Your SlideShare is downloading. ×
Manual construindoarte
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Manual construindoarte

3,382
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,382
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
153
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Manual Construindo ARTE M a r ia Cr is t ina Z i ll i Um apoio para o desenvolvimento de sua atividade
  • 2. A quem se destina este material: Este material se destina a dar suporte para osacadêmicos no desenvolvimento de suas atividades doProjeto Comunitário. “O presente manual pretende aumentar o po-tencial criativo e as possibilidades no uso de várias técni-cas em diversas linguagens artísticas. Por meio da uniãoda criatividade e de elementos simples e acessíveis, torna-se prazeroso criar e brincar com maravilhoso veículo queé ARTE!” Maria Cristina Zilli, a autora.Orientações para utilização O manual contém técnicas de artes que podemser desenvolvidas com crianças, adolescentes e adultos.Deve-se atentar para não serem utilizadas as técnicas quenão são indicadas para cada público, em especial, crian-ças. Em cada atividade apresenta-se a descrição datécnica, quando necessário, e o detalhamento com dese-nho; tem-se também a descrição do material e o públicocom quem pode ser utilizada. Antes de propor as atividades, verifique com ainstituição parceira quanto à disponibilidade do materialpara a realização da técnica, bem como escolha um localapropriado para que não ocorram imprevistos. Certifique-se que você sabe desenvolver a técni-ca antes de utilizá-la com um grupo; para tanto faça umteste antes. Página 2 Manual Construindo ARTE
  • 3. Sumário 1. TINTAS, PIGMENTOS E AGLUTINANTES 4. TÉCNICAS ALTERNATIVAS b) Desenho esfumado 1.1 Extração de pigmentos a) Pintura a creme c) Pintura com pó colorido 1.1.1) Pigmentos líquidos b) Pintura com as mãos d) Anilina e lápis de cera a) Cocção e) Colagem em papel sanfonado b) Maceração 5. VITRAIS f) Anilina com goma caseira c) Infusão a) Vitral com papelão g) Anilina com goma arábica 1.1.2) Pigmentos em pó b) Vitral com recorte de revista h) Desenho raspado a) Trituração c) Vitral com acetato i) Desenho totalmente raspado b) Calcinação d) Vitral de flor ou mandala j) Desenho escorrido c) Decantação e) Painel k) Desenho sobre lixa d) Lixação f) Recorte positivo e negativo l) Desenho sobre papel amassado 1.2 Aglutinantes m) Desenho circular 1.3 Tintas 6. COLAGENS n) Desenho esfregado 1.4 Técnicas com pigmentos a) Colagem com papéis coloridos e o) Desenhando o branco sobre o preto foscos p) Pintando e lavando 1.5 Conservação de trabalhos b) Colagem com letras q) Desenho com nanquim2. TÉCNICAS DE SUPERFÍCIE c) Colagem com figuras geométricas r) Aguada de nanquim 2.1 Preparação de bases d) Colagem com temas s) Nanquim sobre papel úmido a) Estuque e) Colagem com papel sanfonado t) Nanquim pastoso b) Afresco f) Colagem com estrias u) Desenho lavado c) Base para madeira g) Colagem com lã v) Impressão d) Base para compensados, madeira h) Colagem dupla w) Impressão com barbante e papel i) Colagem em relevo x) Impressão dobrada e) Preparado para tela j) Remontagem perfeita y) Monotipia3. TÉCNICAS DE PINTURA k) Canudos de jornal z) Carimbo a) Encáustica b) Têmpera aa) Pinte assoprando 7. DESENHOS E PINTURAS SOBRE PAPEL ab) Guache pulverizado c) Pintura a óleo a) Carvão ac) Desenho ininterrupto Página 3 Manual Construindo ARTE
  • 4. Sumário ad) Desenho cego 10. TÉCNICAS DE MODELAGEM ae) Ambidestrismo 10.1 Trabalhos com argila af) Estilização a) Baixo e alto relevo b) Formas maciças 8. TÉCNICAS PARA PINTAR TECIDOS c) Formas ocas 8.1 Pintura em algodão d) Massa de Biscuit a) Pintura com máscaras e) Modelar com arame b) Pintura com bonecas ou trouxinhas c) Tingimento com nós 11. MONTAGEM EM PAPEL 8.2 Pintura em seda a) Maquetes 8.2.1) Técnicas secas b) Recorte em papel a) Pintura de expansão c) Pipa b) Pintura de flores c) Pintura borrifada 12. MÓBILES 8.2.2) Técnicas molhadas 13. TRABALHO COM ROLHAS a) Pintura livre 14. JOGO DE DAMAS b) Flores com sal grosso 15. TEATRO DE BONECOS c) Marmorizado 16. FANTOCHES E MARIONETES 17. BICHO DE CONE DE LÃ 9. MÁSCARAS 18. TEATRO DE SOMBRAS a) Máscara de papel 19. DESENHO ANIMADO b) Máscara de saco de papel c) Máscaras femininas enfeitadas d) Máscaras personalizadasVolume 1, edição 1 Página 4
  • 5. 1. TINTAS, PIGMENTOS E AGLUTINANTES (Público: Adultos)A EXTRAÇÃO DE PIGMENTOS: polpa vermelha, mistura de marcela e be- terraba, pau-brasil. Os pigmentos são substâncias que CARMINS - beterraba, cascas de ja- dão coloração aos materiais que os con- buticaba. têm. VERDES - erva mate, folhas diver- De acordo com sua origem, os pig- sas, couve, espinafre. mentos podem ser naturais ou produzi- dos em laboratório mediante processos AZUIS - feijão preto (água), campai- químicos. Os naturais são extraídos da na- nha (flor), anil (corante doméstico usado tureza vegetal (flores, frutos, sementes, para roupas). raízes, troncos, etc.) ou de minerais e ter- ROXOS - pétalas de rosa e cascas ras, produzindo tintas mais resistentes e de uva. com maior cobertura. BRANCOS - giz (carbonato de cál- A coloração dos pigmentos depende cio), gesso, cascas brancas de ovos moí- Importante: basicamente dos produtos que lhe dão ori- das. gem. Vejamos os principais e sua fonte de PRETOS - carvão, fuligem, sementes obtenção: e ossos queimados. São diversos os méto- AMARELOS - marcela, cravo de de- dos de extração de pig- MARRONS - café, madeiras como funto ou cravina, girassol e outras flores de mentos. Dos processos cedro, cajarana, louro, pinho, caviúna, im- de extração podem re- cor amarela. buia e outras. sultar os pigmentos lí- LARANJAS - urucum, flor do campo, quidos ou os pigmentos OCRAS - vários tipos e tonalidades em pó. flores de cor laranja. de terra. VERMELHOS - tomate, sementes dePágina 5 Manual Construindo ARTE
  • 6. 1.1 Pigmentos líquidos 1.2 Pigmentos em pó Para a extração de pigmentos líquidos utilizam-se os se- Para obtermos pigmentos em pó, podem-se usar os seguin- guintes processos: tes processos: a) Cocção - cascas de uva, café, erva, erva-mate, tomate e a) Trituração - giz, carvão, cascas de ovos, urucum e café marcela são misturados e submetidos à fervura até a redução da são moídos até ficarem reduzidos a um pó muito fino. água, concentrando a cor. Os pigmentos naturais resultantes da cocção requerem um bactericida. b) Calcinação - ossos, sementes e madeira serão queima- b) Maceração - feijão preto, café, erva mate, sementes co- dos e triturados. loridas são colocadas separadamente em recipientes com água, c) Decantação - os pigmentos terrosos são peneirados vá- durante 12 horas ou mais, até soltar a cor. Para que haja concen- rias vezes, lavados e colocados para decantar. Após a secagem tração da cor, podemos colocar esses produtos num recipiente estarão prontos para uso. raso para que a água evapore mais facilmente. d) Lixação - as madeiras como cedro, pessegueiro, louro e c) Infusão - pétalas de rosa e flores diversas, fuligem, se- outras serão lixadas e transformadas em pó muito fino que será mente de urucum, cascas de jabuticaba, cedro, cajarana, folhas misturado à cola ou a aglutinantes. diversas são submersos num recipiente com álcool, que poderá Para avivar os tons de verde obtidos da fervura da erva ma- ser usado puro ou com cola plástica, adquirindo a consistência de te, poderemos acrescentar um pouco de cinza proveniente da gel. combustão da madeira, a fim de obter um verde mais luminoso. A seleção dos materiais deverá ser feita com antecedência, principalmente com os pigmentos em infusão no álcool.Volume 1, edição 1 Página 6
