• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ano Polar Internacional 2007-2008
 

Ano Polar Internacional 2007-2008

on

  • 1,657 views

arctic,education,environment,ipy,polar animals,secondary school civic education,students ...

arctic,education,environment,ipy,polar animals,secondary school civic education,students
DESCRIPTION
Slideshare project elaborated by students (secondary school) for 'International Polar Year 2007', Civic Education, Portugal

Statistics

Views

Total Views
1,657
Views on SlideShare
1,215
Embed Views
442

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

13 Embeds 442

http://torrinhasexploradores.blogspot.com.br 235
http://torrinhasexploradores.blogspot.pt 124
http://torrinhasexploradores.blogspot.com 39
http://aprendizagenspolares.blogspot.pt 25
http://torrinhasexploradores.blogspot.ch 5
http://torrinhasexploradores.blogspot.mx 4
http://torrinhasexploradores.blogspot.it 3
http://torrinhasexploradores.blogspot.com.es 2
http://torrinhasexploradores.blogspot.ro 1
http://torrinhasexploradores.blogspot.com.au 1
http://torrinhasexploradores.blogspot.ca 1
http://torrinhasexploradores.blogspot.fr 1
http://torrinhasexploradores.blogspot.nl 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ano Polar Internacional 2007-2008 Ano Polar Internacional 2007-2008 Presentation Transcript

