Intolerâncias marco feliciano postar

  • 304 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
304
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
27
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 2. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 3. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 4. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 5. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaÉ necessário ter a noção de que nem tudo que nos é dito,pode ser real.Uma mesmo fato pode ser noticiado de maneiras variadas pordiferentes veículos de comunicação.UMA LEITURA CRÍTICA É FUNDAMENTAL
  • 6. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografiahttp://pisaramnomeupinto.blogspot.com.br/2008/07/formas-diferentes-de-dar-mesma-noticia.html
  • 7. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaJORNAL NACIONAL(William Bonner): "Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite deontem..."(Fátima Bernardes): "...mas a atuação de um caçador evitou uma tragédia".
  • 8. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaFANTÁSTICO(Glória Maria): "...que gracinha, gente. Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foiretirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?"
  • 9. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaCIDADE ALERTA(Datena):- "...onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades?! Amenina ia para a casa da avozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transportepúblico! E foi devorada viva… Um lobo, um lobo safado. Põe na tela!! Porque eu falo mesmo,não tenho medo de lobo,não tenho medo de lobo, não."
  • 10. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSUPERPOP(Luciana Gimenez): ‘Geeente! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhadore ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aosfilhos há mais de um ano. Abafa o caso!’
  • 11. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaGLOBO REPÓRTER(Chamada do programa): ‘Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a querer comer, namesma noite, uma idosa e uma adolescente? O Globo Repórter conversou com psicólogos,antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma revelação: casossemelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo. Hoje,no Globo Repórter.’
  • 12. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaREVISTA VEJALula sabia das intenções do lobo!
  • 13. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaREVISTA CLÁUDIAComo chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho?
  • 14. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaREVISTA NOVADez maneiras de levar um lobo à loucura na cama.
  • 15. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaO POVO"Sangue e tragédia na casa da vovó." Lobo vacilão come criancinha e leva a pior.
  • 16. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaREVISTA CARAS(Ensaio fotográfico com Chapeuzinho na semana seguinte)Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: "Até ser devorada, eu não davavalor para muitas coisas da vida. Hoje sou outra pessoa.“
  • 17. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaPLAYBOY(Ensaio fotográfico no mês seguinte)Veja o que só o lobo viu.
  • 18. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaREVISTA ISTO ÉGravações revelam que lobo foi assessor de político influente.
  • 19. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaG MAGAZINE(Ensaio fotográfico com lenhador)Lenhador mostra o machado.
  • 20. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaMTTVMenina usando um chapeuzinho vermelho é atacada por um lobo e nãoconsegue atendimento em nenhum hospital da capital.Até o final desta edição, as autoridades responsáveis, não se manifestaram
  • 21. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaO PASQUIM.
  • 22. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaMarco Feliciano é eleito presidente da COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS E DAS MINORIAS.
  • 23. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaMarco Feliciano é eleito presidente da COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS E DAS MINORIAS.Uma minoria constitui-se como COLETIVIDADE ou comunidade particular na base da raça, dalíngua, da religião ou de gênero de vida e de cultura muito diferentes do resto do país ouconjunto.Deste modo se criam ligações afetivas e afinidades que tendem a afastar este grupo do resto dapopulação.
  • 24. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão exemplos de MINORIAS:-Homossexuais
  • 25. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão exemplos de MINORIAS:-Homossexuais-Indígenas
  • 26. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão exemplos de MINORIAS:-Homossexuais-Indígenas-Sem terras
  • 27. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão exemplos de MINORIAS:-Homossexuais-Indígenas-Sem terras-Feministas
  • 28. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão exemplos de MINORIAS:-Homossexuais-Indígenas-Sem terras-Feministas-Comunidades negras remanescente de quilombolas
  • 29. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão exemplos de MINORIAS:-Homossexuais-Indígenas-Sem terras-Feministas-Comunidades negras remanescente de quilombolas-membros de comunidades religiosas
  • 30. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 31. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaO termo MINORIA não pode ser medido numericamente, mas sim pelo grau de exclusão.Os NEGROS permanecem na base da pirâmide social e muitas vezes encontram barreiras quaseinstransponíveis à ascensão social.
  • 32. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaMarco Feliciano é eleito presidente da COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS E DAS MINORIAS.
