“I Seminário GETACS: tendências, perspectivas e expectativas do agronegócio”
       O CENÁRIO PRODUTIVO BRASILEIRO
       ...
EMISSÃO DE GASES DE EFEITO
         ESTUFA




          Sertão, 24/08/2010
          Trigo
Emissões globais de GEE

            Setor                              Uso final/Atividade   GEE
Transporte 13,5%



Elet...
Emissões de CO2
                      1990
 Mudança no
Uso da Terra e               Energia
  Florestas
     77%
         ...
Emissões e remoções antrópicas de gases de efeito estufa




         Em Mil toneladas
Evolução da Emissão de GEE

                       60                                                        70%
         ...
PROPORÇÃO, PELO POTENCIAL DE AQUECIMENTO
 GLOBAL, DE TODOS OS GASES DE EFEITO ESTUFA




Fonte: www.worldmapper.org, 2009.
EFEITO ESTUFA NATURAL
           E
EFEITO ESTUFA ACELERADO




         Sertão, 24/08/2010
         Trigo
O EFEITO ESTUFA

            SOL


30%




                      70%


       Fonte: IPCC, 2007
+1000000 ???



 OBSERVADOS & PROJETADOS




-1000 ???
Evolução das concentrações
        mundiais GEE
                                    CO2



Concentrações de CO2, CH4 e N2O...
MUDANÇA NA TEMPERATURA GLOBAL E CONTINENTAL

                                     0,9

                0,9

              ...
VARIAÇÕES DA TEMPERATURA DA TERRA

                                                       6,4 0C
Melhor estimativa
Cenário...
Tendências: Temperatura
         1,0                                          1,6




Desvios da temperatura
             ...
Variação temperaturas médias mínimas anuais.
Variação das temperaturas médias mínimas anuais em Campinas (SP) entre 1890 e...
DESVIOS DA TEMPERATURA MÉDIA (0C)
               Passo Fundo, 2007
                                   1,5
Desvio da Temper...
DESVIOS DA TEMPERATURA MÍNIMA (0C)
         Passo Fundo, 2008
                                    1,5
Desvio da Temperatur...
DESVIOS DA TEMPERATURA MÁXIMA (0C)
         Passo Fundo, 2008
                                    1,5
Desvio da Temperatur...
VULNERABILIDADES




     Sertão, 24/08/2010
     Trigo
DERRETIMENTO DA CALOTA POLAR

Desde 1979 reduziu
cobertura em 20%




    Limite geleira
    Ártica em 1979




          ...
SINAIS DO AQUECIMENTO GLOBAL?




1928




2004                                   Geleira Upsala, Patagônia, Argentina

Ta...
Árvores “bêbadas”




400 bilhões de t Metano no Permafrost
200 milhões de ha
85% Degradada
             Fonte: Extraído de Nobre, 2009
Vila Lângaro - julho 2007                Vila Lângaro - julho 2007




Coxilha - julho 2007                     Vila Lânga...
Importância dos solos no ciclo de carbono

                                                 Pg
           Atmosfera       ...
NOVA GEOGRAFIA DA
PRODUÇÃO AGRÍCOLA?????




        Sertão, 24/08/2010
        Trigo
Café
Cultura: Café Arábica


Zoneamento Atual
Cultura: Café Arábica
Cenário: A2

Ano: 2020
Cultura: Café Arábica
Cenário: A2

Ano: 2050
Cultura: Café Arábica
Cenário: A2

Ano: 2070
CANA-DE-AÇÚCAR
Sugar Cane
Scenario A2
   2010
Sugar Cane
Scenario A2
   2020
Sugar Cane
Scenario A2
   2050
SOJA
Situação Geral – Tendências 2070




                              2020



 Fonte: Pinto & Assad, 2008
Parâmetros do zoneamento
   para as frutíferas de clima
           temperado
    Marcos Wrege, Flávio Herter, Sílvio Stein...
SITUAÇÃO ATUAL




