Your SlideShare is downloading. ×
Adultério espiritual_Lição original com textos_122013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Adultério espiritual_Lição original com textos_122013

428
views

Published on

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os …

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Published in: Spiritual

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
428
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Lições Adultos Busque ao Senhor e Viva!Lição 1 - Adultério espiritual (Oseias) 30 de março a 6 de abrilSábado à tarde Ano Bíblico: 1Sm 24–27VERSO PARA MEMORIZAR:“Semearei Israel para Mim na terra e compadecer-Me-ei da Desfavorecida; e a Não-Meu-Povo direi: Tu és o Meu povo!Ele dirá: Tu és o meu Deus!” (Os 2:23).Leituras da Semana:Os 1:1-3; Ez 4:1-6; Os 2:12-18; 4:1-3; Tg 5:1-7; Ap 14:6-12Pensamento-chave: Mesmo em meio ao adultério espiritual e ao juízo divino, o amor de Deus por Seu povo nunca vacila.O profeta Oseias ministrou no fim de um período muito próspero da história de Israel, pouco antes da queda nacionaldiante dos assírios em 722 a.C. Naquele tempo, o povo escolhido de Deus já não adorava somente ao Senhor, mastambém servia a Baal, um deus cananeu.Sendo o primeiro dos profetas menores, o livro de Oseias aborda a questão central da proclamação profética duranteaquele tempo de apostasia: Continuava Deus amando Israel, apesar da prostituição espiritual? Ainda mantinha Seupropósito para a nação, apesar dos pecados dela e do juízo vindouro?A história pessoal de Oseias e a profecia estão inseparavelmente ligadas em seu livro. Assim como o profeta haviaperdoado a esposa infiel e estava disposto a levá-la de volta, Deus estava disposto a fazer o mesmo por Seu povo.O que podemos aprender com a experiência de Oseias e a maneira pela qual o Senhor lidou com o rebelde Israel?Domingo Ano Bíblico: 1Sm 28–31Uma estranha ordem“Quando, pela primeira vez, falou o Senhor por intermédio de Oseias, então, o Senhor lhe disse: Vai, toma uma mulher deprostituições e terás filhos de prostituição, porque a terra se prostituiu, desviando-se do Senhor. Foi-se, pois, e tomou aGômer, filha de Diblaim, e ela concebeu e lhe deu um filho” (Os 1:2, 3).Durante séculos, os estudantes da Bíblia têm debatido a natureza dessa ordem, fazendo perguntas, como: Gômer erauma prostituta ou apenas uma esposa infiel? Ela era imoral antes de seu casamento com Oseias, ou somente depois setornou infiel?Não sabemos ao certo. Uma coisa, porém, é certa: Quando o Senhor falou a Oseias e por meio dele, queria desviar aatenção das pessoas da história de Oseias para a história do Seu amor por Israel. Visto que Gômer era israelita, a históriade seu casamento com o profeta se mistura com a história da aliança divina com Israel.Há paralelos importantes entre a história de Oseias e a experiência de Deus com Israel. Em nível humano, Gômer foiinfiel a Oseias. Em nível espiritual, Israel foi infiel a Deus. Assim como a imoralidade de Gômer feriu o coração de seumarido, a idolatria de Israel entristeceu o coração de Deus. Oseias foi chamado a suportar tristeza de coração erompimento do casamento. Ele deve ter sofrido indignação e vergonha públicas. No entanto, quanto mais eleexperimentava a infidelidade de Gômer, mais profunda era sua compreensão da tristeza e frustração de Deus com Israel.1. Muitas vezes, Deus pediu que outros profetas fizessem algo além da pregação. Como a maneira divina de lidar comSeu povo foi simbolizada pelas ações dos profetas? Is 20:1-6; Jr 27:1-7; Ez 4:1-6“No ano em que Tartã, enviado por Sargão, rei da Assíria, veio a Asdode, e a guerreou, e a tomou, nesse mesmo tempo,falou o SENHOR por intermédio de Isaías, filho de Amoz, dizendo: Vai, solta de teus lombos o pano grosseiro de profeta etira dos pés o calçado. Assim ele o fez, indo despido e descalço. Então, disse o SENHOR: Assim como Isaías, meu servo, ramos@advir.com
