Controlo Assistido por Teledetecção às Ajudas às Superfícies Cultivadas ou Forrageiras (1998-1999)

192 views

Published on

LOCALIZAÇÃO:
Região do Alentejo Central.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS:
Análise e controlo de processos candidatos às ajudas compensatórias no âmbito do Sistema Integrado de Gestão e Controlo (SIGC), num total de 1500 agricultores abrangendo 250 mil hectares, sendo as tarefas principais as seguintes:
Desenvolvimento de software de controlo;
Recepção das Bases de Dados Gráfica e Alfanumérica;
Recepção e Tratamento das Imagens de Satélite;
Recolha das Parcelas Testemunha (Verdade de Terreno);
Controlo das Parcelas de Visita Obrigatória;
Foto-interpretação dos Pedidos de Ajuda;
Visitas às parcelas com dúvidas de foto-interpretação;
Introdução dos Resultados das Visitas;
Análise e Classificação;
Produção de Relatórios e Documentos Gráficos para a Confirmação de Terreno;
Atendimento dos Produtores;
Produção das Bases de Dados Finais (MS-ACCESS) e Sistema de Informação Geográfica (MGE).
DATA: 1998

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
192
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Controlo Assistido por Teledetecção às Ajudas às Superfícies Cultivadas ou Forrageiras (1998-1999)

  1. 1. Ajudas às Superfícies Cultivadas ou Forrageiras 1998-1999 Controlo Assistido por TeledetecçãoCliente Instituto Nacional de Intervenção e Garantia Agrícola (INGA) LOCALIZAÇÃO: Região do Alentejo Central. CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS: Análise e controlo de processos candidatos às ajudas compensatórias no âmbito do Sistema Integrado de Gestão e Controlo (SIGC), num total de 1500 agricultores abrangendo 250 mil hectares, sendo as tarefas principais as seguintes: • Desenvolvimento de software de controlo; • Recepção das Bases de Dados Gráfica e Alfanumérica; • Recepção e Tratamento das Imagens de Satélite; • Recolha das Parcelas Testemunha (Verdade de Terreno); • Controlo das Parcelas de Visita Obrigatória; • Foto-interpretação dos Pedidos de Ajuda; • Visitas às parcelas com dúvidas de foto-interpretação; • Introdução dos Resultados das Visitas; • Análise e Classificação; • Produção de Relatórios e Documentos Gráficos para a Confirmação de Terreno; • Atendimento dos Produtores; • Produção das Bases de Dados Finais (MS-ACCESS) e Sistema de Informação Geográfica (MGE). DATA: 1998T160

×