Your SlideShare is downloading. ×
Idosos ativos
Idosos ativos
Idosos ativos
Idosos ativos
Idosos ativos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Idosos ativos

417

Published on

A reportagem apresentou números da população idosa no mundo e no Brasil, mostrou exemplos de pessoas que ignoram o preconceito com a idade e quebram tabus, pois praticam esportes, fazem aulas de …

A reportagem apresentou números da população idosa no mundo e no Brasil, mostrou exemplos de pessoas que ignoram o preconceito com a idade e quebram tabus, pois praticam esportes, fazem aulas de ginástica, dançam, passeiam e estão sempre dispostas a viver mais e melhor. Além de mostrar idosos ativos, a reportagem apresentou dicas de exercícios que podem ser feitos em casa e ouviu educadores físicos sobre o melhor caminho para uma vida longa e saudável.

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
417
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. De 28 de outrubro a 3 de novembro de 2012 Ano 20 Nº 1.073 TIRAGEM Edição Nacional Desde 1992 1.811.000 folhauniversal.com.br Velho é o preconceito Em 3 de novembro, próximo sábado, a será realizada a 2­ Caminhada do Amor. É um momento para os casais conversarem ao ar livre e assim se fortalecerem. pág. 12i demetrio koch fotolia pág Hora de fortalecer os casais Pelo fim da violência dentro de casa Evento vai lembrar que agressões físicas contra a mulher são inaceitáveis. Por isso, é necessário romper o silêncio pág. 5i fotolia Beneficiados pelos avanços da medicina e da tecnologia, os vovôs modernos se cuidam mais, fazem exercícios diários, realizam passeios, enfim, levam vida ativa, quebrando tabus e ampliando seus limites . 12
  • 2. c apa DOMINGO, 28 DE OUTUBRO DE 2012 - Velhice moderna Mais ativos que os vovôs de antigamente, os idosos de hoje quebram tabus, praticam esportes, fazem aulas de ginástica, dançam, passeiam e estão sempre dispostos a viver mais e melhor EM FORMA: Aos 91 anos, o goiano Tércio Mariano Rezende é o jogador de futebol mais velho do mundo, segundo o "Guiness Book" arquivo pessoal 12
  • 3. - DOMINGO, 28 DE OUTUBRO DE 2012 capa 13 fotos: arquivo pessoal Fernando Poffo fernando.poffo@folhauniversal.com.br O mundo terá 1 bilhão de idosos em 10 anos e mais de 2 bilhões em 2050, segundo estimativa do Fundo de População das Nações Unidas, órgão ligado à ONU. No Brasil, a expectativa é que a população com mais de 60 anos represente cerca de 30% dos brasileiros em 2050, o equivalente a 64 milhões de pessoas. Atualmente, vivem no País 21 milhões de idosos, muitos deles sexualmente ativos, economicamente independentes, fisicamente saudáveis e com energia suficiente para fazer inveja a muitos jovens. Brasil tem HOJE 21 milhões de idosos e deve ter 64 milhões em 2050, segundo estimativas suporta tranquilamente os dois tempos de 45 minutos dos jogos, diz que faz bons passes e cruzamentos e não perdeu o faro de gol. “Jogo na ponta direita e gosto de atacar”, conta Tercião, como é conhecido. “Vou sempre na área. Se pingar, a gente bota no fundo da rede”, diz o veterano do Goiandira, no interior de Goiás, onde atua ao lado do filho Ênio, de 48 anos, e de dois netos, André Luiz e Ênio Júnior, de 24 e 25 anos, respectivamente. “A integração com outras faixas etárias, principalmente com netos, influencia bastante na qualidade de vida”, diz a presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Nezilour Lobato Rodrigues. Para ela, uma longevidade saudável depende também de atitudes positivas em relação à vida e de projetos de engajamento social para um envelhecimento com independência e