04 ciencias 7ano
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

04 ciencias 7ano

on

  • 1,629 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,629
Views on SlideShare
1,629
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

04 ciencias 7ano 04 ciencias 7ano Document Transcript

  • 89 7º ANO UNIDADE V: Cuidando dos seres vivos........................................................................90 • A posse responsável dos animais de estimação......................................................90 • Saúde animal.............................................................................................................92 • Os vírus.....................................................................................................................93 UNIDADE VI: O Reino Animal – Os invertebrados.......................................................98 • Os animais invertebrados.........................................................................................98 • Os poríferos...............................................................................................................99 • Os celenterados........................................................................................................99 • Os platelmintos.......................................................................................................101 • Os nematelmintos...................................................................................................101 • As parasitoses.........................................................................................................102 • Os moluscos...........................................................................................................104 • Os anelídeos...........................................................................................................105 • Os artrópodes.........................................................................................................106 • Os insetos e os seres humanos..............................................................................109 • Os equinodermos....................................................................................................111 UNIDADE VII: O Reino Animal - Os vertebrados.......................................................113 • Os peixes................................................................................................................114 • Os anfíbios..............................................................................................................116 • Os répteis................................................................................................................118 • As aves....................................................................................................................122 • Os mamíferos..........................................................................................................124 UNIDADE VIII: O Reino Vegetal...................................................................................131 • A célula vegetal.......................................................................................................131 • Classificação e características dos grupos vegetais..............................................132 • Angiospermas: a raiz...............................................................................................135 • Angiospermas: o caule............................................................................................136 • Angiospermas: a folha............................................................................................138 • Angiospermas: a flor...............................................................................................140 • Angiospermas: o fruto e a semente........................................................................142 • A importância dos vegetais.....................................................................................144 Cien_7ano_2S_2010.indd 89 09/11/2010 10:28:58
  • 90 Ao domesticar o cão e o gato, há milhares de anos, o homem tornou-se responsável pelo bem-estar desses animais. Conviver com um bicho de estimação é um privilégio que pode mudar nossa vida para muito melhor. No entanto, alguns cuidados devem ser observados para que essa relação seja realmente harmoniosa e feliz. UNIDADE V Cuidando dos seres vivos Na natureza, um ser vivo não sobrevive de forma isolada, ele estabelece relações mais ou menos íntimas entre si e com o ambiente em que se encontra. Convivemos com diversos desses organismos. Nesta unidade você estudará os animais que são escolhidos e criados por nós e os animais que convivem conosco sem que nós tenhamos feito tal escolha. A POSSE RESPONSÁVEL DOS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO Os Dez Mandamentos da Posse Responsável de Cães e Gatos Antes de adquirir um animal, considere que seu tempo médio de vida é de 12 anos. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados. Adote animais de abrigos públicos e privados (vacinados e castrados), em vez de comprar por impulso. Informe-se sobre as características e necessidades da espécie escolhida – tamanho, peculiaridades, espaço físico. Mantenha o seu animal sempre dentro de casa, jamais solto na rua. Para os cães, passeios são fundamentais, mas apenas com coleira/guia e conduzido por quem possa contê-los. Cien_7ano_2S_2010.indd 90 09/11/2010 10:29:01
  • 91 Cuide da saúde física do animal. Forneça abrigo, alimento, vacinas e leve-o regularmente ao veterinário. Dê banho, escove e exercite-o regularmente. Zele pela saúde psicológica do animal. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele. Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características. Recolha e jogue os dejetos (cocô) em local apropriado. Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses ou similar, informando-se sobre a legislação do local. Também é recomendável uma identificação permanente (microchip). Evite as crias indesejadas de cães e gatos. Castre os machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações. Disponível em http://www.arcabrasil.org.br/acessado em 02/09/2009. 1. Observe as imagens e responda as questões: a) Do que os seres humanos precisam para viver? __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ b) E o gato e o cão de estimação, do que eles necessitam? _________________________________________________ _________________________________________________ 2. Com suas palavras, defina posse responsável de animais de estimação. __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ Cien_7ano_2S_2010.indd 91 09/11/2010 10:29:03
  • 92 SAÚDE ANIMAL Quando falamos da posse responsável dos animais de estimação, ficou clara a ideia de cuidado com alimentação, abrigo e carinho. Agora vamos nos aprofundar mais com relação à saúde do animal e do seu dono. Para isso, precisamos recordar alguns conceitos como: sinantrópicos e zoonoses. Sinantrópicos são animais que, ao longo do tempo, se adaptaram a viver junto ao homem independentemente da sua vontade. Diferentes dos animais de estimação como cães, gatos e pássaros, que o homem cuida para a obtenção de companhia, ou ainda, dos animais domésticos, que o homem cria para a obtenção de alimentos ou trabalho, como: aves, bovinos, equinos e suínos. Dentre os animais sinantrópicos, podemos destacar aqueles que podem transmitir doenças, causar agravos à saúde do homem ou de outros animais, e que podem estar presentes na nossa casa ou na nossa cidade, como: abelhas, aranhas, baratas, carrapatos, escorpiões, formigas, lacraias, morcegos, moscas, mosquitos, pombos, pulgas, ratos, taturanas e vespas. Zoonoses – são doenças de animais transmitidas ao homem. Dentre elas, destacamos a raiva ou hidrofobia, doença causada por vírus relacionada aos animais de estimação como o cão e o gato. O vírus da raiva pode ser transmitido aos seres humanos, através da mordida ou arranhadura de animais como cães e gatos infectados, ou ainda por animais selvagens como lobos, raposas, ratos e morcegos. A raiva pode levar o indivíduo infectado à morte. Entretanto, pode-se adquirir imunidade ao vírus através de vacina. Por isso a importância da vacinação de cães e gatos. Outros cuidados também devem ser observados, como: • Não tocar em animais desconhecidos, feridos ou doentes. • Não perturbar os animais quando estiverem comendo, bebendo ou dormindo. • Não separar brigas de animais sem os cuidados pertinentes. • Não criar animais selvagens ou retirá-los do seu habitat natural. • Não entrar em grutas, cavernas ou locais abandonados. • Não abandonar os animais de estimação. Atenção! Não esqueça que as campanhas de vacinação de cães e gatos, geralmente ocorrem no mês de agosto na rede pública de saúde e que a prevenção é a melhor maneira de combater a doença. Cien_7ano_2S_2010.indd 92 09/11/2010 10:29:06
