• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Análise técnica 21-05-2012
 

Análise técnica 21-05-2012

on

  • 446 views

 

Statistics

Views

Total Views
446
Views on SlideShare
446
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Análise técnica 21-05-2012 Análise técnica 21-05-2012 Presentation Transcript

    • FINCOR – Sociedade Corretora, S.A.
    • Análise Técnica Segunda-Feira, 21 de Maio de 2012DisclaimerA Fincor—Sociedade Corretora, S.A. fornece somente serviços de recepção, transmissão e execução de ordens. Os conteúdos mencionadosnão constitui (e não será concebido de forma a constituir) qualquer espécie de aconselhamento, ou recomendação de investimento, ou umregisto dos nossos preços de negociação, ou uma oferta ou solicitação para a transacção de qualquer instrumento financeiro. A Fincor—Sociedade Corretora, S.A. não aceitará qualquer responsabilidade em consequência de qualquer uso que possa ser dado ao referidoconteúdo ou sobre qualquer efeito que daí advenha.
    • EuropaComeçando pela Europa e focando-nos no comportamento dos Índices, pode-se dizer que os mesmos estão divididos.Separamos em seis grupos os 11 índices analisados: 1 - DAX30 (Alemanha) e SMI20 (Suíça). Estes dois índices procuraram apoio entre os 38,2% e os 50% do Retrocesso de Fibonacci de toda asubida que iniciaram entre Setembro e Outubro de 2011. São os únicos Índices da Europa que coincidentemente se encontram por cima damedia móvel de 200 períodos,e o ponto de apoio actual, está precisamente a tocar esta linha. Se optarem por ressaltar, a parte alta da directrizbaixista de médio prazo, coincide com uma recuperação de 50% de toda a correcção que já realizaram desde os máximos deste ano. 2 – o OMX30 (Suécia) perdeu na sexta feira passada a média móvel dos 200 períodos e encontra-se com uma correcção de 50% do Retrocessode Fibonacci. A directriz baixista de curto prazo corresponderá a 23,6% de recuperação do já corrigido, e terá que ir á de médio prazo pararecuperar 50%. 3 - AEX25 (Holanda), BEL20 (Bélgica) e CAC40 (França). Corrigiram todos eles 61,8% do retrocesso de Fibonacci mas no caso de quereremrecuperar e dirigirem-se á parte alta da directriz baixista de médio prazo, não só coincide com a média móvel de 200 períodos, comocorresponde recuperar entre os 23,6% a 32,8% de dito retrocesso. 4 - FTSE100 (Londres). Parou justamente nos 61,8% do Retrocesso de Fibonacci embora se encontre bastante longe da média móvel de 200períodos. Uma recuperação no curto prazo corresponderia somente a 23,6% do retrocesso. 5 - EUROSTOXX50 não só se encontra longe da média dos 200 períodos como corrigiu 76,4% do retrocesso de Fibonacci, o máximo permitido.No entanto deveremos ter presente, que em termos percentuais é o índice que conta com mais bancos no seu balanço. Recuperar e dirigir-se áparte alta da directriz baixista de médio prazo, corresponderia a uma recuperação de entre 23,6% e 32,8%. 6 - MIB40 (Itália), IBEX35 (Espanha) e PSI20 (Portugal). Sendo que todos estes se encontram em níveis mínimos, todos eles com um cenáriobastante negativo, o MIB realizou uma figura na Sexta-feira que poderá querer dar origem a um ressalto. Se existir tal cenário, o objectivo estaráem recuperar 23,6% de toda a queda iniciada a mediados de Março. Cenário parecido para o IBEX que como nota positiva apenas conta com omaior volume negociado na sexta feira, e volume esse comprador, ou talvez simplesmente fecho de posições baixistas. Para o PSI20 , semrecuperar o nível do ultimo GAP que está nos 4985 pontos, muito perto da barreira psicológica dos 5000, nada feito.
    • EUAO Rácio PUT/CALL atingiu níveis equivalentes aos dos que deram origem a fortes correcções o ano passado.Se prestar-mos um pouco de atenção ao gráfico, constatamos que a primeira vez que passa o nível 1,30, serve apenas como teste para depoisbaixar antes de se formar de maneira consistente por cima do mesmo. Isto quererá dizer que o mercado já nos deve ressaltos para as bolsas. O Índice VIX de volatilidade, diz-nos que se esses ressaltos vierem, serão simplesmente isso. A figura que desenvolveu é de que irá mais cedoou mais tarde tocar no mínimo o nível dos 32 pontos, o que corresponde a maiores correcções para as bolsas. O RUSSEL2000 parou na média móvel de 200 períodos que corresponde aos 38,2% do Retrocesso de Fibonacci, no entanto o seu objectivopara o médio prazo está nos 710 pontos. recuperar os 780 pontos seria a forma de anular tal projecção baixista. Nos restantes Índices Norte Americanos, DOW JONES INDUSTRIAL30, NASDAQ100 e S&P500, o preocupante é que há medida que estesíndices vão fechando em negativo, o volume vai aumentando, o que dá conta do interesse vendedor que ainda existe no mercado. Todos elesameaçam aproximar-se á media móvel dos 200 períodos, e, que de o fazerem até será saudável uma vez que para o S&P500 e DJI30,representaria corrigir 38,2% do retrocesso de Fibonacci, e para o NASDAQ100 representaria corrigir 50,0%. Este nível de objectivo está fixadonos 12200 pontos para o Dow Jones, os 1280 pontos para o S&P e os 2420 pontos para o NASDAQ.
    • Japão e SectoresO Índice NIKKEI225 ( Japão), encontra-se já abaixo dos 76,4% do retrocesso de Fibonacci, e pode não parar por aqui, fará simplesmente aquiloque tem vindo a fazer desde 20 anos a esta parte.Algo que tem sido mencionado de forma insistente, é de estar em cotadas cujos os seus sectores se encontrem fortes e consistentes. Severificar-mos os níveis mínimos da semana passada a serem perfurados e perdidos estes importantes suportes, os gráficos dir-nos-ão ondeestão os próximos pontos de paragem. De tal cenário suceder, existem três sectores que até agora têm estado bem mas que se poderãoantecipar correcções fortes para eles. São eles o (SX3E) sector de Alimentos e Bebidas, (SXDE) Assistência Médica e (SXQE) sector de bens deuso pessoal e doméstico. Estes sectores assinalam um tecto nos mercados para eles, acompanhados de fortes divergências baixistas.Se até estes sectores que são essenciais e imprescindíveis para a vida de qualquer ser humano se vêm abaixo, é porque algo não está muitobem...
    • GráficosPara outros gráficos clique neste Link:
    • GráficosPara outros gráficos clique neste Link:
    • DisclaimerDisclaimerA Fincor—Sociedade Corretora, S.A. fornece somente serviços de recepção,transmissão e execução de ordens. Os conteúdos mencionados não constitui (enão será concebido de forma a constituir) qualquer espécie de aconselhamento,ou recomendação de investimento, ou um registo dos nossos preços denegociação, ou uma oferta ou solicitação para a transacção de qualquerinstrumento financeiro. A Fincor—Sociedade Corretora, S.A. não aceitaráqualquer responsabilidade em consequência de qualquer uso que possa ser dadoao referido conteúdo ou sobre qualquer efeito que daí advenha.
    • Contatos :FINCOR – Sociedade Corretora, SARua Castilho N.44, 4º Piso1250-071 Lisboa, PortugalTel. +351 21 382 40 10Fax.+351 21 380 30 49fincor@fincor.ptwww.fincor.pthttp://fincorcorretora.blogspot.pt/