Cesta básica do Recife, agosto de 2013

231 views
178 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
231
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cesta básica do Recife, agosto de 2013

  1. 1. ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO Edifício Círculo Católico – Rua do Riachuelo, no. 105, salas 1021/1023 – Boa Vista CEP 50.050 – 400 Fone: (81) 9248-5066 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br - CNPJ 60.964.996.0012/30 1 Nota à imprensa Recife, 04 de setembro de 2013. DIVULGAÇÃO DA CESTA BÁSICA AGOSTO 2013 CONTEXTO REGIONAL Em agosto/2013 o custo da Cesta Básica do Recife apresentou redução de 3,43% o que representou um declínio de R$ 9,61. O valor da cesta em agosto atingiu R$ 270,37, comprometendo 43,35% do salário mínimo líquido só com as despesas de alimentação. A média nacional deste mesmo indicador foi de 45,13%. Em 12 meses observou-se uma elevação de 12,28%, ou R$ 29,58. No mês em análise, apenas cinco das 18 capitais pesquisadas registraram elevação no custo médio do conjunto de bens essenciais, com destaque para Porto Alegre (1,83%). A maiores reduções ocorreram em Goiania (4,04%), Fortaleza (3,96%), Recife (3,43%), João Pessoa (3,39%), Aracaju (2,58%) e São Paulo (2,38%). Nos últimos 12 meses, 14 capitais, para as quais é possivel fazer esta análise, apresentaram elevações, sendo as mais expressivas observadas nas regiões Nordeste e Norte: Salvador (14,35%), João Pessoa (14,07%), Belém (12,88%), Recife (12,28%), Natal (10,93%), Aracaju (9,48%), Manaus (8,89%) e Fortaleza (7,58%). As reduções ocorreram em Florianópolis (3,77%), Goiania (2,07%) e Rio de Janeiro (1,36%). SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO Com base no custo apurado para a cesta de São Paulo, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser capaz de suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o DIEESE estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário. Em agosto deste ano, o menor salário pago deveria ser de R$ 2.685,47, ou seja, 3,96 vezes o mínimo em vigor, de R$ 678,00. Em julho, o mínimo necessário era maior e equivalia a R$ 2.750,83, ou 4,06 vezes o piso vigente. Em agosto de 2012, o valor necessário para atender às despesas de uma família chegava a R$ 2.589,78, o que representava 4,16 vezes o mínimo de então (R$ 622,00).
  2. 2. ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO Edifício Círculo Católico – Rua do Riachuelo, no. 105, salas 1021/1023 – Boa Vista CEP 50.050 – 400 Fone: (81) 9248-5066 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br - CNPJ 60.964.996.0012/30 2 COMPORTAMENTO DOS PREÇOS: Em agosto, metade dos doze produtos pesquisados registraram redução em seus custos médios, destacando-se o tomate (19,08%), o feijão (10,60%), a banana (9,06%), o óleo de soja (4,78%) e a manteiga (4,30%). Os itens que apresentaram os maiores aumentos foram o pão francês (3,17%), a farinha de mandioca (2,89%) e a carne (2,12%). A redução do preço do tomate, observada em 13 capitais, resultou do aumento da oferta do produto, que na região encontra-se em período de safra que vai de julho a outubro, assim como a banana, que tem calendário produtivo semelhante ao do tomate. O aumento da oferta de feijão oriundo de Minas Gerais e Bahia resultou no declínio do preço médio do produto em agosto relativamente à julho. Valor daValor daValor daValor da VariaçãoVariaçãoVariaçãoVariação PorcentagemPorcentagemPorcentagemPorcentagem TempoTempoTempoTempo VariaçãoVariaçãoVariaçãoVariação VariaçãoVariaçãoVariaçãoVariação cestacestacestacesta mensalmensalmensalmensal salário mínimosalário mínimosalário mínimosalário mínimo trabalhotrabalhotrabalhotrabalho no anono anono anono ano anualanualanualanual líquidolíquidolíquidolíquido São Paulo 319,66 -2,38 51,25 103h43m 4,84 4,46 Porto Alegre 311,50 1,83 49,94 101h05m 5,82 1,05 Vitória 310,03 -0,23 49,70 100h36m 6,58 3,83 Manaus 305,78 -1,53 49,02 99h13m 5,34 8,89 Rio de Janeiro 298,42 -0,76 47,84 96h50m 5,89 -1,36 Belém 296,11 -0,99 47,47 96h05m 9,03 12,88 Belo Horizonte 290,54 -1,00 46,58 94h17m -0,12 1,46 Brasília 286,49 0,72 45,93 92h58m 3,82 0,70 Florianópolis 284,33 0,11 45,58 92h16m -1,97 -3,77 Curitiba 281,31 0,59 45,10 91h17m 3,69 0,26 Recife 270,37 -3,43 43,35 87h44m 8,60 12,28 Natal 267,49 -1,52 42,88 86h48m 11,62 10,93 João Pessoa 266,20 -3,39 42,68 86h23m 11,92 14,07 Campo Grande 265,81 0,35 42,61 86h15m 9,41 - Fortaleza 264,38 -3,96 42,38 85h47m 4,59 7,58 Goiânia 258,45 -4,04 41,43 83h52m -1,79 -2,07 Salvador 257,54 -0,84 41,29 83h34m 13,39 14,35 Aracaju 233,19 -2,58 37,38 75h40m 14,28 9,48 Média 45,13 91h21m 2.685,47 678,00 623,76 Pesquisa Nacional da Cesta Basica Fonte: Dieese. Salário Mínimo Líquido: == Salário Mínimo: Tabela I - Custo e Variação da Cesta BásicaTabela I - Custo e Variação da Cesta BásicaTabela I - Custo e Variação da Cesta BásicaTabela I - Custo e Variação da Cesta Básica Agosto de 2013Agosto de 2013Agosto de 2013Agosto de 2013 ==== Salário Mínimo Necessário: = CapitalCapitalCapitalCapital ====
  3. 3. ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO Edifício Círculo Católico – Rua do Riachuelo, no. 105, salas 1021/1023 – Boa Vista CEP 50.050 – 400 Fone: (81) 9248-5066 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br - CNPJ 60.964.996.0012/30 3 A elevação no preço do pão francês reflete a redução da oferta do trigo no mercado doméstico em virtude do declínio da quantidade e qualidade do trigo produzido no Paraná, que enfrenta fortes geadas, situação semelhante à do Paraguai, e da decisão do governo argentino de recompor estoques domésticos do cereal antes de liberar as vendas externas. A pressão sobre o preço do trigo decorrente das restrições de oferta vem sendo agravada pela valorização do dólar que onera ainda mais a importação do produto. O aumento do preço médio da farinha de mandioca reflete a redução da oferta da matéria prima – mandioca – em decorrência da redução da colheita da raiz devido ao clima seco e geadas nas regiões produtoras o que impactou em declínio de 9% de fécula processada na indústria. O preço da carne bovina decorre da oferta mais enxuta de animais para abate e reposição e da elevação de 22% na exportação no primeiro semestre, o que sinaliza uma redução da oferta no mercado interno nos próximos meses. Em termos anuais, observou-se elevação no custo médio em 8 dos 12 produtos pesquisados. Os maiores aumentos foram verificados para a farinha de mandioca (123%), a banana (44,12%), o leite (27,49%), o arroz (20,75%) e o feijão (21,40%). As reduções ocorreram no preço médio do tomate (30,49%), do óleo de soja (10,08%) e do açúcar (8,96%). O preço médio do café não variou nos últimos 12 meses. CESTA X JORNADA DE TRABALHO X SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO CESTA BÁSICA O trabalhador do Recife, que recebeu um salário mínimo líquido (descontado a contribuição previdenciária) do mês de agosto de 2013, gastou R$ 270,37 com despesas de alimentação, comprometendo 43,35% da sua renda, restando 56,65% para serem gastos com os demais itens previstos no Art. 7o. Inciso IV da Constituição (moradia, educação, transporte, saúde, etc). Em agosto de 2012, a cesta custava R$ 240,79, R$ 29,58 a menos que o registrado no mesmo mês de 2013, e comprometia 42,08% do salário mínimo líquido com este tipo de despesa. O montante gasto na compra da Cesta Básica para uma família composta por dois adultos e duas crianças (que consomem o equivalente a um adulto) foi de R$ 811,11 cerca de 1,20 salários mínimos vigentes em agosto de 2013. JORNADA DE TRABALHO A jornada de trabalho exigida em agosto/13 para comprar os produtos que compõem a cesta básica foi de 87h44m contra 90h51m em julho/13, três horas e sete minutos a menos. Em relação a agosto de 2012, o tempo de trabalho necessário para a aquisição da cesta básica no Recife era de 85h10m, duas horas e trinta e quatro minutos a menos que o registrado no mês em análise.
