-me da fatídica conversa que tivermos pela manhã. Mas comocontinuava me sentindo mal, fui para o meu quarto e fiquei deitada oresto do dia, não levantando para alimentar os animais ou fazer acomida para ele.Quando chegou em casa, foi ao meu quarto me procurar e a primeiracoisa que reclamou foi da falta da comida do almoço e da janta.Então me justifiquei, explicando que estava me sentindo mal e nãoconsegui sair da cama. E mesmo assim, continuou a brigar comigofurioso.Levantei da cama e resolvi ir fazer algo para comer, mas fiquei tãochateada que desistir de contar a novidade. E enquanto saímos doquarto, começamos a discutir novamente sobre a imagem de Billy.- Nesse! Vai me contar agora o que aconteceu entre você e meu pai¿Ele perguntou segurando o meu braço para evitar que saísse.- SOLTA O MEU BRAÇO! ESTÁ ME MACHUCANDO! Gritei.- Você vai me contar a verdade¿ Esteve com meu pai antes de morrere brigaram¿ O que aconteceu¿ FALA LOGO!! Ele ordenou furioso e saido quarto, indo direção as escadas.
  • - Vou fazer a sua janta e não quero discutir!! Não estou me sentindobem, então me deixa em paz. Disse baixo para ele, enquanto andavalentamente.Quando chegamos ao topo da escada, ele segurou meu braço maisuma vez e voltou a gritar comigo.- NÃO VOU PERGUNTAR NOVAMENTE!! ESTEVE COM MEU PAI NO DIAQUE MORREU¿ O QUE ACONTECEU ENTRE VOCÊS¿ POR QUE MENTIUPARA MIM¿ FALA LOGO!! Ele começou a me sacudir, então puxei omeu braço e tentei descer a escada. Mas me desequilibrei e cai.- NESSE! NESSE!! VOCÊ ESTÁ BEM¿ SE MACHUCOU¿ DEIXA VERCOMO ESTÁ! Ele gritava nervoso, pegando-me no colo.- Ai!! Ai!! Está doendo muito!! Ai!! Comecei a chorar com medo deperder o meu bebê, mas não contei nada sobre a gravidez.Ai! A dor na minha barriga aumentou!! AHAHAH!! Meu bebê!! Nãoquero perder o meu bebê!- Nesse! Por favor! Diga-me que não está machucada¿ Vou chamarum médico! Ele disse assustado, enquanto me carregava nos braçospara o quarto.- Não precisa! Vou ficar bem! Choraminguei para ele.Céus! Meu bebê! Meu bebê!! Espero que esteja bem! Por favor! Porfavor!- Desculpa o meu nervoso. Ele disse me colocando na cama.
  • - Jake! Do que você está me acusando¿ Por que insiste em falarnesse assunto¿ O que acha que fiz¿ Perguntei, mas depois mearrependi.Droga! Droga!! Idiota!! Para que abriu essa boca grande¿ Por quevoltou a esse assunto¿ Droga!- Você matou meu pai¿ Ele perguntou secamente olhando em meusolhos e as lágrimas caíram imediatamente.- VOCÊ ESTÁ ME ACUSANDO DE TER MATATO O SEU PAI¿ NÃOACREDITO NISSO!! É POR ISSO QUE ESTÁ ME MALTRATANDO¿ QUETEM ME TORTURADO¿ VOCÊ ESTÁ FAZENDO TUDOPREMEDITADAMENTE¿ Comecei a despejar a minha fúria e a minhafrustração sobre ele, que não conseguiu falar nada. Apenas abaixou acabeça e tive a certeza da sua culpa.- SOME DA MINHA FRENTE!! NÃO QUERO MAIS TE VER!! VAIEMBORA!! AHAHAHAHAHSHAHAHAHAHAH!! HAHAHAHAHAHAHAHAH!!HAHAHAHAHAHA! VOCÊ É UM MONSTRO!! MONSTRO!! EU TE ODEIO,JACOB BLACK!! NÃO VOU TE PERDOAR NUNCA!! NUNCA!! TE ODEIO!!HAHAHAHAHAHAHAH!!HUMHUMHUMHUMHUMHUM!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA! SEUMALDITO MISERÁVEL!! SEU MONSTRO!! TE ODEIO!!! NUNCA VOU TEPERDOAR!! SOME DAQUI. Comecei a gritar desesperada, então saiudo quarto e me deixou com meu ataque histérico..Seu miserável!!Fez tudo de caso pensado!!Me torturou, humilhou, me fez sofrer!!!Tudo de caso pensado!!Como fui burra!!Só quis te dá o meu amor... e você acabou com minha vida!
  • E apesar disso ainda te amo muito!!Como posso te amar depois de tudo¿HAHAHAHAHAHAHQuero morrer!!Quero sumir da face da terra!!Você pisou no meu amor da forma mais cruel... me maltratou tanto!!Te odeio por isso!!Sei que não posso viver sem você, mas tenho que pensar no meufilho!Ele é a única coisa boa que restou de nós dois!É o fruto de todo amor que dediquei a você.Mas você nunca saberá dessa criança!!Essa será a minha vingança!!Nunca saberá do seu filho!!Vou sumir com ele e nunca o verá!Nunca Sabará o que é ser pai!!Nunca!!Nunca!!!Vou matar esse amor que sinto... e esquecer você!Nem que para isso tenha que arrancar o coração fora!!Seu miserável!!Maldito!!Safado!!Cretino!!
  • Vou odiá-lo da mesma forma que me odiou e me maltratou!Você vai pagar um preço caro pelo que fez com a minha vida!!Prometo isso!!Prometo pelo meu filho, Jacob Black.Passei dois dias deitada na cama, ainda sentindo dor. Mas precisavaser forte pelo meu filho.Então resolvi fugir daquela casa e estava disposta a fazer isso daforma mais cruel.Deixaria ele pensar que fui embora com outro homem e sabia queficaria louco de tanta raiva. Mas essa era a minha vingança e nãoperderia isso por nada.Escrevi uma carta para ele e deixei sobre a minha cama. Então fuipedir ajuda para o meu amigo Juan.Jake,Cansei dessa vida que estava levando ao seu lado.Sinceramente não nasci para ser dona de casa e viver ao lado de ummarido como você.Realmente esperava que pudesse dá certo, mas quando percebi quenão me queria mais.E que tinha uma amante,resolvi pagar na mesma moeda e comecei ame relacionar com um rapas que conheci, que me lembrou muitovocê há algum tempo atrás.Depois de tudo que me fez, Juan e eu decidimos que não poderiacontinuar nessa situação.Então resolvemos ir embora juntos e não voltarei mais para você.
  • Realmente desejo que seja feliz com aquela balconista sem graça. Eque me esqueça e não me procure.Sei que a fazenda foi comprada com o dinheiro do meu pai, mas nãoquero nada desse lugar horrendo. Então faça muito bom proveito detudo!!PS realmente o amei, mas tudo na vida acaba!NessePeguei meus documentos e deixei preparados para a minha fuga. Ecorri para a casa de Juan, pedindo que me ajudasse.- Juan! Juan!! Preciso da sua ajuda!! Preciso fugir do meu marido!!Disse assustada para ele.Por favor! Diga que irá me ajudar! Você é minha ultima saída! Seficar aqui vou perder o meu bebê!! Por favor! Por favor!!- O que aconteceu¿ Perguntou nervoso.- Não brigamos feio e cai da escada. E como estou grávida, tive medode perder meu bebê. Não posso mais continuar a viver com ele. Porfavor me ajude! Implorei.Por favor! Por favor!! Por favor! Por favor!! Por favor! Por favor!! Porfavor! Por favor!!- O que faço para ajudá-la¿ Ele perguntou.
  • - Deixa eu ligar para a minha tia e pedir dinheiro. Então me leve parao aeroporto e vamos comigo até Washington! Pedi.Ai!! Tomara que consiga falar com Alice!! Preciso muito de ajuda!! AiAlice!! Por favor me ajude!!- Tudo bem! Tome o telefone. Ele disse passando o celular para mim.Peguei o telefone e disquei o numero da minha tia Alice.- Alice!! Preciso de você!! Estou fugindo de casa e preciso dedinheiro!! Pode depositar na conta do meu amigo¿ E, por favor, nãodeixe meus pais saberem disso. Por favor!! Disse correndo, uma coisaatrás da outra.Por favor! Por favor!! Alice não faz muitas perguntas!! Preciso deajuda!! Não conte nada ao meu pai!! Ele matará Jake e nãosuportarei isso!! Por favor, mantenha segredo!!- Nesse! Calma! Fala de vagar! Não estou entendendo. Ela disse paramim, então expliquei tudo para ela- OK! Vai para o aeroporto e vou pedir para o gerente do meu bancodepositar a quantia no City Bank como me pediu. Então venha paraSeattle e depois veremos o que fazer. Ela disse.- Anota a conta! Disse para ela e passei os dados de Juan. Entãofomos para o aeroporto sem perder tempo e nem reparei que estavacomo uma jeca, com aquela roupa horrível.Juan comprou as passagens para Seattle e o vôo não demorou a sair.Então pude finalmente respirar aliviada e dormir no avião.
  • Quando chegamos ao aeroporto, a primeira coisa que minha tia fezfoi me levar para comprar roupas novas. Depois nós três fomos parauma cabana que possuía em Ozette.CONTINUAFUGA – PVO JAKE...AMANDA – PVO NESSE Voltar para o índice
  • FUGA - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKPessoal, para quem esperava o castigo de Jake, ele chegou!!Não deixem de comentar!!bjnFUGAPVO - JAKEDeixei que dormisse até tarde e quando acordou finalmente, estavasentando na cama e pedi para conversarmos. - Nesse, amor! Por que me mostrou o rosto de Billy furioso¿ disseolhando para ela, sentado na beira da cama.Amor! Por favor, fala a verdade! Conta logo tudo o que aconteceu!Por favor!! Não agüento mais essa situação! Estou no limite dasminhas forças!- Como¿ Ela se fez de desentendida e me deixou sem paciência.- Nesse, por favor! Falar a verdade! Você não estava falando coisacom coisa, mas me mostrou o rosto do meu pai, furioso, olhandopara você. Quando foi que meu pai a olhou daquela forma¿ Por que¿Perguntei, apertando minhas mãos furiosamente para nãoestrangulá-la.Droga, Nesse!! Estou tentando ser paciente!! Estou tentando arrancara verdade da melhor forma possível, mas se continuar a mentir... vouapertar o seu pescoço. Droga!! O que estou pensando¿ Está ficandolouco¿ Como pode pensar em machucá-la¿ Louco!! Louco!!- Não sei do que está falando! Eu estava delirando! Realmente nãosei. Ela respondeu, fazendo cara de inocente e quase voei em seupescoço, mas me segurei.
  • - POR QUE VOCÊ MENTE DESSE JEITO! Gritei, sacudindo-a com forçana cama, enquanto as lágrimas rolavam pelo seu rosto.Você está me obrigando a te machucar!! Droga!! Fala logo a “m” daverdade!! Acaba logo com isso!! Droga!! Droga!!- Jake! Por favo, não!! Não!! Não tenho nada para falar...para contar.Por favor me deixe em paz. Ela respondeu chorando muito eparecendo apavorada com meu descontrole. Mas estava tãoatordoado que vi tudo vermelho em minha frente e continuei atorturá-la.- VOCÊ E BILLY BRIGARAM¿ QUANDO ISSO OCORREU¿ POR QUÊ¿Gritava com ela, enquanto a sacudia na cama.Você vai me fazer perder a cabeça se continuar a mentir desse jeito!!Droga, Nesse! Conta logo o que aconteceu!! Está me deixandonervoso!! Droga!! Não me obriga a te machucar!! Por favor! Estou nomeu limite!! Droga!! Por favor! Por favor!! Fala logo!!- Jake! Por favor! Não estou bem!! Depois nós conversamos! Porfavor, me deixe em paz!! Ela implorava chorando muito e com ocorpo todo trêmulo.- Tudo bem! Vou deixar você sozinha. Mas quando voltarconversaremos e você vai me contar o que está me escondendo.Disse,largando os seus braços. Depois me levantei e sai do quarto.Jake, por favor! Vá embora agora! Você não quer machucá-la! Sefizer isso com ela, não se perdoará! Por favor, se acalme!! Saia agorae esfrie a cabeça.Deixe para conversar com ela quando estiver mais calmo!! Não podemachucar sua Nesse!!
  • Não vê como ela está¿ Ela parece doente! Está muito mal!! Coloqueas mãos na consciência e saia desse quarto agora!! Vá agora, antesque seja tarde e cometa uma loucura!! Vá!Sai de casa e fui para a plantação, mas estava tão desesperado como que havia acabado de fazer com ela, que cai de joelhos no chão efiquei chorando como uma criança.Não consegui fazer nada, então fui para de baixo de uma arvore dedeitei para afogar as minhas mágoas.Estava tão decepcionado comigo mesmo, sentindo-me tão culpado ecanalha, por tudo que estava disposto a contar tudo para ela naqueledia e acabar com aquela tortura.Fui para casa almoçar bem tarde e não havia comida pronta. Epercebi que os animais também não haviam sido alimentados. Entãofui até seu quarto e a encontrei dormindo tranquilamente.Desci as escadas e fui alimentar os animais, e depois voltei parapreparar algo para mim.Ela continuou dormindo por horas e resolvi voltar para a roça, paratentar distrair a minha mente. Mas só conseguia me lembrar da cenahorrível, da minha discussão com Nesse e chorava como uma criançade tanto desespero pelo que havia feito.Voltei para casa ao anoitecer e estava tudo escuro, então acendi asluzes e fui direto para cozinha cheio de fome. Então percebi que nãohavia nada para comer e mais uma vez fiquei com raiva dela.Fui para o seu quarto e ela parecia ter acabado de açodar. E comeceia reclamar que não havia comida na casa, mesmo quando dizia quenão se sentia bem.Ela se levantou da cama e começou a andar em direção a porta.Então comecei a perguntar novamente sobre a imagem do meu pai ea discussão começou.
  • - Nesse! Vai me contar agora o que aconteceu entre você e meu pai¿Perguntei segurando o seu braço.Por favor, Nesse! Não quero ser rude com você! Por favor diz averdade de uma vez!- SOLTA O MEU BRAÇO! ESTÁ ME MACHUCANDO! Ela gritou.- Você vai me contar a verdade¿ Esteve com meu pai antes de morrere brigaram¿ O que aconteceu¿ FALA LOGO!! Gritei furioso com ela.Mas que “m”! Por que tem que mentir tanta¿ Por que não conta logoo que aconteceu¿ Por que é tão teimosa¿ Está me tirando do sério!Vou perdeu a razão e cometer uma loucura! Droga!! Droga!! Nãoquero te machucar!!- Vou fazer a sua janta e não quero discutir!! Não estou me sentindobem, então me deixa em paz. Ela respondeu baixinho.Chegamos à beira da escada e comecei a gritar com ela novamente,enquanto segurava o seu braço. Foi então que ela puxou comviolência e depois se desequilibrou, rolando as escadas para o meutotal desespero.- NÃO VOU PERGUNTAR NOVAMENTE!! ESTEVE COM MEU PAI NO DIAQUE MORREU¿ O QUE ACONTECEU ENTRE VOCÊS¿ POR QUE MENTIUPARA MIM¿ FALA LOGO!!Fala logo se não mato você!! Juro que te mato!! Sei que vou morrertambém!! Não me importo em morrer!! Já vivo no inferno mesmo!!Fala logo!! Fala!! Que droga!! Está me deixando louco!! Não quero temachucar!! Fala logo!! Para de me torturar desse jeito!! Fala!!Droga!!
  • - NESSE! NESSE!! VOCÊ ESTÁ BEM¿ SE MACHUCOU¿ DEIXA VERCOMO ESTÁ! Desci as escadas pulando os degraus, peguei-a no colodesesperado com a sua queda. E quase morri de desespero com apossibilidade de ter se machucado.Oh! Não! Nesse, não!! Não morra!! Por favor!!Fica comigo!! Por favor!Diz que está bem¿ Não! Não posso te perder!! Não suportarei teperder!! Você é minha vida!! É tudo que tenho!! Nesse, amor!! Fica!!Diz que está bem!! Me perdoa¿ Por favor !!- Ai!! Ai!! Está doendo muito!! Ai!! Ela começou a chorar e reclamarde dor.- Nesse! Por favor! Diga-me que não está machucada¿ Vou chamarum médico! Disse assustado, carregando-a em meus braços para oquarto.Amor! Vai ficar tudo bem!! Você vai ficar bem!! Vou cuidar de você!!Por favor me perdoa! Por favor!! Fica calma!!- Não precisa! Vou ficar bem! Respondeu ainda chorando.- Desculpa o meu nervoso. Disse ao colocá-la na cama.Desculpa, amor!!Prometo que nunca mais vou te magoar!! Nuncamais a farei sofrer!! Vou esquecer essa vingança e vou fazê-la feliz!!Vou te amar muito para compensar tudo o que fiz!! Vou te fazermuito feliz!!Por favor, me perdoa!! Por favor!!- Jake! Do que você está me acusando¿ Por que insiste em falarnesse assunto¿ O que acha que fiz¿ Ela perguntou.
  • - Você matou meu pai¿ Perguntei olhando em seus olhos e vi aslágrimas rolarem imediatamente.É a ultima vez que falo sobre isso! Prometo, amor!- VOCÊ ESTÁ ME ACUSANDO DE TER MATATO O SEU PAI¿ NÃOACREDITO NISSO!! É POR ISSO QUE ESTÁ ME MALTRATANDO¿ QUETEM ME TORTURADO¿ VOCÊ ESTÁ FAZENDO TUDOPREMEDITADAMENTE¿ Ela começou a gritar e despejar toda sua fúriaem mim. Mas não consegui falar nada e apenas abaixei a minhacabeça envergonhado.- SOME DA MINHA FRENTE!! NÃO QUERO MAIS TE VER!! VAIEMBORA!! AHAHAHAHAHSHAHAHAHAHAH!! HAHAHAHAHAHAHAHAH!!HAHAHAHAHAHA! VOCÊ É UM MONSTRO!! MONSTRO!! EU TE ODEIO,JACOB BLACK!! NÃO VOU TE PERDOAR NUNCA!! NUNCA!! TE ODEIO!!HAHAHAHAHAHAHAH!!HUMHUMHUMHUMHUMHUM!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA! SEUMALDITO MISERÁVEL!! SEU MONSTRO!! TE ODEIO!!! NUNCA VOU TEPERDOAR!! SOME DAQUI. Ela gritava desesperada e quis morrernaquele momento. Mas sabia que seria pior se tentasse me defender,então deixei que ficasse só até a poeira baixar.Nesse, amor!Se soubesse o quanto me arrependo de tudo que fiz!Do medo que tenho de te perder agora!!Queria que tudo isso fosse evitado, mas chegamosa um ponto onde não dava mais para voltar atrás.Desfiz todas as promessas de felicidade,Destrui seus sonhos,
  • Acabei com a nossa vida,Impus um sofrimento extremo,Humilhei-a o máximo que pude,Menti, enganei, roubei...tudo por vingança.Mas nunca deixei de te amar!E sempre soube que esse sentimento nunca morreria,apesar do ódio que também sinto.Como ficaremos agora¿Como olharei para você novamente¿Será que um dia me perdoará¿Será que ainda há uma chance para nós dois¿Estou morrendo a cada minuto sem você e a sua dor é dobrada emmim!Vou fazer o impossível para te reconquistar!Isso eu prometo nesse momento!E não me importa que tenha matado meu pai,por que meu amor é tão grande que viveria com isso.Amanhã será um novo dia para nós dois!Vou fazer o possível para me perdoar e sermos felizes novamente.Te amo mais do que minha vida!No dia seguinte, acordei bem cedo e fui para o seu quarto. E fiqueisentado no chão vendo-a dormir e com uma imensa vontade detomá-la em meus braços para dizer o quanto a amava.Depois de algum tempo, sai para trabalhar e ficou dormindo. Equando voltei para o almoço, percebi que ainda estava deitada eparecia muito doente.
  • Resolvi não incomodá-la e alimentei os animais. E depois prepareicomida para nós dois.Deixei a comida em seu quarto, mas não falou ou olhou para mim. Esimplesmente ignorou a minha presença, o que me deixou muito malnaquele dia.O dia, no almoço, seguinte não foi diferente, e apesar de saber queestava extremamente magoada, ainda tentei conversar. Mas fuitotalmente ignorado por ela.Foi então que a minha vida virou um completo inferno e quandocheguei a casa ao anoitecer, procurei-a pela casa e não havia nemsinal dela. Então passei hora andando de um lado para o outro,pensando onde teria ido, mas nada me ocorreu.Fui ao seu quarto e fiquei olhando para o guarda roupa, que pareciaintacto. E foi então que percebi em um papel sobre a cama e resolvipegar para ler.Jake,Cansei dessa vida que estava levando ao seu lado.Sinceramente não nasci para ser dona de casa e viver ao lado de ummarido como você.Realmente esperava que pudesse dá certo, mas quando percebi quenão me queria mais.E que tinha uma amante,resolvi pagar na mesma moeda e comecei ame relacionar com um rapas que conheci, que me lembrou muitovocê há algum tempo atrás.
