Your SlideShare is downloading. ×
Planejamento de Carreira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Planejamento de Carreira

5,279
views

Published on

Resalização Leticia Colombini com apoio de: …

Resalização Leticia Colombini com apoio de:
- Karin Parodi - Career Center;
- Luiza Ghisi - Tristan & Ghisi Consultoria, e
- G. de Macedo - Gutemberg Consultores

Published in: Education, Technology, Business

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,279
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
163
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Carreira na balança Por: Letícia Colombini
  • 2.
    • Quem leva a carreira no piloto automático corre o risco de não chegar a lugar nenhum.
    • A cada passo, é preciso reavaliar as metas e os resultados.
  • 3. Aqui, 20 perguntas que ajudam a descobrir se você está no caminho do sucesso...
  • 4. 1 - Você costuma atualizar seu currículo?
  • 5. Deixar seu currículo sempre atualizado é uma forma eficiente de registrar o que tem feito pela sua carreira. Todo profissional deve fazer um balanço de tempos em tempos. Colocar tudo no papel ajuda a enxergar as realizações, os pontos fortes e fracos e os conhecimentos que agregou. Daí, fica mais fácil corrigir a rota.
  • 6. 2. Como anda seu networking?
  • 7. Numa tradução livre, networking significa rede de relacionamentos. É um princípio básico: quanto mais pessoas conhecemos, quanto mais circulamos, maiores as chances de as oportunidades aparecerem. Atualmente, cerca de 70% das recolocações são feitas por meio de indicações.
  • 8. Portanto, pense no networking não como uma obrigação, mas como um investimento. Não espere até estar precisando de trabalho ou emprego. Estabeleça a freqüência com que fará seus contatos e siga o cronograma à risca. Marque almoços, ligue, mande e-mails. Circule!
  • 9. 3. Você tem um mentor?
  • 10. Para potencializar seu desenvolvimento, eleger um mentor é fundamental. Pode ser alguém com quem trabalhe (ou já trabalhou), o pai, um amigo ou professor. O importante é que seja um interlocutor que você admire, respeite e confie, alguém com experiência de vida e uma trajetória profissional de sucesso. E que tenha disposição para compartilhar conhecimentos, dar conselhos e orientá-lo na vida profissional.
  • 11. 4. Qual o último curso que fez?
  • 12. O ritmo vertiginoso das mudanças no mercado de trabalho torna o conhecimento obsoleto num piscar de olhos. Para ter sucesso, é preciso reciclar as informações. Vale a pena investigar cursos que poderiam te empurrar para frente: extensão, pós-graduação, workshops, treinamentos, línguas, MBA. Mas não adianta fazer um curso inexpressivo ou inadequado, só para exibir o diploma depois. Você perderá tempo e dinheiro.
  • 13. 5. Você sabe vender a própria imagem?
  • 14. A construção de uma imagem é indispensável para se manter competitivo. Pense em quanto as empresas investem para consolidar sua imagem no mercado. Individualmente, é necessário fazer o mesmo. Não basta ser bom no que faz. Se você não exibir seu valor, pode ser que ele nunca apareça.
  • 15. 6. Leituras e pesquisas fazem parte do seu dia-a-dia?
  • 16. Outra forma de se manter atualizado é ler, ler e ler. Vale tudo: jornais, revistas, livros, sites . Mas não vá se perder em meio a tanta informação: lembre-se de filtrar, sempre, o que se encaixa melhor com a sua personalidade, seu trabalho e seus objetivos.
  • 17. 7. Seu trabalho é reconhecido fora da empresa?
  • 18. Não fique escondido nos bastidores. Aceite convites para apresentar palestras e seminários, dê aulas, participe de projetos sociais e, se for o caso, apareça na mídia. Quando você se torna visível, fica mais fácil fazer com que as pessoas conheçam seu trabalho. Muitas propostas de emprego também surgem daí.
  • 19. 8. Você é uma pessoa motivada?
  • 20. Gostar do que faz pode não ser suficiente para manter a motivação. É preciso controlar os fatores que minam seu entusiasmo. Ansiedade, falta de autoconfiança e mania de adiar tudo são os vilões mais comuns.
  • 21. 9. Você tem liberdade financeira?