  • 7. 1.3 Aglutinantes 1.4 Tintas Os aglutinantes são substâncias que irão “ligar” ou aglu- As tintas com pigmentos podem ser transparen- tinar o pigmento formando uma massa. tes ou opacas. Podem ser colas, óleos, clara de ovo, goma arábica, goma de a) Tintas transparentes - semelhantes a anili- polvilho e outros. nas, compostas por aglutinantes mantendo a transpa- rência, em geral com maior diluição. A gema de ovo, usada como aglutinante, atua como e- mulsão e dá excelente resultado nos pigmentos terrosos, mas b) Tintas opacas - em geral formadas por pós, torna-se necessário o uso de um bactericida como lisoform compostas por aglutinantes com maior quantidade de para evitar a incidência de fungos ou bolores. pigmentos, o que as torna mais espessas ou encorpa- das. Para pós de madeira, argila queimada, erva mate, café, fuligem ou cinza pode ser usado qualquer tipo de aglutinante.Página 7 Manual Construindo ARTE
  • 8. 1.5 Técnicas com Pigmentos Naturais Existem diversas técnicas de aplicação no uso das tintas à Veja as opções para produzir texturas: base de pigmentos naturais: Opção 1: Tintas: pó de tijolo, cajarana, erva-mate, car- a) Tintas diluídas em água: podem ser aplicadas em papel. vão e flor-do-campo. b) Tintas diluídas em álcool: poderão ser usadas em papel Aglutinante - cola plástica ou cola branca e pó de már-artesanal, papel sulfite ou canson. more. c) Pigmentos em pó: podem ser usados tendo como agluti- Suporte - papel sulfite, madeira, papel cartão ou arte- nante a clara de ovo ou cola plástica. Sua aplicação pode ser feita sanal. em suportes como papel ou madeira. Para garantir sua durabilidade é aplicado algum impermeabilizante, como, por exemplo, cola, cera Impermeabilizante - verniz fosco ou brilhante. ou verniz. d) Tintas obtidas por infusão: podem ser misturadas à cola Opção 2: Tintas: carvão, flor-do-campo, urucum e ci- plástica incolor; e as demais, cola plástica leitosa ou clara de ovo. mento. Diluente - água ou álcool. Aglutinante - cola plástica. Dicas: Suporte - papel sulfite, lona (preparada com PVA), car- Suporte - tela branca preparada com uma demão de PVA, ou seja, tinta tão e madeira. látex. Impermeabilizante - cera de abelha, verniz. Suporte - papel sulfite, papel duplex ou cartão. Impermeabilizante - verniz brilhante.Volume 1, edição 1 Página 8
  • 9. 1.6 Conservação de trabalhos As tintas naturais podem ser utilizadas em papel, tecidos e outros materiais. As bases plásticas ou sintéticas podem ser prepa- radas com gesso ou tinta látex. Após a realização e secagem dos trabalhos, eles podem receber uma camada de verniz sintético, ou uma mão de parafina ou cera de abelha diluída em solvente na con- sistência de pasta. Obs.: O lisoform é um bactericida encontrado facilmente em qualquer supermercado para uso doméstico.Página 9 Manual Construindo ARTE
  • 10. 2. TÉCNICAS DE SUPERFÍCIE (Público: Todos) Modo de preparar: Muitas obras das artes plásticas são produzidas em superfí- 1º. Passe três demãos de tinta látex sobre a madeira, deixandocies previamente preparadas para essa finalidade. secar bem. As bases podem ser usadas por qualquer faixa etária, pois 2º. Em seguida, deve lixar em vários sentidos, ficando prontasão suportes para várias técnicas e pinturas artesanais ou artísticas. para receber a pintura à têmpera, óleo, guache, acrílica, pastel oleoso ou seco.Na sequência serão apresentadas as diversas possibilidades de sepreparar as bases, levando em consideração as modalidades: estu- d) Base para compensados, madeira e papelque, afresco e base de madeira. Materiais: ● Folhas de gelatina branca, alvaiade.2. 1 Como preparar as bases Modo de preparar: 1º. Deixe a gelatina de molho (100 g por litro de água) até amo- a) Estuque - massa preparada com gesso, cola e água. lecer. *2º. Leve-a ao fogo, mexendo até sua completa dissolução. Suporte - madeira, parede normal. 3º. Deixe esfriar e misture o branco de alvaiade formando uma b) Afresco - pintura feita em parede sobre reboco úmido pasta. - pigmento diluído em água para ser ligado à argamassa. 4º. Passe sobre o papelão ou madeira. Quando a superfície es- c) Base para madeira tiver lisa, deixe secar. Use-a normalmente para técnicas variadas. Material: ● MDF ou compensado * Obs.: quando o público for crianças, faz-se necessário o a- ● Tinta látex branca ou creme companhamento de adultos. ● Lixa grossaVolume 1, edição 1 Página 10
  • 11. 3. TÉCNICAS DE PINTURAS (Público: Todos) e) Preparado para tela Materiais: a) Encáustica - pigmento misturado à cera virgem. ● 300 gramas de alvaiade ou óxido de zinco Suporte - madeira, tela, papel. ● 50 gramas de goma coqueiro (goma usada na fabricação b) Têmpera - pigmento misturado à clara de ovo. de flores de tecido) ou cola animal Suporte - madeira, tela, papel. ● 1 litro de água c) Pintura a óleo - pigmento macerado e misturado a ● 500 ml de tinta látex branca, de preferência marca Suvi- óleo de linho ou cravo. nil. Suporte - madeira, tela, papelão. d) Aguada - tipo de pintura em que a tinta é aplicada Modo de preparar: diluída em água. Exemplos: aguada de nanquim, ecoline, 1º. Dissolva a cola em banho-maria usando uma lata. aquarela, guache, etc. 2º. Misture a água, o alvaiade e por último a tinta látex. Suporte – papel canson, sulfite ou papéis feitos de algodão. 3º. Aplique sobre o pano já esticado sobre a estrutura de e) Carvão - madeira queimada usada para o estudo do madeira chanfrada, com trincha de cerda curta. Passar três desenho. demãos em sentidos diferentes, deixando secar bem entre as Suporte - papel, tela, madeira, papelão, papel de embrulho aplicações. poroso. 4º. Use a tela após uma semana de preparada. f) Giz pastel - pigmento misturado à goma arábica, moldado em forma de bastão e usado como giz. Suporte - papel áspero ou madeira com uma demão de tinta látex.Página 11 Manual Construindo ARTE
  • 12. 4. TÉCNICAS ALTERNATIVAS (Público: Adultos) a) Pintura a creme b) Pintura com as mãos Massa: Ingredientes: ● 500 ml de água ● 1/2 copo de polvilho ● 1 xícara de farinha de trigo ● 1/2 copo de água fria ● 1/4 de xícara de açúcar ● 1/2 copo de água quente (a água quente deve ser manipulada por um adulto) ● 1 colher de sopa de sal ● 1/2 copo de sabão em pó ● 1 colher pequena de glicerina Modo de preparar: ● 1 colher de (lisoform), corantes diversos (produto tóxico, deve ser manipu- lado por um adulto) 1º. Misture tudo e deixe a massa ferver de 5 a 10 minutos, mexendo sempre até empelotar. (Esse primeiro passo deve ser feito por um adul- to) Modo de preparar: 2º. Separe em pequenos potes ou fôrmas de gelo até amornar. 1º. Prepare a goma misturando o polvilho e a água fria, e coloque de uma só vez numa vasilha de água quente, mexendo sempre e, devagar, 3º. Em seguida, adicione o corante conforme a cor desejada. acrescente o sabão previamente diluído. 4º. Coloque um pouco de detergente de cozinha. 2º. Adicione a glicerina e o lisoform. Não guarde a tinta. Só prepare o que for utilizar. 3º. Divida a massa conforme as cores de sua preferência e adicione Corantes naturais: em pó ou corantes como café, chá, etc. os corantes. Corantes líquidos: corantes comestíveis de várias cores ou anilinas. Corantes artificiais: pó xadrez, corantes de tinta látex. ATENÇÃO: Só prepare o que for utilizar no dia.Volume 1, edição 1 Página 12