  • 93 1. Observe a imagem e responda as questões em seu caderno. a) Suponhamos que o cão foi mordido por um morcego. Qual doença ele poderá transmitir a menina? b) Além do morcego, quais outros animais são possíveis transmissores dessa doença para o cão? c) Qual a melhor maneira para se evitar que essa doença chegue até o cão? d) Crie uma história para os fatos da imagem. Não esqueça de dar nome aos personagens. 2. O que são zoonoses? 3. Dê exemplos de cinco animais sinantrópicos. 4. Estabeleça diferenças entre animais de estimação, selvagem e sinantrópicos. OS VÍRUS Os vírus são estruturas microscópicas capazes de infectar diferentes seres vivos como: protozoários, bactérias, fungos, plantas e animais, incluindo os seres humanos causando diferentes patologias. Mas o que são vírus? Por que eles não estão incluídos em um dos cinco reinos? Por que eles não são formados por células e, quando fora delas, não apresentam os atributos da vida, como: reprodução, movimento e crescimento. Cien_7ano_2S_2010.indd 93 09/11/2010 10:29:11
  • 94 Basicamente, os vírus são compostos por uma capa de proteína com material genético dentro (RNA ou DNA). Por não possuírem estruturas mais especializadas, os vírus necessitam parasitar uma célula específica para se reproduzirem, portanto, são parasitas obrigatórios. A reprodução de um vírus se dá da seguinte maneira: o vírus liga-se à célula hospedeira (pode ser de um animal, vegetal, bactéria ou protozoário), injeta seu material genético, que se ligará ao material genético da célula. Quando ativado, o material genético do vírus neutraliza as funções básicas da célula, transformando-a em uma copiadora de novos vírus. Ao final do processo de cópias de novos vírus, estes, são tantos que não cabem mais dentro da célula, rompendo-a. Ao ganharem liberdade, “procuram” novas células, para recomeçarem o ciclo. Os vírus são responsáveis por inúmeras doenças que acometem os seres humanos e outros animais. São exemplos de viroses: catapora, caxumba, dengue, gripe, hepatite, herpes, raiva, sarampo, varíola, rubéola, poliomielite, febre amarela e AIDS. Essas doenças diferem em relação ao contágio, sintomas ou formas de tratamento. Vejamos na tabela a seguir um breve resumo de cada uma. DOENÇA INFECÇÃO TRANSMISSÃO PREVENÇÃO Catapora ou Varicela Causada pelo vírus Varicela-Zoster, é uma infecção contagiosa que causa erupção cutânea pruriginosa, se espalhando pelo corpo. Pela saliva ou através de objetos contaminados. Vacina. Caxumba Também conhecida como papeira ou parotidite é uma infecção das glândulas salivares próximas ao ouvido, causada pelo vírus do gênero Paramyxovirus. Pela saliva ou pela utilização de objetos de uso comum contaminado. Vacina. Dengue Doença infecciosa causada por um arbovírus (existem quatro tipos diferentes de vírus da dengue – 1, 2, 3 e 4). Pela picada do mosquito Aedes aegypti. Não existe vacina. Controle da proliferação dos mosquitos. Gripe Doença causada por diferentes vírus da família influenza. Gotículas de saliva e espirro ou pela utilização de objetos contaminados. Vacina. Herpes Causada pelos vírus Herpes simplex 1 e 2, que afeta principalmente a mucosa da boca ou região genital, mas pode causar graves complicações neurológicas. Pelo contato direto (ato sexual) ou indireto por meio de objetos contaminados compartilhados. Não existe vacina. Esquema de um vírus infectando uma bactéria. bactéria Vírus (bacteriófago) Liberação dos vírus Novos vírus DNA Cien_7ano_2S_2010.indd 94 09/11/2010 10:29:13
  • 95 Raiva Causada por um vírus da família Rhabdoviridae, gênero Lyssavirus. O agente causador da raiva pode infectar qualquer animal de sangue quente, porém só irá desencadear a doença em mamíferos. Através da mordida de animais como cães e morcegos. Vacina. Sarampo Doença que ataca principalmente crianças até 10 anos; esporadicamente ocorrem alguns casos em adultos. Através de secreções respiratórias como espirros e tosse. Vacina. Varíola Doença infecto-contagiosa provocada pelo vírus Orthopoxvirus variolae. Através do contato com pessoas doentes e pelos objetos utilizados por essa mesma pessoa. Vacina. Poliomielite Conhecida como paralisia infantil, foi considerada erradicada no Brasil em 1994. Causa paralisia muscular, principalmente nos membros inferiores. Pela saliva ou pela ingestão de água e/ou alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras. Vacina. Febre Amarela Causada pelo mesmo tipo de vírus que o da dengue (flavivirus). O vírus causa uma lesão no fígado e pigmentos biliares são liberados no sangue deixando a pele amarelada. Picada de mosquitos, dentre os quais se destaca o Aedes aegypti. Vacina e eliminação dos mosquitos. AIDS Causada pelo vírus HIV. Após o contágio, a doença pode demorar até 10 anos para se manifestar. Por isso, a pessoa pode ter o vírus HIV em seu corpo, mas ainda não ter AIDS. Pelo sangue, esperma, secreção vaginal ou leite materno. Não existe vacina. Converse com seus familiares e procure saber quais das doenças citadas na tabela você já teve na infância. Procure observar também se sua Carteira de Vacinação está atualizada. Uma das maneiras é procurar informação na UBS (Unidade Básica de Saúde). Boa conversa! Anote em seu caderno um pouco desse diálogo. Responda as questões propostas a seguir em seu caderno. 1. O que são viroses? Cite quatro exemplos. Cien_7ano_2S_2010.indd 95 09/11/2010 10:29:15
  • 96 1. Gripes e resfriados são doenças causadas por vírus. Qual a diferença entre elas? _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ Se, de repente, seu animalzinho, que é alegre, tem um baita apetite e adora fazer estripulias, perder a vontade de brincar, dispensar aquele pote de ração predileta e se sentir deprimido em algum canto da casa ou da gaiola, fique atento: a razão para essa ‘tristeza’ pode ser gripe. Segundo especialistas, a doença também é muito comum no reino animal no inverno, quando o clima torna-se frio e seco, e acomete principalmente os bichinhos de estimação expostos a condições favoráveis e com baixa imunidade. Diferentemente do que ocorre com os humanos, porém, o diagnóstico e tratamento dos sintomas nem sempre são fáceis e variam bastante de acordo com a espécie. Trecho retirado do site www.revistavivasaude.uol.com.br>acessado em 15/10/2009. 2. Por que os vírus são considerados parasitas obrigatórios? 3. A melhor maneira de se prevenir contra as viroses é através de vacinação. Quais outras atitudes são necessárias para a redução da contaminação por vírus? 4. Além da dengue, qual outra doença o Aedes aegypti pode transmitir? A Gripe aviária é o nome dado à doença causada por uma variedade do vírus Influenza (H5N1) hospedado por aves, mas que pode infectar diversos mamíferos. Tendo sido identificada na Itália por volta de 1900, é, no entanto, conhecida por existir em grande parte do globo, concentrando-se hoje principalmente no sudeste asiático. O H5N1, vírus causador da gripe aviária, é um tipo de vírus Influenza, o responsável pela gripe comum. O Influenza pode ser dividido em três tipos: A, B e C. O tipo A subdivide-se ainda em vários subtipos, sendo os subtipos H1N1, H2N2 e H3N2, responsáveis por grandes epidemias e pandemias. Informações coletadas no site www.wikipedia.org>acessado em 15/10/2009. Cien_7ano_2S_2010.indd 96 09/11/2010 10:29:17
  • 97 A gripe suína refere-se à gripe causada pelas estirpes de vírus da gripe, chamadas vírus da gripe suína, que habitualmente infectam porcos, onde são endêmicas. Em 2009 todas estas estirpes foram encontradas no vírus da gripe C e nos subtipos do vírus da gripe A conhecidos como H1N1, H1N2, H3N1, H3N2, e H2N3. Em seres humanos, os sintomas de gripe A (H1N1) são semelhantes aos da gripe comum como: calafrios, febre, geralmente superior a 38º, garganta dolorida, dores musculares, dor de cabeça forte, tosse, fraqueza, desconforto geral, e em alguns casos, náusea, vômito, diarreia e ardor nos olhos. Informações coletadas no site www.wikipedia.org>acessado em 15/10/2009. Atividade: “Campanha bem estar do animal de estimação” Essa atividade será desenvolvida no POWERPOINT. O objetivo é criar uma campanha de incentivo e conscientização sobre a posse responsável de animais de estimação. -Sugestões de temas para a campanha: vacinação; adoção ou maus tratos. Para acessar o programa, clique em: INICIAR  PROGRAMAS POWERPOINT. • Escolha uma apresentação e utilize as ferramentas. • Não esqueça, de salvar o seu trabalho. Barra de ferramentas  ARQUIVO SALVAR COMO. Obs: a) Procure uma imagem na Internet para enriquecer sua apresentação. b) Registre no espaço abaixo informações para serem discutidas como fechamento da unidade. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ Cien_7ano_2S_2010.indd 97 09/11/2010 10:29:18
