Gb2013 fernando fragata_centro de pesquisas de energia elétrica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Gb2013 fernando fragata_centro de pesquisas de energia elétrica

on

  • 357 views

 

Statistics

Views

Total Views
357
Views on SlideShare
357
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Gb2013 fernando fragata_centro de pesquisas de energia elétrica Gb2013 fernando fragata_centro de pesquisas de energia elétrica Presentation Transcript

  • Pintura de Aço Galvanizado (AZIQ) – “Sistema “Duplex” Preparação de Superfície e Outros Aspectos Técnicos Autor : Fernando Fragata
  • Falhas Prematuras na Pintura de Aço Galvanizado Cortesia : Heron Mendes
  • Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Detalhes Prévios Importantes Principalmente em Atmosferas Marinha e/ou Industrial “ Sempre que Possível, em Estruturas de Grande Complexidade Geométrica, Aplicar o Esquema de Pintura, Antes da Montagem ”. Obviamente que esta decisão envolve uma análise da relação custo/benefício, a qual vai depender em muito da necessidade da aplicação de esquema de pintura. Exemplos
  • Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Detalhes Prévios Importantes
  • Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Detalhes Prévios Importantes
  • Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Detalhes Prévios Importantes Características deste Processo  Evita-se a contaminação da superfície  Melhores condições operacionais para execução da preparação de superfície e redução de riscos quanto à eficiência na remoção de contaminantes.  Maior facilidade para aplicação das tintas e, como conseqüência, menor possibilidade de ocorrências de falhas no revestimento.  Facilidade para a realização dos serviços de inspeção e fiscalização e menor risco de falhas nos serviços de manutenção futuros. Custo inicial mais elevado, porém pode-se tornar atrativo para condições de elevada agressividade. Cuidados na Montagem das Estruturas As peças têm que ser transportadas, manuseadas e instaladas com cuidado para evitar danos no revestimento. Pense no seu carro e faça o mesmo. Após instalação, executar serviços de retoque (de acordo com a especificação) nas regiões eventualmente danificadas.
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Condições Superficiais do Revestimento de Zinco Novo Envelhecido Diferentes Estágios de Oxidação O Conhecimento das condições superficiais do revestimento de zinco é fundamental para especificação correta do esquema de pintura, especialmente no que diz respeito à preparação de superfície e aos tipos de tinta a serem utilizados.
  • AZIQ Novo Processo de galvanização recente onde a superfície apresentase, em sua totalidade, com brilho e aspecto metálico bem característico. Esta definição é para fins de orientação.
  • Algumas Condições Superficiais do AZIQ Envelhecido
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo Rugosidade Superficial 10 µm Portanto, há que se criar, para certos tipos de tinta (ex.: EPX-NCO, opinião do F2), condições que proporcionem boa adesão do revestimento ao substrato, tanto inicialmente quanto a longo prazo, as quais podem ser obtidas por métodos físicos e/ou químicos.
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo Portanto, há que se criar, para certos tipos de tinta (ex.: Alguns EPX-NCO, opinião do F2), condições que proporcionem boa adesão do revestimento ao substrato, tanto inicialmente quanto a longo prazo, as quais podem ser obtidas por métodos físicos e/ou químicos.
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo Muitos dos Fatores Apresentados a Seguir Aplicam-se Também para o Aço Galvanizado (AZIQ) Envelhecido. Tipos de tinta em contato com a superfície de zinco  Tintas de acabamento de proteção por barreira com alta coesão aplicadas diretamente sobre AZIQ novo (sem rugosidade)