  • Depois de tudo que me fez, Juan e eu decidimos que não poderiacontinuar nessa situação.Então resolvemos ir embora juntos e não voltarei mais para você.Realmente desejo que seja feliz com aquela balconista sem graça. Eque me esqueça e não me procure.Sei que a fazenda foi comprada com o dinheiro do meu pai, mas nãoquero nada desse lugar horrendo. Então faça muito bom proveito detudo!!PS realmente o amei, mas tudo na vida acaba!NesseNaquele momento senti desespero, depois dor, depois ódio e quissimplesmente morrer. Então cai e joelhos no chão do quarto e choreiaté não agüentar mais. Então decidi procurar o tal Juan.Sai pela vizinhança, perguntando se alguém conhecia alguémchamado Juan. Então um senhor me indicou uma fazenda que nãoficava longe da minha.Corri como um louco até a tal fazenda e um jagunço me perguntou oque queria. E disse que gostaria de falar com o seu patrão. Mas ocara mal encarado disse que ele havia viajado com uma jovem maiscedo e não sabia quando voltava.E foi ali que tive a certeza de que ela realmente havia fugido com ele.E o meu desespero só fez aumentar.Fui para o centro da cidade e tomei o maior porre a minha vida.Ficando tão mal que dormi como um cachorro no banco da praça..
  • No dia seguinte voltei para casa e fiquei andando de um lado para ooutro, sem saber o que fazer e onde procurá-la Então decidi deixar acasa com o mesmo senhor que havia tomado conta na primeira vez,para voltar para Washington e procurar a minha Nesse. Pois mesmoacreditando que havia me traído e fugido com outro, não desistiria dereconquistá-la e fazê-la minha mulher novamente.Estava tão desesperado, que nem a dor de ser corno se comparavacom a que sentia por perdê-la. E não me importava se havia dormidocom um ou dez homens, pois a queria de volta de qualquer maneira enão m conformaria tão facilmente em perdê-la.Então arrumei tudo e deixei instruções e dinheiro para o senhor quecuidaria da fazenda. E parti para onde tudo começou, em busca daminha esposa e razão da minha vida.Nesse, amor!!Não me importo se matou meu pai!!Não me importo se me traiu com outro homem!!É você que quero e não vou desistir!!Esteja onde estiver, vou te encontrar!!Sei que não conseguirá dizer que não me ama mais!Sei que não esqueceu tudo o que vivemos e fomos um para o outro!Mesmo depois de tudo o que fiz!Não me importa o que irá acontecer daqui em diante se estivercomigo!Aceito tudo que quiser me dá!Pode me pisar, humilhar... o que achar que mereço!Mas por favor, volta para mim!!Sempre te amei!!Sempre vou amar!
  • Não importa o que acontece!!Sempre será minha Nesse e não vou desistir de nós dois!!Nunca desistirei de você!E a tirarei dos braços desse homem com quem fugiu!!Te amo de mais e não suporto a sua falta.CONTINUAAMANDA – PVO NESSE...PROCURA – PVO JAKE Voltar para o índice
  • BÔNUS - ESCONDENDO SEGREDOS DE EDWARD escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, escrevi esse cap para explicar como Nesse esconderia tudode seu pai, impedind de matar Jake.Pessoal, tenho uma pequena reclamação! Sol da minha vida eSimplismente Jake tiveram duas indicações no Nyah! E apesar daótima trama, ninguém indicou a mentira ainda.Acho que mereço!! bjBÔNUS - ESCONDENDO SEGREDOS DE EDWARDPVO – NESSE- Nesse! Você está simplesmente horrível!! O quê¿ O quê aconteceucom você¿ Alice perguntou no saguão do aeroporto, quase tendo umacrise de nervos ao ver-me com roupas tão horríveis.- Isso é coisa do Jake. Mas é uma longa história e depois conto.Vamos embora logo, pois estou cansada. Disse para ela- Não! Primeiro me apresenta o seu amigo bonitão e depois vamostrocar essas roupas ridículas. Ela disse olhando curiosa para Juan.- Tia, esse é Juan San Martins. Ele é um grade amigo e me ajudoumuito.- Juan! Essa é minha tia maluquinha, Alice Cullen. Disse apontadopara ela.- Muito prazer em conhecê-la. Juan disse em inglês fluente e apertoua mão de Alice. E pude perceber a expressão estranha dele, com asensação da temperatura fria da pela dela.
  • - O prazer é tudo meu! Os amigos de Nesse são meus também. Eladisse sorrindo para ele.- Juan, você pode ir comer algo enquanto vamos trocas essas roupasde Nesse¿ Alice pediu.- Claro! Vou ficar naquele restaurante lendo jornal e espero vocês.Ele disse simpaticamente para Alice.- Vamos Nesse! Quanto mais rápido tirar essas coisas horrendasmelhor!! Não sei nem o que aconteceu entre vocês, mas só por estavestida assim aquele cachorro merece morrer. Ela disse sorrindo.Enquanto fazíamos compras, contei sobre tudo que havia passadonas mãos de Jake. Deixando Alice revoltada.- Nesse! Seu pai vai matar aquele cachorro!! Não tem como impedirEdward de acabar com ele. Ela disse franzindo as sobrancelhas.- Tia, precisamos esconder tudo isso do meu pai.- Não vou agüentar vê-lo matar meu Jake!!- Seu Jake¿ Toma vergonha nessa cara!! Alice disse com raiva.- Eu o amo muito e não vou suportar a sua morte!! Vamos escondertudo do meu pai!
  • - Seu pai vai ler os nossos pensamentos! Como pretende esconderisso dele¿ Ela perguntou, enquanto pegava um vestido.- Se minha mãe bloquear os nossos pensamentos, ele só saberá oque dissermos.- Boa!! E quanto tempo você acha que ele vai demorar para descobrira verdade¿ Acha que sua mãe vai ficar bloqueando tudo mundo, otempo inteiro¿ Disse, colocando um vestido a minha frete para ver secombinava comigo.- Alice! Você vai ligar para a minha mãe e pedir para nos encontrarna estrada, no caminho de Ozette. Então quando chegarmos lá,contarei tudo a ele. E pedirei que me ajude com meu pai.- Que belo plano!! Você acha que Bella deixará Jake se safar disso¿Ela perguntou, pegando duas blusas.- Ela não vai querer ver seu amigo morto. Eu acho!- Mesmo depois dele ter acabado com a vida de sua filha¿ Duvido!!- Alice!! Vamos seguir esse plano!! Por favor!! E não pode contarnada a ninguém!! Quando digo ninguém é ninguém!! Só confio emvocê e na Meg.- Meg está na Europa com Emmett e Rosi. Então não pode contarcom ela agora.
  • - OK! Outra coisa, temos que conseguir com que Carlisle nos ajude!- Ah! Você vai querer convencê-lo também¿- Sim!! Então liga para ele e manda-o ir para a sua casa em Ozette,pois preciso ser examinada logo.- Por que não vamos para o hospital, ele te examina e depois vamospara a casa¿- É uma boa! Então pegamos Juan, vamos para o hospital e quandoestivermos voltando ligaremos para minha mãe. OK¿- Acho melhor irmos direto para a casa e depois que conversarmoscom sua mãe e Carlisle ir para o hospital. Vai ser mais fácil depoisque se recuperarem do susto. Ela disse ainda pegando várias roupas.- Para que isso tudo¿- Você estará com barriguinha em pouco tempo e precisará deroupas.- Temos coisas mais urgentes! Vamos embora e depois você podecomprar todas as roupas que quiser. Tudo bem¿- Tudo bem! Vamos.
  • Depois que pagamos as roupas, coloquei um vestido azul, muitobonito, e fomos encontrar Juan.Pegamos Juan no restaurante e fomos direto para a casa em Ozette.No meio do caminho, Alice ligou para Bella e Carlisle pedindo quefosse encontrá-la urgentemente, na estrada em Ozette.Quando chegamos ao local, os dois estavam esperando sem entendernada e quando me viram levaram um susto. Então fomos para a casaem Ozette, onde tive que dá as minhas explicações sobre minha fuga,a gravidez e Juan. - Nesse! Edward vai matar Jake! Carlisle disse andando de um ladopara o outro.- Mãe, vó! Vocês precisam me ajudar! Se ele matar Jake... voumorrer de tanta dor! Por favor!! Por favor!! Façam isso por mim epelo meu filho!!- Filha, gostaria de acabar com Jake, mas sei que isso vai temachucar muito. Mas pedir para esconder de seu pai é maiscomplicado.- Ele não precisa saber que estou aqui! Disse desesperada.- E se Jake for te procurar em nossa casa¿ Edward lerá os seuspensamentos e o matará! Bella disse.- Mãe!! Você tem que ficar o tempo inteiro com meu pai e bloqueartodos os pensamentos próximos a ele.
  • - Nesse, ele achará isso estranho!! Ela disse apertando as mãos.- Por favor!! Imploro a ajuda de vocês!! Por favor!! Não suportareiver Jake morto!! Eu o amo muito e isso vai acabar comigo!! Porfavor!! Eu repetia chorando muito.De repente, Juan entrou no escritório onde estávamos e ficouconstrangido com a situação. Mas pediu o carro para sair um pouco.Então tínhamos mais privacidade para conversar, sem o meu amigoque não sabia nada sobre vampiros e lobos.- Mãe! Se um dia Jake descobrir sobre esse filho, direi que é de Juan.E ele já concordou com isso.- Você vai esconder que teve um filho com ele ¿ Minha mãeperguntou com uma expressão desesperada no rosto.- Quando fugi, deixei uma carta dizendo que fui embora com outrohomem. E se vocês olharem bem para Juan, verão que se parece umpouco com Jake. Então se essa criança nascer com qualquersemelhança física com ele, ficará fácil enganá-lo de que o filho é deJuan.- Nesse, não pode fazer isso! É cruel. Disse Carlisle.- Ele foi muito cruel comigo! Então não vou sentir pena dele e nuncasaberá que teve um filho comigo.- OK! Concordamos com isso, mas essa parte contaremos paraEdward¿ Bella perguntou.
  • - Acho melhor não! Ele vai achar muito estranho de eu esconder issode Jake. E vai imaginar quais motivos eu teria. É melhor ele acharque me apaixonei por outro homem e resolvi fugir com ele.- Você vai fazer seu pai achar que é uma safada, que fugiu do seumarido com outro e ainda engravidou dele¿ Minha mães perguntoufuriosa, pulando do sofá e andando de um lado para o outro.- É melhor assim!! Prefiro que ache que eu sou a culpada e que nãoquero ver Jake, por que tenho vergonha depois do que fiz!- Você é louca!! Alice gritou irritada.- Eu prefiro assim!! Não quero que meu pai tenha motivos para matarJake.- Não concordamos com isso. Mas a vida é sua e vamos respeitar.- Outra coisa, ficarei escondida aqui até meu bebê nascer. E vocêsterão que tomar cuidado antes de vir para cá. Vamos ter quedespistar Jake ou qualquer pessoa que esteja de vigia na nossa casa.- E como faremos isso¿ Carlisle perguntou.- Podem ir para Port Angeles e trocar de carro lá. E se alguém estivervigiando, não conseguirá chegar até aqui. Então quando meu bebêestiver forte o suficiente, vou com ele para Europa.
  • - Isso está ficando complicado demais!! Disse Alice.- É complicado sim, mas não quero que ele descubra que estougrávida ou que tenho um filho (quando a criança nascer). Não querovê-lo mais!!- Não entendo você!! Você diz que o ama muito e não quer vê-lomais¿ Perguntou Carlisle.- Amo demais!! Justamente por isso que não posso vê-lo, pois nãoquero cair na tentação e voltar com ele. Pois agora tenho que pensarnesse filho e não em mim. Respondi chorando.- Filha, você não acha que podem se acertar¿ Minha mãe perguntoume abraçando.- Mãe, depois de tudo o que aconteceu entre nós... não há comovoltar as boas. Eu o amo muito e gostaria que tudo isso fosse umpesadelo. Contudo não posso esquecer tudo o que me fez e nãoposso colocar a vida do meu filho em risco.- Você quem sabe. Mas as coisas ficarão bem estranhas daqui pordiante. E não podemos pressupor onde vão parar. Mas farei opossível para manter seu Jake longe dos dentes do seu pai.- Vou ligar para Seth e avisar que você esteve comigo, antes de irpara Europa, e me contou tudo o que Jake fez com você. E pedir queavise ao Jake que esconderei isso de Edward, mas que ele devetomar cuidado com os seus pensamentos.- Obrigada, mãezinha. Disse abraçando-a fortemente.
  • - Vamos para o hospital fazer uma ultrassonografia e saber comoesse bebê está¿ Perguntou Carlisle.- Vamos! Respondi.Fomos para o hospital Clallam Bay. E quando chegamos, Carlisle melevou para o consultório e começou os exames.- Ela está forte e saudável. Ele disse.- Ela¿ Perguntei com os meus olhos cheios de lágrimas.- Sim. É uma menina. Respondeu sorrindo para mim.- Quanto tempo de gestação¿ Perguntei sorrindo.- Quatro meses.- Isso tudo¿ Perguntei.- Sim!! Precisará fazer os exames periodicamente, tomar os remédiosque eu receitar e se alimentar muito bem, pois ela está um poucopequena para demais.- Vou fazer tudo o que me disser!! Prometo. Disse para ela, eufóricacom a novidade.
  • Quando terminei os exames, voltei para a casa de Alice em Ozette eminha mãe foi para a mansão da família para contar ao meu pai quehavia voltado grávida e com outro homem, abandonando o meumarido e minha casa. E apesar de saber que meu pai desaprovaria asminhas atitudes, seria melhor isso do que vê-lo matando o homemque amava. Voltar para o índice
  • BÔNUS – MENTINDO PARA EDWARD - PVO BELLA escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, esse cap é para mostrar como a Bella contou a mentira paraEdward e como conseguiram manter as coisas sobre controle.BÔNUS – MENTINDO PARA EDWARDPVO BELLAVoltei dirigindo para casa totalmente atordoada pelos meuspensamentos e tentando arrumar forças para mentir para Edward.Mas sabia que não seria nada fácil, pois ele me conhecia tão bem queficaria intrigado e tentaria descobri a todo custo o que estavaescondendo.Cheguei à porta da casa, respirei fundo e entrei com a cara e com acoragem para enfrentar Edward.Subi as escadas tremendo de medo de falar algo errado, abri a portae entrei, tentando parecer casual, dirigindo-me para o sofá ondeEdward estava sentando. Então sentei a seu lado, coloquei a mão emseu rosto e o beijei docemente na bochecha.- Bella, amor! O que você tem¿ Por que está me olhando desse jeito¿Ele me perguntou, puxando-me para seu peito e me abraçou forte.- Edward, tenho que te contar algo muito sério. Só peço que meespere contar tudo. Por favor!
  • - Vou ouvir tudo em silêncio. Mas preciso saber porque está tãotensa. Ele disse, segurando o meu rosto bem próximo do seu.- Nesse voltou. Comecei e parei para respirar fundo.- Ela arrumou outro homem e fugiu de Jake. Mas descobriu que estágrávida e veio pedir ajuda para Carlisle. Respirei fundo novamente econtinuei.- Ela está escondida na casa de Alice, em Ozette, pois está com medoque Jake venha atrás dos dois. E está com vergonha de você peloque fez.- Isso é tudo¿ Ele me perguntou, franzindo as sobrancelhas e comolhar curioso que já conhecia bem.- Edward, ela e Jake passaram por momentos difíceis. E ela se cansoude cuidar de casa, animais e viver uma vida chata. Então encontrouesse homem, que acredito não amar, e usou ele como uma válvulade escape. Mas ainda ama Jake e disso tenho certeza.- Ela não quer que ele saiba que está grávida de outro homem epretende ir para Europa quando a criança nascer e estiver forte paraviagem.- Você está me dizendo que minha filha arrumou um amante,engravidou dele e fugiu do marido. Agora está escondida, com medodele, e com vergonha de mim¿- Sim! É isso! Respondi para ele, tentando parecer calma com asituação.- Quero ver minha filha agora!! Ela vai ter que me explicar isso tudopessoalmente. Ele disse irritado, levantando-se do sofá e indo emdireção a porta.
  • - Edward! Eles acabaram de chegar, então vamos dá um tempo paraeles. Disse, segurando-o pelo braço.- Tudo bem!! Amanhã conversarei com ela e saberei toda a verdade.Ele disse, puxando-me para seus braços.- Essa é a verdade! Você pode pegar leve com ela¿ Por favor!! Pedifazendo beicinho.Edward ficou inquieto a noite inteira e não quis se quer fazer amor.Então fomos procurar nossa filha bem cedo e estava com medo deque descobrisse a verdade, e resolvesse matar Jake.Quando chegamos a casa, Nesse apresentou Juan como seu irmãomais velho e depois foram a sós para a biblioteca conversar. E fiqueibloqueando os seus pensamentos, mesmo de fora, morrendo demedo que dissesse ou fizesse algo que deixasse Edward desconfiadosobre a verdade. Mas no fim saíram e fiquei aliviada quando percebique ele não havia desconfiado de nada. Contudo estava com rostotriste e muito decepcionado com as explicações que recebera de suafilha.Eu sabia que teria uma tarefa árdua daquele dia em diante, paraevitar que Edward descobrisse todas as maldades que Jake fez comnossa filha. E apesar de ter uma raiva muito grande, não desejava asua morte e sabia que isso acabaria de vez com vida da minha filha.Então estava decida a tudo para manter esse segredo, mesmo queisso significasse mentir para o homem que amava.
  • Voltar para o índice
  • AMANDA - PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:Pessoal, cap bem resumido, mostrando como foi a rápida gravidez eo nascimento de Amanda.AMANDAPVO – NESSEAs coisas pareciam se arrumar e estava certa que levaria umagravidez tranqüila, longe da vida problemática que tinha com Jake.Mas foi difícil a despedida de Juan e mentira que tive que contar parao meu pai.Juan ficou apenas uma semana conosco e apesar de apreciar a suacompanhia, fiquei aliviada. Pois sabia que se ficasse muito tempocomigo e próximo aos meus parentes, descobriria que eramvampiros. Então mesmo com pesar pela sua partida, fiquei aliviadapor nosso segredo não ter sido descoberto.Nós combinamos que para todos os efeitos, ele seria o pai da minhafilha e estaria resolvendo as coisas na Guatemala, para viajarmosjuntos para Europa. E fiquei agradecida pela sua generosidade.Meu pai, que já não estava satisfeito com a novidade, ficou aindamais irritado quando soube da partida de Juan. E até quis ir atrásdele, mas ficou na dele e procurou não dá muitas opiniões a respeito. A nossa relação não ficou muito amistosa e ele não me visitava commuita freqüência. E procurava demonstrar claramente a sua decepçãopelos meus atos. Contudo, preferia sua decepção, indiferença e atémesmo raiva do que vê-lo matar meu Jake.Minha barriga começou a crescer muito rápido depois que cheguei, eCarlisle disse que era por causa da minha nova dieta e por ter voltadoa beber sangue, coisa que não fazia desde o meu casamento. Entãode um dia para outro, estava com um barrigão imenso e parecia queminha filha nasceria a qualquer momento.
  • Apesar da saudade que sentia do meu Jake, poder conversartranquilamente com meu bebê amenizava a falta que fazia e medeixava feliz. Contudo ficava imaginando o que faria se estivesse aomeu lado com aquele barrigão, como ficaria bobo me mimando otempo inteiro, a cara de preocupado que faria a qualquer dor quesentisse. E queria que todos os meus pensamentos e sonhos com elefossem realmente verdade, de tanta saudade que sentia.Em alguns dias, pensei que fosse explodir de tanta dor que sentia pornão vê-lo todos os dias, por não sentir o seu cheiro, o seu calor, osseus beijos e isso me deixava arrependida por ter fugido. Mas quandopensava no risco que minha filha corria, esses pensamentos iamembora e só conseguia querer vê-la bem e saudável, longe da vidatriste e confusa que tinha.O amor que sentia por Jake nunca morreria, apesar de tudo que mefez, mas estava começando a aprender a viver sem e consolado meucoração com o lindo bebê que carregava em meu ventre.Um desses dias de solidão, relembrando os momentos bons quevivemos juntos, a minha infância ao seu lado, o nosso primeirobeijo,o nosso casamento e a nossa lua de mel perfeita, resolvi que onome da minha filha deveria fazer menção a todo amor que sentiapor ele e por tudo que vivemos juntos. Então decidi chamá-la deAMANDA, que significa pessoa amada e era justamente isso que elaera para mim, assim como o seu pai foi.Jake,Meu Jake!Apesar de tudo ainda te amo.Mas as circunstancias da vida nos separaram e não há como voltaratrás.Contudo a falta que sinto da sua presença rasga meu coração a cadadia.E quando lembro de tudo que me fez, tenho que viver entre o amor eo ódio.
