Uploaded on

Nx Ug5

Nx Ug5

More in: Design
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
226
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
12
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. NX5 PARA PROJETO DE ENGENHARIA por Leu Ming C. Akul Joshi Departamento de Engenharia Mecânica e Aeroespacial Missouri University of Science and Technology Rolla, Missouri 65409
  • 2. INDEX PREFÁCIO ................................................. .............................................. ................. 6 CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO .......................................... ..................................... 7 1.1 O processo de realização do produto ............................................ ........................... 7 1,2 BREVE HISTÓRIA DO CAD / CAM DESENVOLVIMENTO.................. .......... 8 1.3 Definição de CAD / CAM / CAE ............................................................................. 9 1.3.1 Computer Aided Design - CAD ........................................................................... 9 1.3.2 Computer Aided Manufacturing - CAM ....................................... .................... 10 1.3.3 Computer Aided Engineering - CAE ....................................... .......................... 10 1,4 ÂMBITO DESTE TUTORIAL .............................................................................. 10 CAPÍTULO 2 - COMO COMEÇAR ......................................... ............................. 12 2.1 Abertura NX5 SESSÃO E FILES .............................................. ........................... 12 2.1.1 NX5 Open ............................................. ............................................. ............... 12 2.1.2 Abrir um novo arquivo ............................................................................... ....... 13 2.1.3 Parte A Open File ........................................... .......................................... ........ 14 2,2 imprimir, salvar e fechar arquivos PARTE .................................................... ....... 15 2.2.1 imprimir uma imagem NX5 .......................................................................... .... 15 2.2.2 Save Files Parte ........................................................................................ ......... 15 2.2.3 Arquivos Parte Fechar ............................................................................... ........ 16 2.2.4 Sair uma sessão NX5 ..................................... .................................................. . 16 2.2.5 Simultaneamente salvar todas as peças e sair ...................................... .............. 17 2,3 NX5 INTERFACE ........................................................................................ ........ 17 2.3.1 Funcionalidade Mouse ...................................... ................................................. 17 2.3.2 NX5 Gateway ............................................. ............................................. ......... 20 2.3.3 Seleção Geometria .............................................................................................. 23 2.3.4 Preferências ............................................. .................................................... ..... 25 2.3.5 Aplicações .............................................. ............................................... ........... 28 2,4 coordenar os sistemas de ........................................... ............................................ 29 2.4.1 Sistema de Coordenadas Absolute ............................... ..................................... 29 2.4.2 Sistema de Coordenadas Trabalho .......................... .......................................... 29 2.4.3 Sistemas de Coordenadas existentes ............................. ..................................... 29 2.4.4 Mova o WCS ............................................ ................................................ ........ 29 2,5 camadas usando ............................................... ........................................... .......... 31 2.5.1 Controle de Layer ............................................. ...................................... .......... 31 2.5.2 Comandos em Camadas ...................................................................................... 31 2,6 comandos importantes / dialogs .................................................... ........................ 35 2.6.1 Barras de Ferramentas ...................................................................... ................. 35 2.6.2 Transformar Funções ............................................. ............................................ 38 CAPÍTULO 3 - recursos de formulário ................................. ................................. 40 3.1 Visão geral ................................................ ........................................... ................. 40 3,2 tipos de recursos .............................................. ...................................................... 40 3,3 primitivos ................................................ ............................................... ............... 43 2
  • 3. 3.3.1 Modelo de um bloco ................................................................................. ......... 44 3.3.2 Modelo de um Eixo ................................................................................. .......... 45 3.4 Características REFERÊNCIA ................................. ............................................. 49 3.4.1 Datum Plane ............................................. ............................................. ........... 49 3.4.2 Eixo Datum ............................................. ............................................. ............. 50 3.5 características varrido ....................................................................................... ..... 52 3.5.1 Corpo Extrudado ........................................................................................ ........ 52 3,6 remover recursos ............................................... .................................................. 0,55 3,7 EXERCÍCIO - MODELO uma máquina de lavar ................ ................................. 60 CAPÍTULO 4 - OPERAÇÕES DE FUNÇÃO ................................... .................... 61 4.1 Visão Geral ................................................ .......................................... ................. 61 4.2 Tipos de OPERAÇÕES FEATURE .......................................... ............................ 61 4,3 OPERAÇÕES DE FUNÇÃO Nos modelos ................................... ....................... 66 4.3.1 Modelo de um parafuso hexagonal .......................... .......................................... 66 4.3.2 Modelo de um Bar-L .......................................... ..................................... ......... 71 4.3.3 Modelo de uma porca sextavada ........................................................................ 79 4.3.4 Modelo de um rack com instâncias ............................ ....................................... 82 4,4 EXERCÍCIO - MODELO uma base circular .................................... .................... 86 CAPÍTULO 5 - elaboração ....................................................................................... 88 5.1 Visão ................................................ .................................................... ................. 88 Elaboração de 5,2 MODELOS ..................................................................................... 89 5.2.1 Elaboração .............................................. ........................................ .................. 89 5.2.2 Dimensionamento .............................................. ....................................... ........ 95 5.2.3 Ver Seccionais ............................................. ............................................. ........ 99 5.2.4 Elaboração e Dimensionamento de um parafuso hexagonal impulsor.............. 100 5,3 EXERCÍCIO - elaboração e dimensionamento de uma base circular .................. 105 CAPÍTULO 6 - Desenhando .............................................. .................................... 106 6.1 Visão geral ................................................ ........................................... ............... 106 6,2 Desenhando para criar modelos ............................................. .............................. 107 6.2.1 Modelo de uma Base de imprensa Arbor ......................................................... 107 6.2.1.1 Barra Curva Sketch ............................................ .......................................... 109 6.2.1.2 Restrições Barra ............................................. .............................................. 111 6.2.1.3 Barra Sketcher ............................................. ................................................. 112 6.2.2 Modelo de um impulsor inferior Casing ........................................................... 120 6.2.3 Modelo de um impulsor .................................................................................. . 129 6,3 EXERCÍCIOS ................................................ ...................................... ............... 134 CAPÍTULO 7 - CARACTERÍSTICA FREEFORM .................... ...................... 137 7.1 Visão geral ................................................ .......................................... ............... 137 7.1.1 Criando Freeform Características dos pontos ............................... ................... 137 7.1.2 Criando Freeform Recursos da seção de cordas ........................................ ...... 138 7.1.3 Criando Freeform Recursos da Faces .......................................... .................... 140 7,2 modelagem de recurso FREEFORM .......................................... ......................... 140 7.2.1 Modelagem com pontos ............................................ ....................................... 140 3
  • 4. 7.2.2 Modelagem com uma nuvem de pontos .................... ...................................... 143 7.2.3 Modelando com curvas ...................................... .............................................. 146 7.2.4 Modelando com curvas e faces ........................................ ................................ 149 7.3 Exercício - MODELO A MOUSE ..................................... .................................. 151 CAPÍTULO 8 - Modelagem ASSEMBLY ......................................... ................... 152 8.1 Visão geral ................................................ ........................................... ............... 152 8,2 terminologias ................................................ ................................................... ... 152 8,3 MODELOS DE ASSEMBLÉIA .......................................................................... 153 8.3.1 Abordagem Top-Down ..................................................................................... 153 8.3.2 bottom-up ........................................... ............................................................. 154 8.3.3 misturando e combinando ................................................................................ 154 CONDIÇÕES 8,4 MATING ...................................................................................... 154 8,5 conjunto do rotor ............................................... .................................................. 156 8,6 Vista Explodida da montagem do impulsor ................................................ ........ 169 8,7 EXERCÍCIO - COMUNICADO CONJUNTO ARBOR ................. ................... 174 CAPÍTULO 9 - FABRICAÇÃO .............................................. ............................. 175 9,1 Começando com um módulo de manufatura ....................................................... 175 9.1.1 Criação de um branco ........................................... ........................................ . 176 9.1.2 Ambiente de Usinagem Ambiente ............................................ ...................... 177 9.1.3 Navigator Operação ............................................. ........................................... 178 9.1.4 Machine Coordinate System (MCS) ......................................... ...................... 179 9.1.5 Definição de Geometria .................................................................................... 180 CRIAÇÃO DE OPERAÇÃO 9,2 e parametrização ................................................... 181 9.2.1 Criando uma nova operação ........................................... ................................. 181 9.2.3 Ferramenta de Criação e Selecção .................................................................... 182 9.2.4 Path Tool Settings ............................................ ............................................. .. 184 9.2.4 Step Over e Altura Vieira: ......................................... ...................................... 185 9.2.5 Profundidade de corte por ....................................................................... ......... 186 9.2.6 Parâmetros de corte ............................................. ............................................ 188 9.2.7 Prevenção .............................................. .............................................. ............ 189 9.2.8 Velocidades e Feeds ............................................ ........................................ ... 191 9,3 Programa de Geração de E VERIFICAÇÃO .................................................. .... 193 9.3.1 Programa de Geração de ................................................................................... 193 9.3.2 Display Path Tool ............................................ ............................................. .. 194 9.3.3 Simulação Path Tool ............................................ ............................................ 194 9.3.4 Gouge Check ............................................. ............................................. ........ 196 9,4 métodos de operação ............................................... ............................................ 197 9.4.1 Desbaste .............................................. ............................................... ............. 197 9.4.2-Acabamento Semi ............................................ ........................................ ...... 198 9.4.3 Perfil de acabamento ............................................. ...................................... ... 201 9.4.4 Acabamento da superfície de contorno ............................................................ 207 9.4.5 Pisos .............................................. .................................................. ............... 210 9,5 POST PROCESSING ............................................... ........................................ .. 214 9.5.1 Criando CLSF ............................................. .............................................. ...... 214 9.5.2 Pós-Processamento ............................................ ....................................... ...... 216 4
  • 5. Capítulo 10 - Análise de elemento finito ..................................................... .......... 217 10.1 Introdução ................................................ ..................................................... .... 217 10.1.1 formas Element e nós .............................................. ...................................... 217 10.1.2 Estrutura do Módulo ................................... .................................................. 219 10.1.3 Navigator simulação .......................................... ............................................ 221 10,2 CRIAÇÃO DE SOLUÇÃO ................................... ............................................ 221 10.2.1 Propriedades Material ..................................................................................... 223 10.2.2 Cargas .............................................. ............................................ ................. 224 10.2.3 Condições de Contorno .................................................................................. 225 10.2.4 engrenagens .............................................. ....................................... ............. 226 10,3 e resolução SIMULAÇÃO RESULTADO ...................................... .................. 228 10.3.1 Resolvendo o cenário ............................................ ......................................... 228 10.3.2 Resultado FEA ............................................. ........................................ ......... 229 10.3.3 Simulação .............................................. ............................................. .......... 231 10,4 EXERCÍCIO - ...........................................-BAR L ARBORPRESS.................. 235 5
  • 6. PREFÁCIO NX é um dos mais avançados e bem integrado CAD / CAM / CAE produto soluções para o desenvolvimento. Abrangendo toda a gama de desenvolvimento de produtos, o NX oferece imensas valor para empresas de todos os tamanhos. Ele simplifica o design de produtos complexos, acelerando assim o processo de introdução de produtos para o mercado. O software integra NX princípios baseados em conhecimento, design industrial, modelagem geométrica, avançadas de análise, simulação gráfico e engenharia simultânea. O software tem poderosas capacidades de modelagem híbrida, integrando baseada recurso de modelagem e constrangimento explícito modelagem geométrica. Além da modelagem geometria das peças padrão, que permite ao usuário projetar formas complexas de forma livre, como aerofólios e variedades. Também mescla superfície sólida e técnicas de modelagem em um conjunto de ferramentas poderosas. Esta auto-orientação tutorial fornece um-a-passo abordagem passo para que os usuários aprendam NX5. Destina-se para aqueles sem experiência anterior com NX. No entanto, os usuários de versões anteriores do NX pode também encontrar este útil tutorial para que aprendam as interfaces de usuário e funções novas. O usuário irá ser guiado de iniciar uma sessão NX5 para a criação de modelos e desenhos que têm vários aplicações. Cada capítulo tem componentes explicados com a ajuda de várias caixas de diálogo e imagens da tela. Esses componentes são posteriormente utilizados na modelagem de montagem, usinagem e finito análise de elementos. Estes modelos de componentes estão disponíveis online para download e uso. Nós lançado a Tutorial para Unigraphics 18 e depois atualizada para NX2 seguido pela atualização para NX3. Esta write-up mais atualizações para NX5. Nossos esforços anteriores para preparar o NX auto-orientação tutorial foi financiada pelo National Science Avançado do Programa de Educação Tecnológica da Fundação e pelos parceiros do Avanço da Collaborative Engineering Education (PACE), programa Se você tiver quaisquer perguntas ou comentários sobre este tutorial, envie um email Ming C. Leu em mleu@mst.edu ou Akul Joshi em asjdkd@mst.edu. Os modelos e todas as versões do tutorial estão disponíveis em http://web.mst.edu/mleu/. 6
  • 7. CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO O ambiente fabril moderno pode ser caracterizado pelo paradigma da entrega produtos de maior variedade, os lotes menores e maior qualidade no contexto de aumento global concorrência. As empresas industriais não pode sobreviver à concorrência mundial, a menos que introduzem novos produtos com melhor qualidade, a custos menores e com menor lead-time. Há intensa concorrência internacional e diminuição da disponibilidade de trabalhadores qualificados. Com as mudanças dramáticas em poder de computação e maior disponibilidade de ferramentas de software para design e produção, os engenheiros agora estão usando Computer Aided Design (CAD), Computer Aided Manufacturing (CAM) e Computer Aided Engineering (CAE), sistemas para automatizar seus processos de design e produção. Essas tecnologias são usadas agora todos os dias para as tarefas de engenharia. Abaixo está uma breve descrição do como CAD, CAM, CAE e as tecnologias são utilizadas durante o processo de realização do produto. 1.1 O PROCESSO DE REALIZAÇÃO DO PRODUTO O processo de realização do produto pode ser dividido em design e fabricação. O projeto inicia o processo com a identificação de uma necessidade nova concepção que é identificado pelo marketing pessoal depois de obter feedback dos clientes exige a. Uma vez que o projeto relevante informações recolhidas, as especificações de projeto são definidas. Em seguida, um estudo de viabilidade é feito com informações sobre o projecto em causa. design e análises detalhadas em seguida, siga. design detalhado inclui a conceituação de design, desenhos em perspectiva do produto, desenhos geométricos e modelagem. A análise inclui a análise de estresse, verificação de interferências, análise cinemática, a massa cálculos de propriedade e de análise de tolerância e otimização do projeto. A qualidade dos resultados obtida a partir dessas atividades está diretamente relacionado à qualidade da análise. O processo de produção começa com a palavra-shop início das actividades de produção planejamento, que utiliza os desenhos do processo de concepção e termina com o produto real. Processo de planejamento inclui atividades como plano de produção, ordens de material, máquinas e seleção. Existem variadas tarefas como aquisição de novas ferramentas, programação NC e controlo de qualidade na diversas fases de produção. processo de planejamento inclui o planejamento de todas estas actividades como também. Peças que passar as inspecções de controlo de qualidade são montados funcionalmente testados, embalados, rotulados e enviados aos clientes. Um diagrama que representa o Processo de Realização do Produto (Mastering CAD / CAM, por Ibrahim Zeid, McGraw Hill, 2005) é mostrada abaixo. 7
  • 8. 1.2 BREVE HISTÓRIA DO CAD / CAM DESENVOLVIMENTO As raízes da atual CAD / CAM de tecnologias voltar para o início da civilização, quando engenheiros do antigo Egito reconheceu comunicação gráfica. projeção ortográfica praticado hoje foi inventado por volta dos anos 1800. O desenvolvimento real de / CAM sistemas CAD iniciados na década de 1950. CAD / CAM passou por quatro fases importantes do desenvolvimento nos últimos século. A década de 1950 era conhecida como a era da computação gráfica interativa. Servo do MIT Mecanismos de laboratório revelaram o conceito de controle numérico (NC) em um de três eixos fresadora. Desenvolvimento nesta época foi abrandado pelas deficiências de computadores em do tempo. Durante o final de 1950 o desenvolvimento de ferramentas automaticamente programada (APT) começaram ea General Motors explorado o potencial de gráficos interativos. A década de 1960 foi o período mais crítico de pesquisa para computação gráfica interativa. Ivan Sutherland desenvolveu um sistema de alça, que demonstrou a possibilidade de criar desenhos e altercações dos objetos interativamente em um tubo de raios catódicos (CRT). O termo CAD começaram a aparecer com a palavra 'design', ultrapassam os conceitos básicos de redação. Geral Motors anunciou sua DAC-1 do sistema e Bell Technologies apresenta o GRÁFICO 1 sistema de display remoto. 8
  • 9. Durante a década de 1970, os esforços de investigação da década anterior em computação gráfica começou a ser fecunda, e do potencial da computação gráfica interativa na melhoria da produtividade foi realizada pela indústria, governo e academia. O 1970 é caracterizado como a era de ouro para computador elaboração eo início do ad hoc instrumental aplicativos de design. Nacional Computação Gráfica Association (NCGA) foi formado e Initial Graphics Exchange Specification (IGES) foi iniciado. Na década de 1980, novas teorias e algoritmos evoluiu e integração de vários elementos de design e fabricação foi desenvolvido. O foco principal da pesquisa e desenvolvimento foi a expansão Sistemas CAD / CAM para além tridimensional desenhos geométricos e proporcionar mais engenharia aplicações. O dia de hoje CAD / CAM foca o desenvolvimento e integração rápida e eficiente automatização dos diversos elementos de design e fabricação, juntamente com o desenvolvimento de novos algoritmos. Há muitos pacotes de CAD CAM comercial / disponível para usos directos que são user-friendly e muito proficiente. Abaixo estão alguns dos pacotes comerciais existentes no mercado atual. • AutoCAD e Mechanical Desktop são algumas low-end de sistemas de software CAD, que são usado principalmente para a modelagem e desenho 2D. • NX, Pro-E, CATIA e I-DEAS são modelagem high-end e projetar sistemas de software que são mais caras, mas mais poderoso. Estes sistemas de software de computador também ter ajudado produção e capacidade de análise de engenharia. • Ansys, Abaqus, Nastran, Fluent e CFX pacotes são utilizados principalmente para análises de estruturas e fluidos. software diferentes são usados para diferentes propostas. Por exemplo, Fluente é utilizado para líquidos e Ansys é usado para estruturas. • Alibre e CollabCAD são alguns dos mais recentes sistemas de CAD que se concentram em colaboração design, permitindo que vários usuários do software a colaborar na concepção assistida por computador através da Internet. 1.3 DEFINIÇÃO DE CAD / CAM / CAE 1.3.1 COMPUTER AIDED DESIGN - CAD Tecnologia CAD está preocupado com o uso de sistemas de computador para ajudar na criação, modificação, análise e otimização de um projeto. Qualquer programa de computador que incorpora gráficos de computador e um programa de aplicação facilitando funções de engenharia no projeto processo pode ser classificado como software CAD. A função mais básica do CAD é definir a geometria do projeto - uma parte mecânica, um produto montagem, uma estrutura arquitetônica, um circuito eletrônico, um layout de construção, etc A maior benefícios dos sistemas CAD são de que eles podem economizar tempo e reduzir os erros causados por 9