  • 2. andou três anos despido e descalço, por sinal e prodígio contra o Egito e contra a Etiópia, assim o rei da Assíria levará ospresos do Egito e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, despidos e descalços e com as nádegas descobertas,para vergonha do Egito. Então, se assombrarão os israelitas e se envergonharão por causa dos etíopes, sua esperança, edos egípcios, sua glória. Os moradores desta região dirão naquele dia: Vede, foi isto que aconteceu àqueles em quemesperávamos e a quem fugimos por socorro, para livrar-nos do rei da Assíria! Como, pois, escaparemos nós?” (Isaías20:1-6 RA)“No princípio do reinado de Zedequias, filho de Josias, rei de Judá, veio da parte do SENHOR esta palavra a Jeremias:Assim me disse o SENHOR: Faze correias e canzis e põe-nos ao pescoço. E envia outros ao rei de Edom, ao rei de Moabe,ao rei dos filhos de Amom, ao rei de Tiro e ao rei de Sidom, por intermédio dos mensageiros que vieram a Jerusalém tercom Zedequias, rei de Judá. Ordena-lhes que digam aos seus senhores: Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus deIsrael: Assim direis a vossos senhores: Eu fiz a terra, o homem e os animais que estão sobre a face da terra, com o meugrande poder e com o meu braço estendido, e os dou àquele a quem for justo. Agora, eu entregarei todas estas terras aopoder de Nabucodonosor, rei da Babilônia, meu servo; e também lhe dei os animais do campo para que o sirvam. Todasas nações servirão a ele, a seu filho e ao filho de seu filho, até que também chegue a vez da sua própria terra, quandomuitas nações e grandes reis o fizerem seu escravo.” (Jeremias 27:1-7 RA)“Tu, pois, ó filho do homem, toma um tijolo, põe-no diante de ti e grava nele a cidade de Jerusalém. Põe cerco contra ela,edifica contra ela fortificações, levanta contra ela tranqueiras e põe contra ela arraiais e aríetes em redor. Toma tambémuma assadeira de ferro e põe-na por muro de ferro entre ti e a cidade; dirige para ela o rosto, e assim será cercada, e acercarás; isto servirá de sinal para a casa de Israel. Deita-te também sobre o teu lado esquerdo e põe a iniqüidade dacasa de Israel sobre ele; conforme o número dos dias que te deitares sobre ele, levarás sobre ti a iniqüidade dela. Porqueeu te dei os anos da sua iniqüidade, segundo o número dos dias, trezentos e noventa dias; e levarás sobre ti a iniqüidadeda casa de Israel. Quando tiveres cumprido estes dias, deitar-te-ás sobre o teu lado direito e levarás sobre ti a iniqüidadeda casa de Judá.” (Ezequiel 4:1-6 RA)Que tipo de testemunho você dá não apenas por suas palavras, mas também por suas ações? Que aspectos de sua vidarevelam que você é não apenas uma boa pessoa, mas um seguidor de Jesus?Segunda Ano Bíblico: 2Sm 1–4Traição espiritualQuando Gômer, esposa de Oseias, cometeu adultério, ele sofreu a agonia da traição, humilhação e vergonha. Aosvizinhos e amigos que viram sua dor, Oseias transmitiu uma mensagem divina por meio de palavras e ações: Israel, aesposa de Deus, era igual a Gômer. O povo escolhido estava cometendo adultério espiritual.O profeta Jeremias comparou os israelitas infiéis a uma prostituta que vivia com muitos amantes, apesar de tudo o queDeus havia provido para eles (Jr 3:1). De forma semelhante, o profeta Ezequiel chamou o idólatra Israel de “mulheradúltera”, que se havia afastado de seu verdadeiro marido (Ez 16:32). Por essa razão, a idolatria na Bíblia é vista comoadultério espiritual.