   Horas    de
   frio
   (<7,2ºC)




                            Horas de frio     101 - 150   351 - ...
SITUAÇÃO ATUAL +1 0C




   Horas    de
   frio
   (<7,2ºC)




                            Horas de frio +1ºC   101 - 150...
SITUAÇÃO ATUAL +3 0C




   Horas    de
   frio
   (<7,2ºC)




                                                          ...
SITUAÇÃO ATUAL +5,8 0C




   Horas    de
   frio
   (<7,2ºC)




                                                        ...
TRIGO
POTENCIAIS:

MITIGAÇÃO




  Sertão, 24/08/2010
  Trigo
POTENCIAL                     SOLOS AGRÍCOLAS
                                    1.350 Mha

 MUNDIAL                     ...
Manejo Conservacionista
       do Solo

              SPD
      Fonte: Extraído de Assad, 2009; Denardin, 2009
Brasil- Evolução da área cultivada em Plantio Direto
                 1972/73 à 2005/06
    Período 96-05

    Y=-3564+1,7...
Taxas de acúmulo do C
                                               Cerri et al., 2007; Bernoux et al., 2006

           ...
Evolução da MO nos solos do RS

                     80                                         1988      1999
           ...
POTENCIAIS: ADAPTAÇÃO




       Sertão, 24/08/2010
       Trigo
ADAPTAÇÃO

            Adaptação


Extremo
inferior                Extremo
                        superior
Expressão de gene toleranteBR16: 2.5%
            P58: 2.5%               à seca na Soja




    P58 (BR-16 /com gene)
Fig...
O
 que
fazer?!
O que eu posso fazer?
Utilização de gravata: >2 0C no verão =
                              EUA: 900 Kg CO2 ano-1
        ...
DESAFIOS:
  Atenção às mudanças nos sistemas agrícolas
produtivos quanto a emissão de GEE
  Práticas agrícolas que favoreç...
MUITO OBRIGADO!!!
   anderson@cnpt.embrapa.br




       Sertão, 24/08/2010
       Trigo
Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas   Anderson Santi
Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas   Anderson Santi
Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas   Anderson Santi
Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas   Anderson Santi
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas Anderson Santi

1,092
-1

Published on

Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas Anderson Santi

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,092
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cenario Produtivo E Mudancas Climaticas Anderson Santi

