O que é a regra dos 3 rs
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

O que é a regra dos 3 rs

on

  • 5,640 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,640
Slideshare-icon Views on SlideShare
5,640
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
109
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O que é a regra dos 3 rs O que é a regra dos 3 rs Document Transcript

    • o que é a regra dos 3 Rs?<br />"R" de Reduzir<br />O primeiro passo para diminuir a quantidade de lixo é sem dúvida reduzir o que consumimos. Consumir não é necessariamente adquirir alimentos, e sim produtos para qualquer finalidade. Muitas vezes compramos coisas das quais não precisamos, e ficamos dias, meses e anos acumulando "tranqueiras" quando um belo dia decidimos renovar tudo (principalmente na passagem do ano, não é?) e jogamos todas as nossas "tranqueiras" fora.<br />Uma outra forma que aumentamos o lixo de casa sem muitas vezes perceber é comprando produtos revestidos com muitas embalagens que no final jogamos fora, ou com embalagens não-recicláveis, por exemplo o isopor.<br />Então por que não pensamos um pouquinho mais quando fazemos compra, se realmente precisamos das coisas que compramos, pois além de diminuir o lixo, muitas vezes estaremos economizando!<br />"R" de Reutilizar<br />Após pensarmos em reduzir o que consumimos podemos agora procurar reutilizar as coisas antes de jogá-las fora. Podemos reaproveitar os potes de sorvete para guardar comida, fazer arte com garrafas de refrigerante ou jornal, por exemplo papel machê. Imagine se conseguirmos usar pelo menos mais uma vez as coisas que consumimos, o quanto estaríamos diminuindo o lixo de casa! <br />"R" de Reciclar <br />Após evitar consumir coisas desnecessárias, reaproveitar outras, agora é hora de pensar em reciclar. Muitos materiais podem ser reciclados e cada um por uma técnica diferente. <br />A reciclagem permite uma diminuição da exploração dos recursos naturais e muitas vezes é um processo mais barato do que a produção de um material a partir da matéria-prima bruta. <br />A lata de alumínio é um exemplo do dia-a-dia de qualquer um, pois vemos que mal acabamos de tomar o refrigerante e já tem alguém interessado na latinha. Isso porque o Brasil é o número 1 em reciclagem de latinhas, e o valor do alumínio é bem atraente para aqueles que não possuem outra fonte de renda.<br />Fonte: www.ib.usp.br<br />REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR<br />OS 3 R'S <br />O problema do lixo é um problema sério que, por enquanto, não tem solução. Cada paulistano produz por dia uma média de 1,05kg de lixo, um pouco acima da média nacional, que é de cerca de 800 gramas por dia. Pode-se calcular então que um paulistano irá produzir até o fim de sua vida cerca de 25,68 toneladas por dia. Os números do lixo são ainda maiores em países desenvoilvidos, onde o consumo é maior, um nova-iorquino produz em média 1,77 kg por dia (40 toneladas até o fim da sua vida). Onde colocar todo esse lixo? A resposta é: Não existe onde. Dentro de poucos anos, se for mantida a produção atual de lixo, não haverá mais local onde colocar tanto lixo! <br />A solução então é simples, vamos reciclar! Essa pode parecer a solução ideal para o problema, mas não é. o lixo deve sim ser reciclado, mas antes de reciclar devemos tentar diminuir ao máximo a quantidade de lixo que produzimos reutilizar tudo o que pudermos e então reciclar. <br />Isso deve ser feit,o pois quanto maior a quantidade de lixo reciclado, maior será a quantidade de lixo produzido e de recursos naturais utlizados. E nem todo o tipo de lixo pode ser reciclado, assim a solução mais eficiente por enquanto para o problema do lixo são os três "Rs". Não é porque um material é reciclado que vamos consumir cada vez mais dele, a reciclagem não é uma solução total para