Your SlideShare is downloading. ×
0
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

EaD: Espaço de Relacoes_2008 (Janelas para o Mundo)

1,231

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,231
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
62
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Educação a Distância: um espaço de relações Flávia Amaral Rezende Doutoranda Instituto de Artes – Unicamp Linha de pesquisa: Cultura Audiovisual e Mídia Simpósio Internacional Janelas para o Mundo 28 de fevereiro 2008 FGV SP
  • 2. Século XV: no Ocidente, a imprensa derruba os muros do saber Codex Gigas, o“Livro Gigante”, 89,5cmx49cm e 75 quilos)
  • 3. IMAGEM E PESQUISA EM EDUCAÇÃO: CURRÍCULO E COTIDIANO ESCOLAR Nilda AlvesI; Inês Barbosa de Oliveira http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302004000100003
  • 4. Século XX Internet derruba o muro da escola
  • 5. Aprendizagem em tempos de Internet Ciclo de aprendizagem (Valente, 1999)
  • 6. Comunicação e Educação Modelos de Comunicação Modelo Características 1. Educação enfatiza os conteúdos Modelos Exógenos (educação= objeto) 2. Educação enfatiza os efeitos Modelo Endógenos 3. Educação enfatiza o processo (educação= sujeito) Modelos de Juan Diaz Bordenave (apud Kaplún, 1998)
  • 7. Abordagens de EaD Abordagens Características do Tecnologias aplicadas ambiente (desenho de curso e materiais) Tutoriais totalmente pré-formatado. Broadcast Interatividade Mais ou menos inteligentes. CAI Rádio, televisão ID1 Planejamento do uso de diferentes tecnologias educacionais a fim de garantir Interação aluno-professor e a obtenção dos objetivos Sala de Aula Virtual interatividade determinados pelo professor que interage pouco com o aprendiz. ID2 ALTA interação, maior Planejamento compartilhado Estar-junto-virtual cooperação e colaboração “ID-C” Abordagens de EaD (Valente e DuffY&Jonassen)
  • 8. Características Tecnologias Modelos educacionais* Educação tradicional baseada 1. Educação na transmissão de informação Livro-texto enfatiza os e valores de uma geração a conteúdos outra, do professor para o (broadcast) Modelos aluno, da elite “instruída”para as massas “ignorantes”. Exógenos (educação= Corresponde a chamada Texto objeto) ‘engenharia do Audiovisuais 2. Educação comportamento’. enfatiza os Consiste na modelagem de (sala de aula efeitos comportamentos das pessoas virtual) com objetivos previamente estabelecidos. Destaca o processo de transformação da pessoa e das comunidades. Foco no aluno e não no Texto conteúdo nem no os efeitos Audiovisuais Modelo 3. Educação comportamentais. Hipertexto Endógenos Ocupa-se com a interação Hipermidias enfatiza o dialética das pessoas e sua (educação= sujeito) Internet processo realidade Voltada ao desenvolvimento (estar-junto- das capacidades intelectuais virtual) e da consciência social, respeitando as diferenças individuais do sujeito aprendiz
  • 9. Educação: espaço da convivência “A educação é um processo permanente, em que o sujeito vai descobrindo, elaborando, reinventando, construindo, fazendo seu o conhecimento. Um processo de ação-reflexão-ação que acontece a partir de sua realidade, de sua experiência, de sua prática social juntamente com os demais, entre os quais o educador-educando, que já não ensina ou dirige, mas acompanha o outro, para estimular seu processo de análise, reflexão e expressão, para facilitar, para aprender junto dele e com ele, para construir juntos.” (Paulo Freire, Pedagogia do oprimido 1979)
  • 10. Modelos de EaD Broadcast Sala de aula Virtual (tradicional) Estar-junto-virtual Transmissão de informação Construção do Conhecimento Interação aluno-professor nenhuma alguma alta Garantia de aprendizagem nenhuma alguma alta
  • 11. Como fazer? Comunicação – Na perspectiva de formação do campo comunicativo (Lins, 1999) Ambientes construcionistas virtuais de ensino e aprendizagem – Respeitando o sujeito-aprendiz enquanto um ser de relações (Silva, 2001)
  • 12. Campo Comunicativo Modelo dos Campos Semânticos (Lins, 1999) O significado é construído em atividade – Significado de algo é aquilo que eu digo deste algo dentro de uma atividade. O significado “brota” da concordância estabelecida entre o autor e o leitor • legitimidade O diálogo conforma um campo comunicativo compartilhado • Todo material da sala de aula deve servir a este propósito (hardware e software) Compartilhar interlocutores é se sentir pertencendo a um mesmo campo comunicativo.
  • 13. Ambientes construcionistas Atividade • Flexíveis, abertas, estimulantes,contextualizada, livre-expressão, individuais e coletivas • Recursos digitais adequados a natureza do conhecimento, acessíveis, diferentes linguagens ricos e prazerosos Interação • Confiança, respeito e liberdade de expressão em direção à colaboração Mediação • Novo Professor
  • 14. Conceito-guia Concepção de ensino e aprendizagem; Necessidades e expectativas dos alunos; Intenção pedagógica; Contexto
  • 15. Atividades: perguntas-chave Propiciam a desiquilibração do aluno? Devolvem o controle ao aluno? São abertas? Estão contextualizadas? Demandam continuidade? Sugerem alguma atividade de caráter prático e contextualizado? Desenvolvem a criatividade? Permitem a livre expressão das idéias do aluno? Tem a função de âncora para o professor ou direcionam os passos do aluno? Apresentam sub-tarefas que apenas orientam o aluno? Sugerem a reflexão pelo aluno individual e coletivamente? Sugerem material de apoio ou solicitam que os alunos os encontrem, ou ambos? Em qual ritmo? A apresentação gráfica das atividades e dos objetos oferecidos facilita o entendimento (forma e conteúdo)? Provocam interações? De que tipo? Onde as interações acontecem? Que direção: aluno–professor; aluno-aluno ou professor-aluno? Em seu conjunto auxiliam o aluno a traçar e construir a lógica da disciplina?
  • 16. Interação e aprendizagem Mediação do professor Aprender fazendo – Projeto do aluno Reflexão – Fazer e compreender do Valente, 1999, 2001 porquê, para que e como fazer – Tomada de consciência
  • 17. Rede Reflexiva (in)visível Registros no sistema permitem enxergar a produção de significados Registros permitem enxergar o processo de aprendizagem individual
  • 18. Mediação: o novo professor a formação do professor-facilitador Novas habilidades, competências e atitudes – Coordenar o trabalho coletivo na direção da constituição do sujeito coletivo (gestor) – Comunicação interpessoal • considerar a subjetividade do aluno – Incluir as diferenças – Ouvir e dialogar (escuta ativa) – Trabalhar e avaliar na visão de processo – Implementar projetos – Visionamento sensível – Consistência epistemológica • Compreender as lógicas ddo conhecimentoo e as relações entre as lógicas de cada área
  • 19. Educação a Distância Na abordagem construcionista do estar-junto-virtual – Valoriza o sujeito enquanto um ser de relações sujeito coletivo – Acolhe as diferenças; – Permite a tomada de consciência sobre os processos de aprender... e de ensinar; – Transforma o ensino presencial a partir da formação do educador coerente com os pressupostos desta abordagem.
  • 20. Obrigada! flavia_a_rezende@uol.com.br http://www.unifai.edu.br

×