  • 22. Para ter liberdade, é necessário ter segurança financeira. A boa gestão de sua carreira está ligada à saúde de sua conta bancária. Trate de saber quanto dinheiro entra, quanto dinheiro sai, e como fazer o faturamento aumentar. Crie o hábito de anotar seus gastos diariamente. E tente aplicar pelo menos 10% do seu salário líquido todo mês.
  • 23. 10. O tempo está a seu favor ou contra?
  • 24. Para administrar de maneira produtivo o seu tempo, é preciso definir o que é realmente importante e jamais perder o foco. Nada de adiar tarefas, ou então correr de um lado para o outro, como se tudo fosse uma emergência. Direcione sua atenção ao planejamento e à prevenção de problemas.
  • 25. 11. Conhece seu valor no mercado?
  • 26. Faça uma pesquisa para verificar se sua remuneração está defasada em relação ao mercado. Caso seus ganhos estejam abaixo da média, tente negociar um aumento com seu chefe, com base nos seus diferenciais. Se não conseguir, talvez esteja na hora de procurar um novo emprego. Mas leve em conta a situação financeira - a sua e a do país.
  • 27. 12. Cultiva suas habilidades sociais?
  • 28. Saber como agir nas mais variadas situações de trabalho e ter habilidade para driblar as saias justas do convívio social são talentos que impressionam qualquer chefe. O funcionário que tem traquejo social está preparado para representar a empresa em festas e eventos.
  • 29. 13. É apaixonado pelo que faz?
  • 30. Alcançar o sucesso fica mais fácil quando você é apaixonado pelo trabalho. Se você não gosta do que faz, talvez seja a hora de virar o jogo. Para alguns, basta mudar de chefe ou de empresa. Outros podem querer um trabalho novo e excitante, diferente de qualquer coisa que já fizeram.
  • 31. 14. Já descobriu o prazer de delegar?
  • 32. Saber delegar é uma qualidade essencial para quem quer ascender profissionalmente. Isso não significa apenas dar ordens: é preciso identificar quem é capaz de realizar a tarefa, explicar o que deve ser feito e acompanhar de perto o processo.
  • 33. 15. Trabalhar em equipe é a sua especialidade?
  • 34. A menos que você seja autônomo, seu sucesso estará sempre vinculado ao sucesso dos que estão ao seu redor. Dedique cada segundo do seu dia a aprender a lidar com os colegas e trabalhar com eles como um time de verdade.
  • 35. 16. Você tem um plano de vida?
  • 36. Não é tão complicado quanto parece: basta colocar no papel quais são seus objetivos para este ano, daqui a cinco anos etc. Relacione itens pessoais e profissionais e programe-se para realizar cada uma das metas estabelecidas.
  • 37. 17. Você dá e recebe avaliações de desempenho?
  • 38. Muita gente passa anos sem pedir ao chefe uma avaliação do seu desempenho, ou então esquece de dizer aos subordinados o que realmente pensa do trabalho deles. No mundo corporativo de hoje, o feedback é fundamental. Tenha conversas periódicas com seus superiores, e estimule seus empregados a fazerem o mesmo com você.
  • 39. 18. Mudanças constantes a assustam?
  • 40. Conforme-se: as mudanças fazem parte da vida. No trabalho, então, podem ser diárias. Aprenda a conviver com a ansiedade que isso traz. Desperte e perceba que ser flexível vai tornar seu trabalho muito mais agradável e interessante.
  • 41. 19. Falar em público o deixa em pânico?
  • 42. Falar em público inspira medo em muita gente. Mas não se iluda: quanto mais você galga os degraus da hierarquia, maior tem de ser sua habilidade de comunicação. Enfrentar esse medo (com cursos, palestras, terapia) é a melhor forma de impedir que ele atrapalhe sua carreira.
  • 43. 20. Já pensou em abrir seu próprio negócio?
  • 44. Se você não suporta dar satisfações ao chefe e está cansado de dedicar tempo e esforço a uma empresa que não é sua, talvez seja hora de pensar em abrir um negócio próprio. Não é preciso ser um empreendedor nato: o importante é ter visão de mercado, dedicação e persistência.
  • 45. Por Letícia Colombini Fontes: Karin Parodi, sócia-diretora do Career Center; Luiza Ghisi, sócia-diretora da Tristan & Ghisi Consultoria; Gutemberg de Macedo, presidente da Gutemberg Consultores