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo Rugosidade Superficial Mas será que este é o único fator responsável pelo descascamento do revestimento por pintura ? NÃO
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo  Tipos de tinta em contato com a superfície de zinco  Não se deve aplicar tintas saponificáveis (ex.: esmalte sintético) diretamente sobre as superfícies de zinco. H20 Destilada NaCl 3,5 % Aço Área de exposição : Aprox. 20 cm2 H20 Destilada NaCl 3,5 % Zinco Volume : 130 ml
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo Aplicação de esmalte sintético diretamente na superfície de aço galvanizado
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo Muitos dos Fatores Apresentados a Seguir Aplicam-se Também para o Aço Galvanizado (AZIQ) Envelhecido. • Espessura total do revestimento e de cada demão de tinta : Sempre deve-se ter em mente que o substrato a ser pintado é um revestimento de zinco, até porque a resistência à transmissão ao vapor d’água / umidade é também função da espessura. • Qualidade das tintas e eficiência na aplicação das mesmas : • A espessura de cada demão de tinta do esquema de pintura também tem que ser compatível com as condições de exposição do revestimento (resistência à radiação solar, a variações térmicas, à umidade, aos agentes químicos, etc)
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Novo
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Envelhecido Superfície mais rugosa, o que facilita a aderência de determinados tipos de tinta. Porém, é importante saber onde os produtos de corrosão foram formados, a fim de se eliminar os sais solúveis da superfície. Caso isto não seja feito, falhas prematuras poderão ocorrer no revestimento.
  • Aspectos Técnicos Importantes na Pintura do Aço Galvanizado (AZIQ) Envelhecido Esquema de pintura aplicado sobre superfície de aço galvanizado envelhecido, contaminada com cloreto. A estrutura estava exposta em atmosfera marinha.
  • Pintura de Aço Galvanizado (AZIQ) – Novo Lavagem c/ água, se possível, auxilio de escova ou manta abrasiva Jateamento abrasivo ligeiro (sweep blasting) Tinta de fundo (ex.: epóxi/Al) Secagem Fostatização Tinta de aderência (ex.: epóxi) Tinta intermediária (ex.: epóxi/Al) (* ) Tinta acabamento (ex.: PU) Desengorduramento Lixamento enérgico * Primer reativo Tinta intermediária (ex.: epóxi/Al) Tinta acabamento (ex.: PU) A especificação completa do esquema de pintura vai depender das condições de agressividade do meio.
  • Pintura de Aço Galvanizado (AZIQ) – Novo (Tintas em Pó) Esquema de Pintura com Tinta em Pó Fosfatização Tinta de fundo epóxi em pó (120 µm) Pré-cura Tinta de acabamento poliéster em pó (100 µm)
  • Pintura de Aço Galvanizado Envelhecido A (setor elétrico) Lavagem c/ água, se possível, com auxílio de escova/manta abrasiva, etc Desengorduramento c/solventes orgânicos isentos de contaminantes Secagem Atmosferas marinha e/ou industrial Escovamento 1 demão de tinta de aderência epóxi (15 a 20)µm Jateamento ligeiro 1 demão epóxi-mástique alumínio (140±10)µm 2 demãos PU acrílico alifático (110±10)µm 2 demãos epóxi-mástique alumínio (280±20)µm 2 demãos PU acrílico alifático (110±10)µm (*) As opções podem ser selecionadas em função da agressividade do meio. (*)
  • Pintura de Aço Galvanizado Envelhecido B (setor elétrico) Lavagem c/ água, se possível, com auxílio de escova Secagem Desengorduramento c/solventes orgânicos isentos de contaminantes Atmosferas marinha e/ou industrial Escovamento e/ou lixamento Jateamento ligeiro Áreas com ferrugem: mínimo St3 Áreas com ferrugem: mínimo Sa2½ Grau SP 11 será exigido em breve. 1 demão epóxi-mástique alumínio (140±10)µm Bater a ferrugem extratificada 2 demãos PU acrílico alifático (110±10)µm 2 demãos epóxi-mástique alumínio (280±20)µm 2 demãos PU acrílico alifático (110±10)µm (*) As opções podem ser selecionadas em função da agressividade do meio. (*)