  • 33. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaMarco Feliciano é eleito presidente da COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS E DAS MINORIAS.Após dois dias de intenso debate, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara acaba de eleger,por 11 votos, o deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) como seu novo presidente.A votação foi marcada por protestos de parlamentares ligados à defesa dos direitos humanos,que acusam Feliciano de ter dado declarações racistas e homofóbicas.
  • 34. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAutor de declarações polêmicas – como chamar negros de“descendentes amaldiçoados de Noé” e“amamos os homossexuais, mas abominamossuas práticas promíscuas” – ele diz não ser racista nemhomofóbico.Pastor do Ministério Tempo de Avivamento, o deputado questiona oativismo das entidades LGBT, que, segundo ele, não buscam direitos,mas “privilégios”.
  • 35. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 36. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 37. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 38. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 39. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 40. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 41. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 42. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 43. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 44. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 45. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 46. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaO PASQUIM.
  • 47. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 48. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 49. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaA decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de ampliar os direitos dos casais homossexuaispode aparecer na prova do ENEM junto de outros temas referentes a essa questão como crimese agressões por conta da homofobia.Em maio/2011, em decisão inédita, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a união civilentre os homossexuais.A partir da decisão, casais formados por parceiros do mesmo sexo passaram a ter direitos comoherança, pensão por morte ou separação e declaração compartilhada do Imposto de Renda (IR),entre outros.A conquista pode estimular temas de redação, exigindo que o aluno se posicione.
  • 50. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 51. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 52. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 53. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 54. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 55. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 56. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 57. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAbaixo, o estado da legislação sobre o casamento homossexual no mundo:
  • 58. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAbaixo, o estado da legislação sobre o casamento homossexual no mundo:- HOLANDA: após ter criado, em 1998, uma união civil aberta aos homossexuais, aHolanda foi, em abril de 2001, o primeiro país a autorizar o casamento civil depessoas do mesmo sexo. Os direitos e deveres dos cônjuges são idênticos aos dosmembros de casamentos heterossexuais, entre eles o da a adoção.
  • 59. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAbaixo, o estado da legislação sobre o casamento homossexual no mundo:- HOLANDA: após ter criado, em 1998, uma união civil aberta aos homossexuais, aHolanda foi, em abril de 2001, o primeiro país a autorizar o casamento civil depessoas do mesmo sexo. Os direitos e deveres dos cônjuges são idênticos aos dosmembros de casamentos heterossexuais, entre eles o da a adoção.- BÉLGICA: os casamentos entre homossexuais são autorizados desde junho de 2003. Oscasais gays têm os mesmos direitos que os casais heterossexuais. Em 2006, conquistaram odireito a adotar.
  • 60. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAbaixo, o estado da legislação sobre o casamento homossexual no mundo:- HOLANDA: após ter criado, em 1998, uma união civil aberta aos homossexuais, aHolanda foi, em abril de 2001, o primeiro país a autorizar o casamento civil depessoas do mesmo sexo. Os direitos e deveres dos cônjuges são idênticos aos dosmembros de casamentos heterossexuais, entre eles o da a adoção.- BÉLGICA: os casamentos entre homossexuais são autorizados desde junho de 2003. Oscasais gays têm os mesmos direitos que os casais heterossexuais. Em 2006, conquistaram odireito a adotar.- ESPANHA: O governo de José Luis Rodríguez Zapatero legalizou, em julho de 2005, ocasamento entre pessoas do mesmo sexo. Estes casais, casados ou não, também têm apossibilidade de adotar.
  • 61. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAbaixo, o estado da legislação sobre o casamento homossexual no mundo:- HOLANDA: após ter criado, em 1998, uma união civil aberta aos homossexuais, aHolanda foi, em abril de 2001, o primeiro país a autorizar o casamento civil depessoas do mesmo sexo. Os direitos e deveres dos cônjuges são idênticos aos dosmembros de casamentos heterossexuais, entre eles o da a adoção.- BÉLGICA: os casamentos entre homossexuais são autorizados desde junho de 2003. Oscasais gays têm os mesmos direitos que os casais heterossexuais. Em 2006, conquistaram odireito a adotar.- ESPANHA: O governo de José Luis Rodríguez Zapatero legalizou, em julho de 2005, ocasamento entre pessoas do mesmo sexo. Estes casais, casados ou não, também têm apossibilidade de adotar.- CANADÁ: A lei sobre o casamento de casais homossexuais e o direito a adotar entrou emvigor em julho de 2005. Anteriormente, a maioria das províncias canadenses já autorizavama união entre pessoas do mesmo sexo.