  • 98 UNIDADE VI O Reino Animal – Os invertebrados Os animais apresentam as seguintes características gerais: • São pluricelulares, ou seja, formados por muitas células. A célula animal é eucarionte, isto é, o conteúdo nuclear encontra-se protegido por membrana. Esse tipo de célula apresenta organoides, como: membrana plasmática, citoplasma e núcleo. • São seres heterotróficos porque são incapazes de sintetizar seu próprio alimento, por isso, precisam retirá-lo do meio ambiente. • A maioria das espécies é capaz de se locomover. No entanto, há espécies que vivem fixas, ou seja, sésseis no ambiente, como as esponjas-do-mar. • A reprodução na grande maioria é sexuada e ocorre por meio de células denominadas espermatozoides e óvulos. • Habitam ambientes aquáticos ou terrestres. • São muito diversificados quanto à forma, ao tamanho e aos hábitos alimentares. • Estão divididos em dois grandes grupos: invertebrados e vertebrados. OS ANIMAIS INVERTEBRADOS Os animais invertebrados são assim chamados por não apresentarem coluna vertebral e crânio. Estão classificados em oito filos: poríferos, celenterados, platelmintos, nematelmintos, moluscos, anelídeos, artrópodes e equinodermos. De maneira clara e simplificada, podemos assim caracterizá-los: FILOS CARACTERÍSTICAS REPRESENTANTES Poríferos São fixos e filtradores. Esponja Celenterados Apresentam corpo mole e boca rodeada de tentáculos. Anêmona Platelmintos São vermes de corpo achatado. Planária Nematelmintos São vermes de corpo cilíndrico. Lombriga Moluscos Apresentam corpo mole, geralmente com concha. Caramujo Anelídeos Apresentam corpo mole, formado por anéis, sem concha. Minhoca Artrópodes Possuem pernas articuladas. Formiga Equinodermos Possuem o corpo rugoso, duro, às vezes com espinhos. Estrela-do-mar Cien_7ano_2S_2010.indd 98 09/11/2010 10:29:20
  • 99 Os invertebrados representam 95% de todos os animais existentes no planeta Terra e estão presentes em todos os habitats. OS PORÍFEROS Pertencem ao filo Porifera as esponjas, animais exclusivamente aquáticos e que vivem fixos na profundidade dos rios ou mares. Esses animais são os mais simples que existem. Na parede do seu corpo encontram-se numerosos poros por onde a água entra penetrando na cavidade interna, denominada átrio, e sai por uma abertura denominada ósculo, portanto, são animais filtradores. A água com alimento é “puxada” para dentro do corpo da esponja e as células internas captam e digerem o alimento fazendo digestão intracelular, com o auxílio de enzimas digestivas. As esponjas também se reproduzem assexuadamente, principalmente por brotamento: no corpo do animal forma-se um broto que se solta e dá origem a um novo indivíduo. As esponjas possuem grande poder de regeneração. Pequenos pedaços podem regenerar por completo esponjas inteiras. OS CELENTERADOS Pertencem ao filo Cnidaria as águas-vivas, as anêmonas e os corais. Os cnidários são animais aquáticos, geralmente marinhos, com uma única abertura no corpo: a boca, por onde a água entra e sai transportando alimento e eliminando o que não foi aproveitado. Ao redor da boca são encontrados tentáculos com células denominadas cnidoblastos, que secretam substâncias que são injetadas através de um filamento em outros animais paralisando-os ou produzindo uma sensação semelhante à queimadura. Cien_7ano_2S_2010.indd 99 09/11/2010 10:29:23
  • 100 São vários os mecanismos reprodutivos nos celenterados. Eles podem apresentar reprodução assexuada ou sexuada. Existem espécies em que os sexos são separados, mas existem também espécies hermafroditas. Em algumas espécies ocorre alternância de gerações. Nesses casos, as fases de pólipo e de medusa são estágios do ciclo de vida e se alternam: os pólipos sofrem reprodução assexuada e formam medusas, que se reproduzem sexuadamente formando pólipos. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as alternativas falsas. Corrija as alternativas falsas. ( ) As esponjas podem viver perfeitamente em ecossistema terrestre. ( ) As esponjas adultas são organismos sésseis. ( ) As esponjas realizam digestão extracelular. ( ) No corpo das esponjas, a água entra pelo átrio e sai pelo ósculo. 2. O que significa dizer que os poríferos são animais filtradores? 3. Como são chamadas as células urticantes dos celenterados? O que elas podem provocar aos seres humanos quando entram em contato direto? 4. Quanto aos poríferos e celenterados, responda: a) A qual reino pertencem? b) A qual filo pertencem? c) Cite um representante de cada. 1. Forme vocabulário com as seguintes palavras. - Reprodução assexuada: __________________________________________________________________________ - Reprodução sexuada: __________________________________________________________________________ - Animais hermafroditas: __________________________________________________________________________ Cien_7ano_2S_2010.indd 100 09/11/2010 10:29:26
  • 101 OS PLATELMINTOS Pertencem ao filo Platyhelminthes animais como as planárias e as solitárias que podem ser encontrados em ambientes aquáticos ou terrestres. Os platelmintos apresentam como principal característica o corpo achatado. Eles estão divididos em três classes: turbelários, trematoides e cestoides. Classe dos Turbelários – são platelmintos de vida livre como as planárias, que se alimentam de pequenos animais vivos ou mortos. Sua boca está localizada na região ventral do corpo, os restos também são eliminados pela boca, já que esses animais não têm ânus. Classe dos Trematoides – são todos parasitas, como o Schistosoma mansoni, causador da doença chamada esquistossomose. São animais que apresentam sexos separados. O esquistossomo macho possui um canal onde a fêmea se abriga na época da reprodução. Classe dos Cestoides – são parasitas de corpo achatado, alongadoesubdividoemsegmentos.SãoexemplosaTaeniasolium e a Taenia saginata, conhecidas popularmente como solitárias. As solitárias retiram seu alimento do hospedeiro absorvendo os nutrientes por toda a sua superfície corporal, já que não possuem boca e nem intestino. OS NEMATELMINTOS São representados por espécies de vida livre e parasitária. Apresentam corpo cilíndrico, afilado nas extremidades e são os primeiros invertebrados a apresentarem sistema digestório completo com boca e ânus. Reproduzem-se sexuadamente por fecundação interna. No filo Nematoda, a maior classe e a mais importante é a dos nematoides. Entre os parasitas do homem, destacam-se o Ancylostoma duodenale, a Wuchereria bancrofti e o Ascaris lumbricoides conhecido popularmente como lombriga, que causa a doença denominada ascaridíase. Cien_7ano_2S_2010.indd 101 09/11/2010 10:29:31
  • 102 AS PARASITOSES Asparasitosessãodoençasquepodemsercausadasporagentesespecíficos,denominados parasitas, especialmente os endoparasitas que vivem no interior do corpo do hospedeiro e são chamados popularmente de verminoses. Esses parasitas podem ser observados nas crianças e nos adultos, em ambos os sexos, em todas as classes sociais, tanto na zona rural como nas cidades. As consequências decorrentes destas doenças podem representar grandes danos à saúde do indivíduo, por vezes até fatais. A prevenção constitui-se a forma mais segura e eficaz contra estas infecções. A Esquistossomose ou barriga-d’água – é causada por platelmintos da espécie Schistosoma mansoni. Ocorre quando uma pessoa contaminada elimina os ovos nas fezes e em contato com a água, a larva (miracídio), sai do ovo e entra no caramujo. Dentro do caramujo ela se desenvolve e se torna a cercária, estágio larval que possibilita penetrar na pele das pessoas que estão em contato com a água contaminada. Esses vermes vivem nos vasos sanguíneos do intestino, do fígado ou do baço e causa complicações que podem levar a pessoa à morte. O baço e o fígado do doente podem aumentar muito de tamanho e por isso a doença também é chamada de barriga-d’água. A prevenção da doença consiste no tratamento adequado dos esgotos domésticos e na eliminação do caramujo. A Teníase – é causada por algumas espécies de platelmintos do gênero Taenia. Ocorre quando um indivíduo defeca ao ar livre, eliminando junto com as fezes anéis repletos de ovos que podem contaminar o alimento consumido pelos animais domésticos como o porco. Esses ovos, quando ingeridos, chegam ao intestino do animal, atravessam a parede desse órgão e se transformam em larvas denominadas oncosferas que entram em circulação atingindo a musculatura. Aí, elas se transformam em outras larvas que recebem o nome de cisticercos. Se, após o abate a carne estiver contaminada por cisticercos e for consumida mal cozida, ocorrerá à contaminação. Cien_7ano_2S_2010.indd 102 09/11/2010 10:29:36