o problema do lixo. Ela apenas minimiza as conseqüências. <br />Fonte: www.sobrelixo.hpg.ig.com.br<br />REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR<br />OS TRÊS R's DO CONSUMO ECOEFICIENTE<br />Através de pequenos gestos, nós podemos mudar nossos hábitos de vida e adotarmos o consumo consciente, ao utilizarmos os 3 Rs , que são práticas simples, mas importantes e que fazem a diferença no volume de lixo descartado: Reduzir, Reutilizar, Reciclar<br />REDUZIR<br />Reduzir quer dizer economizar de todas as formas possíveis:<br />· Procurar sempre produtos mais duráveis;· Comprar o suficiente para consumo, evitando desperdício de produtos e alimentos; · Por no prato só o que realmente for comer; · reduzir os supérfluos,<br />· reformar e conservas as coisas, no lugar de substitui-las por outras;<br />· doar os objetos e roupas que não são mais necessários para quem precisa;<br />· Evite comprar legumes, frios e carnes em bandejas de isopor, que não é reciclável.· Procure produtos que tenham menos embalagens ou utilize aqueles que tenham embalagem reciclável; · Quando for comprar presentes, evite a utilização de embalagens em excesso; · controlar o uso da água: não deixar a torneira aberta à toa, abrir e fechar várias vezes é melhor do que deixar a água correr sem necessidade; · desligar a TV se não estiver realmente assistindo e a luz do lugar onde não houver alguém.<br />REUTILIZAR<br />Reutilizar é uma forma de evitar que vá para o lixo aquilo que não é lixo. É ser criativo, inovador, usar um produto de várias maneiras.<br />Por exemplo<br />· reaproveitar vidros de geléia, maionese, massa de tomate, que podem servir para armazenar alimentos ou outros objetos.<br />· utilizar a frente e o verso do papel para escrever;· Os garrafões de vinho podem ser enviados para as cooperativas e sucateiros, que os encaminharão para as vinícolas, onde serão lavados e reaproveitados.<br />· Oficinas de arte e artesanato - com restos dos mais variados materiais podem ser feitas muitas coisas lindas e criativas. Por exemplo: vários artistas plásticos utilizam garrafas PET para fazerem sofás, puffs, camas. <br />RECICLAR<br />Reciclar significa enviar novamente para o ciclo de vida útil, isto é, transformar o material reciclável em produto útil através de processos industriais.<br />Existem condições básicas de qualidade e quantidade para se tornar viável o processo da reciclagem. Uma das atividades que alimentam a reciclagem é a coleta seletiva.<br />CUIDADO!<br />Observe a seqüência lógica da filosofia dos 3 Rs: primeiro, reduzir, para depois pensar em reutilizar e reciclar.<br />Não aumente o consumo só para ter mais material para reutilizar e reciclar!<br />Fonte: www.reviverde.org.br<br />Reduzir, reutilizar e reciclar <br />Todos nós produzimos lixo. Geralmente não pensamos sobre ele: simplesmente o jogamos fora. Porém, o mundo está ficando sem espaço para guardar todo o lixo que se está acumulando. Se fica jogado por aí, ele se torna um risco para a saúde e é feio. Queimar o lixo polui o ar, e as cinzas, muitas vezes, são tóxicas. Às vezes, o lixo é jogado nos rios e lagos, poluindo a água. Freqüentemente ele é enterrado na terra. O lixo enterrado, muitas vezes, pode conter substâncias tóxicas que vazam no solo e poluem o abastecimento de água.