    • Projecto do grupo de alunos “ Classe Torrinhas Exploradores” Ano Polar Internacional 2007-08 Photo: International Polar Foundation
    • Ano Polar Internacional O degelo Árctico está a ser provocado pelo aquecimento global que ameaça pessoas e espécies animais. O urso polar é um deles. Em 2100 os ursos polares poderão estar extintos, bem como outras espécies. As temperaturas estão a subir no Árctico, duas vezes mais que a generalidade do planeta e podem ascender aos 4-7 Celsius (7-13 Fahrenheit) no ano de 2100. A Sibéria e o Alasca já aqueceram 2-3 C desde 1950. O mar gelado do Pólo Norte poderá desaparecer no final do século , sabendo-se que a massa de gelo já regrediu entre 15 a 20 % nos últimos 30 anos. http://ciberia.aeiou.pt www.lacoctelera.com/.../artedi/Antarctica_08.jpg O degelo no Ártico! www.olharvital.ufrj.br/2006/index.php?id_edic... Ana Coelho, 11 anos, 6I 08 Março 2007
    • Ano Polar Internacional 2007-08 DEGELO O degelo está a tornar-se um perigo no Árctico e isso não é bom sinal. Se o degelo continuar a aumentar desta maneira, poderá ameaçar pessoas e espécies animais tais como o Urso Polar. Estudos confirmam que se assim continuar, este fenómeno poderá levar à extinção de várias espécies animais, em 2100. O degelo é provocado pelo aquecimento global. A massa do gelo já regrediu entre 15 a 20 por cento nos últimos 30 anos. Imagem http://gaia.org.pt Texto adaptado http://www.minerva.uevora.pt/odimeteosol Nuno Teixeira, 12 anos, 6I 08 Março 2007
    • O Urso Polar O Urso Polar é uma das maiores espécies de Ursos. Nome científico: Thalarctos maritimus da ordem dos Carnivora (carnívoro) e da família Ursidae. Embora seja pesado e maciço, move-se com facilidade na paisagem branca do Árctico. Tem pêlo longo e gorduroso. Mantém o seu corpo aquecido e a camada de gordura subcutânea é uma protecção adicional contra o frio. As membranas entre os dedos fazem do urso-polar um nadador mais eficiente que os outros ursos. É o único que dispõe desse recurso . Imagem: http://www.akatu.net/media/ursopolar_getty.jpg Texto adaptado http://www.geocities.com/colosseum/loge/9154/PLpolar.htm Inês Gil, 12anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • A RAPOSA DO ÁRCTICO
      • Magnifica espécie de raposa, tem pele branca no Inverno enquanto que no Verão se torna acinzentado.
      • A sua pele é um bom isolante, o que lhe permite viver em temperaturas até -50 Cº.
      • Esta espécie tem, regra geral, cerca de 90 cm de comprimento, incluindo a cauda.
      • É carnívora e normalmente vive entre 13 a 14 anos.
      Texto e imagem http://www.achetudoeregiao.com Cláudia Carneiro, 11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • Pinguim Imperador
      • O pinguim imperador  (Aptenodytes forsteri)  é a maior ave da família Spheniscidae dos pinguins; os adultos podem medir até 1,1 metros de altura e pesar até 30 kg. Os machos desta espécie são dos poucos animais que passam o Inverno na Antártida. O pinguim imperador caracteriza-se pela plumagem multicolorida: cinzento azulado nas costas, branco no abdómen, preto na cabeça e barbatanas. Esta espécie apresenta uma faixa alaranjada em torno dos ouvidos. A sua alimentação baseia-se em pequenos peixes, krill (o krill - da palavra norueguesa para alimento de baleia - é um grupo de crustáceos muito parecido com o camarão) e lulas, que pescam em profundidades até aos 250 metros. O pinguim imperador pode estar cerca de vinte minutos sem respirar. Os predadores naturais do pinguim imperador incluem a orca, foca leopardo e tubarões.
      • http://topazio1950.blogs.sapo.pt/arquivo/844528.html
      http://www.apena.rcts.pt/cform/curso1/posto8/pinguim2.jpg Carolina Neves, 12 anos, 6C 08 Março 2007
    • O pinguim é uma ave marinha, excelente nadadora, porém não voa. Chega a nadar com uma velocidade até 40 km/hora e passa a maior parte do tempo na água. Este simpático animal possui uma espessa camada de gordura que serve para proteger seu corpo. As asas são recobertas por nadadeiras com plumagem densa, lisa e gordurosa o que torna o corpo impermeável. A maioria dos pinguins possui o peito branco, a cabeça e o dorso pretos. Os pinguins pesam entre 15 a 35 kg e podem viver até pouco mais ou menos 30 anos. Como principais inimigos têm os tubarões, as baleias e as focas-leopardo. Pinguim Alimentam-se de crustáceos, moluscos, peixinhos e pequenos animais marinhos. São ágeis caçadores. Texto e imagem http://www.petfriends.com.br/enciclopedia/esp_aves/aves_enciclopediapinguim.htm Mafalda Morais, 12 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • A Orca Nome Cientifico: Orca ou baleia assassina A Orca ou baleia assassina é o membro de maior porte da família delphinidae . Apesar da designação de baleia assassina, não é, na verdade, uma baleia . O nome provém da alteração da expressão "assassina de baleias" já que caçam outros cetáceos jovens. A Orca pode comer peixes, moluscos, aves, tartarugas. Ainda que caçando em grupo, conseguem capturar presas de tamanho maior, incluindo morsas e outras "baleias” . Está, portanto, no topo da cadeia alimentar oceânica. Pode chegar a pesar nove toneladas. A Orca têm uma vida social complexa, baseada na formação e manutenção de grupos familiares extensos. Comunica através de sons e costuma viajar em formações que assomam ocasionalmente à superfície. A primeira descrição da espécie foi feita por Plínio, o Velho que já a descrevia como um monstro marítimo feroz. Contudo, não se tem conhecimento de ataques a seres humanos no ambiente selvagem, ainda que se saiba de alguns casos de agressões aos seus treinadores em parques temáticos. Tanto vive no mar alto como junto ao litoral. Francisca Miranda,12 anos, 6C 22 Fevereiro 2007 Texto e imagem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Orca
    • A Foca
      • Este magnífico animal pertence à ordem dos Carnívoros, à família dos Pinípedes e alimenta-se com peixes e invertebrados marinhos.