  • 13. 5. VITRAIS Originalmente, vitral é uma composição plástica figurativa, b) Vitral com recorte de revista (Público: Crianças feita com pedaços de vidros coloridos, unidos por armação de de 07 a 12 anos) chumbo. Os vitrais foram muito usados no período gótico nas igrejas Materiais: com a finalidade de decorar e iluminar. ● Cartolina a) Vitral com papelão (Público: Adolescentes e Jovens) ● Revista Também podemos fazer vitrais com cartolina e papel celofane. ● Tesoura sem ponta. Materiais: ● Cola branca ● Cartolina, papel cartão ou papelão grosso de caixas de cami- ● Pincel sa, sapato ou embalagens ● Tinta ● Papel celofane ou de seda ● Cola branca Modo de fazer: ● Estilete ou tesoura sem ponta. 1º. Escolha uma foto bem colorida em uma revista e corte-a em ● Tinta preta, guache, acrílica ou látex pedaços. 2º. Cole os pedaços sobre uma cartolina, deixando um espaço Modo de fazer: entre eles. 1º. Elabore o desenho e corte a parte vazada no papel mais 3º. Pinte os espaços com uma cor escura ou de sua preferên- grosso. cia. 2 Cole pedaços de papel transparente coloridos na parte anterior do papel grosso com cola branca, tomando o cuidado de não sujar o celofane, e deixe secar. 3º. Pinte o contorno do recorte e o fundo com tinta preta.Página 13 Manual Construindo ARTE
  • 14. c) Vitral com acetato (Público: Crianças de 07 a 12 anos D) Vitral de flor ou mandala (Público: Adolescentes e Jo- e Adolescentes) vens Materiais: Materiais: ● Cartolina ou pratos de isopor (embalagem de supermercado) ● Papelão ou base de prato de isopor ● Papel celofane colorido ● 1 folha de acetato transparente (pode utilizar garrafa pet re- ● Cola cortada) ● Estilete ou tesoura sem ponta ● Diversos tons de tinta acrílica ● Caneta permanente de retroprojetor em tom escuro: preto, Modo de fazer: cinza ou marrom 1º. Escolha um tema circular como uma flor ou mandala. 2º. Dobre o papel ao meio,desenhe a flor ou mandala pela me- Modo de fazer: tade, traçando o contorno e miolo. 1º. Coloque o acetato sobre o seu modelo e desenhe decal- 3º. Recorte as linhas e desdobre a flor conforme desenho. cando-o com a caneta permanente. 4º. Remonte o desenho e cole sobre celofane. 2º. Após a transferência do desenho, prepare a tinta acrílica Este motivo po- derá ser um mais aguada e pinte as partes, trabalhando com o pincel e em lindo móbile ou janela de ma- leves batidas com uma cor em cada espaço. quete de casa ou igreja 3º. Deixe secar .Volume 1, edição 1 Página 14
  • 15. e) Painel (Público: Crianças de 07 a 12 anos e Ado- f) Recorte positivo e negativo (Público: Crianças de lescentes) 07 a 12 anos e Adolescentes) Materiais: O recorte em positivo ou negativo pode ser usado como máscara para várias técnicas e como suporte para o vitral. ● Papelão, cartolina ou prato de isopor ● Cola Materiais: ● Papel celofane em várias cores ● Papel ● Tesoura sem ponta ou estilete (com a ajuda de um adul- ● Tesoura sem ponta to) Recorte positivo - corresponde à forma tirada. Recorte negativo - o vazado que fica no papel. Modo de fazer: 1º. Desenhe sobre o papel ou isopor uma árvore ou outro motivo de sua preferência. Sugestões: 2º. Recorte as peças deixando o cartão todo vazado. 3º. Cole pedaços de celofane colorido sob os espaços va- O desenho em positivo pode ser usado para móbiles, deco- zados pela parte de trás da peça, conseguindo efeito de vi- rações de caixas, cadernos, etc. O recorte em negativo pode tral. ser usado para máscaras, aproveitando o vazado como mo- tivo na pintura esponjada, pintura de tecidos, etc.Página 15 Manual Construindo ARTE
  • 16. 6. COLAGENS a) Colagens com papéis coloridos e foscos (Público: b) Colagem com letras (Público: Crianças de 07 a 12 a- Crianças de 07 a 12 anos) nos) Materiais: Materiais: ● Papéis diversos, lisos, texturados, transparentes, opacos, ● Revistas, jornais, etc. impressos ● Cartolina, isopor ou papelão ● Cartolina ● Cola ● Cola plástica ● Tesoura sem ponta ● Tesoura sem ponta ● Canetinha ou tinta colorida guache, acrílica Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Combinando papéis transparentes e opacos e usando sua 1º. Recorte de jornais e revistas letras de várias cores e tama- criatividade na escolha das cores e texturas, você poderá obter nhos. diversos efeitos interessantes. 2º. Utilize o suporte de sua escolha e cole as letras criando 2º. Para obter melhores resultados, você poderá aplicar tintas mensagens, palavras bonitas ou simplesmente criando imagens. ou desenhar linhas para completar o desenho. 3º. Depois de colar as letras, complete com canetinha ou tinta 3º. Selecione uma gravura em cores claras e cole em cima colorida fazendo um belo quadro. dela um papel transparente em cores contrastantes.Volume 1, edição 1 Página 16
  • 17. c) Colagem com figuras geométricas (Público: Cri- d) Colagem com tema (Público: Crianças de 07 a 12 anças de 07 a 12 anos) anos) Materiais: Materiais: ● Papéis de várias cores ● Papel sulfite ● Cola ● Revistas ● Tesoura sem ponta ● Cola ● Cartolina ● Tesoura sem ponta ● Canetinha Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Escolha um tema de sua preferência. 1º. Recorte figuras geométricas, em várias cores e formas. 2º. Recorte figuras de revistas; 2º. Cole as figuras na cartolina formando uma composição harmônica, procurando combinar as formas e cores. 3º. Cole as figuras no papel sulfite compondo o motivo. Sugestões: faça flores compostas de pessoas, casas feitas de flores, um avental feito com legumes, etc.Página 17 Manual Construindo ARTE
  • 18. e) Colagem em papel sanfonado (Público: Crianças de f) Colagem com estrias (Público: Crianças de 07 a 12 a- 07 a 12 anos) nos) Materiais: Materiais: ● Papelão sanfonado de embalagem ● Papel sulfite ● Revistas ● Revistas ● Cola ● Cola ● Tesoura sem ponta ● Régua ● Tesoura sem ponta Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Escolha uma figura. 1º. Escolha uma figura de revista. 2º. Passe cola no papelão e cole a figura cuidadosamente 2º. Utilizando uma régua, recorte em tiras a figura escolhida. com a ajuda de uma régua acompanhando os contornos do pa- 3º. Cole as tiras sobre o papel, com intervalos de 0,5 cm, esti- pelão. cando a figura. Sugestões: as tiras podem ser cortadas na vertical ou horizontal e coladas de forma regular ou desencontrada criando divertidas figu- ras e efeito de venezianas.Volume 1, edição 1 Página 18
  • 19. g) Colagem com lã (Público: Crianças de 04 a 07 h) Colagem dupla (Público: Crianças de 06 a 08 a- anos) nos) Materiais: Materiais: ● Cartolina ou pratos de isopor ● Papel sulfite ● Lãs de diferentes cores ● Revistas ● Cola branca ● Cola ● Tesoura sem ponta ● Tesoura sem ponta Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Escolha duas figuras que lhe agradem. 1º. Desenhe o motivo escolhido na cartolina ou isopor. 2º. Corte-as em tiras 2º.Cole a lã até cobrir todo o desenho. Tome cuidado para 3º. Cole as tiras livremente de forma que componham uma terceira figura. definir bem o desenho e o fundo do quadrinho. Sugestão: o desenho pode ser trabalhado nos dois lados, recortado e amarrado por um fio, tornando-se um belo móbile para decoração. *Para crianças de 04 a 06 anos levar figura impressa.Página 19 Manual Construindo ARTE
