Prevenção acd dom

650 views
550 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
650
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Prevenção acd dom

  1. 1. SEMANA DE PREVENÇÃODE 02 A 06 DE JULHO4º GRUPAMENTO MARÍTIMO - ITAIPÚ
  2. 2. ACIDENTE Evento definido ou sequência de eventos fortuitos enão planejados, que dão origem a uma conseqüênciaespecífica e indesejada, em termos de danoshumanos, materiais ou ambientais.
  3. 3. RISCO Relação existente entre a probabilidade de que umaameaça de evento adverso ou acidente determinado seconcretize e o grau de vulnerabilidade do sistemareceptor a seus efeitos.
  4. 4. PREVENÇÃO Crianças e idosos são os que mais sofrem acidentesdomésticos.
  5. 5. PREVENÇÃO Idosos: Possuem visão e audição mais defasadas, ossos emúsculos enfraquecidos e problemas de locomoção.
  6. 6. PREVENÇÃO Idosos:• Iluminação fraca;• Degraus ou escadas;• Piso ou calçados escorregadios ou tapetes soltos;• Móveis obstruindo a passagem.• Não deixe fios elétricos ou do telefone no chão.Fixe-os às paredes
  7. 7. PREVENÇÃO Crianças: Até 1 ano: os bebês são muito frágeis e precisam de atenção especial. Eles podemsofrer quedas quando começam a se movimentar ou se sufocar colocando objetos naboca. De 1 a 2 anos: A criança imita aquilo que vê, é criativa e explora o mundo a seuredor. Janelas, portas e tomadas devem ser protegidas para evitarquedas, desaparecimentos e choques elétricos. Objetos perigosos(quentes, afiados ou pontiagudos) ou pequenos devem ficar em locais seguros. De 2 a 3 anos: A criança começa a caminhar sozinha e sua curiosidade naturalaumenta sem que tenha noção dos perigos. Janelas, altura e objetos pequenos aindasão um risco De 3 a 4 anos: A criança começa a fazer atividades de lazer mais enérgicas, comoandar de bicicleta ou subir em muros. É grande o risco de queda. De 4 a 6 anos: Nessa fase pré-escolar, a criança começa a realizar atividades queainda não são muito adequadas a seu desenvolvimento físico e intelectual. 8 a 12 anos: As atividades da criança na fase escolar começam a ser desenvolvidasfora do ambiente familiar, em locais mais propícios a acidentes.
  8. 8. ACIDENTES MAIS COMUNS Choque elétrico:Riscos: Formigamento, lesões nos músculos, queimaduras,paradas cardíacas, paradas respiratórias e a morte.-Prevenção: Proteger as tomadas com protetores próprios para isso; Não deixar os fios desencapados e sem isolamento;. Não deixar aparelhos elétricos ao alcance de crianças, e esconder os fios. Evitar sobrecarregar tomadas, ligando diversos aparelhos em uma só. Não fazer ou manter ligações elétricas que não sejam seguras. Não deixar aparelhos elétricos próximos de locais com água Não mexer na eletricidade com as mãos ou roupas molhadas.
  9. 9. ACIDENTES MAIS COMUNS Engasgo ou SufocamentoRiscos: Se uma criança engolir um objeto ou aspirá-lo pelo nariz,ela poderá ter a respiração interrompida, causandosufocamento e morte.-Prevenção: Observar a indicação de idade nas embalagens de brinquedos e não deixar que ascrianças muito novas brinquem com brinquedos pequenos ou com peçasdesmontáveis. Não deixar objetos pequenos (moedas, grãos de feijão, botões) e sacos plásticos aoalcance de crianças. Manter produtos em pó (como talco, por exemplo) fora do alcance para que não ascrianças não os aspirem. Bebês devem dormir sozinhos em berços apropriados, com colchões firmes e semobjetos macios. Brinquedos devem ser sempre certificados com o selo do Inmetro e respeitar a idadedas crianças.
  10. 10. ACIDENTES MAIS COMUNS Queda: Riscos: Dependendo da altura e dos objetos que estiverem nocaminho, as quedas podem causar hematomas, luxações,cortes, fraturas e até mesmo morte.-Prevenção: Evitar que pisos escorregadios fiquem molhados ou sem proteção antiderrapante. Usar calçados com sola de borracha ou outro material antiderrapante. Não deixar tapetes, pedaços de tecido ou papel soltos no chão. Manter os locais de passagem livres, sem móveis ou objetos no meio do caminho. Arredondar pontas de móveis, retirar objetos pontiagudos, cortantes ou irregularesque possam causar machucados mais graves. Manter e usar corrimões em escadas, rampas ou corredores. Proteger janelas e sacadas com telas ou grades. Colocar portões na base e no topo das escadas.
