Apresentação monografia

340 views
281 views

Published on

Apresentação de defesa da monografia apresentada como trabalho de graduação do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, pelo estudante Fernando Sousa. Tema: A Educomunicação como caminho para leitura crítica da mídia: Uma análise do Laboratório de Comunicação Escolar da Rede ENTRELACEs.

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
340
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação monografia

  1. 1. COMO CAMINHO PARALEITURA CRÍTICA DAMÍDIA: ANÁLISE DOLABORATÓRIO DECOMUNICAÇÃOESCOLAR E CIDADANIANAS ESCOLASPÚBLICAS –ENTRELACES.Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  2. 2. É PRECISO QUESTIONAR ACOMUNICAÇÃO SOCIAL. Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Publicidade e Propaganda.
  3. 3. COMUNICAÇÃO (PODE SER) COMPARADO AO DA RESPIRAÇÃO: O SER HUMANO NÃO PARA DE SE COMUNICAR, MAS POUCAS VEZES DÁ-SE CONTA DISSO.” (SANTOS 2003, P.9)Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  4. 4. A ESCOLA COMO ESPAÇO DEDEBATE DESTESQUESTIONAMENTOS. Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Publicidade e Propaganda.
  5. 5. É PRECISO REPENSAR O PAPEL DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL NA ATUALIDADE PARA A CONSTRUÇÃO DE ALTERNATIVAS PARA A FORMAÇÃO CIDADÃ, PARA ISSO PRECISAMOS ENTENDER COMO A ESCOLA É PERCEBIDA.Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  6. 6. ESTÁ PRESA AO ESTADO – FRAGILIZADO, SEM PODER, POBRE - NAQUILO QUE O ESTADO TEM DE PIOR QUE É A BUROCRACIA; A COMUNICAÇÃO VINCULA- SE AO MERCADO, APRIMORA-SE CONSTANTEMENTE, TEM LIBERDADE NA CONSTRUÇÃO DO SEU „CURRÍCULO‟ E DE SUA FORMA DE AGIR.” (SOARES, 2000, P. 18).Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  7. 7. A COMUNICAÇÃO COMO ALTERNATIVAPARA A FORMAÇÃO CIDADÃ NASESCOLAS. Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Publicidade e Propaganda.
  8. 8. “É FUNDAMENTAL A PERCEPÇÃO DO ESPAÇO ESCOLAR COMO UM CAMPO ABUNDANTE NO QUE DIZ RESPEITO ÀS DIFERENÇAS, SEJAM ELAS ÉTNICO-RACIAIS, CULTURAIS, SOCIAIS, SEJAM DE GÊNERO, ENTRE OUTRAS. A DIFERENÇA NÃO DEVE E NÃO PODE SER ENXERGADA COMO UM DEFEITO, COMO ALGO A SER CORRIGIDO, MAS SIM COMO PARTE DE UM EXERCÍCIO IMPORTANTE DE ALTERIDADE E TOLERÂNCIA. RESPEITAR A DIVERSIDADE E A DIFERENÇA É RECONHECER O OUTRO COMO PARTE INTEGRANTE E NECESSÁRIA DO (RE)CONHECIMENTO DA PRÓPRIA IDENTIDADE.” (LIMA, 2011, P. 7)Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  9. 9. AS TECNOLOGIAS DAINFORMAÇÃO A FAVOR DADEMOCRACIA.
  10. 10. TENTADORA. MAS SOB O FOCO DA EDUCOMUNICAÇÃO, MELHOR SERIA PENSAR NUM “LABORATÓRIO MULTIMÍDIA POR ESCOLA”, ONDE GRUPOS DE DOCENTES E ESTUDANTES ESTEJAM ENVOLVIDOS EM PROJETOS COLETIVOS. É O QUE A EDUCOMUNICAÇÃO DENOMINA COMO AMPLIAR O “COEFICIENTE COMUNICATIVO” DAS AÇÕES EDUCATIVAS. (...) AO QUESTIONAR AS FUNÇÕES E AS ESTRUTURAS FACILITADORAS DAS OPERAÇÕES DE COMUNICAÇÃO E O PRÓPRIO SENTIDO DESTA AÇÃO, A EDUCOMUNICAÇÃO SE PERGUNTA, ANTES, PELAS PESSOAS ENVOLVIDAS E PELO SENTIDO DO PRÓPRIO ATO DE COMUNICAR, ENTENDENDO QUE TODOS SOMOS MEDIADORES DOS PROCESSOS DE PRODUÇÃO DA CULTURA.” (SOARES, 2011, P.8).Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  11. 11. ENTENDENDO O PROJETOENTRELACES. Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Publicidade e Propaganda.
  12. 12. CONSTRUÍDO EM UM ESPAÇO DA ESCOLA QUE É EQUIPADO PARA SERVIR COMO UM MINI- ESTÚDIO DE PRODUÇÃO DE MÍDIAS. ESTE ESPAÇO É RESERVADO PARA QUE OS ESTUDANTES SEJAM PRODUTORES DE CONTEÚDOS RELACIONADOS AO COTIDIANO, A COMUNIDADE E A ESCOLA.Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  13. 13. ENTRELACE.ORG.BRMonografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  14. 14. A ESCOLA CAIC MARIA ALVESCARIOCA. Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Publicidade e Propaganda.
  15. 15. A ESCOLHA DA INSTITUIÇÃO FOI INDICAÇÃO DA PRÓPRIA ONG ENCINE, PELA ATUAL FASE ESTRUTURAL DOS LABORATÓRIOS E A ABERTURA NA MEDIAÇÃO E ACESSIBILIDADE DAS ATIVIDADES.Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  16. 16. A COMUNICAÇÃO COMOCAMINHO PARA ANÁLISE CRÍTICADA MÍDIA. Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social – Habilitação Publicidade e Propaganda.
  17. 17. PRODUÇÕES MIDIÁTICAS POR PARTE DOS ESTUDANTES DA ESCOLA MUNICIPAL CAIC MARIA ALVES CARIOCA, APÓS FORMAÇÃO JUNTO AO PROJETO ENTRELACES, FOI OBSERVADA A PARTIR DO CONCEITO DE MEDIAÇÕES APRESENTADO POR AUTORES COMO JAUSS (1967), BARBERO (1987) E MARTINO (2010).Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  18. 18. SUBJETIVA COMO PERCEBEMOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO A PARTIR DA NOSSA REFERÊNCIA INDIVIDUAL DE MUNDO E VIVÊNCIA EM COMUNIDADE. PARA ELES NÃO PODEMOS DESCARTAR AS POSSIBILIDADES DE PERCEPÇÃO DO RECEPTOR NO PROCESSO COMUNICATIVO E QUE O EFEITO DA MENSAGEM SERÁ AVALIADO A PARTIR DO REFERENCIAL CULTURAL, SOCIAL, POLÍTICO E DE FORMAÇÃO DE CADA INDIVÍDUO.Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  19. 19. CABE AOS COMUNICADORES SOCIAIS, A PERCEPÇÃO QUANTO À UTILIZAÇÃO DAS PRÁTICAS DA EDUCOMUNICAÇÃO COMO APOIO PEDAGÓGICO NO SUPORTE AS ATIVIDADES E PREOCUPAÇÃO COM UMA COMUNICAÇÃO REALMENTE SOCIAL, NA LUTA CONSTANTE PELA DEMOCRATIZAÇÃO DESTES MEIOS.Monografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.
  20. 20. COMUNICACAONASESCOLAS.TUMBLR.COMMonografia apresentada à Faculdade 7 de Setembro como requisitoparcial para obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social –Habilitação Publicidade e Propaganda.

×