autonomia. “Depois dos 60 anos a vida continua e existe ainda uma expectativa andré moura Tércio Mariano de Rezende é um exemplo de como a longevidade pode ser bem aproveitada. Aos 91 anos e citado no “Guiness Book”, o livro dos recordes, como o jogador de futebol mais velho de mundo, ele caminha diariamente cerca de 4 quilômetros, MOVIDO A ADRENALINA: Fernando Almeida Prado, de 88 anos, em algumas de suas façanhas no ar e na água CONTADOR DE HISTÓRIAS: Jayme Jammik, de 80 anos, pratica pilates e tai chi chuan e no tempo livre conta e escreve sobre suas aventuras
  • 4. capa 14 DOMINGO, 28 DE OUTUBRO DE 2012 - 30% dos alunos de academias do Rio e DE São Paulo são idosos, afirma Associação BRASileira quanto chutava bola com o neto Enzo, de 5 anos. A atenção familiar também impulsionou o engenheiro Fernando Almeida Prado a começar a correr. Aos 84 anos e debilitado numa fase de dedicação exclusiva à mulher que sofrera um derrame, ele comentou com o filho o desejo de completar uma prova de São Silvestre, tradicional corrida de andré moura média de mais 20 anos para serem aproveitados.” Aos 66 anos, Vera Lúcia Raimundo Lopes brinca como uma criança com os 19 netos e com a única bisneta, de 5 anos. Há 15 anos ela participa de atividades com o Grupo Primavera, do Jardim Morganti, na zona leste de São Paulo. Dança, faz ginástica e passeia, mas gosta mesmo é de jogar futebol. “Jogo com netos, bisnetos, levei até um tombo de costas no mês passado, mas não posso parar. Pretendo jogar todos os dias, mais 20 anos, não sei. Até com tataraneto”, comentou, enCOMO CRIANÇA: Vera Lúcia Lopes, de 66 anos, joga bola com Enzo, um dos 19 netos, e planeja repetir a brincadeira pelos próximos 20 anos 15 km pelas ruas de São Paulo. Apaixonado por corrida, o médico Marcelo Almeida Prado consultou o educador físico Paulo Nogueira, com quem já havia treinado. Hoje, 4 anos depois, Prado pai já correu duas vezes a São Silvestre, uma meia maratona (de 21 km) e é o corredor mais velho do Grupo Corpore. “Ele tem saúde que pouquíssimas pessoas da idade dele têm. Nunca tinha corrido, mas sempre se exercitou e não foi tão difícil como seria se fosse obeso, sem exercício algum. Só precisou trabalhar em cima da frequência cardíaca”, explica o educador físico Paulo Nogueira. Mas o corredor que chama a atenção a cada participação em prova de 10 km, a sua preferida, e que se exercita pelas ruas de Higienópolis correndo entre 4 km e 10 km por dia, surpreende ainda mais ao detalhar suas recentes aventuras, que incluem salto de paraquedas, travessias marítimas, passeios de esqui aquático, cavalgadas e muita pescaria. “Sempre fui bom de nado, me concentro muito a cada braçada, e faço o mesmo quando corro. É tão bom fazer exercício, superar cada desafio”, conta Fernando Prado. O corredor conta que sempre se cuidou fisicamente, quase não ingeriu bebida alcoólica, dorme pelo menos 8 horas por noite, acorda e deita cedo. “Sempre andei a cavalo, morei mais de 30 anos em fazenda, tive casamento estável com minha primeira namorada e ficamos EM 10 ANOS, NÚMERO DE PESSOAS COM MAIS DE 60 ANOS DEVE CHEGAR A 1 BILHÃO EM TODO O MUNDO, DIZ onu juntos por 62 anos, até eu ficar viúvo”, comenta. “Eu vou ao médico geriatra regularmente desde os 50 anos e faço exames anuais. O jovem tem que pensar no futuro, não beber, não fumar e fazer esporte”, orienta Prado, antes de revelar que tem namorada e é sexualmente ativo. “Isso, com 88 anos, não é muito comum e eu gostaria que os jovens pensassem bem nisso.” Apesar das vantagens de se levar uma vida regrada desde a juventude, muitos conseguem iniciar uma fase mais saudável depois de completar 60 anos. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, 30% dos alunos matriculados em academias são idosos, de acordo com a Associação Brasileira de Academias, a Acad Brasil. Como qualquer novo aluno que resolve praticar atividades físicas, o idoso passa por uma avaliação médica antes de começar a se exercitar e, em geral, nota resultados em pouco tempo. “Em dois meses, o idoso já vai sentir uma diferença absurda de força, vai ganhar tônus muscular. É visível o resultado”, comenta o professor Kleber Pereira, presidente da Acad. Segundo ele, não há atividades específicas para pessoas da terceira idade. “Depende do condicionamento físico e do histórico da pessoa, mas musculação e hidroginástica são atividades que ajudam quem preci-
  • 5. capa ELEITOS: Rodnei Machado e Leolina, após vencer concurso de mister e miss Primavera artesanato, solidão é uma palavra que não faz parte do vocabulário. No bairro paulistano da Aclimação, na zona sul, por exemplo, há um espaço em que Eda Aste, de 67 anos, gosta de se exercitar e contar sobre as viagens que adora fazer. No mesmo endereço, Hermine Moreira Guimarães, de 91 anos, diz estar reaprendendo a viver após ter sido proibida de dirigir pelo médico, e Jayme Jammik, de 80 anos, esquece os “stents” que tem no coração cada vez que fala sobre as aventuras que em breve estarão em um livro. Há 28 anos como professora de ginástica para a terceira idade, Maria Helena Toledo Machado, de 54 anos, se diverte com seus alunos. “A maioria mora sozinho e vem aqui pela distração, o exercício é leve. É como um recreio para eles”, comenta, relatando um aspecto de socialização também vivenciado em outros locais de convivência de idosos visitados pela Folha Universal. Em um dos núcleos da entidade Juntos, da zona leste paulistana, que entre outras atividades oferece aulas de capoeira a 360 idosos, os alunos DISPOSIÇÃO DE BEBÊ: Solony Alves Pereira, de 85 anos, durante uma aula de capoeira só para idosos PERSONAL TRAINER RECOMENDA mUSCULAÇÃO E HIDROGINÁSTICA PARA QUEM CHEGOU À TERCEIRA IDADE esbanjam animação desde o alongamento até as simulações de luta e a dança. Ao final da aula, o clima de descontração continuava. Solony Alves Pereira, de 85 anos, dizia se sentir “um bebê” enquanto tocava instrumentos musicais e ensaiava para o show que ela e as colegas apresentarão no fim do ano. No dia seguinte, as mesmas senhoras já estavam num encontro com mais de 700 idosos, uma festa com dança e concurso de miss e mister Primavera. Leolina Pereira dos Santos, de 80 anos, e Rodnei Machado, de 91 anos, foram os vencedores. Os dois disseram que o segredo para brilhar é estar sempre em atividade. “Se não fosse ativa, enferrujaria”, disse a miss. arte: edi edson longevidade saudável depende de atitudes positivas em relação à vida, observa geriatra andré moura sa recuperar força para pegar o neto no colo, buscar uma roupa em um lugar alto”, exemplifica Pereira, acrescentando que o acompanhamento de um cardiologista deve ser considerado. O personal trainer Flávio Naito, que fez pós-graduação em metodologia e atividade física para a terceira idade, salienta a necessidade de avaliação física e clínica e recomenda que os iniciantes evitem esportes de impacto ou com risco de queda. “A musculação é a atividade mais recomendada, pelos inúmeros benefícios que oferece”, diz Naito. “Caminhada, corrida, hidroginástica e ginástica, além da dança, que tem ótimo efeito no lado social”, acrescenta o personal trainer. Para quem frequenta academia, aulas de dança ou de 15 fotos: demetrio koch - DOMINGO, 28 DE OUTUBRO DE 2012

×