Jornal O 49 1º PeríOdo Cores

  • 567 views
Uploaded on

O Jornal da EB1 Frei Luís de Sousa

O Jornal da EB1 Frei Luís de Sousa

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
567
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Jornal “O 49” encontrou uma nova imagem! Com ajuda das colegas que ganharam o concurso escolar de logótipos, conseguimos ficar com um jornal mais bonito e com uma imagem mais solidária. Aqui, poderás ler os trabalhos realizados pelos teus colegas, saber as notícias da escola, ler entrevistas, aceitar as sugestões de leitura dos teus colegas e fazer os passatempos propostos por algumas turmas. Esperamos que te divirtas a ler-nos! Editorial Ficha Técnica: Redacção: Alunos das Turmas do 1º ano A, B e C; do 2º ano A e B; do 3º ano A, B e C e do 4º ano A, B e C / Professoras Regina, Ana, Filipa, Inácia, Ermelinda, Dulce, Ana M., Rita, Helena e Sandra. Neste número do Jornal O Quarenta e Nove decidimos mostrar-vos algum do trabalho que desenvolvemos na nossa escola através de entrevistas, notícias de turma, composições escritas, lendas, lengalengas, adivinhas, rimas, provérbios, poesias, sugestões de leitura, projecto , blogues e passatempos. Viva a escola Carolina 1º C Jornal da EB1 Frei Luís de Sousa
  • 2. 1º A Onde está o cão? Dentro do caldeirão? Anda atrás do balão? Ou caiu no chão? Anda no quintal, À roda do pardal. Lengalenga colectiva 26/11/2009 Trabalho desenvolvido pela turma 1.º A a partir de uma lengalenga tradicional trabalhada na sala. Onde está… ? O meu lanche saudável…
  • 3. O Natal do 1º B é: Divertimento Presépio Festa Jesus a nascer Abrir os presentes Árvore de Natal
  • 4. Colocar os enfeites Brincar com os presentes Família Férias Bolo Rei Chocolates Bacalhau Passear com a família
  • 5. Venham conhecer o blogue “A turma da professora Filipa”. Escrevemos lá as coisas que mais gostamos de fazer. Nós gostamos muito do nosso blogue. Visita-nos e deixa lá os teus comentários. http://aturmadaprofessorafilipa.blogspot.com O 1º C E A MENiNA DO MAR 1º C decidiu começar a ler o livro A Menina do Mar. É um livro mágico e foi escrito por uma escritora chamada Sophia de Mello Breyner. Quando acabarmos de ler o livro vamos receber umas pedras mágicas, vindas do Reino da Menina do Mar . Depois vamos desenhá-las, dar-lhes um nome e enviar uma carta à Menina do Mar com os nossos desenhos. Podemos contar-lhe tudo o que estamos a fazer, como nos sentimos e pedir desejos. Estamos a adorar o livro e muito contentes com este projecto da Turma.
  • 6. Para comemorar o Dia da Alimentação a nossa turma resolveu fazer um cartaz.O tema que escolhemos foi A SOPA . Durante o nosso trabalho aprendemos uma canção, da brasileira Adriana Calcanhoto, que diz no refrão: Que bela sopa! Gostámos tanto de ouvir e cantar esta música que demos esse título ao nosso cartaz. Fizemos um vídeo para vos mostrar como construímos o cartaz e para poderem conhecer a música. Mas para verem o filme têm que vir ao nosso blogue! Adaptação do texto escrito pela turma para o blogue do 1º C Carolina 1º C Tiago, 1º C DIA DA ALIMENTACAO
  • 7. DIA MUNDIAL DA MÚSICA DIA MUNDIAL DA MÚSICA Mini recital de violino e piano no ginásio da escola Na sala de aula a experimentar o violino Para comemorar o Dia Mundial da Musica, a Rafaela e a Catarina vieram mostrar-nos como se toca piano e violino. Até tocámos nos dois instrumentos! Nos gostámos muito do mini recital. Também gostámos de desenhar e fazer as partituras visuais com a nossa professora. Na nossa turma todos gostam muito de cantar e tocar! Texto colectivo do 1º ano C, melhorado com a professora na sala de aula
  • 8. Inspirados num poema de Luísa Ducla Soares , criámos o primeiro poema da nossa turma. Poema da nossa turma A é de Alice Está sempre na malandrice O A é de Ana E a sua saia abana O A é de Ana Rita Anda sempre com uma fita O B é da Bruna Que é muito boa aluna O C é de Carolina É mesmo boa menina O F é de Filipa Que é como uma tulipa   O F é de Frederico Quer ter um cão chamado Tico   O G é de Gabriel Escreve muito no papel O G é de Gonçalo A galope num cavalo .   O J é de João Francisco Que já gosta de um petisco   O L é de Leandro Que é mesmo bem malandro O M é de Margarida Que é mesmo uma querida O M é de Marta A receber uma carta O M é de Mónica Que não é super sónica O P é de Pedro Que acorda bem cedo   O R é de Rodrigo Que é um bom amigo O T é de Tiago Faz magia como um mago   O T é de Tomás Ele é mesmo bom rapaz   O V é de Vlada Que anda como uma fada   A turma toda é o C Somos poetas Bem se vê!
