• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
RETORNO DO ESPÍRITO SANTO
 

RETORNO DO ESPÍRITO SANTO

on

  • 534 views

RETORNO DO ESPÍRITO SANTO

RETORNO DO ESPÍRITO SANTO
RCC - ESTADO DE SP

Statistics

Views

Total Views
534
Views on SlideShare
534
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    RETORNO DO ESPÍRITO SANTO RETORNO DO ESPÍRITO SANTO Document Transcript

    • CARTA ABERTA À RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO ESTADO DE SÃO PAULOBarueri, 01 de janeiro de 2013.“Quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, queprocede do Pai, ele dará testemunho de mim. Também vós dareis testemunho, porqueestais comigo desde o princípio.” (Jo 15,26-27).Irmãos e irmãos em Cristo, a paz de Jesus!Estamos iniciando um novo ano, fruto da bondade e providência de Deus. Este é tempooportuno para respondermos ao chamado daquele que nos amou e se entregou por nós:Jesus Cristo, nosso Senhor. É hora de recomeçar a partir do Espírito!Iniciamos também, um novo tempo de mandato na coordenação estadual. Deus, em suabondade e misericórdia, escolheu-nos para estar junto a Ele. Concedeu-nos a graça de,durante os dois próximos anos e auxiliados pelo Espírito Santo, realizar Sua santavontade.Deus não nos chamou tão somente para “fazer” algo, ainda que o serviço deevangelização seja importante e necessário. Ele chamou-nos para “estar” com Ele.Viver na intimidade de sua presença e deixar-nos aperfeiçoar por seu Santo Espírito.No início desse novo tempo na RCC de nosso Estado e aproveitando os ensejos do Anoda Fé que estamos vivendo, gostaria de descrever algumas moções que Deus trouxe aomeu coração nesse primeiro dia de 2013. Penso que elas podem servir como guias a nosorientar nesse tempo.Retorno ao Espírito SantoDurante o Congresso Nacional da RCC em 2012, Patty Mansfield, uma das pioneiras doMovimento e pregadora, exortava-nos sobre o perigo de esquecer-nos a primazia quedeve dar ao Espírito e querermos nós assumir o lugar dele. “Passado apenas 40 anos doinício da RCC, deixaremos novamente o Espírito Santo cair no esquecimento?Achamos, porventura, que podemos seguir em frente sem contar com sua providencialajuda?”, questionava-nos Patty.Esta é uma questão séria e central na vida da RCC. A presença e ação do Espírito Santoem tudo que vivemos e fazemos são constitutivos da vida carismática. O Espírito, “queprocede do Pai e dá testemunho do Filho”, é a “alma da Igreja” e, portanto, daRenovação Carismática Católica. Esquecermo-nos dEle, ou relega-lo a segundo plano,significaria abandonar nossa missão na Igreja e no mundo.
    • A beata Elena Guerra dizia: “Retornemos ao Espírito para que o Espírito retorne a nós!”Por isso, queremos propor, especialmente nesse ano de 2013, que todos os grupos deoração tenham por missão “tornar o Espírito Santo conhecido, amado e adorado”.O próprio Espírito há de ensinar os métodos e meios pelos quais as lideranças poderãoconcretizar esse chamado carismático. Sejamos dóceis. Uma sugestão que aquipropomos – além daquelas que já conhecemos e realizamos – é o Terço do EspíritoSanto. Oração que poderia ser rezada no inicio de cada grupo de oração, inserindo osparticipantes num ambiente propício as experiências que ali serão vividas com oEspírito Santo.No início: Pai-Nosso ... Ave-Maria ... Creio ...Nas contas grandes do Pai-Nosso: Recebereis a força do Espírito Santo e sereis minhatestemunha.Nas contas pequenas da Ave-Maria: Vinde Espírito Santo!No fim do Terço: Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendeineles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis aface da terra. Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz doEspírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmoEspírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém!Durante todo o transcorrer do grupo de oração, os dirigentes, assistidos pela graçaprópria que lhes foi dada, esforcem-se para favorecer momentos de “batismo no EspíritoSanto”. Através das canções e orações, estimulem os participantes a se abrirem aos donscarismáticos. Sempre que possível, realizem nos grupos de oração, pregações sobre oEspírito Santo e sua ação. Creiamos nisto irmãos: quando o Espírito for conhecido,amado e adorado, seremos verdadeiramente um povo apaixonado por Jesus. Afinal,“ninguém pode dizer Jesus é o Senhor, senão pela ação do Espírito” (cf. 1Cor 12,3).Prática das virtudesA vida nova que nos foi dada em Cristo, por sua morte e ressurreição, só pode ser vividasegundo o Espírito de Deus. Fazer a experiência do Espírito, dizer-se “batizado noEspírito Santo” e não viver as exigências de tão grande dom é uma terrível incoerência.A Cultura de Pentecostes não será moldada por quem simplesmente recebeu os dons ecarismas, mas por quem os colocou em prática. Para ser protagonista da Cultura dePentecostes, devemos “viver segundo o Espírito”, deixando-nos modelar até atingirmosa perfeição da santidade.Estamos aqui no concreto da vida cristã. A experiência subjetiva, aquela que vivemosna intimidade de nosso coração, deve agora ser traduzida na vida. Os nossoscomportamentos devem refletir e dar autenticidade à experiência que fizemos com oEspírito. “A vida moral dos cristãos é sustentada pelos dons do Espírito Santo. Estes sãodisposições permanentes que tornam o homem dócil para seguir os impulsos do mesmoEspírito.” (CIC 1830).
    • Sabemos que o momento é oportuno para darmos testemunho de nossa fé.Testemunharmos nossa experiência com Deus através de uma vida comprometida com aVerdade. Para isso, além dos dons infusos, dos carismas extraordinários e dos frutos doEspírito, queremos propor a prática das virtudes como elemento fundamental parasemearmos no mundo a Cultura de Pentecostes.São Gregório de Nissa dizia que “o objetivo da vida virtuosa é tornar-se semelhante aDeus”. Além disso, as virtudes tornam eficaz o testemunho de vida de quem foiverdadeiramente tocado pelo Espírito de Deus.As virtudes teologais estão voltadas para Deus. Infundidas pela graça santificante, elastornam os homens capazes de viver em relação com a Santíssima Trindade. São elas quefundamentam e animam o agir moral do cristão, vivificando as virtudes humanas.As virtudes teologais são três: fé, esperança e caridade. Sugiro que todos os membrosdo Movimento, quando possível, leiam e reflitam sobre essas virtudes nos números1812 a 1829 do Catecismo da Igreja Católica. Particularmente, estarei meditando sobreessas virtudes e escrevendo mensalmente sobre elas. Estaremos disponibilizando ostextos em nosso site estadual.Dentre as virtudes humanas – aquelas que regulam os atos humanos, ordenam aspaixões humanas e guiam a conduta humana segundo a razão e a fé – o Magistériodestaca as virtudes cardeais. Elas são quatro: prudência, justiça, fortaleza e temperança.O Catecismo trata sobre elas nos números 1805 a 1809. Também meditaremos sobreelas ao longo deste ano.Com tudo isso, queridos irmãos e irmãs, queremos apontar para a urgência da santidadeem nosso tempo. Somos chamados e devemos priorizar nossa vocação à uma vida santa,permeada por uma contínua ação do Espírito Santo em nós. É por isso que dizia a beataElena Guerra: “É o Espírito Santo que faz os santos. Aspirar a tão grande destino e nãoser devotos do Espírito Santo é uma contradição.” E acrescentava: “sem o EspíritoSanto ficaremos naquilo que somos”.Desejo que estas moções, bem como todas aquelas que viveremos em comunhão comtodo o Movimento no Brasil, possam ajudar-nos a responder com perfeição o nossochamado.Que o Espírito Santo nos conceda a graça de uma vida virtuosa e nos torne testemunhasda Cultura de Pentecostes!Fraternalmente,Rogério SoaresPresidente do Conselho Estadual da RCC SP