  • 103 O ciclo de vida descrito é da Taenia solium. O ciclo de vida da Taenia saginata é semelhante, com a diferença de que seu hospedeiro intermediário é o boi. Veja na tabela a seguir informações sobre outras doenças parasitárias. DOENÇA PARASITA FILO TRANSMISSÃO PROFILAXIA Ascaridíase Ascaris lumbricoides Nematelmintos Ingestão de água e alimentos contaminados com ovos do parasita. Saneamento básico, impedindo a contaminação com ovos do parasita. Ancilostomíase ou Amarelão Ancylostoma duodenale e Necator americanus Nematelmintos Penetração ativa de larvas através da pele humana. Educação sanitária e uso de calçados. Elefantíase Wuchereria bancrofti Nematelmintos Picada de mosquitos infectados por larvas. Eliminação de insetos transmissores. Oxiurose Enterobius vermicularis Nematelmintos Ingestão de ovos do parasita. Saneamento básico e higiene pessoal. Bicho geográfico Ancylostoma brasiliense Nematelmintos Contato da pele com as larvas. Evitar cães e gatos na areia da praia. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Se uma pessoa comer carne de porco ou de boi mal cozida, e que não tenha sido fiscalizada, que tipo de parasitose ela pode adquirir? Quais os nomes científicos dos seus causadores? 2. Dê exemplo de um platelminto que não causa doença aos seres humanos. 3. Cite as principais diferenças entre os platelmintos e nematelmintos. 4. Quais são as medidas profiláticas para se evitar a esquistossomose? 5. Quais os órgãos atingidos em uma pessoa com barriga-d’água? 6. Identifique os hospedeiros intermediários dos seguintes vermes: Schistosoma mansoni, Taenia solium e Taenia saginata. 7. De que maneira o homem contrai a ascaridíase? 8. Por que o uso de sapatos previne o amarelão? 9. Como se dá a infestação no homem pelo Ancylostoma duodenale? 10. Como ocorre a transmissão da elefantíase? Cien_7ano_2S_2010.indd 103 09/11/2010 10:29:38
  • 104 OS MOLUSCOS O filo Mollusca é representado pelos polvos, lulas, caracóis, lesmas, ostras e mexilhões. São animais de corpo mole e não segmentado, constituído de três partes: cabeça, pé e massa visceral. As principais classes de moluscos são: gastrópodes, cefalópodes e bivalves. Classe dos Gastrópodes – é o grupo mais numeroso dos moluscos e pode ser encontrado no mar, na água doce e em terra. A maioria das espécies apresenta uma concha única e espiralada. O pé é bem desenvolvido e permite que o animal rasteje. São exemplos de gastrópodes os caramujos, os caracóis e as lesmas. Classe dos Cefalópodes – são moluscos exclusivos de habitats marinhos. O pé dos cefalópodes está dividido em tentáculosquepartemdacabeça.Ostentáculos,quepodem apresentar ventosas, são usados na locomoção e captura de presas. São exemplos de moluscos cefalópodes as lulas e os polvos. Classe dos Bivalves – são exclusivamente aquáticos, ocorrendo tanto na água doce como na água salgada. Muitas espécies vivem enterradas na areia do fundo e apresentam pés apropriados para cavar. O corpo dos bivalves é achatado lateralmente e encontra-se protegido por uma concha constituída por duas partes, chamadas valvas. A cabeça é reduzida e não apresenta olhos e nem tentáculos. São exemplos as ostras e os mexilhões. Muitos moluscos são utilizados em nossa alimentação como: os mexilhões, as ostras, os polvos e as lulas. Algumas espécies de bivalves são responsáveis pela produção das pérolas usadas em joias. A formação da pérola ocorre quando um grão de areia penetra entre a concha e o corpo do animal, a pele forma várias camadas que envolvem o grão, constituindo a pérola. Cien_7ano_2S_2010.indd 104 09/11/2010 10:29:41
  • 105 OS ANELÍDEOS Pertencem ao filo Annelida: as minhocas, os nereides e as sanguessugas. São animais de corpo cilíndrico, mole e segmentado coberto por uma película lisa e úmida. Podem ser aquáticos ou terrestres. Outra característica deste grupo é a presença de cerdas, eixos que lembram espinhos e que servem para a locomoção. De acordo com a função das cerdas, estão divididos em três classes: poliquetos, oligoquetos e hirudíneos. Classe dos Poliquetos - são anelídeos marinhos que apresentam muitas cerdas no corpo. Exemplo: Nereis. Classe dos Oligoquetos – são anelídeos que vivem em terra úmida ou ambiente aquático doce e apresenta poucas cerdas no corpo, como a minhoca. A minhoca é hermafrodita, isto é, cada indivíduo tem testículos e ovários. Na cópula, os dois animais se unem pelo clitelo, trocam espermatozoides e em seguida separam-se. Cada um produzirá um casulo cheio de ovos que depositará no solo. As minhocas são muito importantes para o solo, pois promovem a aeração com formação de galerias e o enriquece com os nutrientes de suas fezes, possibilitando a formação do húmus que é muito utilizado na agricultura. Classe dos Hirudíneos – são anelídeos que vivem em água doce, possuem ventosas de fixação nas extremidades do corpo e não possuem cerdas. São ectoparasitas sugadores de sangue de alguns animais. São exemplos de hirudíneos as sanguessugas. 1. Complete as frases: a) Principal característica dos moluscos: ___________________________________________. b) O corpo dos moluscos é formado por: _______________, ___________e ______________. c) Os anelídeos são vermes de corpo: _____________________________________________. d) Classe que pertence a minhoca: ________________________________________________. e) Filo que pertence a lula: _______________________________________________________. f) A minhoca apresenta testículo e ovário, portanto é:________________________________. Cien_7ano_2S_2010.indd 105 09/11/2010 10:29:45
  • 106 2. Associe corretamente a característica ao animal: (a) Apresenta poucas cerdas. ( ) polvo. (b) Corpo mole com tentáculos. ( ) minhoca. (c) Concha dividida em duas partes. ( ) caramujo. (d) Não possui cerdas. ( ) ostra. (e) Concha única espiralada. ( ) sanguessuga. As questões 3, 4, 5 e 6 deverão ser respondidas no caderno. 3. Estabeleça diferenças entre o caramujo, o polvo e a ostra. 4. Por que os moluscos são importantes para o homem? 5. Explique a importância da minhoca para a agricultura. 6. Por que as sanguessugas são consideradas parasitas? 1. Sanguessugas como as que pertencem a espécie Hirudo medicinalis já foram muito utilizadas principalmente pela medicina oriental. Comente o propósito dessa prática. OS ARTRÓPODES O filo Arthropoda é o maior em número de espécies e de indivíduos entre todos os animais. São exemplos de artrópodes o cupim, o escorpião, o carrapato, a borboleta e a lagosta. As principais características deste grupo são: • A presença de um esqueleto externo (exoesqueleto) muito rígido constituído por quitina, que reveste todo o corpo do animal. O exoesqueleto não muda de tamanho, o corpo do animal cresce e um exoesqueleto maior é formado, esse processo denomina-se muda ou ecdise; • Apresentam extremidades locomotoras constituídas por partes articuladas. Cien_7ano_2S_2010.indd 106 09/11/2010 10:29:47