  11. 11. ACIDENTES MAIS COMUNS Queimaduras:Riscos: Além do fogo, as queimaduras também podem ser ocasionadas por:objetos quentes, águaem alta temperatura, vapor, eletricidade e certas substâncias químicas. Além disso, o frioexcessivo também pode causar queimaduras graves.-Prevenção: Não deixar panelas com o cabo para fora do fogão, nem usar panelas ou frigideiras comcabo frouxo. Quando houver criança em casa, travar porta de fornos e jamais deixar a criança sozinhana cozinha. Não deixar o ferro de passar em local de fácil acesso à criança. Verificar a temperatura da água do chuveiro ou da banheira antes de colocar o bebê nobanho. Testar com o dorso da mão ou com a parte de dentro do braço. Não armazenar nem manusear produtos combustíveis (álcool, gasolina, querosene)próximos ao fogo. Não acender isqueiros ou fósforos perto de material combustível. Tomar cuidado ao acender churrasqueiras.
  12. 12. ACIDENTES MAIS COMUNS Envenenamento:Riscos: Cada produto pode apresentar um risco para a saúde.Mas em geral podem trazer irritação de alguns órgãos,asfixia, anestesia ou intoxicações. De acordo com o grau deenvenenamento ele pode levar à morte.-Prevenção: Sempre siga as orientações do fabricante dos produtos. Não mantenha esses produtos em locais de fácil acesso à criança (evitar guardá-losembaixo da pia ou do tanque). Deixe-os sempre no alto e, se possível, trancados. Jamais utilize as embalagens de produtos químicos para outros coisas. Não use garrafas de refrigerantes ou outras embalagens de produtos alimentícios paraarmazenar produtos de limpeza, pois podem ser confundidos e ingeridos. Não use medicamento sem indicação médica, nem medicamentos vencidos. Nunca se refira a um medicamento como doce e gostoso e que vai deixar forte e fazercrescer. Fale a verdade e não confunda a criança. Não descarte medicamentos no lixo comum (eles podem ser devolvidos ao posto de saúdeou na farmácia onde foram comprados; Mantenha a torneira do gás fechada durante a noite.
  13. 13. ACIDENTES MAIS COMUNS Afogamentos:Riscos: Quando o líquido entra no aparelho respiratórioem grande quantidade, os pulmões podem parar defuncionar. A falta de oxigênio pode parar o cérebro,causando danos graves ou levando à morte.-Prevenção:• Não deixar crianças nadarem em piscinas, mares ou rios sem a presença de um adulto quesaiba nadar.• Manter as crianças sempre com coletes salva-vidas.• Não permitir que crianças sozinhas tomem banho em banheira.• Manter tanques, banheiras e máquinas de lavar sempre vazios ou tampados. Colocarbaldes e bacias no alto quando em uso e guardar de virado de boca para baixo quandovazio.• Usar travas que mantenham fechados vasos sanitários.• Ensine as crianças a nadar a partir dos quatro anos.• Aprenda técnicas de primeiros socorros.
  14. 14. SOCORROProblema/AcidenteTipo de Atendimento GeralFerimentos (quedas,acidentes com facasou ferramentas)Lavar e secar o local. Fazer curativo com gaze. Se sangrar,estancar o sangue utilizando gaze ou tecido limpo e pressionado aregião intensa e continuamente.Fraturas (quedas) Não movimentar a vítima antes de imobilizar a região (colocar omembro fraturado da forma mais correta possível) temporariamente.Afogamento Retirar a água do pulmão (deitar a vítima de bruços, com o rostopara o lado e os braços dobrados com a mão embaixo da cabeça,comprimir suas costas na altura dos pulmões e levantá-la pelasaxilas, quantas vezes necessário) e fazer respiração boca a boca.Queimadura Abafar a pessoa com cobertor e colocá-la em repouso em um lençollimpo. Retirar a roupa (caso haja parte grudadas em seu corpo,mantê-las e cortar ao redor). Lavar as queimaduras com muitaágua. Dar água para a vítima beber e um analgésico para diminuir ador.
  15. 15. CONCLUSÃO A melhor forma de evitar acidentes é se prevenir.

×