      • A Foca habita preferencialmente nas costas arenosas e de águas pouco profundas, sendo originária da Ásia Central.
      • Chega a medir dois metros de comprimento e a pesar mais de cem quilos.
      • Tem os filhos em terra, apenas um de cada vez.
      • O tempo médio de vida varia entre os 25 e os 35 anos, chegando mesmo a atingir 40 anos.
      Imagem http://www.suffritti.it/Monica/animali/Foca.jpg (Texto adaptado) http://sotaodaines.chrome.pt/Sotao/foca.html Inês Gil, 11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • A Foca Leopardo
      • Nome Cientifico: Hydrurga leptonyx
      • Tem o nome de Foca Leopardo porque apresenta várias pintas pretas na garganta que é completamente branca.
      • Alimentação: Esta espécie costuma caçar Lulas, Pinguins, Krill e Peixes Oceânicos.
      • Onde a podemos encontrar: Podemos encontrar esta Foca na Nova Zelândia, Austrália e América do Sul.
      • Curiosidades:
      • As Focas Leopardo fêmeas são geralmente maiores que os machos.
      • O seu sentido de visão e olfacto são extremamente desenvolvidos.
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Foca_leopardo Cláudia Carneiro, 11 anos, 22 Fevereiro 2007
    • Husky Siberano
      • O Husky Siberiano é uma raça antiga, de aparência primitiva. Ao seu lado tem-se a impressão de estar junto ao elo perdido entre cães e lobos. Esta raça de cães nórdicos destaca-se pela beleza física e pela energia que dispõe.
      • São cobertos por uma densa e dupla camada de pêlo havendo uma variedade de cores e padrões. Geralmente as pernas e as patas são brancas e têm manchas na cara.
      • As cores mais comuns são branco e preto, branco e cinza, branco e vermelho cobre e branco puro e alguns são malhados.
      • Os seus olhos podem ser azuis, cor de avelã, castanhos, verdes ou amarelos,… Algumas vezes podem ter um olho de cada cor, um azul e outro castanho ou avelã.
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Husky_Siberiano Texto adaptado Imagem http://www.cs.helsinki.fi/u/gionis/husky.jpg Texto adaptado Inês Gil, 11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • O Pinguim Imperador
      • Nome Cientifico: Aptenodytes forsteri
      • Esta espécie é a maior da família dos Pinguins.
      • Pelagem: A pelagem desta espécie é a sua maior diferença dos outros Pinguins, por ser multicolorida: cinza-azulado nas costas, branco no abdómen e preto na cabeça e barbatanas, apresenta uma faixa alaranjada em torno dos ouvidos.
      • Alimentação: Baseia-se em peixes, krill e lulas. O Pinguim pesca até cerca de 250 metros.
      • Reprodução: Cada fêmea põe apenas um ovo por ano, no final em Maio/Junho, que abandonam para passarem o Inverno no mar, em busca de alimento.
      • Curiosidades:
      • -O Pinguim Imperador pode estar até cerca de 20 minutos submerso, sem respirar.
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Pinguim_imperador (texto adaptado) Cláudia Carneiro,11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • A Poluição dos mares do Árctico
      • Os acordos internacionais conduziram à redução da poluição petrolífera nos oceanos, nos últimos anos.
      • O petróleo é negro, logo absorve calor, o que provoca o derretimento do gelo.
      • No oceano Árctico está a ser extraído petróleo.
      • O petróleo, resultante de derramamentos acidentais, fica incorporado no gelo, o que provoca a sua poluição e destruição. Se houvesse um derramamento grave, grandes áreas dos bancos de gelo derreter-se-iam. Isso, por sua vez, influenciaria o clima local, o que se reflectiria noutras regiões.
      Texto http://ambiente.dec.uc.pt/~hugojose/POLUICAO.htm Imagem http://www.secundario.maiadigital.pt/NR/rdonlyres/B287B7D2-B2A4-42B6-8992-7A75626E07E8/0/Tundra11.jpg Texto adaptado Inês Gil, 11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • A Poluição no Árctico
      • "Ursos polares, baleias-beluga, focas e aves marinhas são alguns dos animais do Árctico ameaçados pela contaminação química, alertou a organização ambientalista internacional WWF, num relatório que aponta vários riscos associados a este tipo de poluição.
      • «Embora seja difícil estabelecer uma relação directa de causa e efeito, existem razões fortes para relacionar a poluição química com debilidades no sistema imunitário, distúrbios hormonais e alterações de comportamento na vida selvagem do Árctico», refere o documento do WWF (Fundo Mundial para a Vida Selvagem)
      • Vários estudos confirmam que os predadores de topo, como os ursos polares e as belugas, estão altamente contaminados com substâncias químicas, como os pesticidas.
      • Os principais afectados são os ursos polares, baleias belugas, focas e aves marinhas, que revelaram algumas alterações a nível hormonal e no sistema imunitário. Apesar disso, ainda não foi provado que estas consequências sejam realmente derivadas da poluição, mas há fortes indícios de que esse seja o motivo principal.
      • Texto adaptado
      • http://iurisnaturis.blogspot.com/2006/06/wwf-animais-do-rtico-contaminados-com.html
      • http://www.uma.pt/blogs/ambiente/?p=134
      • Imagem
      • http://nordictravel.ru/photos/belugas.jpg
      Inês Gil, 11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • Provérbio Índio
      • Quando o homem tiver cortado a última árvore, poluído a última gota de água, matado o último animal e pescado o último peixe, só então perceberá que o dinheiro não é comestível
      • http://www.polmar.com/poluicao
      Cláudia Carneiro, 11 anos, 6C 22 Fevereiro 2007
    • Trabalho colectivo organizado por:
      • Cláudia Carneiro, 11 anos, nº 7, 6ºC
      • Inês Gil, 11 anos, nº 12, 6ºC
      • Escola Francisco Torrinha
      • Porto, Portugal
      • 2006/2007
      Imagem http://apologo.blogs.sapo.pt/arquivo/Serra%20da%20es