Your SlideShare is downloading. ×
0
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Futebol
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Futebol

2,451

Published on

Regras e técnicas básicas do futebol. …

Regras e técnicas básicas do futebol.
Para o 9ºano.

Published in: Sports
0 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,451
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
13
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 9ºBNº12Flávia Meireles CostaAno letivo 2012/2013Escola Básica de CanideloDisciplina de Educação Física
  • 2. OrigemSegundo vários historiadores, os jogos com bola, quese assemelhavam ao futebol atual (à exceção de nãoexistirem tantas regras, como atualmente), existiam emvárias culturas antigas.Este desporto tornou-se tão popular devido à suasimplicidade de jogar e à grande variedade de lugaresonde se podia praticar.
  • 3. OrigemChina AntigaPor volta do ano 3000 a.C., os militares chinesespraticavam um jogo que era, na realidade, um treinomilitar. Após as guerras, formavam equipas para chutar acabeça dos soldados inimigos. Com o passar do tempo,estas passaram a ser substituídas por bolas de courorevestidas com cabelo.
  • 4. OrigemChina AntigaFormavam-se duas equipas, cada uma com oitojogadores, sendo o objetivo passar a bola de pé semdeixar cair ao chão, levando-a para dentro de duasestacas cravadas no campo, sendo ligadas por um fio decera.
  • 5. OrigemJapão AntigoFoi criado um desporto muito parecido com o futebolatual, chamado “Kemari”. Este era praticado por nobrespertencentes à corte do imperador japonês, sendojogado num campo com, aproximadamente, 200 metrosquadrados. A bola era feita de fibras de bambu e ocontacto físico era proibido entre os 16 jogadores (8 emcada equipa).
  • 6. OrigemGrécia e Roma“Episkiros” foi o nome dado ao jogo inventado pelosgregos, em que duas equipas (cada uma com 9jogadores) jogavam num terreno de formato retangular.Em Esparta (cidade grega), os jogadores, que tambémeram militares, usavam uma bola feita de bexiga de boicheia de areia ou de terra.
  • 7. OrigemGrécia e RomaOs campos eram muito grandes, uma vez que cadaequipa era formada por 15 jogadores. Quando osRomanos dominaram a Grécia, adotaram este jogo,porém numa versão mais violenta.
  • 8. OrigemIdade MédiaO Soule ou Harpastum era um desporto parecido como futebol (mas mais violento), praticado na Idade Média,por militares que se dividiam em duas equipas: osatacantes e os defensores. Era permitido dar socos,pontapés, passar rasteiras e o recurso a outros golpesviolentos (tendo morrido vários jogadores em campo).Cada equipa era formada por 27 jogadores.
  • 9. OrigemIdade MédiaNa Itália Medieval, apareceu um jogo denominado“Gioco del calcio”. Este era praticado em praças e os 27jogadores de cada equipa, tinham que levar a bola atéaos dois postes que ficavam nos dois cantos extremos dapraça.
  • 10. OrigemIdade MédiaA violência era tão comum neste jogo, que o rei teveque decretar uma lei que proibia a prática deste jogo,condenando à prisão os praticantes. No entanto, o jogonão terminou, uma vez que os nobres adaptaram-nocom regras que não permitiam a violência.
  • 11. OrigemInglaterraO “Gioco de Calcio” saiu de Itália e alastrou-se àInglaterra, no século XVII. Aqui, o jogo ganhou regrasdiferentes.• O campo deveria medir 120 por 180 metros e nasduas pontas seriam instalados dois arcosretangulares chamados de gol.• A bola deveria ser de couro e enchida com ar.
  • 12. OrigemInglaterraCom regras claras, objetivas e bem definidas, o futebolcomeçou a ser praticado por estudantes e filhos danobreza inglesa. Aos poucos foi se popularizando.