  • 62. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- ÁFRICA DO SUL: Em novembro de 2006, a África do Sul se tornou o primeiro país docontinente africano a legalizar a união entre duas pessoas do mesmo sexo através do"casamento" ou da "união civil".
  • 63. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- ÁFRICA DO SUL: Em novembro de 2006, a África do Sul se tornou o primeiro país docontinente africano a legalizar a união entre duas pessoas do mesmo sexo através do"casamento" ou da "união civil".- NORUEGA: Uma lei de janeiro de 2009, põe em pé de igualdade os casais homossexuais,tanto para o casamento e a adoção de crianças quanto para a possibilidade de beneficiar-sede fertilização assistida. Desde 1993, contavam com a possibilidade de celebrar união civil.
  • 64. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- ÁFRICA DO SUL: Em novembro de 2006, a África do Sul se tornou o primeiro país docontinente africano a legalizar a união entre duas pessoas do mesmo sexo através do"casamento" ou da "união civil".- NORUEGA: Uma lei de janeiro de 2009, põe em pé de igualdade os casais homossexuais,tanto para o casamento e a adoção de crianças quanto para a possibilidade de beneficiar-sede fertilização assistida. Desde 1993, contavam com a possibilidade de celebrar união civil.- SUÉCIA: Pioneira no direito de adoção, desde maio de 2009 a Suécia permite a casaishomossexuais se casarem no civil e no religioso. Desde 1995 eram autorizadas a se unir por"união civil".
  • 65. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- ÁFRICA DO SUL: Em novembro de 2006, a África do Sul se tornou o primeiro país docontinente africano a legalizar a união entre duas pessoas do mesmo sexo através do"casamento" ou da "união civil".- NORUEGA: Uma lei de janeiro de 2009, põe em pé de igualdade os casais homossexuais,tanto para o casamento e a adoção de crianças quanto para a possibilidade de beneficiar-sede fertilização assistida. Desde 1993, contavam com a possibilidade de celebrar união civil.- SUÉCIA: Pioneira no direito de adoção, desde maio de 2009 a Suécia permite a casaishomossexuais se casarem no civil e no religioso. Desde 1995 eram autorizadas a se unir por"união civil".- PORTUGAL: Uma lei, que entrou em vigor em junho de 2010, modifica a definição decasamento, ao suprimir a referência a "de sexo diferente". Exclui o direito à adoção.
  • 66. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- ÁFRICA DO SUL: Em novembro de 2006, a África do Sul se tornou o primeiro país docontinente africano a legalizar a união entre duas pessoas do mesmo sexo através do"casamento" ou da "união civil".- NORUEGA: Uma lei de janeiro de 2009, põe em pé de igualdade os casais homossexuais,tanto para o casamento e a adoção de crianças quanto para a possibilidade de beneficiar-sede fertilização assistida. Desde 1993, contavam com a possibilidade de celebrar união civil.- SUÉCIA: Pioneira no direito de adoção, desde maio de 2009 a Suécia permite a casaishomossexuais se casarem no civil e no religioso. Desde 1995 eram autorizadas a se unir por"união civil".- PORTUGAL: Uma lei, que entrou em vigor em junho de 2010, modifica a definição decasamento, ao suprimir a referência a "de sexo diferente". Exclui o direito à adoção.- ISLÂNDIA: A primeira-ministra islandesa, Johanna Sigurdardottir, casou-se com suacompanheira em 27 de junho, dia da entrada em vigor da lei que legalizou os casamentoshomossexuais. Até então, os homossexuais podiam unir-se legalmente mas a unuão não eraum casamento real.
  • 67. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- Nos ESTADOS UNIDOS, cinco estados autorizaram o casamento gay: Iowa, Connecticut,Massachussetts, Vermont e New Hampshire, bem como a capital, Washington, enquanto noMéxico só está habilitado no distrito federal, onde vivem oito milhões de pessoas.
  • 68. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- Nos ESTADOS UNIDOS, cinco estados autorizaram o casamento gay: Iowa, Connecticut,Massachussetts, Vermont e New Hampshire, bem como a capital, Washington, enquanto noMéxico só está habilitado no distrito federal, onde vivem oito milhões de pessoas.- ARGENTINA: no dia 15 de julho de 2010, a Argentina se tornou o primeiro país daAmérica Latina a autorizar o casamento homossexual. Os casais do mesmo sexo têm osmesmos direitos que os heterossexuais e podem adotar crianças.