  • 10. caso contrário ter que redefinir a geometria do projeto a partir do zero cada vez que ela é necessária. 1.3.2 fabricação assistida por computador - CAM tecnologia CAM envolve sistemas de computador que planejar, gerenciar e controlar a produção operações através da interface do computador com a planta de produção de recursos. Uma das áreas mais importantes da CAM é controle numérico (NC). Esta é a técnica de com instruções programadas para controlar uma máquina-ferramenta, que corta, fábricas, mói, perfuradores ou transforma-prima em estoque uma peça acabada. Outra função importante é CAM na programação da robôs. processo de planejamento também é um alvo da automatização informática. 1.3.3 Engenharia Assistida por Computador - CAE CAE tecnologia utiliza um sistema de computador para analisar as funções de um produto criado CAD, permitindo que designers para simular e estudar como o produto irá se comportar de modo que o design pode ser refinados e otimizados. CAE ferramentas estão disponíveis para um número de diferentes tipos de análises. Por exemplo, cinemática programas de análise podem ser usados para determinar caminhos de movimento e velocidades em mecanismos de articulação. Programas de análise dinâmica pode ser usada para determinar as cargas e os deslocamentos no complexo conjuntos, tais como automóveis. Um dos mais populares métodos de análise está usando um número finito Element Method (FEM). Esta abordagem pode ser usada para determinar o stress, deformação, o calor transferência, a distribuição do campo magnético, o fluxo de fluidos, e outros problemas de campo contínuo que são muitas vezes demasiado duro para resolver com qualquer outra abordagem. 1,4 ESCOPO DESTE TUTORIAL Este tutorial foi escrito para estudantes e engenheiros que estejam interessados em aprender como usar NX5 para a concepção de componentes mecânicos e montagens. Aprender a usar esse software também será valiosa para aprender a usar outros sistemas CAD, como o Pro-E e CATIA. Este tutorial oferece uma abordagem-a-passo para aprender passo NX5. Os tópicos incluem a obtenção Começou com NX5, Recursos Forma, Matéria de Operações, Redação, Desenhando, características de forma livre, Assembléia Modelagem e fabricação. O Capítulo 1 apresenta uma visão geral de CAD / CAM / CAE. O ciclo de realização do produto é discutida juntamente com a história de CAD / CAM / CAE e as definições de cada um. Capítulo 2 inclui os fundamentos NX5 de iniciar uma sessão com o Windows para se familiarizar com o layout NX5 praticando funções básicas, como imprimir, salvar e 10
  • 11. sair. Ele também dá uma breve descrição do sistema de coordenadas, Layers, caixas de ferramentas diversas e outros importantes comandos, que serão utilizados nos capítulos posteriores. O design atual e modelagem das peças começa com o capítulo 3. Ele descreve características diferentes tais como características de referência, as características varrida e características primitivas e como esses recursos são utilizados para criar desenhos. Capítulo 4 é a continuação do capítulo 3, onde vários tipos de operações são realizadas recurso sobre os recursos. Os diferentes tipos de operações incluem Trim, Blend, operações booleanas e muitos mais. Você vai aprender como criar um desenho de um modelo de peça no capítulo 5. Neste capítulo, demonstrar como criar um desenho, adicionando pontos de vista, o dimensionamento dos desenhos da peça, e modificar vários atributos do desenho, como o tamanho do texto, o tamanho da seta e da tolerância. Capítulo 6 apresenta o conceito de desenhar. Ele descreve como criar esboços e dar restrições geométricas e dimensionais. Este capítulo é muito importante, pois hoje em dia componentes são muito complexas na geometria e difícil de modelo com apenas as funções básicas. O Capítulo 7 apresenta modelagem de forma livre. O método de modelagem de curvas e superfícies lisas será demonstrado. Capítulo 8 ensina os conceitos da Assembleia Modelagem e suas terminologias. Descreve-Top Down modelagem e modelagem Bottom-Up. Usaremos Bottom Up modelagem para montar componentes em um produto. Capítulo 9 será uma experiência em tempo real de implementação de um modelo concebido em uma produção ambiente para a usinagem. Este capítulo trata da geração, verificação e simulação de ToolPath criar CNC (Computer Numerical Códigos) para produzir as peças concebidas a partir de Centros de Usinagem Vertical. O capítulo 10 é encapsulada em uma breve introdução a estruturas disponíveis no Módulo NX5 para o Finite Element Modeling and Analysis. Os exemplos e os problemas de exercício usado em cada capítulo são concebidos de forma que eles serão finalmente reunidos em capítulo. Devido a esta particularidade, você deve guardar todos os modelos que tem gerado em cada capítulo. 11
  • 12. CAPÍTULO 2 - COMO COMEÇAR Começamos com uma sessão a partir NX5. Este capítulo irá apresentar os conceitos básicos necessários para utilizar qualquer Pacote CAD / CAM. Você vai aprender os passos preliminares para iniciar, para compreender e utilizar a pacote para a odelagem, desenho, etc contém quatro sub-seções a) Abertura de uma sessão NX5, b) Imprimir, salvar e fechar arquivos parte, c) Familiarizar-se com a interface do usuário NX5 d) Usando camadas e) Compreender os comandos importantes e diálogos. 2.1 ABERTURA NX5 SESSÃO E FILES 2.1.1 OPEN NX5 A partir da tela do desktop do Windows, clique em Iniciar → Programas → UGS NX NX 5,0 → 5,0 Os principais NX5 tela se abrirá. Este é o Gateway de NX5. A tela em branco NX5 parece A figura abaixo. Haverá diversas dicas exibidas na tela sobre o especial características da versão actual. 12
  • 13. 2.1.2 Novo um arquivo aberto Na barra de menu na parte superior esquerda da tela, clique em Novo Arquivo Isto irá abrir uma nova sessão, pedindo o nome ea localização do arquivo de novo a ser criado como mostrado no canto inferior esquerdo. Você também pode selecionar as unidades (polegadas ou milímetros) de ambiente de trabalho clicando no menu drop-down no canto superior direito. O padrão é milímetros, mas a maioria dos tutoriais é projetada em polegadas. Portanto, sempre, certifique-se de selecionar polegadas antes de criar um novo. PRT arquivo salvo indicação contrária. Você também pode selecionar o tipo de arquivo de modelo que deseja criar – uma peça ou um assembly – selecionando o tipo de arquivo, como mostrado em modelos de diálogo caixa localizada no centro da janela. As propriedades do arquivo selecionado são exibidas abaixo a visualização no canto inferior direito.. 13
  • 14. Clique em OK 2.1.3 abra uma parte arquivo clique em FILE → abrir Você também pode clicar no ícone abrir a barra de ferramentas padrão na parte superior da tela. Será exibida a caixa de diálogo Abrir arquivo de parte. Você pode ver a visualização dos arquivos do lado direito da janela da. Você pode desabilitar a visualização por unclicking a caixa em frente do botão de visualização. 14
  • 15. CLIQUE EM CANCELAR PARA SAIR DA JANELA 2.,2 imprimir, salvar e fechar parte FILES 2.2.1 imprimir um NX5 imagem clique em FILE → PRINT Você também pode clicar no ícone de impressão na barra de ferramentas padrão. A figura a seguir mostra a caixa de diálogo Imprimir. Aqui, você pode escolher a impressora para usar ou para especificar o número de cópias a serem impressas. Clique em Cancelar para sair da janela 2.2.2 salvar arquivos de parte É importante que guarde o seu trabalho muito freqüentemente. Se por algum motivo, NX5 desligado e o trabalho não é salva, todos os trabalhos serão perdidos. Escolha FILE no menu drop-down arquivos, existem cinco diferentes opções para salvar um arquivo. 15
  • 16. • SAVE irá salvar a parte com a mesma nome que • Save WORK somente peça irá salvar a parte activa no na tela • SAVE AS irá salvar a parte usando um nome diferente. • SAVE ALL irá salvar todos os arquivos abertos parte com seus • nomes existentes que Save marcador salvará a captura de tela do atual modelo na tela como arquivos JPEG e marcadores de todas as partes são salvos com a extensão de .prt. 2.2.3 Fechar a escolha FILE → estreitos de parte de arquivos Se você fechar um arquivo, o arquivo será limpo da memória de trabalho e quaisquer alterações que não são salvas, serão perdidas. Portanto, tente se lembrar de selecione SAVE AND CLOSE ou SAVE ALL AND CLOSE ou SAVE ALL AND EXIT. 2.2.4 Exit an NX5 Session Escolha FILE → EXIT Desde que nós não estamos prontos para sair NX5, clique NO 16
  • 17. Se você tiver arquivos abrir e fez alterações-los sem salvá-lo, a mensagem perguntará se deseja realmente sair. Selecione não, salvar os arquivos e, em seguida Exit 2.2.5 Ao mesmo tempo salvar todas as peças e sair Uma segunda maneira de sair NX5 sessão permite que você salve todos os arquivos e sair do programa . Escolha FILE → → CLOSE SAVE ALL e sair A salvar e sair diálogo janela de aviso é exibida abaixo . Escolha NO ou cancelar 2.3 NX5 INTERFACE Interface do usuário do NX5 é feito muito simples através do uso de ícones diferentes. A maioria dos comandos podem ser executados o mouse pela tela de navegação e clicando nos ícones. As entradas de teclado são usadas principalmente para inserir valores e nomes de arquivos . 2.3.1 Funcionalidade do mouse É altamente recomendável usar um mouse de três botões ou um mouse de rolagem enquanto estiver trabalhando com NX5. O poder dos botões do mouse e suas principais funções são discutidas abaixo. 2.3.1.1 Botão esquerdo do mouse (MB1): O MB1 ou o botão esquerdo do mouse é usado para selecionar ícones, menu de títulos e outras entidades na tela gráfica. Duplo clique MB1 sobre qualquer recurso abrirá automaticamente a caixa de diálogo Editar caixa . 17
  • 18. 2.3.1. Middle Mouse Button (MB2): A MB2 ou botão do meio do mouse ou o botão de rolagem é usado para girar o objeto pressionando, mantendo e arrastando. . Pode ser utilizado para as opções de panorâmica e zoom em combinação com outros botões do mouse ou botões chave. Se é um botão de rolagem, o objeto pode ser ampliado e sair rolando. Basta clicar o MB2 executará o comando OK se uma janela pop-up ou caixa de diálogo é aberta. 2.3.1.3 Right Mouse Button (MB3): MB3 ou Right Mouse Button é usado para acessar os menus pop-up de interface de usuário. Você pode acessar as opções subseqüentes que surgem em função do modo de seleção e aplicação. Os valores indicados no lado direito estão no aplicativo de desenho. Clicando no MB3 quando um recurso é selecionado dará as opções relacionadas a esse recurso (menu do objeto/ação). Clicando em MB3 e segurando o botão exibirá um conjunto de ícones em torno do recurso. Esses ícones apresentam os comandos possíveis que podem ser aplicados para o recurso. Clicando em MB3 na tela gráfica estalará acima as opções do menu View conforme mostrado à direita. * Observação: A funcionalidade dos botões do mouse depende do aplicativo usado. Por exemplo, os menus pop-up ou em modelagem são diferentes em Sketch . 18
  • 19. 2.3.1.4 Mouse funções a seguir é a ilustração dos botões do mouse usado para girar, deslocar e ampliar ou reduzir na tela gráfica. Além de usar estas combinações diferentes de botões do mouse, os comandos a seguir também podem ser executados por ícones na barra de ferramentas. Girar: * Pressione e segure o botão do meio do mouse (ou botão de rolagem) e arraste em torno da tela para exibir o modelo na direção desejada. O modelo também pode ser girado sobre um único eixo. Para rodar em torno do eixo horizontal na tela, coloque o ponteiro do mouse próximo à borda direita da tela gráfica e gira. Da mesma forma, para o eixo vertical e o eixo perpendicular à tela, clique na borda inferior e a borda superior da tela, respectivamente e girar. Se você mantenha pressionada a MB2 na mesma posição por um par de segundos, ele irá corrigir o ponto de rotação (aparece um símbolo + verde) e você pode arrastar ao redor do objeto para exibir. Aumentar o zoom in/out: Pressione e segure ambos esquerda mouse botão e o botão do meio (ou o botão de rolagem) simultaneamente e arraste OR � pressione e mantenha pressionado o <ctrl>botão no teclado e pressione e arraste o botão do meio do mouse.</ctrl> � OR Scroll cima e para baixo se o mouse tiver uma roda de rolagem. Pan: Pressione e mantenha o botão do meio e o botão direito do mouse simultaneamente e arraste OR Press e pressionar o <shift>botão no teclado e pressione e arraste o botão do meio do mouse.</shift> 19
  • 20. 2.3.2 NX5 Gateway A figura a seguir mostra o layout típico da janela NX5 quando um arquivo é aberto. Isto é o gateway de NX5 de onde você pode selecionar qualquer módulo para trabalhar como modelagem, fabricação, etc. Deve notar-se que essas barras de ferramentas podem não ser exatamente na mesma posição da tela como mostrado abaixo. Eles podem ser colocados em algum outro lugar da tela. Olhe para o mesmo conjunto de ícones . 20
  • 21. 2.3.2.1 Barra de título da zona Funções de cada gateway: A barra de título exibe as seguintes informações para o arquivo de parte atual. • O nome do atual • parte exibido o nome do trabalho parte • atual se a parte do trabalho é lido apenas • se a parte do trabalho foi modificada desde que foi último salva Barra de menus: O Menu bar é o menu horizontal de opções exibidas na parte superior da janela principal logo abaixo da barra de título. Opções da barra de menu são chamadas de títulos de menu e cada um corresponde a uma categoria funcional do NX. Clicando em um título de menu leva a um drop-down menu de opções. Barra de ferramentas: Uma barra de ferramentas é uma linha de ícones que você pode usar para ativar os itens de menu padrão NX. NX5 vem com uma grande variedade de barras de ferramentas. Barra de recurso: O recurso bar apresenta ícones para um número de páginas em um local usando muito pouco espaço de interface de usuário. NX5 coloca todas as janelas do navegador na barra de recursos, bem como a paleta histórico, navegador de assembly, parte navigator, funções e o navegador da Web. O bar de recursos está localizado no lado esquerdo da janela do NX5. Você pode encaixar e desencaixar o recurso bares, clicando no ícone do pino no canto superior esquerdos da janela do recurso. -DESENCAIXADO - ENCAIXADA Linha de sinalização: The Cue Line é mostrado na parte superior da janela principal do NX abaixo todas as barras de ferramentas. A linha de cue exibe mensagens de aviso que indicam a próxima ação que precisa ser levado. Linha de status: A linha de status, localizado à direita da área de sinalização, exibe mensagens de informações sobre as opções atuais ou a função mais recentemente concluída. Medidor de progresso: O medidor de progresso é exibida na linha do Cue quando o sistema executa uma operação demorada como carregar uma grande assembleia. O indicador mostra a porcentagem da operação que foi concluída. Quando a operação for concluída, o sistema exibe a seguinte sugestão apropriada. 21
  • 22. 2.3.2.2 Parte de navegação Clique no ícone do navegador de parte, o segundo ícone da parte superior na barra de recursos que do navegador Part fornece uma representação visual das relações pai-filho de recursos na parte de trabalho em uma janela separada em formato de tipo árvore. Ele mostra todos os primitivos, entidades usadas durante a modelagem. Ele permite que você execute várias ações de edição sobre esses recursos. Por exemplo, você pode usar o navegador de parte para suprimir ou unsuppress as funcionalidades ou alterar seus parâmetros ou dimensões de posicionamento. Removendo a marca verde será 'suprimir' o recurso. O software fornece um aviso se a relação de filho de pai é quebrada por suprimir qualquer recurso específico. O navegador de parte está disponível para todas as aplicações de NX e não apenas para a modelagem. No entanto, você só pode executar operações de edição de recurso quando você está no módulo de modelagem. Edição de um recurso no parte de navegação atualizará automaticamente o modelo. Recurso de edição será discutido mais tarde. 2.3.2.3 História clique no ícone da história, o quarto da parte superior na barra de recursos. A paleta histórico fornece acesso rápido aos recentemente aberto arquivos ou outras entradas de paleta. Ele pode ser usado para recarregar partes que têm sido recentemente trabalhou ou repetidamente adicionar um pequeno conjunto de itens de paleta para um modelo. A paleta histórico lembra as últimos paleta opções que foram usadas e o Estado da sessão quando ele foi fechado. NX armazena as paletas que foram carregadas em uma sessão e restaura-los na sessão seguinte. O sistema não limpar a paleta histórico quando partes são movidos. A reutilização de uma parte, arraste e solte- o paleta histórico para a janela de gráficos. Para recarregar uma parte, clique em um marcador de sessão salva. 22
  • 23. 2.3.3 Seleção de geometria Geomátrico propriedades são muito avançadas em NX5. Você pode filtrar o método de seleção, que facilita a seleção fácil da geometria em um cluster de perto. Além disso, você pode executar qualquer uma das opções de operação de recurso que NX5 inteligente fornece dependendo da entidade selecionada. O cursor do mouse na tela gráfica será normalmente sob a forma de uma Cruz, conforme mostrado na figura. Seleção de itens pode basear-se no grau de entidade como, seleção de entidades geométricas, recursos e componentes. O método de seleção pode ser aceitos, escolhendo um dos ícones na barra de ferramentas de seleção. Seleção de recursos: Clicar em qualquer um dos ícones na figura abaixo permitirá que você selecione os recursos no arquivo de parte. Ele irá selecionar as entidades básicas como bordas, faces etc. Os recursos selecionados também podem ser aplicados a uma parte ou um assembly inteiro dependendo o requisito. Além disso, a filtragem dos recursos pode ser ainda mais reduzida, selecionando uma das opções desejadas no menu drop-down como mostrado na figura abaixo. Por exemplo, selecionando a opção CURVE irá destacar apenas as curvas na tela. O padrão é nenhum filtro de seleção. Seleção de objeto geral: Clicando no ícone como mostrado na figura abaixo permitirá que você selecione o objeto geral entidades exibidas na tela. 23
  • 24. Se você deseja selecionar qualquer entidade geométrica, recurso ou componente, em seguida, navegue o cursor do mouse para a entidade até que ele é realçado com uma cor magenta e clique no botão esquerdo do mouse. Se você deseja selecionar uma entidade que está oculto por trás da geometria exibida, coloque o cursor do mouse mais ou menos nessa área da tela tais que a bola cursor ocupa uma parte da geometria oculto projetada na tela. Depois de alguns segundos, o cursor de bola se transforma em um símbolo 'mais' conforme mostrado na figura. Clique no botão esquerdo do mouse para obter uma caixa de diálogo 'Seleção de confirmação', como mostra a figura a seguir. Esta caixas de diálogo consiste na lista de entidades capturado dentro a bola do cursor. As entidades são organizadas em ordem crescente do grau da entidade. Example, arestas e vértices são atribuídos números menores enquanto faces sólidos recebem números mais altos. Por movendo o cursor sobre os números exibidos, NX5 destacará a entidade correspondente sobre a tela magenta. Por exemplo, na figura abaixo, o rosto no topo é atribuído o número '5'. Da mesma forma, as entidades ocultas serão também colocadas com um número na lista. Você pode procurar através dos números e clique no número que corresponde ao objeto desejado ou recurso. 24
  • 25. 2.3.4 Preferências de usuário PREFERENCES na barra de menu para encontrar as várias opções que disponíveis. Preferências do usuário são usadas para definir os parâmetros de visualização de novo objetos, nomes, layouts e pontos de vista. Você pode definir a camada, cor, fonte e largura de objetos criados. Você também pode criar layouts e exibições, controlar a exibição do objeto e exibir nomes e fronteiras, alterar o tamanho da bola seleção, especificar o método de retângulo de seleção, defina a Cadeia de tolerância e método e projetar e ativar uma grade. As alterações que você fizer usando o menu de preferências substituir qualquer contrapartida cliente padrões para as mesmas funções. Interface do Usuário Escolher PREFERENCES→USER INTERFACE para localizar as opções na caixa de diálogo. A opção de interface do usuário personaliza como NX funciona e interage com especificações que você definir . Você pode controlar o status de localização, dimensão e visibilidade da janela principal, display gráfico e janela de informações. Você pode definir o número de casas decimais (precisão) que o sistema usa para os campos de texto de entrada e de dados exibidos na janela de informações. Você também pode especificar um completo ou pequeno diálogo de seleção de arquivo. Também pode definir as opções de macro e ativar uma caixa de diálogo de confirmação para operações de desfazer. • GuiaGeral permite que você defina o nível de precisão como pode ser visto na Janela de informações • The Layout guia permite que você definir a localização da barra de recursos • The Macro guia permite que você defina a pausa ao exibir animação 25
  • 26. Visualização Escolha PREFERENCES → visualização para localizar as opções na caixa de diálogo. Esta caixa de diálogo controles atributos que afetam a exibição na janela de gráficos. Alguns atributos são associados com a parte ou com modos de exibição particulares de uma parte. As configurações para esses atributos são salvas no arquivo de parte. Para muitos desses atributos, quando é criado uma nova parte ou um modo de exibição, a configuração é inicializada com o valor especificado no arquivo de padrões do cliente. Outros atributos estão associados com a sessão e aplicam a todas as partes na sessão. As configurações de alguns desses atributos são salvos de uma sessão para outra no registro. Para alguns atributos de sessão, a configuração pode ser inicializada para o valor especificado pelo cliente padrão, uma variável de ambiente. Clique nos botões guia diferente para encontrar as opções disponíveis em cada comando. Escolha a guia de paleta de cores e clique em EDIT BACKGROUND para obter outro aparecer a caixa de diálogo. Você pode alterar a cor de plano de fundo que você quiser. A cor de fundo refere-se a cor do plano de fundo da janela do gráfico. NX suporta backgrounds graduados para todos os modos de exibição. Você pode selecionar as cores de fundo para monitores Shaded ou Wireframe. O plano de fundo pode ser simples ou graduais. As opções válidas para todas as cores de plano de fundo são 0 a 255. Clique em OK quando terminar 26
  • 27. Edite objetos exibir Objetos display opção é usada para modificar as configurações como camada, cor, fonte, largura, contagem de grade, translucency e status de sombreamento de objetos existentes. Na janela de parte de navegação, clique com botão direito sobre o corpo sólido na parte de navegação e clique em Editar Exibir. Você também pode clicar → PREFERENCES OBJECT Isto irá aparecer uma janela de diálogo OBJECT PREFERENCES ou editar objeto DISPLAY. Alterar e observar a cor e translucency do objeto sólido. Este não é apenas limitado a objetos sólidos. Você também pode aplicar essa configuração para entidades individuais do sólido. Por exemplo, você pode clicar em qualquer superfície específica do sólido e aplicar as configurações de exibição . 27
  • 28. 2.3.5 Aplicações Ao contrário como na versão NX3, na versão NX5 aplicações diferentes podem ser abertas utilizando o START opção guia na barra de ferramentas padrão. Você pode selecionar o tipo de aplicativo que você deseja executar a partir do menu suspenso. Para exemplo, você pode selecionar modelagem, desenho, assembly, e assim por diante como mostrado na figura. O aplicativo padrão que começa quando você abre um arquivo ou iniciar um novo arquivo é Modelagem. . 28