  • 13. OrigemInglaterraEm 1848, numa conferência em Cambridge,estabeleceu-se um único código de regras para o futebol.Em 1871 foi criada a figura do guarda-redes, sendo oúnico que poderia colocar as mãos na bola e que deveriaficar próximo ao gol (atual baliza) para evitar a entradada bola.
  • 14. OrigemInglaterraEm 1875, foi estabelecida a regra do tempo de 90minutos e em 1891 foi estabelecido o penalti, para punira falta dentro da área.Apenas em 1907, foi estabelecida a regra doimpedimento.
  • 15. OrigemInglaterraO profissionalismo no futebol foi iniciado apenas em1885 e no ano seguinte criou-se, na Inglaterra, aInternational Board (entidade cujo objetivo principal eraestabelecer e mudar as regras do futebol quando fossenecessário).
  • 16. OrigemInglaterraNo ano de 1897, uma equipa de futebol inglesachamada Corinthians fez uma excursão fora da Europa,contribuindo para difundir o futebol por diversas partesdo mundo.
  • 17. OrigemInglaterraEm 1888, foi fundada a Football League com o objetivode organizar torneios e campeonatos internacionais.No ano de 1904, foi criada a FIFA (FédérationInternationale de Football Association) que organiza atéhoje o futebol em todo mundo. É a FIFA que organiza osgrandes campeonatos de seleções (Copa do Mundo), dequatro em quatro anos.
  • 18. ObjetivoO objetivo do futebol é introduzir a bola na baliza daequipa adversária e evitar sofrer golo, respeitando asregras do jogo.
  • 19. EquipasCada equipa deve ser constituída por 11 jogadores, umguarda-redes e os restantes que jogam na frente.
  • 20. DuraçãoUm jogo de futebol tem a duração de 90 minutos,sendo constituído por duas partes (cada uma com 45minutos) e um intervalo de 15 minutos.
  • 21. Recinto OficialO campo de jogo é retangular, sendo delimitado porduas linhas laterais e duas linhas de baliza (sobre asquais se encontra a baliza, a meio da linha). O campo éde relva natural ou artificial.
  • 22. Recinto oficialLinha de meio campoLinha de balizaLinha lateralCírculo CentralBalizaPonto CentralÁrea de grande penalidadeÁrea de BalizaMarca de GrandePenalidadeÁrea decírculo damarca degrandepenalidadeÁrea de canto
  • 23. Recinto OficialAs linhas laterais e as linhas de baliza delimitam ocampo.
  • 24. Recinto OficialA linha de meio campo divide o campo de futebol emduas partes iguais. O ponto central que se encontra nomeio desta linha, define o centro do campo (sendo ocentro de uma circunferência, denominada círculo demeio campo). É neste ponto, que é reposta a bola noinício de um jogo ou a após a marcação de golo.
  • 25. Dimensões do campo• Comprimento da linha lateral tem que ser superior aocomprimento da linha de baliza.• Comprimento da linha lateral deverá estarcompreendido entre 90 e 120 metros.• Comprimento da linha de baliza deverá estarcompreendido entre 45 e 90 metros.• Altura das balizas: 2,44 metros• Comprimento das balizas: 7,32 metros
  • 26. BolaA bola de futebol é esférica, sendo normalmentefabricada em couro sintético e constituída por váriascamadas que são revestidas por uma cobertura à provade água. Tem uma circunferência de 68 cm no mínimo ede 70 cm no máximo, pensando no mínimo 410g e 450 gno máximo.
  • 27. Equipa de ArbitragemUm jogo de futebol é dirigido por uma equipa dearbitragem, constituída por um árbitro principal, doisárbitros assistentes e o 4ºárbitro.
  • 28. SubstituiçõesDurante um jogo, cada equipa pode efetuar trêssubstituições. Todos os jogadores podem ser substituídosno decorrer do jogo. Um jogador que entrou em campopara substituir um colega, pode ser substituído por outroelemento da equipa. Um técnico que seja jogador etreinador ao mesmo tempo, também pode entrar emcampo e substituir um jogador.