  • Não gostaria mesmo de te odiar, mas esse sentimento é inevitável asvezes.Saiba que não escondo sua filha apenas por vingança,Mas faço isso sobre tudo para protege-la dessa guerra de nervos quevivemos.Espero que um dia possamos esclarecer todos os acontecimentos eque nesse diaNão seja tarde para nós dois, mas hoje não sou capaz de convivercom isso,Apesar da falta que sinto.Ainda te amo muito, apesar o ódio que sinto!Minha mãe trazia noticias de Jake, sempre que conseguia ir me ver,pois ele colocou os lobos de vigia na mansão dos Cullens e todoseram seguidos quando saiam. Então para conseguir chegar até mim,sem ser vista, ela dirigia até Port Angeles e trocava de carro noestacionamento. E quando voltava tinha que fazer o caminho de voltae pegar o seu carro.Jake estava totalmente desesperado pela minha fuga e queria quevoltasse para ele de qualquer maneira. Ela dizia que ele pareciasofrer muito, mas nunca abriu mão de me encontrar, mesmo queestivesse com o tal homem, com quem havia fugido me aceitaria devolta.Cheguei a sentir-me tentada a voltar em diversas vezes, mas quandome lembrava de tudo que havia feito e do que poderia fazer, tinhamedo pelo meu bebê e a minha covardia me mantinha escondida.Hate Everything About You Eu Odeio Tudo Em VocêEvery time we lie awake Toda vez que nósmentimos acordados
  • After every hit we take Depois de cada golpeque damosEvery feeling that I get Cada sentimento quesintoBut I havent missed you yet Mas eu ainda não sentisua faltaEvery roommate kept awake Cada colega de quartoque fica acordadoBy every sigh and scream we make Por causa de cadasuspiro e grito que damosAll the feelings that I get Todos os sentimentosque eu sintoBut I still dont miss you yet Mas eu ainda não sentisua faltaOnly when I stop to think about it Somente quando euparo para pensar sobre isso...I hate everything about you Eu odeio tudo em você!Why do I love you? Por que eu ainda teamo?I hate everything about you Eu odeio tudo em você!Why do I love you? Por que eu ainda teamo?Every time we lie awake Toda vez que nósmentimos acordadosAfter every hit we take Depois de cada golpeque damos
  • Every feeling that I get Cada sentimento queeu sintoBut I havent missed you yet Mas eu ainda não sentisua faltaOnly when I stop to think about it Somente quando euparo para pensar sobre isso...I hate everything about you Eu odeio tudo em você!Why do I love you? Por que eu ainda teamo?I hate everything about you Eu odeio tudo em você!Why do I love you? Por que eu ainda teamo?Only when I stop to think Somente quando vocêpára para pensarAbout you, I know sobre você, eu sei...Only when you stop to think Somente quando vocêpara para pensarAbout me, do you know sobre mim, você sabe...I hate everything about you Eu odeio tudo em vocêWhy do I love you? Por que eu ainda teamo?You hate everything about me Você odeia tudo emmimWhy do you love me? Por que você ainda meama?
  • I hate Eu odeioYou hate Você odeiaI hate Eu odeioYou love me Você me amaI hate everything about you Eu odeio tudo em vocêWhy do I love you? Por que eu ainda teamo?Os meses passaram rápidos e a barriga começou a crescer muitorápido. Então Carlisle constatou que ela tinha um crescimentoacelerado, como eu tive, e com apenas seis meses já estava prontapara nascer. E foi preciso realizar uma cesariana de emergência, poisjá não agüentava carregar um bebê tão grande em meu ventre.Amanda nasceu com quase seis quilos e era a criança mais linda quehavia visto em toda a minha vida.Sua pela era morena como a de Jake, seus cabelos eram pretos elisos, sua boca desenhada e perfeita, o nariz arrebitado e as maçãsdo rosto arredondadas. E quem olhasse para ela, diria que era umaperfeita índia nativa americana, exceto pelos olhos verdes que herdoudo meu pai.Seu cheiro era a coisa mais gostosa do mundo, o seu sorriso de anjoera encantador.E a coisa mais incrível que tinha, era o dom queherdará de mim, facilitando a nossa conversa diária e que memostrasse o que queria, sentia e do que tinha medo.
  • Não havia mais nada no mundo que pudesse acabar com a minhafelicidade, mesmo a falta que sentia de Jake se tornava insignificantequando estava com minha pequena índia nos braços. E sabia quedaquele dia em diante, seriamos nós duas contra o mundo e asdificuldades que se colocariam em nossas vidas. Mas estaríamossempre juntas e nos completaríamos.A minha família estava radiante de felicidade e mesmo com adificuldade que tinham em me ver, sempre que podiam estavam aonosso lado. E Alice se mostrou a minha fiel companheira desde quevoltei da Guatemala, não saindo ao meu lado para nada (nem para ascompras que gostava de fazer).Ela passou os dois meses comigo, desenhando e costurando os meusvestidos. E o enxoval de Amanda foi todo encomendado pela internet,dando-a tempo disponível para mim.Quando Amanda nasceu, parecia que havia ganhado uma filha e nãodesgrudava um só minuto. Mas as coisas começaram a ficarincomodas para ela, quando Rosali e Meg voltaram da Europa,exigindo a minha atenção e a de Amanda, deixando a situaçãocomplicada.Meus pais se tornaram os avôs mais corujas do mundo e mesmo commuita mágoa e decepção pelo que havia feito, meu pai ficoutotalmente rendido quando sua neta nasceu e conseguimos superar afase difícil que estávamos enfrentando.Tudo estava bem e todos felizes, mas sentia uma falta imensa domeu Jake e cheguei a desejar, algumas vezes, contar a verdade ereatar o meu casamento. Mas algo dizia que ele nunca me perdoariapelo que havia feito e não conseguiríamos ser felizes novamente.Então afastava os pensamentos saudosistas e procurava me dedicarsomente a minha filha.Amanda estava com dois meses, em setembro, e parecia que já tinhauns seis devido ao crescimento acelerado. E isso me deixava muitopreocupara, apesar de Carlisle garantir que era normal e que empoucos anos o seu crescimento pararia, assim como o meu. Entãoresolvi pegar minha filha e ir embora para Europa, antes que Jake meencontrasse. Mas minha família bateu o pé para que ficássemos atéque todos pudessem partir junto comigo.
  • Carlisle começou a procurar uma nova casa e um emprego na França,e toda a família começou a se preparar para um nova mudança. Emais uma vez meu pai ficou irritado pelo fato de Juan ter ido embora,sem dá noticias e de nos deixar ir para Europa sem ele. Entãocomecei a me preocupar com a possibilidade de descobri a verdade ematar Jake. E esse era mais um motivo para partirmos rapidamentede Washington.Meu aniversário havia chegado e apesar de não querer umacomemoração, porque obviamente me lembrava de Jake (que nuncaficou um aniversário longe de mim), Alice não perderia aoportunidade de dá uma festa para comemorar meu aniversário, o daminha mãe (que era três dias depois do meu) e os dois meses devida de Amanda. E foi isso que mudou a forma com que vivíamos atéaquele momento. Porque a família com toda a euforia pelafestividade, esqueceu-se da vigilância dos lobos e mostrando ocaminho da casa em Ozette.A festa foi boa apesar da minha falta de entusiasmo e tristeza, pelasaudade de Jake. Mas o dia seguinte foi o início de uma nova lutacontra o amor, o ódio, a paixão e a mentira que nos unia e nosseparava ao mesmo tempo, nos deixando frente a frente novamentepara o meu total desespero.CONTINUAPROCURA – PVO JAKE...AMOR A PROMEIRA VISTA – PVO JAKE Voltar para o índice
  • PROCURA - PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKPessoal, esse cap mostra como Jake ficou desesperado, procurado asua Nesse.Por favor não deixem de comentar!!Preciso da opinião de vocês!! Se não comentarem, vou parar apostagem.bjnPROCURA – PVO JAKE--------------------------------------------------------------------- x --------------------------------------------------------------------Estava tão desesperado, que nem a dor de ser corno se comparavacom a que sentia por perdê-la. E não me importava se havia dormidocom um ou dez homens, pois a queria de volta de qualquer maneira enão m conformaria tão facilmente em perdê-la.Então arrumei tudo e deixei instruções e dinheiro para o senhor quecuidaria da fazenda. E parti para onde tudo começou, em busca daminha esposa e razão da minha vida.CONTINUA--------------------------------------------------------------------- x --------------------------------------------------------------------Quando cheguei ao aeroporto em Port Angeles, Quil, Embry e Sethestavam me esperando para me levar de volta para La Push. E contei
  • para eles durante o caminho tudo o que havia acontecido, o que fizcom Nesse e a sua fuga com outro homem. Mas apesar de seremmeus amigos e praticamente irmãos, não ficaram do meu lado edesaprovaram o meu péssimo comportamento. Contudo concordaramem me ajudar a procurar a minha esposa fugitiva.- Cara, quando você casou te dei o melhor conselho do mundo. Masvocê não me ouviu e não soube perdoá-la pelo que fez. Você fez amaior burrada da sua vida e foi terrivelmente cruel. Disse Seth paramim, balançando a cabeça em sinal de desaprovação.- Eu sei!! Droga!! Reconheço os meus erros e sei que fui um grandecanalha com ela. Mas apesar de tudo nunca deixei de amá-la.- É muito fácil dizer que ama e fazer o que fez! Nunca teria coragemde magoar Clair do jeito que fez com Nesse. Como pode¿ Comoconseguiu¿ Como teve forças para isso¿ Quil perguntou irritado.- Sinceramente acho que ela fez bem em fugir e se estivesse em seulugar, também teria me mandado há muito tempo. Disse Embry, semolhar para mim.- Gente!! Eu sei de tudo isso!! Droga!! Reconheço os meus erros, masnão posso viver sem minha Nesse! Preciso desesperadamenteencontrá-la. Respondi as acusações irritado.- E se ela não quiser voltar¿ E se estiver apaixonada por essehomem¿ Vai ter que aprender a viver sem ela!! Você fez essa escolhaquando levou a diante o seu plano absurdo!! Poderia simplesmenteter acabado com ela no momento que soube a verdade, mas preferiuseduzi-la e levá-la para longe, onde poderia acabar com sua vida.Então não pode reclamar de nada agora, pois é o único culpado.
  • - VOCÊS NÃO SABEM O QUE É A DOR DE PERDER O PAI COMO EUPERDI!! Gritei irritado.- Gritar conosco não a trará de volta, então fica frio! Disse Embryirritado.- Cara, você vai ter que conviver com isso e a culpa é sua. DisseSeth, batendo em meu ombro.- Mas você ainda vão me ajudar¿ Por favor!! Eu imploro a ajuda devocê! Estava desesperado e disposto a tudo para recuperar a minhaNesse, até mesmo me humilhar para meus irmãos e minha matilha.- Vamos ajudá-lo!! Mas saiba que se ela não quiser você, não iremosobrigá-la. Então você vai ter que pagar pelos seus atos. Disse Quil,olhando decepcionado para mim.- Jake! Nós somos descendentes de uma linhagem rara de guerreirose somos defensores da nossa terra e do nosso povo. E você comonosso Alfa não podia ter agido como um moleque imaturo! Queexemplo dará para os novos garotos¿ Diga-me¿ Nós somos osúltimos veteranos e os garotos se espelham em nós. Então imaginase começarem a agir como canalhas¿ isso é uma droga!! Disse Seth,olhando perdido para outro lugar.- OK! Vamos acabar com essa discussão! Quero chegar logo em casae tomar um banho, para ir até a mansão dos Cullens. Disse de cabeçabaixa.- Ela não esta lá. Disse Seth.- Como pode saber¿ Perguntei curioso.
  • - Bella me ligou ontem e avisou que Nesse esteve em Clallam Baycom o tal homem. E contou tudo que fez, mas graças aos céusEdward não estava em casa, então não sabe de nada. Mas Nesse foipara a Europa com ele, depois de pegarem algum dinheiro.- Ela pediu para você disfarçar todos os pensamentos diante deEdward, pois ele o matará se descobrir o que fez com Nesse. Eledisse olhado no fundo dos meus olhos, com olhar triste e ao mesmotempo desaprovador.- Sinceramente não acredito que tenha ido para Europa. E sei queestará por perto da família, com medo de eu matar o seu amante.Pois sabe muito bem que ela não agüentaria separar uma briga,então ficará perto da família por precaução.- Seu raciocínio está correto, mas onde vamos procurá-la¿ Vamosficar de guarda na casa dos Cullens e segui-los. Respondi, entrandono carro.- Você acha que deixarão segui-los¿ Eles são espertos! Disse Embry,entrando pela porta traseira.- Vamos tentar! Vamos nos revezar em turnos na porta da casa emanter grupos vigiando a estrada em um carro. Então quando forematé ela, encontraremos o caminho. Disse, olhando para a estradaescura, que mudava de paisagem a cada segundo.- Quando chegarmos a sua casa, reuniremos a matilha para repassaro plano. E dividiremos em grupos de dois para a casa e para aestrada. Disse Embry, sem muito interesse.- Com o que está irritado agora¿ Perguntei arrogantemente.
  • - Você arruma seus problemas e nós teremos que vigiar os vampiros.Isso é muito bom!! Respondeu irritado.- Se não quiser participar disso, não precisa. Rebati seu comentário.- Você é meu amigo e vou ajudá-lo. Mas não concordo com nadadisso!! Acho que deveria deixá-la em paz, mas minha opinião nãoconta. Devolveu o meu desaforo.- HEI!! HEI!! VAMOS PARAR COM ISSO!! NÃO É HORA!! VAMOSSEGUIR O PLANO E VIGIAR OS VAMPIROS, ATÉ QUE NOS LEVEM ATÉNESSE. Gritou Quil irritado.O resto do caminho foi silencioso, mas pude sentir a decepção dosmeus irmãos pelas minhas atitudes. E quando cheguei em casa,fiquei lembrando do dia que pedi Nesse em casamento e desabei achorar como uma criança.Meu amor!!Minha vida!!Nunca vou encontrar palavras para dizero quanto te amo e como estou arrependido.Nada do que faça poderá compensá-la por tudo,mas assim mesmo quero tentar e lutarei por você com todas asminhas forças.Só você pode devolver a minha vida...a minha felicidade.Você é tudo para mim e agora sei o valor que tem,pois a pior coisa é descobrir o valor da pessoa depois que se perde.
  • Prometo que se voltar para mim,farei de tudo para compensá-la um pouco,mesmo sabendo que nada apagará osmomentos de terror que viveu ao meu lado.Você é a única parte boa que restou de mim... a melhor... a maisgenerosa.Sem você não sou ninguém...não tenho pátria... família...referencias.Gostaria de poder voltar no tempo,para te amar da forma que merecia... para te fazer feliz comoprometi...para corrigir meus erros.Sempre te amei e sempre amarei, não importa o que houver.Mesmo que esteja nos braços de outro, continuarei amando damesma forma.E invejarei aquele que velará as suas noites... cuidará de você... quea fará feliz.Você é muito preciosa para mim e gostaria de dizer isso agora, mas étarde demais.Só você!! Só você poderá me fazer feliz novamente!Gostaria de tomá-la em meus braços novamente,como da primeira vez que fizemos amore te dá tudo o prazer que merece!Você me fez tão feliz...e não soube agradecer ou retribuir.Mas não desistirei de encontrá-lapara dizer uma ultima vez o que sinto:
  • TE AMO!! TE AMO!! TE AMO!!VOCÊ É TUDO PARA MIM!!SEMPRE TE AMAREI!!VOCÊ SEMPRE SERÁ A ÚNICA E GOSTARIA QUE SOUBESSE QUENUNCA A TRAI!!TE AMO!! TE AMO!! AMO MUITOOOOOO!!MINHA NESSE!!MINHA VIDA!Depois do meu breve momento de desespero, chorando como umacriança e fazendo declaração de amor para as paredes. Os garotos damatilha chegaram e repassamos o plano de vigilância dos vampiros,deixando claro que ninguém era obrigado a colaborar. Mas todos semostraram solidários para com a minha dor e resolveram me ajudar.A reunião havia acabado e finalmente estava sozinho novamente comas minhas lembranças. E apesar de cansado da viagem, resolvi irpara a casa dos Cullens mesmo sendo muito tarde e sabendo queEdward ficaria irritado com uma visita àquela hora da noite.Peguei a minha velha moto na garagem e corri pelas as estradas,ainda com a esperança de encontrá-la lá. Mas no fundo sabia que elanão estaria no local mais provável, e mesmo assim quis tentar umdiálogo com a família.Quando cheguei, lembrei dos conselhos de Seth e tentei limpar minhamente de qualquer pensamento que fizesse Edward me matarnaquele dia, pois precisava ver minha Nesse e pedir perdão pelomenos uma última vez.
  • Subi as escadas e bati na porta algumas vezes, então a porta seabriu e Bella estava na entrada com uma cara nada agradável.- Entre Jake. Ela disse, abrindo a porta para mim.- Onde está Nesse¿ Onde está minha esposa¿ Preciso encontrá-laagora! Estou louco de tanta saudade e desespero que estousentindo!! Onde ela está¿ Ela é tudo para mim e sem ela não consigoviver!! Por favor, diga-me!! Preciso vê-la!! Por favor!! Eu dizia tudoao mesmo tempo, sem conseguir parar para pensar nas coisas quefalava.- Entre! Por favor. Pediu Bella, apontando a sala para mim.Caminhei em direção a sala e lá estavam Edward, sentado na mesmapoltrona desempre, Carlisle e Esme, em pé abraçados, Jasper em frente a janela.Mas não vi Emmett, as insuportáveis da Barbie e da megerinha daMegan, e nem baixinha.- Jake, sei que a situação é complicada. E peço desculpas pela atitudenada apropriada da minha filha, mas ela foi embora e não podemosfazer nada. Disse Edward, olhando estranhamente para mim.- Não acredito que tenha ido embora!! Não posso viver sem ela e nãome importo que tenha fugido com outro! Eu a quero de volta e nãovou desistir de encontrá-la. Disse com lágrimas de desesperoescorrendo pelo rosto.Droga!! Por que estão mentindo para mim¿ Onde está minhabranquinha¿ Está doendo tanto!! Sinto um buraco profundo em meupeito e isso só vai passar quando estiver com ela novamente. Nãovou desistir de encontrá-la!! E não me importo que tenha dormido efugido com outro. Se quisesse poderia ter arrumado dez homens,mas que voltasse para mim depois! Não vou ficar sem ela!! Não
  • mesmo!! Por favor, diga me onde está!! Preciso olhar em seus olhose dizer o quanto a amo!! Preciso dela ao meu lado.- Jake, sei que está desesperado. Mas não sabemos onde ela foi.Edward disse de cabeça baixa, parecendo envergonhado.- Nesse não nasceu para ser dona de casa, cuidar de animais eplantas. Ela não suportou a vida difícil que teve ao seu lado. Belladisse, olhando irritada para mim e tive a certeza que sabia a verdade.- Sei que ela sofreu muito ao meu lado, mas estou disposto a fazertudo para reparar. Preciso dela ao meu lado e não agüento de tantador. Vocês sabem quem nunca estivemos tanto tempo longe um dooutro. Então imaginam o quanto estou desesperado! Por favor!Preciso vê-la novamente!! Se falarem com ela... digam que a AMO.Arrependo-me de tê-la levado para aquele fim de mundo e quepreciso dela ao meu lado.Por favor!! Por favor!! Não suporto mais esse desespero!! Querominha Nesse de volta!! Céus!! Vou enlouquecer desse jeito!! Voulutar pela minha esposa e tenho certeza que não me esqueceu. Digaa ela que a AMO MUITO!! SEMPRE AMEI!! SEMPRE AMAREI!! Porfavor, Edward!! Preciso dela ao meu lado!!- Jake! Assim que ela ligar, darei o seu recado. Mas não tenha muitaesperança. Ele respondeu aos meus pensamentos e sai da casa emprantos, querendo morrer de tanta dor que sentia. Pois ainda tinhaesperanças de encontrá-la lá, o que não aconteceu.Corri como um louco em minha moto e fui para a praia de ClallamBay. E quando cheguei lá, entrei de roupa e tudo na água gelada efiquei sentindo as ondas me levarem de um lado para o outro por umbom tempo.O dia amanheceu e estava deitado, ainda molhado na areia da praia,olhando o céu nublado e pensando em um tempo em que éramos
  • felizes. E o buraco em meu peito se abriu novamente, devastando oque restava de sanidade em meu ser e comecei a gritar bem alto, debraços abertos.NESSE!!POR FAVOR VOLTA PARA MIM!!PERDOA ESSE LOBO BURRO!!TE AMO MUITO!!NÃO CONSIGO VIVER SEM VOCÊ!!DARIA TODO ESSE OCEANO PARA TÊ-LA NOVAMENTE!!ROUBARIA A LUA PARA LHE DÁ DE PRESENTE!!PASSAREI POR CIMA DO MEU ORGULHO... DA MINHA VERGONHA DESER CORNO!!VOLTA PARA MIM!!NESSSSSSSSS!!NESSSSSSSSS!!MEU AMOR!!!MINHA VIDA!!!!!PRECISO DE VOCÊ MAIS DO QUE O AR QUE RESPIRO!!VOLTA PARA MIM!!VOLTA!!VOLTA!!VOLTA!!VOLTA!!
  • Voltei arrasado para La Push e senti meu corpo mais frio do que onormal. E quando Leah foi me ver, achou que estava ficando doente echamou Sam.- Cara, você está horrível! Precisa de um médico! Ele disse passandoa mão na minha testa, para tirar a minha temperatura.- Estou bem! Só tomei banho frio na praia de Clallam Bay e nossafebre é o inverso das pessoas normais.- Vou fazer aquele chá caseiro para ela. Disse Leah, dirigindo-se paraa cozinha.- Fica deitado, bem agasalhado e toma o chá que Leah fará. Nósvigiaremos a casa dos vampiros. Ele disse, andando de um lado parao outro com as mãos na cabeça.- Nós¿ Perguntei curioso.- Nós não estamos mais na ativa, mas continuamos seus irmãos.Então Paul, Jared, Colin, Brad, e os outros que desistiram de serlobos, e eu é claro manteremos os vampiros sobre vigilância eencontraremos a sua Nesse.- Não precisa fazer isso! Respondi para ele.- Você é o verdadeiro Alfa! Se morrer... a matilha toda morrerá,inclusive eu. Ele respondeu e foi para a cozinha dá instruções a Leah.