  • 9. Nomes dos meninos e das meninas 1-Alexandra 2-Cairo 3-Constança 4-Diogo 5-Fábio Gonçalves 6-Fábio Teixeira 7-Francisco 8-Gonçalo 9-Joana 10-João 11-Jónatas 12-Jorge 13-Mathilde 14-Miguel 15-Nadine 16-Pedro 17-Ricardo 18-Rúben 19-Tânia 20-Raquel Depois cada menino/a escreveu as descobertas que fez. Descobre tu quem fez estas : Eu sou da altura do Diogo e do Pedro. O Fábio G. é o maior. O Jorge é o mais pequeno. Aprendi a minha altura. Já sei a altura da turma. Gosto de todos. Foi ________________________________________ Eu, a Joana e o Miguel temos a mesma altura. O menino mais alto e o Fábio G.. O menino mais pequeno é o Jorge. A pessoa mais alta é a professora. O meu pai tem 190 cm. Foi ________________________________ ___ O Fábio T. e o Ricardo são da mesma altura. Eu sou o mais alto e o Jorge é o mais pequeno e a Nadine também. Eu e o Fábio T. somos quase da mesma altura. A Alexandra e o Pedro são da mesma altura. Foi _______________________________________ As alturas Nós estivemos a fazer um gráfico com as alturas dos meninos. Primeiro a Mariana mediu-nos e à tarde os presidentes marcavam as nossas alturas numa tabela. No outro dia fizemos o gráfico num papel com quadrados muito pequeninos, que se chama papel milimétrico. Francisco, texto trabalhado com a professora - 2/12/2009 2ºA
  • 10. O Pai Natal, as renas e os duendes Num lindo dia de Dezembro, o Pai Natal estava no Pólo Norte a preparar-se para ir entregar os presentes a todos os meninos do planeta que neste ano se tinham portado bem. Ele estava acompanhado das suas renas e uma delas, que se chamava Bia, estava muito triste porque não sabia voar. Então, o Pai Natal resolveu cancelar a entrega dos presentes nesse dia e foi pedir ajuda aos seus duendes. - Duendes… duendes…! - Sim, Pai Natal estamos aqui. O que precisas? Pareces aflito… Passa-se alguma coisa? - Estou preocupado com a Bia porque ainda não aprendeu a voar. Será que a podem ensinar? É que tenho os presentes para entregar e já quase não tenho tempo. - Claro que sim. Pode contar connosco. Temos aqui um livro especial de exercícios para jovens renas aprenderem a voar. - Que bom! Sem vocês nem sei o que seria de mim. Os duendes começaram imediatamente uma sessão de treino intensivo que deixou a Bia muito cansada. No dia seguinte voltaram aos exercícios e a Bia já conseguiu voar. De seguida, a Bia foi chamar as suas amigas renas, e como estas estavam com preguiça de voar convidou-as todas a participarem no último treino de voo preparado pelos duendes. As renas ficaram muito surpreendidas por verem a Bia a voar tão bem. Mais tarde, os duendes foram à oficina do Pai Natal e começaram a ler as cartas que os meninos tinham enviado. Ficaram muito surpreendidos porque naquele ano quase todos os meninos pediam coisas para fazer exercício físico, como por exemplo, bolas, arcos, ténis, fatos de treino, chuteiras, patins em linha, bicicletas, etc. Quando acabaram de ler as cartas os duendes começaram a separar os presentes, mas nesse momento faltou a luz. Logo ficaram aflitos, mas um deles lembrou-se de ir buscar velas e lá conseguiram acabar o trabalho. Finalmente, quando já tinham tudo preparado, chamaram o Pai Natal que entretanto tinha ido dormir uma soneca. - Pai Natal… Pai Natal vem depressa. É que acabamos de olhar para o Sul e vimos as árvores de Natal todas iluminadas. É quase noite de consoada e os presentes estão prontos para entregar. - Pois, mas este ano não podemos entregar os presentes porque a Bia não sabe voar e o trenó não anda sem a ajuda dela. Enquanto isto, apareceu a Bia e as suas amigas, muito sorridentes, elevando no ar o trenó já carregado de presentes prontinho para partir em direcção ao Sul. O Pai Natal suspirou de alívio e agradeceu aos duendes a ajuda que lhe deram, pois agora já podia cumprir a sua missão e fazer felizes todas as crianças que se tinham portado bem. Os duendes também ficaram muito contentes e ainda entregaram ao Pai Natal alguns presentes especiais que eles tinham guardado para oferecer àquelas crianças que se tinham portado melhor. Ana, Andreia e Marta Sofia com o grupo 2º B