“Se um homem repudiar sua mulher, e ela o deixar e tomar outro marido, porventura, aquele tornará a ela? Não sepoluiria com isso de todo aquela terra? Ora, tu te prostituíste com muitos amantes; mas, ainda assim, torna para mim,diz o SENHOR.” (Jeremias 3:1 RA)“foste como a mulher adúltera, que, em lugar de seu marido, recebe os estranhos.” (Ezequiel 16:32 RA)2. Que advertência é dada em Oseias 2:8-13? Estamos em perigo de fazer essencialmente a mesma coisa?“Ela, pois, não soube que eu é que lhe dei o trigo, e o vinho, e o óleo, e lhe multipliquei a prata e o ouro, que eles usarampara Baal. Portanto, tornar-me-ei, e reterei, a seu tempo, o meu trigo e o meu vinho, e arrebatarei a minha lã e o meulinho, que lhe deviam cobrir a nudez. Agora, descobrirei as suas vergonhas aos olhos dos seus amantes, e ninguém alivrará da minha mão. Farei cessar todo o seu gozo, as suas Festas de Lua Nova, os seus sábados e todas as suassolenidades. Devastarei a sua vide e a sua figueira, de que ela diz: Esta é a paga que me deram os meus amantes; eu,pois, farei delas um bosque, e as bestas-feras do campo as devorarão. Castigá-la-ei pelos dias dos baalins, nos quais lhesqueimou incenso, e se adornou com as suas arrecadas e com as suas jóias, e andou atrás de seus amantes, mas de mimse esqueceu, diz o SENHOR.” (Oséias 2:8-13 RA)A expressão “o trigo, e o vinho, e o óleo” também é usada em Deuteronômio 7:12-14 para descrever produtos básicos que aspessoas desfrutavam em abundância, de acordo com as promessas de Deus dadas por intermédio de Moisés. No tempode Oseias, as pessoas eram tão ingratas para com Deus, tão envolvidas com o mundo, que estavam apresentando essasdádivas divinas aos seus falsos ídolos. Isso nos adverte a não utilizar as dádivas recebidas do Senhor tendo em vistaobjetivos diferentes daquele para o qual elas foram planejadas – Seu serviço (Mt 6:24).“Será, pois, que, se, ouvindo estes juízos, os guardares e cumprires, o SENHOR, teu Deus, te guardará a aliança e amisericórdia prometida sob juramento a teus pais; ele te amará, e te abençoará, e te fará multiplicar; também abençoaráos teus filhos, e o fruto da tua terra, e o teu cereal, e o teu vinho, e o teu azeite, e as crias das tuas vacas e das tuasovelhas, na terra que, sob juramento a teus pais, prometeu dar-te. Bendito serás mais do que todos os povos; não haveráentre ti nem homem, nem mulher estéril, nem entre os teus animais.” (Deuteronômio 7:12-14 RA)“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um edesprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Mateus 6:24 RA)“Como Deus considera nossa ingratidão e falta de apreciação por Suas bênçãos? Quando vemos alguém desprezar ou ramos@advir.com
  • 3. usar mal nossas dádivas, nosso coração e nossas mãos se fecham contra essa pessoa. Mas os que recebem as dádivasmisericordiosas de Deus, dia após dia e ano após ano empregam mal Suas bênçãos e negligenciam as pessoas por quemCristo deu Sua vida. Os meios que Ele emprestou para sustentar Sua causa e construir Seu reino são investidos em casase terras, desperdiçados com o orgulho e satisfação própria, e o Doador é esquecido” (Ellen G. White, Advent Review andSabbath Herald [Revista do Advento e Arauto do Sábado], 7 dezembro de 1886).Você acha fácil usar as dádivas recebidas de Deus de forma egoísta, ou até mesmo de maneira idólatra? Na prática,como podemos evitar esse pecado?Terça Ano Bíblico: 2Sm 5–7Promessa de restauração3. Leia Oseias 2. Qual é a mensagem principal de Deus para Seu povo nesse texto? Como o evangelho é revelado nessecapítulo?A mensagem de Oseias apresenta a profunda verdade do constante amor de Deus por um povo indigno. O capítulo 2contém um longo discurso do Senhor sobre a apostasia de Israel, que é então comparada com esse amor infalível. Após apunição, o marido guiará a esposa em uma viagem ao deserto, onde eles se casarão novamente.Assim, o capítulo termina com a descrição de um tempo futuro, depois do juízo, quando Deus atrairá Israel para amá-Locomo antes (Os 2:12-15). Os animais selvagens não mais devorarão as vinhas e figueiras da esposa, mas se tornarãoparceiros na nova aliança (Os 2:18). Além disso, cada filho receberá um novo nome, revelando novamente a vontadedivina de curar e perdoar as transgressões passadas de Seu povo.