Fisica classica - aula 6

  • 94 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
94
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Velocidade relativa Dinˆmica a F´ ısica Cl´ssica a Rafael, Suzana Bras´ 1o semestre de 2009 ılia, Universidade de Bras´ - Faculdade do Gama ılia Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 2. Velocidade relativa Dinˆmica a Velocidade relativa Dinˆmica a Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 3. Velocidade relativa Dinˆmica a Velocidade relativa Considere duas part´ ıculas em movimento em rela¸˜o a uma origem O, que em um insca tante de tempo t est˜o nas posi¸˜es P1 e P2 , a co correspondendo aos vetores deslocamento r1 e r2 , como na figura ao lado O deslocamento relativo (distˆncia relativa) entre P1 e P2 ´ a e dado pelo vetor r12 = r2 − r1 . Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 4. Velocidade relativa Dinˆmica a Velocidade relativa Considere duas part´ ıculas em movimento em rela¸˜o a uma origem O, que em um insca tante de tempo t est˜o nas posi¸˜es P1 e P2 , a co correspondendo aos vetores deslocamento r1 e r2 , como na figura ao lado O deslocamento relativo (distˆncia relativa) entre P1 e P2 ´ a e dado pelo vetor r12 = r2 − r1 . Derivando em rela¸˜o ao tempo ambos os lados desta ca equa¸˜o obtemos v12 = v2 − v1 , ou seja, a velocidade relativa ca de 2 em rela¸˜o a 1 ´ dada pela diferen¸a das velocidades de ca e c 2 e 1 em rela¸˜o ` origem O. ca a Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 5. Velocidade relativa Dinˆmica a Velocidade relativa Considere duas part´ ıculas em movimento em rela¸˜o a uma origem O, que em um insca tante de tempo t est˜o nas posi¸˜es P1 e P2 , a co correspondendo aos vetores deslocamento r1 e r2 , como na figura ao lado O deslocamento relativo (distˆncia relativa) entre P1 e P2 ´ a e dado pelo vetor r12 = r2 − r1 . Derivando em rela¸˜o ao tempo ambos os lados desta ca equa¸˜o obtemos v12 = v2 − v1 , ou seja, a velocidade relativa ca de 2 em rela¸˜o a 1 ´ dada pela diferen¸a das velocidades de ca e c 2 e 1 em rela¸˜o ` origem O. ca a v12 tamb´m pode ser interpretado como sendo a velocidade e da part´ ıcula 2 em um referencial com origem em r1 e velocidade v1 (isto ´, um referencial sobre a part´ e ıcula 1 !!!). Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 6. Velocidade relativa Dinˆmica a Referencial inercial No exemplo anterior, observe que se a acelera¸˜o da part´ ca ıcula 1 ´ nula, a acelera¸˜o da part´ e ca ıcula 2 ser´ a mesma nos dois a referenciais. a12 = a2 , pois a1 = 0. Um referencial onde a acelera¸˜o ´ nula ´ dito inercial. ca e e Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 7. Velocidade relativa Dinˆmica a Referencial inercial No exemplo anterior, observe que se a acelera¸˜o da part´ ca ıcula 1 ´ nula, a acelera¸˜o da part´ e ca ıcula 2 ser´ a mesma nos dois a referenciais. a12 = a2 , pois a1 = 0. Um referencial onde a acelera¸˜o ´ nula ´ dito inercial. ca e e Exerc´ ıcios: Dos referenciais abaixo, quais s˜o inerciais? a Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 8. Velocidade relativa Dinˆmica a Referencial inercial No exemplo anterior, observe que se a acelera¸˜o da part´ ca ıcula 1 ´ nula, a acelera¸˜o da part´ e ca ıcula 2 ser´ a mesma nos dois a referenciais. a12 = a2 , pois a1 = 0. Um referencial onde a acelera¸˜o ´ nula ´ dito inercial. ca e e Exerc´ ıcios: Dos referenciais abaixo, quais s˜o inerciais? a FGA Terra Um carro em velocidade constante na rodovia ˆ Onibus espacial Discovery sat´lite geoestacion´rio e a Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 9. Velocidade relativa Dinˆmica a Velocidade relativa Dinˆmica a Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 10. Velocidade relativa Dinˆmica a Defini¸˜o ca Dinˆmica ´ a parte da f´ a e ısica que estuda a causa dos movimentos dos corpos. A principal preocupa¸˜o ´ determinar o tipo de ca e movimento que acontece em dadas circunstˆncias f´ a ısicas. Na dinˆmica, estamos preocupados com as for¸as que agem a c nos corpos, e seus efeitos. Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 11. Velocidade relativa Dinˆmica a Defini¸˜o ca Dinˆmica ´ a parte da f´ a e ısica que estuda a causa dos movimentos dos corpos. A principal preocupa¸˜o ´ determinar o tipo de ca e movimento que acontece em dadas circunstˆncias f´ a ısicas. Na dinˆmica, estamos preocupados com as for¸as que agem a c nos corpos, e seus efeitos. A for¸a n˜o necessariamente precisa ser uma for¸a de contato, c a c por exemplo a for¸a gravitacional (ou a eletromagn´tica) n˜o c e a exigem contato entre os corpos para agir (a¸˜o ` distˆncia). ca a a Para vocˆ pensar em casa: as for¸as que agem ` distˆncia tem e c a a a¸˜o instantˆnea? ca a Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 12. Velocidade relativa Dinˆmica a Defini¸˜o ca Dinˆmica ´ a parte da f´ a e ısica que estuda a causa dos movimentos dos corpos. A principal preocupa¸˜o ´ determinar o tipo de ca e movimento que acontece em dadas circunstˆncias f´ a ısicas. Na dinˆmica, estamos preocupados com as for¸as que agem a c nos corpos, e seus efeitos. A for¸a n˜o necessariamente precisa ser uma for¸a de contato, c a c por exemplo a for¸a gravitacional (ou a eletromagn´tica) n˜o c e a exigem contato entre os corpos para agir (a¸˜o ` distˆncia). ca a a Para vocˆ pensar em casa: as for¸as que agem ` distˆncia tem e c a a a¸˜o instantˆnea? ca a A for¸a ´ uma entidade vetorial, portanto ´ caracterizada por c e e um m´dulo, dire¸˜o e sentido. o ca Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 13. Velocidade relativa Dinˆmica a 1a lei de Newton Todo corpo permanece em repouso ou movimento retil´ ıneo e uniforme a menos que sofra a a¸˜o de for¸as resultantes n˜o nulas. ca c a Perguntas: Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 14. Velocidade relativa Dinˆmica a 1a lei de Newton Todo corpo permanece em repouso ou movimento retil´ ıneo e uniforme a menos que sofra a a¸˜o de for¸as resultantes n˜o nulas. ca c a Perguntas: Se o corpo est´ em repouso necessariamente n˜o existem a a for¸as atuando sobre ele? c Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 15. Velocidade relativa Dinˆmica a 1a lei de Newton Todo corpo permanece em repouso ou movimento retil´ ıneo e uniforme a menos que sofra a a¸˜o de for¸as resultantes n˜o nulas. ca c a Perguntas: Se o corpo est´ em repouso necessariamente n˜o existem a a for¸as atuando sobre ele? c Um corpo em ´rbita estacion´ria possui velocidade orbital o a ´ constante. E correto ent˜o afirmar que a for¸a resultante a c sobre este corpo ´ nula. e Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 16. Velocidade relativa Dinˆmica a 1a lei de Newton Todo corpo permanece em repouso ou movimento retil´ ıneo e uniforme a menos que sofra a a¸˜o de for¸as resultantes n˜o nulas. ca c a Perguntas: Se o corpo est´ em repouso necessariamente n˜o existem a a for¸as atuando sobre ele? c Um corpo em ´rbita estacion´ria possui velocidade orbital o a ´ constante. E correto ent˜o afirmar que a for¸a resultante a c sobre este corpo ´ nula. e Todo corpo que n˜o sobre a a¸˜o de for¸as resultantes a ca c diferentes de zero pode ser considerado como um referencial inercial. Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 17. Velocidade relativa Dinˆmica a 1a lei de Newton Todo corpo permanece em repouso ou movimento retil´ ıneo e uniforme a menos que sofra a a¸˜o de for¸as resultantes n˜o nulas. ca c a Perguntas: Se o corpo est´ em repouso necessariamente n˜o existem a a for¸as atuando sobre ele? c Um corpo em ´rbita estacion´ria possui velocidade orbital o a ´ constante. E correto ent˜o afirmar que a for¸a resultante a c sobre este corpo ´ nula. e Todo corpo que n˜o sobre a a¸˜o de for¸as resultantes a ca c diferentes de zero pode ser considerado como um referencial inercial. Tendo como base a 1a lei de Newton, e os seus conhecimentos sobre cinem´tica, qual deve ser a rela¸˜o entre for¸a e a ca c acelera¸˜o? ca Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a
  • 18. Velocidade relativa Dinˆmica a Referˆncias e lista de exerc´ e ıcios Livro texto, cap´ ıtulo 3 (todo). Livro texto, cap´ ıtulo 4 pg 64-68 Exerc´ ıcios livro texto cap´ ıtulo 3 - TODOS Rafael,Suzana F´ ısica Cl´ssica a