<br />Há três coisas que podemos fazer para limitar o impacto do lixo sobre o meio ambiente: reduzir, reutilizar e reciclar. <br />Reduzir <br />A melhor solução é reduzir o lixo que produzimos em primeiro lugar. Por exemplo, só devemos comprar produtos que não venham com muita embalagem e de que realmente precisemos. <br />Pense cuidadosamente sobre que tipos de materiais são usados nas coisas que compramos. Uma vez que se tornam lixo, eles podem levar muito tempo para se decomporem. <br />Plásticos Há quase 50 tipos de plásticos comumente usados para tudo, desde recipientes de suco de frutas e sacolas de plástico até janelas e portas. Muitos plásticos são fortes e duráveis. Eles não se decompõem ou se dissolvem. Além disso, a fabricação do plástico consome muita energia. Muitos produtos plásticos não podem ser reutilizados. Assim, nós os jogamos fora. O problema com o lixo plástico é que ele se transforma em produtos venenosos. Por exemplo, o vinil, usado para fazer garrafas, peças de carro e canetas, polui o solo, se for enterrado, e libera substâncias venenosas no ar, se for queimado. Devemos tentar reduzir a quantidade de plástico que usamos. Entretanto, os plásticos podem ser reciclados para fazer pentes de cabelo, lajes para piso e roupas de poliéster. <br />Reutilizar <br />As pessoas são freqüentemente muito imaginativas ao reutilizarem os objetos, ao invés de jogá-los fora. Por exemplo, podemos amassar as latas de alumínio vazias e usá-las como chapa de metal. Podemos fazer móveis com sobras de madeira e usar vidros bem lavados para guardar alimentos e materiais de carpintaria e de escritório. Nas páginas 8–9 desta edição da Passo a Passo, são dados mais exemplos. <br />Reciclar <br />Se objetos como garrafas de vidro, latas de metal e de estanho, jornais e plásticos não puderem ser reutilizados, talvez seja possível reciclá-los. Por exemplo, o vidro é lavado em fábricas especiais, quebrado em pedacinhos e, então, derretido para fazer vidro “novo”, pronto para a fabricação de alguma outra coisa. Alguns países têm fábricas que reciclam estes materiais. <br />Resíduos perigosos <br />Alguns tipos de lixo são mais perigosos do que outros. O lixo perigoso é chamado de resíduos perigosos e consiste de lixo químico, como baterias, produtos de limpeza para pisos e inseticidas. Os resíduos médicos, como as agulhas, as seringas, medicamentos velhos e bandagens (ligaduras) sujas, também podem ser muito perigosos. Os resíduos perigosos podem prejudicar seriamente o meio ambiente e a nossa saúde.<br />Resíduos tóxicos Alguns resíduos tóxicos são venenosos. Se tocados, este tipo de resíduo pode entrar no nosso corpo e causar câncer (cancro) ou outras doenças. Eles podem causar danos sérios aos bebês antes de nascerem e também podem chegar até o ar, a água e o solo e matar peixes e animais. Os resíduos venenosos provêm de coisas como produtos de limpeza, veneno para ratos e pesticidas. Este tipo de resíduo geralmente traz a figura de uma caveira no recipiente. <br />Resíduos corrosivos Alguns resíduos perigosos dissolvem quase qualquer coisa que tocarem, até a carne humana. Os resíduos corrosivos provêm de coisas como baterias, produtos de limpeza para canos de esgoto e fornos e produtos de limpeza feitos com amoníaco. Eles geralmente trazem a figura do esqueleto de uma mão no recipiente. <br />Resíduos inflamáveis Alguns resíduos perigosos podem pegar fogo e soltar fumaça (fumo) tóxica no ar, como, por exemplo, a gasolina, os óleos e os removedores de tinta. Os resíduos inflamáveis geralmente trazem a figura de uma chama no recipiente. <br />Resíduos explosivos Alguns resíduos perigosos podem explodir, se forem misturados com outras substâncias químicas ou se caírem no chão. Os produtos químicos explosivos encontram-se em latas de spray, na gasolina e nos fluidos para isqueiro. Os resíduos explosivos geralmente trazem a figura de uma bola explodindo no recipiente. <br />Se um recipiente tiver qualquer uma destas figuras, trate-o com muito cuidado, pois ele já conteve um material perigoso e pode conter ainda algum resíduo. Nunca queime estes recipientes, porque o calor libera gases e fumaças (fumos) venenosos no ar. Esteja ciente de que, muitas vezes, os recipientes não trazem nenhum sinal de advertência. <br />Os governos por todo o mundo estão lentamente forçando as indústrias a tornarem os resíduos menos perigosos. Neste meio tempo, podemos fazer nossa parte, tratando os resíduos perigosos devidamente. Nunca derrame líquidos tóxicos, tais como óleo de motor, tinta e pesticidas, nos rios ou na pia. Guarde-os separadamente e descubra um local próximo que os receba e os jogue fora com segurança. Isto é muito importante para a nossa saúde e para o meio ambiente.