Geografia CGabriel Lourenço, nº2, 12ºB.    Ana Simões, nº6, 12ºB.
• O Fundo Monetário Internacional(FMI) foi criado em Julho de  1944;• A sua sede situa-se em Washington DC, Estados Unidos...
O Fundo Monetário Internacional(FMI) foi criado emJulho de 1944 numa conferência das Nações Unidas ocorridana cidade de Br...
Os objectivos da organização são:• promover a cooperação monetária internacional, fornecendo um  mecanismo de consulta e c...
A sigla FMI tem estado na ordem do dia nos últimos tempos no nossopaís.         Portugal foi um dos países da periferia ma...
Portugal tem como principal debilidade a falta de competitividade dasua economia, devido a problemas estruturais, que têm ...
O crescimento lento e quase residual da nossa economia na última décadaé identificado também como uma das principais causa...
Esta foi no entanto uma negociação muito difícil entre o Governo e o Partido SocialDemocrata, que chegou a ameaçar votar c...
O FMI tem sido muito criticado, pois impõe medidas severas decontenção de gastos públicos, não considerando tais gastos co...
As organizações formais mundiais (fmi)   gabriel lourenço e ana simões
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

As organizações formais mundiais (fmi) gabriel lourenço e ana simões

1,745 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,745
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

As organizações formais mundiais (fmi) gabriel lourenço e ana simões

  1. 1. Geografia CGabriel Lourenço, nº2, 12ºB. Ana Simões, nº6, 12ºB.
  2. 2. • O Fundo Monetário Internacional(FMI) foi criado em Julho de 1944;• A sua sede situa-se em Washington DC, Estados Unidos da América;• O FMI é constituído por 187 países:  Países membros;  Países não-membros.
  3. 3. O Fundo Monetário Internacional(FMI) foi criado emJulho de 1944 numa conferência das Nações Unidas ocorridana cidade de Bretton Woods, em New Hampshire, EstadosUnidos. Nessa conferência, os representantes de 45 paísesmembros concordaram em estabelecer um sistema decooperação económica, desenvolvido para evitar a repetiçãodas políticas económicas desastrosas que contribuíram para aocorrência da Grande Depressão na década de 30.
  4. 4. Os objectivos da organização são:• promover a cooperação monetária internacional, fornecendo um mecanismo de consulta e colaboração na resolução dos problemas financeiros;• favorecer a expansão equilibrada do comércio, proporcionando níveis elevados de emprego e trazendo desenvolvimento dos recursos produtivos;• oferecer ajuda financeira aos países membros em dificuldades económicas, emprestando recursos com prazos limitados e contribuir para a instituição de um sistema multilateral de pagamentos e promover a estabilidade dos câmbios.
  5. 5. A sigla FMI tem estado na ordem do dia nos últimos tempos no nossopaís. Portugal foi um dos países da periferia mais afectados pela actualcrise financeira internacional e os sucessivos Programas de Estabilidade eCrescimento (PEC) não têm ajudado a acalmar os mercados internacionais quecontinuam a pressionar o nosso país. Desde há alguns meses que se fala com cada vez mais insistência naintervenção do Fundo Monetário Internacional em Portugal. Estima-se que o défice português seja cerca de 7,3% do PIB, tendo jáultrapassado há muito o limite de 3% estipulado para os países da Zona Euro
  6. 6. Portugal tem como principal debilidade a falta de competitividade dasua economia, devido a problemas estruturais, que têm mostrado umaincapacidade em aumentar consideravelmente a sua produtividade. Desse modo, a insustentabilidade orçamental cada vez mais próximae o colapso da economia é temido pelos responsáveisgovernamentais, sendo que o Fundo Monetário Internacional se demonstroudisponível para intervir, "no caso de Portugal não conseguir assegurar asustentabilidade orçamental e estiver em problemas”. Esta é de facto uma possibilidade que se tem revelado cada vez maisforte dado que a economia não cresce, a dívida externa atinge valoresmuitos elevados e os mercados estão cada vez mais instáveis.
  7. 7. O crescimento lento e quase residual da nossa economia na última décadaé identificado também como uma das principais causas para a situação em quePortugal se encontra. Apesar da realidade se apresentar cada vez mais complicada, asinstituições estrangeiras continuam a acreditar que com uma correcta e apertadagovernação económica de controlo da despesa pública, o governo portuguêspode conseguir ultrapassar esta crise sem ter a necessidade de solicitar ajudaexterna, facto que constituiria um rude golpe na credibilidade externa do país. A aprovação do Orçamento Geral do Estado para o ano de 2011, queincluía vários cortes na despesa pública, bem como o aumento dareceita, sobretudo através da subida de impostos, foi visto como fundamentalpelos responsáveis governamentais para conseguir um alívio dosestrangulamentos no crédito.
  8. 8. Esta foi no entanto uma negociação muito difícil entre o Governo e o Partido SocialDemocrata, que chegou a ameaçar votar contra mas depois se absteve, sendo que houveainda uma forte contestação social levada a cabo sobretudo pelos sindicatos queconvocaram para o dia 24 de Novembro de 2010 a primeira greve geral em mais de vinteanos. Apesar disso, o Orçamento de Estado foi mesmo aprovado, tendo como medidasmais austeras o aumento do IVA e cortes nos salários da função pública que foram até aos10%. Os problemas centram-se agora na capacidade de execução deste orçamento, vistoque apesar de aprovado o orçamento, a pressão sobre o país não tem abrandado, antes pelocontrário. Portugal tem sido tema cada vez mais recorrente na imprensa económicainternacional devido ao aumento dos juros da dívida pública e ao risco cada vez maiselevado de ser necessário recorrer à ajuda financeira do Fundo de Estabilização Europeu daUE e do Fundo Monetário Internacional. O FMI considera que Portugal apresenta o terceiro pior desenvolvimentoeconómico do mundo em 2012 e que está só melhorará em 2017.
  9. 9. O FMI tem sido muito criticado, pois impõe medidas severas decontenção de gastos públicos, não considerando tais gastos como investimentos.A Acção Global dos Povos promoveu vários "Dias Globais de Acção contra oSistema Capitalista" com manifestações por todo o mundo com início em 18 deJunho de 1999, em Colónia (Alemanha), durante a cimeira do FMI. O nível de instabilidade em países em desenvolvimento gera um grau dedesconfiança em relação ao FMI, fazendo com que as medidas para a concessãode empréstimos sejam austeras. No entanto, alguns factos têm vindo ademonstrar que à medida que o grau de confiança do FMI aumenta, há umaflexibilização das condições dos empréstimos.

×