  • 69. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- Nos ESTADOS UNIDOS, cinco estados autorizaram o casamento gay: Iowa, Connecticut,Massachussetts, Vermont e New Hampshire, bem como a capital, Washington, enquanto noMéxico só está habilitado no distrito federal, onde vivem oito milhões de pessoas.- ARGENTINA: no dia 15 de julho de 2010, a Argentina se tornou o primeiro país daAmérica Latina a autorizar o casamento homossexual. Os casais do mesmo sexo têm osmesmos direitos que os heterossexuais e podem adotar crianças.• -URUGUAI: em 10 de abril, se tornou o segundo país latino-americano a legalizar ocasamento entre pessoas do mesmo sexo, após a Câmara dos Deputados ratificar o projetode lei do "matrimônio igualitário".
  • 70. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia- Nos ESTADOS UNIDOS, cinco estados autorizaram o casamento gay: Iowa, Connecticut,Massachussetts, Vermont e New Hampshire, bem como a capital, Washington, enquanto noMéxico só está habilitado no distrito federal, onde vivem oito milhões de pessoas.- ARGENTINA: no dia 15 de julho de 2010, a Argentina se tornou o primeiro país daAmérica Latina a autorizar o casamento homossexual. Os casais do mesmo sexo têm osmesmos direitos que os heterossexuais e podem adotar crianças.• -URUGUAI: em 10 de abril, se tornou o segundo país latino-americano a legalizar ocasamento entre pessoas do mesmo sexo, após a Câmara dos Deputados ratificar o projetode lei do "matrimônio igualitário".- Outros países adotaram legislações referentes à união civil, que dão direitos mais ou menos ampliados aos homossexuais(adoção, filiação), em particular a Dinamarca, que abriu em 1989 a via para criar uma "união registrada", a França aoinstaurar o PACS (Pacto Civil de Solidariedade) (1999), Alemanha (2001), Finlândia (2002), Nova Zelândia (2004), ReinoUnido (2005) República Tcheca (2006), Suíça (2007), e o Brasil a União Estável entre pessoas de mesmo sexo (2011).FONTE: http://noticias.terra.com.br/mundo/america-latina/veja-em-que-paises-o-casamento-gay-ja-foi-aprovado,0fe5540b9813e310VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html- http://casamentociviligualitario.com.br/
  • 71. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 72. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaDepois de São Paulo, Alagoas e Bahia, outros quatro Estados devem aprovar casamento gaySe é verdade que os deputados em Brasília rejeitam qualquer lei que garanta direitos iguais àpopulação LGBT brasileira e o Governo Federal pouco se esforça neste sentido, é tambémverdade que a Justiça brasileira assumiu o papel de garantir tais direitos. O resultado é que oBrasil está caminhando favoravelmente pela permissão do casamentocivil entre homossexuais e os contrários têm muito pouco à fazer neste sentido.Desde que o Supremo decidiu pela validade das uniões estáveis homoafetivas em maio de 2011,diversos casais gays e lésbicos passaram a procurar a Justiça para que essas uniões ganhassem ostatus de casamento civil. Outros tantos casais buscaram nos tribunais o direito de se casaremdiretamente, sem ter lavrado o documento de união estável. A ampla maioria das decisõesjudiciais foram favoráveis a esses casais e os Tribunais de Justiça de três Estados brasileirosresolveram unificá-las. O primeiro Estado a ter o casamento civil regulamentado foi Alagoas, emjaneiro de 2012. Depois o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo foi permitido na Bahia,em 11 de outubro de 2012. Já o Tribunal de Justiça de São Paulo publicou decisão parecida em18 de dezembro que começa a valer em 18 de fevereiro. A Justiça do Piauí também prometeuque vai autorizar os casamentos homoafetivos.Os Tribunais dos Estados do Paraná, do Rio Grande do Sul e de Mato Grosso do Sul devem sedecidir pelo mesmo assunto nos próximos meses, segundo a Comissão Nacional de DiversidadeSexual da OAB, que acompanha essas decisões através de suas comissões estaduais. Acompanhe
  • 73. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAlagoasFoi o primeiro Estado a permitir o casamento gay. Em maio de 2011, o Supremo reconheceucomo legais as uniões estáveis entre homossexuais, mas deixou em aberto a conversão delasem casamento civil (que é previsto para casais heterossexuais). Isso levou casais gays que seuniram formalmente a recorrerem a Justiça para conseguirem o "upgrade" para o casamentocivil. Com a decisão do Tribunal de Alagoas, casais gays não precisam mais buscar um juiz parase casarem. Ela permite que esses casais manifestem seu desejo de se casar no cartório. Amedida da Justiça alagoana tira a dúvida do cartório ao dizer que ele pode (e deve) habilitar ocasal gay para o casamento civil da mesma forma que o faz para o heterossexual. A ex-desembargadora Maria Berenice Dias, que hoje coordena a Comissão Nacional de DiversidadeSexual da OAB, enviou o texto normativo do Tribunal de Alagoas a todas as comissõesestaduais para que a medida se estenda para todo o Brasil.BahiaA permissão do casamento gay passou a valer no dia 26 de novembro de 2012 e tem caráterEstadual. Tanto os cartórios de Salvador como os da cidade do interior poderão casar gays queos procurem para tal. A permissão foi assinada pela desembargadora Ivete Caldas,corregedora- geral da Justiça, e pelo desembargador Antônio Pessoa Cardoso, corregedor dascomarcas do interior do Estado. Segundo a desembargadora, a medida apenas institui umdireito que diversos juízes baianos já vinham aplicando.