  • 107 • O corpo dos artrópodes é dividido em cabeça, tórax e abdome. Os artrópodes estão divididos em cinco classes principais: insetos, aracnídeos, crustáceos, quilópodes e diplópodes. Classe dos Insetos: é representada por: baratas, besouros, moscas, cigarras, mariposas, entre outros. O corpo do inseto é dividido em três segmentos: cabeça, tórax e abdome. Apresenta, na cabeça, um par de antenas e, no tórax, três pares de pernas. A maioria dos insetos possui dois pares de asas como as libélulas, entretanto, há espécies com apenas um par de asas como as moscas e até espécies sem asas como as pulgas. Os insetos são de sexos separados com fecundação interna, ocorrendo acasalamento entre macho e fêmea. Quanto ao desenvolvimento, pode ser: direto, metamorfose incompleta ou metamorfose completa. Desenvolvimento direto – ocorre com insetos como a traça, que sai do ovo já com forma semelhante ao adulto. Durante o seu desenvolvimento ocorrem mudas sucessivas, o que é necessário para o seu crescimento. Metamorfose incompleta – ocorrem com insetos como os gafanhotos e as libélulas que passam por mudanças graduais. Quando saem do ovo são chamados de ninfas, sendo um pouco semelhantes ao adulto. Com as sucessivas mudas, o jovem vai sofrendo metamorfose incompleta, que termina com a transformação em adulto, chamado imago. Metamorfose completa – ocorrem com insetos como as joaninhas e borboletas. Do ovo nasce uma larva, que é completamente diferente do adulto. Algum tempo depois a larva se transforma em pupa ou crisálida. A pupa é protegida por um casulo, assim que o inseto está formado, ele rompe o casulo e emerge. Cien_7ano_2S_2010.indd 107 09/11/2010 10:29:56
  • 108 Classe dos Aracnídeos: são representantes: aranhas, escorpiões, ácaros e carrapatos. São artrópodes dotados de quatro pares de pernas, desprovidos de antenas e com o corpo dividido em dois segmentos (cefalotórax e abdome). Na extremidade anterior do cefalotórax, possuem um par de quelíceras, que atuam como presas. Classe dos Crustáceos: seus representantes são: camarão, siri, cracas e a lagosta. São artrópodes habitualmente aquáticos (marinhos ou de água doce), embora existam espécies terrestres, como o tatuzinho-de-jardim. Seu corpo é dividido em duas partes (cefalotórax e abdome), eles têm dois pares de antenas e um número variável de pares de pernas, geralmente superior a quatro. Classe dos Quilópodes: é representada pelas centopeias também conhecidas como lacraias. Esses animais têm o corpo dividido em cabeça e tronco, que por sua vez se divide em dezenas de segmentos. Em cada segmento, encontra-se um par de pernas. Na cabeça, apresentam um par de antenas. As centopeias apresentam entre 15 e 191 pares de pernas, o número de pares é sempre ímpar e por isso nenhuma tem exatamente 100 pernas. Os quilópodes são predadores providos de uma garra com veneno. Classe dos Diplópodes: é representada pelos piolhos-de- cobra. Possuem o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. Apresentam um par de antenas e dois pares de pernas por segmento do corpo. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Ao voltar da escola, um estudante recebeu um panfleto dizendo o seguinte: “Desinsetizamos casas, escolas e empresas. Exterminamos insetos como aranhas, escorpiões, baratas e formigas”. Todos os animais citados são insetos? Justifique sua resposta classificando cada animal corretamente. Cien_7ano_2S_2010.indd 108 09/11/2010 10:30:01
  • 109 2.Escrevaonomedaclassedeartrópodesaqualpertencecadaumdosanimaiscaracterizados a seguir: a) Possuem três pares de pernas. b) Não possuem antenas. c) Possuem asas. d) Possuem dois pares de antenas. e) Possuem quatro pares de pernas. 3. Os artrópodes apresentam, entre outras características, pernas articuladas. Entre eles, quem são os que têm o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome e três pares de pernas? Cite cinco exemplos. 4. Qual a importância dos crustáceos para o homem? 5. Diferencie lacraia de piolho-de-cobra. 6. O que é o cefalotórax? 7. O bicho-da-seda constitui uma das fases de desenvolvimento do Bombix mori, uma espécie de animal invertebrado. Depois de se libertar do casulo ele produz um animal com 3 pares de patas, um par de antenas, olhos compostos e asas. Pergunta-se: a) A que filo e classe pertence esse animal? 8. Por que os artrópodes devem sofrer periodicamente o fenômeno da muda? 9. Diferencie uma barata de uma aranha pelo corpo e pelo número de pernas. 10. Dê exemplos de artrópodes venenosos. OS INSETOS E OS SERES HUMANOS As relações estabelecidas entre os seres humanos e os insetos são amplas e variadas. Estas relações podem ser: Benéficas aos seres humanos: quando colaboram na produção de produtos ou no controle de outros animais, que são considerados pragas na agricultura, por exemplo: As abelhas que produzem mel, cera e geleia real; transportam os grãos de pólen, ajudando na fecundação das flores. As joaninhas que devoram ovos e larvas de insetos indesejáveis à agricultura, auxiliando no controle biológico de pragas. Cien_7ano_2S_2010.indd 109 09/11/2010 10:30:03
  • 110 O bicho-da-seda que produz a seda utilizada na confecção de tecidos. Prejudiciais aos seres humanos: quando causam danos à saúde ou comprometem a produção agrícola, por exemplo. As formigas cortam folhas, flores e frutos de diversas plantas frutíferas ou ornamentais. Os gafanhotos que destroem plantações inteiras de trigo e arroz. Em alguns países a superpopulação desses animais formam “nuvens” de insetos. As moscas que podem transmitir doenças como o tifo, a cólera, a bicheira e também a doença do sono. A pulga que parasita cães, gatos e ratos e pode transmitir a peste bubônica. O piolho que, além de sugar sangue, pode transmitir doenças como o tifo. O barbeiro, que pode transmitir a doença de Chagas. Determinados mosquitos podem transmitir doenças como: Elefantíase, Malária, Febre Amarela, Leishmaniose tegumentar (úlcera de Bauru) e a Dengue. Daremos destaque em nosso estudo à Dengue, por se tratar de uma doença que nos últimos anos vem colocando à prova campanhas de prevenção, tornando-se um problema de saúde pública. Oqueédengue?Éumadoençaviraltransmitidaprincipalmente pelo mosquito Aedes aegypti. Como é o mosquito? É escuro e rajado de branco; é menor que um pernilongo comum; pica durante o dia principalmente; desenvolve-se geralmente em água limpa e parada. Qual a origem do mosquito? O Aedes aegypti foi introduzido na América do Sul através dos navios negreiros provenientes da África, no período co- lonial, junto com os escravos. Houve casos em que os barcos ficaram com a tripulação tão reduzida que passaram a vagar pelos mares, constituindo os "navios-fantasmas". Cien_7ano_2S_2010.indd 110 09/11/2010 10:30:06
  • 111 Como é o ciclo de vida do Aedes aegypti? É composto por quatro fases: ovo, larva, pupa e inseto adulto. As larvas se desenvolvem em água parada, limpa ou suja. Na fase do acasalamento, em que as fêmeas precisam de sangue para garantir o desenvolvimento dos ovos, ocorre a transmissão do vírus, ocasionando a doença. Quais são os possíveis sintomas de suspeita de dengue? Dor de cabeça; dor nos olhos; febre alta (muitas vezes passando de 40 graus); dor nos músculos e nas juntas; manchas avermelhadas por todo o corpo; falta de apetite; fraqueza; em alguns casos, sangramento de gengiva e nariz. Quais são os cuidados básicos com a dengue? A pessoa com dengue deve ficar em repouso, beber muito líquido e só usar medicamento para aliviar as dores e a febre, mas sempre com indicação do médico. A pessoa não pode tomar remédios à base de ácido acetilsalicílico, pois pode haver complicações como hemorragias. Como prevenir essa doença? O único modo possível de evitar a transmissão da dengue é a eliminação do mosquito transmissor. Para isso se fazem necessárias medidas para evitar acúmulo de água em locais propícios para a criação e a reprodução, como: pneus velhos, garrafas, piscinas abandonadas, entre outras. 1. Reúna-se com alguns colegas e faça um cartaz alertando a população sobre formas de prevenção da dengue. Os trabalhos poderão ser expostos em um mural. OS EQUINODERMOS O filo Echinodermata é composto por animais exclusivamente marinhos que vivem nas profundidades oceânicas ou presos as rochas; apresentam esqueleto interno, formado de placas calcárias revestidas por epiderme, geralmente com espinhos. O filo está dividido em cinco classes: asteroides (estrelas-do-mar), equinoides (ouriços- do-mar e bolachas-da-praia), ofiuroides (serpentes-do-mar), crinoides (lírios-do-mar) e holoturoides (pepinos-do-mar). Cien_7ano_2S_2010.indd 111 09/11/2010 10:30:08
  • 112 M P B F G R E A S Z A D F H U Y T R F G L T S L L O I U Y T E W Q Z A Z X C V B T Y U O P O I U Y A I A R P A D A H C A L O B R S E C R I N O I D E P L O R I E P R I E Q A W D Z X C D F G H J E W E A T D Y U R L K M H I R Z X C V B N M N Y T M Q I A S I D F O G O E R E D I O R U T O L O H O A Z O C G D T N K J B C S W E R E T Y D U R K L D X G O G I S O P E P I N O D O M A R E K J O D F Ç U U I P F N B C S D O F F L G T J K M I P I L Q G L H I H G D S M A E E W S R F A D D R F E Q W E R U T Y U A U I R J A H G R D S U T Y P P O I Y R T E R W Q T S D F G H J L O H G P O I U Y T O R E W A S D F G H J K L K I O T R E S D R G I J K M E N B V Z X C V B N M P O I U Y R E W D W S D F G H K L I F S A V I P M F V B N H Y E U I O P T Y U I O P R U 1. Encontre as cinco classes e seus representantes no caça-palavras a seguir. 2. Cite as principais características do filo Echinodermata. __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ Cien_7ano_2S_2010.indd 112 09/11/2010 10:30:12