“Devastarei a sua vide e a sua figueira, de que ela diz: Esta é a paga que me deram os meus amantes; eu, pois, fareidelas um bosque, e as bestas-feras do campo as devorarão. Castigá-la-ei pelos dias dos baalins, nos quais lhes queimouincenso, e se adornou com as suas arrecadas e com as suas jóias, e andou atrás de seus amantes, mas de mim seesqueceu, diz o SENHOR. Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração. E lhe darei,dali, as suas vinhas e o vale de Acor por porta de esperança; será ela obsequiosa como nos dias da sua mocidade e comono dia em que subiu da terra do Egito.” (Oséias 2:12-15 RA)“Naquele dia, farei a favor dela aliança com as bestas-feras do campo, e com as aves do céu, e com os répteis da terra; etirarei desta o arco, e a espada, e a guerra e farei o meu povo repousar em segurança.” (Oséias 2:18 RA)4. Deus oferece gratuitamente o perdão dos pecados. Qual é o custo do perdão para Deus? Qual foi o custo pessoaldessa lição para Oseias? Os 3:1, 2“Disse-me o SENHOR: Vai outra vez, ama uma mulher, amada de seu amigo e adúltera, como o SENHOR ama os filhos deIsrael, embora eles olhem para outros deuses e amem bolos de passas. Comprei-a, pois, para mim por quinze peças deprata e um ômer e meio de cevada;” (Oséias 3:1-2 RA)Crescendo como homem em Israel, Oseias estava destinado a desfrutar de uma condição privilegiada naquela sociedadepatriarcal. Mas esse privilégio vinha com uma grande responsabilidade. No antigo Israel, o homem tinha que fazer umtremendo esforço para perdoar e receber de volta a esposa infiel, além da aceitação dos filhos gerados por outro homem.Ficar com a esposa, esses filhos e, assim, sofrer a rejeição social deve ter sido uma das mais difíceis experiências davida.Oseias, porém, “comprou-a” de volta. Deus, em certo sentido, fez a mesma coisa pela humanidade, mas o custo foi amorte de Jesus na cruz. Somente olhando para a cruz podemos obter um quadro muito mais claro do preço que Deuspagou para nos resgatar da ruína que o pecado causou.Quarta Ano Bíblico: 2Sm 8–10Acusação contra IsraelOseias 4:1-3 apresenta Deus como Aquele que traz uma acusação ou uma questão jurídica (hebraico rîb) contra Israel. Anação escolhida era culpada diante de seu Deus porque o povo não havia conseguido viver de acordo com os termos daaliança. Verdade, misericórdia e conhecimento de Deus deviam ser as qualidades do relacionamento entre Israel e Ele.De acordo com Oseias 2:18-20, esses são dons que Deus concede ao Seu povo na renovação da aliança.“Ouvi a palavra do SENHOR, vós, filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra,porque nela não há verdade, nem amor, nem conhecimento de Deus. O que só prevalece é perjurar, mentir, matar, furtare adulterar, e há arrombamentos e homicídios sobre homicídios. Por isso, a terra está de luto, e todo o que mora neladesfalece, com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem.” (Oséias 4:1-3 RA)“Naquele dia, farei a favor dela aliança com as bestas-feras do campo, e com as aves do céu, e com os répteis da terra; etirarei desta o arco, e a espada, e a guerra e farei o meu povo repousar em segurança. Desposar-te-ei comigo parasempre; desposar-te-ei comigo em justiça, e em juízo, e em benignidade, e em misericórdias; desposar-te-ei comigo emfidelidade, e conhecerás ao SENHOR.” (Oséias 2:18-20 RA)Devido ao pecado, porém, a vida de Israel foi destituída desses dons da graça. Os crimes listados por Oseias tinhamlevado a nação à beira da anarquia. Os líderes religiosos, sacerdotes e profetas, tiveram parte na deterioração da vida deIsrael naquele momento e foram responsabilizados por isso. Eles tinham grande responsabilidade. Se não enfrentassemos abusos e não condenassem os atos de injustiça, seriam condenados por Deus. ramos@advir.com