  • 29. 2. 4 COORDINATE SYSTEMS 2.4.1 Absolute sistema de coordenadas. The Absolute Coordinate System é o sistema de coordenadas do qual todos os objetos referenciados. Este é um sistema de coordenadas fixo e, por conseguinte, os locais e as orientações de cada objeto em NX5 espaço de modelagem estão relacionadas volta à sua origem. O sistema de coordenadas absoluto (ou "Absolute CSYS") também fornece um quadro de referência comum entre arquivos de parte. Uma posição absoluta X = 1, Y = 1 e Z = 1 em um arquivo de parte é o mesmo local em qualquer outro arquivo parte também. 2.4.2 O sistema de coordenadas de trabalho (SCM) O sistema de coordenadas trabalho é o que você usará para construção quando você deseja determinar orientações e ângulos de recursos. Os eixos da que WCS são identificados XC, YC e ZC. (O "C" significa "corrente"). É possível ter vários sistemas de coordenadas em um arquivo de parte, mas apenas um deles pode ser o sistema de coordenadas do trabalho. 2.4.3 Existentes sistemas de coordenadas, você pode criar um sistema de coordenadas"existente" (CSYS) sempre que você precisar retornar para um local específico e orientação no espaço de modelagem. 2.4.4 Mover a WCS aqui, você vai aprender como traduzir e girar os WCS. 2.4.4.1 Traduz as WCS este procedimento irá mover a origem da WCS para qualquer ponto especificado, mas a orientação (direção dos eixos) das WCS permanecerá o mesmo. Escolha FORMAT →WCS → O Construtor de ponto de origem A caixa de diálogo é exibida na figura. Você pode especificar um ponto a partir do menu na parte superior da caixa de diálogo suspenso ou inserindo o X - YZ coordena nos campos XC, YC e ZC. 29
  • 30. A maioria dos trabalhos será em relação ao sistema de coordenadas do trabalho, em vez do sistema de coordenadas absoluto. O padrão é os WCS. O botão de ação padrão é Inferred Point. O botão é realçado como mostrado na figura. O nome do ícone do ativo aparece acima da linha superior de botões de ação. Este é o ponto sobre o objeto, que é o mais próximo ao cursor. Ele pode ser o centro do círculo ou ponto final de uma linha e assim por diante. Clique em ' Cancelar ' 2.4.4.2 girar as WCS você também pode girar as WCS em torno de um dos seus eixos. Escolha o formato →WCS → girar WCS girar o diálogo é mostrado no lado direito. A caixa de diálogo mostra seis maneiras diferentes para girar as WCS ao redor de um eixo. Estes procedimentos de rotação siga a regra da direita de rotação. Você pode também especificar o ângulo para o qual as WCS ser rodados. Clique em ' Cancelar ' 2.4.4.3 salvar o local atual e orientação do WCS você pode salvar local atual e orientação do WCS para usar como uma coordenada permanente do sistema. Escolha o formato →WCS → SAVE 30
  • 31. 2. 5 Usando camadas 2.5.1 camada controle Com NX5, você pode controlar se os objetos são visíveis ou selecionável usando camadas. Uma camada é um atributo definido pelo sistema que todos os objetos no NX5 devem ter, como cor, fonte e a largura. Uma camada pode ser pensada como uma partição no arquivo de parte que objetos residem no ou ON para efeitos de organização. Existem 256 camadas utilizáveis em NX5, um dos quais é sempre a camada de trabalho. Qualquer uma das 256 camadas pode ser atribuído a um dos quatro classificações de status: • Trabalhar •Selectable •Visible •Only • invisível A camada de trabalho é a camada que objetos são criados ON e está sempre visível e selecionável enquanto ele permanece a camada de trabalho. Camada 1 é o padrão de camada de trabalho quando se inicia um novo arquivo de parte. Quando a camada de trabalho é alterada para outra camada, a camada de trabalho anterior automaticamente se torna selecionável e pode então ser atribuída um status de somente visível ou invisível. O número de objetos que podem ser em uma camada não é limitado. Você tem a liberdade de escolher qualquer camada que deseja criar o objeto e o status de que the. No entanto, deve referir-se que a utilização das normas da empresa no que diz respeito às camadas seria vantajosa. Para atribuir um estatuto para uma camada ou camadas. Escolha formato → configurações de camada 2.5.2 comandos em camadas que seguirá passos simples para praticar os comandos em camadas. Em primeiro lugar, vamos criar dois objetos (sólidos) pelo método da seguinte maneira. Os detalhes da superfície e Solid Modeling será discutido no próximo capítulo. O sólidos que chamamos aqui são apenas para prática no presente capítulo. 31
  • 32. Escolha FILE → NEW Nomeie o arquivo e escolha uma pasta na qual deseja salvá-lo. Verifique se que você selecionou as unidades ser polegadas no menu drop-down. Escolha o tipo de arquivo como modelo clique em OK escolha INSERT → DESIGN FEATURE → cilindro ou selecione o objeto de barra de ferramentas de aplicativo mostrando a imagem do cilindro. Escolha AXIS, diâmetro, altura em Tipo clique no ícone ao lado de especificar o Vector Construtor de vetor a caixa de diálogo será exibida. Isto é para especificar a direção do eixo do cilindro. Direção O padrão será na direção Z. Clique em OK na janela pop-up e clique no ícone ao lado de especificar ponto a ponto de Construtor janela aparecerá para que você possa determinar o local do cilindro. O padrão local será a origem (0, 0, 0) sobre os WCS. Clique em OK Se você gostaria de mudar a direção do eixo ou o ponto de origem, clique nas caixas de contorno vermelho em como mostrado na figura. Em seguida digite 4 polegadas de diâmetro e 8 polegadas para a altura em Propriedades Clique em OK, clique em cancelar qualquer outra janela pop-up. A tela será agora algo como a figura a seguir. 32
  • 33. Botão direito do mouse na tela e escolha orientar VIEW → TRIMETRIC se sólido é delineado, clique na tela e escolha de RENDERIZAÇÃO STYLE → SHADED OR clique no ícone do Shaded na barra de ferramentas agora você será capaz de ver um cilindro sólido. 33
  • 34. Agora vamos pratica alguns comandos de camada. Escolha o formato → MOVE A camada você será solicitado a selecionar uma superfície ou sólido. Mova o cursor para o cilindro e clique sobre ele para que ele fica realçado. Clique em OK Você receberá a seguinte janela pop. Na camada de destino ou categoria espaço na parte superior da janela, digite 61. Escolha aplicar e, em seguida, cancelar 34
  • 35. O cilindro passou agora para o the 61 r. Ele já não pode ser visto na camada 1. Para ver o cilindro, clique em FORMAT → camada CONFIGURAÇÕES clique duas vezes em 61 para que Selectable mostra em seguida-lo clique em OK O cilindro novamente será visto na tela. Salve o arquivo como nós irá usá-lo mais tarde no tutorial. 2.6 Comandos/diálogos importante nesta seção, você vai aprender alguns comandos importantes e caixas de diálogo que serão útil durante a modelagem e esboç. 2.6.1 Barras de ferramentas Barra de ferramentas contém ícones, que servem como atalhos para NX5 muitas funções. A figura a seguir mostra os itens da barra de ferramentas principais normalmente exibidos. No entanto, você pode encontrar muitos mais ícones para comandos de recursos diferentes, com base no módulo selecionado e como o módulo é personalizado. Direito-clique em qualquer lugar sobre o fornece barras de ferramentas existente uma lista de outras barras de ferramentas. Você pode adicionar qualquer uma das barras de ferramentas, verificando a elas. A lista de barras de ferramentas que você pode ver a opção padrão é Standard, View, visualização, seleção, exibição de objetos, etc. Normalmente, a configuração padrão deve ser suficiente para a maioria das operações, mas durante certas operações, talvez seja necessário barras de ferramentas adicionais. Se você quiser adicionar botões referentes aos comandos e barras de ferramentas. Clique no pull-down seta em qualquer uma das barras de ferramentas e escolha ADD OR REMOVE botões. Escolha Personalizar. 35
  • 36. Isso irá aparecer uma janela de diálogo Personalizar com todas as barras de ferramentas sob comandos relativos a cada barra de ferramentas, na guia 'Comandos' e 'Ferramentas' Tab. Você pode verificar todas as barras de ferramentas que você deseja ser exibido. Você pode personalizar as configurações da sua interface de NX5 clicando na guia funções na barra do recurso 36
  • 37. A guia de funções tem configurações diferentes dos menus da barra de ferramentas que são exibidas na interface NX5. • Permite-lhe personalizar as barras de ferramentas que desejo para ser exibido na interface. • Selecionando avançado mostra todas as barras de ferramentas do aplicativo necessárias para a elaboração e modelagem. • Você também pode selecionar as barras de ferramentas do aplicativo a ser exibido na interface, clicando sobre as configurações específicas do setor. Isso fornece uma lista da indústria de ferramentas específicas de aplicativos como mostrado abaixo. 37
  • 38. 2.6.2 Transformaração funções Abra o arquivo que você criou na seção 2.5.2 com o cilindro. Clique em EDIT → TRANSFORM Aqui, temos de escolher uma entidade como um corpo sólido, curvas ou um esboço. Você pode selecionar um recurso único ou vários recursos, clicando sobre os recursos. Clique no cilindro para que ele fica realçado clique em OK Que isto abre uma caixa de diálogo que permite que você execute várias funções como traduzir, dimensionamento e espelhamento parte de um modelo, como mostrado na figura a seguir. 38
  • 39. Clique na caixa de diálogo outro traduzem abre com opções como mostrado na figura. • A um ponto – esta opção permite que você mova o centro do cilindro para qualquer ponto de destino no eixo XYZ que você determinar. As coordenadas são baseadas nas WCS. • DELTA – esta opção move a opção selecionada na direção XYZ pela distância que você digita. Clique no tipo DELTA 5 na caixa DXC. Isto irá traduzir o cilindro de que uma distância de 5 polegadas ao longo do eixo x clique em OK then próxima caixa de diálogo será aberta. Aqui você tem muitas opções como mover, copiar, etc. Selecione MOVE O cilindro irá mover na direção X por uma distância de 5 polegadas. Clique em ' Cancelar ' Como você pode ver, passámos a garrafa no X- direção. Da mesma forma, também pode copiar o cilindro por uma distância especificada ou em um local especificado. Estes são os comandos básicos que você precisará inicialmente. Isso conclui uma introdução dos princípios básicos da interface NX5 e algumas operações de recurso básico que podem ser feitas. No capítulo seguinte, nós aprendemos mais sobre os recursos de formulário e alguns tipos de objeto primitivo. 39
  • 40. Capítulo 3 - características do FORM Este capítulo discutirá as noções básicas de recursos do formulário no NX5: essencialmente, iremos discutir que um recurso é, quais são os diferentes tipos de recursos, que são primitivos e como modelar recursos no NX5. Ele vai te dar os passos preliminares para iniciar, compreender e usar os recursos de modelagem. Na versão NX5, os recursos são categorizados em diferentes menus com base nas funções e facilidade de identificação. 3. 1 OVERVIEW Recursos são objetos que forma são definidas por um ou mais os pais e que manter dentro do modelo a ordem de sua criação e modificação, capturando, assim, sua história. Os pais podem ser objetos geométricos ou variáveis numéricas. Os recursos incluem objetos primitivos, superfície e sólidos e alguns objetos de quadro de fio (como curvas e associativa da guarnição e curvas de ponte). Para exemplo, algumas características comuns incluem blocos, cilindros, cones, esferas, extrudidos órgãos e organismos revolved. 3. 2 Tipos de recursos há seis tipos de recursos de formulário: recursos, varrido recursos, remover recursos, recursos de usuário-definidos, extrair recursos e primitivos de referência. Ao contrário da versão NX3, a versão NX5 armazena todas 40
  • 41. Os recursos de formulário sob a opção de menu INSERT. Os recursos de formulário também estão disponíveis na barra de ferramentas de recursos de formulário. Clique em INSERT na barra de menu como você pode ver, os menus marcados na figura do lado direito contêm os comandos de recursos do formulário. Os ícones de forma característica são agrupados na barra de ferramentas de recursos de forma como mostrado abaixo. Você pode escolher os ícones que você usa com freqüência. Clique no drop-down arrow em formulário de recurso da barra de ferramentas Escolha ADD OR REMOVE botões escolha FORM FEATURE 41
  • 42. Recursos de referência Estes permitem criar planos de referência ou eixos de referência. Estas referências podem ajudar você a criar recursos em cilindros, cones, esferas e revolved corpos sólidos. Clique em INSERT → DATUM/ponto para ver as diferentes opções de referência de recurso: plano de datum, Datum do eixo, Datum CSYS e ponto Swept recursos Estes permitem que você crie organismos por extrudar ou rotativo sketch geometria. Varreu os recursos incluem: • corpo expulsos • corpo girava sweep junto guia • Tube • Styled Sweep para selecionar um recurso varreu você pode fazer o seguinte: clique em INSERT → DESIGN recurso para extrusão e revolução ou clique em INSERT → VARRER para o resto das opções de remover características remover recursos permitem criar organismos, eliminando parte sólida de outras partes. Clique em INSERT → DESIGN FEATURE remover recursos incluem • Hole • Boss • Pocket • Pad Slot Groove você também pode selecionar os recursos clicando nos ícones características user- defined estes permitem que você crie seu próprio formulário de recursos para automatizar comumente usados elementos de design. Você pode usar recursos definidos pelo usuário para estender o alcance e a potência dos recursos de forma integrada. Clique em INSERT → DESIGN FEATURE → USER definida 42
  • 43. Extrair recursos Esses recursos permitem que você criar organismos extraindo curvas, rostos e regiões. Esses recursos são espaçados sob menus Copy associativo e deslocamento/escala. Extrair recursos incluem: • extrato da folha de curvas Bounded • plano engrossar folha • folha para • Solid Assistente clique em INSERT → COPY ASSOCIATIVA → EXTRACT para extrair opções clique em INSERT → deslocamento/escala para engrossar patrimonial e folhas para Solid Assistente clique em INSERT → superfície para ligado avião e folha de curvas primitivos que permitem que você crie corpos sólidos sob a forma de formas de construção genérico. Primitivos incluem, bloco Cylinder • • • cone primitivos de esfera são as principais entidades. Daí vamos começar com uma breve descrição de primitivos e então vá para modelagem de objetos diferentes. 3. 3 PRIMITIVOS de características primitivas são funcionalidades base da qual muitos outros recursos podem ser criados. As primitivas básicas são blocos, cilindros, cones e esferas. Primitivos são não associativa que significa que eles não estão associados a geometria usada para criá-los. Os parâmetros desses objetos primitivos podem ser alterados. Agora vamos começar a modelagem de alguns objetos básicos. 43
  • 44. 3.3.1 Modelo um bloco de criar um novo arquivo e nomeie-Arborpress_plate.prt agora vamos modelar uma chapa. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → BLOCK ou clique no ícone de bloqueio na janela do formulário de recurso da barra de ferramentas The Block irá aparecer. Há três maneiras de criar um bloco primitivo. • Origem, comprimentos de borda • altura, dois pontos • Two Diagonal pontos estes ícones estão localizados na parte superior da janela. Certifique-se de origem, método de comprimentos de Borda é selecionado agora, vamos escolher a origem usando o Construtor de ponto. Clique no ícone do Construtor de ponto localizado na barra de ferramentas utilitário como mostra a figura a seguir. A caixa de Point Construtor será aberta. O XC, YC, ZC pontos devem ter um valor padrão de 0. Clique em OK The Block janela será reappear. Digite as seguintes dimensões na janela do caixa. Comprimento (XC) = 65 polegadas de largura (YC) = 85 centímetros de altura (ZC) = 20 polegadas clique em OK se você não vê nada na tela, clique com botão direito e selecione FIT. Você também pode pressionar <ctrl>+ F</ctrl> 44
  • 45. Botão direito do mouse na tela e clique em VIEW orientar → TRIMETRIC você deve ser capaz de ver o modelo sólido de chapa completa. Salve e feche o arquivo de parte. 3.3.2 Do modelo de um eixo depois de modelagem um bloco muito básico, agora será modelo um eixo com duas garrafas e um cone uniram. Crie um novo arquivo e salvá-lo como Impeller_shaft.prt escolha INSERT → DESIGN FEATURE → CILINDRO há duas maneiras para criar um cilindro. • Eixo, diâmetro, altura • arco, altura selecionar AXIS, diâmetro, HEIGHT então clique no ícone do construtor Vector junto ao especificar vector clique no ícone do eixo ZC. Isso definirá o I e J vetores para ser 0 e o K vector 1 45
  • 46. Deixe as outras opções como padrão e clique em OK clique no ícone do Construtor de ponto próximo ao ponto de especificar para definir a origem da garrafa Set todas as XC, YC e ZC coordenadas 0 Você pode ver que o ponto selecionado é a origem do WCS na próxima caixa de diálogo da janela, digite os seguintes valores conforme mostrado na Figura diâmetro = 4 polegadas de altura = 18 polegadas em clique com o botão direito clique Cancelar OK em todas as outras janelas que aparecem na tela Escolha orientar VIEW → ISOMÉTRICO e tornar o sólido de cilindro é possível alterar a cor do corpo sólido e o plano de fundo como mencionado no capítulo 2.3.4. O cilindro olhará como mostrado abaixo. 46
  • 47. Agora vamos criar um cone das extremidades do cilindro Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → CONE há umas várias maneiras de criar um cone. • Diâmetros, altura • diâmetros, meia ângulo • base de diâmetro, altura, ângulo meio diâmetro superior, altura, meia ângulo • dois Coaxial Arcs Selecionar DIÂMETROS, HEIGHT A próxima janela pop-up é o construtor Vector. Escolha o ícone Z-Axis assim que o vetor está apontando no positivo Z direção clique em OK na janela do cone, digite os seguintes valores: diâmetro base = 4 polegadas de diâmetro superior = 6 polegadas de altura = 10 polegadas clique em OK O ponto Construtor janela aparecerá em seguida. 47
  • 48. Escolha o ícone da esfera de elipse de arco central na caixa de diálogo e clique na borda superior circular do cilindro OR for the Base Point coordena, digite os seguintes valores: XC = 0 YC = 0 ZC = 18 clique em OK on the Boolean operação janela, escolha UNITE agora o cone aparecerá na parte superior do cilindro. Clique em ' Cancelar ' em todas as outras janelas Press <ctrl>+ F OR clique com botão direito e selecione FIT O eixo é como mostrado à direita. </ctrl> Agora vamos criar um cilindro mais na parte superior do cone. Repita o mesmo procedimento como antes para criar um cilindro. O vetor deve estar apontando na direção Z positiva. Na janela do Construtor de ponto, novamente clique sobre o ícone da Central e construí-la no ponto central da base do cone. A garrafa deve ter um diâmetro de 6 polegadas e uma altura de 20 polegadas. O eixo completo vai olhar como mostrado abaixo. Lembre-se salvar o modelo. 48
  • 49. ELEMENTOS de referência 3. 4 3.4.1 que Datum Plane Datum aviões são características de referência que podem ser usadas como uma base na construção de um modelo. Datum aviões auxiliar na criação de recursos em cilindros, cones, esferas e revolved corpos sólidos e também ajuda na criação de recursos em ângulos do que o normal para as faces do destino sólidos. Seguiremos alguns passos simples para a prática de recursos de referência. Para começar, vamos criar um plano de datum que deslocamento de um rosto. Aberto o diálogo modelo Arborpress_plate.prt escolha INSERT → DATUM/ponto para o → DATUM plano O Datum plano também pode ser aberto clicando no ícone como mostrado na figura abaixo da barra de forma característica. A janela plano de datum, mostrada no lado direito, permite que você escolha o método de seleção. No entanto, NX5 é inteligente o suficiente para julgar o método dependendo a entidade selecionada, se você mantiver na opção inferida, que também é a opção padrão. Clique na superfície superior do bloco de modo que ele se torne destacou as monitores de vetor positivo compensar a direção em que o plano de referência será criado no. Se você tinha selecionado a face inferior, o vetor seria ter apontou para baixo, longe do sólido. Insira o valor de distância de deslocamento como 15 polegadas na caixa de diálogo e clique em APPLY na janela de plano Datum O deslocamento Datum plano será algo como abaixo . 49
  • 50. Clique em ' Cancelar ' quando terminar se você não vir o modelo completo e plano, com o botão direito e selecione FIT são vários outros métodos para criar planos de datum, como criar um plano de datum através de três pontos, criando um plano de datum centralizado e criando um plano de Datum em uma curva e assim em. 3.4.2 Eixo de datum nesta parte, você está indo para criar um eixo de Datum. Um eixo de Datum é um recurso de referência que pode ser usado para criar planos de datum, revolved recursos, organismos extrudidos, etc. Eixos de referência podem ser criados ou relativo a outro objeto ou como um eixo fixo (ou seja, não faz referência e não restringidos pelo, outros objetos geométricos). Escolha INSERT → DATUM/ponto → DATUM AXIS 50
  • 51. A caixa de diálogo de datum eixo também pode ser aberta clicando no ícone como mostrado na figura abaixo da barra de forma característica. A próxima janela permite que você escolha o método de selecção do eixo. No entanto, NX5 pode julgar qual método usar dependendo a entidade selecionada. Existem várias maneiras de fazer um eixo de referência. Eles incluem Point e direção, dois pontos, dois aviões selecionar o ícone de dois pontos na parte superior direita da janela do eixo Datum Selecionar os dois pontos sobre o bloco, conforme mostrado na figura a direita clique em OK, O Datum eixo será uma diagonal como mostrado abaixo. 51
  • 52. 3,5 VARREU características 3.5.1 Extruded corpo a opção Extruded corpo permite que você criar um corpo sólido ou folha, varrendo gerador de geometria (curvas, sólidos faces, arestas sólidas, folha de corpo) num sentido linear para uma distância especificada. Nesta parte, nós será extrusão uma linha em um bloco retangular da seguinte maneira. Criar um novo arquivo de parte e salvá-lo como Arborpress_rack.prt com o botão direito e, em seguida, escolha orientar VIEW → ISOMÉTRICO aprender o comando extrude, vamos criar um retângulo 2D primeiro e, em seguida, extrusão esse retângulo para formar um sólido. Escolha INSERT → CURVE → LINE 52
  • 53. Você também pode escolher o ícone de curva na barra de ferramentas. A janela de linha será aberta como abaixo. Sob o ponto de início, escolha o ícone de ponto Construtor Type as coordenadas XC = 0, YC = 0, ZC = 0 e clique em OK uma nova janela será exibida, permitindo que você definir o ponto de início e o ponto final da linha clique no ícone do ponto de Construtor em tipo de ponto final nas coordenadas XC = 0, YC = 25, ZC = 0 e clique em OK e, em seguida clique em aplicar continuar fazendo linhas usando os seguintes valores de coordenadas XYZ para cada ponto individual e conectar-se um ponto para o próximo XC YC ZC clique OK após cada conjunto de coordenadas. * Nota: Digite o valor de X, Y e Z e escolher OK cada vez inserir um ponto. 53
  • 54. Clique em ' Cancelar ' depois que todos os pontos foram inseridos mouse na tela e escolha FIT você deve ver o retângulo como visto abaixo. Agora nós será extrusão do retângulo para formar um sólido. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → EXTRUDE ou clique no ícone Extrudir à esquerda da barra de ferramentas de recursos formulário conforme mostrado na figura abaixo extrusão a caixa de diálogo pop-up. Clique em todas as quatro linhas de forma cíclica. Você pode encontrar a visualização na tela gráfica como prosseguir com a seleção da janela linhas in the Body de extrudados, digite os seguintes valores: start = 0 end = 20 Clique em OK 54
  • 55. O corpo extrudido aparecerá como mostrado abaixo. Salve seu trabalho e feche o arquivo. Semelhante à função de extrusão, nós também pode executar funções como revolução, tubos, etc. 3. 6 REMOVE recursos diversos recursos permitem que você remover os recursos de um objeto para criar uma parte do projeto. Eles são ilustrados como segue. Hole: Esta opção permite-lhe criar simples, counter-bored e Escareado buracos nos corpos sólidos. 55
  • 56. Chefe Esta opção permite que você crie um protrusion cilíndrica simples em uma face planar ou plano de referência. Bolso Isto cria uma cavidade em uma entidade já existente. Ele pode ser cilíndricos ou retangulares. Almofada Use a opção de proteção para criar um retângulo em um corpo sólido existente. Slot Esta opção permite que você crie uma passagem através de ou em um corpo sólido na forma de um slot reta. Um subtract automática é executada sobre o alvo atual sólido. Ele pode ser retangular, slot de T, U - slot, Ball final ou Dovetail. Groove-esta opção permite que você crie um sulco em um corpo sólido, como se uma ferramenta de forma movido para dentro (a partir de uma face de colocação externa) ou passivo (a partir de uma face de posicionamento interno) em uma parte rotativa, como com uma operação de viragem. Fio esta opção permite que você crie thread simbólico ou um segmento detalhado sobre uma face cilíndrica de um corpo sólido. Agora vamos aprender como criar buracos. Abra o arquivo → Arborpress_plate.prt escolha INSERT características do DESIGN → HOLE ou clique no ícone da barra de ferramentas de recurso de formulário como shown in the Hole janela, digite os seguintes valores. 56
  • 57. Diâmetro = 8 polegadas depth = 25 centímetros ângulo de ponta = 118 graus Agora selecione a face superior da placa como mostrado clique em OK este aparece uma janela pedindo para posicionar o buraco na face superior. Selecione opção PERPENDICULAR a caixa de diálogo de posicionamento 57
  • 58. Primeiro clique na borda conforme apresentado na figura a seguir,que você receberá uma caixa de texto de expressão atual. Insira o valor de Current Expression como 10 para a distância escolha APPLY da mesma forma. opção de selecionar PERPENDICULAR no diálogo de posicionamento caixa, mais uma vez, clique na outra extremidade e digite o valor 11,25 para a distância clique em OK O buraco será formado como mostrado abaixo. 58