  • 29. SubstituiçõesA substituição de um jogador por um suplente deveobedecer às seguintes condições:• o árbitro deve ser informado previamente de cadasubstituição pretendida;• o suplente só pode penetrar no terreno de jogo depoisda saída do jogador que vai substituir e após serautorizado por um sinal do árbitro;
  • 30. SubstituiçõesA substituição de um jogador por um suplente deveobedecer às seguintes condições:• o suplente só pode penetrar no terreno de jogo a partirda linha de meio campo e durante uma paragem dejogo;• a substituição considera-se consumada no momentoem que o suplente penetra no terreno de jogo;
  • 31. SubstituiçõesA substituição de um jogador por um suplente deveobedecer às seguintes condições:• a partir desse momento o suplente torna-se entãojogador e o jogador que ele substituiu torna-se emjogador substituído;• um jogador que foi substituído já não pode participarno jogo;• todos os suplentes estão sujeitos à autoridade edecisões do árbitro, quer sejam ou não chamados ajogar.
  • 32. Resultado finalGanha a equipa que, no fim do jogo, tenha obtido omaior número de golos.
  • 33. RegrasComeço do jogoA escolha dos campos é determinada através de umsorteio efetuado com uma moeda. A equipa vencedoraescolhe a baliza em direção à qual ataca durante aprimeira parte. O jogo inicia-se com um pontapé desaída, no centro do campo, por parte da outra equipa.
  • 34. RegrasComeço do jogoQuando começa a segunda parte do jogo, o pontapéde saída é efetuado pela equipa que escolheu o campo,havendo também troca de campo por parte das equipas,atacando assim na direção contrária.
  • 35. RegrasGoloÉ golo quando a bola ultrapassa totalmente a linha debaliza, entre os postes e por debaixo da barra horizontal.
  • 36. RegrasComo se pode jogar a bolaOs jogadores em campo podem jogar a bola com todasas partes do corpo, à exceção dos membros superiores.Não há nenhuma limitação para o número de toques oupara o espaço a percorrer com a bola.
  • 37. RegrasBola fora de jogoA bola encontra-se fora de jogo quando:• atravessa completamente a linha de baliza ou a linhalateral, quer junto ao solo, quer ao alto;• o jogo é interrompido pelo árbitro.
  • 38. RegrasBola em jogoA bola encontra-se em jogo em todas as outrassituações, inclusive quando esta:• ressalta para o terreno de jogo após ter embatido nospostes, na barra transversal ou na bandeira de canto;• ressalta para o terreno de jogo após ter tocado noárbitro ou num árbitro assistente quando este seencontra dentro do terreno de jogo.
  • 39. RegrasFaltas• É falta jogar a bola com a mão ou com o braço,rasteirar, empurrar, puxar ou carregar pelas costas.• É falta fazer obstrução à progressão de um adversário,carregar o guarda-redes no interior da área de grandepenalidade ou jogar a bola de maneira que o árbitroconsidere perigosa.
  • 40. RegrasGuarda-redesAo guarda-redes, é permitido:• enviar a bola diretamente para o meio-campoadversário, sem que ela tenha tocado antes qualquerjogador ou o solo do seu próprio meio-campo.
  • 41. RegrasGuarda-redesAo guarda-redes, não é permitido:• tocar ou controlar a bola com as mãos no caso de estalhe ser passada com os pés por um companheiro deequipa;• tocar ou controlar a bola mais de quatro segundos, comas mãos ou com os pés, no seu meio-campo;
  • 42. RegrasGuarda-redesAo guarda-redes, não é permitido:• receber a bola de um companheiro, sem que ela tenhatocado um adversário ou ultrapassado o meio-campo,após tê-la em jogo.
  • 43. RegrasFaltas acumuladasAs faltas que dão origem a pontapés livres diretos sãoacumuláveis em cada meio-tempo e, por isso, anotadasno boletim de jogo.Depois de uma equipa ter acumulado 5 faltas, asinfrações passíveis de livre direto serão semprepenalizadas com pontapé livre direto, sem barreira.
  • 44. RegrasSanções disciplinares• Faltas puníveis com uma advertência (o jogadorrecebe o cartão amarelo) se este: for culpado de conduta antidesportiva; desaprovar com palavras ou ações as decisões doárbitro; infringir persistentemente as regras do jogo; retardar o reinício do jogo;
  • 45. RegrasSanções disciplinares• Faltas puníveis com uma advertência (o jogadorrecebe o cartão amarelo) se este: não respeitar a distância regulamentar numpontapé de canto ou pontapé livre; entrar ou voltar a entrar no campo de jogo sem apermissão do árbitro; abandonar deliberadamente o campo de jogo sema permissão do árbitro.
  • 46. RegrasSanções disciplinares• Faltas puníveis com uma expulsão (o jogador recebe ocartão vermelho) se este: for culpado de jogo brusco grave;for culpado de conduta violenta;cuspir a um adversário ou em qualquer outrapessoa;
  • 47. RegrasSanções disciplinares• Faltas puníveis com uma expulsão (o jogador recebe ocartão vermelho) se este:impedir com a mão intencionalmente um golo oumalograr uma oportunidade manifesta de um golo (àexceção do guarda-redes);
  • 48. RegrasSanções disciplinares• Faltas puníveis com uma expulsão (o jogador recebe ocartão vermelho) se este: malograr a oportunidade manifesta de marcar umgolo de um adversário que se dirige até a meta dojogador mediante uma falta punível com um pontapélivre ou de penalidade; empregar linguagem ofensiva, grosseira e obscena; receber uma segunda advertência na mesmapartida.
  • 49. Principais sinais de arbitragem
  • 50. RealizaçãoFundamentos técnicosOs fundamentos técnicos do futebol podem serdivididos em dois tipos:• movimentos sem bola (corrida com mudança, saltos,giros, etc.);• movimentos com bola (receção, passe, chute, etc.).
  • 51. RealizaçãoFundamentos técnicosPara uma melhor prática de futebol, é necessário oconhecimento e o domínio de algumas técnicas básicas,como: condução, passe, chute, drible ou finta, receção,cabecear e arremesso lateral.
  • 52. RealizaçãoCondução da bolaÉ o ato de deslocar-se pelos espaços possíveis do jogo,executando o passe da bola.
  • 53. RealizaçãoCondução da bolaComo executar?a) posicionar o corpo e movimentá-lo de maneira afacilitar o tipo de condução desejada;b) manter a bola numa distancia que facilite asequência da condução, bem como as variaçõesnecessárias de acordo com exigência da situação;c) utilizar o tipo de toque adequado à situação;
  • 54. RealizaçãoCondução da bolaComo executar?d) postura adequada à movimentação, com o centrode gravidade um pouco mais baixo, quandonecessário um melhor domínio e mais alto, quandoconduzir em alta velocidade;e) distribuir a atenção na bola, no espaço e nosdemais jogadores.
  • 55. RealizaçãoComo se protege a bolaNa condução da bola, em caso de proximidade doadversário, deve-se protegê-la com o corpo,aumentando a flexão das pernas e usando o pé maisafastado daquele. Por isso, se o adversário vem do ladoesquerdo, a bola deve ser conduzida com o pé direito evice-versa.
  • 56. RealizaçãoPasseCarateriza-se pelo ato de impulsionar a bola para umcompanheiro.
  • 57. RealizaçãoPasseComo executar?a) posicionamento do corpo de maneira favorável asua execução;b) pé de apoio ao lado (atrás ou à frente) da bola;c) projeção da perna (membro inferior direito ouesquerdo) a ser utilizada em direção à bola;d) toque propriamente dito (durante a execução domovimento, o braço ajuda no coordenação eequilíbrio).
  • 58. RealizaçãoChuteÉ o ato de golpear a bola, desviando ou dandotrajetória à mesma, estando ela parada ou emmovimento.
  • 59. RealizaçãoChuteÉ semelhante à técnica do passe, sendo o objetivo dasações a sua grande diferença. O chute tem comoobjetivo finalizar uma ação para o golo ou impedir oprosseguimento das ações do adversário.
  • 60. RealizaçãoFintaÉ o ato que o jogador, estando ou não em posse dabola, tenta ludibriar o seu adversário.
  • 61. RealizaçãoFintaComo executar?a) posicionar o corpo de maneira favorável ao drible(ou finta) desejado;b) manter a bola próxima ao corpo e o centro degravidade baixo, permitindo assim um melhordomínio sobre a mesma;
  • 62. RealizaçãoFintaComo executar?c) utilizar o tipo de toque e movimentaçãoadequados ao drible desejado, de acordo com asituação;d) na execução do drible, a atenção é dirigida para amovimentação do adversário para o espaço e para abola.
  • 63. RealizaçãoReceçãoÉ o ato de receber a bola corretamente, conseguindocontrolá-la.
  • 64. RealizaçãoReceçãoComo receber corretamente a bola?a) posicionamento do corpo de maneira favorável àreceção, com a parte do corpo a realizar o contatovoltada para a bola;b) ao aproximar-se da bola, amortecê-la, tentandoinicialmente, diminuir a sua velocidade;c) manter a bola próxima ao corpo, favorecendoassim, o seu domínio.
  • 65. RealizaçãoCabecearÉ o ato de impulsionar a bola utilizando a cabeça.Este gesto técnico é bastante utilizado durante o jogoe pode ser aplicado, tanto para ações ofensivas comodefensivas.
  • 66. RealizaçãoCabecearEste pode ser executado parado ou em movimento,estando ou não em suspensão. Aconselha-seprincipalmente, o uso da testa como a região da cabeçaque irá realizar o contacto com a bola.
  • 67. RealizaçãoRematesPara rematar podem ser usadas várias partes do pé e acabeça.
  • 68. RealizaçãoPontapé livre diretoSe num pontapé livre direto entra diretamente nabaliza adversária, o golo é válido.Se num pontapé livre direto entra diretamente naprópria baliza, um pontapé de canto deve ser concedidoà equipa adversária.
  • 69. RealizaçãoPontapé livre indiretoO árbitro assinala um pontapé livre indiretolevantando o braço ao alto por cima da cabeça. Deverámanter o braço nessa posição até que o livre sejaexecutado e até que a bola toque noutro jogador ou saiado jogo.
  • 70. RealizaçãoPontapé livre indiretoO golo só pode ser válido se a bola tocar noutrojogador antes de entrar na baliza.Se num pontapé livre indireto entrar directamente nabaliza da equipa adversária, será concedido um pontapéde baliza.Se num pontapé livre indireto entrar em jogo epenetrar diretamente na própria baliza, será concedido àequipa adversária um pontapé de canto.
  • 71. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoUm pontapé livre pode ser realizado na área de grandepenalidade ou fora desta.
  • 72. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoPontapé livre na área de grande penalidade:• Pontapé livre direto ou indireto a favor da equipadefensora: todos os jogadores da equipa adversária devemencontrar-se pelo menos a 9,15 m da bola; todos os jogadores da equipa adversária devempermanecer fora da área de grande penalidade atéque a bola esteja em jogo;
  • 73. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoPontapé livre na área de grande penalidade:• Pontapé livre direto ou indireto a favor da equipadefensora:a bola entra em jogo quando for pontapeadadiretamente para fora da área de grande penalidade; um pontapé livre concedido dentro da área debaliza pode ser executado em qualquer ponto dessaárea.
  • 74. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoPontapé livre na área de grande penalidade:• Pontapé livre indireto a favor da equipa atacante: todos os jogadores da equipa adversária devemencontrar-se pelo menos a 9,15 m da bola até queesta esteja em jogo, salvo se eles se encontram sobrea sua própria linha de baliza entre os postes; a bola entra em jogo logo que seja pontapeada ese mova;
  • 75. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoPontapé livre na área de grande penalidade:• Pontapé livre indireto a favor da equipa atacante:um pontapé livre indireto concedido dentro daárea de baliza deve ser executado em cima da linhada área de baliza paralela à linha de baliza, no pontomais próximo do local em que a infração foicometida.
  • 76. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoPontapé livre na área de grande penalidade:• Pontapé livre fora da área de grande penalidade: todos os jogadores da equipa adversária devemencontrar-se pelo menos a 9,15 m da bola até queesta entre em jogo; a bola entra em jogo logo que seja pontapeada ese mova;
  • 77. RealizaçãoPontapé livre direto e indiretoPontapé livre na área de grande penalidade:• Pontapé livre fora da área de grande penalidade: o pontapé livre deve ser executado no local emque a falta foi cometida ou no local em que a bola seencontrava quando a infração foi cometida, segundoo tipo de infração.
  • 78. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Se, ao executar um pontapé livre, um jogador daequipa adversária se encontra mais perto da bola que adistância regulamentar:• o pontapé livre deve ser repetido.
  • 79. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Se, ao executar um pontapé livre pela equipadefensora dentro da sua própria área de grandepenalidade, a bola não for pontapeada diretamente parafora da área:• o pontapé livre deve ser repetido.
  • 80. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Pontapé livre executado por outro jogador sem ser oguarda-redes:Se a bola entra em jogo e o executante toca a bolauma segunda vez (sem ser com as mãos) antes que estatenha sido tocada por outro jogador:• um pontapé livre indireto será concedido à equipaadversária que deve ser executado no local em que afalta foi cometida.
  • 81. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Se a bola entra em jogo e o executante tocadeliberadamente a bola com as mãos antes que estatenha sido tocada por outro jogador:• um pontapé livre direto será concedido à equipaadversária que deve ser executado no local em que afalta foi cometida.• um pontapé de grande penalidade deve ser assinaladose a falta foi cometida dentro da área de grandepenalidade do executante.
  • 82. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Pontapé-livre executado pelo guarda-redes:Se a bola entra em jogo e o guarda-redes toca (sem sercom as mãos) a bola uma segunda vez antes que estatenha sido tocada por outro jogador:• um pontapé livre indirecto será concedido à equipaadversária que deve ser executado no local em que afalta foi cometida.
  • 83. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Se a bola entra em jogo e o guarda-redes lhe tocadeliberadamente com as mãos antes que esta tenha sidotocada por outro jogador:• um pontapé livre direto será concedido à equipaadversária se a falta foi cometida fora da área de grandepenalidade do guarda-redes. Este pontapé livre diretodeve ser executado no local em que a falta foi cometida.
  • 84. RealizaçãoPontapé livre direto e indireto (infrações)Se a bola entra em jogo e o guarda-redes lhe tocadeliberadamente com as mãos antes que esta tenha sidotocada por outro jogador:• um pontapé livre indireto será concedido à equipaadversária se a falta foi cometida dentro da área degrande penalidade do guarda redes. Este pontapé livreindireto deve ser executado no local em que a falta foicometida.
  • 85. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeUm pontapé de grande penalidade deve ser assinaladocontra a equipa que cometa, dentro da sua própria áreade grande penalidade e no momento em que a bolaesteja em jogo, uma das dez faltas punidas com pontapélivre direto.Um golo pode ser marcado diretamente dum pontapéde grande penalidade.
  • 86. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeUm tempo suplementar deve ser acrescentado paraque um pontapé de grande penalidade deva serexecutado no final de cada uma das partes do temporegulamentar ou no final de cada uma das partes doprolongamento.
  • 87. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeA bola é colocada sobre a marca de grandepenalidade.O jogador executante do pontapé de grandepenalidade deve estar devidamente identificado.O guarda-redes da equipa defensora deve colocar-sesobre a linha de baliza, frente ao executante, entre ospostes da baliza, até ao momento em que a bola sejachutada.
  • 88. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeOs restantes jogadores, excepto o executante, devemencontrar-se:• dentro dos limites do terreno de jogo;• fora da área de grande penalidade;• atrás da marca da grande penalidade;• pelo menos a 9,15 m da marca da grande penalidade.
  • 89. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeDepois de todos os jogadores terem ocupado a suaposição, o árbitro dará o sinal para que o pontapé sejaexecutado:• O executante deverá pontapear a bola para a frente;• O executante não deve jogar a bola segunda vez semque esta tenha tocado noutro jogador;• A bola entra em jogo logo que seja pontapeada e semova para a frente.
  • 90. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeQuando um pontapé de grande penalidade éexecutado durante o tempo normal do jogo ou quando otempo de jogo é prolongado no final da primeira parteou no final do jogo para permitir a sua execução, o goloserá válido se, antes de passar entre os postes da baliza epor baixo da barra transversal a bola tocar num ounoutro, ou nos dois postes e/ou na barra transversale/ou no guarda-redes.
  • 91. RealizaçãoPontapé de grande penalidadeO árbitro decidirá quando o pontapé terminou o seuefeito.
  • 92. RealizaçãoLançamento LateralO lançamento lateral é uma forma de repôr a bola emjogo. O lançamento lateral é concedido aos adversáriosdo último jogador que tocou na bola antes delaatravessar a linha lateral pelo solo ou pelo ar. Dolançamento lateral não pode ser marcado golodiretamente.
  • 93. RealizaçãoLançamento LateralNo momento do lançamento lateral, o executantedeve:• fazer frente ao terreno;• ter, pelo menos parcialmente, os dois pés sobre a linhalateral ou sobre o terreno exterior a esta linha;• segurar a bola com as duas mãos;• lançar a bola por detrás do nuca e por cima do cabeça;• lançar a bola no local onde ela saiu do terreno de jogo.
  • 94. RealizaçãoLançamento LateralTodos os adversários têm de estar pelo menos a 2metros de distância do local onde é executado olançamento lateral.A bola entra em jogo no momento em que penetra noterreno de jogo.O executante não deve jogar de novo a bola antes queesta tenha sido tocada por um outro jogador.
  • 95. RealizaçãoPontapé de balizaO pontapé de baliza é uma forma de recomeçar o jogo.Um pontapé de baliza será concedido quando a bolaultrapassar completamente a linha de baliza, quer sejarente ao solo ou pelo ar, tocada em último lugar por umjogador da equipa atacante.Um golo pode ser marcado diretamente de umpontapé de baliza, mas somente contra a equipaadversária.
  • 96. RealizaçãoPontapé de baliza• A bola é pontapeada dum ponto qualquer da área debaliza por um jogador da equipa defensora;• Os jogadores da equipa adversária devem encontrar-sefora da área de grande penalidade até que a bola estejaem jogo;• O executante não pode voltar a jogar a bola umasegunda vez sem que esta tenha tocado noutro jogador;• A bola está em jogo logo que tenha sido pontapeadadiretamente para fora da área de grande penalidade.
  • 97. RealizaçãoPontapé de cantoO pontapé de canto é uma forma de recomeçar o jogo.Um canto é assinalado quando a bola ultrapassarcompletamente a linha de baliza, quer seja rente ao soloou pelo ar, tocada em último lugar por um jogador daequipa defensora.Um golo pode ser marcado diretamente de umpontapé de canto, mas unicamente contra a equipaadversária.