  • 4. No Antigo Testamento, a adoração de ídolos era considerada o pecado mais grave porque negava o papel do SenhorDeus na vida da nação e do indivíduo. Devido ao clima seco, as chuvas nas terras de Israel eram questão de vida oumorte. Os israelitas chegaram a acreditar que suas bênçãos, como a vivificante chuva, provinham de Baal. Por isso,construíram santuários para deuses estrangeiros e começaram a misturar imoralidade com adoração.Ao mesmo tempo, a injustiça social se alastrava na terra. As classes ricas em Israel exploravam os camponeses a fim deconseguir pagar tributo à Assíria. Muitos recorriam à fraude e ao engano (Os 12:7, 8). Foi em virtude dessas coisas que operíodo anteriormente pacífico e próspero se tornou um momento de turbulência política e social. O país estava à beirado caos total.“Efraim, mercador, tem nas mãos balança enganosa e ama a opressão; mas diz: Contudo, me tenho enriquecido eadquirido grandes bens; em todos esses meus esforços, não acharão em mim iniqüidade alguma, nada que seja pecado.”(Oséias 12:7-8 RA)“Pobres homens ricos, professando servir a Deus, são dignos de piedade. Enquanto professam conhecer ao Senhor, elesO negam em suas obras. Quão grandes são suas trevas! (Mt 6:23). Afirmam ter fé na verdade, mas suas obras nãocorrespondem à sua religião. O amor às riquezas os torna egoístas, exigentes e arrogantes. Riqueza é poder, efrequentemente o amor a ela corrompe e neutraliza tudo o que é nobre e divino no ser humano” (Ellen G.White, Testemunhos para a Igreja, v. 2, p. 682).“se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas,que grandes trevas serão!” (Mateus 6:23 RA)5. Leia Tiago 5:1-7. Como essas palavras se encaixam com a verdade presente expressa nas mensagens dos três anjosde Apocalipse 14:6-12? Seja qual for nossa posição financeira, como podemos nos proteger contra os perigos que o dinheirosempre apresenta aos seguidores de Cristo?“Atendei, agora, ricos, chorai lamentando, por causa das vossas desventuras, que vos sobrevirão. As vossas riquezasestão corruptas, e as vossas roupagens, comidas de traça; o vosso ouro e a vossa prata foram gastos de ferrugens, e asua ferrugem há de ser por testemunho contra vós mesmos e há de devorar, como fogo, as vossas carnes. Tesourosacumulastes nos últimos dias. Eis que o salário dos trabalhadores que ceifaram os vossos campos e que por vós foi retidocom fraude está clamando; e os clamores dos ceifeiros penetraram até aos ouvidos do Senhor dos Exércitos. Tendesvivido regaladamente sobre a terra; tendes vivido nos prazeres; tendes engordado o vosso coração, em dia de matança;tendes condenado e matado o justo, sem que ele vos faça resistência. Sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda doSenhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimaschuvas.” (Tiago 5:1-7 RA)“Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e acada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora doseu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. Seguiu-se outro anjo, o segundo,dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe asua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cáliceda sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro. A fumaça do seutormento sobe pelos séculos dos séculos, e não têm descanso algum, nem de dia nem de noite, os adoradores da besta eda sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome. Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam osmandamentos de Deus e a fé em Jesus.” (Apocalipse 14:6-12 RA)Quinta Ano Bíblico: 1Sm 17–19Chamado ao arrependimento“A vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (Jo 17:3).O nome Oseias em hebraico significa “o Senhor salva”, e está relacionado com os nomes Josué, Isaías e até mesmo Jesus.O profeta chama o povo a rejeitar o pecado e encontrar refúgio no Senhor seu Deus, porque Ele é seu Criador e Redentor.O propósito do juízo divino era lembrar aos pecadores que sua vida e força provinham dAquele a quem eles deviamvoltar. Por isso, mesmo em meio a todas as advertências e pronunciamentos de juízo, o livro de Oseias apresenta ostemas do arrependimento humano e do perdão divino.O profeta exortou a nação, que estava perecendo no pecado por “falta [do] conhecimento” (Os 4:6), a continuarconhecendo plenamente a Deus e a viver em harmonia com Seus princípios eternos. Foi a falta de conhecimento de Deusque levou o povo à rebelião e acabou resultando no juízo.Em contrapartida, por meio da fé e obediência eles poderiam conhecer o Senhor. Esse conhecimento pode ser próximo eíntimo. É precisamente por isso que o casamento é um símbolo do tipo de relacionamento que o Senhor deseja terconosco.Por isso também a vida cristã é principalmente um relacionamento com o Deus vivo. Por essa razão, o Senhor chama aspessoas para conhecê-Lo e seguir Sua vontade.O problema do pecado trouxe uma terrível separação entre Deus e a humanidade. Mas, pela morte de Jesus na cruz, umcaminho foi feito para que caminhemos lado a lado com o Senhor. Podemos, de fato, conhecê-Lo por nós mesmos.6. Qual é a diferença entre saber coisas a respeito de Deus e conhecer a Deus? Como essa diferença se reflete na nossa ramos@advir.com
  • 5. vida prática? Se alguém lhe perguntasse: “Como posso conhecer a Deus?”, o que você responderia? O que as seguintespassagens ensinam sobre a importância de “conhecer o Senhor”? Êx 33:12, 13; Jr 9:23, 24; Dn 11:32; 1Jo 2:4.“Disse Moisés ao SENHOR: Tu me dizes: Faze subir este povo, porém não me deste saber a quem hás de enviar comigo;contudo, disseste: Conheço-te pelo teu nome; também achaste graça aos meus olhos. Agora, pois, se achei graça aosteus olhos, rogo-te que me faças saber neste momento o teu caminho, para que eu te conheça e ache graça aos teusolhos; e considera que esta nação é teu povo.” (Êxodo 33:12-13 RA)“Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas;mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o SENHOR e faço misericórdia, juízo e justiça naterra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.” (Jeremias 9:23-24 RA)“Aos violadores da aliança, ele, com lisonjas, perverterá, mas o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e ativo.”(Daniel 11:32 RA)“Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade.” (1 João 2:4RA)Sexta Ano Bíblico: 2Sm 13, 14Estudo adicionalCom o tempo, Oseias tomou conhecimento do fato de que seu destino pessoal era um espelho do sofrimento divino, quesua tristeza ecoava a tristeza de Deus. Nesse sofrimento semelhante, como ato de solidariedade com a aflição divina, oprofeta provavelmente tivesse visto o significado do casamento que tinha contraído por ordem divina [...]“Somente vivendo na própria vida o que o divino Esposo de Israel experimentou, o profeta foi capaz de sentir compaixãopela situação divina. O casamento foi uma lição, uma ilustração, em vez de símbolo ou sacramento” (Abraham J. Heschel,Os Profetas; Massachussets, Prince Press, 2001, p. 56).