<br />Quanto tempo leva para o lixo se decompor? <br />Jornal algumas semanas Sapatos de couro até 50 anos Caixas de papelão vários meses Plástico fino até 5 anos Folhas de bananeira algumas semanas Pneus desconhecido Sacolas de plástico 10–20 anos ou até centenas de anos, dependendo do tipo de plástico Metais até 50 anos Latas de alumínio até 80 anos Garrafas de plástico centenas de anos Cacos de vidro milhares de anos <br />Fonte: tilz.tearfund.org<br />REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR<br />Um dos maiores problemas da sociedade moderna é a produção exacerbada de lixo, seja ele doméstico, urbano, industrial ou hospitalar (sem falar do lixo atômico e do espacial), devido ao aumento populacional, à corrida desenfreada do consumo de produtos, à ausência de políticas públicas preventivas e a escassez de recursos não renováveis. Felizmente a sociedade vem se organizando para combater este problema através de organizações não governamentais (ONG's), das comunidades, de particulares ou dos governos e políticos compromissados com esta causa, uma vez que o ser humano vêm refletindo sobre a reciclagem e reutilização de produtos, por ver ai duas importantes alternativas para a redução da quantidade de lixo no futuro, criando com isso bons hábitos de preservação do meio ambiente, o que leva a economia de matéria-prima e energia.<br />Podemos contribuir para melhorar ainda mais. Para isso, precisamos nos conscientizar, conhecer, praticar e difundir.<br />Muito do que há em nossos lixos pode e deve ser reaproveitado.<br />Deveríamos primeiro reduzir a produção de lixo (evitando o desperdício); depois reaproveitar o máximo e finalmente reciclar.<br />Redução / Reaproveitamento / Reciclagem, os mais importantes erres deste alfabeto!<br />1) O que é coleta seletiva e reciclagem? <br />a) Coleta seletiva<br />É separar o lixo para que seja enviado para reciclagem. Significa não misturar materiais recicláveis com o restante do lixo. Ela pode ser feita por um cidadão sozinho ou organizada em comunidades : condomínios, empresas, escolas, clubes, cidades, etc. <br />b) Reciclagem<br />É a atividade de transformar materiais já usados em novos produtos que podem ser comercializados. Exemplo : papéis velhos retornam às indústrias e são transformados em novas folhas<br />2) Benefícios em reciclar? Veja alguns:<br />a) Economia de energiab) Redução da poluiçãoc) Geração de empregosd) Melhoria da limpeza e higiene da cidadee) Diminuição do lixo nos aterros e lixõesf) Diminuição da extração de recursos naturaisg) Menor redução de florestas nativas<br />3) O que pode ser reciclado e o que ainda não pode?<br />recicláveisainda não1) PAPEIS  Caixa de Papelão,Jornal, Revista, Impressos em geral, Fotocópias, Rascunhos, Envelopes, Papel timbrado, Embalagens longa-vida, Cartões, Papel de fax, Folhas de caderno, Formulários de computador, Aparas de papel, Copos descartáveis, Papel vegetal, Papel toalha e guardanapo.Papel sanitário, Papel carbono, Fotografias, Fitas adesivas, Stencil, Tocos de cigarro.2) VIDROS  Garrafas de bebidas alcoólicas e não alcoólicas, bem como seus cacos. Frascos em geral (molhos, condimentos, remédios, perfumes e produtos de limpeza); ampolas de remédios.Potes de produtos alimentícios.Espelhos, vidros de janelas, box de banheiro, lâmpadas incandescentes e fluorescentes, cristais.Utensílios de vidro temperado. Vidros de automóveis. Tubos e válvulas de televisãoCerâmica, porcelana, pirex e marinex.3) METAIS  Latas de alumínio (cerveja e refrigerante) Sucatas de reformas . Lata de folha de flandres (lata de óleo, salsicha e outros enlatados) Tampinhas, arames, pregos e parafusos. Objetos de cobre, alumínio, bronze, ferro, chumbo ou zinco, Canos e tubos.Clipes e grampos, Esponjas de aço.4) PLÁSTICOS  Embalagens de refrigerantes, de materiais de limpeza, de alimentos diversos. Copos plásticos. Canos e tubos. Sacos plásticos. Embalagens Tetrapak (misturas de papel, plástico e metal) Embalagens de biscoito Ebonite (cabos de panelas, tomadas).