  • Passei três dias de cama, muito mal, sendo cuidados pelos meusirmãos. E sempre recebia um completo relatório sobre os vampiros,mas nada de concreto sobra a minha Nesse. Contudo continuava comesperanças de encontrá-la.Os dias que passei de cama, ficava entre a realidade e os meusdelírios, sussurrando o nome da minha Nesse e dizendo coisas semsentido.- Nesse!! Nesse!! Volta!! Volta!!!- Preciso de você... volta!- Nesse, por favor me perdoa!! Não suporto viver sem você.- Nesse!! Por favor!! Nesse!!- Preciso de você!!- Amo você!! Amo você!!- Nesse, eu a perdôo por ter matado meu pai!!- Já te perdoei!! Volta!! Volta!! Por favor, volta!!- Nesse!! Te amo!!- Estou morrendo a cada minuto longe de você!! Preciso dos seusbeijos!!- Preciso de você!! Te amo!!- Você fazê-la feliz!! Você não pode ser feliz com outro!! Vocêtambém precisa de mim!!- Te amo!! Te amo!! Nesse!! Nesse!! Nesse!!- Nesse!! Minha Nesse!! Minha branquinha!! Meu anjo!! Nesse!!Nesse!! Nesse!!- Por favor!! Nesse!! Nesse!! Preciso de você!!- Nesse!!
  • Depois que melhorei, comecei a fazer as vigilâncias pessoalmente eseguir os Cullens para vários lugares. Mas não havia nenhuma pistasobre a minha Nesse. E já estava realmente creditando que haviapartido para Europa, aumentando ainda mais o desespero em meucorpo. Mas de uma coisa tinha certeza absoluta, varreria esse mundoem busca da minha Nesse e a encontraria mais cedo ao mais tarde.Amor da minha vida!Onde você se escondeu¿Onde vou que você se refugiu¿Por favor, preciso de mais uma chance e tê-la em meus braços... edizer o quanto te AMO.Onde foi que se escondeu¿Por favor, volta para mim!Morrerei se não a encontrar mais!Minha alma está morrendo a cada minuto que passo longe de você.E sei que sua alma também grita por mim!Não vai assim!!Dá uma chance para o nosso amor!Dá uma chance para eu te reconquistar e provar o quanto te amo.Preciso tanto de você....Sinto tanto falta do seu cheiro...do seu gosto... do toque suave dasua pele.Sinto falta do amor que fazíamos... dos gemidos de seus lábios.Sinto falta do seu olhar pidão, que me dizia o quanto me queria.Já estou pagando por todo o mal que te fiz...por favor dê uma nova chance para o nosso amor.Sei que fui duro e cruel com você,
  • mas já estou pagando por cada lágrima que derramou.Não maltrate tanto o nosso amor!!!Vamos tentar reconstruir nossas vidas juntos!!Voltar a ser adolescentes apaixonados,correndo pela floresta...rolando na grama..pulando de penhascos.Vamos voltar a vida de antes!Preciso tanto de você!Por favor, de uma segunda chancepara esse homem bobo que te ama tanto!Quero que saiba que levou meu coração contigo e está me impedindode viver.TE AMO MUITO!!SEMPRE A AMAREI!!VOCÊ É TUDO PARA MIM!!NADA MAIS ME IMPORTA NESSE MOMENTO!TE AMO!!TE AMO!!TE QUERO DESESPERADAMENTE!!ESTOU LOUCO DE TANTA SAUDADE!TE AMO!Um mês se passou e nada de encontrar a minha Nesse. Então resolvique partiria para Europa, sem rumo, em busca da minha amada. Emesmo com todos me dizendo que era como procurar uma agulha emum palheiro, estava disposto a viajar pelo mundo para encontrá-la.
  • Meus irmãos pediram mais um tempo, pois começaram a achar arotina dos Cullens estranha. E desconfiavam que havia alguma coisaerrada no modo como agiam. Então decidi ficar mais um mês emWashington e se não houvesse nenhuma novidade nesse período,partiria para o outro lado do mundo e nada poderia me impedir.Passávamos os dias na floresta, espreitando os doces vampiros.Contudo achava estranha da Barbie e a irritantezinha terem voltado,mas a baixinha continuar sumida. E conclui que ela fosse a cúmplicede Nesse.Começamos a vigiar Jasper de mais perto, pois ele daria um jeito deencontrar a sua parceira. Mas quando percebeu que os lobos estavammais próximos do que o de costume, mudou sua rotina novamente,dando-me a certeza de que Nesse estava com a baixinha.Um grupo se encarregou da Barbie e de Megan, outro de Edward eBella, outro de Carlisle e Emes. Mas eu fiquei na cola da Jasper enotei que estava fazendo compras em lojas de crianças, o que medeixou bem intrigado. Contudo, sempre arrumava um jeito de medespistar e fugia sorrateiramente.Depois das semanas perseguindo Jasper, tive a certeza que minhaNesse estava bem perto e desistir de viajar.Dois meses se passaram e era o aniversário da minha branquinha.Então estava saudoso e melancólico demais para ficar vigiando oestranho vampiro. E resolvi ficar em casa, mas deixei instruções paravigiarem a família, pois sabia que a baixinha nunca perderia aoportunidade de dá uma festa.Feliz aniversário, meu amor!Espero que esteja feliz nesse dia e aproveite mais um ano em sualinda vida.Gostaria de está ao seu lado e beijá-la como sempre fazia.De fazer as pequenas surpresas, que a deixava em cólicas de tantaansiedade.
  • De cantar parabéns mais uma vez...Espero que pelo menos se lembre dos anos anteriores e tenhasaudade de mim.Lembra quando era uma criança¿Ficava me perturbando o dia inteiro para saber qual seria o seupresente!Depois saltitava como uma perereca quando abria e se agarrava emmeu pescoço alegremente.Depois, quando começou a crescer... ficava constrangida com meusabraços.E mesmo assim pulava em meu pescoço depois de ganhar seupresente.Como sinto falta de tudo isso!!Como gostaria de voltar no tempo para vê-la sorri novamente!!Você sempre estava tão linda a cada aniversário!!Hoje está divina e apesar de não vê-la, tenho certeza que não hácriatura mais linda do que você.Te amo tanto!!Sinto tanto a sua falta!!Minha Nesse!!Por favor, acabe com esse desespero!!Volta para mim!!Por favor!!Volta!!Queria tanto te abraçar agora!Tanto te beijar desesperadamente sentindo o gosto dos seus lábios.Como sinto sua falta!!
  • Como te amo!!Por favor volta!!Volta!!A cama fica tão vazia sem você... seu calor...seu cheiro... seu gosto.Como sinto sua falta!!Você tudo para mim!!É minha vida!!!Meu amor!!Minha Nesse!!Volta logo!!Volta!!Preciso de você!!!Te amo muito!!Adormeci pensando em minha Nesse e fui acordado pela manhã como barulho da moto de Seth, que entrou como um trovão pela minhacasa.- Jake!! Jake!! Jake!! Encontramos!! Ela está em Ozette!! Está háuma hora daqui!!- Nesse!! Nesse!! Minha Nesse!!! Tão perto!! Quero vê-la agora.Preciso vê-la!! Nesse!!- Vamos!! Vamos rápido!!
  • Fomos correndo, a pé, pela floresta para não fazer barulho e depoisde pouco tempo, avistamos a imensa casa escondida entre asárvores, perto do grande lago Ozette. E foi ai que tive a visão maislinda da minha vida.CONTINUAAMOR A PROMEIRA VISTA – PVO JAKE Voltar para o índice
  • AMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKAMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO NESSE----------------------------------------------------------------------------x-----------------------------------------------------------------A festa foi boa apesar da minha falta de entusiasmo e tristeza, pelasaudade de Jake. Mas o dia seguinte foi o início de uma nova lutacontra o amor, o ódio, a paixão e a mentira que nos unia e nosseparava ao mesmo tempo, nos deixando frente a frente novamentepara o meu total desespero.CONTINUA----------------------------------------------------------------------------x-----------------------------------------------------------------Eu estava em meu quarto arrumando as roupas de Amanda epensando no que faria da minha vida daquele dia em diante. E estavatão perdida em meus pensamentos, que esqueci de Amanda comAlice brincando fora de casa desde cedo.Jake!O que aconteceu com a nossa vida¿Por que tudo aconteceu dessa forma¿Deveria me sentir feliz, mas hoje é um dia muito triste para mim.Nunca passei um aniversário longe de você e apesar da festa lindaque deram para mim,nada poderia ser igual sem a sua presença.Como ainda sinto a sua falta!Como fico triste quando me lembro de todos os momentos
  • que vivemos e tudo o que perdemos!Gostaria tanto de poder volta no tempoe mudar tudo o que aconteceu!Ah! É realmente muito triste que nosso amor tenha terminado dessejeito!Pelo menos o seu amor,por que ainda o amo muito!Tudo poderia ter sido diferente se não fosse encontrar seu painaquele dia... se...Mas agora não adianta chorar o leite derramado!O que passou, passou e a vida tem que seguir seu rumo,então vou viver para cuidar da nossa filha.Mas nunca me esquecerei de tudo o que vivemose do amor que sentimos um pelo outro.Hoje não posso confiar em vocêe tenho medo que resolva continuar a se vingar de mim novamente.Então será melhor continuar longe,mesmo sofrendo tanto com a saudade que sinto.Desci as escadas e escudei o riso gostoso de Amanda, mas uma vozconhecida e o cheiro inconfundível chamaram a minha atenção e meucorpo estremeceu na mesma hora, fazendo-me congelar de medo epavor.Fui em direção à porta, sai da casa, e comecei a andar lentamente nadireção dos dois, com horror pelo que estava vendo a minha frente. E
  • tive vontade de arrancar minha filha de seus braços e correr o maisrápido possível.Ele olhava para ela com estrema veneração e parecia que via umasanta em sua frente. E o seu sorriso era gigantesco, enquanto pareciaconversar com minha filha, enquanto ela o tocava e respondia paraela com um sorriso lindo e satisfeito. Então fiquei morrendo de medoque descobrisse a verdade e quase enfartei naquele momento, detanto desespero que senti.Não!! Não!! Isso não está acontecendo!!Faça o que quiser comigo, mas se afaste de minha filha!!Ela não tem culpa de nada!!Droga!! Droga!!Não consigo acreditar que está com ela em seus braços!!Se fizer algo com ela... eu o mato!!Droga!! Droga!!- Jake!! O que faz aqui¿ Eu disse secamente para ele, tentandomostrar indiferença na minha voz.Calma!! Calma!! Ele não é louco de machucá-la! Respira fundo e fiquecalma!! Droga!! Respira!!- Nesse, meu amor! Te procurei por tanto tempo. E senti tanto a suafalta, que quase morri de tanta saudade. Ele disse olhandoestranhamente para mim e senti meu corpo inteiro estremecer.- Passa a minha filha para mim! Ela ordenou com as mãos esticadas eódio nos olhos.Não quero você perto dela!! Devolve minha filha!! Droga!! Você émuito perigoso para ficar perto dela!! Droga!! Por que não me deixaem paz¿ Odeio você!! Odeio!!
  • - Sua...sua... sua...filha! Ele tentava falar, mas gaguejou aocompletar a frase.- Sim minha filha! Dá ela agora!! Anda logo!! Falei baixinho, olhandode rabo de olho para Alice e Seth, que acompanhavam de perto osacontecimentos.Droga! Se eu correr com ela, mesmo que Alice impeça Seth, ele mealcançará! Droga!! Por que não veio sozinho¿ Seria mais fácil fugir!- Ela é... é... Ele estava nervoso e não conseguiu completar a frase.- Não! Ela é filha de Juan! Graças aos céus não recebi esse castigo!!Respondi com os braços esticados, para que me entregasse Amanda.Mas ele continuou segurando a minha filha e não demonstrava aintenção de me entregar, deixando-me em pânico.Mato você!! Juro que mato!! Você fez o que quis comigo, mas comela não!! Não quero você perto de Amanda!! Não quero!! Não voupermitir que a machuque como fez comigo!! Droga!!- Ela não é minha¿ Você tem certeza¿ Perguntou e vi a decepção emseu rosto.- Como me enganaria com isso¿ Nós não tínhamos relação desde oprimeiro mês de casamento e assim que dormi com Juan comecei asentir os sintomas. E a gravidez foi muito rápida, dois mesespraticamente. Então não há a menor possibilidade dela ser sua filha,graças aos céus! Disse para ele de forma cruel, com intenção demachucá-lo.Você nunca saberá a verdade!! Esse será o seu castigo!! Nuncacontarei que é sua filha!! Nunca!! Vai conviver com isso a vidainteira!! Vai pagar pelo que me fez!!
  • - Por favor! Deixe segurá-la mais um pouco. Por favor! Por favo,Nesse! Ele implorava desesperadamente.- Jake!! Você me fez sofrer muito e quase acabou com minha vida, ecom a vida da minha filha. Quando cai da escada, poderia ter perdidoo meu bebê. E agora preciso de paz para ficar com ela! Por favor,esqueça que nós existimos e some da minha vida!! Novamente fuifria e cruel para machucá-lo.Nunca o perdoarei por tudo o que me fez!! Quase perdi o meu bebêpor sua causa e nunca esquecerei isso.E por isso não quero você porperto!! Não quero que se aproxime da minha filha!! Não quero!- E o pai dela¿ Onde ele está¿ Quero vê-lo! Perguntou espumando deódio e tive medo que fizesse algo contra Juan. Mas graças aos céusque já havia partido, para não ver o que Jake faria com ele.- Ele voltou para a Guatemala, para resolver seus negócios. E quandoretornar, viveremos na Europa com nossa filha. Agora me dê Amada!!Droga!!Ela nunca voltará, mas você não saberá de nada. Nunca saberá que averdade!! Nunca saberá que ele é só um amigo!! Nunca!!- Amanda¿ Esse é o nome dela¿ Perguntou, beijando o rosto dela.- Nesse, amo você! Por favor, dê uma chance para nós dois¿ Deixa eume redimir por tudo que fiz¿ Por favor!! Deixa eu te fazer feliz¿Prometo que cuidarei bem de vocês duas! Prometo! Falou,atropelando as palavras e seus olhos estavam cheios de água,fazendo com que me sentisse mal com aquilo.- Você é louco¿ Não escutou o que disse¿ O pai dela vai voltar eiremos embora!! E tenho certeza que não vai gostar de saber queesteve tão próximo da nossa filha! Devolva-a para mim!! AGORA!!
  • ANDA!! Gritei com ele, tentando disfarçar a dor que sentia em meucoração naquele momento, pois precisava ser forte para fingir.Se você começar a chorar, não vou agüentar!! Droga!! Por que usaesse truque comigo¿ Não vou cair nessa!! Não vou ceder!! Não!! Nãomesmo!! Pode chorar o quanto quiser!- Nesse! Esse homem se aproveitou de você e não vai voltar. Seráque não vê isso¿ Ele jogou na minha cara para tentar me convencer,mas mal sabia que eu estava ciente de tudo o que falava.- O ÚNICO APROVEITADOR FOI VOCÊ!! VOCÊ É UM MONSTRO E EUTE ODEIO COM TODAS AS MINHAS FORÇAS!! NÃO QUERO VOCÊ PORPERTO!! NÃO QUERO!! SOME DA MINHA VIDA!! ESQUECE QUE MECONHECEU!! ESQUECE QUE VIU MINHA FILHA!! DROGA!! DRAGA!!AGORA ME DÊ AMANDA!! E NÃO APAREÇA MAIS!! DROGA!! Griteifuriosa com ela, para deixar claro a minha posição em relação aojoguinho que estava fazendo. E apesar de amá-lo, não cairianovamente naquela conversinha de amor.Nunca mais vai me enganar com essa coisa de “eu te amo”. Nãoacredito no seu amor!! Não acredito em você!! Mentiroso!!Mentiroso!! Canalha!! Te odeio!! Te odeio apesar de te amar!!- Nesse, sei que tem todos os motivos para me odiar. Mas não afastesua filha de mim! Dê uma chance para nosso amor! Por favor!! Porfavor!! Lembre-se de tudo o que vivemos e como fomos felizes poranos. Ele apelava para os meus bons sentimentos, mas estavadisposta a ser forte e suportar todas as palavras doces.-Tudo que senti por você morreu!! Estou cansada dessa discussão!!Vai embora de uma vez! Respondi para ele e puxei Amanda de seusbraços. E quando veio para o meu colo, começou a chorar muito eusou os seus poderes para me dizer que queria voltar para o colodele. Então cedi ao choro da minha filha, mesmo com o coraçãoapertado, e entreguei pare ele novamente.Como ela já gosta dele desse jeito¿ Ela não sabe quem ele é!! Comojá está rendida assim aos seus encantos¿ Como seduziu minha filha
  • tão rapidamente¿ Mas que droga!! Isso não podia ter acontecido!!Não podia!! Droga!!Ele ficou com ela em seus braços, beijou o seu rostinho e ficouninando-a carinhosamente enquanto conversar com ela. E em poucotempo, ela dormia confortavelmente e pude tomá-la dele novamente.- Satisfeito¿ Agora pode ir embora¿ Disse baixinho, enquanto olhavapara minha filha dormindo.Agora está segura!! Não vou permitir que faça nenhum mal a você!!Vou tomar conta de você, meu bebezinho.- Nesse! Posso visitar vocês de vez em quando¿ Ele pediu.- Não!!! Já disse que não o quero perto da minha filha! Será quetenho que ser mais clara¿ Droga! Disse rudemente para ele, jáperdendo a paciência com aquela situação.Você pode ser insistente e chato, mas não vai me convencer!! Não oquero perto da minha filha!! Não mesmo!!- Nesse, se o pai dela não voltar.... Se ele não assumir apaternidade... se... Gostaria de registrá-la como minha filha.- Você é tão absurdo! Ela tem pai!! Droga!! Não há mais chance paranós!! Eu agora tenho outra família! Será que pode compreender isso¿Esquece tudo o que vivemos!! Esquece que eu existo!! Some daminha vida de uma vez!! Respondi com vontade de sair correndo comminha filha. Estava apavorada com a idéia de tê-lo por perto e nãopermitiria que registrasse minha filha de forma alguma.
  • Louco!! Não vai ficar perto dela!! Não o quero por perto!! Seremos sónós duas e você vai ficar bem longe. Nunca me esquecerei como écruel e o mal que pode nos fazer.- Não posso esquecer que você existe! Isso é impossível!! EU AMOVOCÊ!! AMO MAIS DO QUE A MINHA VIDA!! NÃO VOU DESISTIR DELUTAR POR VOCÊ, AINDA MAIS AGORA!! QUERO VOCÊ DE VOLTA!!SERÁ QUE ENTENDE ISSO¿ SERÁ QUE ENTENDE QUE A AMO MUITO¿NUNCA DEIXEI DE AMÁ-LA!! NENHUM SÓ SEGUNDO!! AMO VOCÊ E AQUERO DE VOLTA!! POR FAVOR, PERDOA TUDO O QUE FIZ E VOLTAPARA MIM¿ NESSE!! SINTO A SUA FALTA E MORRO A CADASEGUNDO QUE FICO LONGE DE VOCÊ. Ele gritou, chorando muito epor pouco não cedi ao seu choro, mas tirei forças do fundo da minhaalma para suportar aquilo.- É tarde demais! Respondi, chorando sem conseguir controlar aslágrimas que insistiam em cair em meu rosto, então entrei na minhacasa com minha filha, totalmente arrasada com tudo o que haviaacontecido.Amo você, Jake. Mas não caio mais na sua conversa!! Não adiantatentar me convencer do seu amor, pois já estou vacinada contra isso.Nunca mais vou permitir que me magoe novamente!! Serei forte pararesistir a você e viverei para a minha filha!! Só para ela, só por ela!!Vou matar esse amor que sinto!! Eu juro que vou!!Coloquei Amanda no berço e fiquei chorando na minha cama, até queadormeci.Os dias foram passando e não agüentava mais o cerco que fazia naminha casa. E o pior de tudo, era a conivência de Alice que o ajudavaa ver Amanda diariamente, deixando-me extremamente irritada.Então chamei Rosi e Meg para passar uns dias conosco, pendido queme ajudasse com a insistência de Jake.Elas não estavam satisfeitas com sua presença e impediam aaproximação para ver Amanda, mesmo contra o gosto de Alice.
  • Eu chorava dia e noite com a falta que sentia dele, fazendo-me ficartotalmente tentada com sua presença tão perto de mim. Masconseguia uma força sobrenatural para me manter longe e negar osdesejos do meu corpo. Então em uma noite, aparentementetranqüila, invadiu o meu quarto e quase cedi a tentação. ContudoMeg escutou o barulho e alertou Alice e Rosi, que o colocaram aponta pés para fora da casa.Os dias passavam lentamente e o meu sofrimento era cada vezmaior, por ficar presa dentro daquela casa e com medo de ficar a sóscom Jake. E estranhamente ele sumiu e por dias não vimosrondando, como sempre fazia.Senti segurança sem sair para nadar, mas preferi correr até a parte olago que sempre ficávamos juntos. E como não havia nem sinal dele,fui tranquilamente par ao meu tão esperado mergulho. Mas enquantoestava mergulhando, tive uma grande surpresa.CONTINUAATRAÇÃO FATAL – PVO NESSE...ATRAÇÃO FATAL – PVO JAKE Voltar para o índice
  • ATRAÇÃO FATAL – PVO NESSE escrita por GLAUCIABLACKPessoal, descobri que tem umas meninas bem novinhas lendo a fic.Porem não dá para cortar algumas partes. Então quando chegar àparte do lesco lesco, pulem e recomecem da discussão, pois temuma coisa interessante e vocês precisam saber.Não deixem de comentar!!!ATRAÇÃO FATAL – PVO NESSE----------------------------------------------------------------------------x-----------------------------------------------------------------Senti segurança sem sair para nadar, mas preferi correr até a parte olago que sempre ficávamos juntos. E como não havia nem sinal dele,fui tranquilamente par ao meu tão esperado mergulho. Mas enquantoestava mergulhando, tive uma grande surpresa.CONTINUA----------------------------------------------------------------------------x-----------------------------------------------------------------Estava mergulhando no lado sul do grande lago Ozette, que ficavabem distante da casa de Alice. E pensava nos últimos acontecimentosda minha vida, quando senti um corpo se aproximar do meu. Entãoemergi para ver de quem se tratava, pois havia ficado apavorada coma presença de outra pessoa, visto que estava completamente nua.Tive uma grande surpresa ao vê-lo ao meu lado, sorrindo para mimcomo costumava fazer outrora. E meu instinto de preservação mealertou para fugir o mais rápido que pudesse, pois tudo estariaperdido se ficasse algum tempo ao lado dele.