  • 74. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSão PauloA norma do Tribunal de Justiça foi publicada em 18 de dezembro e é bastante clara. Ela diz que"Aplicar-se-á ao casamento ou a conversão de união estável em casamento de pessoas domesmo sexo as normas". Isso significa que quem já possui a união estável e quer converter odocumento para casamento civil, pode. E quem não tem o registro de união estável mas querlavrar o documento de casamento civil direto, também está autorizado. A decisão do Tribunal deJustiça passa a valer para todos os cartórios a partir do dia 18 de fevereiro. E os cartórios sãoobrigados a cumpri-la.PiauíO Corregedor Geral de Justiça, desembargador Francisco Antonio Paes Landim Filho, firmoucompromisso para publicar um Provimento que regulamente os procedimentos a seremobservados pelos casais homoafetivos interessados na conversão de suas uniões estáveis emcasamento, bem como nos casos de habilitação direta para o casamento. Em tom bemhumorado, o Corregedor ainda disse que "esse é um presente de Natal para os homossexuais doPiauí", acrescentando que deseja ver todos os casais homoafetivos "casados e muito felizes”. Amedida ainda não foi publicada oficialmente.Os Tribunais de Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul analisam processos parecidos epodem aprovar o casamento gay nos primeiros meses de 2012.http://www.cedsrio.com.br/site/noticias/2013-01/2013-o-ano-do-casamento-gay-no-brasil
  • 75. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 76. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 77. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 78. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaO texto altera a lei do racismo, tornando também crime a discriminação ou preconceito porgênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.Entre as punições, estão multa e até cadeia.Pelo projeto, vai ser crime, entre outras coisas, praticar ou incitar a discriminação por qualquertipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética,filosófica ou psicológica.Para o pastor evangélico Silas Malafaia, se for aprovado, o projeto vai impedir manifestaçõesreligiosas contrárias à homossexualidade. “Homofobia já tem lei. Uma pessoa que tentar bater,espancar, matar um homossexual vai para a cadeia. O projeto quer criminalizar a crítica, eu nãoposso mais criticar porque se um homossexual se sentir ofendido, vexatoriamente, por filosofia,isto é por pensamento, eu posso ir para cadeia e pegar uma pena de dois a cinco anos. No artigo5º da nossa Constituição, nós somos livres para expressar opinião, inclusive filosófica, estáescrito na carta magna. Eu não sou contra os homossexuais. Cada um tem o direito de ser quequiser. É um direito, agora eu tenho o direito de criticar”, declarou.Mas quem defende o projeto diz que a lei apenas impedirá que os homossexuais sejamperseguidos e humilhados, igualando esse crime ao crime de racismo
  • 79. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia“O PLC 122 não vai proibir nenhum pastor de dizer que a homossexualidade é pecado, porqueisso é um dogma da igreja deles, porém os pastores não podem dizer que os homossexuais sãofrutos do demônio, que os homossexuais são abominação e, por isso, merecem ser eliminadosda face da Terra. A dignidade da pessoa humana deve ser o limite do uso da liberdade deexpressão”, defendeu o deputado Jean Wyllys (PSOL – RJ).O projeto tramita no Congresso Nacional há dez anos. Foi aprovado na Câmara, mas no Senado,foi arquivado, porque mudou a legislatura. No início deste ano, a proposta foi retomada e estána comissão de Direitos Humanos.A relatora, senadora Marta Suplicy, negocia agora com parlamentares mudanças em algunspontos do projeto.Durante a manifestação, um pequeno grupo saiu em defesa do projeto, a favor doshomossexuais. Ao final, líderes religiosos entregaram no Senado um documento com mais deum milhão de assinaturas contra a proposta.
