Direitos das Crianças e PrincípiosEmpresariais19 March 2013Karla Parra Corrêa24 de maio de 2013, Seminário Fundação Abrinq
“Nós não somos as fontes de problemas, somos osrecursos que são necessários para resolvê-los. Nós nãosomos despesas; somos...
Agenda• Alguns dados• Histórico• Rationale• 10 Princípios• Ferramentas UNICEFAGENDA
 Existem 2,2 bilhões de crianças menores de 18 anosno mundo – quase 1/3 da população mundial. Adolescentes entre 10 e19 ...
27-May-135Histórico• Convenção sobre os Direitos da Criança (1989) e seusProtocolos Facultativos. 193 países são atualment...
Dentre os princípios consagradas pela Convenção, estão odireito à vida, à liberdade, as obrigações dos pais, da sociedadee...
27-May-137Princípios Orientadores para Empresas e DireitosHumanosTarefa do Estado dePROTEGERResponsabilidadecorporativa de...
 Crianças menores de 18 anos correspondem a quase um terço dapopulação mundial. Em muitos países, as crianças e os jovens...
 Os efeitos que as empresas têm sobre as crianças podem serduradouros e até mesmo irreversíveis. A infância é um períodoú...
Algumas considerações Sustentabilidade significa fundamentalmentetornar o mundo um local melhor para as próximasgerações....
27-May-1311Responsabilidade Corporativa deRESPEITAR os Direitos da CriançaCompromisso Corporativo deAPOIAR os Direitos da ...
ResponsabilidadedeRESPEITARCompromissodeAPOIARPRINCÍPIO 1 – OS PILARES12
Em todas as atividades e relacionamentos dos negócios…“Os Princípiosextrapolam o focolimitado de atuaçãodos negócios,encor...
No ambiente de trabalho, todas asempresas devem…
No mercado de trabalho, todas asempresas devem…
Na comunidade, todas asempresas devem…
27-May-13 Strategic Framework on Corporate Social Responsibility17Ferramentas em desenvolvimento pelo UNICEF:Estágios do p...
WORKBOOK UNICEF Integrar os Direitos da Criança na estratégia de negócios1. Compromisso político de respeitar e apoiar os...
Não se trata de uma receita de bolo
Obrigada!UNICEF no BrasilCaptação de Recursos e Relação com o Setor Privadoparcerias@unicef.orgkcorrea@unicef.org
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Seminário Direitos das Crianças e Princípios Empresariais UNICEF

516 views
385 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
516
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
69
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Seminário Direitos das Crianças e Princípios Empresariais UNICEF