  • 20. i) Colagem em relevo (Público: Crianças de 07 a 12 a- j) Remontagem perfeita (Público: Crianças de 06 a 08 nos) anos) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Sementes, pedaços de plástico, folhas secas, cascas de ár- ● Revistas vore, tampas de garrafa pet, pedaços de garrafas pet coloridas, ● Cola etc. ● Tesoura sem ponta ● Papelão, isopor ou madeira Modo de fazer: 1º. Utilize uma foto como base. Modo de fazer: 2º. Cole sobre ela os elementos que venham a compô-la e enri- 1º. Use papelão, isopor ou madeira como suporte. quecê-la de forma harmônica. 2º. Selecione os materiais que vai usar 3º. Os elementos devem complementar-se perfeitamente. 3º. Faça um quadro colando os objetos em relevo. Pode ser Ex: um belo campo sendo complementado com várias raças de um desenho figurativo ou abstrato. cães. Sugestão: tenha cuidado com o tamanho e a quantidade de ele- Sugestão: seja criativo, combine materiais com texturas dife- mentos. rentes, eles podem dar excelentes resultados.Volume 1, edição 1 Página 20
  • 21. k) Canudos de jornal (Público: Todos) Materiais: ● Jornais ● Cola branca diluída em água ● Pincel Modo de fazer: 1º. Corte o jornal em quadrados; 2º. Passe a cola no jornal com pincel. 3º. Faça pequenos rolos no sentido vertical, obtendo maio- res extensões; 4º. Deixe secar; 5º. Depois de secos, os rolinhos poderão cobrir caixas, va- sos de cerâmica e outros materiais. 6º. Se preferir, pode pintar a peça com tinta guache ou ani- lina colorida. Sugestão: Para obter cor e textura de madeira, aplique u- ma demão de betume.Página 21 Manual Construindo ARTE
  • 22. 7. DESENHOS E PINTURAS SOBRE PAPEL a) Carvão (Público: Adolescentes) b) Desenho Esfumado (Público: Adolescentes) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Carvão ● Pó de carvão obtido com a lixa ● Papel sulfite ● Lixa ● Fixador (goma laca branca) Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Escolha um motivo de sua preferência. Desenhe uma folha, 1º. Desenhe livremente sobre o papel. Aos poucos irá desco- flor, desenho geométrico ou abstrato. brindo os efeitos do carvão. 2º. Recorte ou rasgue o material do motivo escolhido. 2º. Para impermeabilizar aplique sobre o papel uma camada 3º. Coloque o motivo sobre o papel, segure o desenho com u- de goma laca . ma mão e com a outra esfumace ao redor do papel com o pó de carvão. 4º. Após esfumaçar todo o contorno, retire o papel que funcio- nou como máscara e componha com outras figuras.Volume 1, edição 1 Página 22
  • 23. c) Pintura com pó colorido (Público: Crianças de 06 d) Anilina e lápis de cera (Público: Todos) a 08 anos) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Papel sulfite ● Anilina ● Pó de lápis de cor (obtido com lixa). ● Lápis de cera ● Cola ● Pincel chato ou trincha Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Crie um desenho sobre o papel branco. 1º. Com o pincel e anilina de uma ou mais cores, man- 2º. Cubra o traçado do desenho com cola. che o papel em listras e deixe secar. 3º. Espalhe cuidadosamente o pó colorido sobre o papel. 2º. Pinte com giz de cera colorido, obtendo efeitos inte- ressantes como texturas abstratas e desenhos figurativos diversos.Página 23 Manual Construindo ARTE
  • 24. e) Colagem em papel sanfonado (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Materiais: ● Papelão sanfonado de embalagem ● Revistas ● Cola ● Tesoura sem ponta Modo de fazer: 1º. Escolha uma figura. 2º. Passe cola no papelão e cole a figura cuidadosamente com a ajuda de uma régua acompanhando os contornos do pa- pelão.Volume 1, edição 1 Página 24
  • 25. f) Anilina com goma caseira (Público: Adultos) g) Anilina com goma arábica (Público: Adultos) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ou cartolina branca ● Papel sulfite ou cartolina ● Goma arábica ● Goma caseira (colher de farinha de trigo) ● Anilina ● Materiais que façam texturas como pentes, palitos, gar- fos ou dedos Modo de fazer: 1º. Cubra o papel com bastante goma arábica. Modo de fazer: 2º. Pingue ou desenhe com anilina em cores variadas. 1º. Prepare a goma caseira: 1 colher de sopa de farinha de A anilina se fundirá na goma formando manchas. trigo para um copo de água cozinhando até engrossar. 3º. Deixe secar e envernize. 2º. Aplique a goma sobre o papel e em seguida, passe um garfo, palito, pente ou mesmo os dedos, para criar a textura. 3º. Depois de secar, passe verniz. Sugestão: a goma aplicada pode ser previamente colorida com anilina ou usada sobre o papel e depois colorida com pingos de anilina sobre a massa ainda mole.Página 25 Manual Construindo ARTE
  • 26. h) Desenho Raspado (Público: Adolescentes) i) Desenho totalmente raspado (Público: Adolescentes) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Papel sulfite ● Giz de cera de várias cores ● Giz de cera ● Nanquim ● Nanquim ● Pincel ● Pincel ● Palito de sorvete ● Palito de sorvete. Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Desenhe fortemente toda a superfície do papel com giz 1º. Crie um desenho bem colorido com giz de cera. de cera branco e colorido. 2º. Cubra-o com nanquim. 2º. Cubra toda a folha com nanquim. 3º. Depois de seco, raspe TODO o desenho com o palito de 3º. Depois de seco, raspe com o palito de sorvete O DESE- sorvete. NHO DE SUA PREFERÊNCIA, deixando aparecer as cores colo- Sugestão: trabalhe bem a composição feita na base do proces- cadas inicialmente. so, para obter uma composição forte e colorida.Volume 1, edição 1 Página 26
  • 27. j) Desenho escorrido (Público: Adultos) k) Desenho sobre lixa ((Público: Crianças de 07 Materiais: a 12 anos) ● Papel sulfite Materiais: ● Nanquim colorido ● Lápis de cor ou de cera ● Ecoline ou guache diluído em diversas cores ● Lixa Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Pingue a tinta e movimente o papel conduzindo a tinta Desenhe livremente sobre a lixa, inclusive com a cor para formar figuras ou formas abstratas. branca. 2º. Pode complementar posteriormente os desenhos obti- dos com outras técnicas. l) Desenho sobre papel amassado (Público: Cri- Sugestões: Aproveitar as linhas como galhos e desenhar anças de 04 a 08 anos) flores coloridas. Materiais: ● Papel sulfite ● Giz de cera ou tinta guache em várias cores Modo de fazer: 1º. Amasse o papel. 2º. Pinte sobre o papel amassado.Página 27 Manual Construindo ARTE
  • 28. m) Desenho circular (Público: Crianças de 07 a 12 a- n) Desenho esfregado (Público: Crianças de 04 a 08 a- nos) nos) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Papel sulfite ● Lápis grafite, lápis de cor ou giz de cera colorido ● Lápis de cor ou de cera colorido Modo de fazer: ● Algodão 1º. Com lápis colorido ou grafite, faça traços circulares sobre o papel até cobrir toda superfície. Modo de fazer: 2º. Procure figuras no meio dos traços dando continuidade a 1º. Lixe as pontas dos lápis de colorir de diversas cores. elas, formando novas composições figurativas ou abstratas. 2º.Elabore um desenho sobre papel branco. 2º. Com as mechas de algodão ou mesmo usando o dedo es- fregue o pó colorido, compondo sua figura em várias cores. Sugestão: o desenho pode ser valorizado com traços coloridos.Volume 1, edição 1 Página 28
  • 29. o) Desenhando o branco sobre o preto (Público: Opção 2 Crianças de 07 a 12 anos) 1º. Faça um desenho com lápis de cera branco. Firme Materiais: bastante o lápis para que fique nítido. ● Papel branco 2º. Dilua o guache preto com água e passe sobre o de- ● Lápis grafite ou lápis de cor preto senho com pincel. O lápis cera isolará o papel revelando o ● Borracha desenho. ● Lápis de cor branco 3º. Deixe secar. ● Lápis de cera branco ● Guache branco e preto Sugestão: se quiser, raspe o desenho ou complemente ● Nanquim preto com guache branco, criando mais opções. ● Pincel redondo escolar Modo de fazer: Opção 1 1º. Cubra toda a superfície do papel com lápis de cor preta. 2º. Esfume com algodão ou com um pano até que a super- fície fique lisa e escura. 3º. Usando a borracha, vá apagando e formando composi- ções nas formas que desejar. Sugestão: você pode usar lápis de cor branco ou guache branco para conseguir efeitos diferenciados.Página 29 Manual Construindo ARTE