  • 80. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaNo Rio Deputada defende o direito de não contratar homossexuaisA deputada Myrian Rios, do PDT, associa homossexualidade a pedofilia e diz que eles podemtentar “bolinar meu filho”.Um vídeo em que a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT) defende, em discurso noplenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o direito de não contratar umhomossexual, causou polêmica nesta segunda-feira na internet.Na gravação, da última terça-feira, Myrian, que se define como “missionária católica”, pede aoscolegas parlamentares que votem contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 23/2007,que inclui a orientação sexual entre as características pelas quais um cidadão não pode serdiscriminado, segundo a Constituição do Estado do Rio de Janeiro.
  • 81. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaNo Rio Deputada defende o direito de não contratar homossexuaisA deputada Myrian Rios, do PDT, associa homossexualidade a pedofilia e diz que eles podemtentar “bolinar meu filho”.Um vídeo em que a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT) defende, em discurso noplenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o direito de não contratar umhomossexual, causou polêmica nesta segunda-feira na internet.Na gravação, da última terça-feira, Myrian, que se define como “missionária católica”, pede aoscolegas parlamentares que votem contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 23/2007,que inclui a orientação sexual entre as características pelas quais um cidadão não pode serdiscriminado, segundo a Constituição do Estado do Rio de Janeiro."Essa PEC é uma porta para a pedofilia",vislumbrou Myrian no seu discurso. Ejustificou: "Por exemplo, digamos que eutenha duas meninas em casa e minha babáseja lésbica. Se minha orientação sexual forcontrária e eu quiser demiti-la, não posso.Vou ter que manter a babá em casa e sabeDeus se ela não vai cometer pedofiliacontra elas. Eu não vou poder fazer nada".
  • 82. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 83. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 84. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaA proibição da Marcha da Maconha, que se tornou Marcha pela Liberdade de Expressão, teveum ato de repressão policial que repercutiu no Brasil inteiro. O "Churrascão da GenteDiferenciada", que foi organizado por meio da rede social Facebook, também reuniu muitaspessoas para protestar contra a mudança de local de um metrô, em São Paulo.
  • 85. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaAlguns moradores se colocaram contra a obra porque elaatrairia, segundo uma moradora entrevistada pelo jornal Folhade S.Paulo, “drogados, mendigos, uma gente diferenciada..." Foio bastante para que a expressão “gente diferenciada" ganhassea internet e batizasse o "churrasco" de hoje. O governo paulistanega que a mudança tenha sido provocada pelos protestos dosmoradores.A discussão sobre o metrô em Higienópolis tem a vem com a apropriação privilegiada dosespaços urbanos pelos mais ricos que, quando podem, fecham ilegalmente ruas, se blindam emcondomínios privados com guardas privados. A rejeição de pessoas do bairro – 3500 assinaturas– à estação do metrô expressava o que foi dito por alguns, sentido por todos eles, de impedirque seja facilitado o acesso ao bairro – a que mesmo seus empregados particulares tem quechegar tomando 2 ou 3 ônibus -, com a alegação que chegariam camelôs, drogas (como se oconsumo fosse restrito a setores pobres), violência, etc.
  • 86. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaCerca de 600 pessoas protestaram neste sábado em frente ao shopping do bairro deHigienópolis, em São Paulo, com um "churrascão". Com ironia, eles criticaram a oposição de umgrupo de moradores à construção de uma estação de metrô na avenida Angélica, que corta aregião, umas das mais valorizadas da capital paulista, e protestaram contra o governo de SãoPaulo, que anunciou a mudança do local da estação alegando motivos técnicos (ficaria próximademais de uma estação e longe demais de outra, da mesma linha).