  4. 4. ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO Edifício Círculo Católico – Rua do Riachuelo, no. 105, salas 1021/1023 – Boa Vista CEP 50.050 – 400 Fone: (81) 9248-5066 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br - CNPJ 60.964.996.0012/30 4 Tabela II – Quanto se trabalha para comer em RecifeTabela II – Quanto se trabalha para comer em RecifeTabela II – Quanto se trabalha para comer em RecifeTabela II – Quanto se trabalha para comer em Recife Variação mensal em Agosto de 2013Variação mensal em Agosto de 2013Variação mensal em Agosto de 2013Variação mensal em Agosto de 2013 ago/12ago/12ago/12ago/12 jul/13jul/13jul/13jul/13 ago/13ago/13ago/13ago/13 MensalMensalMensalMensal AnualAnualAnualAnual jul/13jul/13jul/13jul/13 ago/13ago/13ago/13ago/13 ago/12ago/12ago/12ago/12 jul/13jul/13jul/13jul/13 ago/13ago/13ago/13ago/13 240,79240,79240,79240,79 279,98279,98279,98279,98 270,37270,37270,37270,37 (3,43)(3,43)(3,43)(3,43) 12,2812,2812,2812,28 90h51m 87h44m ---- ---- ---- Carne 4,5 kg 62,51 66,15 67,55 2,12 8,06 21h28m 21h55m 13,89 14,70 15,01 Leite 6 l 15,06 19,14 19,20 0,31 27,49 6h13m 6h14m 2,51 3,19 3,20 Feijão 4,5 kg 23,13 31,41 28,08 -10,60 21,40 10h12m 9h07m 5,14 6,98 6,24 Arroz 3,6 kg 8,21 8,96 9,14 2,01 11,33 2h54m 2h58m 2,28 2,49 2,54 Farinha 3 kg 8,61 18,66 19,20 2,89 123,00 6h03m 6h14m 2,87 6,22 6,40 Tomate 12 kg 36,60 31,44 25,44 -19,08 -30,49 10h12m 8h15m 3,05 2,62 2,12 Pão 6 kg 37,08 41,58 42,90 3,17 15,70 13h30m 13h55m 6,18 6,93 7,15 Café 300 g 4,03 4,04 4,03 -0,25 0,00 1h19m 1h18m 13,42 13,47 13,42 Banana 7,5 dz 20,40 32,33 29,40 -9,06 44,12 10h29m 9h32m 2,72 4,31 3,92 Açúcar 3 kg 6,36 5,73 5,79 1,05 -8,96 1h52m 1h53m 2,12 1,91 1,93 Óleo 900 ml 3,77 3,56 3,39 -4,78 -10,08 1h09m 1h06m 3,77 3,56 3,39 Manteiga 750 g 15,03 16,98 16,25 -4,30 8,12 5h31m 5h16m 20,04 22,64 21,67 Tempo que o trabalhador que ganha Salário Mínimo necessita para comprar a Ração Essencial Mínimo. (Decreto Lei no. 399 de 30.04.38).Salário Mínimo em a agosto de 2013: R$ 678,00 Tempo de TrabalhoTempo de TrabalhoTempo de TrabalhoTempo de Trabalho Preço Médio (R$)Preço Médio (R$)Preço Médio (R$)Preço Médio (R$) Total da CestaTotal da CestaTotal da CestaTotal da Cesta ProdutosProdutosProdutosProdutos Quant.Quant.Quant.Quant. Gasto Mensal (R$)Gasto Mensal (R$)Gasto Mensal (R$)Gasto Mensal (R$) Variação (%)Variação (%)Variação (%)Variação (%)
  5. 5. ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCOESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO Edifício Círculo Católico – Rua do Riachuelo, no. 105, salas 1021/1023 – Boa Vista CEP 50.050 – 400 Fone: (81) 9248-5066 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br - CNPJ 60.964.996.0012/30 5 NOTAS METODOLÓGICAS Desde o mês de janeiro/09 o DIEESE vem gradativamente procedendo a atualização metodológica da Pesquisa Nacional da Cesta Básica (vide Nota Técnica). No mês de março, todas as 17 capitais passaram a divulgar a pesquisa já com a atualização do cadastro dos locais de coleta, ponderação dos produtos por tipo e equipamento pesquisado, tipos, marcas e unidades dos produtos atualizados, além de um calendário revisto. Para o Recife, as principais alterações ocorreram no reordenamento dos locais de compra, na medida em que foram eliminadas as cotações em outros municípios da região metropolitana, e ampliado o número de estabelecimentos na capital. Este reordenamento permitiu a inclusão de novos bairros na pesquisa, como é o caso de Vasco da Gama, Mustardinha e Ibura. Atualmente são pesquisados 32 supermercados (entre estabelecimentos de grande, médio e pequeno porte), 24 feiras e mercados públicos de segunda a sexta-feira, 30 padarias e 22 açougues, num total de 108 estabelecimentos. Quanto aos produtos, à exceção do leite, que teve o tipo longa vida incluso na cotação, da carne que incluiu a cotação de três tipos de corte: chã de dentro, chã de fora e patinho, e da manteiga que incluiu a cotação do produto em tablete e pote, os demais ítens não tiveram alteração no tipo pesquisado. No entanto, a partir do mês de março, todos os produtos pesquisados passaram a ter no mínimo três cotações de marcas diferentes.

×