  • 113 UNIDADE VII O Reino Animal – Os vertebrados O filo Chordata constitui um grupo que compreende animais adaptados para a vida aquática e terrestre. As características que permitem o enquadramento de um animal no grupo dos cordados é a presença de estruturas como: a notocorda (uma espécie de cordão resistente e flexível ao longo da região dorsal do corpo), as fendas branquiais e o tubo nervoso dorsal. Essas estruturas devem estar presentes nos primeiros estágios de desenvolvimento do animal. Os cordados estão divididos em dois grupos: protocordados e eucordados. Os Protocordados – são animais que não apresentam coluna vertebral e caixa craniana. Exemplo: o anfioxo. Os Eucordados ou Vertebrados - possuem coluna vertebral e crânio com encéfalo. Estão classificados em cinco classes: peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Nosso estudo abordará apenas os vertebrados. De maneira simplificada, podemos diferenciá-los de acordo com a estrutura que recobre a sua pele: CLASSES CARACTERÍSTICAS REPRESENTANTES Peixes Pele recoberta por escamas soltas. Sardinha Anfíbios Pele lisa e úmida. Rã Répteis Pele recoberta por escamas soldadas. Jacaré Aves Pele recoberta por penas. Papagaio Mamíferos Pele recoberta por pelos. Cavalo Os vertebrados são os animais mais evoluídos. A seguir, veremos as principais características de cada grupo. Cien_7ano_2S_2010.indd 113 09/11/2010 10:30:14
  • 114 OS PEIXES Os peixes são animais que pertencem ao filo Chordata, e apresentam as seguintes características gerais: vivem em ambientes aquáticos como lagos, rios, mares e oceanos; são animais ectotérmicos (pecilotérmicos), isto é, a temperatura corporal varia de acordo com a temperatura do meio ambiente em que vivem; a pele é recoberta por escamas e secreta um muco que deixa seu corpo escorregadio; locomovem-se por nadadeiras; a respiração é do tipo branquial, ocorre através de estruturas formadas por pequenos filamentos ricos em vasos sanguíneos denominadas brânquias por onde circula a água que entra pela boca; não possuem pálpebras recobrindo os olhos; possuem tubo digestório completo; sistema nervoso com encéfalo, medula e nervos; a maioria é ovípara, isto é, põe ovos, e com a eclosão dos ovos no meio externo nascem os alevinos, porém há espécies vivíparas em que os filhotes são gerados dentro do corpo do animal e nascem prontos. Os peixes desempenham importante papel sócioeconômico para as populações, pois são fontes de proteínas, vitaminas e sais minerais, substâncias importantes para o funcionamento e manutenção do organismo. A classe dos peixes está subdividida em: classe dos condrictes e classe dos osteíctes. Classe dos Condrictes - são peixes que apresentam esqueleto cartilaginoso, como o tubarão, a raia e o cação. Apresentam fendas branquiais; boca localizada na região ventral; tubo digestório finalizado em cloaca e fecundação interna. Classe dos Osteíctes – são peixes que apresentam esqueleto ósseo, como a piranha, o baiacu, o salmão, a enguia, a sardinha, o bacalhau, a carpa e o dourado. Apresentam brânquias cobertas por opérculo; tubo digestório finalizado em ânus; fecundação externa; linha lateral que permite a percepção de vibrações do meio externo; bexiga natatória, que é uma expansão do tubo digestório que ajuda o animal a flutuar na água. Cien_7ano_2S_2010.indd 114 09/11/2010 10:30:18
  • 115 Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Os peixes podem apresentar fecundação interna ou externa. Em qual tipo há maior produção de ovos? Por quê? 2. Diferencie peixes vivíparos de ovíparos. 3. Por onde os peixes respiram? Como ocorre esse tipo de respiração? 4. Qual a importância dos peixes na nossa alimentação? 5. Diferencie peixes cartilaginosos de peixes ósseos. 6. Como são chamados os filhotes dos peixes? 7. Cite as principais características dos peixes. 8. Explique a função da linha lateral e da bexiga natatória. 1. Por que os peixes têm os olhos sempre abertos? ______________________________________________________________________________ 2. Por que ao comprarmos um peixe devemos observar suas brânquias? ______________________________________________________________________________ As fêmeas de cavalo-marinho não chocam os seus ovos, elas transferem os ovos para os machos, que os mantêm numa bolsa especial até a época do nascimento. O tubarão-baleia é o maior peixe do mundo, chegando atingir 15 metros de comprimento e pesar mais de 20 toneladas. Cien_7ano_2S_2010.indd 115 09/11/2010 10:30:21
  • 116 OS ANFÍBIOS São representados por sapos, rãs, pererecas, salamandras e cobras-cegas. Também pertencem ao filo Chordata e, evolutivamente, foram os primeiros vertebrados a viver fora da água. Seus filhotes nascem e se desenvolvem em ambiente aquático, respirando através de brânquias. Quando adultos podem viver fora d’água e fazem respiração pulmonar e cutânea, isto é, pela pele. Por realizarem respiração cutânea, a pele deve permanecer constantemente úmida e viscosa. Esse fato faz com que muitos anfíbios tenham hábitos noturnos, pois à noite a umidade é maior. A maioria dos anfíbios é ovípara, com fecundação externa. Na época de reprodução, o macho e a fêmea se encontram na água. O macho se coloca por cima da fêmea, induz a desova e depois solta os espermatozoides sobre os ovos para que ocorra a fecundação. Depois do nascimento, os girinos sofrem profundas modificações - metamorfose - até se tornarem animais adultos. Os anfíbios estão divididos em três ordens: anuros, urodelos e ápodes. Ordem dos Anuros - não apresentam cauda na fase adulta e possuem quatro patas. São representados pelos sapos, rãs e pererecas. Os sapos têm pele rugosa e membros posteriores curtos. Apresentam inúmeras glândulas de veneno, localizadas atrás dos olhos, na região dorsal que são chamadas de glândulas paratoides, produtoras de um líquido esbranquiçado que pode causar coceira e irritação na pele. As rãs têm pele lisa e membros posteriores longos. Algumas espécies são comestíveis e outras são venenosas, o veneno concentra-se principalmente na pele. As pererecas apresentam dilatações nas extremidades dos dedos semelhantes a ventosas, que servem para se fixar. Ordem dos Urodelos – representada pelas salamandras. São os anfíbios com cauda e quatro patas. No Brasil conhece-se, até o momento, somente uma espécie de salamandra que vive na região amazônica. Cien_7ano_2S_2010.indd 116 09/11/2010 10:30:24
  • 117 Ordem dos Ápodes – representada pelas cobras-cegas. Apresentam o corpo cilíndrico; não possuem patas; os olhos são reduzidos e muitas vezes cobertos por membrana, por isso, são conhecidos popularmente por cobras-cegas. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Cite duas razões pelas quais os anfíbios adultos dependem do meio aquático. 2. Estabeleça diferenças entre sapos, rãs e pererecas. 3. O que você sabe sobre a pele dos anfíbios? 4. Como pode ser a respiração de um sapo ao longo de sua vida? 5. Por que o nome cobra-cega não é muito correto para esse animal? 6. Explique o processo de metamorfose dos anfíbios. 7. Crie uma tabela diferenciando as três ordens de anfíbios. 8. Como são chamados os filhotes dos anfíbios? 9. Cite as principais características dos anfíbios. 10. Como são chamadas as glândulas produtoras de veneno dos sapos? 1. Por que os sapos coaxam? ______________________________________________________________________________ 2. O que é ranicultura? ______________________________________________________________________________ COBRA-CEGA Cien_7ano_2S_2010.indd 117 09/11/2010 10:30:25