  • 11. Nós somos assim… A Beatriz põe o dedo no nariz. A Beatriz quer ser actriz. A Carolina dança como uma divina. A Catarina é uma menina pequenina. A Conceição gosta de pão. O Dinis não sabe o que diz. A Erica quer ser uma boneca. O Gonçalo corre atrás do galo. A Joana gosta de comer banana. A Joana brinca com a Ana. O João é um grande brincalhão A Lia gosta de brincar com a Bia. O Márcio, que visita o palácio. A Beatriz tira macacos no nariz. O Nuno joga à bola com o Nuno. O Rafael gosta de fazer aviões de papel. A Rita é catita e a Joana fica bonita. O Rodrigo gosta de pão de trigo. A Sara gosta de ir à feira. O Sandro, que é muito malandro O Tiago gosta de dançar o tango. O Tomás gosta de ananás. Amizade É um sentimento bom. É linda. É brincarmos todos juntos. É divertir-me com os meus amigos. Nunca acaba entre amigos. É dois meninos que brincam juntos. É muito bonita. É ajudar os amigos, quando estão a chorar. É importante para o Mundo, porque assim o Mundo não estava em guerra. É estarmos todos juntos. Turma 3º A
  • 12.  
  • 13. Ora conta a lenda que a costa que hoje é de Lisboa tinha um estranho nome: Ofiusa – o que quer dizer “Terra de serpentes”. Havia uma estranha rainha, metade mulher e metade serpente, senhora de um olhar feiticeiro e de uma voz muito meiga. Às vezes esta estranha rainha subia ao alto de um monte e gritava ao vento só para que pudesse ouvir a sua própria voz: “Este é o meu reino! Só eu governo aqui, mais ninguém! Nenhum ser humano se atreverá a pôr aqui os pés… Ai de quem ousar!!! As minhas serpentes não o deixarão respirar um minuto sequer!”. De facto, durante muito tempo ser humano nenhum se aventurou a desembarcar nesta costa que pensavam estar amaldiçoada pelos deuses. Porém um dia, vindo de muito longe, um herói chamado Ulisses, famoso pelas suas aventuras guerreiras desembarcou na cidade. Ficou deslumbrado com as belezas naturais que viu e subiu a um monte onde gritou ao vento: “Aqui edificarei a cidade mais bela do Mundo! Dar-lhe-ei o nome de Uliseia, a capital do Mundo!”. A sua profecia concretizou-se e … hoje Lisboa é, sem dúvida, uma das mais belas cidades do Mundo. Pesquisa realizada por: Ana Raquel Ruas Turma: 3.º/4.º C Lenda de Lisboa
  • 14. No dia 10 de Novembro, recebemos na sala a Sara Loureço, irmã do nosso colega David Lourenço. A Sara veio falar-nos acerca do Fado e cantou para nós uma canção de que gosta muito. Mariana: Quantos anos tem? Sara: Vinte e seis anos. M.ª Amélia: Qual é a sua profissão? Gosta? Sara: Estudo psicologia, mas já trabalhei com crianças de dois, três…cinco anos e com idosos. Gosto. Nicol: De que tipo de música gosta? Sara: Gosto de todo o tipo de música, mas prefiro música Pop porque me identifico com ela. Dalila: Gosta de cantar? Porquê? Sara: Muito! Porque é a única altura em que sou eu própria, em que não tenho medo de nada. Diogo: Qual é a música que mais gosta de cantar? Sara: Se for na música Pop é “No Teu Poema”, se for no fado é “Eu Quero”. Rute: Há quanto tempo canta? Sara: Profissionalmente, há dez anos. Catarina: Qual foi a primeira vez que cantou em público? O que sentiu? Sara: Foi no dia 15 de Dezembro de 2001 e estava muito nervosa. Cantei “New York, New York” do Frank Sinatra. Grande entrevista de fado
  • 15. Mafalda: Quais são os fadistas que mais gosta de ouvir? Sara: Amália Rodrigues, Ana Moura, Fernando Maurício e Ana Maurício, que é a minha madrinha de fado. Todos os fadistas profissionais têm um padrinho ou uma madrinha. Ana: Gostou de vir à nossa escola? Sara: Muito! Nós também gostámos muito que a Sara viesse explicar-nos mais sobre o Fado e achámos que ela tem uma voz maravilhosa! Agradecemos-lhe a visita e esperamos voltar a recebê-la. Observa os instrumentos musicais utilizados no Fado… Descobre 7 diferenças em cada par. Turma 4.º A Rodrigo: É difícil cantar o fado? Sara: É. Torna-se difícil se não estivermos dispostos a cantar o fado. E, se não estivermos dentro do tempo e no tom certo, não conseguimos cantar bem. Turma 4.º A