  • 87. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 88. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaNo dia 15 de junho desse ano (2011), os oito ministros doSTF surpreenderam e decidiram liberar a Marcha daMaconha, alegando que a ‘liberdade de expressão’ é direitoconstitucional.Os ministros também afirmaram que a ação não é apologiaao crime. A manifestação não pode ser considerada crime,até porque não há previsão de punição para fatos dessanatureza no Código Penal.No entanto, na mesma sessão, os ministros negaram, também por unanimidade, pedido paralegalização do cultivo doméstico da maconha.
  • 89. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaDescriminalizar ou não as drogas?Legalizar ou não o consumo?As respostas para essas perguntas ainda provocammuita polêmica e mostram que o consenso estádistante.Independente de uma definição, crescem no país (eem todo o mundo) as manifestações em prol doconsumo da maconha.A Marcha da Maconha é um evento que ocorre anualmente em diversos locais do mundo. Trata-se de um dia de luta e manifestações favoráveis às mudanças nas leis relacionadas à maconha,em favor da legalização da cannabis, regulamentação de comércio e uso, tanto recreativoquanto medicinal e industrial.
  • 90. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 91. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaQuestões como preconceito e direito das minorias podem cair no exame.
  • 92. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaO CQC desta segunda-feira, dia 28/03/2011, exibiu o quadro “O Povo Quer Saber” com odeputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).Ao responder perguntas de anônimos e famosos, o político revelou que sente saudades daépoca da ditadura e disse não correr o risco de ter um filho homossexual.Ao ser questionado por Preta Gil sobre como reagiria caso um filho seu namorasse uma negra,ele intitulou a possibilidade de “promiscuidade*”.(*Comportamento que viola o que é considerado moral. Relacionamento com vários parceirossexuais.)“Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco porquemeus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como lamentavelmente é oteu”, disse o deputado.Em seu blog, Marcelo Tas se manifesta contra o depoimento deBolsonaro. “Ao contrário dele, eu repudio a ditadura e opreconceito de qualquer natureza. Inclusive o preconceito dealguns que acreditam que um programa de humor não devatratar desse assunto”, disse o líder do CQC.
  • 93. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaSegue um trecho de Mino Carta:Três séculos de escravidão vincam até hoje os comportamentos dasociedade brasileira“Escrevi certa vez que se Ronaldo, o Fenômeno, se postasse na calada da noite em certas esquinas de São Paulo ou do Rio, ede improviso passasse a Ronda, seria imediata e sumariamente carregado para o xilindró mais próximo. Digo, o mesmoRonaldo que foi ídolo do Brasil canarinho quando adentrava ao gramado. Até Pelé, creio eu, nas mesmas circunstânciasenfrentaria maus bocados, embora se trate de “um negro de alma branca”.Aí está: o protótipo do preto brasileiro, o modelo-padrão, está habilitado a representar e orgulhar o Brasil ao lidar com aredonda ou ao compor música (popular, esclareça-se logo), mas em um beco escuro será encarado como ameaça potencial.Muitos, dezenas de milhões, acreditam em uma lorota imposta pela retórica oficial: entre nós não hápreconceito de raça e cor. Pero que lo hay, lo hay.(…)A herança da trágica dicotomia, casa-grande e senzala, continua a determinar a situação do País, dolorosamente marcadapela desigualdade. Há quem pretenda que o preconceito à brasileira não éracial, é social, mas no nosso caso os qualificativos são sinônimos: o miserável nativo não é branco.
  • 94. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 95. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 96. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 97. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaDARWINISMO: As interpretações perigosas...Algumas interpretações de Darwin deturparam seus pensamentos. Umsociólogo, amigo de Darwin (Herbert Spencer) adaptou as idéias deDarwin para a sociedade e seus escritos acabaram popularizando aexpressão “sobrevivência do mais apto” - Darwinismo SocialOs adeptos do DARWINISMO SOCIAL defendiam a tese de que existiam raçassuperiores e inferiores, a qual foi amplamente utilizada pelos governos europeuspara justificar seus domínios na Ásia e na África no período doimperialismo, criando as condições para o aumento do preconceitocontra os povos desses continentes, vistos como inferiores.
  • 98. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaDARWINISMO: As interpretações perigosas...Um primo de Darwin – Francis Galton (antropólogo) pregava a idéia de eugenia (melhoriada espécie por meio de seleção de indivíduos)Nos Estados Unidos entre 1909 e 1939, 60 mil pessoas foram esterelizadassimplesmente por não terem estudos ou serem pobres oumesmo por apresentarem um problema físico qualquer.