  • 59. Siga o mesmo procedimento para fazer cinco outros buracos no bloco em coordenadas dadas abaixo. a placa final será como mostrado abaixo. Agora, já foram concluídos os recursos de forma básica. Os recursos de formulário definidas pelo usuário são avançados opções em que são adicionadas novas funcionalidades de forma para a biblioteca. 59
  • 60. 3. 7 Exercício - modelo A lava como um exercício, modelo uma máquina de lavar, como mostra a figura. A máquina de lavar tem as seguintes dimensões. Diâmetro exterior = 0,73 polegadas de diâmetro interior = 0,281 polegadas a espessura da máquina de lavar pode variar dentro de limites realistas. Para prática de tomar o valor a ser 0 polegadas. 60
  • 61. CAPÍTULO 4 – OPERAÇÕES DE RECURSO FEATURE Operações são a continuação dos recursos de formulário. Neste capítulo, você vai aprender algumas das funções que podem ser aplicadas para as faces e bordas de um corpo sólido ou recurso tiver criado. Estas incluem cones, mistura, mistura de rosto, chanfro, de borda guarnição, e assim por diante. Depois de explicar as operações de recurso, o capítulo irá orientá-lo através de alguns exemplos. Conforme mencionado na início do Capítulo 3, recurso de operações são categorizadas em diferentes opções no menu Inserir. Portanto, você não pode achar um único menu 'Recursos operação' no menu Inserir, no entanto, na barra de ferramentas de recursos de formulário, todas as operações de recurso são agrupadas sob operação de recurso. 4. 1 OVERVIEW Feature operações são executadas sobre os recursos de forma básica para suavizar cantos, criar nos cones e unir ou subtrair certas matérias sólidas de outros sólidos. Algumas das operações de recurso são mostradas abaixo. Vamos ver os diferentes tipos de comandos de operação do recurso em NX5 e a função de cada comando. 4. 2 Tipos de operações de recurso as operações de recursos usadas em NX5 incluem borda mistura, face mistura, mistura suave, chanfro, Hollow, instância, sew e patch. Vamos ver alguns dos comandos importantes nos detalhes. Ao contrário da versão NX3, algumas das operações de recurso foram removidas no NX5. Por exemplo, o cone operação foi removido. Além disso, se fizeram alterações à forma como algumas operações são executadas. Por exemplo, a operação de Trim corpo já não suporta corpos sólidos como ferramentas para remoção. Algumas das operações de recurso, como órgão de divisão não podem ser acessadas no menu Inserir e tem que ser abertos usando a barra de ferramentas. 61
  • 62. Borda mistura uma borda Blend é um raio é misturar tangente às faces misturadas. Esse recurso modifica um corpo sólido, arredondando bordas selecionadas. Este comando pode ser encontrado em Inserir → Design Feature. Você também pode fazer uma mistura de cara. Chanfro a função de chanfro Opera de maneira muito semelhante para a função de mistura adicionando ou subtraindo material relativo para saber se a borda é um chanfro externo ou dentro de uma chanfro. Este comando também pode ser encontrado no menu Inserir → Design Feature. Você pode visualizar o resultado de chamfering e se não estiver satisfeito com o resultado você pode desfazer a operação. Fio Threads só podem ser criados nas faces cilíndricas. A função de linha permite que você crie simbólicos ou detalhados segmentos (sobre os corpos sólidos) que são a direita ou esquerda entregado, externos ou internos, paramétricos e associativos segmentos nas faces cilíndricos, como buracos, patrões ou garrafas. Ele também permite você selecione o método de criação de threads, como corte, laminados, branqueado ou triturados. Você pode criar diferentes tipos de segmentos como acme métrica e unificada e assim por diante. Para usar este comando, vá para inserir → Design Feature 62
  • 63. Trim Bory A corpo sólido pode ser cortado por um organismo de folha ou um plano de referência. Você pode usar a função Trim corpo para aparar um corpo sólido com um corpo de folha e, ao mesmo tempo manter parâmetros e associativty. Para usar esta comando, vá para inserir → A Trim Split Body corpo sólido corpo pode ser dividido em duas partes como apará-lo. Ele pode ser feito por um avião ou um corpo de folha. Clique no ícone da barra de ferramentas do recurso de formulário conforme mostrado para abrir a caixa de diálogo Dividir corpo. 63
  • 64. Instância de um recurso de design ou um recurso de detalhe pode ser transformado em cópias dependentes sob a forma de uma matriz. Ele pode ser uma matriz retangular ou circular ou apenas um espelho. Esse recurso particularmente útil economiza bastante tempo e modelagem quando você semelhantes por exemplo apresenta tópicos de artes ou buracos em uma placa de montagem, etc. Este comando pode ser encontrado, indo para inserir → Copy associativo → recurso de instância. Operações Boolean operações booleanas são: • Unite • subtrair • Intersect estas opções podem ser usadas quando dois ou mais organismos sólidos compartilham o mesmo espaço de modelo no arquivo de parte. Para usar este comando, vá para inserir → combinar corpos. Considere dois sólidos dados. O bloco e o cilindro estão lado a lado como mostrado abaixo. Unir: O comando de unir adiciona o corpo de ferramenta com o corpo de destino. No exemplo acima, a saída será a seguinte se Unite opção é usada . 64
  • 65. Subtrair: Ao usar a opção de subtracção, o corpo de ferramenta é subtraído do organismo de destino. Os seguintes seria a saída se o retângulo é usado como o destino e o cilindro como a ferramenta. Se cruzam: Este comando deixa o volume que é comum a ambos o corpo de destino e o corpo de ferramenta. A saída é mostrada abaixo . 65
  • 66. 4. 3 Recurso de operações ON MODELS no capítulo anterior, debatemos com algumas das funcionalidades da formulário. Neste capítulo, vemos como primitivos e recursos de formulário básico são convertidos em modelos complexos usando o recurso de operações. 4.3.1 Modelar um hexágono parafuso de criar um novo arquivo e salve-o como recurso de DESIGN Impeller_hexa-parafuso escolha INSERT → → cilindro o cilindro deve estar apontando em direção a Z com o centro de origem e com as seguintes dimensões: diâmetro = 0,25 polegadas de altura = 1,5 polegadas agora criar um cilindro pequeno passo na parte superior do cilindro existente. As dimensões deste cilindro são, diâmetro = 0.387 polegadas de altura = 0. 0159 polegadas com o Construtor de ponto de janela, clique no ícone da central no topo clique na face superior do cilindro existente como mostrado na figura seguinte 66
  • 67. Sob o menu drop-down Boolean, escolha UNITE the dois cilindros devem ser semelhante a figura abaixo. Salve o modelo. Em seguida, vamos criar um hexágono para a cabeça do parafuso. Escolha o ícone da barra de ferramentas de curvas como shown on the Polygon janela, tipo 6 para o número de lados clique em OK há três maneiras para desenhar o polígono. • Inscrito • raio do lado do polígono • circunscrita raio escolha SIDE do polígono 67
  • 68. Na janela seguinte, digite as seguintes dimensões. Lado = 0,246 polegadas ângulo de orientação = 0 grau clique em OK no Construtor de ponto a janela, escolha novamente o ícone da central como mostrado clique na face superior da última garrafa desenhada o polígono será visto como mostrado abaixo. Se o modelo não é em wireframe, clique no ícone delineado na barra de ferramentas Exibir Agora nós será extrusão este polígono. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → EXTRUDE clique em todas as seis linhas do hexágono para escolher a superfície que é necessária para ser expulso incorpore a distância final como 0.1876 polegadas. O modelo é semelhante ao seguinte depois de extrusão 68
  • 69. Na parte superior do cilindro que tem um diâmetro de 0.387 polegadas, inserir outro cilindro com as seguintes dimensões. Diâmetro = 0.387 polegadas de altura = 0.1875 polegadas você só será capaz de ver este cilindro quando o modelo é em wireframe desde o cilindro é dentro da cabeça hexagonal O modelo será algo como o seguinte. Agora nós vamos usar a operação de recurso Intersect. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → SPHERE escolher diâmetro, CENTER insira o valor do diâmetro como 0,55 polegadas e clique OK on the Point Construtor janela, escolha o ícone da Central de selecionar a parte inferior da última garrafa eviscerada, que está dentro da cabeça hexagonal e tem um diâmetro de 0.387 polegadas e uma altura de 0.1875 polegadas como mostrado abaixo 69 69
  • 70. Clique em OK isso dará levá-lo a próxima caixa de diálogo que irá pedir-lhe para escolher a Boolean operação a ser executada. Escolha INTERSECT ele irá pedir-lhe para selecionar o destino sólido escolha a cabeça hexagonal conforme mostrado à direita clique Cancelar este lhe dará o parafuso hexagonal como mostrado abaixo. 70
  • 71. Agora vamos adicionar roscagem para o parafuso hexagonal. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → THREAD aqui você verá a caixa de diálogo segmentação como mostrado abaixo. Existem duas opções principais de Threading: 1) simbólicos e 2) detalhado. Clique no botão de rádio DETAILED manter o segmento como mão direita clique no eixo parafuso, o cilindro longo abaixo o sextavado quando o eixo estiver seleccionado, todos os valores serão exibidos na caixa de diálogo de thread. Manter todos esses valores padrão. Clique em OK O Parafuso sextavado agora deve ser semelhante ao seguinte. Salve o modelo. 4.3.2 Modelar um L-bar aqui vamos fazer uso de algumas operações de recurso tais como borda mistura, Chanfro e subtrair. Criar um novo arquivo e salvá-lo como barra de Arborpress_L 71
  • 72. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → BLOCK criar um bloco com as seguintes dimensões. Comprimento = 65 polegadas de largura = 65 polegadas de altura = 285 polegadas criar o bloco na origem criar um segundo bloco também colocado na origem com as seguintes dimensões. Comprimento = 182 polegadas de largura = 65 polegadas de altura = 85 polegadas, você pode ter que usar o ícone de ponto de Construtor na barra inferior para colocar o bloco a origem. Haverá dois blocos como pode ser visto abaixo. Nós temos que mover o segundo bloco à parte superior do primeiro bloco. Clique em EDIT → TRANSFORM selecionar o segundo bloco inserido mais longo na direção X Clique em OK clique TRANSLATE 72
  • 73. Escolha DELTA digite 200 na caixa DZC e clique em OK clique MOVE e, em seguida, Cancelar na janela seguinte, para que a operação não é repetida após a transformação, erá algo como o seguinte . Agora vamos criar um buraco. Há muitas maneiras de criar um buraco. Podemos fazê- lo criando primeiro uma garrafa e, em seguida, usando a função de subtrair. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → CILINDRO com o construtor Vector janela, selecione a caixa de diálogo do eixo YC ícone in the Point Construtor, insira o os seguintes valores Eixos XC YC ZC dimensão 130 -5 242 O cilindro deve ter as seguintes dimensões. Diâmetro = 35 centímetros de altura = 100 polegadas sob o Boolean soltar-para baixo da janela, escolha SUBTRACT selecionar o bloco horizontal na parte superior, conforme mostrado na figura do lado direito o buraco deve olhar como o mostrado na figura. Salve seu modelo. 73
  • 74. Agora vamos criar outro cilindro e ele subtrair o bloco superior. A garrafa deve estar apontando para o Y-sentido positivo definido no ponto seguinte: Eixos XC YC ZC Valores 130 22,5 242 O cilindro deve ter as seguintes dimensões. Diâmetro = 66 pol. Altura = 20 polegadas subtrair este cilindro do mesmo bloco como antes de usar o Boolean Soltar-down menu o modelo wireframe será visto como mostrado no lado direito. Agora nós irão criar um bloco. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → BLOCK criar um bloco com as seguintes dimensões. Comprimento = 25 centímetros de largura = 20 polegadas de altura = 150 polega das abrir uma janela do Construtor de ponto da barra de ferramentas e digite os seguintes valores Eixos XC YC ZC Valores 157 22,5 180 O modelo será algo como a figura a seguir. 74
  • 75. Agora nós irá subtrair este bloco do bloco com o buraco Escolha INSERT → COMBINE organismos → SUBTRACT clique sobre o bloco com os dois buracos quando a seleção de classe janela é exibida, selecione o bloco recém-criada clique em OK, O modelo será visto como mostrado abaixo. Agora nós usaremos a função de mistura em operações de recurso. Para fazer isso, nós primeiro deve unir os dois blocos. 75
  • 76. Escolha INSERT → COMBINE organismos → UNITE clique sobre os dois blocos e clique em OK, as dois quarteirões agora são combinados em um modelo sólido. Escolha INSERT → DETAIL FEATURE → EDGE mistura Alterar o raio padrão para 60 selecionar a borda que a seta está apontando para a figura, clique em OK A mistura vai olhar como mostrado abaixo . 76
  • 77. Repita o mesmo procedimento para misturar a borda interna do bloco. Desta vez, o raio padrão deve ser alterado para 30 que a Figura blended é mostrada abaixo. Lembre-se de salvar o modelo. Vamos agora apresentar quatro furos no modelo. Você pode criar esses buracos usando a opção de buraco, conforme ilustrado no capítulo 3; no entanto, para praticar usando operações de recursos, nós irá subtrair cilindros do bloco. Insira quatro cilindros individualmente. Eles devem ser apontando na direção X e ter as seguintes dimensões. Diâmetro = 8 polegadas de altura = 20 polegadas 77
  • 78. Eles devem ser construídos na direção X, as coordenadas do ponto seguinte. SUBTRACT estas garrafas do bloco na operações booleanas caixa de diálogo que o bloco com buracos parece conforme mostrado na figura abaixo a última operação deste modelo é criar um bloco e ele subtrair o bloco superior. Crie um bloco com as seguintes dimensões. Comprimento = 60 centímetros de largura = 20 polegadas de altura = 66 polegadas digite os seguintes valores sobre o ponto de Construtor Eixos XC YC ZC Dimensão 78
  • 79. Depois de criar o bloco, subtrai este bloco do bloco no topo selecionando primeiro bloco original e, em seguida, clicar sobre o bloco recém-criado que a Figura final será algo como isto. Salve e feche o arquivo. 4.3.3 Modelar um hexágono Nut criar um novo arquivo e salve-o como Impeller_hexa-porca clique no ícone de polígono na barra de ferramentas criar um hexágono com cada lado medindo 0.28685 polegadas e construído na origem Extrudir hexágono por 0,125 polegadas a figura do modelo é mostrada abaixo . Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → SPHERE 79
  • 80. Escolha CENTER, diâmetro insira o valor de diâmetro 0 polegadas Enter o Construtor Point os seguintes valores in the Boolean operações diálogo caixa Selecione INTERSECT O modelo será algo como o seguinte. Agora usamos um comando de espelho. Escolha EDIT → TRANSFORM selecionar o modelo e clique em OK clique em espelho através um plano clique sobre a superfície plana virada do modelo conforme mostrado. Tenha cuidado para não selecionar qualquer bordas Eixos XC YC ZC Dimensão 0.0 0.125 80
  • 81. Clique em OK, clique em COPY clique Cancelar, você receberá o modelo a seguir. Escolha INSERT → COMBINE organismos → UNITE selecionar as duas metades e Unite-los inserir um cilindro com o vetor apontando em direção a Z e com as seguintes dimensões. Diâmetro = 0,25 polegadas de altura = 1 polegada c entro do cilindro sobre a origem e subtrair este cilindro da porca hexagonal agora, nós será chanfro dentro as bordas da porca. Escolha INSERT → DETAIL FEATURE → chanfro 81
  • 82. Selecione as duas bordas internas como mostrado e clique em OK Digite o diâmetro do deslocamento do chanfro como 0. 0433 polegadas e clique em OK você verá o chanfro na porca. Salve o modelo. 4.8.3 Um Rack com instâncias do modelo a esta parte, vamos praticar para criar instâncias de um determinado objeto. Abra o arquivo Arborpress_rack.prt escolha INSERT → DESIGN FEATURE → POCKET escolher RETANGULARES em pop-up window clique na superfície superior do rack como mostrado na figura a para a superfície de posicionamento 82
  • 83. Clique na borda como mostrado na Figura da referência horizontal, que isto irá aparecer a janela de parâmetros. Digite os valores dos parâmetros, como mostrado na Figura e escolha OK 83
  • 84. Escolha opção delineado no modo de exibição para uma maior clareza quando o posicionamento janela aparece, escolha a opção PERPENDICULAR clique na borda em sólido e, em seguida, clique na linha pontilhada azul como mostrado abaixo digite o valor da expressão como 37,8 e escolher OK Once novamente escolher a PERPENDICULAR opção e, em seguida, escolha o outro conjunto de arestas junto a Y-Axis, conforme mostrado na figura abaixo. Insira o valor da expressão como 10 e clique em OK duas vezes. Escolha ' Cancelar '. 84
  • 85. O modelo agora vai olhar como segue Deixe-nos Crie instâncias do slot como os dentes de rack para ser malhagem com Pinhão. Escolha INSERT → ASSOCIATIVA COPY→ instância recurso Choose Retangular ARRAY da seleção guias escolher POCKET retangular da caixa de diálogo de instância como mostrado na figura abaixo escolha OK Digite os valores na janela do parâmetro, como mostrado na figura. Isso cria 19 cópias incluindo o original, a distância de deslocamento de 9. 4 polegadas escolher OK 85
  • 86. Clique em YES clique Cancelar O modelo de rack olhará como o mostrado na figura. Criar um buraco de diâmetro 10 polegadas e profundidade 20 polegadas no centro da seção transversal Retangular. O modelo final é mostrado abaixo 4,4 Exercício - modelo A CIRCULAR BASE como um exercício, modelo base círculo como mostrado a seguir usando as seguintes dimensões: diâmetro externo = 120 polegadas à distância de 3 slots de pequenas = 17 polegadas à distância do entalhe grande = 30 polegadas de diâmetro da haste central = 4 polegadas e comprimento = 30 polegadas pode variar de tamanho de slots. 86
  • 87. Superior e frontal dimensões de exibição são mostrados na figura abaixo. 87
  • 88. CAPÍTULO 5 – ELABORAÇÃO O NX5 elaboraà aplicativo permite que você criar desenhos, views, geometria, dimensões e elaboração anotações necessárias para a conclusão bem como a compreensão de um desenho. O objetivo deste capítulo é dar o designer/relator bastante conhecimento de elaboração de ferramentas para criar um desenho básico de seu projeto. O pedido de elaboração apoia a elaboração de modelos de engenharia de acordo com normas ANSI. Depois de explicar os fundamentos do pedido de elaboração, vai passar por uma abordagem passo a passo para a elaboração de alguns dos modelos criados anteriormente. 5. 1 Resumo de o aplicativo elaboraà é baseado em criar modos de exibição de um modelo sólido, conforme ilustrado abaixo. Elaboração torna mais fácil para criar um desenho com ortográficas, seção exibições, vista importada, exibições auxiliares, dimensões e outras anotações. Alguns dos recursos úteis de elaboração de aplicativo são: 1) depois de escolher a primeira vista, as outras ortográficas podem ser adicionadas e alinhadas com o clique de alguns botões. 2) Cada modo de exibição é associado diretamente com o sólido. Assim, quando o sólido é alterado, o desenho será atualizado diretamente junto com os modos de exibição e dimensões. 3) Anotações elaboração (dimensões, rótulos e símbolos com líderes) são colocadas diretamente no desenho e atualizadas automaticamente quando o sólido é alterado. 88
  • 89. Vamos ver como os modos de exibição são criados e as anotações são utilizadas e modificadas em exemplos passo a passo. 5. 2 Elaboração de OF MODELS We preparará alguns modelos que já foram definidos. Iremos através das opções de elaboração passo a passo para torná-los mais fáceis de compreender. 5.2.1 Redaccionais abrir o arquivo Arborpress_rack.prt escolha START todas as aplicações → REDACCIONAIS conforme mostrado 89
  • 90. * Nota: Todos os outros aplicativos, como modelagem, Manufacturing Assembly podem ser abertos em uma forma semelhante. Quando você abre pela primeira vez o aplicativo elaboraÃ, uma janela aparece pedindo para entradas como nome da folha do desenho, especificações da folha do desenho, o ângulo de projeção e unidades. No menu Soltar-para baixo na janela de desenho, selecione Folha B, que tem dimensões 11x17. Em seguida, altere a escala 1: 25, usando o menu drop-down e escolhendo a escala personalizada. Em seguida, clique em OK isso abrirá a opção de elaboração e de tela a seguir será vista como abaixo. 90
  • 91. Escolha INSERT → VIEW → BASE VIEW você pode encontrar uma caixa de diálogo com as opções da visualização e a escala de exibição, como mostrado na figura em sua tela juntamente com um desenho flutuante do objeto. Escolha o modo de exibição a ser frente você pode encontrar a projeção de vista frontal na tela. Você pode mover o cursor do mouse na tela e clique sobre o local onde você deseja que o modo de exibição . 91
  • 92. Uma vez que a primeira vista é fixo na folha, NX5 fornecerá automaticamente o usuário com modos de exibição relacionadas com a primeira exibição criado projectado ortográfica em tempo real. Você pode encontrar que os pontos de vista constantemente a ser alterado à medida que move o cursor próximo a primeira exibição (FRONT VIEW). A seguir, alguns snap shots das vistas vistas em outro local do cursor do mouse . 92
  • 93. Se você quiser adicionar qualquer ortográficas após fechar este arquivo ou alterar para outros modos de comando, escolha INSERT → VIEW → PROJECTADO VIEW agora criar uma vista ortogonal projectada como mostrado abaixo e clique na tela na posição desejada. Você pode clique no ícone para escolher outra vista como a vista da base para novas projeções clique no modo de exibição que foi criado posteriormente, conforme mostrado na Figura e escolha Adicionar exibição de projecção. Mova o cursor para a direita e clique lá para obter o modo de exibição de Direitoterminado 93
  • 94. <esc>Tecla no teclado para sair a criação do modo de exibição. </esc> Antes de criar as dimensões, vamos remova as fronteiras em cada modo de exibição como ele adiciona confusão com as linhas de entidade. Escolha PREFERENCES → preferências de projecto de elaboração a janela pop-up. Clique no botão de guia VIEW remover o Tick mark em exibir bordas conforme mostrado na figura abaixo e clique em OK 94
  • 95. Agora você pode encontrar os pontos de vista de desenho sem fronteiras como mostrado abaixo. 5.2.2 Dimensionamento Agora nós temos que criar as dimensões para esses modos de exibição. As dimensões podem ser inseridas por qualquer uma das duas maneiras, conforme descrito a seguir: 1) escolha INSERT → dimensão ou 2) clique na barra de ferramentas de dimensão como mostrado na figura seguinte escolha INSERT dimensão → → INFERRED 95
  • 96. As seguintes caixas de dois opção estalará acima. Os ícones nesta barra de ferramentas são úteis para alterar as propriedades das dimensões. O primeiro ícone permite que você alterar o número de dígitos significativos dado na dimensão, conforme mostrado na figura à direita. Por exemplo, selecionar ' 2 'exibirá a dimensão como "240,00" ao selecionar ' 3' exibirá "240.000". O segundo ícone listas diferentes estilos de exibição a dimensão nominal e tolerâncias conforme mostrado na figura à direita. O ícone seguinte é o editor de anotação, que você pode usar para editar o valor de dimensão. 96
  • 97. O último ícone na barra de opção redefine essas propriedades para as configurações padrão. Agora vamos criar a primeira dimensão. Na guia Configurações permite que você configure as definições das setas dimensão, alinhamento, letras na anotação etc. Na exibição primeira (FRONT View) que você criou, clique no canto superior esquerdo do rack e, em seguida, no canto superior direito a dimensão que representa a distância entre esses pontos serão exibidos. Você pode determinar a posição da dimensão movendo o rato. Para definir a dimensão na folha de desenho, coloque a dimensão bem acima da visualização conforme mostrado e clique no botão esquerdo do mouse 97
  • 98. Mesmo depois de criar a dimensão, você pode editar as propriedades das dimensões. Clique com botão direito sobre a dimensão você acabou de criar e escolha STYLE aumente o tamanho de caracteres como 0,2 e clique em OK dá dimensões para todos os outros modos de exibição, como mostrado na figura a seguir 98
  • 99. 5.2.3 Ver secção vamos criar uma exibição de secção transversal para o mesmo para mostrar a profundidade e o perfil do buraco. Escolha INSERT → VIEW → secção VIEW clique na parte inferior do View Base como mostrado na figura. Isto irá mostrar uma linha fantasma com duas marcas de seta para a direção do avião secção (linha tracejada laranja com setas apontando para cima). Clique em meados de ver isto irá corrigir a posição da linha transversal (plano de seção). Agora mova o cursor próximo a fim de obter a direção do plano da secção. Manter a seta apontando verticalmente para cima e arraste a vista da secção para a parte inferior da tela da base de. 99
  • 100. Ajuste as posições das dimensões se eles estão interferindo. A folha de desenho final deve olhar como a mostrada na figura a seguir. Salve e feche o modelo. 5.2.4 Redaccionais e dimensionamento de um parafuso hexagonal de rotor abrir a janela de elaboração on the folha de desenho novo modelo Impeller_hexa-bolt.prt escolha START →, selecione Folha E-34 X 44 e altere o valor de escala de numerador a 8,0 100