  1. 1. Direitos das Crianças e PrincípiosEmpresariais19 March 2013Karla Parra Corrêa24 de maio de 2013, Seminário Fundação Abrinq
  2. 2. “Nós não somos as fontes de problemas, somos osrecursos que são necessários para resolvê-los. Nós nãosomos despesas; somos investimentos. Nós não somosapenas pessoas jovens, somos pessoas e cidadãos destemundo.”Fórum Infantil realizado entre 5 e 7 de maio de 2002, Sessão Especial daOrganização das Nações Unidas sobre as Crianças.“Nós não estamos pedindo às empresas que façam algodiferente de seu negócio usual; nós estamos pedindo aelas que façam este negócio usual de forma diferente.”Secretário-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan
  3. 3. Agenda• Alguns dados• Histórico• Rationale• 10 Princípios• Ferramentas UNICEFAGENDA
  4. 4.  Existem 2,2 bilhões de crianças menores de 18 anosno mundo – quase 1/3 da população mundial. Adolescentes entre 10 e19 anos de idaderepresentam 18% da população total. 1 bilhão de crianças são privadas de um ou maisserviços essenciais para a sua sobrevivência edesenvolvimento. Em todo o mundo, 2 milhões de crianças com idadeinferior a 15 anos estão vivendo com o HIV. 215 milhões de crianças realizam trabalho infantil. 101 milhões de crianças não frequentam o ensinofundamental. 51 milhões de crianças não são registradas aonascer.
  5. 5. 27-May-135Histórico• Convenção sobre os Direitos da Criança (1989) e seusProtocolos Facultativos. 193 países são atualmente “EstadosPartes”• Convenções da Organização Internacional do Trabalho Nº182 sobre as Piores Formas de Trabalho Infantil e Nº 138sobre a Idade Mínima• DCPE (2011): Trazem um aprofundamento sobre os padrõesexistentes para as empresas, como os 10 Princípios do PactoGlobal das Nações Unidas e os Princípios Orientadores paraEmpresas e Direitos Humanos, aprovados pelo Conselho deDireitos Humanos da Organização das Nações Unidas
  6. 6. Dentre os princípios consagradas pela Convenção, estão odireito à vida, à liberdade, as obrigações dos pais, da sociedadee do Estado em relação à criança e adolescente. Os estadossignatários ainda comprometem-se a assegurar a proteção dosmenores contra as agressões, ressaltando em seu artigo 19 ocombate aos maus tratos, à exploração e à violência sexual. Participação Sobrevivência e desenvolvimento Interesse superior da criança Não-discriminaçãoPrincípios gerais da CDC
  7. 7. 27-May-137Princípios Orientadores para Empresas e DireitosHumanosTarefa do Estado dePROTEGERResponsabilidadecorporativa deRESPEITARDireitos das vítimas deacessar formasefetivas sobrecomoREMEDIAR
  8. 8.  Crianças menores de 18 anos correspondem a quase um terço dapopulação mundial. Em muitos países, as crianças e os jovensconstituem quase metade da população nacional. É inevitável queas empresas, sejam elas de pequeno ou grande porte, venham ainteragir e ter um efeito sobre as vidas das crianças, tanto diretacomo indiretamente. As crianças são stakeholders fundamentais para as corporações –seja como consumidores, familiares de funcionários, jovenstrabalhadores, ou como futuros funcionários e liderançasempresariais. Ao mesmo tempo, as crianças são membrosimportantes das comunidades e locais onde as empresas operam. As crianças estão entre os membros mais marginalizados evulneráveis da sociedade, e isso se evidencia pela falta de meiospara que elas se expressem publicamente.Algumas considerações
  9. 9.  Os efeitos que as empresas têm sobre as crianças podem serduradouros e até mesmo irreversíveis. A infância é um períodoúnico, de rápido desenvolvimento físico e psicológico, durante oqual a saúde física, mental, emocional e o bem-estar dos jovenspodem ser permanentemente afetados para melhor ou para pior.Uma alimentação adequada, água limpa, cuidados e carinhodurante a fase de desenvolvimento de uma criança são essenciaispara sua sobrevivência e saúde. Até mesmo o impacto dos riscos cotidianos afetam as crianças demaneira diferente e mais severa do que os adultos. Devido à suafisiologia, as crianças absorvem uma maior porcentagem depoluentes a que estão expostos, e portanto os seus sistemasimunológicos sofrem maior comprometimento e ficam maisvulneráveis.Algumas considerações
  10. 10. Algumas considerações Sustentabilidade significa fundamentalmentetornar o mundo um local melhor para as próximasgerações. Os Princípios Empresariais buscam aprofundar oreconhecimento da responsabilidade das empresas paracom as crianças para além da prevenção ou eliminação dotrabalho infantil. Isso inclui o impacto de todas as suas operaçõescomerciais – tais como seus produtos e serviços, seusmétodos de marketing e suas práticas de distribuição – ede suas relações com os governos no âmbito local enacional, além dos investimentos nas comunidades locais.
  11. 11. 27-May-1311Responsabilidade Corporativa deRESPEITAR os Direitos da CriançaCompromisso Corporativo deAPOIAR os Direitos da Criança0OS DIREITOS DAS CRIANÇAS E OS PRINCÍPIOSEMPRESARIAIS (2012)
  12. 12. ResponsabilidadedeRESPEITARCompromissodeAPOIARPRINCÍPIO 1 – OS PILARES12
  13. 13. Em todas as atividades e relacionamentos dos negócios…“Os Princípiosextrapolam o focolimitado de atuaçãodos negócios,encorajando-os aexaminar as formasmais diversas emenos óbvias deimpacto de suasoperações na vida dascrianças.”GuardianSustainableBusiness
  14. 14. No ambiente de trabalho, todas asempresas devem…
  15. 15. No mercado de trabalho, todas asempresas devem…
  16. 16. Na comunidade, todas asempresas devem…
  17. 17. 27-May-13 Strategic Framework on Corporate Social Responsibility17Ferramentas em desenvolvimento pelo UNICEF:Estágios do processo de devida diligência
  18. 18. WORKBOOK UNICEF Integrar os Direitos da Criança na estratégia de negócios1. Compromisso político de respeitar e apoiar os Direitos daCriança2. Avaliar os impactos (riscos e oportunidades) nos Direitos daCriança3. Integração e ação pelas Crianças4. Acompanhar performance e relatar resultados5. Remediar casos de violação de direitos6. Colaborar com governos para apoiar os Direitos da Criança
  19. 19. Não se trata de uma receita de bolo
  20. 20. Obrigada!UNICEF no BrasilCaptação de Recursos e Relação com o Setor Privadoparcerias@unicef.orgkcorrea@unicef.org

×