“Em linguagem simbólica, Oseias pôs perante as dez tribos o plano de Deus de restauração em favor de toda pessoapenitente que se unisse com Sua igreja na Terra, as bênçãos asseguradas a Israel nos dias de sua lealdade a Ele na terraprometida. Referindo-se a Israel como aquele a quem Ele ansiava mostrar misericórdia, o Senhor declarou: “Eis que Eu aatrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração. E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta deesperança; e ali cantará, como nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito” (Os 2:14, 15;Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 298).Perguntas para reflexão1. Costumamos pensar que idolatria é se curvar a estátuas. De que forma a idolatria pode ser algo muito mais sutil eenganoso do que isso?2. O que significa conhecer a Deus? Se você diz que “conhece o Senhor”, o que quer dizer com isso? Como esseconhecimento é adquirido?3. Alguns teólogos antigos argumentaram que Deus é impassível, isto é, Ele não sente angústia nem prazer devido àsações de outros seres, como os seres humanos. O que pode levar as pessoas a defender essa posição? Por que devemosrejeitar essa ideia?4. Pense no elevado preço da nossa redenção. O que isso nos diz sobre nosso valor diante de Deus?Respostas sugestivas: 1. Isaías andou nu e descalço para ilustrar o que ocorreria com os prisioneiros egípcios e etíopes epara advertir Israel a não depender do Egito; Jeremias fez jugos e correias para usar e enviar às nações, indicando queNabucodonosor subjugaria os povos; Ezequiel desenhou a cidade de Jerusalém em um tijolo, pôs cerco sobre ela e sedeitou sobre a iniquidade de Israel e Judá. 2. O povo de Deus sofreria por causa da idolatria, ao atribuir aos falsos deusesas bênçãos concedidas pelo Senhor. 3. Deus desejava restaurar a felicidade de Seu povo infiel e levá-lo à reconciliaçãocom seu Criador. 4. Para Deus, o perdão custou a morte de Seu Filho; para Oseias, custou a vergonha diante dasociedade e um preço pago ao amante da mulher adúltera. 5. Tiago advertiu contra as riquezas obtidas por meio dainjustiça, motivada pelo egoísmo e adoração ao ser humano; o Apocalipse adverte contra a falsa adoração, que resultaem injustiça e opressão, em contraste com a adoração ao Deus verdadeiro, Criador e Mantenedor da vida. 6. A diferençaestá na comunhão com Deus, que nos leva a cumprir Sua vontade. Podemos conhecer a Deus pelo estudo da Bíblia,oração e testemunho. Essa foi a experiência de Moisés, João, Daniel e Jeremias.Textos chavesPensamento-chave: Mesmo em meio ao adultério espiritual e ao juízo divino, o amor de Deus por Seu povo nuncavacila.O profeta Oseias ministrou no fim de um período muito próspero da história de Israel, pouco antes da queda nacionaldiante dos assírios em 722 a.C. Naquele tempo, o povo escolhido de Deus já não adorava somente ao Senhor, mastambém servia a Baal, um deus cananeu.Sendo o primeiro dos profetas menores, o livro de Oseias aborda a questão central da proclamação profética duranteaquele tempo de apostasia: Continuava Deus amando Israel, apesar da prostituição espiritual? Ainda mantinha Seupropósito para a nação, apesar dos pecados dela e do juízo vindouro?A história pessoal de Oseias e a profecia estão inseparavelmente ligadas em seu livro. Assim como o profeta havia ramos@advir.com