  • 99. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaMais tarde, já no século XX, esse pensamento perdeu força e amistura de raças passou a ser vista como algo benéfico. Foi nessemomento, por exemplo, que o samba, o violão, o frevo e acapoeira deixaram de ser criminalizados e marginalizados no Brasil,passando a ser aceitos em setores sociais mais elitizados.O DARWINISMO SOCIAL NO BRASIL...Nas últimas décadas do século XIX, em nosso país, muitos intelectuais e pensadores, tais comoNina Rodrigues e Sílvio Romero, acabaram por adotar a tese da existência de uma raça superior.Defendiam o branqueamento da populaçãocomo uma forma de superara mistura de “cores” que caracteriza o povo brasileiro. A aplicação prática dessa concepção setraduziu no incentivo à imigração maciça de trabalhadoreseuropeus (italianos, alemães, espanhóis, poloneses, ucranianos), que, ao longodo tempo, branqueariam a sociedade dopaís.
  • 100. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaQuestões como preconceito e direito das minorias podem cair no exame.
  • 101. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 102. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia“olhe-me nos olhos… eu disse nos olhos”.
  • 103. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia“olhe-me nos olhos… eu disse nos olhos”.A quantas anda o seu preconceito?
  • 104. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaA foto da designer gráfica Tanja Kiewitz, de 35 anos, provoca uma reação imediata de surpresa –e, certamente, alguns sentimentos que tentamos afastar.Tanja disse que posou visando combater a discriminação da sociedade contra pessoas como ela,que têm algum tipo de deficiência física.A campanha é de uma ONG dedicada a alertar para os problemas vividos na França e na Bélgicapor pessoas incapacitadas parcialmente, chamada CAP48.Elas não querem que a sociedade sinta pena ou vire os olhos ou tente não enxergar. Querem,isso, sim, que a sociedade se equipe, mentalmente, para aceitá-las como são e lhes dêoportunidade para se realizarem pessoalmente e profissionalmente.É válida para combater o preconceito e a discriminação? Você se senteobrigado a rever seus sentimentos do que é “normalidade”? Ou acampanha é apelativa e pode provocar repulsa?http://www.modacomestilo.com.br/termo/preconceito
  • 105. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografiaquinta-feira, 28 de julho de 2011Anders Behring Breivik, o atirador que se responsabilizou pelo atentado terrorista ocorrido naNoruega, no dia 22/07/2011, publicou um manifesto (ou e-book) na internet horas antes domassacre. Intitulado “A European Delaration of Independence – 2083”, o texto cita o Brasil váriasvezes, e de forma questionável. Na capa deste manifesto está assinado o pseudônimo “AndrewBerwick”.Veja alguns trechos do polêmico manifesto que citam o Brasil:“Brasil vem se estabelecendo como o segundo país do mundo com o menor nível de igualdadesocial". “Os resultados são evidentes e se manifestam num alto nível de corrupção, falta deprodutividade e um eterno conflito entre várias ‘culturas’ competindo, enquanto a miríade de‘sub-tribos’ criadas (preto, mulato, mestiço, branco) paralisa qualquer esperança de sequeralcançar o mesmo nível de produtividade e igualdade de, por exemplo, Escandinávia, Alemanha,Coreia do Sul e Japão”. “...é evidente que uma abordagem similar na Europa seria devastadora eum atraso para as nações (...)”.“(...) Um país que tem culturas que competem entre si vai acabar se dividindo internamente ou,a longo prazo, vai terminar como um lugar permanentemente disfuncional como o Brasil eoutros países semelhantes”, diz. “Quando você acrescenta o Islã a esta mistura, o pior cenáriomuda de um país disfuncional para o fracasso total; a sharia [lei islâmica] e disputa entre povos”.“Seja extremamente cuidadoso quando lidar com material radiológico”. Neste trecho ele citou oacidente de Goiânia com césio 137, em 1987.
  • 106. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - GeografiaConfira as dez religiões com mais adeptos no Brasil:Católica: 123.972.524 de adeptos (65% da população brasileira)Evangélica: 42.275.440 (22,2%)Espírita: 3.848.876 (2%)Testemunhas de Jeová: 1.393.208 (0,7%)Umbanda: 407.331 (0,2%)Budismo: 243.966 (0,13%)Candomblé: 167.363 (0,09%)Novas Religiões Orientais: 155.951 (0,08%)Judaísmo: 107.329 (0,06%)Tradições Esotéricas: 74.013 (0,04%)
  • 107. Slides elaborados pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia