Saresp LíNgua Portuguesa.23.11.09

5,286 views
5,126 views

Published on

Published in: Technology, Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,286
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
45
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Saresp LíNgua Portuguesa.23.11.09

  1. 1. SARESP - LÍNGUA PORTUGUESA AVALIAÇÃO DAS REDAÇÕES <ul><li>A Proposta de Redação do Saresp 2009, caracteriza-se pela proposição de um tema em determinado gênero, que define um provável leitor para o texto produzido, esfera de circulação e finalidade social. </li></ul><ul><li>Sua compreensão é essencial na medida em que estabelece parâmetros para a produção do aluno e para aplicação dos critérios de correção pelo professor. </li></ul>
  2. 2. O QUE É MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA A AVALIAÇÃO? Lista hierarquizada dos conteúdos de uma disciplina a serem aprendidos numa determinada série ou ciclo. Associadas a esses conteúdos são indicadas as competências cognitivas envolvidas, das quais os alunos farão uso para adequada construção do conhecimento.
  3. 3. <ul><li>O “cruzamento” dos conteúdos </li></ul><ul><li>com as competências (operações </li></ul><ul><li>mentais) envolvidas, nos seus </li></ul><ul><li>diferentes níveis de </li></ul><ul><li>complexidade, gera as </li></ul><ul><li>associações desejadas e, em </li></ul><ul><li>cada uma delas, temos a </li></ul><ul><li>indicação das habilidades. </li></ul>
  4. 4. Competências Cognitivas <ul><li>Entende-se por competências </li></ul><ul><li>cognitivas as modalidades estruturais </li></ul><ul><li>da inteligência, ou melhor, o conjunto </li></ul><ul><li>de ações e operações mentais que o </li></ul><ul><li>sujeito utiliza para estabelecer </li></ul><ul><li>relações com e entre os objetos, </li></ul><ul><li>situações, fenômenos e pessoas que </li></ul><ul><li>deseja conhecer. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A concepção de competência prende-se a </li></ul><ul><li>uma compreensão da inteligência humana </li></ul><ul><li>que atua ou opera como uma estrutura de </li></ul><ul><li>conjunto não sendo possível destacar uma </li></ul><ul><li>única operação mental como responsável </li></ul><ul><li>por um determinado desempenho ou </li></ul><ul><li>aprendizagem, mas um conjunto ou </li></ul><ul><li>agrupamento delas que atuam </li></ul><ul><li>simultaneamente na construção de </li></ul><ul><li>conhecimentos. </li></ul>
  6. 6. O que são Habilidades? <ul><li>• As habilidades traduzem as associações </li></ul><ul><li>entre conteúdos e competências. </li></ul><ul><li>Funcionam como indicadores ou </li></ul><ul><li>descritores do que o aluno deve </li></ul><ul><li>demonstrar como desempenho e permite </li></ul><ul><li>concluir se houve de fato aprendizagem e </li></ul><ul><li>em que nível ela ocorreu. </li></ul>
  7. 7. Matrizes de Referência para Avaliação - 2009 <ul><li>Conceitos estruturantes da </li></ul><ul><li>Avaliação </li></ul><ul><li>As competências e </li></ul><ul><li>habilidades a serem </li></ul><ul><li>avaliadas no SARESP por </li></ul><ul><li>série e disciplina. </li></ul>
  8. 8. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES- PRODUÇÃO TEXTUAL <ul><li>Reconhecer texto expositivo junto com texto em outra tipologia </li></ul><ul><li>-Reconhecer traços argumentativos, revisar textos, reconhecendo a importância das questões linguísticas para a organização coerente de ideias e argumentos </li></ul><ul><li>-Conhecer e saber utilizar adequadamente os textos como fontes de informação </li></ul><ul><li>-Saber selecionar informações de acordo com os objetivos ou intencionalidades da situação comunicativa </li></ul><ul><li>-Organizar informações sobre um mesmo tema, retiradas de textos ou fontes diferentes </li></ul>
  9. 9. <ul><li>-Selecionar informações e fazer anotações em fichas ou listas </li></ul><ul><li>-Relacionar em diferentes textos – opiniões, temas, assuntos, recursos linguísticos, identificando o diálogo entre as ideias e o embate dos interesses existentes na sociedade </li></ul><ul><li>-Identificar a presença de valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário. </li></ul><ul><li>-Identificar as diferenças entre arte popular e arte literária. </li></ul><ul><li>-Perceber a intertextualidade temática </li></ul>
  10. 10. SARESP – LÍNGUA PORTUGUESA COMPETÊNCIAS COMUNS A TODAS AS SÉRIES – PRODUÇÃO TEXTUAL <ul><li>1- Reconstrução das condições de produção e recepção de textos : </li></ul><ul><li>Interpretar textos relacionando-os aos seus contextos de produção e de recepção (interlocutores, finalidade, espaço e tempo em que ocorrem a interação), considerando fatores como gênero, formato do texto, tema, assunto, finalidade, suporte original e espaços próprios de circulação social. </li></ul><ul><li>2- Reconstrução dos sentidos do texto : </li></ul><ul><li>- Recuperar informações em textos </li></ul>