  • 98. RealizaçãoPontapé de canto• A bola é colocada dentro do quarto de círculo de cantomais próximodo local em que a bola atravessou a linhade baliza;• A bandeira de canto não pode ser removida;• Os jogadores da equipa adversária devem colocar-sepelo menos a 9,15 m do quarto de círculo até que a bolaesteja em jogo;
  • 99. RealizaçãoPontapé de canto• A bola é pontapeada por um jogador da equipaatacante;• A bola entra em jogo logo que seja pontapeada e semova;• O executante não deve jogar a bola uma segunda vezantes que esta seja tocada por outro jogador.
  • 100. RealizaçãoPontapé de saídaO pontapé de saída serve para começar ou recomeçaro jogo. Este é realizado no início do jogo, após amarcação de um golo, no início da segunda parte e noinício de cada período dos prolongamentos, caso estesexistam.Nota: Pode obter-se um golo diretamente dum pontapéde saída.
  • 101. RealizaçãoPontapé de saída• Os jogadores devem encontrar-se no seu própriomeio campo;• Os jogadores da equipa que não executa o pontapéde saída, devem encontrar-se a uma distância mínima de9,15 metros da bola, até que esta entre em jogo;• A bola é colocada no solo sobre o ponto central;• O árbitro dá o sinal do pontapé de saída;
  • 102. RealizaçãoPontapé de saída• A bola entra em jogo no momento em que épontapeada e seja movida para a frente;• O jogador executante do pontapé de saída não podetocar na bola outra vez, antes desta ter sido tocada poroutro jogador;• Quando uma equipa marca um golo, a que sofreu ogolo é que realiza o novo pontapé de saída.
  • 103. RealizaçãoPosição de fora-de-jogoUm jogador encontra-se em posição de fora-de-jogoquando:• estiver mais perto da linha de baliza adversária do quea bola e o penúltimo adversário.
  • 104. RealizaçãoPosição de fora-de-jogoUm jogador não se encontra em posição de fora-de-jogo se:• estiver no seu próprio meio campo;• estiver em linha com o penúltimo adversário;• estiver em linha com os dois últimos adversários.
  • 105. RealizaçãoPosição de fora-de-jogoUm jogador na posição de fora-de-jogo só deve serpenalizado se, no momento em que a bola é tocada oujogada por um colega de equipa, o jogador toma, naopinião do árbitro, parte ativa do jogo:• interferindo no jogo;• influenciando um adversário;• tirando vantagem dessa posição.
  • 106. RealizaçãoPosição de fora-de-jogoNão há infração de fora-de-jogo quando um jogadorrecebe a bola diretamente de:• um pontapé de baliza;• um lançamento lateral;• um pontapé de canto.
  • 107. RealizaçãoPosição de fora-de-jogoPor qualquer infração à lei do fora-de-jogo o árbitroconcederá à equipa adversária um pontapé-livre indiretoque deve ser executado no local em que a falta foicometida.
  • 108. Encontrar o vencedorOs golos marcados fora, os prolongamentos e ospontapés da marca de grande penalidade são métodospara determinar o vencedor, sempre que o regulamentoda competição exigir que haja uma equipa vencedora nofinal de um jogo, ou de uma eliminatória, que tenhaterminado empatado.
  • 109. Encontrar o vencedorGolos marcados foraO regulamento da competição pode prever que, nocaso das equipas se defrontarem em duas mãos (casa efora) se no final do segundo jogo o resultado estiverempatado, os golos marcados fora contarão a dobrar.
  • 110. Encontrar o vencedorProlongamentoO regulamento da competição pode prever jogar-seum prolongamento de dois períodos iguais que nãoultrapassem os 15 minutos cada.
  • 111. Curiosidades• No dia 19 de Julho comemora-se o dia do Futebol.
  • 112. Bibliografiahttp://www.suapesquisa.com/futebol/http://www.portalbrasil.net/regras_do_futebol_12.htmhttp://educacaofisicabb.blogspot.pt/2011/06/importante-lembrar-que-o-objetivo-da.htmlhttp://joseeducabem.blogspot.pt/2010/06/trabalho-escolar-sobre-futebol.htmlhttp://www.coladaweb.com/educacao-fisica/futebol

×