  • 30. p) Pintando e lavando (Público: Adolescentes) q) Desenho com nanquim (Público: Adolescentes) Materiais: Materiais: ● Pincéis ● Papel sulfite ● Papel canson ● Tinta nanquim preta ou de outra cor ● Lápis de cera ● Pena, palito, espeto de madeira ou pincel ● Tinta guache ● Nanquim preto Modo de fazer: Desenhe livremente com o palito, espeto ou pincel descobrindo Modo de fazer: as possibilidades do material. Opção 1 1º. Desenhe e pinte o motivo com tinta guache branca e dei- Sugestão: o nanquim permite um bom resultado linear, poden- xe secar. do ser usado como base para trabalhos coloridos. 2º. Cubra toda a superfície com nanquim preto e deixe secar. 3º. Em seguida, lave o desenho em baixo da torneira obten- do efeito de transparência.Volume 1, edição 1 Página 30
  • 31. r) Aguada de nanquim (Público: Adolescentes) s) Nanquim sobre papel úmido (Público: Adoles- centes) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Papel sulfite ● Nanquim ● Nanquim preto ● Anilina ● Tinta gauche branca ● Palito ou pincel ● Pincel ● Esponja Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Umedeça o papel com uma esponja. 1º. Faça um desenho a lápis. 2º. Desenhe palito ou pincel, ou pingue o nanquim for- mando manchas. 2º. Umedeça o papel com o pincel e água. 3º. Deixe secar e cubra com anilina colorida conseguin- 3º. Dilua o nanquim em água e espalhe sobre o papel com do efeito de transparência. pincel enriquecendo o desenho. Comece pelas tonalidades claras, acentuando à medida que for necessário. 4º. Deixe as tonalidades claras do nanquim secarem po- dendo acentuar com tinta guache os detalhes se assim o preferir.Página 31 Manual Construindo ARTE
  • 32. t) Nanquim pastoso (Público: Crianças de 04 a 08 anos) u) Desenho lavado (Público: Adolescentes) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Papel sulfite ● Nanquim ● Guache branco ou em cores ● Pasta de dente ● Nanquim ● Palito ou pincel ● Pincéis ● Esponja e água Modo de fazer: Modo de fazer: 1º. Coloque a pasta de dente sobre o papel. 1º. Com guache espesso, crie um desenho no papel. 2º. Pingue o nanquim e misture com os dedos, pincel ou pa- 2º. Depois de seco, cubra-o com nanquim e deixe secar nova- lito, criando texturas diversas e relevos . mente. 3º. Lave com esponja umedecida delicadamente, em movimen- tos circulares obtendo relevos e texturas esfumaçadas .Volume 1, edição 1 Página 32
  • 33. v) Impressão (Público: Crianças de 07 a 12 anos) w) Impressão com barbante (Público: Crianças Materiais: de 07 a 12 anos) ● Papel sulfite Materiais: ● Várias folhas de papel sulfite ● Giz de cera ● Nanquim ou guache colorido diluído ● Folhas secas da natureza ● Pedaços de barbante de algodão ● Rendas Modo de fazer: ● Moedas 1º. Molhe o barbante na tinta, coloque-o sobre a super- ● Texturas variadas fície do papel e cubra com outra folha. Modo de fazer: 2º. Depois, pressione e deslize o barbante formando traços ou manchas. 1º. Monte uma composição com as moedas, folhas, etc. 3º. Deixe secar e se quiser, complemente com tinta na 2º. Coloque o papel em cima e passe o lápis de cor ou ce- cor da sua preferência. ra deitado, de maneira que as figuras que estão em baixo a- pareçam impressas no papel. Sugestão: faça uma cor de cada vez. 3º. Se preferir, você pode destacar os desenhos com ou- tras cores ou com anilina.Página 33 Manual Construindo ARTE
  • 34. x) Impressão dobrada (Público: Crianças de 07 a 12 a- y) Monotipia (mono – única; tipia – impressão) (Público: nos) Crianças de 04 a 08 anos) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Um pedaço de vidro plano ou placa de fórmica ● Guache e água ● Tinta a óleo ou guache Modo de fazer: ● Tinta de tecido (a tinta deve ser espessa) 1º. Dilua o guache com água. ● Pincel ou espátula 2º. Divida o papel ao meio e pingue guache numa das partes Sugestões: Pedaços de tecidos ou papel branco trabalhando o motivo escolhido. 2º. Em seguida, dobre a folha ao meio, de forma que o dese- Modo de fazer: nho seja impresso na outra parte. 1º. Sobre um vidro, crie uma pintura usando pincel, os dedos 3º. Deixe secar. ou uma espátula. Sugestão: Se preferir, complemente o desenho. 2º. Coloque o tecido ou o papel sobre o vidro, pressione leve- mente e de maneira uniforme com as mãos ou com o auxílio de um jornal. 3º. Retire o tecido e deixe secar. Sugestão: se desejar, retoque com um pincel fino.Volume 1, edição 1 Página 34
  • 35. z) Carimbo (Público: Crianças de 06 a 08 anos) aa) Pinte assoprando (Público: Crianças de 06 a 08 anos) Materiais: ● Cartolina ou papel branco Materiais: ● Chuchu ou cenoura ou batata, borracha ou sabão em ● Tinta comum pedra.(suportes) ● Nanquim ● Uma faquinha devendo ser manipulada por um adulto ● Guache ● Guache Modo de fazer: ● Um canudinho 1º. Planeje seu carimbo desenhando o motivo desejado ● Um conta-gotas (flor, estrela, borboleta, etc.) em um papel transparente. Lem- ● Papel branco bre-se que o desenho deve ser feito de forma invertida para ● Pincel redondo escolar que fique correto depois de passado para o carimbo. Modo de fazer: 2º. Corte o legume ao meio e decalque o desenho feito no 1º. Pingue, em uma folha branca, uma gotinha de tinta, usan- papel transparente. Com a ajuda de um adulto corte o motivo do para isso um conta-gotas ou pincel. no legume de forma bem detalhada. 2º. Sopre a gotinha para que ela deslize sobre o papel, levan- 3º. Prepare a tinta bem espessa sobre um prato, molhe o do a tinta até o fim. Se a gotinha não quiser andar, sopre-a com legume e carimbe com ele uma folha de papel ou cartolina um canudinho. formando belas composições. 3º. Coloque tinta de outras cores, em outros pontos do papel e vá soprando em diferentes direções. Use o maior número de cores possível e, certamente, você fará uma composição mara- vilhosa.Página 35 Manual Construindo ARTE
  • 36. ab) Guache pulverizado (Público: Crianças de 04 a 08 ac) Desenho ininterrupto (Público: Crianças de 04 a 08 anos) anos) Materiais: Materiais: ● Papel sulfite ● Papel sulfite ● Guache ● Caneta hidrocor ● Peneira de plástico ou metal Modo de fazer: ● Escova de dentes Coloque a ponta da caneta no papel e, com a mão, gire o Modo de fazer: papel continuamente desenhando um motivo qualquer escolhido 1º. Utilize um recorte de papel ou máscara sobre papel bran- previamente. co, O procedimento poderá ser feito com várias cores obtendo 2º. Molhe a escova de dentes na tinta e esfregue na peneira um belo efeito linear. sobre o papel, 3º. Repita o 2º passo várias vezes, pulverizando tinta de cores diferentes.Volume 1, edição 1 Página 36