  1. 1. “I Seminário GETACS: tendências, perspectivas e expectativas do agronegócio” O CENÁRIO PRODUTIVO BRASILEIRO FRENTE ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS Anderson Santi Pesquisador Embrapa Trigo Sertão, 24/08/2010 Sertão, 24/08/2010 Trigo
  2. 2. EMISSÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA Sertão, 24/08/2010 Trigo
  3. 3. Emissões globais de GEE Setor Uso final/Atividade GEE Transporte 13,5% Eletricidade&Calor 24,6% Outros 9,0% CO2 77% Indústria 10,4% Emissões Fugitivas 3,9% Processos Industriais 3,4% Mud. Uso Terra 18,2% - Balanço: Desmatamento HFCs, PFCs, SF6 1% CH4 14% Agricultura 13,5% N2O 8% Resíduos 3,6% Fonte: Baumert et al., 2005
  4. 4. Emissões de CO2 1990 Mudança no Uso da Terra e Energia Florestas 77% 21% Processos Total 1990 77% Industriais 2% 979 milhões t CO2 1994 Mudança no Uso da Terra e Energia Florestas 23% 75% Processos 75% Industriais 2% 76% Total 2005 Total 1994 1575 milhões t CO2 1030 milhões t CO2
  5. 5. Emissões e remoções antrópicas de gases de efeito estufa Em Mil toneladas
  6. 6. Evolução da Emissão de GEE 60 70% 50 GEE Total 49 CO2 Equivalente (Gt) 40 30 28,7 20 10 0 1970 1980 1990 2000 2004 Fonte: Adaptado de IPCC, 2007
  7. 7. PROPORÇÃO, PELO POTENCIAL DE AQUECIMENTO GLOBAL, DE TODOS OS GASES DE EFEITO ESTUFA Fonte: www.worldmapper.org, 2009.
  8. 8. EFEITO ESTUFA NATURAL E EFEITO ESTUFA ACELERADO Sertão, 24/08/2010 Trigo
  9. 9. O EFEITO ESTUFA SOL 30% 70% Fonte: IPCC, 2007
  10. 10. +1000000 ??? OBSERVADOS & PROJETADOS -1000 ???
  11. 11. Evolução das concentrações mundiais GEE CO2 Concentrações de CO2, CH4 e N2O CH4 - Excedeu os valores pré-industriais - Aumentou rapidamente desde 1750 devido à atividade humana. Relativamente pouca variação N2O antes da era industrial Fonte: IPCC, 2007
  12. 12. MUDANÇA NA TEMPERATURA GLOBAL E CONTINENTAL 0,9 0,9 1,0 1,0 0,6 0,6 0,7 0,9 0,6 Fonte: IPCC, 2007
  13. 13. VARIAÇÕES DA TEMPERATURA DA TERRA 6,4 0C Melhor estimativa Cenário inferior (B1) é 1.4 C (1,1 C a 2,9 C) 1,1 0C Cenário Superior (A1FI) é 4.0 C ( 2,4 C a 6,4 C). Fonte: Adaptado de IPCC, 2007
  14. 14. Tendências: Temperatura 1,0 1,6 Desvios da temperatura 1,6 Desvios da mínima anual no período temperatura de 1897 a 2004, em mínima anual Pelotas, RS. no período de 1955 a 2004, em Pelotas, RS. Fonte: Adaptado de Steinmetz et al., 2005
  15. 15. Variação temperaturas médias mínimas anuais. Variação das temperaturas médias mínimas anuais em Campinas (SP) entre 1890 e 2006 Campinas (SP) Período: 1890 e 2006 Y= 14,18 + 0,0225 x 2,6 0C 117 anos Temperatura (0C) Anos Fonte: Adaptado de Pinto & Assad 2008
  16. 16. DESVIOS DA TEMPERATURA MÉDIA (0C) Passo Fundo, 2007 1,5 Desvio da Temperatura média (ºC) y = -17,241 + 0,0088 x 1 0,5 0 -0,5 -1 -1,5 1987 1917 1922 1927 1932 1937 1942 1947 1952 1957 1962 1967 1972 1977 1982 1992 1997 2002 2007 Anos Fonte: Cunha et al., 2007
  17. 17. DESVIOS DA TEMPERATURA MÍNIMA (0C) Passo Fundo, 2008 1,5 Desvio da Temperatura mínima (ºC) 1 y = - 22,66 + 0,0115 x 0,5 0 -0,5 -1 -1,5 1987 1917 1922 1927 1932 1937 1942 1947 1952 1957 1962 1967 1972 1977 1982 1992 1997 2002 2007 Anos Fonte: Cunha et al., 2007