<br />4) Quanto se recicla no Brasil?<br />a) Papel de escritório = 41% b) Papelão ou papel ondulado = 77,3% c) Latas de aço = 45% d) Latas de alumínio = 87% e) Vidro = 44% f) Plástico rígido + plástico filme = 17,5% g) Plástico PET (garrafas de refrigerante) = 35%h) Pneus = 57% i) Embalagens cartonadas (longa vida) = 15%Obs.: o cálculo do percentual reciclado é equivalente ao total consumido, no ano de 2002, de acordo com o CEMPRE<br />5) Quais os resultados da reciclagem? <br />a) ambientais<br />Os maiores beneficiados por esse sistema são o meio ambiente e a saúde da população. A reciclagem de papéis, vidros, plásticos e metais - que representam em torno de 40% do lixo doméstico - reduz a utilização dos aterros sanitários, prolongando sua vida útil. Se o programa de reciclagem contar, também, com uma usina de compostagem, os benefícios são ainda maiores. Além disso, a reciclagem implica uma redução significativa dos níveis de poluição ambiental e do desperdício de recursos naturais, através da economia de energia e matérias-primas. <br />b) econômicos<br />A coleta seletiva e reciclagem do lixo doméstico apresenta, normalmente, um custo mais elevado do que os métodos convencionais. Iniciativas comunitárias ou empresariais, entretanto, podem reduzir a zero os custos da prefeitura e mesmo produzir benefícios para as entidades ou empresas. De qualquer forma, é importante notar que o objetivo da coleta seletiva não é gerar recursos, mas reduzir o volume de lixo, gerando ganhos ambientais. É um investimento no meio ambiente e na qualidade de vida. Não cabe, portanto, uma avaliação baseada unicamente na equação financeira dos gastos da prefeitura com o lixo, que despreze os futuros ganhos ambientais, sociais e econômicos da coletividade. A curto prazo, a reciclagem permite a aplicação dos recursos obtidos com a venda dos materiais em benefícios sociais e melhorias de infra-estrutura na comunidade que participa do programa. Também pode gerar empregos e integrar na economia formal trabalhadores antes marginalizados.<br />c) políticos<br />Além de contribuir positivamente para a imagem do governo e da cidade, a coleta seletiva exige um exercício de cidadania, no qual os cidadãos assumem um papel ativo em relação à administração da cidade. Além das possibilidades de aproximação entre o poder público e a população, a coleta seletiva pode estimular a organização da sociedade civil.<br />6) Qual a disposição final do lixo no Brasil?<br /> 76% - Céu Aberto <br /> 13% - Aterro Controlado <br /> 10% - Aterro Sanitário <br /> 1% - Usina de Compostagem <br /> Prefeitura de Petrópolis e COMDEP despejam esgotos e entulhos dentro <br /> da reserva biológica do Tinguá <br />7) Você sabe quanto tempo alguns materiais precisam para se decomporem?