  • 101. Escolha INSERT → VIEW → BASE VIEW adicionar a vista de frente, repetindo o mesmo procedimento como no último exemplo Adicionar modos de exibição ortográficas, incluindo a visualização de direita e visualização de plano escolha PREFERENCES → elaboração desmarcar a caixa junto ao exibir bordas em Guia de exibir a tela terá as seguintes três exibições: há sempre as linhas ocultas, que não são vistas. Para ver que os hidden linhas escolha PREFERENCES → VIEW OR selecionar os modos de exibição, clique com botão direito e escolha o estilo como mostrado abaixo 101
  • 102. Uma janela pop-com várias opções relacionadas com os pontos de vista. Clique no separador de linhas ocultas alterar invisível para linhas TRACEJADAS como mostrado abaixo e clique em OK Você pode ver as linhas ocultas como mostrado abaixo . 102
  • 103. Agora vamos proceder ao dimensionamento. Escolha INSERT → → dimensões VERTICAL dá dimensões verticais todas as distâncias mostradas abaixo. Agora temos de dar as dimensões da cabeça parafuso. 103
  • 104. Escolha INSERT → dimensões → paralelo dá as duas dimensões para a cabeça do parafuso, como mostra a figura. Para a segmentação, vamos utilizar uma linha de líder. Clique no ícone do símbolo de texto mostrado na barra de ferramentas no Editor de anotações a janela que se abre, digite o texto a seguir exatamente como mostrado. Você pode encontrar Ø e o símbolo de grau na guia símbolos de desenho mão direita Ø 0,20 X 1,5 pitch 0,05, ângulo de 60 0 clique sobre o eixo de rosca na vista lateral, segure o mouse e arraste a linha Leader junto para o vista. Solte o mouse e clique novamente para colocar o texto. Feche o editor de Anotação como a altura dos modelos é pequena, irá aumentar o tamanho de caractere. Clique com botão direito sobre o líder e selecione STYLE clique no separador modelos aumente o tamanho de caracteres para tornar legível o líder. Agora nós adicionaremos dimensões adicionais e modos de exibição. Escolha INSERT → dimensões → diâmetro clique no círculo do parafuso em vista superior, para dar a dimensão de diâmetro, clique em INSERT → VIEW → BASE VIEW selecionar a exibição TFR-ISO e o local do modo de exibição em algum lugar na tela o desenho final é mostrado abaixo. Lembre-se de salvar. 104
  • 105. 5. 3 Exercício - REDACCIONAIS E dimensionamento de uma CIRCULAR BASE como um exercício, realizar elaboração e dar dimensões para a base de círculo que é modelado em exercício 4. 4. O modelo da parte é exibido abaixo. 105
  • 106. Capítulo 6-ESBOÇO No presente capítulo, você aprenderá como criar e editar desenhos em NX5. Esboç NX5 versão é muito mais amigável em relação a suas versões mais antigas. Até este ponto, a única maneira que você aprendeu a criar um novo modelo é através da criação e funcionamento recursos de formulário. Este segundo método de modelagem, você primeiro criar um esboço e, em seguida, extrusão, giram ou varrer o esboço para criar sólidos. Muitas formas complexas que caso contrário são muito difíceis de modelo usando primitivos ou outros recursos de forma facilmente podem ser desenhadas por esboç. Neste capítulo, vamos ver alguns conceitos de esboç e, em seguida, vá para esboç e algumas partes do modelo. 6. 1 Resumo NX5 sketch é um conjunto nomeado de curvas entrou em uma Cadeia de caracteres que quando varrido, forma uma sólida. O desenho representa o limite exterior da parte. As curvas são criadas em um avião no sketcher. Em princípio, estas curvas são desenhadas sem quaisquer dimensões exatas. Os sólidos criados podem estar Unidos em partes único usando restrições. Existem dois tipos de restrições: 1) geométricas restrições restrições 2) dimensionais, estes serão discutidos em detalhes mais tarde. Estas são as maneiras diferentes que você pode usar esboços: • um esboço pode ser girava 106
  • 107. • Um esboço pode ser expulso • um esboço pode ser varrido junto um guia (linha) são as vantagens da esboç usando primitivos a) as curvas usadas para criar a estrutura de tópicos do perfil são muito flexíveis e podem ser usadas para modelar formas incomuns b) as curvas são paramétricos, portanto, associativa e pode facilmente ser alterados ou removidos. c) se o avião em que está redigido o desenho for alterado, o desenho será alterado em conformidade. d) Esboços de são úteis quando você deseja controlar um esboço de um recurso, especialmente se ele talvez precise ser alterado no futuro. Desenhos podem ser editados muito rapidamente e facilmente. 6. 2 ESBOÇ para criar MODELS nos capítulos anteriores, abordou os recursos de formulário e suas operações de recurso. Neste capítulo, podemos modelar modelos complexos usando esboç. 6.2.1 Modelar uma imprensa Arbor Base de criar um novo arquivo e salvá-lo como Arborpress_base.prt 107
  • 108. Escolha INSERT → SKETCH ou clique no ícone do desenho na barra de ferramentas A tela exibirá as opções de desenho. Você pode escolher o plano de esboço, direção de esboç e o tipo de avião para esboç. Em geral, o plano de desenho padrão é o plano XY. Quando você criar um croqui usando a caixa de diálogo Criar Sketch, você pode escolher o plano em que o desenho pode ser criado clicando no quadro de coordenadas como mostrado. Isto irá destacar o plano que você tiver selecionado. O plano padrão selecionado é XC-YC. Escolha o plano de XC-YC e clique em OK O avião sketch aparecerá e serão marcadas as direções de dispersão. Esta é 2D esboç. A tela principal será alterado para o modo esboçando. O plano XY é realçado como o plano padrão para esboç. No entanto, você pode optar por esboçar em outro plano. Se houver quaisquer recursos sólidos criados no modelo de antemão, qualquer uma das superfícies planas também pode ser usado como um avião esboçando. Esta é a janela de desenho básico. Ela pode ser dividida em várias partes, que tem sido rotuladas. 108
  • 109. Você pode alterar o nome do esboço na caixa ao lado da bandeira de concluir. 6.2.1.1 Sketch Curve Toolbar essa barra de ferramentas contém ícones para criar curvas básicas e curvas spline, edição, estendendo, remoção, filetagem etc. Cada tipo de curva terá diferentes métodos de seleção. Vamos discutir as opções usadas com mais freqüência. Perfil: Esta opção cria linhas retas, bem como arcos dependendo o ícone que selecionar na barra de ferramentas pop-up. Você pode escolher os pontos usando o sistema de coordenadas ou inserindo o comprimento e o ângulo da linha conforme as figuras a seguir. Pavilhão de Acabamento Nome de Esboço Toolbar: Sketch Curva Toolbar: Sketch Restrições Toolbar: Sketcher 109
  • 110. Linha: Esta opção criará seletivamente apenas linhas retas. Arco: Esta opção cria arcos por qualquer um dos dois métodos. A primeira opção cria arco com três pontos seqüenciais, como mostrado abaixo. A segunda opção cria o arco com um ângulo de ponto, raio e varrer do centro ou pelo ponto central com um ponto de partida e ponto final. A ilustração é mostrada a seguir: círculo: criar um círculo é semelhante à criação de um arco, exceto que o círculo é fechado ao contrário de um arco. Trim rápida: Este corta as curvas estendendo-se desde os pontos de interseção das curvas. Esta opção lê cada entidade dividindo-los se eles são interseção por outra entidade e apaga a parte selecionado. Spline de estúdio: Pode criar curvas spline base (B-spline e Bézier) com pólos ou através de pontos com o grau desejado da curva. A spline será discutido em detalhes no capítulo seguinte (recursos de forma livre). 110
  • 111. 6.2.1.2 Barra de ferramentas de restrições todas as curvas são criadas por pontos de recolha. Por exemplo, uma linha reta é criada com dois pontos. Em um ambiente de 2-D, qualquer ponto terá dois graus de liberdade, um conjunto X e outro ao longo de Y. O número de pontos depende do tipo de curva que está sendo criado. Portanto, uma entidade de curva terá duas vezes o número de graus de liberdade que o número de pontos que ele compreende. Estes graus de liberdade pode ser removidos, criando uma restrição com uma entidade fixa. Na verdade, é recomendável que você remova todos estes graus de liberdade por entidades directa ou indirectamente relacionados às entidades fixas. Ele pode ser feito dando propriedades dimensionais ou geométricas como Parallelity, perpendicularidade, etc . (Nota: estes graus de liberdade serão exibidos em setas laranja. Todas estas setas devem ser removidas, aplicando as restrições a seguir uma modelagem disciplinada.) Restrições dimensionais: Os graus de liberdade pode ser eliminadas, dando dimensões com entidades fixas como eixos, aviões, o sistema de coordenadas ou qualquer geometrias sólido existentes criadas no modelo. Estes dimensões podem ser lineares, radiais, angular etc. Você pode editar os valores dimensionais a qualquer momento durante esboç clicando duas vezes sobre a dimensão. Restrições geométricas: Além das restrições dimensionais, algumas restrições geométricas podem ser dada para eliminar os graus de liberdade. Eles incluem paralelo, perpendicular, collinear, concêntrico, horizontal, vertical, igual comprimento, etc. O software tem a capacidade de localizar o conjunto de possíveis restrições para as entidades selecionadas. Mostrar todas as restrições: clicar nesse ícone mostrará todas as opções relacionadas com as entidades em que determinado desenho em branco. 111
  • 112. Mostrar ou remover restrições: Essa janela lista todos os tipos de restrições relativas a qualquer entidade selecionada e restrições. Você pode excluir qualquer das restrições listadas ou alterar a seqüência das restrições. 6.2.1.3 Sketcher Toolbar além de ser capaz de alterar o nome do esboço, barra de ferramentas sketcher também tem algumas outras características altamente útil mencionadas abaixo. Oriente View to Sketch: se o arquivo de modelo é girado durante o processo de esboç, clique no ícone para visualizar o desenho em um plano paralelo para a tela. Reattach Sketch: Esta função permite que você reanexe o desenho ao plano desejado sem recriar todas as curvas, dimensões e restrições. Modelo de atualização: Quando você fizer alterações em um esboço, clique no ícone para ver os efeitos dessas alterações sem sair do modo de desenho. Agora nós irá desenhar curvas usando as opções discutidas acima. Escolha INSERT → PROFILE se a janela perfil já não está mostrando. Desenhe uma figura semelhante ao mostrado abaixo. Ao fazer o contínuo esboç, clique sobre o ícone de linha na barra de ferramentas de perfil para criar linhas retas e o ícone de arco para tornar o semicírculo. (Veja o tamanho do plano XY na figura. Usar essa perspectiva para o zoom aproximado). 112
  • 113. Uma vez concluído o esboço, irá restringir o desenho. É melhor aplicar as restrições geométricas antes de dar as restrições dimensionais. Escolha INSERT → restrições ou clique no ícone de restrições na barra lateral Você será capaz de ver todos os graus de liberdade na tela representada pelas setas laranja. 113
  • 114. Vamos começar, restringindo entre uma entidade no esboço e datum ou referência fixo. Por exemplo, colocaremos o centro do arco na origem. Podemos usar os eixos X e Y de dois padrão como referência datum. Selecione o eixo y e, em seguida, o centro do arco, que é marcado pela interseção de setas amarelas. O centro do arco será marcado por um asterisco vermelho depois que ele tiver sido selecionado clique o ponto no ícone de curva repetir o mesmo procedimento para colocar o centro do arco sobre o eixo X. selecione as duas linhas inclinadas e fazer-lhes mesmo comprimento da mesma forma seleccionam as duas linhas verticais longas e torná-los igual comprimento 114
  • 115. Selecione as linhas horizontais inferior dois e torná-los collinear e clique nas mesmas linhas e torná-los iguais de comprimento, se você não encontrar os dois círculos azul (Tangent restrições) perto do semicírculo conforme mostrado na figura, siga os passos abaixo. Caso contrário, você pode ignorar isso e ir directamente para as restrições dimensionais. Selecione o arco circular e uma das duas linhas verticais conectadas a seus pontos de extremidade selecionar o ícone Tangent se o arco e a linha já está tangente uns aos outros, o ícone ficará esmaecido. Se for o caso clique em EDIT → → SELECTION, cancele a seleção de todos. Repita o mesmo procedimento para o arco e a outra linha vertical. 115
  • 116. Selecione as duas linhas verticais e fazer-lhes igual modo seleccionam as duas pequenas linhas horizontais e torná-los collinear e igual 116
  • 117. Da mesma forma, selecione as duas linhas verticais e torná-los iguais até agora, nós criamos todas as restrições geométricas. Agora nós temos que criar restrições dimensionais. Você encontrará que como podemos adicionar dimensões, os graus de liberdade representadas pelas setas amarelas desaparecerá. NX5 não permite a duplicação de dimensões. Eis porque é melhor aplicar as restrições de geometria em primeiro lugar. Se houver qualquer conflito entre as restrições dimensionais e geométricas, essas entidades serão destacadas em amarelo. Escolha o ícone de dimensões deduzidos na barra de ferramentas de restrições. Adicionar em todas as dimensões conforme mostrado na figura a seguir, Por exemplo, para criar uma dimensão para os dois cantos superiores, você talvez precise clique na seta próxima ao ícone deduzidos dimensões e clique no ícone horizontal. Em seguida, clique em algum lugar perto da parte superior das duas linhas diagonais para selecioná-los. Ao mesmo tempo, dimensionamento, se você encontrar as dimensões ilegível, mas não se preocupe sobre como editar as dimensões agora. Certifique-se de que pequenas setas estão desaparecendo como restrições são colocadas. 117
  • 118. Agora podemos editar todos os valores de dimensão um por um. Ele é altamente recomendado para iniciar a edição da maior dimensão primeiro e mover-se para as dimensões menores. Edite os valores como mostrado na figura abaixo. lique duas vezes em cada dimensão para alterar os valores com os valores como mostrado na figura a seguir: clique na bandeira concluir no canto superior esquerdo da tela quando você tiver terminado 118
  • 119. Clique sobre o desenho e botão direito do mouse clique em INSERT → DESIGN FEATURE → EXTRUDE Extrudir este esboço em direção a Z por 60 polegadas e criar um buraco com um diâmetro de 4 polegadas e uma altura de 30 polegadas no ponto (0, 35, 0) do WCS A Figura final é mostrada abaixo. Salve e feche o arquivo. 119
  • 120. 6.2.2 Modelar um rotor lower caixa criar um novo arquivo e salve-o como Impeller_lower-casing.prt clique em INSERT → SKETCH Set o avião esboçando como o plano de XC-YC certifique-se de que a janela perfil é mostrando e traçar a curva seguinte clique em INSERT → ponto criar um ponto na origem (0, 0, 0) e clique em OK, clique em Cancelar para sair da janela Construtor de ponto seguinte, nós irá restringir a curva. Clique no ícone de restrições de Linha 1 Curva 2 curva 1 Linha 2 120
  • 121. Selecione o ponto de origem e clique no ícone do fixo fazer todas as linhas de curva e curva juntas tangente e aplicar as restrições dimensionais conforme a figura abaixo: selecionar todas as dimensões. Clique direito e ocultar a dimensões escolha EDIT → TRANSFORM clique no botão 'Filtro de tipo', clique em curva e pressione OK selecionar todas as curvas e clique em OK na janela de transformação. TRANSLATE e CÕPIA-lo na direção Y negativa por 0,5 polegada 121
  • 122. Não aperte OK novamente caso contrário aumenta a distância. Em seguida, juntar os pontos finais das duas extremidades usando as curvas básicas para completar o desenho o desenho está pronto . Clique em sobre o concluir bandeira clique em INSERT → DESIGN FEATURE → GIRAM clique sobre o desenho. Você pode ver que 10 curvas tem seleccionadas 122
  • 123. Na caixa de diálogo eixo, no vetor especificar opção escolher a opção X-direction in the point de especificar positiva, digite as coordenadas (0, 0, 0) para a curva gira em torno de origem manter o ângulo de iniciar como 0 e digite 180 como valor para o end ângulo clique em OK O sólido é visto como abaixo. Agora, vamos criar bordas. Clique em INSERT → SKETCH Set o avião esboçando como o plano de XC-YC escolha EDIT → TRANSFORM clique no botão tipo de filtro e clique em Selecionar curva a curva exterior conforme mostrado no exemplo a seguir a figura não se esqueça de selecionar todas as quatro partes da curva de traduzir esta curva na direção Y por ' 0 ' polegadas. Isto irá criar uma curva no topo da curva original. Clique sobre a bandeira de concluir 123
  • 124. Escolha EDIT → TRANSFORM clique no botão tipo de filtro e clique em traduzir curva a curva inferior na direção Y por-1,5 polegadas. Este é o mesmo que traduzi-lo em direção a Y negativa por 1,5 polegadas este formarão uma curva fora o revestimento. Utilizando linhas retas de curvas básico, se associar esta curva com o interior curva do invólucro irá formar uma curva de cadeia fechado como mostrado. CLIQUE EM INSERT → DESIGN FEATURE → EXTRUSÃO 124
  • 125. Selecione a curva que você acabou de criar e a curva que você criou o segundo esboço e as duas linhas no final que conexão-los para seleccionar a curva que você criou no Sketch segundo, apenas tomar seu mouse sobre a curva e esperar por um tempo até que você veja três quadrados como este. Clique esquerdo e você verá uma caixa de diálogo pop- up, que irá fornecer-lhe as opções de que curva para selecionar como mostrados selecionar a curva recém- criado no segundo esboço extrusão esta peça em direção a Z negativa por 0,5 polegadas que o sólido final será visto como segue. Agora, nós usaremos a opção Mirror para criar uma borda do outro lado. Escolha EDIT → TRANSFORM 125
  • 126. Selecione a borda sólida como mostrado. Para isso, você terá que alterar o filtro na caixa de diálogo para Solid Body Escolha MIRROR através um plano em aviões principal. clique no ícone Y como mostrado e clique em OK selecione COPY clique em Cancelar A extremidade será espelhada para o outro lado como mostrado abaixo. Vamos criar uma borda na abertura menor do invólucro conforme . 126
  • 127. Para evitar confusão, irá alterar a cor do sólido. Clique com o botão direito sobre o sólido no parte de navegação e escolha EDIT DISPLAY on the Editar objeto janela de visualização, clique na caixa próxima a cor e escolha uma cor. Em seguida, clique em OK agora criar outro desenho para desenhar uma linha paralela à linha conforme mostrado na figura. Lembrar como nós anteriormente criar uma cópia da linha com Delta como '0' antes de criar o linha paralelo. Clique em concluir Flag criar outro desenho no plano de XC- YC clique em EDIT → TRANSFORM copiar da borda reta sobre a extremidade mais larga do invólucro você apenas criado no desenho anterior por uma distância de 0,5 polegadas nos X-direção uso básico curvas para juntar estas duas linhas e formar um retângulo clique na bandeira concluir 127
  • 128. Clique em INSERT → DESIGN FEATURE → revolução GIRAM esse retângulo na direção X positivo relativo para a origem, assim como para o revestimento. O ângulo de final deve ser 180 que isto irá formar a borda como mostrado abaixo. Tornar a cor de um objeto inteiro 128
  • 129. O revestimento inferior está concluído. Salve o modelo. 6.2.3 Modelar um rotor, criar um novo arquivo e salvá-lo como Impeller_impeller.prt clique em INSERT → SKETCH Set o avião esboçando como o plano de XC-YC clique em INSERT → ponto criar dois pontos, um a origem (0, 0, 0) e um (11. 75, 6, 0) clique no ícone do arco no lado da barra de ferramentas e clique sobre o arco pelo centro e pontos de extremidade ícone na barra de ferramentas pop-up, clique sobre o ponto na origem e criar um arco com um raio de 1,5 semelhante ao mostrado na figura abaixo 129
  • 130. Clique no ponto (11. 75, 6, 0) e criar um arco com um raio de 0. 5 clique sobre o arco por 3 pontos ícone na barra de ferramentas pop-up selecionar os pontos de extremidade superiores de dois arcos recém-criado e clique em algum lugar entre para criar outro arco que conecta-los. O mesmo para o fundo pontos de extremidade clique sobre o ícone de restrições na barra lateral e certifique-se de que todos os arcos são tangente a um outro em seus pontos de extremidade clique sobre o ponto na origem e clique no ícone fixa que o desenho deve ser semelhante ao seguinte. Em seguida, clique no ícone de dimensões deduzidos dê as dimensões de raio para cada arco. Edite dimensões para que os dois arcos no final são 0,5 e 1,5 polegadas e os dois arcos meio são 18 e 15 polegadas como mostra a figura abaixo: 130
  • 131. Selecione a porta paralela dimensionamento opção do menu drop-down dimensões criar uma dimensão dando a distância entre o ponto de origem e o outro ponto e Editarar a distância a ser polegadas 13,19 clique sobre o término bandeira agora o desenho está pronto como mostrado abaixo. Agora vamos modele um cone. Escolha INSERT → DESIGN FEATURE → CONE selecionar DIÂMETROS, HEIGHT selecionar o ícone do eixo –XC Enter as seguintes dimensões da base de diâmetro = 15 polegadas diâmetro superior = 8 polegadas de altura = 16,25 polegadas no Construtor de ponto, introduzir as coordenadas (14, 0, 0) O cone será visto como mostrado abaixo . 131
  • 132. Extrusão a curva em Z - direção por 13 polegadas, que o modelo será o seguinte. Operações de recurso de uso unir a lâmina e o cone agora vamos criar cinco instâncias desta lâmina para fazer as pás do rotor. Clique em INSERT → COPY ASSOCIATIVA → instância recurso selecionar CIRCULAR ARRAY selecionar EXTRUDADOS para o número, tipo em 5 e para o ângulo, digite 72. Clique em OK Selecionar ponto, direção 132
  • 133. Selecione a direção do eixo X para o vetor de especificar e da origem para o especificar Point clique Sim O modelo será visto como segue. Agora vamos crie dois furos no cone de eixo e o pino de bloqueio. Observe que esses buracos também podem ser criados pela opção de buraco. Subtrair um cilindro com um diâmetro de 4 polegadas e uma altura de 16 polegadas do lado do cone com o diâmetro maior como mostrado subtrair outra garrafa com um diâmetro de 0,275 polegadas e uma altura de 0,25 polegadas do lado do cone com o diâmetro menor que o modelo final será algo como o seguinte. Salve seu trabalho . 133
  • 134. 6,3 EXERCISES exercício 1 - modelo uma caixa alta de rotor: como um exercício, o revestimento superior do rotor de modelo, como mostrado abaixo. As dimensões do invólucro superior são as mesmas da caixa inferior, que é descrita no exercício anterior em detalhe. As dimensões para o manhole devem ser tal que pás do rotor podem ser vistos e uma mão pode caber dentro para limpar o rotor. EXERCÍCIO 2 - MODELAGEM UMA CAVIDADE DIE: modelo a parte seguinte a ser usado para o módulo de produção do capítulo 9. Crie um novo arquivo 'Die_cavity.prt' com unidades em mm não em polegadas. Criar um bloco retangular de 150, 100, 40 ao longo de X, Y e Z, respectivamente, com o valor de construção de ponto (-75, -50 -75) sobre XC, YC e ZC. Criar e unir outro bloco sobre o primeiro com 100, 80 e 40 ao longo de X, Y e z. e centralmente localizado para o bloco anterior. Criar um esboço como mostrado abaixo incluindo a curva de spline e adicionar uma linha de eixo. Linhas pontilhadas são linhas de referência. Enquanto esboç, criá-los curvas como normal. Em seguida, clique com o botão direito nas curvas e alterar propriedade do vídeo em fantasma linhas (dot tracejada) linhas. Dar a todas as restrições e dimensões conforme mostrado na figura abaixo . 134
  • 135. Giram as curvas sobre o eixo tracejada como mostrado acima e subtrair o corte com ângulo de início e fim ângulo como -40 e 45. Subtraia um bloco de 70, 50 e 30 para criar uma enorme cavidade no centro. Crie e Unite 4 cilindros nos cantos interiores da cavidade com 20 polegadas de diâmetro e altura de 15 polegadas. Adicione borda combina nos cantos conforme o modelo final abaixo. Manter o valor de mistura como 10 raios para bordas externas e raios de 5 mm para as arestas interiores. 135
  • 136. 136
  • 137. Capítulo 7-FREEFORM FEATURE no presente capítulo, você aprenderá como criar modelos de forma livres em NX5. Até este ponto, você aprendeu diferentes maneiras de criar modelos usando recursos de formulário ou esboç. Freeform é geralmente sob a forma de superfícies, nomeadamente a superfície de B. Devido a suas técnicas de construção e design de aplicativos, essas superfícies são geralmente estilísticas. Alguns recursos livres são mostradas abaixo. Para criar recursos de forma livres, você deve usar ou definir pontos, curvas, bordas de folhas ou sólidos, rostos de folhas, sólidos ou outros objetos. Os tópicos a seguir abrangem alguns dos métodos que você pode usar para criar recursos de forma livres. 7. 1 OVERVIEW 7.1.1 criando recursos de forma livre de pontos no caso onde a geometria que você está construindo inclui apenas pontos, você pode ser capaz de usar uma dessas três opções para construir o recurso desde os pontos de determinado. 137
  • 138. Clique em INSERT → • superfícies de ponto Cloud - se você tiver espalhadas pontos. • Através de pontos - se definidos pontos formam uma matriz retangular, passando por elas. • De poloneses - se definidos pontos formam uma matriz retangular tangente às linhas passando através deles. 7.1.2 Criando recursos de forma livre de seqüências de caracteres de secção se construção geometria contém seqüências de caracteres de ligado objetos (curvas, faces e bordas), você pode ser capaz de usar uma destas duas opções para criar o recurso. Clique em INSERT → malhagens • superfície ruled – usado se duas s eqüências são mais ou menos paralelas. 138