  18. 18. DESVIOS DA TEMPERATURA MÁXIMA (0C) Passo Fundo, 2008 1,5 Desvio da Temperatura máxima (ºC) y = - 6,429ns + 0,0033ns x 1,0 0,5 0,0 -0,5 -1,0 -1,5 1937 1987 1992 1917 1922 1927 1932 1942 1947 1952 1957 1962 1967 1972 1977 1982 1997 2002 2007 Anos Fonte: Cunha et al., 2007
  19. 19. VULNERABILIDADES Sertão, 24/08/2010 Trigo
  20. 20. DERRETIMENTO DA CALOTA POLAR Desde 1979 reduziu cobertura em 20% Limite geleira Ártica em 1979 Fonte: Adaptado de NASA, 2003
  21. 21. SINAIS DO AQUECIMENTO GLOBAL? 1928 2004 Geleira Upsala, Patagônia, Argentina Taxa de derretimento de 42 Km3 ano-1
  22. 22. Árvores “bêbadas” 400 bilhões de t Metano no Permafrost
  23. 23. 200 milhões de ha 85% Degradada Fonte: Extraído de Nobre, 2009
  24. 24. Vila Lângaro - julho 2007 Vila Lângaro - julho 2007 Coxilha - julho 2007 Vila Lângaro - julho 2007 Fonte: Berton, 2007
  25. 25. Importância dos solos no ciclo de carbono Pg Atmosfera 765 Vegetação 470-655 Solo (0-30cm) ~800 Solos (1m) 1500-1600 Valores em Gt de C ; 1Gt = 109 t = 1 Pg
  26. 26. NOVA GEOGRAFIA DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA????? Sertão, 24/08/2010 Trigo
  27. 27. Café
  28. 28. Cultura: Café Arábica Zoneamento Atual
  29. 29. Cultura: Café Arábica Cenário: A2 Ano: 2020
  30. 30. Cultura: Café Arábica Cenário: A2 Ano: 2050
  31. 31. Cultura: Café Arábica Cenário: A2 Ano: 2070
  32. 32. CANA-DE-AÇÚCAR
  33. 33. Sugar Cane Scenario A2 2010
  34. 34. Sugar Cane Scenario A2 2020
  35. 35. Sugar Cane Scenario A2 2050
  36. 36. SOJA
  37. 37. Situação Geral – Tendências 2070 2020 Fonte: Pinto & Assad, 2008
  38. 38. Parâmetros do zoneamento para as frutíferas de clima temperado Marcos Wrege, Flávio Herter, Sílvio Steinmetz, Carlos Reisser Jr. O zoneamento para frutíferas de clima temperado baseia-se nas horas de frio (< 7,2ºC) e no risco de geada na floração, que depende da temperatura mínima do ar (ºC).
  39. 39. SITUAÇÃO ATUAL Horas de frio (<7,2ºC) Horas de frio 101 - 150 351 - 400 601 - 650 Valores 151 - 200 401 - 450 651 - 700 0 0,001 - 50 50,1 - 100 201 - 250 251 - 300 301 - 350 451 - 500 501 - 550 551 - 600 701 - 750 751 - 800 801 - 836 ¯ Fonte: Lab. Agromet. Embrapa Clima Temperado (2007)
  40. 40. SITUAÇÃO ATUAL +1 0C Horas de frio (<7,2ºC) Horas de frio +1ºC 101 - 150 351 - 400 601 - 650 Valores 151 - 200 401 - 450 651 - 700 0 0,001 - 50 50,1 - 100 201 - 250 251 - 300 301 - 350 451 - 500 501 - 550 551 - 600 701 - 750 751 - 800 801 - 836 ¯ Fonte: Lab. Agromet. Embrapa Clima Temperado (2007)
  41. 41. SITUAÇÃO ATUAL +3 0C Horas de frio (<7,2ºC) ¯ Horas de frio + 3ºC 0,001 - 50 151 - 200 301 - 350 451 - 836 Valores 50,1 - 100 201 - 250 351 - 400 0 101 - 150 251 - 300 401 - 450 Fonte: Lab. Agromet. Embrapa Clima Temperado (2007)
  42. 42. SITUAÇÃO ATUAL +5,8 0C Horas de frio (<7,2ºC) ¯ Horas de frio + 5,8ºC 0,001 - 50 151 - 200 301 - 350 Valores 50,1 - 100 201 - 250 351 - 836 0 101 - 150 251 - 300 Fonte: Lab. Agromet. Embrapa Clima Temperado (2007)