  • Corre!! Corre!!Você não pode permitir que a tentação te vença!!Foge dele enquanto ainda é forte!!Não o deixe perceber suas fraquezas!!Droga!!Corre rápido!!Corre!!Sai da água correndo, com as mãos e os braços escondendo os meusseios, como se ele nunca houvesse visto antes, e pegue a toalha queestava sobre as minhas roupas, enrolando-me rapidamente paraesconder a minha vergonha. E percebi que ele veio lentamente emminha direção, com seu corpo nu, e estremeci por completo ao veraquela visão do paraíso.A cada passo que dava, as borboletas revoavam pelo meu estômagoe um frio percorria a minha espinha, deixando-me trêmula e semnenhuma ação. E apesar de querer sair correndo daqui, não conseguime mover de onde estava petrificada de medo.Ele se aproximou de mim e me puxou pela cintura, fazendo meucorpo ficar colado ao seu. Então uma de suas mãos pegou meuscabelos e puxou minha cabeça em direção a sua, o que deixou nossosrostos muito próximo um do outro, a ponto de sentir a sua respiraçãopesada.Tente me soltar dele, mas não tinha forças para lutar e para fugir.Então senti sua boca pressionando a minha, com certa violência, etentei lutar contra o beijo que estava nascendo, mas não fui forte osuficiente para isso.Não!! Não!!
  • Não posso!! Não quero!! Para!!Não posso,mas eu quero!!Droga, Nesse!!Lute contra isso!!Lute!!Não se renda!!Lute!!Mas eu quero muito!!Eu amo esse beijo!!Não sou forte para resistir a essa boca!!Preciso desse beijo!!Droga!!Queria ser forte para resistir...Mas não sou!Esperei por um beijo por tantos meses... como posso impedi-loagora!!Não posso!! Não devo!!Mas quero muito!!Droga!!Sabia que isso aconteceria se permitisse chegar perto de mim!!Droga!!Agora é tarde demais para dizer não!!Tentava lutar contra aquele beijo, mas fiquei totalmente hipnotizadae me rendi aos seus encantos. E quando percebi, minha boca semovia junto com a sua e elas se tocavam suavemente dessa vez.
  • Não havia pressa ou desespero apenas um beijo suave e doce,fazendo as nossas línguas brincarem com o prazer de cada toque,cada movimento, cada sensação que causavam em nossos corposardentes e desesperados de prazer.Esse beijo é tão bom!!Como esperei por isso... como senti falta dele!Quero morrer em seus braços e me deleitar no seu doce gosto!Não posso resistir a isso, apesar de saber que deveria fugir.Sei que preciso desse beijo agora,mais do que tudo que possa querer.Não sou capaz de pensar racionalmente,somente de querer me entregar de corpo e alma.Apesar de tudo ainda te amo muitoe não agüento lutar contra tendo você tão perto de mim.E me beijando desse jeito tão gentil.Amo muito os seus beijose cada toque de suas mãos.Meu corpo anseia desesperadamente pelo seue não posso lutar contra essa atração.Te quero muito!!Muito!!Enquanto me beijava docemente, dessa vez, sua mão soltou a toalhaque estava enrolada em meu corpo. E começou a passear por ele,fazendo os calafrios que sentia aumentarem ainda mais.
  • Senti meus seios sendo acariciados e um gemido fugi de minha bocainstintivamente, fazendo agarrar-me a ele com ferocidade e desejoreprimido. Então senti a sua outra mão em minha parte mais intima,movendo-se rapidamente e deixando-me totalmente louca de tantoprazer.Ele me deitou na grama e continuou a navegar pelo meu corpo,beijando os meus seios, acariciando a minha barriga e tocando aminha parte mais intima e que me dava mais prazer. Então seuslábios foram descendo até a minha barriga e começou dá asmordidinhas que me enlouqueciam inteiramente, fazendo-mecontorcer como uma cobra a cada mordida que dava.Continuamos a nos amar, da mesma forma que fazíamos no inicio,então quando estava totalmente louca de prazer e entregue aos meusinstintos, senti suas mãos abrindo minhas pernas e se colocandoentre ela lentamente.Seu movimento começou lento e tranqüilo, mas em poucos instantessentia seu corpo rompendo o meu cada vez mais rápido e selvagem,enquanto gritava em me contorcia de tanto prazer que sentia. E nãoqueria que aquilo acabasse, pois sabia que no final de tudo haveriachoro e muito arrependimento, mas tentei não pensar no depois e meentreguei completamente ao doce prazer que o nosso amorproporcionava ao meu corpo sedento.Fizemos amor várias vezes, como sempre ocorria antes, e depois quejá estávamos exaustos ficamos deitados, com nossos corposentrelaçados sem dizer absolutamente nada.Aquele primeiro momento foi perfeito e inacreditavelmentemaravilhoso, fazendo-me esquecer de tudo o que havia acontecido edos medos que sentia. Mas quando finalmente a realidade veio atona, o pavor tomou conta de mim novamente e disse-me quedeveria fugir daquela atração que sentia por ele.Isso não poderia ter acontecido!!Droga, Nesse! Droga!!Por que se entregou dessa maneira¿
  • Como pode deixá-lo perceber o quanto o deseja¿Ele vai te seduzir novamente e vai acabar com sua vida!!Droga!!Você agora tem uma filha e precisa ter mais responsabilidade!!Não poderia ter deixado isso acontecer!!Não poderia!!Ele não vai te deixar em paz e agora terá que fugir para longe!!Como vai ficar longe da sua família com uma criança pequena¿O que fará agora¿Tinha que ser mais forte!Ele nunca desistirá de vingar o seu pai!!Vai acabar com sua vida!!Vai destruir vocês duas!!Você precisa se libertar dessa atração fatal que sente por essehomem!!Precisa ser forte!!Precisa vencer o desejo!!Precisa ficar longe dele e arrancar o amor do seu coração!!Droga!!Você é uma covarde!!Fraca!!Agora foge dele enquanto ainda tem tempo!!Foge!!
  • Soltei-me de seus braços e corri para a água, para lavar o meu corpode qualquer sinal de luxuria que ainda havia nele. Então voltei paraonde havia deixado a toalha e as roupas, vestindo-me rapidamentepara fugir daquele homem que mexia tanto comigo. Mas ele veioainda nu em minha direção, para tentar me persuadir a ficar com ele.- Nesse,meu amor!! Por favor, não foge de mim!! Escuta o que tenhoa dizer. Ele disse baixinho, enquanto eu vestia as minhas roupas.- Tudo o que aconteceu hoje foi um erro!!! Nunca deveria teracontecido e não acontecerá novamente. FICA LONGE DE MIM E DAMINHA FILHA. Gritei nervosa.Te quero muito... muito. Mais não posso me render aos seusencantos. E não vou permitir que me maltrate novamente, que tenteme enlouquecer e me humilhe de novo! Preciso ser forte e me manterlonge de você, apesar de te amar e querer muito.- Amor, estou arrependido de tudo o que fiz e quero reparar os meuserros. Deixa eu tentar te provar que posso fazê-la feliz. Ele disse,estendendo a mão para mim.- O pai da minha filha voltará logo e partirei com ele. Não resta nadapara nós dois. Disse para ele, desviando o meu olhar com medo queme entregasse.Gostaria muito de tentar, mas tenho mais medo pela minha filha doque por mim. Não posso permitir que viva no meio dessa loucura!!Não posso deixar que sofra comigo!! Tenho que ser forte por nósduas.- O que aconteceu hoje prova que você ainda me ama, e que medeseja muito. E tenho certeza que nunca sentirá o mesmo por ele.Sei que ele nunca deixará tão enlouquecida quanto eu. Você medeseja e me quer da mesma maneira e não pode negar isso.
  • - VOCÊ SE ACHA O MÁXIMO!! SAIBA QUE VOCÊ É ATÉ BOM DE CAMAE SE NÃO HOUVESSE CONHECIDO JUAN, ACHARIA QUE É O MÁXIMOMESMO. MAS ELE FAZ COISAS COMIGO QUE NEM IMAGINA. MEDEIXA LOUCA E PERDIDA COMO VOCÊ NUNCA FOI CAPAZ DE FAZER.FAZER SEXO COM ELE É MELHOR DO QUE FAZER AMOR COM VOCÊ.ELE ME FAZ GOZAR MUITO MAIS E O PRAZER QUE SINTO NÃO SECOMPARA AO QUE ME DÁ. ENTÃO DEIXA DE SER CONVENCIDO EACHAR QUE É A ÚLTIMA AZEITONA DA EMPADA!! NÃO VOU VOLTARPARA VOCÊ!! ASSIM QUE JUAN VOLTAR, IREMOS EMBORA ESEREMOS FELIZES BEM LONGE DISSO TUDO!! SUMA DA MINHAVIDA!! SUMA DE UMA VEZ!! NÃO TE QUERO MAIS!! VAI EMBORA!!.Comecei a gritar e despejar toda a fúria de forma cruel e maléficasobre ele.Você vai aprender que não pode me seduzir e achar que vou cair nasua conversa! Não mesmo, Jacob Black!! Não vai ser me levandopara cama que vai me dobrar! Não vou voltar a ser sua mulher!! Nãovou perdoar o que me fez e as suas mentiras para alcançar o quequeria!! Nosso casamento foi uma mentira desde o inicio e não voltoa viver isso novamente! Prefiro morrer de saudade, do que permitirque me mate dia a dia. - Sei que está falando tudo da boa para fora! Que me ama e mequer!! Não vou desistir de vocês!! Não vou!! Entende isso!! Ele dissebaixinho, segurando a minha mão.- Solta! Não quero mais ficar discutindo com você! Estou farta dissotudo!! Você fez o que quis comigo, mas agora chega!! Não te perdôopelo que me fez!! Vai embora!!Por favor!! Vamos acabar com isso de uma vez! Não suporto maistudo o que estamos vivendo! Preciso de paz!! Vai embora!! Por favor,deixe-me tentar viver sem você.- Você não me perdoa, mas eu já te perdoei por ter mordido o meupai. Ele disse ainda segurando minha mão e o sangue subiu paraminha cabeça no mesmo momento.
  • - NUNCA MORDI O SEU PAI!! NUNCA FARIA ISSO COM UM HUMANO!!VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE ME ACUSAR DISSO!! SEU CANALHA!!IDIOTA!! NÃO FIZ ISSO!! VAI EMBORA!!. Comecei a bater nele comtoda a minha fúria, enquanto as lágrimas corriam pelo meu rosto.- Você não pode mais negar o que fez! Mas eu perdôo tudo! Amovocê e não possa abrir mão do seu amor por causa disso. Ele disse,enquanto segurava os meus braços para impedir que me machucassebatendo nele.- VOCÊ É RIDICULO!! NÃO VOU VOLTAR PARA VOCÊ NUNCA!! NÃOMORDI O SEU PAI!! SE ELE FOI MORDIDO, PODE TER CERTEZA DEQUE NÃO FOI POR MIM!! Gritei com ele novamente e sai correndopela floresta, totalmente desesperada pela acusação que ele haviafeito e fiquei sem entender o que havia acontecido.Não sou esse monstro que você acha, Jacob Black!!Nunca faria mal a um humano!! Nunca!!Nunca morderia Billy!Sei que o que fiz não foi nada bonito, mas morder...Isso é inaceitável!!Não vou te perdoar por me acusar desse jeito!!Você deveria ter confiado em mim!!Deveria saber que nunca faria mal a ninguém!!Você sempre foi a pessoa que mais me conheceu nesse mundo...mesmo meu pai nunca soube como sou realmente.Mas para você abri meu coração, minha mente e minha alma!
  • Como pode pensar que seria capaz de tamanha crueldade.Como¿Como desconfiou de mim dessa maneira¿Como¿Se você realmente me conhecesse como achava, nunca acreditariaem tal infâmia.Mas você acreditou e por isso destruiu todos os meus sonhos!Acabou com nossos projetos!Jogou o nosso amor em uma lata de lixo... e depois veio com todo oódio para mim.Você me fez sofrer, me humilhou e tentou me enlouquecer aomáximo.Tudo por que não me conheceu de verdade!Nunca o perdoarei por isso!!Você nunca me terá de volta e nunca saberá que é pai!Essa será a minha vingança!!Cheguei a casa chorando muito, desesperada pelo que haviaacontecido e fui direto para o meu quarto. Mas estranhamente a casaestava vazia, então poderia ter o meu momento de descontrole empaz.Fiquei deitada em minha cama chorando e me lembrando de tudo quehavia acontecido depois que me casei. E foi ai que a desgraça maiorcomeçou, pois não percebi o cheiro e os movimentos do meu paientrando no quarto. Então só me dei conta de que tudo estavaperdido quando começou a me questionar.CONTINUA
  • ATRAÇÃO FATAL – PVO JAKE...BÔNUS - PENSAMENTOS – PVO EDWARD...BÔNUS - REVELAÇÃO – PVO EDWARD...REVELAÇÃO – PVO JAKE...REVELAÇÃO – PVO NESSE Voltar para o índice
  • AMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO JAKE (nova postagem) escrita por GLAUCIABLACKPessoal, o cap postado esta com falha. Estou postando novamente.Amanhã assim que chegar no trabalho, respondo os comentáriosBoa noite.bjnAMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO JAKE----------------------------------------------------------------------------x---------------Fomos correndo, a pé, pela floresta para não fazer barulho e depoisde pouco tempo, avistamos a imensa casa escondida entre asárvores, perto do grande lago Ozette. E foi ai que tive a visão maislinda da minha vida.CONTINUA----------------------------------------------------------------------------x-----------------------------------------------------------------Avistamos uma imensa casa escondida entre as árvores, então vi abaixinha segurando uma criança linda em seus braços, jogando-apara o alto enquanto sorria docemente e senti meu coração acelerarde uma forma descontrolada.Foi quase a mesma coisa que senti quando vi Nesse pela primeira veznos braços da Barbie. E naquele momento amei de forma estranha eincondicional, sem saber que se tratava da filha da minha Nesse.
  • Aproximei-me das duas e a baixinha ficou olhando assustada paramim, mas não disse nada. Apenas olhava para mim e depois passoua menina para os meus braços, que estavam esticados em suadireção.Sua pele era morena e seus cabelos eram pretos e lisos, sua bocadesenhada e perfeita, o nariz arrebitado e as maçãs do rostoarredondadas. Porém tinha olhos verdes como de um gato e isso medeixou totalmente fascinado, pois nunca havia visto uma índia deolhos tão verdinhos.Ela era a criaturinha mais linda e encantadora, e me deixoucompletamente rendido aos seus encantos de anjo. Então colocou suamãozinha em meu rosto e começou a mostrar o meu rostototalmente fascinado, em alguns segundos antes.Amei aquela criança no primeiro instante que a vi e nunca senti algotão estranho como aquilo. E apesar de saber que nada seria maisforte do que a impressão que tivera com Nesse, aquele sentimentoera forte, arrasador, intenso e chegava a doer a possibilidade de nãover mais aquela linda criança.Fiquei brincando com ela em meus braços e a doce criança pareciaentender tudo o que dizia, respondendo com sorriso e o toque doce,que me mostrava o meu rosto feliz e realizado. Então ouvi um passoem nossa direção e reconheci imediatamente aquele cheiro doce einesquecível.- Jake!! O que faz aqui¿ Ela disse com a voz fria e ressentida.- Nesse, meu amor! Te procurei por tanto tempo. E senti tanto a suafalta, que quase morri de tanta saudade. Disse olhando para ela e via forma como olhava para a criança.Minha Nesse! Como senti a sua falta!! Como você me deixou louco desaudade!! Te quero tanto!! Te amo tanto!!
  • - Passa a minha filha para mim! Ela ordenou com as mãos esticadas eódio nos olhos.- Sua...sua... sua...filha! Consegui completar, totalmentedesorientado com aquela nova informação.Filha¿ Como¿ Como¿ Não entendo!! Como isso ocorreu tão rápido¿Filha¿ Oh!! Céus!!- Sim minha filha! Dá ela agora!! Anda logo!! Ela falava nervosa,enquanto olhava para mim e revirava os olhos para a baixinha eSeth, que estavam ao lado prestando atenção em tudo.- Ela é... é... Não consegui perguntar o que se passava pela minhacabeça.Minha filha!! Ela é minha filha!! Ai!! Acho que morrerei de tantaemoção!! Não posso acreditar!! Pai!! Sou pai!! Ela é tão linda!! Tãoperfeita!! Minha filha!! Rarara, minha filha.- Não! Ela é filha de Juan! Graças aos céus não recebi esse castigo!!Ela disse com os braços esticados, enquanto eu segurava a menina enão queria devolvê-la.- Ela não é minha¿ Você tem certeza¿ Perguntei decepcionado e umnó se formou em minha garganta, um desespero tomou conta domeu corpo, pelo medo do que ouviria naquele momento.Não!! Não!! Ela só pode ser minha!! Não!! Ela é minha filha!! Sintoque é! Como pode não ser¿ Eu a amo como filha!! Minha filha!! Elatem que ser a minha filha!! Não diga que não!! Por favor!! Por favor!!
  • - Como me enganaria com isso¿ Nós não tínhamos relação desde oprimeiro mês de casamento e assim que dormi com Juan comecei asentir os sintomas. E a gravidez foi muito rápida, dois mesespraticamente. Então não há a menor possibilidade dela ser sua filha,graças aos céus! Ela disse cheia de amargura e desespero em seusolhos.- Por favor! Deixe segurá-la mais um pouco. Por favor! Por favo,Nesse! Eu comecei a implorar, sentindo desespero por ter que afastardaquela criança que me encantou.Não, Nesse! Não faz isso!! Não tira esse prazer de mim!! Deixe ficarcom ela um pouco! Por favor!- Jake!! Você me fez sofrer muito e quase acabou com minha vida, ecom a vida da minha filha. Quando cai da escada, poderia ter perdidoo meu bebê. E agora preciso de paz para ficar com ela! Por favor,esqueça que nós existimos e some da minha vida!! Ela dissefriamente.- E o pai dela¿ Onde ele está¿ Quero vê-lo! Disse com raiva dohomem que me tirou a mulher e a possibilidade de ser pai.Vou matá-lo!! Juro que vou!! Esse maldito tirou tudo de mim!! Vouacabar com ele!!- Ele voltou para a Guatemala, para resolver seus negócios. E quandoretornar, viveremos na Europa com nossa filha. Agora me dê Amada!!Droga!!- Amanda¿ Esse é o nome dela¿ Perguntei, beijando o rostinho deanjo do lindo bebê em meu colo.Amanda!! Esse nome é perfeito para você, pois será muito amada portodos! Amanda!! Eu mal a conheço e já a amo tanto!! Amo como sefosse minha e não me importa que não tenha o meu sangue, poissempre estará em meu coração.
  • - Nesse, amo você! Por favor, dê uma chance para nós dois¿ Deixa eume redimir por tudo que fiz¿ Por favor!! Deixa eu te fazer feliz¿Prometo que cuidarei bem de vocês duas! Prometo! Disse olhandopara ela, com os meus olhos cheios de água e segurando para nãochorar.Deixa eu fazê-la feliz¿ Deixa eu te amar¿ Dá uma chance para onosso amor¿ Te amo tanto!! Te quero tanto!! Nesse, volta para mim!!Não sei viver sem você...sem seu amor...sem seu cheiro...seucalor...seus beijos...sem você. Volta para mim¿ Volta¿- Você é louco¿ Não escutou o que disse¿ O pai dela vai voltar eiremos embora!! E tenho certeza que não vai gostar de saber queesteve tão próximo da nossa filha! Devolva-a para mim!! AGORA!!ANDA!! Ela gritou.- Nesse! Esse homem se aproveitou de você e não vai voltar. Seráque não vê isso¿ Despejei isso sobre ela, como forma de persuadi-la.Ele não vai voltar!! Não pode!! Não quero que as leve vocês duas demim!! Droga!! Não vou suportar isso!! Já estava ruim demais teperder, mas agora que conheci sua filha... Como suportarei perdervocês duas¿ não posso deixar levá-las de mim!! Não posso!! Droga!!- O ÚNICO APROVEITADOR FOI VOCÊ!! VOCÊ É UM MONSTRO E EUTE ODEIO COM TODAS AS MINHAS FORÇAS!! NÃO QUERO VOCÊ PORPERTO!! NÃO QUERO!! SOME DA MINHA VIDA!! ESQUECE QUE MECONHECEU!! ESQUECE QUE VIU MINHA FILHA!! DROGA!! DRAGA!!AGORA ME DÊ AMANDA!! E NÃO APAREÇA MAIS!! DROGA!!- Nesse, sei que tem todos os motivos para me odiar. Mas não afastesua filha de mim! Dê uma chance para nosso amor! Por favor!! Porfavor!! Lembre-se de tudo o que vivemos e como fomos felizes poranos. Eu estava desesperado e tinha que apelar para as suaslembranças.Lembra de como nos completávamos¿ De como cuidávamos um dooutro¿ de como vivíamos agarrados para todos os lados¿ De como
  • era feliz ao meu lado¿ De todas as promessas que fizemos¿ Eu amotanto você!! Nunca vou esquecer todos os nossos momentos! Nunca!!-Tudo que senti por você morreu!! Estou cansada dessa discussão!!Vai embora de uma vez! Ela disse puxando Amanda dos meus braços.Então a menina começou a chorar e colocou a mãozinha nela. Edepois de alguns segundos olhando para a filha, como seconversassem, devolveu-me Amanda e a menina voltou a sorririmediatamente.Peguei o pequeno bebê em meus braços e a beijei docemente,enquanto Nesse nos olhava com pavor e medo. Então fiqueiconversando com ela, dizendo como era linda e como a amava. Edepois de alguns minutos, Amanda adormeceu em meus braços eNesse a tomou novamente.- Satisfeito¿ Agora pode ir embora¿ Ela disse baixinho, olhando paraa filha em seus braços.- Nesse! Posso visitar vocês de vez em quando¿ Pedi para ela,praticamente implorando.Não posso ficar longe de você, agora que a encontrei. E ficar longe deAmanda seria mais uma dor em meu coração. Eu já amo tanto essacriança.- Não!!! Já disse que não o quero perto da minha filha! Será quetenho que ser mais clara¿ Droga!- Nesse, se o pai dela não voltar.... Se ele não assumir apaternidade... se... Gostaria de registrá-la como minha filha. Dissepara ela.Deixa eu ser o pai da sua filha¿ Prometo que a amarei como se fosseminha¿ Não existirá criança mais amada e cuidada do que ela!Prometo! Por favor!! Deixa eu ser o pai dela!! Por favor!!