  • 118 OS RÉPTEIS São animais que vivem em ambientes aquáticos ou terrestres como: lagartos, lagartixas, tartarugas, serpentes e jacarés e estão agrupados no filo Chordata. Os répteis são os primeiros vertebrados terrestres a tornarem-se independentes do meio aquático. As adaptações mais importantes foi o desenvolvimento de uma pele recoberta por escamas ou placas córneas, que evita a perda excessiva d’água e o ovo com casca que fornece proteção mecânica ao embrião e também evita a desidratação. As principais características dos répteis são: respiração pulmonar; ectotérmicos, isto é, sua temperatura varia de acordo com o meio ambiente, de modo que quando faz frio, esquentam- se ao Sol ou sobre rochas quentes e quando faz muito calor, refugiam-se debaixo da vegetação ou em tocas; a maioria é ovípara; a fecundação é interna e o desenvolvimento é direto; o sistema digestório é completo e termina em cloaca. Os répteis estão classificados em três ordens principais: quelônios, crocodilianos, e escamados. Ordem dos Quelônios: compreendem as tartarugas, os cágados e os jabutis. O corpo é largo e coberto por um casco; as pernas e a cauda são curtas; não têm dentes, mas possuem bicos córneos; todas as espécies são ovíparas. Ordem dos Crocodilianos: compreendem os crocodilos e os jacarés. O corpo é comprido, coberto por placas ósseas e escamas; as pernas são curtas e têm garras nas pontas dos dedos, possuem dentes e a cauda é bem desenvolvida; todas as espécies são ovíparas. Ordem dos Escamados: compreendem os lagartos e as serpentes. O corpo é revestido por escamas ou placas córneas; a língua é bifurcada; muitas espécies não têm pernas. A ordem dos escamados pode ser subdivida em lacertílios e ofídios. Cien_7ano_2S_2010.indd 118 09/11/2010 10:30:28
  • 119 Lacertílios: pertencem a este grupo animais como o lagarto, a lagartixa e os camaleões. O corpo é coberto por escamas e placas córneas; apresentam patas e cauda desenvolvida; são ovíparos. Ofídios: pertencem a este grupo animais como a cobra-coral, a cascavel, a jiboia, a sucuri e a jararaca. O corpo é alongado e coberto por escamas; não apresentam patas; a maioria das espécies é ovípara, mas, existem espécies ovovivíparas como a sucuri, onde o embrião desenvolve-se dentro de um ovo alojado dentro do corpo da mãe. O ovo recebe assim proteção, mas o embrião desenvolve-se a partir do material nutritivo existente dentro do ovo, sem nenhuma ligação entre a mãe e o embrião. Muitas espécies apresentam glândulas de veneno e dentes inoculadores. Quando ocorrer um acidente com picadas de serpentes, o indivíduo deve ser levado a um posto médico o mais rápido possível para ser adequadamente tratado com soro antiofídico específico. Práticas como: garrotear, cortar, perfurar ou sugar o local da picada, além de não trazerem benefícios, podem agravar ainda mais a situação do acidentado. Recomenda-se ainda, lavar o local da picada com água e sabão e transportar a vítima na posição horizontal e em repouso. Responda as questões de 1 a 7 em seu caderno. 1. Por que os répteis não são tão dependentes da água como os anfíbios? 2. Mesmo sendo ótimos nadadores, tartarugas, jacarés e crocodilos, não podem ficar submersos por muito tempo. Por quê? 3. Cite uma característica exclusiva dos seguintes animais: tartaruga, jacaré e serpente. 4. Diferencie répteis ovíparos de ovovivíparos e dê exemplos. 5. Dê exemplos de répteis venenosos. Cien_7ano_2S_2010.indd 119 09/11/2010 10:30:31
  • 120 6. Descreva o sistema digestório dos répteis. 7. Cite as principais características dos répteis. 8. Complete a tabela preenchendo as lacunas com as características solicitadas: CARACTERÍSTICAS PEIXES ANFÍBIOS RÉPTEIS Pele Tipo de respiração Tipo de fecundação Temperatura corporal. 9. Assinale Q para répteis quelônios, C crocodilianos, L lacertílios e O ofídios: ( ) jacaré ( ) camaleão ( ) cascavel ( ) iguana ( ) jararaca ( ) crocodilo ( ) jabuti ( ) lagartixa Os maiores crocodilos podem atingir 8 metros de comprimento. Na Austrália há crocodilos que se locomovem e caçam em águas marinhas. Os maiores lagartos do mundo são os dragões de Komodo que podem chegar a 3 metros de comprimento. Dinossauros: répteis extintos Muitos supõem que há 65,5 milhões de anos houve uma extinção em massa de espécies animais e vegetais incluindo os dinossauros. Diversas teorias tentam explicar esse fato, mas a mais provável de todas, e até mesmo a mais famosa, é a de que um grande asteroide tenha caído na Terra e levantado poeira suficiente na atmosfera para impedir que a luz do Sol alcançasse a superfície. Como consequência disso, muitas espécies vegetais que Cien_7ano_2S_2010.indd 120 09/11/2010 10:30:33
  • 121 Atividade: “Caracterizar algumas espécies de tartarugas”. No laboratório de informática, acesse o site: www.barueri.sp.gov.br/educacao, clique na opção 7º ano e em seguida clique na disciplina Ciências. Ao abrir a página, clique no link da atividade. Entre no site: <www.tamar.org.br>. Esse é o endereço do Projeto TAMAR que tem como missão proteger as tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil. Ao abrir a página solicitada, clique em tartarugas marinhas e em seguida em espécies. Procure informações sobre: nome científico, nome comum, distribuição, tamanho, dieta e a estimativa mundial da população das seguintes espécies: cabeçuda, verde, oliva e pente. Obs: As informações coletadas poderão ser apresentadas na forma de seminário ou com a produção de cartazes. necessitavam fazer fotossíntese para viver teriam morrido e, por fim, os dinossauros vegetarianos. Sem os dinossauros vegetarianos para comer, todos os carnívoros também acabaram morrendo, marcando assim o fim da era dos dinossauros. Adaptado de www.wikipedia.org>acessado em 27/10/2009. Cien_7ano_2S_2010.indd 121 09/11/2010 10:30:36
  • 122 AS AVES Aves são animais como: a ema, o pato, o cisne, o pombo, o falcão, o peru, e o faisão, pertencentes ao filo Chordata. As aves estão adaptadas para viver em diversos ambientes podendo ser encontradas em desertos, florestas e regiões polares. As aves são animais endotérmicos, ou seja, a temperatura corporal é constante, independente da temperatura do meio externo; apresentam o corpo coberto de penas que utilizam para voar e atuam como isolantes térmicos; a pele é fina e algumas aves apresentam glândulas chamadas uropigianas, situadas na região caudal, com função de secretar uma substância lubrificante (oleosa) que impermeabiliza as penas, principalmente nas aves aquáticas; o tubo digestório começa na boca e termina na cloaca. A boca é coberta por um bico córneo cuja forma está adaptada ao tipo de alimento, ele é utilizado também para alisar as penas e para se defender; não possuem dentes (ao engolir o alimento, este fica armazenado no papo temporariamente e em seguida é encaminhado para a moela que serve para triturar os alimentos, junto com esses as aves costumam ingerir também pequenas pedrinhas para ajudar na trituração); respiram por pulmões, que estão ligados aos sacos aéreos favorecendo a renovação do ar; seus ossos são pneumáticos, isto é, são cheios de ar, facilitando o voo; apresentam um órgão responsável pelo canto chamado siringe; a fecundação é interna e os embriões desenvolvem-se dentro dos ovos, portanto, são ovíparas. Responda as questões de 1 a 7 no caderno. 1. Por que aves como o pato e o cisne não ficam encharcados quando estão na água? 2. Qual a importância das aves na alimentação humana? 3. O que é a siringe? Qual a sua função? Cien_7ano_2S_2010.indd 122 09/11/2010 10:30:38
  • 123 4. Dê exemplos de duas aves que não voam. 5. Cite as principais características das aves. 6. Com as letras abaixo, forme 10 nomes de aves. As letras podem ser repetidas. 7. As aves não possuem dentes. Como elas fazem para triturar o alimento ingerido? 8. Associe a 2ª coluna de acordo com a 1ª: ( a ) moela ( ) secreta substância oleosa. ( b ) papo ( ) tritura os alimentos. ( c ) cloaca ( ) captura alimento; defesa. ( d ) bico ( ) armazena o alimento temporariamente. ( e ) glândula uropigiana ( ) elimina ovos, fezes e urina. 9. Complete a tabela preenchendo as lacunas com as características solicitadas: CARACTERÍSTICAS PEIXES ANFÍBIOS RÉPTEIS AVES Pele Tipo de respiração Tipo de fecundação Temperatura corporal. O avestruz é a maior ave do mundo e não voa. É originária da África. Pesa normalmente de 90 a 130 kg. Apresenta dimorfismo sexual: nos adultos, o macho tem plumagem preta e as pontas das asas são brancas, enquanto que a fêmea é cinza. O dimorfismo só se apresenta com um ano e meio de idade. Avestruzes são aves ovíparas. As fêmeas botam seus ovos fertilizados em um único ninho comunitário: um buraco escavado no chão com 30 a 60 cm de profundidade. Os ovos dos avestruzes podem pesar até 1,4 kg. G A N H O R L I S P E M U T C V Z B D X ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ Cien_7ano_2S_2010.indd 123 09/11/2010 10:30:41