  • 6. perdoado a esposa infiel e estava disposto a levá-la de volta, Deus estava disposto a fazer o mesmo por Seu povo.O que podemos aprender com a experiência de Oseias e a maneira pela qual o Senhor lidou com o rebelde Israel?Ciclo do AprendizadoUma estranha ordem“Quando, pela primeira vez, falou o Senhor por intermédio de Oseias, então, o Senhor lhe disse: Vai, toma uma mulher deprostituições e terás filhos de prostituição, porque a terra se prostituiu, desviando-se do Senhor. Foi-se, pois, e tomou aGômer, filha de Diblaim, e ela concebeu e lhe deu um filho” (Os 1:2, 3).Durante séculos, os estudantes da Bíblia têm debatido a natureza dessa ordem, fazendo perguntas, como: Gômer erauma prostituta ou apenas uma esposa infiel? Ela era imoral antes de seu casamento com Oseias, ou somente depois setornou infiel?Não sabemos ao certo. Uma coisa, porém, é certa: Quando o Senhor falou a Oseias e por meio dele, queria desviar aatenção das pessoas da história de Oseias para a história do Seu amor por Israel. Visto que Gômer era israelita, a históriade seu casamento com o profeta se mistura com a história da aliança divina com Israel.Há paralelos importantes entre a história de Oseias e a experiência de Deus com Israel. Em nível humano, Gômer foiinfiel a Oseias. Em nível espiritual, Israel foi infiel a Deus. Assim como a imoralidade de Gômer feriu o coração de seumarido, a idolatria de Israel entristeceu o coração de Deus. Oseias foi chamado a suportar tristeza de coração erompimento do casamento. Ele deve ter sofrido indignação e vergonha públicas. No entanto, quanto mais eleexperimentava a infidelidade de Gômer, mais profunda era sua compreensão da tristeza e frustração de Deus com Israel.1. Muitas vezes, Deus pediu que outros profetas fizessem algo além da pregação. Como a maneira divina de lidar comSeu povo foi simbolizada pelas ações dos profetas? Is 20:1-6; Jr 27:1-7; Ez 4:1-6Que tipo de testemunho você dá não apenas por suas palavras, mas também por suas ações? Que aspectos de sua vidarevelam que você é não apenas uma boa pessoa, mas um seguidor de Jesus?Comentário BíblicoTraição espiritualQuando Gômer, esposa de Oseias, cometeu adultério, ele sofreu a agonia da traição, humilhação e vergonha. Aosvizinhos e amigos que viram sua dor, Oseias transmitiu uma mensagem divina por meio de palavras e ações: Israel, aesposa de Deus, era igual a Gômer. O povo escolhido estava cometendo adultério espiritual.O profeta Jeremias comparou os israelitas infiéis a uma prostituta que vivia com muitos amantes, apesar de tudo o queDeus havia provido para eles (Jr 3:1). De forma semelhante, o profeta Ezequiel chamou o idólatra Israel de “mulheradúltera”, que se havia afastado de seu verdadeiro marido (Ez 16:32). Por essa razão, a idolatria na Bíblia é vista comoadultério espiritual.2. Que advertência é dada em Oseias 2:8-13? Estamos em perigo de fazer essencialmente a mesma coisa?A expressão “o trigo, e o vinho, e o óleo” também é usada em Deuteronômio 7:12-14 para descrever produtos básicos que aspessoas desfrutavam em abundância, de acordo com as promessas de Deus dadas por intermédio de Moisés. No tempode Oseias, as pessoas eram tão ingratas para com Deus, tão envolvidas com o mundo, que estavam apresentando essasdádivas divinas aos seus falsos ídolos. Isso nos adverte a não utilizar as dádivas recebidas do Senhor tendo em vistaobjetivos diferentes daquele para o qual elas foram planejadas – Seu serviço (Mt 6:24).“Como Deus considera nossa ingratidão e falta de apreciação por Suas bênçãos? Quando vemos alguém desprezar ouusar mal nossas dádivas, nosso coração e nossas mãos se fecham contra essa pessoa. Mas os que recebem as dádivasmisericordiosas de Deus, dia após dia e ano após ano empregam mal Suas bênçãos e negligenciam as pessoas por quemCristo deu Sua vida. Os meios que Ele emprestou para sustentar Sua causa e construir Seu reino são investidos em casase terras, desperdiçados com o orgulho e satisfação própria, e o Doador é esquecido” (Ellen G. White, Advent Review andSabbath Herald [Revista do Advento e Arauto do Sábado], 7 dezembro de 1886).Você acha fácil usar as dádivas recebidas de Deus de forma egoísta, ou até mesmo de maneira idólatra? Na prática,como podemos evitar esse pecado? ramos@advir.com

×