  • 139. • Através de curvas – usado se as seqüências de três ou mais são mais ou menos paralelas. Se construção geometria contém uma ou mais strings (curvas, faces, arestas) que são aproximadamente paralelos uns aos outros e um ou mais seqüências de seção que são aproximadamente perpendiculares ao primeiro conjunto de curvas, você pode ser capaz de usar uma das seguintes opções para criar o recurso. • Através da curva engranzamento – usado se pelo menos quatro seção seqüências de caracteres existe com, pelo menos, duas seqüências de caracteres em cada direção. Se as duas seções são perpendiculares e escolha INSERT → SWEEP • swept – usado se pelo menos duas seqüências de seção são aproximadamente perpendiculares. 139
  • 140. 7.1.3 Criando recursos de forma livre de faces Se a geometria de construção contém uma folha ou rosto, você poderá usar um dos seguintes três opções para ComCompilação o recurso. Clique em INSERT → deslocamento/SCALE • Offset Surface - se você tem um rosto para compensar. Clique no ícone da barra de ferramentas de superfície para extensão • extensão - se você tem um rosto e bordas, curvas de Borda ou curvas no rosto. 7,2 FREEFORM FEATURE Modelagem vamos fazer algumas freeform modelagem em pontos estruturados, uma nuvem de ponto, curvas e rostos. Pontos estruturados são um conjunto de definido linhas ponto e colunas. Uma nuvem de ponto tem um conjunto de pontos dispersas que formam uma nuvem. 7.2.1 Modelagem com pontos NX5 abrir e abra o arquivo freeform_thrupoints.prt com o botão direito em barras de ferramentas e certifique-se de barra de ferramentas de superfície é verificado você verá sete linhas com muitos pontos. 140
  • 141. Escolha INSERT → → superfícies por pontos ou clique no ícone na barra de ferramentas a caixa de diálogo irá aparecer como mostrado no lado direito. Tipo de patch, selecione MULTIPLE for fechado junto, selecione nenhum grau de linha e coluna superior, digite 3. Clique em OK A próxima caixa de diálogo será conforme mostrado. Clique em cadeia FROM ALL 141
  • 142. Selecione o ponto de partida de topo e fundo final de ponto da esquerda mais linha conforme a seguinte figura A primeira linha de pontos será realçada. Repita o mesmo procedimento para selecionar as quatro primeiras seqüências de pontos. Depois disso, uma janela deve aparecer perguntando se todos os pontos são especificados ou se você desejar especificar outra linha. 142
  • 143. Selecione especificar outra linha até que todas as linhas são especificadas Quando todas as linhas são especificadas, escolha todos os pontos de dado clique Cancelar sobre os pontos through the Click no ícone Shaded você vai ver a superfície como mostrado abaixo. Salve esses arquivos. 7.2.2 Modelagem com uma nuvem de ponto de abrir o arquivo chamado freeform_cloud.prt a nuvem ponto será visto como segue . 143
  • 144. Não escolha INSERT → → superfícies da ponto CLOUD ou clique sobre este ícone nenhuma barra de ferramentas a seguinte caixa de diálogo será exibida. Na parte inferior da janela, você pode ver a opção Confirmar ao aplicar. Esta opção permite que você exibir e analisar o recurso antes de criá-lo . 144
  • 145. Verifique se a caixa de confirmação ao aplicar é desmarcado selecionar todos os pontos na tela arrastando um retângulo em torno deles depois que você tiver selecionado os pontos, a tela será algo como o seguinte. Na janela, escolha WCS para o sistema de coordenadas. Combina com o sistema de coordenadas de nuvem ponto com o sistema original sob o limite, escolha caixa de mínimos. Este é o limite para a nuvem de ponto de manter o padrão valores para U e V grau como 3 Clique em OK, clique no ícone Shaded para ver o modelo como um sólido que a folha na final será algo como o seguinte. Mais uma vez, salvar esses arquivos . 145
  • 146. 7.2.3 Modelagem com curvas de abrir o arquivo chamado freeform_thrucurves_parameter.prt As curvas serão vistas como segue. Escolha INSERT → → malhagens superfície por curvas ou clique sobre este ícone na barra de ferramentas 146
  • 147. A caixa de diálogo a seguir será vista. Selecione a primeira cadeia de seção conforme mostrado. Certifique-se de selecionar em algum lugar no lado esquerdo do arco. Um vetor de direção exibe no final da Cadeia de caracteres. Clique no botão do meio do mouse MB2 Clique na próxima curva semelhante ao primeiro e clique no botão do meio do mouse MB2. Você pode ver uma superfície gerada entre as duas curvas, como mostrado na figura a repetir o mesmo procedimento para selecionar as seqüências de caracteres restantes. Lembre-se de clicar MB2 após selecionar cada curva. 147
  • 148. Na caixa de diálogo alinhamento e superfície de saída, escolha o seguinte: para o tipo de patch, escolha individual para alinhamento, Escolha PARAMETER para construção, escolha simples quando o simples opção estiver ativada, o sistema tenta construir o mais simples possível de superfície e minimizar o número de patches. Clique em OK se você não é capaz de ver a superfície, em seguida, clique no ícone de sombra na barra de ferramentas a superfície curva seguinte será gerado. Mais uma vez, salve o arquivo. 148
  • 149. 7.2.4 Modelagem com curvas e rostos Abra o arquivo chamado freeform_thrucurves_faces.prt A curva e rostos serão vistos como segue. Escolha que INSERT → → malhagens superfície por curvas selecionar a borda esquerda do topo plano conforme mostrado abaixo e clique MB2 agora marque a caixa de MB2 in the diálogo Configurações de borda e clique em meio, claro a caixa de seleção preservar forma você obteria a seguinte forma exibida na tela. Certifique-se de que todas as setas estão apontando para a mesma direção. Caso contrário, clique em ' Cancelar ' e selecione novamente as seqüências de caracteres. Na caixa de diálogo alinhamento escolha parâmetro na continuidade do diálogo caixa Selecione G2 (curvatura) opção e selecione as duas faces do topo plano conforme 149
  • 150. Clique em APPLY Now selecione o meio borda e clique em Selecionar MB2 a borda inferior de avião e clique em MB2 clique MB2 para terminar a seleção de curva alterar a opção de G2 (curvatura) na caixa de diálogo Selecionar continuidade as três faces do menor superfície como mostrado em clique em MB2 face para primeira seção 150
  • 151. Selecione o rosto que você acabou de criar para a restrição de continuidade para primeira seção como mostrado acima clique em APPLY e, em seguida, clique em Cancelar A curva final será vista como mostrado abaixo. Não salve os arquivos. 7. 3 Exercício - modelo de um modelo de MOUSE um computador mouse semelhante ao mostrado abaixo ou use a sua imaginação para modelar um mouse diferente. Como uma dica, criar algumas curvas de limite em planos diferentes e usá-los para formar as superfícies livres. Use estas Colcha superfícies para criar o sólido. Adicionar e subtrair blocos e almofadas para anexar os acessórios como botões. 151
  • 152. CAPÍTULO 8-ASSEMBLY MODELAGEM Este capítulo apresenta o assembly de modelagem. Todos os dias, nós vemos muitos exemplos de componentes que são montados juntos em um modelo, como computadores, carros e bicicletas. Todas essas produtos foram criados através da concepção e fabricação de peças individuais e, em seguida, ajustando-os juntos. Os designers que criá-los tem que planejar cuidadosamente cada parte para que todos eles se encaixam perfeitamente em ordem para executar uma função. Neste capítulo, você estará aprendendo dois tipos de abordagens utilizadas na montagem de modelagem. Nós irão praticar assembly usando um rotor como um exemplo de modelagem. Algumas partes desses assemblies já tem sido modeladas em capítulos anteriores. 8. 1 RESUMO NX5 assembly é um arquivo de parte que contém as partes individuais. Eles são adicionados ao arquivo parte de tal forma que as peças são vinculados à parte original e virtuais no assembly. Este elimina a necessidade de criação de espaço de memória separado para as partes individuais no computador. Todas as peças são selecionáveis e podem ser usadas no processo de design para obter informações e acasalamento para garantir um perfeito ajuste como pretendido pelos designers. A figura a seguir é um esquema, que mostra como os componentes são adicionados para fazer um assembly. 8,2 TERMINOLOGIAS Montagem um assembly é uma coleção de ponteiros para partes da peça e/ou subconjuntos. Um assembly é um arquivo de parte, que contém objetos de componente. Componente objeto A componente objeto é a entidade que contém e vincula o ponteiro do assembly voltar para a parte do componente principal. Parte A componente componente é um arquivo de parte apontado por um objeto componente dentro de um assembly. O geometria real é armazenada no componente e é referenciada, não copiados pelo assembly. 152
  • 153. 8,3 ASSEMBLY MODELS são duas maneiras básicas de criação de qualquer modelo de assembly. • Top - down • abordagem bottom - up abordagem 8.3.1 Top-down abordagem o arquivo de parte do assembly é criado pela primeira vez e componentes são criados nesse arquivo. Em seguida, peças individuais são modeladas. Esse tipo de modelagem é útil em um novo design. 153
  • 154. 8.3.2 BOTTOM-UP APROXIMAR o componente de partes são criados pela primeira vez na forma tradicional e, em seguida, adicionados ao arquivo de parte assembly. Essa técnica é particularmente útil, quando parte arquivos já existem desde os projetos anteriores e podem ser reutilizados. 8.3.3 Mixagem e correspondência você podem combinar essas duas abordagens, quando necessário, para adicionar flexibilidade para as suas necessidades de design assembly. 8. 4 Condições de MATING ao componente objetos são adicionados ao arquivo de parte do assembly, cada objeto componente é acoplado com os objetos correspondentes. Colocando o acasalamento de condições sobre os componentes de um assembly, você estabelecer relacionamentos posicionais ou restrições, entre esses componentes. Estes relacionamentos são denominados restrições de acasalamento. Uma condição de acasalamento é composta de uma ou mais restrições de acasalamento. Há restrições de acasalamento oito como mostrado abaixo. • Companheiro – Planar objetos selecionados acasalar se torne coplanar e a direção dos normals será frente a uns aos outros. 154
  • 155. • Alinhar-Planar objetos selecionados para alinhar será coplanares mas os normals aos aviões irão apontar no mesmo sentido. Centerlines de objetos cilíndricos vão estar na linha de uns com os outros. • Ângulo – isto corrige um ângulo constante entre as entidades de dois objeto escolhidos sobre os componentes para montagem. • Paralelo – objetos selecionados serão paralelos uns aos outros. • Perpendicular – objetos selecionados serão perpendiculares entre si. • Centro – objetos será centralizado entre outros objetos, ou seja de localizar um cilindro ao longo de um slot e centralização do cilindro no slot. • Distância – Isto estabelece um + valor de distância (deslocamento) entre dois objetos • Tangent – isso estabelece uma relação tangente entre dois objetos, um dos quais tem de ser curvado, como uma superfície de forma livre, um círculo, uma esfera ou um cilindro. Caixa de diálogo Mating condições é mostrada à direita. 155
  • 156. 8,5 Rotor de ASSEMBLY que vai montar os objetos de componente do rotor. Todos os arquivos de parte serão fornecidos a você. Criar um novo arquivo e salve-o como Impeller_assembly.prt escolha APPLICATION → modelagem clique em APPLICATION novamente e verifique se há uma marca de seleção próxima a montagens. Se não, clique sobre ela que uma nova barra de ferramentas aparecerá na tela como mostrado abaixo. Clique em montagens no menu bar irá ser principalmente usando a opção de componentes, que inclui: • ADD COMPONENT-adicionar novos objetos de componentes cujos arquivos parte já estão presentes 156
  • 157. • REPOSICIONAR elementos – reposicione componente objetos • MATE COMPONENT-mate ou alinhar os objetos de component escolher montagens → componentes → ADD COMPONENT A seguinte caixa de diálogo pop-up. Você pode selecionar os arquivos de parte as existentes, ou então você pode carregar os arquivos de parte usando as opções de arquivo aberto na caixa de diálogo. Isso carregará o arquivo parte selecionada na caixa de diálogo partes carregado. Clique no arquivo Impeller_upper-casing.prt manter inalterada de caixa de diálogo de opções na colocação. 157
  • 158. Você vai ver o objeto na tela da seguinte forma: agora vamos adicionar o segundo componente, o revestimento inferior. Clique em montagens → componentes → ADD elemento Selecionar o arquivo Impeller_lower-casing.prt in the POISTIONING diálogo caixa Alterar a opção de MATE escolher aplicar isto irá mostrar-lhe o componente adicionado em uma janela de COMPONENT PREVIEW. Agora vamos companheiro superior e inferior maiúsculas de minúsculas. A seguinte caixa de diálogo será exibida. Aqui você pode ver os diferentes tipos Mating, que foi explicado na seção 8. 4. Agora vamos dar a restrição de mate. Verifique se que o ícone de mate é selecionado na janela 158
  • 159. Primeiro, selecione o rosto que aponta para a seta na janela de visualização do componente conforme mostrado abaixo na figura certa figura abaixo clique no rosto da caixa alta na tela principal, conforme mostrado na figura à direita. Você pode ter que girar a figura para selecionar o rosto agora vamos dar a segunda restrição. Clique no ícone do centro de nJanela Mating Conditions primeiro selecione o rosto sobre o revestimento mais baixo na janela de visualização do componente conforme mostrado na figura à esquerda selecionar o rosto sobre o revestimento superior na tela principal, conforme mostrado na figura a direita 159
  • 160. Vamos dar uma restrição mais para corrigir os graus de liberdade para o revestimento inferior. Clique no ícone Alinhar na janela Mating Conditions selecione duas superfícies, primeiro na caixa inferior e, em seguida, sobre o revestimento superior, conforme mostrado na figura a seguir clique em aplicar e em seguida OK os dois componentes montados serão vistos como mostrado na figura abaixo. 160
  • 161. O revestimento inferior é restrito ao revestimento superior. Agora vamos adicione o rotor. Escolha montagens → componentes → ADD COMPONENT Abra o arquivo Impeller_impeller.prt clique em OK na caixa de diálogo aplicará a restrição à distância. Clique no ícone à distância na janela Mating Conditions selecione as duas faces, pela primeira vez sobre o rotor e, em seguida, o revestimento, como mostra a figura abaixo in the Expression de offset caixa na janela Mating Conditions, digite um valor de -3 161
  • 162. Na janela Mating Conditions, clique em Visualizar A visualização irá mostrar o rotor orientado no sentido oposto ao que queremos. Na janela Mating Conditions, clique com botão direito sobre a restrição à distância que demos escolher ALTERNATE SOLUTION OR clique sobre este ícone perto as etapas de seleção no Dialog Box agora o rotor vai ser orientado na direção certa. Agora vamos aplicar a restrição do centro para o modelo. 162
  • 163. Clique no ícone do centro de selecionar duas superfícies, pela primeira vez sobre o rotor e, em seguida, o revestimento, como mostra a figura, clique em APPLY e, em seguida, OK salvar o arquivo do assembly. Agora adicionaremos o eixo. Clique em montagens → componentes → ADD COMPONENT abrir o arquivo Impeller_shaft.prt clique em OK na caixa de diálogo escolher o ícone da Central de selecionar duas superfícies, pela primeira vez sobre o eixo na janela de visualização e, em seguida, o rotor na tela principal como mostrado nas figuras abaixo 163
  • 164. Escolha a restrição de mate primeiro, selecione o rosto do eixo e, em seguida, selecione a face inferior do buraco no rotor como mostrado. Escolha APPLY e clique em OK, O assembly será agora semelhante a figura abaixo . 164
  • 165. Clique em montagens → componentes → ADD COMPONENT abrir o arquivo Impeller_hexa-bolt.prt escolher o centro de restrição primeiro, selecione a segmentação cilíndrica externa no parafuso e, em seguida, selecione a superfície interna do buraco sobre o revestimento superior como show nas figuras abaixo . 165
  • 166. Agora escolha a restrição de mate selecionar o apartamento enfrentam o parafuso e a face de costela do invólucro superior como mostrado clique em APPLY e em seguida OK O assembly é mostrado abaixo. Repita o mesmo procedimento que antes para adicionar o arquivo de parte Impeller_washer.prt escolher a restrição de centro de selecionar a face interior da máquina de lavar e a segmentação cilíndricos no parafuso conforme 166
  • 167. Escolha a restrição de mate selecionar a face plana da máquina de lavar e, em seguida, o rosto de costela do invólucro inferior como mostrado clique em APPLY e, em seguida, OK A assembleia é mostrado abaixo. 167
  • 168. Adicione o arquivo de parte Impeller_hexa-nut.prt escolher a restrição de centro primeiro selecione face cilíndrica interior da porca e, em seguida, a superfície cilíndrica exterior do lavador como mostrado escolher a restrição de mate primeiro selecione a face plana sobre a porca e, em seguida, o rosto na máquina de lavar conforme mostrado. Clique em APPLY e em seguida OK O assembly agora vai olhar como mostrado nas figuras abaixo. 168
  • 169. Repita o mesmo procedimento para adicionar parafusos, arruelas e porcas para todos os buracos na invólucro. Este conclui o assembly do rotor, há uma maneira simples de montar o parafuso, máquina de lavar e conjunto de noz. Em vez de adicionar as três partes individualmente, você pode montar esses componentes separadamente em outro arquivo. Este será um subconjunto. Você pode inserir esta submontagem e mate-lo com o assembly principal. A montagem final será algo como o mostrado abaixo. Salve o modelo. 8,6 EXPLODIDA VIEW do rotor ASSEMBLY Nesta seção, vamos criar uma vista explodida da Assembléia para mostrar uma boa imagem das partes envolvidas no produto. Naprática industrial de hoje, estes tipos de pontos de vista são muito úteis sobre o chão de fábrica de montagem para ter uma boa idéia de qual item corrige onde. O usuário deve compreender que a explodir um assembly não significa realocação dos componentes, mas apenas 169
  • 170. exibindo os modelos em uma forma de desmontado e organizados. Você pode 'Unexplode' a exibição a qualquer momento que você deseja recuperar o modo de exibição original do assembly. Vamos explodir na Assembleia de rotor. Escolha montagens → EXPLODIDA VIEWS → nova explosão isto irá aparecer uma caixa de diálogo solicitando o nome da explosão de exibição a ser criado. Você pode deixar nome como o nome padrão e selecione OK agora o ambiente UG é em ambiente de exibição Exploding apesar de você não encontrar qualquer diferença. Quando nós começamos explodindo alguns assembly, nós deve decidir um componente para manter a posição de referência. Este componente não deve ser movido da sua posição original. Neste caso, o rotor é a opção certa. Right Click sobre o revestimento superior e escolha EDIT explosão explosão de editar a janela pop-up junto com um sistema de coordenadas no componente. Clique sobre o eixo Z; segure o mouse e arraste para cima até a leitura em mostra a distância 20 como mostrado na seguinte figura escolher OK direito clique em caixa baixa e escolha EDIT explosão 170
  • 171. Novamente, isso irá aparecer uma janela de diálogo para editar explosão e um sistema de coordenadas sobre o componente. Estale sobre a Z; mantenha o mouse e arraste para baixo até que a leitura na distância mostra -20 como mostrado na figura a seguir. Escolha OK clique no eixo e escolha EDIT explosão. Desta vez clique no eixo X; mantenha pressionado o botão e arraste para o lado direito até a leitura nas mostras distância -25 conforme mostrado no seguinte figura escolha OK 171
  • 172. Selecione todos os seis parafusos hexagonais no assembly clicando sobre eles clique em uma delas e escolha EDIT explosão este tempo estalesobre a Z; mantenha o botão pressionado e arraste para cima até que a leitura na distância mostra 25 como mostrado na figura a seguir. Isto moverá todos os seis parafusos juntos para a mesma distância. Escolha OK 172
  • 173. Da mesma forma, selecione todas as porcas sextavadas seis juntos e movê-los para baixo para um valor de -30 e as seis anilhas à distância de -25. Esta é a vista explodida do assembly. O a seguir estão as fotos da vista explodida final. Você pode girar e ver como ele se parece. Ele pretende unexplode qualquer componente específico, direita clique no componente e escolha UNEXPLODE. Se você quiser unexplode todos os componentes, escolher montagens → EXPLODIDA VIEWS → UNEXPLODE elemento Selecionar todos os componentes e escolher OK. 173
  • 174. 8,7 Exercício de - ARBOR imprensa montagem neste tutorial, vamos ter modelado várias partes, alguns dos quais são componentes de imprensa arbor, que é mostrado abaixo. Monte a imprensa arbor usando os componentes que você ter modelado com aqueles que são fornecidos para que você não têm modelado antes. Uma lista completa de peças que pressionar o arbor consiste em assembly inclui: Allen Bolt Allen Nut • base círculo base • • end clip • Manuseie • Hexagonal Bolt L-bar pino • Pinion • Pinion identificador Plate Rack • • manga todos estas peças são fornecidas em uma pasta que pode ser acessada juntamente com este tutorial o mesmo endereço de internet. 174
  • 175. CAPÍTULO 9 Construção que discutimos no capítulo 1, sobre o processo de realização do produto, os modelos e desenhos criados pelo designer tem que passar por outros processos para chegar ao produto acabado. Esta sendo a essência da integração CAD/CAM, a técnica mais amplamente e comumente usada é para gerar códigos de programa para máquinas CNC mill a parte. Este desenvolvimento tecnológico reduz a quantidade de intervenção humana na criação de códigos de CNC. Isso também facilita os designers para criar sistemas complexos. Neste capítulo, abordaremos o módulo de manufatura de - NX5 para gerar códigos de CNC para centros de usinagem vertical 3-Axis. O módulo de manufatura permite programar e fazer alguns pós-processamento de perfuração, fresagem, transformando e caminhos de ferramenta de fio de corte edm. 9.1 GETTING STARTED WITH MANUFACTURING MODULE Algumas etapas preparatórias precisam ser executadas em cada modelo CAD antes de movê-lo para o ambiente de CAM. Ao longo deste capítulo, nós vamos trabalhar com um dos modelos que foram dadas pelos problemas de exercício. Para uma mudança, todas as unidades são seguidas em milímetros neste modelo e produção do componente. Antes de começar, seria útil se você pode entrar em uma função de CAM Express. Para fazer isso, vá ao menu de funções na barra de recursos e clique na guia a indústria específica. Um drop-down menu irá aparecer em que a função de CAM Express pode ser vista como mostrado na Figura . 175
  • 176. 9.1.1 A criação de um em branco após concluir a modelagem, você deve decidir sobre a forma de matérias-primas e tamanho que precisa ser carregado na máquina para usinagem real. Estes dados têm de ser introduzidas no NX5. Isto pode ser conseguido de duas maneiras. O primeiro método é criar ou importar o modelo de matérias-primas como um sólido separado no mesmo arquivo e atribuir que sólido como o espaço em branco. É um método de segunda, permitindo que o software decidir as dimensões extremas da parte concebida e alguns valores de deslocamento se quisesse. O método posterior permite que uma maneira rápida de atribuir os detalhes de tamanho cru, mas ele só pode ser usado para as formas prismáticas. Abra o arquivo 'Die_cavity.prt' o problema de exercício no capítulo 6 Clique em START → modelagem de criar um bloco com as seguintes dimensões e posicionamento. Comprimento = 150 mm largura = 100 milímetros de altura = usando o ícone de ponto de Construtor localizado na barra de ferramentas, como mostrado a 80 mm: posição do bloco no ponto (-75, -50 -75). 176
  • 177. Este bloco inclui a parte de design inteiro assim que vamos mudar as propriedades de exibição do bloco. Clique no ícone Editar em OBJECT na barra de ferramentas conforme mostrado. Dois recursos, rotulados como bloco, aparecem no menu de QUICKPICK, um para a parte de design e outro para o bloco. Mover o mouse sobre os rótulos para ver qual deles representa o bloco de selecionar o bloco que você criou, clique em OK quando a janela aparece, alterar a cor de exibição e alterar o Translucency 50 then clique OK ocultar o bloco recém-criado pelo botão direito sobre o bloco no navegador de parte. Isso vai fazer o bloco bruto desaparecer do ambiente. Sempre que você deseja exibir ou trabalhar com este sólido, inverta os espaços em branco. Isto é feito pressionando <ctrl>+ <shift>+ B. </shift></ctrl> 9.1.2 Definindo usinagem ambiente agora definimos para entrar no módulo de produção. Selecione Iniciar → construção uma janela pop-up pedindo a configuração do ambiente de usinagem. Existem muitas diferentes sessões de CAM personalizados disponíveis para diferentes operações de usinagem. Aqui, nós só estamos interessados na operação de moedura. 177