  43. 43. TRIGO
  44. 44. POTENCIAIS: MITIGAÇÃO Sertão, 24/08/2010 Trigo
  45. 45. POTENCIAL SOLOS AGRÍCOLAS 1.350 Mha MUNDIAL 0,4 a 0,8 Gt C ano-1 Cultivos conservacionistas ‘ Culturas Cobertura Adubação orgânica Dif. sistemas culturas Cultivos mistos Agrofloresta REST. ÁR. DEGRAD. PASTAGENS E SOLOS DESERTIF. 3.700 Mha POTENCIAL 1.100 Mha 0,01 a 0,3 Gt C ano-1 SEQÜESTRO C 0,2 a 0,4 Gt C ano-1 Manejo pastagens SOLOS MUNDO Controle erosão água Melhoramento Pastagens 0,4 a 1,2 Controle erosão ventos Manejo de Queimadas Manejo Nutrientes Gt C ano-1 Florest. áreas marginais Conservação água/ armazenamento IRRIGAÇÃO 275 Mha 0,01 a 0,03 Gt C ano-1 Gotejamento/Subsuperficial Melhorar drenagem Controle salinização Melhorar eficiência uso e conservação água Fonte: Lal, 2004
  46. 46. Manejo Conservacionista do Solo SPD Fonte: Extraído de Assad, 2009; Denardin, 2009
  47. 47. Brasil- Evolução da área cultivada em Plantio Direto 1972/73 à 2005/06 Período 96-05 Y=-3564+1,79X 1.790.000 ha/ano Fonte: Adaptado de FEBRAPDP, 2008
  48. 48. Taxas de acúmulo do C Cerri et al., 2007; Bernoux et al., 2006 Média de 0,50 tC ha-1 ano-1 para a camada 0-10 cm Ex.: 100 mi ha PD mundo= 6% terras Terras cultivadas: 1,67 bi Fonte: Soil & Tillage Research, 2007 - Editorial Fonte: Adaptado de Bernoux et al., 2006; Cerri et al., 2007
  49. 49. Evolução da MO nos solos do RS 80 1988 1999 64,1 % Amostras de Solo 60 53,6 40,5 40 29,7 20 5,9 6,2 0 Baixo Médio Alto Teor de MO Fonte: Rheinheimer et al., 2000
  50. 50. POTENCIAIS: ADAPTAÇÃO Sertão, 24/08/2010 Trigo
  51. 51. ADAPTAÇÃO Adaptação Extremo inferior Extremo superior
  52. 52. Expressão de gene toleranteBR16: 2.5% P58: 2.5% à seca na Soja P58 (BR-16 /com gene) Figure rd29A:DREB1Aransgenic 2. ahast soybean (left,2)BR-16 sem gene plants plants T and original the veriety, BR16 (right after appliedUmidade ofhumidity:29days, 2.5% The 2.5% drought (5% stress do solo then2.5%:17days). Umidade do solo were plants without (15.0%) stress growing normally the like plants ofthis left picture. picture taken This was inApril the before evaluatio 17, day 9th in Figure 3.
  53. 53. O que fazer?!
  54. 54. O que eu posso fazer? Utilização de gravata: >2 0C no verão = EUA: 900 Kg CO2 ano-1 Brasil: 300 Kg CO2 ano-1 Então 1 ar condicionado equivaleria a ~ 62 árvores mata atlântica 16 reflorestamento pinus Um carro 1.0 com 18 mil km ano: 560 árvores mata atlântica, ou 140 reflorestamento pinus Pressão consumidor Europeu: MacDonald’s e Cargill – não comprarão, respectivamente, carne e soja de áreas de desmatamento recente.
  55. 55. DESAFIOS: Atenção às mudanças nos sistemas agrícolas produtivos quanto a emissão de GEE Práticas agrícolas que favoreçam o sequestro de Carbono no solo Intensificação de culturas na rotação Adição de altas quantidades de palhada e raízes Melhoramento direcionado Adaptação Sertão, 24/08/2010 Trigo Trigo
  56. 56. MUITO OBRIGADO!!! anderson@cnpt.embrapa.br Sertão, 24/08/2010 Trigo
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×