  • 37. ad) Desenho cego (Público: Crianças de 07 a 12 a- ae) Ambidestrismo (Público: Crianças de 06 a 08 anos) nos) Materiais: Materiais: ● Folha de papel ● Revistas ● Fita adesiva ● Papel branco ● Lápis ou caneta ● Lápis Modo de fazer:Modo de fazer: 1º. Prenda uma folha de papel na carteira ou mesa com fita 1º. Procure numa revista um objeto que goste. adesiva. Fixe também o meio da folha. 2º. Passe o lápis sobre ele, tentando memorizar o traçado. 2º. Pegue um lápis em cada mão. 3º. Feche os olhos e tente fazer esse mesmo desenho no 3º. Desenhe ao mesmo tempo o mesmo motivo. O desenho papel branco, sem tirar o lápis do papel. ficará assimétrico e suas mãos ficarão cada vez mais ágeis. Sugestão: Outro exercício interessante é fechar os olhos e 4º. Procure ocupar toda a superfície do papel. Não se preo- desenhar algo que conheça bem, como por exemplo: o perfil cupe com o resultado. do seu pai, o rosto da sua mãe, um cachorro, um gato, um Sugestão: pode ser executado em cores ou com lápis comum, passarinho, etc. para ser colorido depois. Este é um ótimo exercício para desen- volver a capacidade de concentração.Página 37 Manual Construindo ARTE
  • 38. af) Estilização (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Procure na natureza um elemento que o agrade, use revis- tas, jornais e materiais diversos. Simplifique, reduza as formas menos detalhadas. Esta técnica é muito usada para a descrição lúdica de am- bientes familiares, permitindo ao aluno expressar e trazer ao co- nhecimento dos outros seu ambiente familiar de forma clara e sintética. O uso de materiais diversos estimula o aluno a criar sua realidade com elementos fáceis e acessíveis.Volume 1, edição 1 Página 38
  • 39. 8. TÉCNICAS PARA PINTAR TECIDOS8.1 Pintura em algodão. (Público: Todos) b) Pintura com bonecas ou trouxinhas. (Público: To- a) Pintura com máscaras dos) Materiais: Materiais: ● Cartolina ● Cartolina ou chapas usadas de raio X ● Tecido ● Lápis ● Madeira para esticar o pano ● Tinta para tecidos ● Esponja de nylon ● Água ● Pincéis ● Grampos de roupa ● Tesoura sem ponta. ●Tesoura ● Mata-borrão ● Pincéis Modo de fazer: ● Tinta de tecido 1º. Desenhe na cartolina e recorte os motivos desenhados, ● Pratos descartáveis formando assim uma máscara. Modo de fazer: * Para crianças de até 06 anos levar figura impressa. 1º. Elabore bem o desenho e recorte a máscara de cartolina 2º. Coloque os motivos desenhados e recortados sobre o 2º. Faça uma trouxinha com esponja de nylon, amarrada so- tecido esticado, e pinte ao redor dos mesmos suavemente. bre um pano. Crie quantas trouxinhas forem necessárias, con- 3º. Quando o motivo escolhido estiver pintado, retire a forme cada cor. máscara com cuidado e faça os retoques com tinta contras- Sugestão:as máscaras de cartolina, igualmente a técnica an- tante. terior, podem ser negativas ou positivas. 4º. Deixe secar e complemente, se necessário. Página 39 Manual Construindo ARTE
  • 40. 3º. Estique o tecido sobre a madeira e prenda com os c) Tingimento com nós (Público: Adultos) grampos de roupa. 4º. Coloque a máscara sobre o tecido. Materiais: 5º. Coloque a tinta nos pratos descartáveis e molhe as trouxi- ● Tecido de algodão de 1mX1m, de preferência nhas aplicando-as sobre o tecido com, o uso das máscaras, em leves batidas. ● Tinta de tecido ou anilinas coloridas 6º. Faça os retoques com pincel fino. ● Linha para amarrar o tecido Sugestão: as máscaras de cartolina, igualmente a técnica an- ● Água em abundância terior, podem ser negativas ou positivas. Modo de fazer: 1º. Umedeça o tecido previamente e faça nós na forma que desejar. 2º. Coloque a tinta necessária em um balde e mergulhe o teci- do por 10 minutos. 3º. Retire o tecido e deixe secar . 4º. Desamarre os nós com cuidado. Termine de secar ao sol, se possível. Sugestão: se desejar, repita a operação com várias cores.Volume 1, edição 1 Página 40
  • 41. 8. 2 Pintura em seda 8.2.1) Técnicas secas (Público: Adultos) a) Pintura de expansão (Público: Adultos) Materiais: A pintura e o tingimento em seda requerem alguns ma- teriais específicos como: ● Aquarela silk em cores variadas ● Mesa coberta com plástico, pois a seda não pode ser ● Um pedaço de microfibra mexida até sua secagem total, sob pena de alteração ou per- ● Pincel de cabo amarelo redondo da do trabalho (nas casas do ramo encontramos pincel chato ou redondo) ● Local arejado e com água perto ● Conta-gotas ● Tecidos específicos (microfibra ou seda ponjê) Como fazer: ● Tinta para seda ou aquarela silk (tinta mais líquida e 1º. Coloque o tecido seco sobre a mesa com plástico de expansão, mas com maior luminosidade) 2º. Com cuidado, distribua pequenos pingos de tinta com o Ponto positivo: são técnicas muito apreciadas, com conta-gotas; que certamente duplicarão de tamanho em contato grande facilidade de comercialização, desde que sejam reali- com o tecido. Pingue uma cor de cada vez. zadas de forma correta com cores firmes e harmônicas. 3º. Deixe secar completamente antes de mexer no tecido. 4º. Passe o tecido a ferro morno para a fixação da tinta. Página 41 Manual Construindo ARTE
  • 42. b) Pintura de flores. (Público: Adultos) 4º. Deixe expandir a tinta das pétalas e posteriormente Materiais: complete com pinceladas em forma de folhas. Não esqueça que a tinta de seda é tinta de expansão, portanto, a pincelada deverá ● Aquarela silk em cores variadas ser mais estreita. ● Um pedaço de microfibra 5º. Não mexa no tecido até a total secagem da tinta. ● Tinta para seda mais espessa A técnica de seda permite customização; ou seja, bordados e ● Pincel chato de cabo amarelo número 10 aplicação de rendas, criando uma nova aparência em roupas já ● Pincel redondo usadas. Modo de fazer: c) Pintura Borrifada (Público: Adultos) 1º. Elabore o desenho marcando a localização das flores no Materiais: tecido riscando com lápis. ● Borrifador regulável de folhagem ou roupa 2º. Toque levemente o tecido marcando os miolos das flores ● Aquarela silk em duas a três cores contrastantes com pincel redondo deixando a tinta expandir. ● Tecido de malha, algodão ou microfibra 3º. Pinte rapidamente, com pouca tinta, as pétalas das flores ● Motivos recortados em cartolina ou isopor fazendo pequenos círculos com o pincel chato de cabo amarelo. Modo de fazer: (Obs.: a customização é uma técnica muito usada para reaprovei- tar roupas e tecidos já usados, possibilitando uma nova aparên- 1º. Estique o pano sobre a mesa, dispondo os motivos escolhi- cia por meio de técnicas de artesanato, aplicações, etc.) dos. -Passar a ferro para melhor fixação. 2º. Em seguida, borrife cuidadosamente a tinta escolhida. Ca- so seja usada mais de uma cor, borrifar a primeira, lavando bem o borrifador para reutilizá-lo com outra cor.Volume 1, edição 1 Página 42
  • 43. 3º. Deixe secar totalmente antes de remover os motivos 8.2.2) Técnicas molhadas (Público: Adultos) recortados. Sugestão: com esta técnica você poderá criar texturas, a) Pintura livre brincando com diversos materiais como: pauzinhos, rendas ou outros elementos vazados que poderão ser complementa- Materiais: dos com tinta normal para tecido. ● Aquarela silkPasse a ferro para melhor fixação. ● Pincel chato ● Tecido em microfibra ou seda ponjê Modo de fazer: 1º. Umideça o tecido e coloque-o sobre a mesa. 2º. Pinte livremente sobre sua superfície, com leves toque de tinta em cores variadas. 3º. Espalhe sal grosso em algumas áreas, o que criará um efeito de granulado. 4º. Deixe secar totalmente antes de mexer no tecido. -Passe a ferro para melhor fixação.Página 43 Manual Construindo ARTE