  • 178. Para configuração de sessão de CAM, selecione cam_general e para a instalação de CAM, selecione mill_contour. Esta janela aparece quando você inicia a fabricação aplicativo clique em inicializar] 9.1.3 operação navegador assim que você entrar no ambiente de produção, você irá notar muitas mudanças na tela principal, como novos ícones que são exibidos. Clique na guia operação NAVIGATOR sobre o direito de recurso da barra do navegador operação dá informações sobre os programas criados e correspondente sobre os cortadores, métodos e estratégias. 178
  • 179. lista de programas pode ser exibida em diferentes listas categóricas. Há quatro maneiras de visualizar a lista de programas no navegador de operação. Os quatro modos são programa para exibição, máquinas vista, geometria e exibição de usinagem Método. Se você deseja exibir a lista de programas em ferramentas de cúteres diferentes, você pode fazê-lo clicando no ícone especial no topo da barra de ferramentas. 9.1.4 Sistema de coordenadas (MCS) clique no ícone Geomátrico exibir na barra de ferramentas para iniciar a instalação para a programação de janela com o navegador de operação da máquina, clique duas vezes em MCS_MILL uma janela pop-up permitirá que você defina o MCS no entanto, você deseja. NX5 por padrão utiliza as WCS originais como o MCS. Clique no botão exibido. Isto irá destacar as WCS padrão da parte e atribuí-lo como o MCS clique em OK para selecioná-lo como o MCS clique em OK quando tiver concluído a orientar e posicionar o MCS 179
  • 180. 9.1.5 Geometria definição clique duas vezes em peça no navegador de operação. Se você não vê-lo, clique no sinal de mais próximo a MCS_MILL A janela pop-up que aparece MILL_GEOM. Isto é onde você pode atribuir a geometria, geometria em branco e geometria de seleção, se houver. Clique no ícone da parte selecionar a parte de design e clique em OK agora nós temos que selecionar o Geometry em branco. Clique no ícone em branco isso abrirá a janela de geometry em branco. Como mencionado anteriormente, há muitas maneiras para atribuir o espaço em branco. Você pode usar uma geometria sólido como o espaço em branco ou pode permitir que o software atribuir um bloco prismático com deslocamentos desejados nas direções X, Y e Z. Como nós já criou um Retangular Solid Geometry, podemos usar que como a geometria em branco. Lembre-se de que o nosso bloco está oculto. Recuperar o bloco pressionando <ctrl>+ <shift>+ B na janela Geomátrico em branco, desselecionadas Geometry botão de opção é selecionar o bloco e clique em OK trazer de volta a geometria pressionando <ctrl>+ <shift>+ B uma vez novamente clique em OK na caixa de diálogo MILL_GEOM caixa agora terminamos atribuindo a parte e geometrias em branco.</shift></ctrl></shift></ctrl> Às vezes, pode ser necessário atribuir check geometria. Essa opção é mais útil para formas mais complexas ou 5-eixos moedura operações onde os cortadores de ferramenta têm uma maior probabilidade de correndo com as luminárias. Em nosso caso, não é muito importante atribuir um Geometry Check. 180
  • 181. 9. 2 Criando operação E PARAMETER configuração 9.2.1 Criando uma nova configuração de operação A fábrica está agora pronta para trabalharmos com estratégias de programação. Há muitas estratégias diferentes envolvidos na programação e leva prática para saber qual é o mais eficiente. Aqui, as diretrizes básicas são dadas para as estratégias mais amplamente e freqüentemente usadas. O capítulo também vai abordar parâmetros importantes que devem ser definidas para os programas funcionar corretamente. Clique no ícone Criar operação na barra de ferramentas como mostrada a criar operação janela pop-up. Verifique se que o tipo de operação é mill_contour são muitos diferentes subtipos sob Mill-contorno, nomeadamente da cavidade Mill, Z-nível siga cavidade, siga Core, fixa curva de nível e assim por diante . Estes subtipos diferentes são usados para diferentes situações e perfis da parte de design. Como mencionado anteriormente, como selecionar uma estratégia para qualquer situação depende de sua experiência. Clique no ícone na parte superior esquerda como mostrado na Figura CAVITY_MILL 181
  • 182. Alterar o programa de NC_PROGRAM para PROGRAMA alterar a geometria de usar a peça O programa leva o padrão nome CAVITY_MILL clique em OK O programa parâmetros janela com CAVITY_MILL na barra de título estalará acima. Nesta janela, você pode definir todos os parâmetros para o programa. Uma breve introdução sobre cada parâmetro importante e terminologia será dada como vamos através da seqüência. 9.2.3 Ferramenta de criação e seleção de uma das decisões mais importantes a fazer é selecionar a forma correta e o tamanho da ferramenta para uso. Antes de começar com as configurações de parâmetro de ferramenta, é preciso primeiro saber sobre os tipos de ferramenta cutters. Os cortadores de ferramenta de moedura são categorizados em três formas principais de cutters. Ao selecionar um cortador, é importante tomar em consideração o tamanho, forma e perfis das peças de design. Por exemplo, se o raio do canto de um bolso é de 5 mm, o bolso deve ser terminado por um cortador com diâmetro menor ou igual a 10 mm. Caso contrário, ele vai deixar material nos cantos. Lá são outras formas especiais de cortadores disponíveis nos mercados que são fabricados para atender essa necessidade. Flat End Mill Cutters: Estes cutters tem uma ponta afiada no final o cortador conforme mostrado na figura. Esses cortadores são usados para trabalhos de acabamento de peças que têm paredes verticais plana com arestas na interseção de pisos e paredes vivas. 182
  • 183. Ball End Mill: Esses cortadores têm os raios de canto exatamente iguais a metade do diâmetro da haste. Isso faz a bola em forma de perfil no final. Esses cortadores são usados para desbaste e acabamento operações de peças ou superfícies com recursos de forma livres. Bull Nose Cutters: Estes cutters têm pequeno canto raios e são amplamente usados para desbaste e/ou semi-finishing as partes, bem como para acabamento de paredes inclinadas e cônicos. O cortador que vamos usar para este enorme volume bruto é BUEM12X1 (Bullnose End Mill com 12 de diâmetro e raio de 1 canto). No menu pop-up CAVITY_MILL clique no botão Criar novo na ferramenta, janela de clique novo com a nova ferramenta da caixa de diálogo, selecione o ícone de Mill Type em BUEM12X1 como o nome e clique em OK isso abrirá outra janela para inserir os parâmetros e dimensões de cúteres. Você também pode personalizar a lista de ferramentas que você normalmente usa e chamar os cortadores de biblioteca. Insira os valores como mostrado na figura abaixo. 183
  • 184. Clique em OK in the CAVITY_MILL menu clique na opção configurações de caminho 9.2.4 ferramenta caminho configurações existem diferentes opções em que a ferramenta pode mover. A seguir está uma descrição de cada um. Zig-zag: Esta ferramenta tem um caminho em zigue-zague em todos os níveis de profundidade. Ele economiza tempo, reduzindo o tempo de corte de ar (ociosas em execução). A subida e convencionais cortes alternativos. 184
  • 185. zig: Leva um caminho linear em apenas uma direção de fluxo. Zig com contorno: leva o caminho em uma direção ou escalada ou convencional. O única coisa é que se move ao longo da forma contorno nonlinearly. Siga periferia: Leva- o caminho de acordo com o perfil de periferia. Example, periferia da nossa parte é Retangular. Então o caminho da ferramenta será gerado tal que gradualmente corta o material de fora para dentro com o valor StepOver. Essa opção é usada principalmente para projeções e núcleos em vez de cavidades. Siga parte: Esta é a estratégia ideal onde o caminho da ferramenta é manipulado dependendo da geometria. Se houver núcleos e cavidades na parte, o computador inteligente considera-los para remover os materiais de uma forma optimizada. Isso é amplamente usado para operações de desbaste. Trochoidal: Este cortador é enorme e é usado para remover uma grande quantidade de material. O volume de material é removido por movimentos trochoidal gradual. A profundidade de corte usado será muito elevada para essa estratégia. Perfil: Leva o corte apenas junto o perfil da geometria de parte. Ele é usado para semi- acabamento ou operações de acabamento. Para este exercício, selecione o ícone siga parte no menu Soltar-para baixo padrão de corte desde que nós temos projeções e cavidades na nossa parte. 9.2.4 Etapa Over e vieiras height: passar por cima: Esta é a distância entre os passes consecutivos de moagem. Ele pode ser dada como um valor fixo ou o valor em termos de cortador de diâmetro. A etapa a cargo não deve ser maior que o diâmetro eficaz o cortador caso contrário; ele vai deixar material extra em cada nível de corte e resultar em uma operação de moagem incompleta. O valor numérico ou os valores necessários para definir o etapa-over irão variar dependendo da opção de passo-over selecionada. Essas opções incluem Constant, vieiras, ferramenta de diâmetro, etc. Por exemplo, Constant requer que você insira um valor de distância na linha subseqüente. 185
  • 186. SCALLOP ALTURA: Altura Guirlanda controla a distância entre passagens paralelas de acordo com a altura máxima de material (scallop) você especificar ficar entre passes. Isso é afetado pela definição de cúteres e a curvatura da superfície. Scallop permite que o sistema determinar a distância de StepOver baseada na altura scallop digitado. Para a etapa, selecione ferramenta de diâmetro e alterar a porcentagem de 70. 9.2.5 Profundidade por corte É o valor a ser dada entre níveis a fatia a geometria em camadas e o caminho de ferramenta cortes de acordo com a geometria em todas as camadas. O valor profundidade de corte pode variar para cada nível. Os níveis são planos horizontais paralelos ao plano XY. Se não dermos níveis de cortadas, o software irá tentar calcular fatias de toda a parte e áreas de máquina que não estão no nosso juros desnecessariamente. Altere a profundidade do global por valor de corte para ser 0,5 agora adicionaremos os intervalos de nível. Isto irá dividir a parte em níveis diferentes ao longo da Z-direção para ser usinado. Clique em CUT níveis como mostrado abaixo 186
  • 187. Isso irá aparecer uma caixa de diálogo para níveis de corte. Sobre isso há botões de seta que podem ser usado para exibir o intervalo dos diferentes níveis acima e abaixo. Não vamos ao moinho até o rosto na extremidade inferior da peça, mas até ao chão em 40 milímetros de cima. Portanto, nós deve excluir o último nível. Use cima e para baixo botões de rolagem até atingir o nível que tem uma profundidade do intervalo de 80 clique no ícone Excluir para excluir este nível… Selecionar OK após estes ajustamentos 187
  • 188. 9.2.6 Parâmetros de corte on a janela de parâmetros, clique em parâmetros de corte este aparece outra caixa de diálogo. No botão 'Estratégia', altere a ordem de corte de primeiro nível para DEPTH FIRST Alterando a ordem de cortar a ordens de profundidade primeiro o software para gerar o caminho de ferramenta que ele irá mill uma ilha completamente até à profundidade mais baixas antes de saltar para outro nível. O Depth First estratégia reduz o corte não tempo do programa devido a desnecessária se retrai e se engaja em cada profundidade de corte. Clique na guia Ações Alterar o valor da parte do mercado a 0,5 188
  • 189. Esse valor é o subsídio dado a cada lado da parte. Se você quiser dar valores diferentes para os pisos (ou os rostos horizontais e plana) desmarcar a caixa ao lado de 'Uso Floor mesmo As Side' e digite um valor diferente para parte Floor Stock. Escolha OK 9.2.7 Clique em evitar o corte não move clique na guia de evitar essa janela consiste em muitos pontos de prevenção como ponto de início, Go Home Point, etc. Destes, estamos preocupados com apenas três pontos. Eles são como segue. From Point: Este é o ponto no qual o comando de mudança de ferramenta irá realizar. O valor é normalmente 50 ou 100 mm acima do nível de Z = 0 para aumentar a segurança do trabalho quando o cortador é alterado por Changer automática de ferramenta (ATC). Clique em da ponto escolher o especificar in the construtor Point, insira as coordenadas do XC, YC e ZC (0, 0, 50) escolha escolha OK OK novamente para voltar à janela de prevenção 189
  • 190. Ponto de início: Este é o ponto no qual o programa inicia e termina. Esse valor é também 50 ou 100 mm acima do nível de Z = 0 para reforçar a segurança. É também o ponto em que o operador da máquina verifica a altura da ferramenta montada no eixo no que diz respeito ao nível de Z = 0 do trabalho. Esta Cruz verifica o deslocamento de ferramenta entrado na máquina. Clique em START POINT escolher Enter de especificar as coordenadas (0, 0, 50) o ponto Construtor Clique em OK 190
  • 191. AVIÃO DE FOLGA: Este é o plano, no qual o cortador de ferramenta vai retrair antes de passar para a próxima região ou ilha. Isso também pode ser conhecido como plano de retração. Às vezes, o plano de apuramento é considerado o plano de corte anterior. No entanto, quando a ferramenta tem que passar de uma região para outra, é necessário mover para o plano de folga antes de fazê-lo. O valor do plano de apuramento deve ser pelo menos 2 mm acima do ponto mais superior da peça bruta ou acessório ou consoante é fixo para a cama de máquina. CLIQUE NA GUIA DE TRANSFERÊNCIA/RAPID escolher plano na opção de apuramento incorpore o valor de deslocamento como 3, o plano Construtor janela clique no ícone do plano XY em direção a parte inferior da janela clique em OK duas vezes para voltar para a janela de parâmetros 9.2.8 velocidades e feeds escolher FEEDS E velocidades para inserir os parâmetros feed e velocidade 191
  • 192. Speed: Velocidade normalmente especifica o rpm do eixo (velocidade de eixo). No entanto, tecnicamente a velocidade refere-se à velocidade de corte da ferramenta (velocidade de superfície). É a velocidade linear da ponta do corte do cortador. Os parâmetros relativos que afetam essa velocidade linear são rpm do eixo e o diâmetro do cortador (eficaz de diâmetro). Digite o valor da velocidade do eixo como 4500 rpm For the Surface Speed e a alimentação por dente, você deve digitar os valores recomendados dados pelos fabricantes do cortador. Inserindo esses valores, o software irá calcular automaticamente que o corte de feed velocidade taxa e o eixo. Pode também inserir seus próprios valores para taxas de alimentação e velocidades do eixo. Feeds: Há vários feeds envolvidos em um único programa. O mais importante é o feed de corte. Este é o feed no qual, a ferramenta será em contrato com a peça de trabalho cru e realmente cortar o material fora da peça de trabalho. É a velocidade linear relativa, em que o cortador se movimenta com relação ao trabalho. Os outros feeds são opcionais. Algumas máquinas controle sistemas de uso padrão retracts e atravessar feed. Nesses casos, mesmo se você não inserir os valores de outros alimentos, não haveria qualquer problemas. Alguns sistemas de controle podem olhar para estas taxas de alimentos do programa. Ele pode ser ligeiramente inferior a taxa de alimentação no máximo da máquina. Para este exercício, insira os valores conforme a figura. Certifique-se de inserir o valor de corte como 1200 mmpm Clique em OK 192
  • 193. 9,3 PROGRAM geração e verificação 9.3.1 Gerando programa agora nós somos feitos entrando todos os parâmetros necessários para o programa de desbaste. É tempo de gerar o programa. Clique no ícone de gerar na parte inferior da janela você pode observar agora o software cortar o modelo em profundidades de cortes e criando o caminho da ferramenta em todos os níveis. Você pode encontrar sobre o modelo de ciano, azul, vermelho e amarelo linhas conforme mostrado na figura. Durante a geração, ser-lhe-á pedido com uma janela de exibição parâmetros. Desmarque a caixa junto a pausa após cada caminho depois clique em OK para ver a exibição dos níveis de corte e ferramenta caminhos após a geração é feita, clique em OK na janela de parâmetros 193
  • 194. 9.3.2 Ferramenta de visualização de caminho toda vez que você deseja exibir o caminho inteiro de ferramenta do programa, clique com botão direito sobre o programa no navegador de operação e clique em executar novamente. Ele vai dar a tela conforme a figura. Agora você pode observar que junto ao programa no navegador de operação é um ponto de exclamação amarelo em vez de uma marca vermelha. Isso significa que o programa foi gerado com êxito mas não foi post-processed. Se qualquer alteração for feita no modelo, o programa terá novamente uma marca vermelha próxima a ele. Isto implica que o programa tem que ser gerado novamente. No entanto, não é necessário alterar os parâmetros do programa. 9.3.3 Simulação de Path ferramenta é muito importante verificar os programas que você criou. Isso impede que qualquer impróprias e perigosas movimentações sendo feitas no caminho do corte. É possível que o errado serão dada parâmetros e configurações que causar danos dispendiosos para a peça de trabalho. Para evitar esses erros, NX5 e outro software de CAM fornecem caminhos de ferramenta de verificação e um cheque de goiva. Verifique: A caminho de ferramenta de verificação pode ser usada para exibir o movimento cúteres em todo o programa. Você pode observar como a ferramenta está envolvida e como ele se retrai após o corte. Ele também mostra o material real que está sendo removido através da simulação gráfica. Você também pode exibir a zona específica de interesse, movendo a linha do programa. 194
  • 195. Clique com botão direito sobre o programa no navegador de operação e escolha a ferramenta PATH → VERIFY ou clique no botão verificar caminho de ferramenta na barra de ferramentas Isso permitirá que você defina os parâmetros de visualização da ferramenta-Path. Na janela de visualização de caminho de ferramenta, clique no Play ícone para ver o movimento de ferramenta Path também pode exibir a visualização em diferentes modos, alterando as opções no drop-down menu ao lado de exibição. Clique na guia DYNAMIC 3D sobre a mesma janela clique no botão DISPLAY OPTIONS na mesma janela Alterar o número de propostas para 50 alterar a precisão de animação para FINE 195
  • 196. Change Color IPW Green Clique em OK, clique sobre o jogo botão novamente a simulação será algo como mostrado na figura abaixo. Com esta opção, você será capaz de ver a simulação de corte real e a remoção de material através de computação gráfica. Trata-se de 3D dinâmico, onde pode girar, deslocar e aplicar zoom a simulação quando ele está jogando. A simulação de corte é 3D. Vamos tente a simulação dinâmica 2D. Quando esta simulação está tocando, você não pode fazer quaisquer outras acções em NX5. Ao contrário de 3D, você não pode girar ou aumentar o zoom enquanto estiver jogando. Se você quiser ver o outro lado da parte, você tem que parar a simulação, girar e jogar novamente. Este é mais rápido que o 3D Dinâmica. 9.3.4 Goiva Check goiva check é usado para verificar se a ferramenta é remover qualquer material em excesso de matéria-prima à parte Geometry. Considerando-se uma tolerância de design, qualquer processo de fabrico pode produzir peças defeituosas por duas maneiras. Um está removendo material em excesso, que também é chamado de menor condição de material. Outra que está deixando materiais que são suposto ser removido que é mais condição de material. Na maioria dos casos, o primeiro é mais perigoso desde que 196
  • 197. é impossível refazer a parte de design. Este último é mais seguro, desde que o material restante pode ser removido por reformulação da parte. A opção de seleção goiva verifica primeiro caso onde a remoção de excessiva de material será identificada. Clique com botão direito o programa na operação de navegação escolher ferramenta PATH → GOIVA CHECK após a verificação de goiva for concluída, uma caixa de mensagem aparece dizendo "não furadas propostas foram encontradas". Se caso houver qualquer goivas encontradas, é necessário corrigir o programa. Clique em OK na caixa de mensagem fechar a janela pop- up, que diz que não há nenhum indicador de ordem encontrado. 9,4 Métodos de operação de 9.4.1 desbaste qualquer operação de usinagem deve ser ásperas branqueado antes de terminar o trabalho. Esta prática é rigorosamente seguida na indústria. O principal objetivo do desbaste é remover material em massa em um ritmo mais rápido, sem afetar a precisão e concluir o trabalho. Subsídios das ações são dadas para fornecer material suficiente para a operação de acabamento obter uma precisos e bom terminar o trabalho. O que fizemos no capítulo anterior é gerar um programa desbaste. Agora temos que moderadamente remova todo o material desigual remanescentes do programa anterior. 197
  • 198. 9.4.2 Semi-Finishing Semi-Finishing programas destinam-se para remover o material desigual e manter o mesmo subsídio de parte das ações para as operações de acabamento. Uma vez que nós somos feitos com o primeiro programa de desbaste, semi - acabamento é sempre mais fácil e simples de executar. Agora nós irá copiar e colar o primeiro programa no navegador de operação. No novo programa, você só precisará alterar alguns parâmetros e dimensões de ferramenta de corte e regenerar apenas o programa. Clique com botão direito CAVITY_MILL programa no navegador de operação e clique novamente em CAVITY_MILL com o botão direito de cópia e escolher pasta mouse a segunda CAVITY_MILL_COPY que acabou de criar e clique em RENAME. Renomeie o segundo programa CAVITY_MILL_1 você pode ver que, junto ao CAVITY_MILL_1 recém-criado é uma marca vermelha, que indica que o programa não é gerado. Cortador de seleção: Deixe-nos agora defina os parâmetros que precisam ser alterados para o segundo programa. Antes mesmo de começar, nós deve analisar a parte Geometry para descobrir o raio do canto mínimo para o diâmetro de cúteres. Em nosso modelo, ela é de 5 mm e nas bordas da palavra, é 1 mm. Portanto, o diâmetro de corte pode ser qualquer coisa inferior a 10 mm. Para saída ideal e rigidez, vamos escolher um cortador de nariz Bull com um diâmetro de 10 e um raio inferior de 1. Tragedia um duplo clique CAVITY_MILL_1 no navegador de operação para abrir a janela de parâmetros assim como fizemos no programa anterior, temos de criar um cortador de novo. Guia da ferramenta, você verá o cortador você escolheu primeiro. 198
  • 199. Ela vai mostrar BUEM12X1 como a ferramenta atual. Criar um novo cortador e denomine BUEM10X1. Ele deve ter um diâmetro de 10 e um raio inferior de 1 clique a profundidade do global por cortar como 0,25 nas configurações do caminho do guia. Em seguida, clique em parâmetros de corte guia clique no botão de guia STOCK desmarcar a caixa ao lado de usar Floor mesmo As Side entre 0,25 para parte lateral Stock Enter 0,1 para parte Floor Stock clique no botão de guia de contenção no menu suspenso próximo a na peça do processo, escolha usar 3D 199
  • 200. Peça no processo é uma opção muito útil em NX5. O software considera o programa anterior e gera o programa atual, que não há nenhum movimento de corte desnecessários na zona de N-material. Esta estratégia reduz o tempo de corte e cortar drasticamente o movimento de ar. O algoritmo fará o cortador apenas remover o material deixado no programa anterior e manter o subsídio das ações de parte atual. Clique em OK para retornar aos parâmetros da janela clique em FEEDS E velocidades Enter a velocidade e alimentação de valores conforme as figuras a seguir e clique em OK, os parâmetros e configurações estão acabadas para o programa semi - acabamento. Regenere o programa clicando em Generate ícone após o software termina gerando clique OK then repetiτπo a caminho de ferramenta de visualização. Global ferramenta caminho gerado no segundo programa será semelhante a figura a seguir. 200
  • 201. 9.4.3 Acabamento perfil até agora, nós somos feitos com os programas de desbaste e semi-finishing para a parte. Há uma quantidade suficiente de material deixado na peça a ser removido nos programas do acabamento para obter a geometria precisa conforme pretendido no design. Os programas de acabamento devem ser gerados tal que todas as superfícies na parte devem ser usinada corretamente. Portanto, é melhor criar mais de um programa exclusivamente conjuntos de superfícies com parâmetros de corte relevantes e estratégias da máquina, em vez de fazer um programa para todas as superfícies. A seguir ilustra como agrupar os perfis e superfícies e criar programas do acabamento. Perfil do exterior: Este programa destina-se a terminar as paredes exteriores inclinadas na parte inferior do piso. Porque o programa não deve tocar a superfície de contorno no canto superior, temos de dar check e limites de ajuste no programa. Repita o mesmo procedimento que antes de copiar e colar CAVITY_MILL_1 na operação de navegação renomear o programa CAVITY_MILL_2 CAVITY_MILL_2 de duplo clique para fazer o parâmetro altera na janela pop-up parâmetros, alterar o padrão de corte para perfil e a porcentagem de StepOver 40 conforme mostrado na Figura 201