  • Comentários Sobre os Métodos de Preparação de Superfície Jateamento Abrasivo Ligeiro (Sweep Blasting) Lixamento / Escovamento (tratamento com ferramentas manuais e/ou mecânicas Fosfatização
  • Jateamento Abrasivo Ligeiro (Sweep Blasting)  Jateamento abrasivo ligeiro (para aço zincado pelo processo descontínuo de imersão a quente) : elimina contaminantes da superfície e cria perfil para a aderência mecânica dos revestimentos por pintura. Tem sido utilizado, principalmente, para Aço Galvanizado Novo (AGN), embora se possa utilizá-lo também para AGE. Previsto na ASTM D 6386-99.  Ocorre apenas a quebra do brilho metálico do revestimento de zinco. O perfil é de (5 a10)µm.  As condições operacionais (pressão, granulometria do abrasivo, etc) têm que ser bem controladas.  Tem que ser feito por profissional com qualificação adequada, a fim de evitar a remoção excessiva do revestimento metálico.  Após o jateamento, o pó da superfície deverá ser removido por meio de aspirador / ar comprimido / vassoura de pelo, etc.
  • Lixamento / Escovamento • Lixamento Manual : Tem que ser executado de forma minuciosa para não deixar áreas sem tratamento. Lixas com grana 60 – 120 podem ser utilizadas, assim como outros métodos que confiram rugosidade à superfície. Após o lixamento, remover resíduos com panos brancos embebidos em solvente orgânico adequado e isento de contaminantes oleosos. Lixamento mecânico : mais rápido, porém deve-se ter muito cuidado para evitar o polimento da superfície, sob risco de comprometimento da aderência. Mais adequado ao AGE-A e AGE-B (áreas com ferrugem).
  • Fosfatização  Fosfatização : Tratamento bastante eficaz em promover aderência de esquemas de pintura em aço galvanizado. Tratase de um processo de conversão química, com a formação de cristais de fosfato, em geral de zinco.     A camada de fosfato, além de propiciar condições para aderência, melhora substancialmente o desempenho do sistema global de proteção. É indicado para AGN e sobre ele pode-se aplicar esquemas de pintura com tintas líquidas ou em pó. É aplicado em linhas de tratamento químico e tem que ser executado por empresas que tenham experiência no assunto. Erros na execução deste tratamento conduzem a falhas graves, de forma prematura, no sistema global de proteção.
  • Fosfatização
  • Falha Prematura em Revestimento por Pintura Aplicado em AGN
  • Falha Prematura em Revestimento por Pintura Aplicado em AGN
  • Conclusões  Sem dúvida alguma, o sistema “duplex” é uma das formas mais eficazes de proteção de estruturas e equipamentos, confeccionados em aço-carbono, expostos à atmosfera. O sucesso da pintura aplicada no AZIQ depende de vários fatores como, por exemplo:  Preparação da superfície (etapa vital e mais importante)   Isenta de contaminantes salinos (Cl- ; SO4= ; etc.). O cloreto pode ser proveniente da atmosfera ou da galvanização.  Evitar a cromatização, nos casos em que esteja prevista a pintura.  Rugosidade, principalmente em AZIQ novo.  Tratamentos químicos: bem feitos, conferem excelentes propriedades de proteção. Mal executados, são um desastre.
  • Conclusões O sucesso da pintura (cont.)   Especificação do esquema de pintura  Seleção de tintas mais adequadas para o substrato em questão e que possuam resistência às de exposição.  Espessura total do revestimento por pintura e de cada demão de tinta. Lembrar que o substrato é AZIQ.  Planejamento da pintura  Caso possível, realizar a pintura antes da montagem. É importante considerar o tempo de vida útil de cada revestimento (galvanização e pintura) para orientar esta decisão.  Respeito pela técnica de proteção por pintura (muito importante)
  • Agradecimentos e Contatos • Ao amigo Heron Mendes, pela constante colaboração no envio de fotografias de revestimentos por pintura e metálicos . • Às empresas Mangels e B.BOSH pela atenção e envio de amostras Fernando Fragata Telefone: 21 96334361 Email: fragata200@gmail.com Após 13 de Dezembro