  • 44. b) Flores com sal grosso (Público: Adultos) c) Marmorizado (Público: Adultos) Materiais: Material: ● Tecido em microfibra ou seda ● Aquarela silk de várias cores ● Elástico de dinheiro ● Tecido em microfibra ou seda ● Sal grosso ● Pincel chato número 12 de cabo amarelo ● Várias cores de aquarela silk Modo de fazer: ● Pincel chato nº 10 de cabo amarelo 1º. Coloque o tecido sobre a mesa e faça pequenos franzidos Modo de fazer: com as mãos, reduzindo muito sua extensão. 1º. Umideça o tecido e com elástico de amarrar dinheiro, faça 2º. Com o pincel embebido na tinta, faça pequenos toques dei- pequenas trouxas com sal grosso. As várias trouxinhas serão os xando a tinta expandir livremente. miolos das flores que irão se formar. 3º. Deixe secar totalmente e passe a ferro para melhor fixa- 2º. O tecido, depois de feitas as trouxinhas, ficará com o tama- ção. nho menor . 3º. Coloque o tecido sobre a mesa, manche as trouxinhas com pincel com tinta amarela e, ao seu redor, com uma tinta contras- tante para as flores e com tinta verde para as folhas. 3º.Deixe secar bem e retire o elástico sacudindo o tecido para retirar o sal. 4ºDepois de seco passar a ferro para melhor fixação.Volume 1, edição 1 Página 44
  • 45. 9. MÁSCARAS As máscaras foram desenvolvidas e muito usadas pelos a) Máscara de papel (Público: Crianças de 04 a 08 anos) povos primitivos em suas festas e rituais religiosos. Também os nobres, em suas festas à fantasia, sobretudo na França e Materiais: Itália, faziam uso delas, especialmente em Veneza no séc. XV e XVI, onde são usadas até hoje no célebre carnaval de rua – ● Cartolina o Carnaval de Veneza. ● Canetinha colorida Além do seu aspecto decorativo, as máscaras possibili- ● Cola branca tam e incentivam a dramatização e a atividade artística, sendo ● Tesoura sem ponta muito utilizadas no teatro. ● Lã de duas cores É possível fazer máscaras usando: cartolina, papel de embrulho, meias usadas, canetinhas, lãs, papéis laminados ● Elástico colados com plumas e pedrarias, etc. Modo de fazer: 1º. Corte a cartolina de forma a cobrir o rosto até as orelhas. 2º. Recorte o lugar dos olhos e do nariz. 3º. Corte e cole os fios de lã para fazer bigode, os cabelos curtos ou longos, de acordo com o modelo que você escolher. 4º. Reforce o lugar onde colocará o elástico, colando um qua- dradinho de cartolina. 5º. Pinte da cor de sua preferência.Página 45 Manual Construindo ARTE
  • 46. c) Máscaras femininas enfeitadas. (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Materiais: ● Papel laminado ● Cartolina ● Cola ● Elástico ● Tesoura sem ponta ● Lantejoulas ● Tule, filó ● Rendas, passamanarias variadas ● Penas coloridas Modo de fazer: 1º. Em um papel, desenhe a metade de um óculos de gati- nho. 2º. Dobre o papel e recorte as duas partes igualmente. 3º. Prove para ver se está com as medidas corretas. 4º. Cole papel laminado colorido e enfeite a máscara da for- ma mais criativa que puder.Volume 1, edição 1 Página 46
  • 47. 10. TÉCNICAS DE MODELAGENS d) Máscaras personalizadas (Público: Crianças de 07 10.1 Trabalhos com argila a 12 anos) A argila, por sua maleabilidade e facilidade no manuseio, Materiais: sempre foi o material básico para quem deseja aprender a mo- ● Cola delar. A partir dela, foram criados outros materiais também viá- veis. ● Tesoura sem ponta a) Baixo e alto relevo (Público: Crianças de 04 a 08 a- ● Cartolina nos e Adolescentes) ● Elástico Materiais: ● Pedaços de lã ● Argila ● Feltro ● Papelão ● Materiais variados ● Pau de macarrão, um pedaço de cabo de vassoura ou uma Modo de fazer: garrafa de vidro vazia 1º. Desenhe um amigo ou um personagem de forma bem ● Água detalhada em uma folha de papel qualquer ● Colher, faca de plástico ou espátula 2º. Recorte no formato do rosto na cartolina. ● Tinta guache de várias cores 3º. Crie uma máscara com sua fisionomia. Use todos os Objetos variados como: moedas, botões, chaves, palitos de materiais disponíveis e divirta-se! madeira etc.Página 47 Manual Construindo ARTE
  • 48. Modo de fazer: b) Formas maciças (Público: Adultos) Opção 1 - Baixo Relevo As obras produzidas são formas inteiriças. Para dar forma 1º. Amasse bem a argila e com rolo de macarrão, faça uma retiram-se os excessos. Nas formas maciças corre-se o risco da placa de 0,5 cm de espessura. peça trincar quando seca, pois a argila nem sempre seca de ma- neira uniforme. Para evitar isso, deve-se escolher a argila de mui- 2º. Corte as laterais da placa com espátula ou pauzinho de ta liga (barro gordo), ou usar outros materiais moldáveis. sorvete na forma desejada. Como fazer: 3º. Use materiais do seu dia a dia para imprimir sobre a placa de argila: chaves, parafusos, botões e outros objetos. 1º. Modele uma placa. 2º. Faça rolinhos de massa, desenhando flores, paisagens ou outros motivos e coloque sobre a placa pressionando suavemen- Opção 2 - Alto Relevo te com os dedos. 1º. Modele uma placa com o rolo de macarrão, faça um dese- 3º. Deixe secar e pinte se quiser. nho e recorte as laterais. Você pode fazer um peixe, um boi, um macaco, uma flor, uma planta, etc. 4º. O barro pode ser impermeabilizado com graxa de sapato e pintado com tinta guache, óleo ou esmalte. 2º. Depois, modele os detalhes utilizando os vários objetos como ferramentas de modelagem, deixe secar e pinte da cor de- sejada.Volume 1, edição 1 Página 48
  • 49. c) Formas ocas (Público: Adultos) Os vasos de cerâmica ou tigelas, por exemplo, são formas o- cas. Modo de fazer: 1º. Modele uma placa e recorte o fundo com a boca deum copo. 2º. Descole a placa da tábua de base e, com tiras ou rolinhos, monte as paredes do vaso, sempre alisando com os dedos molhados. 3º. Ao terminar de colocar as tiras, alise o vaso e verifique se ele está uniforme. 4º. Deixe a peça secar na sombra. Sugestão: caso você queira fazer um pé de lâmpada, aproveite enquanto a peça estiver molhada e use um prego ou pedaço de madeira para furar a base por onde passará o fio de luz. Decoração: antes da peça secar, você pode enfeitá-la com alto ou baixo relevo, ou seja, aplique sobre ela motivos decora- tivos ou imprima formas e objetos desejados. Depois de seco, lixe e pinte a seu gosto.Página 49 Manual Construindo ARTE
  • 50. d) Massa de Biscuit (Para Crianças levar pronta para mo- 5º. Separe a massa em porções. delar; para Adultos usar como geração de renda) 6º. Divida a massa e use anilina ou tinta a óleo para obter A massa deve ser feita por um adulto, crianças só poderão quantas cores desejar, inclusive o branco. usá-la para modelar. 7º. Com a massa preparada é possível modelar superfícies Massa usada para fazer flores, bijuterias, bichinhos, enfei- bem finas semelhantes a porcelana. Para colar ou sobrepor a tes de geladeira, etc. massa, use cola branca. Sugestão: a sobra de massa deverá ser guardada na geladei- Materiais: ra em plástico ou papel filme. ● Uma xícara de maizena ● Uma xícara de cola branca ● Uma colher de óleo de cozinha ● Uma colher de sopa rasa de suco de limão ● Creme de mão de qualquer marca Modo de preparar: 1º. Em uma panela, junte primeiro a cola e a maisena, em se- guida o limão e o óleo. 2º. Leve ao fogo até empelotar. 3º. Retire do fogo, deixe esfriar um pouco. 4º. Trabalhe a massa com as mãos antes de esfriar totalmen-Volume 1, edição 1 Página 50
  • 51. e) Modelar com arame (Público: Adolescentes e A- dultos) Sugestão: o papel é um excelente material para revestir for- mas feitas com arame. Materiais: ● Arame ● Base de argila ou qualquer material de modelagem ● Dois espetos de churrasco de madeira ● Papel sulfite ● branca Modo de fazer: 1º. Faça uma base quadrada maciça, coloque os espetos de churrasco na massa e deixe secar bem. 2º. A partir dos palitos faça uma armação de arame, mol- dando um bicho ou outro motivo de sua preferência. 3º. Depois, recubra a armação com papel molhado e cola. 4º. Pinte toda a figura de branco e deixe secar. 5º. Em seguida, pinte a peça com as cores desejadas.Página 51 Manual Construindo ARTE
