Your SlideShare is downloading. ×
Cinemática
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Cinemática

370
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
370
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Cinemática Prof. Fabricio Scheffer
  • 2. Conceitos Básicos de Cinemática Velocidade Média (Vm) dtotal Vm  t total V  V0 Vm  2 Geral (MRU, MRUV,MQL) d  Vm .t Só MRUV ( a constante) 3,6    km / h   m / s  3,6
  • 3. Aceleração Componente Escalar ou Tangencial (at) Serve para variar o módulo da velocidade no decorrer do tempo. V at  t OBS.:É sempre paralela ao vetor velocidade. Quando tem o mesmo sentido aumenta o módulo E se tiver sentido oposto diminui o módulo.  at  at  v  v
  • 4. Componente Centrípeta ou Radial (aC) Serve para variar a direção da velocidade no decorrer do tempo. V2 aC  R OBS.: É sempre perpendicular ao vetor velocidade, apontando sempre para o centro da trajetória circular.  v Unidade no S.I. m/s2  aC
  • 5. Movimento Retilíneo e Uniforme (MRU) Classificação 1.Trajetória retilínea. aC = 0 FC = 0 2.Módulo da velocidade constante. 3.Aceleração resultante nula. at = 0 a=0 FR = 0 Vm =V d v d = Vm . t t Ft = 0 d = V. t
  • 6. Gráficos do MRU x x Obs.: x = x0 + V.t é uma função do 1o grau Inclinação= t t V positiva e constante V negativa e constante v v t t
  • 7. Velocidade relativa – Relatividade de Galileu I) Móveis com o mesmo sentido II) Móveis com sentidos opostos Cálculo do tempo de encontro
  • 8. Velocidade Resultante 1.A favor da correnteza (descendo o rio) VR = VB + VC 2. Contra a correnteza (subindo o rio) VR = VB - VC Cálculo do tempo 3. Perpendicular à correnteza (atravessando o rio)
  • 9. Movimento Retilíneo e Uniformemente Variado (MRUV) Classificação 1.Trajetória retilínea. aC = 0 FC = 0 2.Módulo da velocidade varia uniformemente. at ≠ 0 Ft ≠ 0 3.Aceleração constante e não nula. a = Const ≠ 0 FR = Const ≠ 0 Função Horária da Velocidade at  V t ou v  v0  a  t
  • 10. Propriedades do Gráfico V x t v v A  B  b   h 2 t Propriedade 1: Inclinação Δv inclinação  a Δt t  Δy     Δx 
  • 11. Propriedades do Gráfico V x t v v A  B  b   h 2 t Propriedade 2: Área (Y. X) v  v 0   t d 2 t
  • 12. Cálculo da distância no MRUV v  v 0   t d d  Vm  t Conclusão Vm ou 2 v  v 0   2 Só no MRUV
  • 13. Equação de Torricelli
  • 14. Função Horária dos espaços a  t2 x  x0  v0  t  2 Propriedade – Inclinação
  • 15. Movimento de Queda Livre (MQL) e Projéteis Características 1.Trajetória Retilínea; 2.A aceleração escalar é constante e é a gravidade do planeta; 3. MQL = MRUV FR = P a=g Equações v 0  v  t h 2 d=h v  v0  g  t 2 v2  v0  2  g  h Para hmáx ou abandonado h  5t2
  • 16. Obs.: No vácuo todos os corpos, soltos simultaneamente de uma mesma altura, chegam ao solo ao mesmo tempo e com a mesma velocidade. Isso acontece sempre, quaisquer que sejam suas massas, formatos ou material de que sejam feitos. Queda Livre Queda com ar
  • 17. Corpos abandonados no Vácuo
  • 18. Queda livre ou Lançamento para baixo Lançamento para cima  v  v acelerado +  g + 0  ag hmáx  v Retardado +  g -
  • 19. Propriedade do Gráfico V x t v h h h h h h h h h h h h h h h h t 2t 3t 4t t Note a proporção direta e quadrática entre h e t. t 2t 3t 4t 5t h 4h 9h 16h 25h
  • 20. Simulação de gravidade zero
  • 21. Lançamento Horizontal Ocorrem dois movimentos simultaneamente: um uniforme na horizontal e um acelerado na vertical
  • 22. Horizontal: o movimento é uniforme (MU), pois o corpo percorre distâncias iguais em tempos iguais. ax  0 D x  Vx  t Vertical: o movimento é uniformemente variado (MUV), pois o corpo está na vertical sob ação da gravidade. ay  g Vy  g  t g t h 2 2 IMPORTANTE: O tempo de queda só depende da altura (h), ou seja, a velocidade horizontal (Vx), não influencia nesse tempo.
  • 23. Lançamento Oblíquo
  • 24. Movimento Circular e Uniforme (MCU) O movimento circular e Uniforme apresenta Características: •Trajetória: circunferência; •Velocidade Vetorial: constante em módulo e variável na direção e sentido; •Aceleração Tangencial: nula; •Aceleração Centrípeta: constante em módulo e variável na direção e  sentido; V  •Freqüência e Período: constantes;  aC V  aC  aC  V R  aC  V
  • 25. Conceitos: Velocidade Linear ou Tangencial (V) A freqüência (f ) representa o número de voltas que o móvel efetua por unidade de tempo: n f  t O período (T) representa o intervalo de tempo para executar uma volta. No S.I., o período é medido em segundos (s). t T n 1 f  T É a razão entre a distância percorrida pelo móvel e o tempo gasto para percorrê-la. V d t V 2R T V  2Rf Velocidade Angular (w) É a razão entre o ângulo central descrito pelo móvel e o tempo gasto para descrevê-lo. 2 w T w  2f Relação entre V e w V w R
  • 26. Aceleração Centrípeta O vetor aceleração centrípeta, ou normal, apresenta as seguintes características: · Módulo: V2 aC  R Direção: radial, ou seja, perpendicular à direção do vetor velocidade; Sentido: dirigido para o centro da trajetória ou em termos de w: aC  w  R 2
  • 27. Transmissão de MCU Disco 1 2 R1 f1 T1 V1 w1 aC1 > = = > = > R2 f2 T2 V2 w2 aC2
  • 28. Correia R1 > f1 < T1 > V1 = w1 < aC1 < R2 f2 T2 V2 w2 aC2