<br />a) Embalagens plásticas: mais de 100 anosb) Papéis: de 3 a 6 mesesc) Latas de alumínio: 100 anosd) Tampa de Garrafa: 150 anose) Vidro: mais de 10.000 anos<br />8) Curiosidades<br />Nas ruas da cidade de São Paulo existem mais de 25 mil catadores de lixo reciclável. É um trabalho de "formiguinhas" que merece ser valorizado<br />Cada brasileiro que viva até 70 anos de idade vai produzir 25 toneladas de detritos<br />O Brasil produz cerca de 220 mil toneladas de lixo por dia<br />Menos de 5% do lixo urbano é reciclado<br />O lixo causa enchentes entupindo bueiros e diminuindo a vazão de água. É um dos maiores problemas da sociedade moderna. É uma bomba-relógio. Calcula-se que 30% do lixo brasileiro fique espalhado pelas ruas das grandes cidades<br />Para a fabricação de uma tonelada de papel são consumidas 17 árvores. <br />Com 40 kg de papel velho se evita o corte de uma árvore<br />Se 1 milhão de pessoas usarem o verso do papel para escrever e desenhar, a cada mês será preservada uma área de floresta equivalente a 18 campos de futebol<br />A reciclagem de uma única latinha de alumínio economiza energia suficiente para manter um aparelho de TV ligado durante três horas<br />Degradação humana : no estado de São Paulo são 3.238 adultos e 448 crianças de catadores nos lixões<br />O problema do lixo não acabaquando o colocamos para fora de nossa casa.É aí que ele começa.<br />Fonte: www.casadopsicologo.com.br<br />REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR<br />A Política dos 3 Rs<br />Certamente já ouviu falar da política dos 3 Rs. Reduzir, reutilizar e reciclar. Saiba o que fazer para contribuir para cada uma destas metas e dar uma mãozinha ao ambiente.<br />O que é a política dos 3 R?<br />Redução, Reutilização e Reciclagem de resíduos.<br />O primeiro passo é reduzir os resíduos produzidos. A produção de produtos com uma maior longevidade e durabilidade são condições importantes para a redução.<br />Outra meta importante é a reutilização de muitos dos objectos do quotidiano de forma a contribuir para uma menor acumulação.<br />Por fim reciclagem, transformar os materiais inúteis em novos produtos ou matérias-primas de forma a diminuir a quantidade de resíduos, poupar energia e recursos naturais valiosos.<br />O que podemos fazer?<br />Evite comprar produtos que não necessita.<br />Compre produtos reciclados ou biodegradáveis sempre que possível.<br />Não utilize sacos plásticos se vai comprar apenas um ou dois produtos.<br />Quando for às compras opte pela utilização de sacos de pano ou de rede, caso seja necessário prefira os de papel aos de plástico.<br />Evite os produtos com embalagens de plástico ou com excesso de embalagens, são mas caros e produzem mais resíduos.<br />Todos os resíduos de embalagem encaminhados para reciclagem devem apresentar-se limpos. No caso de serem recipientes devem estar ainda vazios, espalmados e sem tampa.<br />Guarde os seus alimentos em recipientes que possa voltar a utilizar e não em folha de alumínio ou filme plástico.<br />Utilize a fracção orgânica do seu lixo doméstico para fazer adubo para o seu jardim ou horta, evitando os compostos químicos.<br />Separe o lixo <br />Este é o princípio de uma boa recolha selectiva. Uma correcta separação dos materiais torna o sistema mais eficiente e económico; tenha um contentor para o papel, outro para o vidro, outro para as embalagens de metal e plástico e outro para a fracção orgânica. Depois deposite-os nos locais adequados. <br />As embalagens devem estar limpas, escorridas e espalmadas antes de as depositar nos sítios apropriados.<br />Sempre que tenha dúvidas sobre a colocação de um determinado objecto opte pela sua colocação num caixote do lixo com material indiferenciado, um só objecto sujo ou não adequado pode contaminar uma grande quantidade de embalagens.<br />Não coloque embalagens de diferentes materiais umas dentro das outras ou dentro de sacos atados; na fase de triagem os operadores não podem estar a desatar sacos.<br />Não ponha nos contentores de recolha selectiva objectos cortantes, produtos tóxicos, mal cheirosos ou sujos.<br />Reduza a quantidade de papel gasta utilizando ambos os lados da folha.<br />Faça pressão sobre as autoridades competentes e denuncie situações lesivas do ambiente.<br />Recicle o óleo de motor ou certifique-se que a sua oficina o faz.