  • - Você é tão absurdo! Ela tem pai!! Droga!! Não há mais chance paranós!! Eu agora tenho outra família! Será que pode compreender isso¿Esquece tudo o que vivemos!! Esquece que eu existo!! Some daminha vida de uma vez!! Ela dizia, olhando para a sua filha.- Não posso esquecer que você existe! Isso é impossível!! EU AMOVOCÊ!! AMO MAIS DO QUE A MINHA VIDA!! NÃO VOU DESISTIR DELUTAR POR VOCÊ, AINDA MAIS AGORA!! QUERO VOCÊ DE VOLTA!!SERÁ QUE ENTENDE ISSO¿ SERÁ QUE ENTENDE QUE A AMO MUITO¿NUNCA DEIXEI DE AMÁ-LA!! NENHUM SÓ SEGUNDO!! AMO VOCÊ E AQUERO DE VOLTA!! POR FAVOR, PERDOA TUDO O QUE FIZ E VOLTAPARA MIM¿ NESSE!! SINTO A SUA FALTA E MORRO A CADASEGUNDO QUE FICO LONGE DE VOCÊ. Eu gritava, com as lágrimasescorrendo pelo meu rosto.Não suporto mais essa dor!! Não suporto mais viver sem você! Voltapara mim!! Nesse, meu amor!! Você é toda aminha vida!! Por favor,perdoa a minha estupidez¿ Vamos recomeçar do zero¿- É tarde demais! Ela disse com as lágrimas rolando em seu rosto etentei me aproximar, mas se afastou de mim e levou sua filha para ointerior da casa.Ajoelhei no e coloquei a cabeça no chão, deixando toda a minha dorextravasar naquela momento. E apesar de tudo o que havia dito, nãodesistiria de conquistá-la. Não mesmo!! E de uma forma ou de outra,seria minha novamente e essa seria a razão da minha existência.Os dias que seguiram, ficava vigiando a casa e sempre que a baixinhasaia para tomar sol com Amanda, aproveitava para ficar perto dela enão sabia o porque da vampira está me ajudando, mas eraextremamente grado por aquilo.Algumas vezes, Nesse me via com sua filha e tinha crise histérica,expulsando-me de lá como um cachorro. Mas estava disposto a
  • passar por tudo aquilo, para ficar perto delas. Então comecei meuplano para conquistá-la mais a cada dia ficava mais difícil e torturantepara mim.As coisas se complicaram quando as duas irritantes começaram apassar mais tempo na casa, então só tinha a oportunidade de verAmanda de longe e mesmo assim com a cara de nojo da Barbie, quedeixava claro que não permitiria a minha aproximação.Tentava ver minha Nesse, mas ela se escondia e não mostrava orosto nem nas janelas da casa. O que me deixava cada dia maisangustiado e fazia o meu desespero crescer, com o medo de fugiremde mim novamente. Então tentei entrar na casa algumas vezes paraconversar, mas fui expulso por ela e pelas suas parceiras.Minha vida estava complicada e precisava de um momento para ficara sós com Nesse, mas nunca havia uma oportunidade para isso. Echeguei a invadir o seu quarto em uma noite, mas fui expulso a pontapés e quase assassinado por um monte de vampiras enfurecidas.Então cheguei a conclusão que não teria chances, até que as outrasestivessem afastadas dela.Sabia que Nesse adorava nadar no rio, mas não faria isso enquantoestivesse por perto. Então combinei com a baixinha de sumir por umtempo, deixando-a respirar um pouco, e quando ela resolvesse sairpara nadar me avisaria, para que tivesse a chance de encontrá-la asós.Só eu sei como foi difícil para eu sumir e deixá-la sem nenhumavigilância. Mas precisava que se sentisse segura para sair sozinha esó assim teria uma chance de conversar a sós com ela. Contudosofria a cada minuto que passavam longe das duas, com um apertoenorme em meu peito, e não haveria como arrancar diminuir a dor,enquanto estivesse longe e com medo que fugissem de mim.Duas semanas se passaram, então à baixinha ligou para mim e soubeque naquele dia teria finalmente a chance que precisava parareconquistá-la. E cada célula do meu corpo gritou desesperadamente
  • por ela, ansiando apenas um toque em sua pele. Mas tinha certezaque no momento que a tomasse em meus braços, se renderiacompletamente e seriamos felizes novamente.Dei um tempo, para que ela chegasse à parte do lago ondecostumávamos nadar e fui ao seu encontro, para finalmente ter aminha chance de reconquistá-la.CONTINUAAMOR A PRIMEIRA VISTA – PVO NESSE...ATRAÇÃO FATAL – PVO NESSE...ATRAÇÃO FATAL – PVO JAKE Voltar para o índice
  • ATRAÇÃO FATAL – PVO JAKE escrita por GLAUCIABLACKPessoal, descobri que tem umas meninas bem novinhas lendo a fic.Porem não dá para cortar algumas partes. Então quando chegar àparte do lesco lesco, pulem e recomecem da discussão, pois temuma coisa interessante e vocês precisam saber.Não deixem de comentar!!!ATRAÇÃO FATAL – PVO JAKE----------------------------------------------------------------------------x---------------Dei um tempo, para que ela chegasse à parte do lago ondecostumávamos nadar e fui ao seu encontro, para finalmente ter aminha chance de reconquistá-la.CONTINUA----------------------------------------------------------------------------x---------------Ela estava no lago e pude ver suas pernas para cima, enquantomergulhava. Então tirei as minhas roupas e fui ao seu encontro, coma certeza que conseguiria finalmente tê-la em meus braços e dizer oquanto a amava.Entrei no lago e fui a sua direção, aproximando o meu corpo do seu.E imediatamente emergiu e ficou me olhando assustada por algunssegundos, mas depois nadou para fora do lado e saiu correndo comseus braços escondendo os seios de mim, como se não houvessevisto milhares de vezes.
  • Enquanto saia do lago e andava em sua direção, que estava seenrolando em uma toalha, pensava em como estava feliz pela únicaoportunidade que tivera naqueles meses e fiquei ansioso para tocá-la.Nesse, meu amor!Como sinto a sua falta... como quero beijá-la para sentir o doce gostoda sua boca.Como quero sentir o seu cheiro... acariciar o seu corpo... sentir queainda é minha.Se soubesse o quanto a amo, não fugiria de mim desse jeito.Mas vou reconquistá-la e provar todo o meu amor!Minha Nesse!!Quanta saudade senti!!Como te quero!!Dê uma chance para nós dois!!Deixa eu te provar o quanto te amo!!Não seja tão teimosa!!Sei que também me ama, que me quer, que não vive sem mim.Deixa esse orgulho de lado e vem para mim sem vergonha!Vamos ser felizes juntos!Vamos nos permitir esse momento!Te quero tanto!Te amo tanto!Assim que me aproximei dela, puxei-a pela cintura de forma quenossos corpos ficassem colados. Então segurei os seus cabelos epuxei a sua cabeça para a minha, deixando nossos rostos colados epude sentir a sua respiração ofegante e ver seus olhos temerosos.
  • Senti um frio percorrer todo o meu corpo, que se arrepiou no exatomomento em que nossos corpos se chocaram. E uma sensaçãoestranha em minha barriga, como se houvesses várias borboletasvoando selvagemmente para fugir daquele lugar. Então aproximeimeus lábios dos seus e comecei a romper as barreiras que nosseparava, movendo ferozmente até que estivesse totalmente rendida.No inicio ela lutou comigo, mas acabou cedendo ao meu beijo enossos lábios começaram a se mover juntos, contudo de forma calmae gostosa. Então nossas línguas começaram se procurar e o choquefoi inevitável, fazendo um gemido reprimido explodir do meu ser.Nossas línguas se moviam juntas em ritmo lento, mas sincronizado eaproveitando cada toque, cada movimento, cada gosto maravilhosoque podiam proporcionar uma a outra.Soltei a toalha do seu corpo e comecei a deslizar minhas mãos pelassuas costas, barrigas e cheguei em seus seios. Então comecei aacariciá-los lentamente e sentia o seu corpo responder a cada toque,pedindo mais e mais, enquanto se agarrava no meu e apertava meusbraços e costas com imensa vontade.Enquanto uma de minhas mãos acariciava os seus seios, desci aoutra até a sua parte mais íntima para deixá-la totalmente louca erendida de prazer. E sabia que não haveria mais uma forma de fugirquando sentisse o imenso prazer que aquilo a proporcionava.Ela começou a gemer mais alto, então a deitei na grama e continuei aacaricia o seu corpo com vontade e sentia feliz por vê-la naqueleestado de êxtase que se encontrava.Desci a mão que estava em seus seios e comecei a acaricia a suabarriga, pois sabia que ficava enlouquecia com toques naquelaregião. Então deslizei meu corpo até lá e comecei mordê-lasuavemente, fazendo-a se contorcer na grama e gritar ainda maisalto.Quando percebi que já estava no ponto máximo de excitação, afasteisua pernas e me encaixei lentamente para penetrar o seu corpo.Então comecei a me mover lentamente, sentindo certa dificuldade noprimeiro momento, porque estava totalmente fechada e parecia queera a primeira vez que fazia amor.A medida que invadia o seu corpo, aumentava o ritmo e sentia asvibrações mais fortes e mais gostosa, deixando-me enlouquecido eem estado de êxtase total.
  • Amor!!Você é muito...Muito...Até meus pensamentos estavam ofegantes e fora de sincronia.Gostosa... muito gostosa..Ah!AHComo é bom sentir que estou todo dentro de você. AHEHEHComo é bom ver o seu rosto satisfeito...Quero você inteira... quero te sentir inteira... você me leva ao céus.Fazer amor com você é a coisa mais maravilhosa...AHAHAH! UIUIUI!!Te quero para sempre... sempr... SempIsso tudo é muit.... mui... AIAUAU!Gostos... gostoso...Nunca me senti tão bem!!Você é maravil.... maravilhosa... perfeit... lind... gostos..Você te tudo... de... bomm. UIUIUIUI!!AHAHAHA!Queria morrer em seus braços!!Gosttoso!!Meus pensamentos estávamos desconexos e a única coisa que sentiaera o imenso prazer que seu corpo me proporcionava, deixando-medelirar e me perder em cada toque, cada gosto, cada olhar quetrocávamos.
  • Fizemos amor a primeira vez, mas não estávamos satisfeitos epoucos muitos depois, recomeçamos tudo novamente e achei quefosse morrer naqueles braços maravilhosos. Então continuamos nosamando e foram várias vezes, até que meu corpo já não respondia enão tinha forças para continuar naquele ritmo louco e frenético.Ficamos deitados na grama, com nossos corpos entrelaçados,sentindo o toque suave de nossas mãos. Mas depois de um certotempo, ela se levantou e foi nadar novamente.Quando voltou, começou a se enxugar e a colocar as suas roupas,sem olhar para mim ou dizer nada. Então me dirigi até ela, ainda um,e tentei conversar. Mas as coisas não terminaram como esperava.- Nesse,meu amor!! Por favor, não foge de mim!! Escuta o que tenhoa dizer. Disse baixinho.- Tudo o que aconteceu hoje foi um erro!!! Nunca deveria teracontecido e não acontecerá novamente. FICA LONGE DE MIM E DAMINHA FILHA. Ela gritou e fiquei pensando em uma forma depersuadi-la.- Amor, estou arrependido de tudo o que fiz e quero reparar os meuserros. Deixa eu tentar te provar que posso fazê-la feliz. Disse,estendendo a minha mão para ela.Te amo tanto... ouve o que vou dizer! Tenta entender e aceitar ascoisas. Sei que fui cruel, mas quero reparar os meus erros e te fazerfeliz de verdade. Por favor, seja compreensiva!- O pai da minha filha voltará logo e partirei com ele. Não resta nadapara nós dois. Respondeu olhando para o outro lado.- O que aconteceu hoje prova que você ainda me ama, e que medeseja muito. E tenho certeza que nunca sentirá o mesmo por ele.
  • Sei que ele nunca deixará tão enlouquecida quanto eu. Você medeseja e me quer da mesma maneira e não pode negar isso.Somos perfeitos um para o outro e nos amamos muito!! Nãos sejateimosa!! Aceita o amor que quero te dá!! Por favor, perdoa o que fiz!Vamos passar uma borracha e ser felizes juntos. Nós três seremosuma família feliz!! Por favor!! Por favor!!- VOCÊ SE ACHA O MÁXIMO!! SAIBA QUE VOCÊ É ATÉ BOM DE CAMAE SE NÃO HOUVESSE CONHECIDO JUAN, ACHARIA QUE É O MÁXIMOMESMO. MAS ELE FAZ COISAS COMIGO QUE NEM IMAGINA. MEDEIXA LOUCA E PERDIDA COMO VOCÊ NUNCA FOI CAPAZ DE FAZER.FAZER SEXO COM ELE É MELHOR DO QUE FAZER AMOR COM VOCÊ.ELE ME FAZ GOZAR MUITO MAIS E O PRAZER QUE SINTO NÃO SECOMPARA AO QUE ME DÁ. ENTÃO DEIXA DE SER CONVENCIDO EACHAR QUE É A ÚLTIMA AZEITONA DA EMPADA!! NÃO VOU VOLTARPARA VOCÊ!! ASSIM QUE JUAN VOLTAR, IREMOS EMBORA ESEREMOS FELIZES BEM LONGE DISSO TUDO!! SUMA DA MINHAVIDA!! SUMA DE UMA VEZ!! NÃO TE QUERO MAIS!! VAI EMBORA!!Ela gritava furiosamente comigo, enquanto estava vermelha como umpimentão e seus olhos eram a expressão do mais puro ódio. E sentiuma dor profunda naquela momento, mas precisava continuar calmopara tentar dialogar. - Sei que está falando tudo da boa para fora! Que me ama e mequer!! Não vou desistir de vocês!! Não vou!! Entende isso!! Respondibaixinho, segurando a sua mão.Você me ama!! Sabe disse!! Por me amar tanto está tãodesesperada!! Sei que está com medo, mas não precisa ficar!! Nãovou te machucar novamente!! Só quero te fazer feliz!! Quero teamar!! Minha Nesse! Meu amor!!- Solta! Não quero mais ficar discutindo com você! Estou farta dissotudo!! Você fez o que quis comigo, mas agora chega!! Não te perdôopelo que me fez!! Vai embora!! Ela continuava a falar nervosa, massem gritos dessa vez.- Você não me perdoa, mas eu já te perdoei por ter mordido o meupai. Ele disse ainda segurando a sua mão.
  • Vamos esquecer todas as mágoas! Vamos passar uma borracha emtudo!! Vamos recomeçar do zero!! Não me importa o que fez!! Sóquero te amar e ser feliz ao seu lado.- NUNCA MORDI O SEU PAI!! NUNCA FARIA ISSO COM UM HUMANO!!VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE ME ACUSAR DISSO!! SEU CANALHA!!IDIOTA!! NÃO FIZ ISSO!! VAI EMBORA!!. Ela começou a me bater eas lágrimas corriam pelo seu rosto. E tentei segurar os seus braçospara que não se machucasse.- Você não pode mais negar o que fez! Mas eu perdôo tudo! Amovocê e não possa abrir mão do seu amor por causa disso. Disse,segurando os seus braços.Não mente, Nesse!! Não é hora de mentiras!! Você não quer falarsobre isso... tudo bem. Mas sem mentiras!! Por favor!!- VOCÊ É RIDICULO!! NÃO VOU VOLTAR PARA VOCÊ NUNCA!! NÃOMORDI O SEU PAI!! SE ELE FOI MORDIDO, PODE TER CERTEZA DEQUE NÃO FOI POR MIM!! Ela gritou novamente e depois meempurrou, e saiu correndo pela floresta desesperadamente.Corri atrás dela para tentar acalmá-la, mas em poucos minutos jáestava em casa. Então resolvi me transformar e voltar para La Push,pois precisava pensar em tudo o que havia acontecido, e tentarcolocar minha cabeça para trabalhar em meu próximo passo.Por que continua a mentir¿Por que nega o que fez¿Não entendo!Se já ficou tudo claro, não deveria continuar a mentir!
  • Por quê¿O que faço agora¿Como vou me aproximar novamente¿Ela está tão transtornada que não deixará que me aproxime de novo.Estou com tanta saudade de Amanda!!Preciso vê-la também!!O que vou fazer agora¿Como vou me aproximar delas¿Como a farei compreender que não quero mais vingança... que sóquer amá-la¿Como¿Preciso encontrar uma forma de me aproximar!!Preciso que compreenda os meus sentimentos!!Droga!! Não deveria ter tocado no assunto da morte de Billy!!Estraguei tudo novamente!!Droga!!Como vou fazer agora¿Você precisa entender e me perdoar!!Não suporto mais essa separação! Não suporto mais essa distânciaentre nós!!Te amo tanto!!Te quero tanto que chega a doer na alma!!Volta para mim¿Volta!!Preciso de você!!
  • Preciso muito de você, Nesse!!Volta!!Estava deitado no sofá da minha casa, pensando em tudo que haviaacontecido entre nós e em como faria para reconquistá-lanovamente, quando o telefone tocou.- Jacob Black! A voz irritada de Edward do outro lado da linha não eraum bom sinal naquele momento.- Fala! Respondi casualmente, mas estava nervoso pela ligação, poisele nunca ligava para mim.- Quero que nos encontre em meia hora na lareira da nossa antigacasa de Forks. Quero que todos os lobos estejam presentes, inclusiveos que pararam de se transformar. Se não estiverem lá!!!Invadiremos La Push e atacaremos o seu povo!! Então não tentenada engraçado. Ele concluiu e desligou o telefone.CONTINUABÔNUS - PENSAMENTOS – PVO EDWARD...BÔNUS - REVELAÇÃO – PVO EDWARD..
  • .REVELAÇÃO – PVO JAKE...REVELAÇÃO – PVO NESSE Voltar para o índice
  • BÔNUS - PENSAMENTOS – PVO EDWARD escrita por GLAUCIABLACKPessoal, apostem suas fichas e tentem descobrir que matou BillyBlack!!Quem matou Billy¿ Ai que medo!!!Não deixem de comentar!! Preciso de muitos comentários paraescrever as revelações.BÔNUS - PENSAMENTOS – PVO EDWARDEu estava sozinho em casa, totalmente entediado, e resolvi ir visitarminha filha e minha neta. Então peguei a minha Ferrari e fui paraOzette, voando pelas estradas como sempre fazia. E pensava porquejusto hoje Bella havia decidido fazer compras, pois apesar de saberque nunca fazia isso. Fiquei um pouco chateado por me deixar naenorme mansão sozinho. Mas sabia que ficaria extremamente felizquando estivesse com minha linda neta em meus braços.Meia hora depois, cheguei a casa de Alice em Ozette e percebi queestava muito silenciosa. Contudo ao chegar à porta, comecei a ouviros pensamentos de Nesse sobre ela e Jake. E mesmo sabendo quenão era nada educado espionar a minha filha, acabei cedendo atentação para descobrir finalmente o que havia acontecido entre osdois, já que Bella sempre me bloqueava e nunca soube ao certo quehavia acontecido. E achava aquela história do Juan muito estranha,que foi embora e não voltou para se quer ver a filha.Entrei bem de vagar, procurando fazer o menor barulho possível ecomecei a subir as escadas. Contudo os pensamentos de Nesse meatormentavam imensamente:
  • Jake não!! Não!!Abre essa porta!!Não me deixa aqui nesse quarto escuro!!Jake!!!Por favor!!Ele está com uma mulher na nossa casa¿ Quero morrer!!Quero minhas roupas!! Não vou usar esses trapos!!Jake!! Não suporto essa vida de empregada!!Por que não contrata empregados¿ E o dinheiro que meu pai te deu¿Jake!! Não quero falar sobre Billy!! Deixe-me em paz!!Meu bebê!! Não posso perder o meu bebê!!Tenho que fugir!!Estou louca!! Estou ouvindo vozes!! Não!!!Jake!! Tenho medo dessa casa!!Por favor fica comigo¿Jake! Não!!Jake! Preciso de você!faz amor comigo!!NÃO MORDI SEU PAI!!VOCÊ É UM CANALHA!! ESTÁ SE VINGANDO DE MIM PORQUE ACHAQUE MORDI SEU PAI¿Nunca vai saber que ela é sua filha!!Nunca!!!Minha vingança é que nunca saberá que é pai!!!Te amo tanto, mas te odeio tanto!!