  • 52. 11. MONTAGEM EM PAPEL a) Maquetes (Público: Crianças de 08 a 12 anos) b) Recorte em papel (Público: Crianças de 08 a 12 anos) Materiais: Materiais: ● Papel cartão, caixas de sapatos ou de camisa ● Caixas de sapato ● Tinta guache ● Pedaços de papelão, isopor, papéis diversos ● Tesoura sem ponta. ● Tintas ● Acetato ou garrafa pet lisa ● Caixas de fósforo Modo de fazer: ● Pedaços de arame 1º. Desenhe no verso do cartão, casas, prédios, árvores, etc. ● Garrafas pet 2º. Recorte os contornos, menos a base conforme desenho, a ● Tesoura sem ponta. seguir. ● Cola 3º. Erga as figuras dobrando-as na base para que, em pé, formem Modo de fazer: a paisagem em relevo conforme desenho, a seguir. 4º. Se houver janelas, recorte-as e cole acetato ou pedaços de 1º. Observe os prédios, as igrejas e as casas do seu bairro. garrafa pet na parte de trás do papelão para dar efeito de vidraças. 2º. Estude-os e desenhe-os, em vários ângulos, planificando 5º. Pinte a paisagem a seu gosto. as construções. 3º. Recorte os desenhos e faça a montagem. Sugestão: utilizando os materiais disponíveis e muita imagina- ção, você pode criar verdadeiras cidades.Volume 1, edição 1 Página 52
  • 53. c) Pipa (Público: Crianças de 07 a 12 anos) A Pipa faz parte da nossa infância e do nosso folclore, sendo um brinquedo muito fácil de fazer. Material: ● Varinhas de bambu ● Papel de seda ● Cola ● Linha número 10 Veja como fazer passo a passo conforme desenho abaixo:Página 53 Manual Construindo ARTE
  • 54. 12. MÓBILE (Público: Crianças de 06 a 08 anos) Materiais: Sugestão: ● Papelão Os móbiles podem ser feitos com muitos tipos de materiais: ● Papéis finos coloridos bandejas de isopor, copos de iogurte, etc. ● Tesoura sem ponta ● Cola plástica ● Arame ● Linha de costura Modo de fazer: 1º. Corte o papelão em círculos ou quadrados de tamanhos iguais. 2º. Dobre o papel colorido recortando-o em forma de flores ou estrelas. 3º. Cole o motivo escolhido nos dois lados do círculo de pape- lão. 4º. Fure a extremidade do desenho escolhido, coloque um fio, e una as linhas a um pedaço de arame. 5º. Amarre formando um conjunto em que as partes se equili- brem.Volume 1, edição 1 Página 54
  • 55. 13. TRABALHO COM ROLHA (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Sugestões de móbiles Com rolhas de cortiça e de outros materiais é possível cri- Os móbiles podem ser confeccionados com bandejas ar uma infinidade de objetos, como: jogos, bonecos, árvores, de isopor, papéis colados, elementos da natureza ou bonecos etc. pintados com tinta guache e com cabelos de lã. Pinte com guache, em diversas cores, rolhas de garrafas varia- das. Use arame, pregos, tachinhas, cartolina, alfinetes, cola, tin- Os copinhos de iogurte, embalagens de leite fermenta- ta, espetos de madeira, pedaços de madeira, barbantes para do formam belos bonecos e palhacinhos conforme desenho amarrar, lã para cabelos e bigodes, retalhos de tecido. Divirta- abaixo. se! Escolha um bicho da sua preferência, desenhe-o nos EXEMPLOS:dois lados do papelão e monte belos móbiles com eles. - Animais de rolha, barcos e automóveis, trenzinhos, árvores Crie várias mandalas feitas com bandejas de isopor e e bonecos.garrafas pet e monte seu móbile. Com os bonecos, você e seus amigos podem montar o próprio tea- tro e criar muitas his- tórias.Página 55 Manual Construindo ARTE
  • 56. 14. JOGO DE DAMAS (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Materiais: 3º. Depois, desamasse, retocando ou complementando o resul- ● Papel cartão ou papelão de embalagem tado. ● Caneta hidrocor ● Cola ● Rolhas ● Tesoura sem ponta ● Régua ● Tinta guache branca e vermelha Modo de fazer: 1º. Recorte o papelão em um quadrado de 32 X 32 cm, por 4 cm de altura. 2º. Divida o tabuleiro em quadrados de 4 cm. 3º. Pinte alternadamente os quadrinhos com hidrocor preto, como tabuleiro de damas ou xadrez. 4º. Corte 12 rolhas ao meio. 5º. Pinte 12 rolhas na cor branca e 12 na cor vermelha . Está pronto seu jogo de damas. Boa partida.Volume 1, edição 1 Página 56
  • 57. 15. TEATRO DE BONECOS (Público: Crianças de 07 a 12 anos) O teatro de bonecos teve origem na antiguidade. Índia, China, Egito, Grécia, Roma e toda a Europa sempre instruí- ram e divertiram muitas plateias adultas e infantis com essa modalidade de espetáculo. O teatro de bonecos chegou ao Brasil com os colonizadores no séc. XVI. Sobretudo no Nor- deste, é muito difundido e conhecido como MAMULENGO e se mantém em destaque com suas cenas cômicas e satíricas.Cenário: ● Caixa de papelão grande ● Estilete ● Tinta guache de várias cores ● Cola, barbante e retalhos de tecido Ou ● 3 pedaços de MDF ou 2 chapas de Eucatex: duas de 30 cm X 2.00 m e uma de 1,60 X 2.00 m ● 4 dobradiças ● Tinta látex ● Cortador de madeira ● Tachinhas, barbante e retalhos de tecidoPágina 57 Manual Construindo ARTE
  • 58. 16. FANTOCHES E MARIONETES 17. BICHO DE CONE DE LÃ (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Os bonecos são importantes elementos para estimular o Materiais: lado lúdico e pessoal das crianças, sendo usados como simples ● Uma bola de isopor brinquedos, como personagens da família, no estudo das raças ● Tinta guache branca ou amarela ou etnias e também em dramatizações teatrais. ● Um pedaço de cartolina da mesma cor Os tipos mais comuns são as marionetes e os fantoches: ● Um cone vazio de lã; Lã para pompons - Marionetes manipuladas por fios. ● Um pedaço de fita - Fantoches manipulados pelos dedos e mãos. ● Cola branca As marionetes podem ser feitas com rolhas, madeira, pape- ● Tesoura sem ponta lão, feltro, lã, retalhos e materiais variados. ● Fio de nylon preto Os fantoches podem ser feitos com pedaços da tampa de garrafas pet, sacos de papel, meias velhas, colher de pau e reta- lhos . Modo de fazer: 1º. Pinte o cone de papelão da cor desejada. 2º. Recorte as orelhas e as patinhas em papelão . 3º. Faça um corte na bola de isopor e enfie as orelhas colando- as com cola branca. Deixe secar. 4º. Pinte os olhos e a boca do bichinho. 5º. Coloque os bigodes de fio de nylon. 6º. Cole a cabeça do bichinho na parte mais fina do cone e as patinhas na parte frontal do cone.Volume 1, edição 1 Página 58
  • 59. 18. TEATRO DE SOMBRAS (Público: Crianças de 07 a 12 anos) Aproveite a estrutura do seu teatro e coloque na boca do palco um papel vegetal bem esticado e fixado com fita crepe. Crie os personagens da sua peça, corte-os em papelão preto e fixe-os sobre um espeto de churrasco para que possa movimen- tá-los. Dentro do teatro, coloque uma lâmpada a 50 cm de dis- tância para que ela possa realçar os personagens criando as sombras.Página 59 Manual Construindo ARTE
  • 60. 19. DESENHO ANIMADO (Público: Adolescentes) O desenho animado é um gênero cinematográfico no qualcada desenho representa uma fração do movimento da cena. Éfeito quadro a quadro. As imagens adquirem vida pelo movimentogerado pela projeção sucessiva dos quadros.Materiais: Arame Caixa de sapatos Carretel de fio Bobina de acetato (garrafa pet) Faça um filme e projete-o passo a passo.Volume 1, edição 1 Página 60
  • 61. Bibliografia Rosi e Marlise. Gralha Azul - atividades de Educação Artística. São Paulo: Companhia Editorial Nacional,1970. Fleitas, Orlando. Comunicação pela Arte: Educação Artística. S.Paulo: FTD, 1977. Bueno, Maria Lucina Busato. Tintas naturais - uma alternativa para a pintura artística. Passo Fundo: Grafica Editora Passo Fun- do, 1989. Thayanne Gabryelle. A conquista da Arte - Educação Artística. S.Paulo:Editora Brasil, 1993.

×