  • 16. Há muito, muito tempo, no Japão, vivia um rato vilão chamado Ratigoni. Ele era alto, tinha olhos pretos, bigodes compridos e pêlo cinzento. Andava sempre com uma espada à cintura, uma pala no olho e com um chapéu preto que tinha uma hélice para ele poder voar. O Ratigoni era o chefe de um exército de ratos ninjas. Vivia num castelo enorme, roxo, ao lado de um cemitério de ratos, cheio de morcegos. O vilão planeava construir uma máquina que aumentasse o tamanho dos ratos para que eles destruíssem o mundo. Contratou uns cientistas que um dos seus guardas conhecia e, ao fim de dois dias, a máquina estava pronta. Entretanto, um menino chamado Pedro resolveu inscrever-se numa escola de artes marciais porque o seu maior sonho era ser um ninja. Passados três dias, o Pedro já era o melhor aluno da escola. O professor de artes marciais, o mestre Xicangu, escolheu o Pedro para destruir o Ratigoni. O Pedro, muito entusiasmado, aceitou o desfio. O professor fez-lhe mais três testes para o preparar para a grande batalha: no primeiro, o Pedro tinha de se desviar das setas que o Xicangu lhe lançava; no segundo, o menino tinha de destruir cinco bonecos de madeira, usando apenas as mãos e os pés; no último teste ele tinha de lançar três estrelas e acertar em três alvos. Nesse mesmo dia, o Pedro foi para o castelo do Ratigoni. À porta estavam seis guardas que ele conseguiu derrotar com os truques que o mestre lhe ensinara. Quando passou a porta accionou uma armadilha que lançava centenas de setas mas o Pedro, como era muito ágil, conseguiu desviar-se de todas. Mais à frente havia umas escadas que ele subiu com muito cuidado. Quando chegou aom último degrau, uma armadilha com sensores tentou cortar-lhe a cabeça com um machado. Pedro vs. Ratigoni
  • 17. mas o Pedro saltou a tempo. Ao entrar na sala de armas, o chão abriu-se e o Pedro caiu numa sala que tinha umas paredes com picos que se fechavam cada vez mais. Enquanto não estava completamente entalado, ele descobriu uma passagem secreta, conseguiu abri-la e salvou-se. A passagem secreta levou-o até à sala das máquinas onde estava o Ratigoni. Assim que o vilão viu o menino chamou os guardas para o prenderem. Com um golpe de Karaté, o Pedro rebentou a porta e começou a lutar com o Ratigoni. Ele levantou voo com a sua hélice e lançou muitas setas contra o Pedro mas o menino desviou-se de todas. O Ratigoni foi-se embora mas deixou uma bomba no castelo que iria explodir dentro de um minuto: 59, 58, 57, … Quando o Pedro desceu as escadas a contagem já ia em 11 segundos mas ele conseguiu escapar. Ao chegar à escola, explicou ao professor que o Ratigoni tinha fugido. O mestre, o Pedro e os colegas resolveram festejar. Foram todos juntos jantar ao McDonalds. E quem desta história não gostar, deve deixar a sua sugestão no nosso blogue. 4º B
  • 18. BOM NATAL E FELIZ ANO NOVO ! Personaliza o teu Jornal. Torna 0 Quarenta e Nove no teu jornal. Cria aqui o teu cartão de Natal . Gostaste deste número do Jornal O Quarenta e Nove ? Do que gostaste mais? ____________________________________________________ _____________________________________________________________________ O que te interessou menos? ________________________________________________ _____________________________________________________________________ Pinta a imagem que mais se aproxima do que sentes em relação ao teu Jornal Escolar.     Preenche, recorta pelo picotado e coloca na caixa do correio do Jornal . A tua opinião é importante para nós.