  • - Mas o que é tudo isso¿ O que esse cachorro fez com a minha filha¿Vou matá-lo!!! Desgraçado!!Entrei no quarto de Renesmee e ela ficou assustada o meu ver,tentando disfarçar os seus pensamentos, mas já era tarde demais.- Renesmee Carlie Cullen Black!! Mostre-me agora tudo o que ele fezcom você!! Isso é uma ordem!! Disse nervoso para ela, que choravabastante.- PAI!! NÃO!! NÃO VAI MATAR O JAKE!! POR FAVOR, PAI!! Gritavadescontrolada, andando de um lado para o outro do quarto.- Quero ver tudo!! Agora!! Desde o inicio!! Disse segurando a suamão e ela me mostrou tudo o que havia acontecido.Vi quando Jake partiu para o Havai e Billy ligou pedindo um encontro.Então Nesse foi se encontrar com ela no lago e os dois discutiramfeio. E minha doce filha fez algo que nunca acreditaria se nãoestivesse me mostrando.Depois que Jake voltou e mudou o seu comportamento, deixando-atotalmente seduzida por ele. E o casamento e a lua de mel perfeitaque tiveram.As memórias pareciam normais e de dois adolescentes apaixonadosao extremo. Contudo as memórias de sua chegada na Guatemalaforam as piores, dando-me calafrios a cada uma que via.Fiquei chocado, aborrecido e mortalmente ferido por ver as memóriasde dor e sofrimento que minha filha. E se ele estivesse ao meualcance naquele momento, teria matado sem dó ou piedade.
  • Sempre tive minhas reservas quanto ao Jake, desde a época em queinsistia em me roubar Bella. Mas a nossa convivência nos últimosanos poderia ser considerada até pacífica, mesmo com os nossosconflitos e opiniões distintas. E as coisas só começaram a ficarrealmente estranhas, quando começou a namorar a minha filha.Contudo sabia e sentia o imenso amor que tinha por ela, por isso nãoera uma razão real de preocupação fato de magoá-la de algumaforma. Mas essas lembranças foram totalmente chocantes edesagradáveis e a minha única vontade foi de matá-lo.Fiquei andando de um lado para o outro, tentando resolver o quefaria e vendo o desespero da minha adorável filha. E resolvi queantes de acabar com a vida dele, era uma questão de honra provar ainocência dela, que era considerada uma assassina para o povo de LaPush. Então liguei para todos os Cullens e exigi a presença de todosna casa de Alice, pois a primeira coisa a fazer, seria descobrir quemmordeu Billy.Quando todos chegaram, uma hora depois do meu chamado, contei oque havia acontecido e das desconfianças que tinha. E deixei todosalvoroçados com a hipótese de um deles ter mordido o pai de Jake ejogado a culpa em Nesse.- Pessoal, é o seguinte. Comecei a dizer e todos estavam comoestátuas de pedras olhando para mim e Nesse.- Alguém mordeu Billy, um dia depois que Jake viajou para o Havai. ENesse esteve com Billy antes disso acontecer e os dois brigaram, masquando partiu o deixou ainda vivo. Então temos que descobrir quemfez isso!!- Jake se vingou de Nesse pelo que fez ao se pai e esse é o principalmotivo de tudo o que tem acontecido ultimamente. Conclui.- Como¿ Você está nos dizendo que um de nós mordeu o pai de Jakee deixou Nesse levar a culpa¿ Carlisle disse com olhar pesaroso dedesgosto.
  • [Isso não pode ser verdade!! Não acredito nisso!! Só pode ser umengano imenso!!]- Sim, pai! Alguém fez isso. Disse e comecei a ouvir os pensamentosalvoroçados de todos na sala.[Alice]- OH! Não!! Quem teria a coragem para fazer isso¿ Nãoacredito!! Bella¿ Não, não mesmo! Esme¿ Fora de questão!! Jasper¿Absurdo!! Emmette¿ Talvez, mas duvido que faria isso. Rosi¿ Ela amaNesse e não faria isso!! Megan¿ Ela é a melhor amiga de Nesse. Não!Não! Vou enlouquecer!! Quem terá sido¿ Não acho que alguém aquipudesse fazer isso! Droga.[Esme] Céus!! Não acredito nisso!! Como Jake pode ter se vingado deNesse¿Agora quem fez isso¿ Quem¿ Só posso pensar em trêspossibilidades: Emmette, Jasper e Rosi. OH! Não!! O que estoupensando!! Droga! Eles são meus filhos!! Não posso pensar assim!!Droga de desconfiança.[Carlisle]Não acredito que um dos meus filhos fosse capaz detamanha monstruosidade!! È muito chato essa desconfiança. Mascomo posso pensar em alguém em especial, se amo a todos. Nãoquero acreditar nisso!! Droga!! Como pode ter acontecido isso nanossa família¿ Não!! Pare de pensar mal dos seus filhos!! Pare comisso!! Mas é triste demais!! Não quero imaginar que um deles fez issocom Nesse!! Não!! Droga![Jasper] Isso está parecendo um filme de suspense! Será que alguémfoi realmente capaz de matar o pai de Jake e jogar a culpa emNesse¿ Quem poderia ser capaz disso¿ Rosi¿ Talvez! Não!! Ela odeiaJake, mas ama Nesse!! Droga!! Será que Emmette perdeu o controle¿Ou Megan¿ Não!! Essa desconfiança é uma droga!! Quem terá sido¿Quem¿[Emmette] Isso é uma droga!! Quem perdeu o controle¿ Vou morrerde curiosidade!! Será que Rosi¿ Não!! Não pense assim da sua
  • vampira!! Bella¿ Não!! Alice¿ Não haveria motivos! Não! Carlisle eEsme também não! Só resta Jasper e Meg! Será¿ Vou ficar louco decuriosidade!! Droga!! Quem fez isso¿ Quem estragou a vida dabaixinha¿ Quem¿[Rosali] Bem que gostaria de ter matado aquele velho chato. Mas nãotive a oportunidade! Mas quem fez isso¿ coitada da minha Nesse!Aquele cachorro vai pagar pelo mal que fez a ela!! Será que foi Jasperou Emmette¿ Não!! Não, meu Emmette! Talvez Jasper! Meg¿ Vocêestá louca¿ Como pode desconfiar da sua própria filha¿ Louca!! Quemfez isso¿ Vou arrancar a cabeça com minhas próprias mãos!! Malditoou maldita que estragou a vida da minha pequena criança!! [Nesse] Será que um deles foi capaz disso¿ Como pode ser¿ Sãominha família!! Como pode¿ Não quero acusar ninguém e muitomenos ficar imaginando quem fez isso. É tão doloroso!! Droga!!Gostaria que fosse um pesadelo!! Já pensou se descubro que foiminha mãe¿ Não!! Não pense nisso!! Não pense!!! Esvazie os seuspensamentos!! Você precisa convencer seu pai a não matar seuJake!! Pai!! Se estiver me ouvindo, entenda que o amo apesar detudo... se o matar...não suportarei! Pai, por favor!! Por favor!![Megan] Meu pai eterno!! Quem fez isso¿ será quer foi Jasper¿ Alice¿Emmett¿ Rosi¿ Não!! Emmette e Rosi não!! Eles são seus pais,Megan!! Como pode pensar assim¿ Como¿ Mas Bella não faria issocom a própria filha. E Carlisle e Esme... não consigo imaginá-losfazendo mal a qualquer criatura. Então só me resta Jasper e Alice!Não!! Não quero pensar mal de ninguém!! Pare de pensar besteira,Megan!! Pare!!- Quem você acha que foi¿ Perguntou Esme para mim, com os olhostristes e pude perceber que era como se estivesse chorando de pesar.[Filho, não sabe o quanto me dói pensar que um de vocês fez isso!Estou chorando por dentro]- Ainda não sei, mas tenho uma boa forma de descobrir isso.Respondi, andando de um lado paro outro bem confuso.
  • - Como¿ Perguntou Jasper, abraçando Alice por trás.[Como vai obrigar o assassino a se entregar¿ O que vai fazer¿ ]- Quem descobriu o corpo de Billy sentiu dois cheiros certamente. Ese fosse um humano, não distinguiria o cheiro de Nesse, entãoconcluo que era um dos lobos.- E o que pretende fazer¿ Perguntou Carlisle.[Como pode ter certeza que um dos lobos sabe a verdade¿ O quepretende fazer para desvendar essa trama¿]- Vamos marcar um encontro com os lobos, pois conseguirei ler asmentes e ver quem achou o corpo. E o mais importante, descobri dequem foi o cheiro e porque acusou Nesse.- Calma ai! Disse minha mãe.- O quê¿ Ele perguntou curioso, pois não conseguia ler os seuspensamentos.O que está pensando meu amo¿- Você acha que existe um cúmplice entre os lobos¿ Ela perguntou,olhando espantada para ele.-Sim! Certamente alguém não disse a verdade para Jake. Se fosseassim, ela teria investigado antes de começar a sua vingança.[Alice – Um cúmplice¿ Como¿]
  • [Esme – Um lobo é cúmplice do assassino de um humano¿][Rosali – Não estou entendendo realmente isso!! Como um lobo podeter ajudado um vampiro a matar um humano¿][Emmette – Como¿ Complicou tudo agora!! Não estou entendendonada! Droga!][Jasper – Faz sentido! Quem descobriu o corpo escondeu a verdadepara incriminar Nesse. Quem foi¿][Mega – Meu raciocínio não está acompanhando isso! Um lobo e umvampiro¿ Será que o lobo ajudou a matar¿ Tá complicada paraentender! CHiIII!!][Carlisle – Filho, você acha que um deles sabia a verdade e escondeude propósito¿]- Mas por que um deles teria motivos para prejudicar nossa filha¿ Elacontinuou interrogando.- Isso tenho que descobrir. Mas acredito que nem todos simpatizamcom Nesse.-Não se lembra qual foi a reação quando descobriram que estavagrávida¿- Imagina a decepção que não ficaram quando Jake teve a impressãocom ela, impedido os de matá-la!
  • - isso é verdade. Disse Alice.[Um deles deve odiar Nesse a ponto de esconder a verdade, parasepará-la de Jake. Pois sabia que ele nunca a perdoaria pela morte dopai]- Certamente muitos não gostam de Nesse e só a aturavam por Jake.Mas quando viram a oportunidade de acabar com ela, não tiveramdúvidas em prejudicá-la. Disse Jasper.[Eles não engoliram o lance da impressão como uma meta vampira.Então essa pessoa estava com a faca e o queijo para separa os dois.Mesmo sabendo que era contra a honra que os lobos se orgulham deter]- Vou ligar para Jake e ordenar que levem todos para a lareira danossa antiga casa em Forks. E se não forem, vamos todos para LaPush!! Essa história se resolve hoje! Respondi irritado.- Pai!! Promete que não vai matar meu Jake¿ Promete¿ Promete¿Nesse pedia, ajoelhada aos meus pés.[Paizinho!! Eu o amo muito!! Sei que ele acabou com a minha vida,mas o meu amor não morreu. Não posso imaginá-lo morto! Porfavor!! Por mim!! Não faz nada com meu Jake!! Eu imploro pela vidada sua neta!! Por favor!! Por favor!!]- Toma vergonha nessa cara!! Não vou matá-lo porque é o pai daminha neta, mas se voltar para ele não será mais minha filha!! Tenhao mínimo de vergonha e compostura!! Já não basta ter transado comele hoje¿ Você me mata de desgosto!! Atirei tudo sobre ela, sempensar nos seus sentimentos.Como você pode¿ Depois de tudo o que te fez!! Como pode sehumilhar pela vida dele¿ Ele não te merece!! Não merece a sua filha!!E mesmo assim, está ajoelhada implorando pela sua vida miserável!!
  • Como pode¿ Não acredito que não tenha um pingo de vergonha nacada!!!- VOCÊ TRANSOU COM ELE¿ NÃO ACREDITO NISSO, RENESMMEECULLEN!! Gritou Rosi, furiosa com a revelação.[Não acredito que se entregou para aquele cachorro fedorento depoisde tudo o que te fez¿ Nesse, sua burra!! Ele não te merece!! Nuncamereceu!! Burra!! Burra!!]- Foi mais forte do que eu. Choramingou ainda ajoelhada aos meuspés.[Eu o amo!! O amo!! Isso nunca vai mudar!! O amo muito!!]- Nesse!! Por que foi assim tão fácil¿ Bella perguntou com raiva, masnão tinha idéia do que pensava sobre o assunto.- Não resisti à tentação! Ela continuava a choramingar.[O amor, desejo, paixão que sinto é mais forte que o meu ódio. Cadacélula do meu corpo grita por ele!! Preciso dele para ser feliz!! Nãosuporto cada minuto que fico longe do seu corpo. Sei que sou umasem vergonha, mas não posso mudar isso]- Você é muito burra!!! Disse Megan.[Burra!! Devia ter feito um doce e deixado ele esperar mais umpouco. Seria bem mais emocionante e gostoso!! Fico só imaginandoos dois rolando pelo chão como dois gatos no cio!! Isso é bom. rsrsrs]- PAREM DE ME CRITICAR!! EU O AMO!! NÃO CONSEGUIR MEAFASTAR!! DROGA!! Ela gritava histérica, já sentada no sofá, com acabeça nos joelhos e as lágrimas escorrendo.
  • [Vocês não sabem o que sinto!! Não sabem quanto o amo!! Quanto odesejo!! Passei meses sedenta por um beijo e como conseguiriaimpedi-lo de me beijar¿ Não entendem nada!! Só sabem criticar!!Droga!!][Alice – Ai que bom que se entenderam!! Ela estava sofrendo tantocom essa separação. Espero que fiquem juntos novamente!!Vou fazero que estiver ao meu alcance para ajudá-los][Esme – Que lindo!! Espero que se entendam! Eles formam um casaltão lindo!! Quero se seja feliz com se lobinho, querida][Emmette - Imagina só os dois rolando pela grama, cheios de fogo eluxuria. Queria tanto ver essa cena!! A baixinha deve ter acabadocom o totó. rsrsrsrs][Rosali – Burra!! Burra!!! Como pode descer tanto¿ Como¿ Aquelefedorento não te merece!! Eu o odeio tanto!! Que raiva!!][Megan – Vai me mostrar todos os detalhes depois... estou morrendode curiosidade para saber como foi. Ai!! Como vou esperar paraficarmos a sós¿ Queria saber de tudo agora!! Provavelmente foimaravilhoso e ele fez tudo com ela!! Ai, que curiosidade][Carlisle- Filho, pare de lutar contra a correnteza! Eles se amam emais cedo ao mais tarde vão reatar!! Você deve ouvir ospensamentos dela e compreender que ele é o que precisa para serfeliz][Jasper – Será que esses dois vão finalmente se entender¿ Essa coisade não te quero... não posso... te odeio... Já está dando no saco!!Volta logo para ele, se acaba de tanto transar, e acaba logo comisso!]
  • - Vamos para com essa discussão!! Vou ligar para Jake e ordenar quenos encontre e resolveremos isso tudo.Vou ficar louco com todos pensando ao mesmo tempo! Será querealmente acham que ela deve voltar para ele¿ São todos loucos!!Todos!! Droga!! Não quero minha filha com esse cachorronovamente!.Peguei o telefone e todos voltaram a ficar em silêncio, e pareciamverdadeiras estátuas. E se não fosse pela respiração de Luana, quedormia no colo de Megan, não diria que havia alguém no local.- Jacob Black! O Chamei irritado.Só não mato você por causa da minha filha!! Cachorro miserável!!Como gostaria de arrancar usa patas!! Que ódio!!- Fala! Ele respondeu tranquilamente do outro lado.- Quero que nos encontre em meia hora na lareira da nossa antigacasa de Forks. Quero que todos os lobos estejam presentes, inclusiveos que pararam de se transformar. Se não estiverem lá!!!Invadiremos La Push e atacaremos o seu povo!! Então não tentenada engraçado. Disse tudo muito rápido e desliguei o telefone.Todos continuaram em silêncio e continuei a vasculhar cada mentenaquela sala. E sabia que uma hora alguém se entregaria econseguiria saber quem foi responsável por toda a desgraça da minhafilha.CONTINUABÔNUS - REVELAÇÃO – PVO EDWARD
  • ...REVELAÇÃO – PVO JAKE...REVELAÇÃO – PVO NESSE Voltar para o índice
  • BÔNUS - REVELAÇÃO PVO EDWARD escrita por GLAUCIABLACKPessoal, hoje estou muito estressada e tive um dia péssimo. Entãoresolvi ser má com vocês e não revelar toda a verdade nesse cap,como prometi.Tive horas para chegar em casa e no meio de chuva, alagamento,trem lotado e quase uma hora esperando o último ônibus, decidi queo segredo estava muito fácil de ser desvendado. Pois pelo menosuma pessoa acertou o assassino. Então resolvi mudar a trama inteirae nessas horas de sufoco, minha mente trabalhou muito para umnovo final.Vocês terão a verdade em capítulos e terão que ler um a um paradescobrir tudo o que realmente aconteceu.Desculpem os erros e a falta de criatividade, mas é difícil escrevercom TPM!!Boa leitura!!!Deixem muitos comentários para eu ter boas idéias!!Boa noite!!bjnBÔNUS - REVELAÇÃO PVO EDWARD
  • Já estávamos atrasados para o encontro com os lobos, mas havia umpequeno problema que ainda não tínhamos pensado: Amada.Depois de algumas conversa, para saber quem ficaria com Amanda, afamília decidiu que Megan deveria ficar na casa com ela, enquantopassávamos a limpo a história da morte de Billy com os lobos.Mas permanecei atento a todos os pensamentos, pois sabia quealguém estava disfarçando os pensamentos para que eu nadescobrisse a verdade. Todavia, não consegui nenhum avanço atéaquele momento e fiquei confuso sobre o autor de tamanha maldade.Fomos correndo para a lareira da nossa antiga casa em Forks equando chegamos os lobos já estavam nos esperando, com caras depoucos amigos. Então tratei de começara a conversa e fiquei atentoaos pensamentos de todos, procurando por algo que denunciassealguém.- Jake!! Você imagina para que estamos aqui? Perguntei rispidamentepara ele, que estava na forma de lobo assim como os seus irmãos.É claro que sabe!! Se não sabe... imagina o que pode ser. Pensei.- Gostaria que você e seus irmãos ficassem na forma humana. E podeter certeza que não atacaremos, AINDA. Completei, enquanto todosos lobos estavam e posição de guarda e os vampiros como estátuas,mas prontos para um ataque.[Jake – Nos sentimos mais a vontade como lobos. Espero queentenda!]- Preciso que esteja na forma humana para conversarmos. Todosprecisam ouvir o que falam, não apenas eu. Completei.
  • [Sam - O que ele quer? O que está tramando][Jared – eles não são confiáveis! Acho melhor continuarmos comolobos][Seth – Sejamos razoáveis!! Se eles querem conversar, acho justoque estejamos na forma humana][Leah – Você sempre fica do lado desses sangue sanguessugas!!][Quil – Não é hora de brigarmos!! Temos que decidir se ficaremoscomo humanos ou não][Embry – Eles são justos e acho que não nos atacarão. Devemos dáum voto de confiança][Paul – Vocês me irritam com essa camaradagem com ossanguessugas!! Acho que devemos continuar como lobos!][Colin – Pra mim tanto faz!! Acho que não atacarão e assim podemosconversar!][Brad – Concordo com Colin!][Jake – Vamos ficar na forma humana e se avançarem contra nós...nos transformamos!]
  • Os vários lobos, pelas minhas contas 42, ficaram discutindo sobrecontinuar ou não como lobos. Mas no fim todos foram para a florestae voltaram como humanos, para a nossa não amigável conversa. Jáminha família permanecia imóvel como estátuas de pedra, excetoNesse que estava com o coração acelerado de tanto medo, e sentia oclima pesado e desconfiança que chegava a dá medo.[Esme – Que não haja nenhuma briga. Tomara que possamosresolver isso civilizadamente.Já gosto tanto desses meninos e nãogostaria de machucá-los][Carlisle – Que tudo se resolva rápido e seja um mal entendido. Nãoquero que meus filhos se machuquem! Que tudo corra bem!][Alice- Droga! Droga!! Não consigo ver o que vai acontecer!! Comoisso me deixa angustiada!! Queria tanto saber se tudo vai acabarbem!! Quem matou Billy!! Estou tão ansiosa...tomara que Jas sinta aminha tensão e me ajude com esse humor.][Emmette – Quero que tudo acaba rápido. Só isso!! Que tudo acabebem!!][Rosali – Isso não me cheira bem!! O que Edward espera com issotudo? Será que quer uma guerra?][Jasper – Todos estão muito tensos. Vou tentar amenizar o ambientepara evitar uma briga. E Nesse está tão mal!! Calma,menina! Calma!!Alice, meu amor... fica tranqüila.][Nesse – Pai!! Por favor!! Não faça nada com Jake!! Por favor!! Euimploro pela sua compaixão!! Pense na sua neta e em mim!! Porfavor,paizinho]
  • Minha cabeça estava ficando confusa demais, pois eramaproximadamente 49 mentes falando ao mesmo tempo e medeixando louco. Mas precisava me concentrar nas mentes de todos etentar descobrir quem mordeu Billy e porquê.- O que você quer de nós, Edward? Se for sobre Nesse e eu, meusirmãos não precisam participar dessa reunião. Jacob disse cruzandoos braços e com uma cara muito irritada para mim.[O que você quer? Quer expor a minha vergonha? Expor tudo o queaconteceu em nossa família para todos? Não precisava disso! Bastavame chamar na sua casa, que iria de boa vontade! Agora desembuchalogo!]- Todos sabem que você se casou com Nesse para se vingar dela, oupelo menos acho que sabem. E hoje descobri que você planejou umavingança pela morte de seu pai. Contudo há um grande problemanisso! Fiz uma pausa para ler as mentes a volta.[Ele se casou para se vingar? Disso não sabia!][Nesse matou Billy? Oh!][Como ela pode? É uma miserável!][O quê? Quando perdermos essa parte?][Brincadeira!! Esconderam isso de nós! Quem sabia disso?][Leah – Essa safada!! Sanguessuga miserável!]