  11. 11. <ul><li>3- Reconstrução da textualidade: </li></ul><ul><li>-Analisar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos. </li></ul><ul><li>4- Reconstrução da intertextualidade e relação entre textos: </li></ul><ul><li>-Avaliar criticamente os discursos e confrontar opiniões e pontos de vista em diferentes textos. </li></ul><ul><li>5- Reflexão sobre os usos da língua falada e escrita: </li></ul><ul><li>- Analisar fatos linguísticos para compreender os usos da linguagem em textos. </li></ul><ul><li>6- Compreensão de textos literários: </li></ul><ul><li>- Compreender o texto literário como objeto artísitico, cultural e estético gerador de significação e integrador da organização do mundo e da própria identidade. </li></ul>
  12. 12. CAPACIDADES DE LINGUAGEM DOMINANTES <ul><li>Refere-se à discussão de questões sociais controversas, exige sustentação, refutação e negociação nas tomadas de posição </li></ul><ul><li>ARGUMENTAR </li></ul><ul><li>GÊNEROS TEXTUAIS </li></ul><ul><li>Editorial, carta de reclamação, artigo de opinião, ensaio argumentativo, debate regrado, resenha crítica </li></ul>
  13. 13. CAPACIDADES DE LINGUAGEM DOMINANTES <ul><li>Voltado à construção e transmissão da saberes, exige apresentação textual para organização das ideias e dos conceitos </li></ul><ul><li>EXPOR </li></ul><ul><li>GÊNEROS TEXTUAIS </li></ul><ul><li>Conferência, palestra, resumo de texto expositivo, seminário, </li></ul><ul><li>verbete de enciclopédia, comunicação oral, relatório científico. </li></ul>
  14. 14. CAPACIDADES DE LINGUAGEM DOMINANTES <ul><li>Refere-se às instruções e prescrições de ações voltadas à regulação mútua de comportamento </li></ul><ul><li>INSTRUIR </li></ul><ul><li>GÊNEROS TEXTUAIS </li></ul><ul><li>Receita, regulamento, regra de jogo, manual de instrução, regimento, mandamento... </li></ul>
  15. 15. CAPACIDADES DE LINGUAGEM DOMINANTES <ul><li>Voltado à cultura literária ficcional e à </li></ul><ul><li>recriação da realidade, caracteriza-se pela intriga no campo verossímil. </li></ul><ul><li>NARRAR </li></ul><ul><li>GÊNEROS TEXTUAIS </li></ul><ul><li>Lenda, romance, fábula, novela, biografia, conto de aventura, conto de fada, crônica literária, adivinha, piada, ficção científica, biografia romanceada, epopeia... </li></ul>
  16. 16. CAPACIDADES DE LINGUAGEM DOMINANTES <ul><li>Refere-se à documentação e memorização de ações humanas que representam pelo discurso de experiências vividas situadas no tempo e no espaço. </li></ul><ul><li>RELATAR </li></ul><ul><li>GÊNEROS TEXTUAIS </li></ul><ul><li>Notícia, reportagem, anedota, caso, diário íntimo, testemunho, currículo, relato histórico, de viagem e policial... </li></ul>
  17. 17. ENSINO DE GÊNEROS TEXTUAIS NA ESCOLA <ul><li>O que são gêneros textuais??? </li></ul><ul><li>São modelos comunicativos que nos possibilitam gerar expectativas e previsões para compreender um texto e, assim, interagir com o outro. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Os gêneros surgem de acordo com sua função na sociedade; seus conteúdos, seu estilo e sua forma estão sujeitos a essa função. </li></ul><ul><li>Conhecer um gênero não é apenas conhecer as suas características formais, mas, antes de tudo, entender a sua função e saber, desse modo, interagir adequadamente. </li></ul>
  19. 19. O ARTIGO DE OPINIÃO <ul><li>ESCREVER E CONVENCER PARA MUDAR </li></ul><ul><li>Escrever o que se pensa sobre algo, querendo convencer o leitor, exige argumentos. É preciso defender, exemplificar, justificar ou desqualificar posições. Essa é a regra geral para um bom artigo de opinião . </li></ul>
  20. 20. ARTIGO DE OPINIÃO <ul><li>Partir de uma questão polêmica </li></ul><ul><li>Tomar posição em relação à questão polêmica </li></ul><ul><li>Trazer argumentos, ora de autoridades, ora de exemplificação, ora baseados em princípios, dados de pesquisa ou em relação de causa e consequência </li></ul><ul><li>Incluir opiniões de adversários </li></ul>
  21. 21. Continua ....o artigo..... <ul><li>Concluir o texto reforçando a opinião tomada </li></ul><ul><li>Usar elementos articuladores como: </li></ul><ul><li>Anunciam a posição do autor:”do nosso ponto de vista, penso que, pessoalmente, acho que” </li></ul><ul><li>Indicam certeza: “sem dúvida, está claro que, é indiscutível” </li></ul><ul><li>Introduzem argumentos: “porque, pois, mas” </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Chegam à conclusão: “então, consequentemente, por isso, assim” </li></ul><ul><li>Marcam as diferentes vozes presentes no artigo: “ como dizem os economistas,segundo alguns empresários, muitas pessoas dizem que, há pessoas que negam, alguns afirmam, para muitos é importante...” </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Os artigos de opinião são importantes instrumentos para a formação do cidadão. Aprender a ler e a escrever esse gênero contribui para desenvolver a capacidade de participar das discussões, formar opinião sobre elas,contribuir para resolvê-las e praticar cidadania. </li></ul>
  24. 24. DIRETORIA DE ENSINO NORTE 1 <ul><li>OFICINA PEDAGÓGICA </li></ul><ul><li>PCOP DE LÍNGUA PORTUGUESA: </li></ul><ul><li>MÁRCIA DI GIAIMO MECCA </li></ul><ul><li>“ Todo ponto de vista é a vista de um ponto” </li></ul><ul><li>Leonardo Boff </li></ul>
  25. 25. Referências Bibliográficas <ul><li>São Paulo Faz Escola </li></ul><ul><li>Manual de Redação Saresp 2009 </li></ul><ul><li>Cenpec – Pontos de vista </li></ul>

×