  • 202. Clique em especificar limites Trim guia o limite Trim janela pop-up. Certifique-se de executar o procedimento a seguir na seqüência correta. Manter o padrão configuração de arrumar SIDE para dentro. Isso informa ao software que o cortador deve cortar materiais em qualquer lugar dentro do limite. Trim permite que você especifique limites que irão restringir ainda mais as regiões cortadas em cada corte nível. Desmarque o ignorar os buracos e verifique se a caixa ao lado de ignorar o Ilhas alterar filtro tipo curvas de trocar na guia plano de Automatic manual de uma nova janela aparecerá como mostrado abaixo. O janela pedirá o modo de seleção do avião em que as curvas devem ser projetadas. Normalmente, esta deve ser sobre o ponto mais alto de geometria de parte. Precisamente, ele deve ser sobre o MCS. Clique no ícone ZC constante em principal Aviões digite um valor de 3 próximo a ele clique em OK agora vamos começar selecionando as bordas da parte. Estas bordas selecionadas serão projetadas sobre o Z = 3 plano como curvas e usada como o limite . 202
  • 203. Selecione todas as bordas externas superiores na parede ao longo da superfície de contorno, conforme mostrado na figura. Certifique-se de selecionar todas as bordas de 8 e de maneira contínua para escolher OK Digite a profundidade do global por cortar como 0,2 Clique em parâmetros de corte em pop-up caixa de diálogo, clique na guia STOCK Enter a parte do stock e parte Floor Stock valores a ser 0 Intol: Intol permite que você especifique a distância máxima que um cortador pode desviar o caminho pretendido na peça. Outtol: Outtol permite que você especifique a distância máxima que um cortador pode desviar o caminho pretendido da peça. Insira os valores Intol e Outtol ser 0,001 como mostrado na figura a 203
  • 204. Clique na guia de confinamento Alterar o processo na peça como nenhum clique em OK, clique em gerar ícone para gerar o programa na janela principal parâmetros clique em OK na janela de parâmetros quando a geração do programa é concluído o programa de acabamento para o perfil do exterior está pronto. Você pode observar, enquanto repetindo o caminho de ferramenta que o cortador nunca cruza o limite que foi dado para aparar e verificar. O cortador retracts ao plano Z = 3 para realocação. 204
  • 205. Perfil interno: Repetir o mesmo procedimento como antes de copiar e colar CAVITY_MILL_2 no navegador de operação. Renomeie o programa CAVITY_MILL_3. Vamos repetir o mesmo procedimento para CAVITY_MILL_2, mas desta vez nós irá selecionar o loop interno como o limite. Clique duas vezes em CAVITY_MILL_3 para editar os parâmetros ou clique com o botão direito sobre ela e escolha Editar selecionar a guia 'Especificar limites trim' e escolha do Trim ser externo no pop up caixa de diálogo. Isso impedirá o cortador de passagem fora dos limites. Seleccione o método de filtro a ser que curvas de alterar o plano manualmente para ser o plano de ZC e digite a distância de deslocamento como 3 Clique em selecionar OK todas as arestas interiores superiores ao longo da superfície contorno como mostrado na figura. Novamente, certifique-se de todas as 8 bordas são selecionadas em uma ordem contínua 205
  • 206. Em seguida, clique OK escolher OK para retornar à janela de parâmetros de gerar o programa. Clique em OK quando termina a geração. Clique em OK se você receber qualquer mensagem de aviso sobre a ferramenta Ajustando O programa de acabamento para o perfil do exterior está pronto. Repetindo o caminho da ferramenta, você pode observar que o cortador nunca cruza o limite que foi dado para aparar e verificar. 206
  • 207. 9.4.4 Trabalhos de acabamento de superfície curva de nível agora nós temos que usar um tipo diferente de estratégia para terminar a superfície superior de forma livre. Clique no ícone Criar operação nenhuma barra de ferramentas em seguida, clique no ícone FIXED_CONTOUR como mostrado na figura a escolher PROGRAM para programa escolher peça para Geomátrico manter o nome padrão do programa clique em OK Na janela de parâmetros, em método de unidade, selecione limite mesmo se ele já estiver mostrados clique no ícone spanner conforme mostrado na figura acima para abrir a janela do limite unidade Método menu com o limite de criar, alterar o modo de curvas/lábios seleccionar o lado de material a ser fora 207
  • 208. Selecione a posição de ferramenta para ser ativado A posição de ferramenta determina como a ferramenta irá posicionar quando ele se aproxima do membro de limite. Limite de membros podem ser atribuídos uma das três posições de ferramenta: on, Tanto, ou contato. • Em uma posição ligado, o ponto central da ferramenta alinha com a fronteira ao longo do vetor de projeção ou eixo de ferramenta. • Numa posição Tanto, ao lado da ferramenta alinha com o limite. • Em uma posição de contato, a ferramenta contacta o limite. Para o plano, escolha USER-DEFINED again, definir o plano a ser Z = 3 Clique em selecionar OK o loop externo da superfície curva de nível superior como mostrado na figura. Lembre- se de selecionar as bordas em uma ordem contínua. Clique em OK Nós ter cortado a geometria fora do loop. Agora nós tem que cortar a geometria dentro do loop interno para que a esquerda de geometria só será a área entre os dois loops. Escolha o modo de ser curvas/lábios escolha o lado material dentro e ferramenta de posição a ser em escolher o plano a ser definida pelo usuário em Z = 3 208
  • 209. Selecione as arestas interiores da superfície curva de nível, como mostrado Clique em OK duas vezes para retornar à janela do limite unidade Método Alterar o método de StepOver para SCALLOP e insira a altura ser 0,001 e Clique OK parâmetros de corte a janela, alterar os valores da tolerância para que a parte em l e parte Outtol é 0,001 clique no botão guia mais e digite o valor do Max Step como 1. 0 209
  • 210. Clique em OK em seguida, clique no ícone de FEEDS E velocidades na janela de parâmetros digite os parâmetros de velocidade conforme a figura seguinte clique em OK na janela principal do parâmetros, criar uma nova ferramenta e denomine BEM10 Alterar o diâmetro ser de 10 mm e o raio inferior a 5 mm. Clique em OK gerar o programa o superfície de contorno agora está concluído e você pode ver a simulação pelo caminho de ferramenta de verificação. 9.4.5 O revestimento Revestimento é a acabamento operação executada em superfícies planas horizontais (piso) da parte. Na maioria dos processos de moagem, o revestimento será a operação final do processo. Todos os 210
  • 211. superfícies horizontais têm de ser concluído. Esta operação planar executa o cortador em uma única passagem em cada rosto. Clique no ícone Criar operação sem alterar Toolbar Type para ser mill_planar na parte superior da janela Alterar todas as opções como mostrado na figura a clique em OK Na janela parâmetros, alterar o padrão de corte para ser o acompanhe parte alterar a porcentagem do diâmetro do instrumento para StepOver de 40 em operações do revestimento, é sempre melhor manter o valor de StepOver para ser inferior a metade do diâmetro do cortador para alcançar mais planeza nas superfícies planas. Ao contrário dos programas anteriores, temos que selecionar uma área de corte. Clique na guia especificar Cut área selecionar as superfícies realçadas mostradas a figura abaixo 211
  • 212. Clique em OK, Clique em parâmetros de corte na janela principal parâmetro escolha o botão de guia STOCK e digite os valores de Intol e Outtol, conforme mostrado na figura clique em OK clique em FEEDS E velocidades porque esta é uma operação de revestimento, é melhor fazer a alta velocidade do eixo e o feed taxas baixo em comparação com as operações anteriores. 212
  • 213. Insira os valores exatamente como mostrado na figura Escolher OK Gerar o programa. Em seguida, repetir E verifique se o caminho de cúteres que a figura a seguir apresenta os dados ToolPath para o revestimento . 213
  • 214. 9,5 TRANSFORMAÇÃO POST O uso principal do aplicativo de produção é gerar caminhos de ferramenta para fabricação de peças. Em geral, apenas não podemos enviar um arquivo de caminho de ferramenta sem modificações em uma máquina e iniciar o corte porque há muitos tipos diferentes de máquinas. Cada tipo de máquina possui recursos de hardware exclusiva, requisitos e controle de sistemas. Por exemplo, ele pode ter um vertical ou um eixo horizontal; ele pode cortar ao mover vários eixos simultaneamente, etc. O controlador aceita um arquivo de caminho de ferramenta e direciona o movimento e outras atividades de máquina (por exemplo, ligar o refrigerante ou ar e desligar). Naturalmente, apenas como cada tipo de máquina tem características de hardware exclusivo; controladores também diferem das características de software. Por exemplo, a maioria dos controladores de exigir que a instrução para ligar o refrigerante devem constar de um código específico. Alguns controladores também restringem o número de M códigos que são permitidos em uma linha de saída. Esta informação não está no caminho de ferramenta NX NX5 inicial. Portanto, o caminho de ferramenta deve ser modificado para atender os parâmetros exclusivos de cada combinação de controladora de máquina diferente. A modificação é chamada de pós-processamento. O resultado é um caminho de ferramenta pós- processados. Existem duas etapas envolvidas em gerar o caminho da ferramenta post- processed final. 1. Crie o arquivo de dados de caminho de ferramenta, caso contrário, chamado CLSF (Cortador do local do arquivo de origem). 2. Post processar o CLSF em código de máquina CNC (pós processamento de arquivo). Este programa lê os dados de caminho de ferramenta e reformata-lo para uso com um determinado computador e seu acompanhamento controlador. 9.5.1 CRIANDO CLSF Depois de uma operação é gerada e salvo, o caminho de ferramenta resultante é armazenado como parte da operação dentro do arquivo de parte. CLSF (Cortador do local do arquivo de origem) fornece métodos para copiar esses caminhos internos das operações no arquivo parte para caminhos de ferramenta dentro do CLSF, que é um arquivo de texto. O GOTO valores são um "instantâneo" do caminho de ferramenta atual. Os valores exportados são referenciados a partir o MCS armazenado na operação. O arquivo CLS é a entrada necessária para alguns programas subsequentes, como pós- processadores. Clique em um dos programas que você deseja postar processo no navegador de operação Clique em ferramentas → operação NAVIGATOR → OUTPUT → CLSF 214
  • 215. Uma janela pop up para selecionar o formato de CLSF. Escolha CLSF_STANDARD e digite um local para o arquivo escolha OK CLSF O arquivo será criado. É semelhante a uma figura abaixo. O conteúdo do arquivo contém o algoritmo básico do movimento cúteres sem qualquer informação sobre códigos de máquinas e sistemas de controle. Este arquivo pode ser usado para qualquer controle de máquina de pós- processamento. A extensão do arquivo é .cls (XXX.cls). 215
  • 216. Qualquer programa que tenha sido a saída para CLSF ou pós-processados vai ter uma marca de verificação verde próxima a ele no navegador de operação. 9.5.2 Post-Processing Clique em um programa no navegador de operação que você deseja postar processo. Clique em ferramentas → operação NAVIGATOR → OUTPUT → NX pós- processamento selecionar o MILL_3_AXIS máquina e insira um local para o arquivo Selecione OK este criará o arquivo post-processed para máquina desejada. Você pode encontrar os números de bloco com códigos G e M relativas ao tipo de controlador de máquina. A extensão do arquivo é .ptp (XXX.ptp). A final de saída de arquivo (XXX.ptp) pode ser transferido para o computador através do DNC ou perfurado fitas e a operação de usinagem real ser feito. Esta seqüência inteira a partir da transferência do modelo para o módulo de manufatura para a transferência dos arquivos para a máquina e corte a peça crua na parte final é chamado Computer Aided Manufacturing. 216
  • 217. CAPÍTULO 10 - FINITO ELEMENTANALYSIS FEA, ou análise de elementos finitos, é uma técnica para prever a resposta das estruturas e dos materiais a fatores ambientais, como as forças, calor e vibração. O processo começa com a criação de um modelo geométrico. Em seguida, o modelo é subdividido (malhagem) em pequenos pedaços (elementos) de formas simples conectados em pontos de nó específico. Dessa forma, as relações de stress-estirpe mais facilmente são aproximadas. Finalmente, o comportamento de material e as condições-limite são aplicadas a cada elemento. Software como o NX5 computerizes o processo e torna possível resolver cálculos complexos em questão de minutos. Ele pode fornecer o engenheiro com conhecimentos profundos sobre o comportamento de objetos. Algumas das aplicações da FEA são Analysis estruturais, análise térmica, fluxo de Fluid Dynamics, compatibilidade electromagnética e simulação de movimento. Destes, FEA é mais comumente usada em aplicativos de mecânica estrutural e sólidos para o cálculo da salienta e deslocamentos. Estes muitas vezes são essenciais para o desempenho do hardware e podem ser usadas para prever falhas. Neste capítulo, vamos lidar com a análise estrutural estresse e tensão de geometrias sólida. 10.1 Introdução 10.1.1 elemento formas e nós Os elementos podem ser classificados em tipos diferentes de acordo com o número de dimensões e o número de nós no elemento. A seguir estão alguns dos tipos de elementos usados para discretização. Elementos unidimensionais: 217
  • 218. Two-dimensional elements: Triangular Quadrilateral Three-dimensional elements: Tetrahedral (solid with 4 triangular faces) 218
  • 219. Hexahedral (um sólido com 6 faces quadrilaterais) tipos de nós: canto nós exterior nós nós lado interiores nós os resultados da FEA devem convergir para a solução exata como o tamanho do elemento finito torna-se menor e menor. 10.1.2 Estrutura módulo copiar e colar o arquivo Impeller_impeller.prt para uma nova pasta para evitar alterações para o assembly abrir este arquivo recém-copiado clique em START → todas as aplicações → DESIGN simulação a figura a seguir é a barra de ferramentas para Finite Element modelagem e análise de estruturas. Solução: Clique sobre este ícone será aberta a janela CREATE solução onde você pode selecionar o algoritmo solver NX Nastran, MSC Nastran, Ansys ou Abaqus. Em adição, você pode escolher o tipo de análise a ser executada. Neste tutorial, apenas estruturais análise será coberta com NX Nastran. 219
  • 220. Propriedades do materiais: Isto permite que você altere as propriedades físicas do material que será usado para o modelo. Por exemplo, se usarmos o aço para fabricar o rotor, nós podemos entrar as constantes como densidade, relação de Poisson, etc. Essas propriedades do material também podem ser salvos na biblioteca para uso futuro. Cargas: Esta opção permite que você determinar o tipo de forças que atuam sobre o sólido e as instruções e a magnitude das forças. Condições de limite: condições de limite são superfícies que são corrigidas para prender os graus de liberdade. Algumas superfícies podem ser corrigidos rotacionalmente e alguns podem ser restrito do movimento de translação. Malhas tetrahedral 3D: este ícone é uma das opções de malha que podem ser usadas para diferenciar o modelo conforme discutido no início do capítulo. Normalmente, nós selecionamos tetrahedral formas de elementos de aproximação. Você ainda pode selecionar os elementos de 2-D e 1-D dependendo da situação e necessidades por escolher essas opções no menu drop-down. Resolver: Esse é o comando para resolver todas as equações que regem pelo algoritmo que você escolher e todas as opções acima. Isto resolve e dá o resultado da análise do cenário. 220
  • 221. 10.1.3 SIMULAÇÃO DE NAVIGATOR do navegador de simulação fornece a capacidade de ativar as soluções existentes, criar novos e usar a solução criada para criar mecanismos, criação e modificação de objetos em movimento. Para exibir a navegação de simulação, clique na guia de simulação de navegação na barra de recursos como mostrado na figura. Ele mostra a lista de cenários criadas para o arquivo de modelo mestre. Em cada cenário, ele exibe a lista de cargas, condições de limite, tipos de malhas, resultados, relatórios gerados e assim por diante. 10. 2 Criação de solução de o módulo de simulação de design é de uma forma diferente de quando o primeiro cenário é criado. NX5 cria uma pasta de mesmo nome do arquivo e no mesmo local onde o arquivo está localizado. Para cada cenário, ele cria cinco diferentes arquivos com o nome do cenário. Eles são xxx.SIM, xxx.DAT, xxx.txt, xxx.out e xxx.VDM. Todos os resultados gerados para os cenários são salvos como arquivos de .vdm. Você pode pensar de um modelo de cenário como uma variação de um modelo de design mestre. Cenários contêm todas as características geométricas do modelo principal. Eles também suportam promoções de corpo e interpart expressões. Promoções de corpo são usadas para fornecer uma cópia modificável independentemente da geometria de modelo mestre e servir como um local para armazenar recursos específicos do cenário, como mid-superfícies. Geometria do modelo cenário está ligada à geometria modelo mestre, mas um cenário pode ter informações exclusivas. Por exemplo, o modelo de mestre pode conter todas as informações sobre geometria o modelo da, mas o modelo de cenário conterá dados de movimento adicionais, tais como informações sobre links e articulações. Agora vamos criar um cenário. Nota: Quando você primeiro abrir qualquer arquivo no módulo de simulação de design, ele automaticamente pop-up com janela de criação de soluções para criar uma solução. Clique no ícone do navegador de simulação da barra de ferramentas do navegador 221
  • 222. Clique em Impeller_impeller e escolha novo FEM E simulação Isto estalará o novo FEM e simulação de caixa de diálogo para criar um novo cenário. Clique em OK este aparece outra janela que cria cenários diferentes, conforme mostrado abaixo 222
  • 223. Na janela de criar a solução, você pode selecionar o tipo de solução e o Solver. Digite o nome do primeiro cenário como Analysis_1 O tipo de Solver padrão é NX NSATRAN DESIGN e tipo de análise estrutural. Clique em OK para criar um novo olhar de agora de vontade de solução do navegador de simulação como a figura a seguir. 10.2.1 Propriedades material Que o próximo passo é dar as propriedades de material para o modelo sólido para esse cenário. Porque nós não tem quaisquer dados na biblioteca recuperParar para materiais padrão, vamos criar um. Vamos supor que vamos utilizar aço para fabricar o rotor. Clique no ícone Propriedades do material na ferramenta barra de materiais a janela pop- up. Digite o nome e os valores como mostrado na figura a seguir. Preste atenção às unidades. (Observe que 30e6 representa 30 X 6 ) 223
  • 224. Click on the Impeller model Choose APPLY and then click OK 10.2.2 Cargas Agora as cargas aplicadas no modelo sólido devem ser atribuídas ao sistema. Para o rotor, a grande força atua nas superfícies côncavas das lâminas turbina. Aproximadamente, este é considerado a pressão normal sobre todas as cinco superfícies. Uma vez que não estamos muito preocupados com a magnitude da carga, vamos dar o valor a ser 100 lbf/sq polegada a exagerar a deformação das lâminas. Clique no ícone de cargas 224
  • 225. Na caixa de diálogo pop, altere o tipo de pressão NORMAL Clique sobre as superfícies côncavas cinco das lâminas conforme as figuras A seguir digite o valor de pressão como 100 e manter as unidades como lbf/in ^ 2 (psi) Escolher OK 10.2.3 Boundary Conditions Deixe-nos dar as condições-limite para o cenário. Na verdade, o rotor gira sobre o eixo do cone com o eixo como você pode ver no assembly nos capítulos anteriores. Ele não é fixo. Mas a nossa preocupação é a deformação das lâminas com relação ao núcleo do rotor. O núcleo cónico relativamente é fixo e deformações das lâminas estão a ser analisados em conformidade. Clique no ícone do tipo de constrangimento selecione o fixo restrição este tipo de restrição restringirá a entidade selecionada de traduzir e rotação. Você pode ver as restrições diferentes disponíveis clicando a restrição de Soltar-down menu na barra de ferramentas. 225
  • 226. Clique sobre a superfície cônica do rotor conforme mostrado na figura a seguir escolha OK 10.2.4 que articulada a engrenagem tem de ser definido nesta fase, definindo o tipo e o tamanho do elemento. Clique no ícone engranzamento tetrahedral 3D uma janela pop-up pedindo o tipo e o tamanho dos elementos. Clique sobre o modelo de objeto sólido na tela gráfica são dois tipos de elementos tetrahedral disponíveis em NX5. Uma é nós 4 e outra é 10-nó. Escolha o tipo a ser TETRA10 digite o tamanho do elemento geral como 1. 0 escolher OK 226
  • 227. Você pode encontrar o modelo sólido com pequenos elementos tetrahedral. Será algo como o valor indicado abaixo. 227
  • 228. 10.3 SOLVING AND RESULT SIMULATION 10.3.1 Solving the Scenario The Finite Element Model is now ready for solving and analysis. Clique no ícone do jogo abrirá a janela de resolução. Clique em OK sem fazer nenhuma alteração poderá levar algum tempo para gerar os resultados. Aguarde até que a janela Monitor de análise do trabalho é exibida, mostrando o trabalho para ser concluído. Enquanto o solver está fazendo cálculos, monitor do trabalho de análise irá mostrar o Running Clique em ' Cancelar ' quando diz que a janela Monitor de análise do trabalho concluído * Nota: às vezes a janela aparece até conforme mostrado na figura abaixo. Clique em Sim 228
  • 229. 10.3.2 FEA RESULTADO Abrir a simulação navegador click em resultados para ver que a análise resulta isto irá levá-lo para o navegador Post- Processing. O navegador Post-Processing mostra toda a solução criada. Se você clicar no sinal '+' na frente da solução você verá as análises diferentes que foram realizadas sobre o modelo. Clique duas vezes sobre o deslocamento- nodal menu a tela aparecerá agora como mostrado abaixo. 229
  • 230. Você pode facilmente interpretar os resultados a codificação por cores. A cor de laranja- avermelhado mostra as zonas de deformação máxima e a área azul mostra as zonas de deformação mínimo. Você pode ver que, porque o núcleo cónico é fixo, experiências zero deformação. A análise mostra também que a deformação máxima experimentada na ponta das lâminas é 1.919 x 10 -3. Sobre o navegador Post-Processing, você pode manter alterando os resultados clicando duas vezes cada opção conforme mostrado abaixo. Você pode clicar nas outras marcas inativas para ver resultados diferentes. Alguns dos outros resultados são mostrados abaixo. 230
  • 231. 231 9.3.3 SIMULAÇÃO direito clique em qualquer lugar no espaço vazio na frente da barra de ferramentas de simulação de design e você receberá uma lista de opções de barra de ferramentas disponíveis. Clique na opção Post-Processing de barra de ferramentas. Você irá obter a barra de ferramentas seguinte clique no ícone de animação no post controle ToolBar In the Animation janela configuração Altere o número de quadros para 10 e clique no Play botão para ver a animação da deformação você também pode encontrar o botão play na pós processamento barra propriamente dito. Agora você pode ver uma animação de como o rotor é deformado que as cargas são aplicadas às lâminas. Para fazer quaisquer alterações de configuração na tela de resultados, clique no ícone Post View conforme mostrado na figura abaixo em estalou Post Exibir caixa de diálogo caixa clique em resultados deformados em DISPLAY guia botão 231
  • 232. Na caixa de diálogo resultados deformados marque o modelo deformado mostrar como mostrado na figura a segunda abaixo e escolha OK agora carregue no botão Play para ver a animação. Isto irá mostrar a animação da deformação com a forma original na cor cinza, como mostrado na figura abaixo . 232
  • 233. Clique no botão Parar pressione botão direito sobre a solução 1 na barra de Post-Processing e clique em descarregar. Esta deve ter sua tela de volta para o modelo malhagem há duas maneiras para melhorar a precisão dos resultados da FEA. • Reduzir o tamanho do elemento • Aumente a ordem de interpolação polinomial (ie uso quadrática ou mesmo cubica em vez de polinómios lineares) A segunda abordagem é preferida porque ele é mais eficiente em termos de tempo de computação e ocupa menos espaço de memória. No entanto, vamos tente criar um cenário usando a primeira opção. Botão direito do mouse na solução 1 na simulação Navegador escolher CLONE para copiar o primeiro cenário escolher OK na caixa de mensagem, que uma cópia da solução 1 é criado, clique com o botão direito sobre o engranzamento 3D e criar um novo malhagens na caixa de diálogo exibida, mudança Type para TETRA4 Escolher OK clique sobre o ícone de resolução para resolver o cenário Clique em OK O Monitor de trabalho de análise deve mostrar solução 1 para ser Concluído, clique em Cancelar a navegação de simulação, clique duas vezes em resultados para a solução 1 233
  • 234. A figura abaixo mostra a análise. Você pode observar a mudança de desvio máximo. Todos os cenários de salvar e fechar os arquivos . 234
  • 235. 10.4 EXERCÍCIO DE - ARBORPRESS L - BARRA Abra o arquivo 'Arborpress_L-bar.prt' e fazer uma análise de estrutura semelhante, tendo em conta os materiais como o aço. Para a malha, o tamanho do elemento deve ser 10. 00 e o tipo de Tetra10 . Para as cargas, aplica uma pressão normal com uma magnitude de 500 na superfície superior conforme a figura abaixo. Para as condições de limite, corrigi as três faces planas (a face frontal realçada, o rosto paralelo a ele na parte traseira e a face inferior) como marcado na figura a seguir. 235