  • [Sam – O que eles querem discutir afinal? Não estou entendendo!][Jares – Novidade!! O que ele quer afinal? Explicar o que sua filhafez? Pedir desculpas?][Seth – EH! Ferrou!! Ele descobriu o que Jake fez!! Vai querer matá-lo][Quil – Vai dá “m”. Como ele descobriu?][Vai ter briga? OH!! Vai ser uma “m”][Essa garota com cara de anjo matou Billy?][Paul – Oh! Não!! Não!!][Alice – Tô morrendo de ansiedade!! O que vai acontecer? O quê? Ai!!Ai][Esme – Senhor!! Que tudo acabe bem!! Por favor, que não hajamorte!! Filho se controle][Carlisle – Edward, cuidado com o que fala!! Pega leve!!][Jasper – Estou tentando segurar os ânimos!! Tente ser razoável!!Não provoque muito!!]
  • [Emmette – Não quero matar esses lobos! Droga!!][Rosi – Por que não acabamos com esses vira latas logo? Para quetanta conversa?][Nesse – Pai!! Vai de vagar!! Por favor!! Pega Leve!!]- Ela não mordeu o seu pai.E depois que li sua mente e vi tudo o queaconteceu, conclui que outro vampiro mordeu Billy. Mas ainda nãodescobri quem, então convoquei essa reunião por um motivo.Agora vamos ver quem vai se entregar primeiro? Alguém vai perder ocontrole!! Ninguém consegue mentir e fingir por tanto tempo.- Qual o motivo? Você acha que ela não fez isso, mas não temprovas. E sinceramente, já a perdoei pelo que fez. Então não hánecessidade dessa reunião. Ele disse olhando para Nesse, com olharapaixonado.[Nesse, amo tanto você e não me importo com o que fez. Só queroque volte para mim e fiquem comigo! Não quero mais remexer esselixo, pois isso já nos magôo demais]- O lobo que encontrou seu pai, sentiu o cheiro de mais de umvampiro. Então queremos saber por que se calou? Por que acusouNesse? Existe algo por trás de tudo. Disse e continuei ouvindo ospensamentos, quando uma deles me chamou a atenção.[OH! Não! Eles vão descobrir tudo!! O que faço agora? Calma, cara!!Respira fundo e tente parecer tranqüilo!! Eles não vai descobrir o quefez!! Não vão]
  • Foi ele!! Tenho certeza, mas tenho que dá mais corda para ele seenrolar!! Tenho que deixar pensar que não sei de nada e que estouinvestigando. Tente parecer não ter ouvido nada e continue a jogarsua isca, Edward. Pensei- Como assim? Você está dizendo que um de nós sentiu o cheiro deoutro vampiro e mentiu? É isso? Ele perguntou, apertando as mãosfurioso.[O que você acha que está fazendo? Quem quer acusar? O quepretende? Eles são meus irmãos e nunca me prejudicaria!! Nuncafariam nada para me afastar do meu amor!! Você está louco!!Louco!!]- Sim!! Nesse esteve com seu pai e dos dois discutiram. Mas quandoela saiu de lá, ele ainda estava vivo.Vamos lá!! Continue a pensar!! Continue a se entrega.Focalizei meus pensamentos nele e fiquei ouvindo tudo o quepensava.[Realmente havia mais de um cheiro, mas tive que mentir e acusarNesse. Eram três vampiros contaminando o local com o cheirohorrendo. Mas fui bem recompensado para mentir e dizer que nãosabia se quem era. Mas nunca gostei dessa filhote de sanguessuga eaproveitei a situação para acabar com esse romance ridículo]- Nesse! Conte para nós tudo o que aconteceu naquele dia! Ordenei econtinuei a ouvir os pensamentos dele, enquanto ela falava.Vamos Nesse, distraia a todos! Preciso ouvir mais!! Conte tudoNesse começou a contar o que havia acontecido naquele dia,desde ahora em que acordou até o seu fatídico encontro com Billy. Contudo
  • ficou receosa em contar o que havia feito, mas relatou tudodetalhadamente e Jake ficou bastante chateado. Porém aliviado porela não ter mordido seu pai, apesar do que fez.Todos ouviam o relato atentamente, mas eu fiquei concentrado e emum só pensamento.[Por que tinham que remexer nisso agora? Mas que droga!! Droga!!Eles não podem saber o que fiz!! Não podem saber que haviam trêsvampiros no lago aquele dia. E que um deles mordeu Billy, mas tenhoa certeza que não foi ela. Mas como vou esconder isso agora? Vãoquerer saber quem achou o corpo do Billy e vão saber que fui eu!Droga!! Isso não vai dá certo!! Jake nunca me perdoará por isso!! Osoutros também não aceitarão o que fiz e me banirão do grupo. Comovou olhar para eles? Como vou andar de cabeça erguida agora?Aceitei dinheiro pelo meu silêncio!! OH!! O que faço agora? não dápara negar!! Não tenho mais saída, mas vou levar ele, comigo!! Seeu cair...ele também cairá!! Não vou levar a culpa disso sozinho!!Não mesmo!]- Bem, então foi isso!! Quando sai correndo do lago, ele ainda estavavivo. Nesse completou, olhando para Jake com vergonha do quehavia feito.[Jake! Não quis!! Juro que não, mas perdi o meu controle]- Então foi isso!! Alguém mentiu sobre a morte do meu pai? Jakeficou em silêncio, colocou as mãos na cabeça, fechou os olhos erespirou fundo por um momento.[OH! Não!! Não!! Não quero acreditar nisso? Não posso aceitar umatraição dessas!!Como pude ser tão injusto com ela? não!! Quem foi omiserável que fez isso? Quem? Meu mundo está girando tão rápido!!Parece que estão tirando o meu chão!! Preciso pensar claramentesobre tudo isso, mas não consigo!! Estou tão confuso]- Jake! Fica calmo!! Tudo vai se esclarecer. Aliás, já está seesclarecendo. Falei para acalmá-lo, pois percebi que estava sendosincero.
  • Vamos descobri a verdade hoje e depois decidiremos o que fazer dofuturo.- Nesse, meu amo!! Por favor, perdoe tudo que te fiz. Fui tão injustocom você! Nunca me perdoarei por tudo o que aconteceu!! Nunca!Ele disse com as lágrimas rolando em seu rosto.Tanto tempo perdido!! Tanto amor desperdiçado!! Por uma mentira!!A MENTIRA!! Como alguém pode fazer tal crueldade e destruir umamor tão bonito? Como? Não posso creditar que isso estáacontecendo!!.[Esme – Cuitanho dele!! Que pena!!][Alice – Tudo poderia ser tão diferente!! Por que fizeram isso com osdois?][Rosali – Bem feito!! Nesse merece alguém melhor do que essecachorro][Carlisle – Tudo um grande engano. Como uma mentira pode destruirtanto as pessoas? Eles poderiam ser felizes juntos, mas destruíramtodos os sonhos de amor][Emmette – Sinto-me tão culpado por tudo isso!! Talvez se...][Jasper – Isso é uma pena!! Perderam tanto tempo por uma coisa tãoabsurda! Uma mentira terrível destruiu todos os sonhos que tinham][Embry – Não acredito Nisso!! Tudo uma mentira? Como? Não!!]
  • [Seth –Oh! Não!! Isso é terrível!! Não quero nem pensar no que Jakevai fazer!! Como isso pode ser uma Mentira? Como?][Leah – É bem feito para os dois!! Nunca gostei dessa chatinha!! Pelomenos ela sofreu muito][ Como vamos resolver isso agora? Como ele pode mentir dessaforma? Como? Nunca poderia ter feito isso com Jake!][Cara! Vai da uma “m”!! Como ele pode mentir para Jake? Achei quea sua implicância com Nesse fosse coisa boba, mas mentir dessejeito!! Isso vai acabar muito mal!!][Xiiiii!! E agora!! O que ele vai fazer? Por que mentiu dessa forma?Jake vai matá-lo!! A matilha via se desfazer de vez!! Droga!!!][Quem foi que mentiu? Acho que perdi alguma coisa!][Quem foi mesmo que achou o corpo de Billy? nunca explicaramdireito essa coisa!][Caramba!! Isso está parecendo uma novela!! Quem foi que inventouque Nesse matou Billy? O que Jake vai fazer?]Todo mundo continuava a pensar ao mesmo tempo, mas eu já sabiaquem era o traidor deles. Mas uma coisa me intrigou muito nopensamento dele: Havia três vampiros? Quais? Precisava descobrirquem eram e agora era a hora de forçar o traidor a contar averdade.
  • - Paul, por que não conta para seus irmãos o motivo da MENTIRA?Disse olhando para ele e todos os vampiros e lobos começaram asussurrar ao mesmo tempo.[Quil- Paul? Como? Por quê][Embry - Paul?][Seth - Oh!! Não!! Paul!!][Jared - Paul!!][Colin -Paul?][Nesse - Paul? Mas por quê?][Carlisle - Paul? Não entendo!][Esme - Paul? Por quê?][Jake - PAUL? MAS POR QUÊ? NÃO ENTENDO!! ELE É MEUCUNHADO!! COMO PÔDE? POR QUE FEZ ISSO COMIGO? POR QUÊ? EAGORA? NÃO POSSO MATÁ-LO E ACABAR COM A VIDA DA MINHAIRMÃ E DO MEU SOBRINHO!! MAS QUE DROGA!! POR QUE FEZ ISSO?DROGA!! QUERIA ARRANCAR A SUA CABEÇA!!]
  • - Eu não... não... não... sei o que está falando. Ele disse gaguejandoe muito nervoso, enquanto todos olhavam para ele espantados.[Não!! Não!! E agora? O que faço? O que digo? Eles nunca meperdoarão? Como vou explicar isso? Como? Ai!!]- POR QUE MENTIU? POR QUE ACABOU ISSO COMIGO? POR QUE?Jake gritava nervoso.[Quero matar você!! Acabou com a minha vida!! Por que fez isso?Você fez maltratar a pessoa que mais amo no mundo!! Destruiu meussonhos!! Por que isso? O que levou a fazer isso?Paul começou a contar tudo o que havia acontecido, desde a hora emque saiu de casa e foi para o lago buscar Billy, até o momento querecebeu a propina para silencia o que sabia. Mas como odiava Nesse,resolveu mentir para Jake e acabar com o amor dois.Todos ficaram espantados com o relato e mais ainda quandosouberam quem era o vampiro que pagou pelo silêncio dele.- Emmette? Por que fez isso? Você matou Billy? Como pôde? Eu teodeio!!! Nesse dizia olhando com ódio para ele. E todos da famíliaestavam petrificados de pavor com o que estava acontecendo.[Por que, tio? Por que? Você acabou com a minha felicidade!! Porquê]- Não matei Billy!! Eu juro!! Quando cheguei naquele dia, vi Nessesair correndo. Então fiquei curioso e fui ver o que tinha acontecido, evi ela mordendo Billy. Juro que tudo o que fiz foi para proteger afamília.Ela me jurou que fez aquilo por que ficou furiosa com o que ele dissea Nesse, com a humilhação que a fez passar! Então quando o lobo foime encontrar... paguei muito dinheiro para ele dizer que o cheiro erade um vampiro desconhecido. E quando o corpo fui descoberto etodos achavam que foi enfarte, não vi nenhum perigo para Nesse.
  • Edward, juro que só quis proteger a família!! Tudo o que fiz paraproteger a família!! Não queria que uma guerra começasse e queNesse perdesse o amor de Jake por isso!! Eu juro!! Por favor, acreditaem mim!!-Conte-nos tudo com detalhes!! Queremos saber de tudo bemdireitinho. Disse para ele e vi quando Rosi ficou parada, nos olhandoapavorada com tudo o que estava acontecendo.Emmette começou a contar tudo que havia acontecido naquele dia,detalhando o máximo possível e percebi que estava dizendo averdade quando disse que só queria proteger a família. Pois o tratadocom os lobos era claro a respeito de morder humanos, ainda mais seesse fosse o pai do Alfa deles. E isso significaria uma guerrasangrenta, que causaria a morte de muitos (dos dois lados) e o fimda felicidade de Nesse.Apesar de saber que não fez por mal, fiquei super decepcionado como fez e com o fato de não ter confiado o segredo para a família. Masconsegui entender o seu ponto de vista.Jake ficou estarrecido com a revelação dos fatos e estava sesegurando para não matar o seu cunhado Paul, mas os outros lobosfizeram cara de nojo para ele e tive a certeza que teria o devidocastigo, quando a nossa reunião acabasse.Agora que tudo estava esclarecido e que sabíamos quem haviamordido Billy, só nos restava saber qual a motivação real para aquelecrime e não deixaria que tudo ficasse por isso mesmo.CONTINUABÔNUS – A MENTIRA – PVO?..
  • .BÔNUS – CONFISSÃO – PVO?...BÔNUS – O QUE EU FIZ? PVO NESSE...REVELAÇÃO PVO NESSE...REVELAÇÃO PVO JAKE Voltar para o índice
  • BÔNUS – A MENTIRA escrita por GLAUCIABLACKFui realmente má com vcs!! Mas ainda não terminou!! Não foi oEmmette que mordeu!! Ele só escondeu a verdade para protegeralguém!! Quem¿O outro cap só amanhã!!Quero deixá-las bem curiosas!!!Pessoal, tenho uma reclamação!! Essa fic é muito boa e não tivenenhuma indicação para ela!! Acho que mereço!!BÔNUS – A MENTIRAEu cheguei em casa mais cedo naquele dia e recebi uma ligação deSam, perguntando se poderia fazer um favor. Então aceitei ir até olago Ozette para buscar o velho Billy Black, que por sinal era o meusogro.Peguei meu carro e dirigi em alta velocidade pelas estradas de LaPush e logo cheguei à Ozette. Então deixei meu carro na estrada e fuia pé buscar Billy. Mas quando cheguei, percebi que o velho barcoainda estava na água, contudo não o vi pescando e conclui que haviacaído no rio.Corri até o lago, tirei as minhas roupas rapidamente e nadei até obarco. E para meu espanto, ele estava lá caído e parecia morto.Entrei no barco e senti o cheiro de dois vampiros ou melhor umvampiro e outro cheiro que não era de vampiro, mas que conheciabem: Renesmee.Remei até a terra firme e coloquei Billy deitado na grama, paraexaminar o seu corpo. E foi ai que vi a mordida em seu braço e oaproximei do meu nariz para identificar o cheiro
  • Comecei a sentir o cheiro de um terceiro vampiro na beira do lago efiquei intrigado com os três cheios distintos. Mas de uma coisa eutinha a certeza, o cheio do vampiro que mordeu Billy não era o deNesse.Fiquei parado por um momento e me lembrei de tudo o que haviaacontecido durante aqueles últimos anos. E em como odiava BellaCullen e sua filha, filhote de sanguessuga, então decidi que usariaaquilo para separá-la de Jake. Pois sabia que ele nunca a perdoariapor matar o seu pai. Contudo continuei intrigado com os outroscheiros e decidi que valia pena verificar quem eram, antes dequalquer atitude.Meu plano de acabar com o namoro de Jake e Nesse estava quaseperfeito, mas tinha que eliminar os cheiros que estava em seu corpo.Então levei o seu corpo para o lago e o mergulhei na água, pois sabiaela ajudaria a eliminar os odores vampirescos.Depois que mergulhei Billy na água, coloquei as minhas roupas, olevei para o carro e parti rapidamente para La Push, deixando o corpona casa de Sam.Sam ficou transtornado com a morte de Billy e logo a casa ficou cheiacom os nossos irmãos. Então aproveitei para fugir e tentar descobriros donos dos odores horrendos que havia sentido. Voltando para olago, transformado em lobo, e segui um dos cheiros que me levoupara a casa dos Cullens.Quando cheguei lá, o encontrei sentado no pé de uma árvore e elefico alarmado ao me ver. Então me transformei em humano ecomeçamos a discutir.- Quero saber exatamente por que mordeu Billy Black¿ Pergunteipara ele.
  • - Eu não mordi Billy! Ele respondeu nervoso.- Então foi uma das vampiras que estavam com você!! Rebati.- Como¿ Ele se fez de desentendido.- Nesse e a outra! Uma delas mordeu Billy e isso significa uma guerraentre lobos e vampiros, pois quebraram o acordo e morderam o paido Alfa. Disse para ele.- Não foi Nesse! Tudo bem¿ Podemos fazer um acordo¿ Quanto vocêquer para mentir e dizer aos outros que o cheiro do vampiro eradesconhecido¿ Que não foi um Cullen¿ Quanto¿ Ele me perguntou efiquei tentado com a proposta.- Quanto está disposto a pagar pelo meu silêncio¿ Perguntei para elee realmente estava disposto a fazer um acordo se fosse por muitodinheiro.- Que tal um milhão de dólares em dinheiro vivo¿ Te dou essedinheiro agora mesmo, se prometer ficar em silêncio! Ele disse paramim, cruzando os braços.- Eu aceito!! Vou dizer que não conhecia o cheiro!! Pode trazer odinheiro que esperarei. Respondi para ele.Fiquei ali aguardando e em dois minutos havia voltado com umasacola cheia de maços de dinheiro. E naquele momento não tinhacomo voltar atrás, diante da proposta irrecusável que havia me feito.
  • Voltei correndo, na forma humana, para La Push e fui direto para acasa esconder o dinheiro. Então comecei a pensar que poderia tirarmais vantagem do que pensava, deixando Jake acreditar que Nesseera a culpada e ficando com o dinheiro do vampiro grandalhão.Quando voltei para a casa de Sam, todos já haviam partido e fiquei asós com ele. Então começou a me questionar sobre o local que haviaencontrado Billy e sobre o cheiro do vampiro que esteve com ele.Um lado de mim dizia que deveria seguir o acordo que fizera, mas ooutro me fazia lembrar de tudo o que Jake havia passado com Bella ecom a sua filha Nesse. E também me lembrava de como era metida ese sentia por ser a namorada do nosso alfa.Decidi que mentiria para todos e culparia Nesse pela morte de Billy,mesmo sabendo que outra vampira havia feito aquilo e tinha certezaque seria o fim para ela e Jake.Sam pediu segredo sobre tudo o que havia contato e depois que Jakevoltou, ele contou como seu pai havia morrido. E no inicio fiqueiintrigado por ele continuar com ela, e perguntei para Sam o quepretendia. Então ele me disse que Jake planejou se vingar de Nesse eacabar com a sua vida, o que me deixou extremamente feliz.Os meses se passaram e as noticias que recebi através de Quil,Embry e Seth davam conta que Nesse estava penando nas mãosdele. E achei que finalmente nos livraríamos do vinculo com osvampiros. Todavia ele voltou e ficou louco a sua procura, mas decidique o ajudaria a encontrá-la, ainda com esperanças de que acabassecom vida dela.O fato real é que até hoje não sei ao certo quem foi a vampira quemordeu Billy.
  • Voltar para o índice
  • BÔNUS – CONFISSÃO escrita por GLAUCIABLACKNotas do Autor:PESSOAL, PEÇO QUE DEIXEM COMENTÁRIOS, MAS NÃO COLOQUEMO NOME DA ASSASSINA NO REVIEW PARA NÃO ESTRAGAR ASURPRESA PARA OS OUTROS.ATÉ O PRÓXIMO CAP!!BjinPESSOAL, PEÇO QUE DEIXEM COMENTÁRIOS, MAS NÃO COLOQUEMO NOME DA ASSASSINA NO REVIEW PARA NÃO ESTRAGAR ASURPRESA PARA OS OUTROS.ATÉ O PRÓXIMO CAP!!BjinBÔNUS – CONFISSÃOAquela manhã eu estava entediado e não havia ninguém para caçarcomigo. E apesar de não está com sede, decidi correr pela floresta eprocurar algo para me diverti. Assim corri por Clallam Bay, La Push enão encontrei nada interessante para me distrair. E foi ai que decidi iraté o grande lago Ozette e nadar um pouco.FIMEM BREVEJAKEXNESSE – ALMA GÊMEAMeninas,
  • Não tive tempo para escrever o prólogo definitivo de alma gêmea.Mas posso dizer que será um lindo canto de amor e que narrarádivinamente à vida dois jovens que se amaram por muitas vidas. Etêm uma última oportunidade para concretizar esse amor tão grande.Acompanhem o meu perfil e possivelmente depois do carnaval jápostarei os primeiros caps.Espero realmente que tenham gostado de A MENTIRA!!JAKEXNESSE – ALMA GÊMEA Voltar para o índice As histórias são propriedade de seus respectivos autores. Não nos responsabilizamos pelo material aqui contido. Nyah!® Fanfiction História arquivada em http://fanfiction.nyah.com.br/viewstory.php?sid=55767