<br />Mantenha os produtos perigosos (como insecticidas, tintas ou diluentes) em local seguro e use-os até ao fim.<br />Não deite as pilhas usadas no lixo, existem locais próprios onde as pode depositar (ecopontos).<br />Sensibilize as pessoas que conhece para terem em conta estes conselhos.<br />Fonte: www.naturlink.pt<br />REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR<br />Você sabe o que é preciclar? <br />É muito simples! <br />É pensar antes de comprar. <br />40% do que nós compramos é lixo. <br />São embalagens que, quase sempre, não nos servem para nada, que vão direto para o lixo aumentar os nossos restos imortais no planeta. Poderia ser diferente? <br />Tudo sempre pode ser melhor. <br />Pense no resíduo da sua compra antes de comprar. Às vezes um produto um pouco mais caro tem uma embalagem aproveitável para outros fins. <br />Estes são os 3 R's: <br />Reduzir, Reutilizar e Reciclar <br />Reduzir o desperdício, <br />Reutilizar sempre que for possível antes de jogar fora, e <br />Reciclar, ou melhor: separar para a reciclagem, pois, na verdade, o indivíduo não recicla (a não ser os artesãos de papel reciclado). <br />O termo reciclagem, tecnicamente falando, não corresponde ao uso que fazemos dessa palavra pois reciclar é transformar algo usado, em algo igual, só que novo. <br />Por exemplo, uma lata de alumínio, pós-consumo, é transformada, através de processo industrial, em uma lata nova. <br />Quando transformamos uma coisa em outra coisa, isso é reutilização. <br />O que nós, como indivíduos, podemos fazer, é praticar os dois primeiros R's: reduzir e reutilizar. <br />Quanto à reciclagem, o que nós devemos fazer é separar o lixo que produzimos e pesquisar as alternativas de destinação, ecologicamente corretas, mais próximas. <br />Pode ser uma cooperativa de catadores ou até uma instituição filantrópica que receba material reciclável para acumular e comercializar. <br />O importante é pensarmos sobre os 3 R's procurando evitar o desperdício, reutilizar sempre que possível e, antes de mais nada,<br />Reciclar!<br />Ou seja: Pensar antes de comprar.Pensar no resíduo que será gerado. <br />Evite embalagens plásticas: elas poderão ser transformadas em produtos plásticos reciclados. O vidro é totalmente reciclável e muito mais útil em termos de reutilização da embalagem. <br />Reciclar é pensar que a história das coisas não acaba quando as jogamos no lixo. Tampouco acaba a nossa responsabilidade!<br />Fonte: www.lixo.com.br<br />REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR<br />Já deves ter ouvido falar na política dos três R’s, que não é nada mais nada menos que os procedimentos que devemos seguir relativamente à produção do lixo. Reduzir, Reutilizar e Reciclar, são estas as palavras de ordem.<br />Reduzir<br />Diminuir o lixo que fazemos. Devemos começar por reduzir o número de embalagens que compramos diariamente. Este é o primeiro passo e o mais importante (o mesmo saco de plástico serve para várias idas ao supermercado, a mesma garrafa para refrescar água no frigorifíco).<br />Reutilizar<br />Utilizar várias vezes a mesma embalagem de diferentes formas, é voltar a usar uma embalagem já usada. É uma forma de reduzir os resíduos que produzimos para além de desenvolver a nossa criatividade (fazer caixinhas para colocares os lápis ou os clipes, brinquedos com latas de conserva). Está excluída a ideia de encheres frascos de champô com cola, a tua irmã pode enganar-se e o resultado não vai ser agradável, para ela!<br />Reciclar<br />Transformar em útil o que se tornou inútil, ou então tornar o velho em novo. É transformar em algo novo aquilo que não pode ser reduzido nem reutilizado (papel reciclado). Era bom que se pudesses reciclar aquele automóvel velhote do teu pai numa super bomba, mas estamos a falar de reciclagem e não de magia!<br />Fonte: turma.sapo.pt<br />