Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Precipitação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Muito bom o material!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,719
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
107
Comments
1
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PRECIPITAÇÃO Filomena Jarmelo – 7.º Ano 1
  • 2. A precipitação é a queda de água em qualquer estado físico. Estado líquido – Chuva ou pluviosidade Estado sólido – neve, granizo ou saraivaA nível mundial, ¾ da precipitação ocorrem sobre os oceanos eapenas ¼ sobre os continentes. 2
  • 3. Ciclo da Água Evaporação Evapotranspiração Humidade Atmosférica Núcleos de Condensação Condensação Saturação Precipitação 3
  • 4. Distribuição da PrecipitaçãoMundoÉ mais abundante na zona equatorial, litoral dos continentes e zonasmontanhosasÉ mais escassa nas zonas tropicais, em especial no interior doscontinentes e nas zonas polares. Europa É mais abundante nos países com fachada Atlântica e nas zonas montanhosas (Pirenéus, Alpes, Cáucaso, Montes Urais). É mais escassa no interior do continente (Rússia).PortugalÉ mais abundante no norte do país e no litoral (Minho), bem comonas zonas montanhosas.É mais escassa no interior do país, especialmente no Alentejo.Nos Açores, é abundante em todas as ilhas.Na Madeira é mais abundante na parte norte. 4
  • 5. Tipos de chuvasChuvas Convectivas ou de verão1. Há um grande aquecimento da superfície terrestre;2. O ar húmido sobe, arrefece, condensa e ocorre a precipitação;3. São chuvas frequentes no verão e nas regiões equatoriais.4. Normalmente ocorrem em forma de aguaceiros fortes num curto espaço de tempo 5
  • 6. Chuvas Orográficas ou de Relevo1. São provocadas por uma subida forçada do ar quando encontra uma montanha;2. Ao subir, o ar húmido arrefece, dando-se a condensação e a precipitação;3. São chuvas frequentes das zonas montanhosas, especialmente nas vertentes mais expostas a ventos húmidos. 6
  • 7. Chuvas Frontais ou Ciclónicas1. Resultam da colisão de duas massas de ar com características opostas ( ar frio e ar quente)2. O ar quente como é mais leve, eleva-se sobre o ar frio;3. O ar quente ao subir arrefece, condensa e ocorre a precipitação. 7
  • 8. Precipitação e Relevo1. A precipitação aumenta com a altitude.2. É mais elevada nas montanhas concordantes (paralelas à linha do litoral) porque o ar húmido vindo do mar, é obrigado a ascender, arrefece e condensa, formando chuvas orográficas. Ex: Montanhas Rochosas dos EUA e Gerês. 8
  • 9. Precipitação e Proximidade/Afastamento do MarAs regiões do interior dos países ou continentes registam valores de precipitaçãomais baixos porque os ventos marítimos vão perdendo humidade. 9
  • 10. Precipitação e Correntes MarítimasEm zonas de correntes quentes, a precipitação é mais elevada porque há elevadaevaporação e ar muito húmido.Em zonas de correntes frias, a precipitação é fraca devido à fraca evaporação e aoar muito seco. 10