  • 124 OS MAMÍFEROS Os mamíferos, assim como os peixes, os anfíbios, os répteis e as aves pertencem ao filo Chordata. São os animais mais bem-sucedidos na Terra. Distribuem-se amplamente no planeta, habitando os polos, os topos das montanhas, os oceanos e até mesmo as cidades. São exemplos de mamíferos o chimpanzé, o elefante, a onça e os seres humanos. A principal característica desse grupo é a presença de glândulas mamárias, desenvolvidas nas fêmeas que secretam o leite para alimentação dos filhotes. Além disso, os mamíferos apresentam glândulas sudoríparas que são produtoras de suor e auxiliam na eliminação de calor; têm a pele recoberta de pelos e queratina para evitar a desidratação; algumas espécies possuem uma camada de tecido adiposo que auxilia na manutenção da temperatura corporal e serve também como reserva energética; são animais endotérmicos, isto é, sua temperatura em condições normais não varia com a temperatura do ambiente; a respiração é pulmonar auxiliada pelo músculo diafragma; a maioria é vivípara com fecundação interna; o sistema digestório termina no ânus, com exceção dos mamíferos ovíparos, que termina em cloaca; apresentam órgãos dos sentidos bem desenvolvidos; algumas espécies apresentam comportamento social, ou seja, vivem em grupos. Quanto ao desenvolvimento dos filhotes, os mamíferos podem ser agrupados nas seguintes ordens: monotremados, marsupiais e placentários. Ordem dos Monotremados – são considerados os mamíferos mais primitivos porque botam ovos, ou seja, ovíparos. São exemplos, o ornitorrinco e a équidna. Cien_7ano_2S_2010.indd 124 09/11/2010 10:30:44
  • 125 Ordem dos Marsupiais – são mamíferos vivíparos cujos embriões apresentam um curto período de gestação no útero da mãe e nascem sem estar completamente desenvolvidos. A maioria, ao nascer, passa para o marsúpio, uma espécie de bolsa que recobre as glândulas mamárias. No interior do marsúpio o filhote se alimenta até completar o desenvolvimento total. São exemplos os cangurus, os coalas e os gambás. Ordem dos Placentários – são mamíferos vivíparos e seus filhotes nascem mais bem formados e desenvolvidos do que os dos marsupiais, já que completam seu desenvolvimento no interior do útero materno. A placenta é a característica marcante deste grupo que consiste em uma estrutura pela qual o embrião recebe os nutrientes e gás oxigênio da mãe. Os placentários formam um grupo muito diversificado e estão distribuídos em várias sub- ordens: desdentados, proboscídeos, cetáceos, roedores, quirópteros, carnívoros, ungulados, sirênios e primatas. • Desdentados – animais como o tamanduá, o bicho- preguiça e o tatu. Os dentes podem ser pouco desenvolvidos ou ausentes. • Proboscídeos – animais como o elefante. Possuem trombas formadas pelo desenvolvimento do nariz e do lábio superior, que auxiliam na alimentação. • Cetáceos – animais como a baleia, o golfinho e o boto cor-de- rosa. São aquáticos, com membros anteriores transformados em nadadeiras, membros posteriores ausentes e cauda propulsora bem desenvolvida. As narinas se localizam no dorso da cabeça. • Roedores – animais como o rato, a capivara, o castor e o esquilo. São animais especializados em roer os alimentos, utilizando para isso os dentes incisivos bem desenvolvidos e de crescimento contínuo. Cien_7ano_2S_2010.indd 125 09/11/2010 10:30:48
  • 126 • Quirópteros – animais como o morcego. Possuem membros anteriores modificados em asas. Os morcegos são os únicos mamíferos a voar. • Carnívoros – animais como o leão, o lobo, o tigre e a lontra. São predadores, com dentes caninos bem desenvolvidos, adaptados para rasgar e a perfurar a carne de suas presas. Podem ser terrestres ou aquáticos. • Ungulados – animais com dedos transformados em cascos. Podem exibir um número par de dedos, como o boi, o veado, a girafa, o hipopótamo e o porco, ou ímpar, como o burro, o cavalo, o camelo a zebra e o rinoceronte. • Sirênios – animais como o peixe-boi e o manati. São animais aquáticos, com membros anteriores reduzidos e em forma de nadadeira. Membros posteriores ausentes e cauda propulsora bem desenvolvida. As narinas se localizam na face. • Primatas – animais como o chimpanzé, o gorila, o orangotango e o homem. Apresentam cérebro e visão desenvolvidos com dois olhos dispostos lateralmente; duas mamas no tórax; capacidade para ficar em pé; presença de cinco dedos nas mãos e nos pés; narinas posicionadas para frente. Responda as questões de 1 a 11 em seu caderno. 1. Que característica apresentam os monotremados para serem classificados como mamíferos muito primitivos? 2. Que característica tem os marsupiais que os fazem diferentes de animais monotremados e placentários? 3. Qual a importância das glândulas sudoríparas para os mamíferos? 4. Focas e elefantes marinhos apresentam pelos curtos e têm uma camada grossa de gordura sob a pele. Qual a importância dessa camada de gordura para estes animais? Cien_7ano_2S_2010.indd 126 09/11/2010 10:30:51
  • 127 5. Qual a importância do músculo diafragma para os mamíferos? 6. Diferencie animais vivíparos, ovíparos e ovovivíparos, dando exemplos. 7. Qual a função da placenta para os mamíferos? 8. Classifique o ser humano quanto ao reino, filo, classe e espécie. 9. Cite produtos utilizados pelo ser humano, na alimentação ou no vestuário, fornecidos pelos animais mamíferos. 10. Classifique os seguintes animais mamíferos de acordo com a ordem a que pertencem: rinoceronte, morcego, capivara, boto cor-de-rosa, elefante, tatu, zebra, gorila e lobo. 11. Cite as principais características dos mamíferos. 12. Complete a tabela preenchendo as lacunas com as características solicitadas: CARACTERÍSTICAS PEIXES ANFÍBIOS RÉPTEIS AVES MAMÍFEROS Pele Tipo de respiração Tipo de fecundação Temperatura corporal O maior animal é a baleia-azul, um mamífero com cerca de 30 metros de comprimento e até 187 toneladas. Vive nos mares frios da Antártida, onde encontra o seu alimento preferido minúsculos camarões. O sagui-leãozinho é o menor macaco do mundo, pesa menos de 130 gramas. É encontrado na Amazônia. Os esquilos voadores na realidade não voam. Eles abrem uma membrana que se estende das patas dianteiras até as patas traseiras, o que lhes permite planar sobre as correntes de ar. O guepardo é o mamífero mais rápido, podendo atingir 100 quilômetros por hora. Cien_7ano_2S_2010.indd 127 09/11/2010 10:30:56
  • 128 1. Complete as frases com informações sobre os mamíferos e preencha corretamente a cruzadinha. a) Grupo de mamíferos que botam ovo: ____________________________________________ b) Grupo de mamíferos como o rato e a capivara: ___________________________________ c) Grupo de mamíferos como o peixe-boi: __________________________________________ d) Grupo de mamíferos que o filhote é carregado dentro de uma bolsa: ________________ e) Grupo de mamíferos no qual o homem está incluído: ______________________________ f) Grupo de mamíferos como o tamanduá: __________________________________________ g) Grupo de mamíferos como o cavalo e a vaca: ____________________________________ h) Grupo de mamíferos como o morcego: __________________________________________ i) Grupo de mamíferos como a onça pintada e o leão: _______________________________ j) Grupo de mamíferos como as baleias: ___________________________________________ k) Grupo de mamíferos como o elefante: ___________________________________________ l) Grupo de mamíferos que desenvolve os filhotes dentro do útero: ____________________ 2. Recorte e cole os animais em seu caderno e, em seguida, classifique-os quanto ao reino, filo e classe. m ma í f e r o s Cien_7ano_2S_2010.indd 128 09/11/2010 10:31:00
  • 129 Aranha Ema Caranguejo Caracol Borboleta Escorpião Estrela-do-marCarrapato Camarão Formiga Libélula Beija-flor Minhoca Salamandra Jacaré Tubarão Girafa Serpente Lagosta Hipopótamo Perereca CamaleãoAtum Pica-pau Cien_7ano_2S_2010.indd 129 09/11/2010 10:31:04
  • 130 recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte recorte Cien_7ano_2S_2010.indd 130 09/11/2010 10:31:06
  • 131 UNIDADE VIII O Reino Vegetal As plantas são extremamente importantes para a continuidade da vida em nosso planeta, sem elas, os demais seres vivos da cadeia alimentar não seriam capazes de obter a energia necessária para sua sobrevivência. As plantas são organismos eucariontes, pluricelulares e autótrofos, isto é, sintetizam os alimentos orgânicos de que necessitam, além de produzirem o oxigênio utilizado na respiração. Essas características as diferenciam dos demais seres multicelulares. Nosso estudo dará ênfase ao grupo das angiospermas, já que são os vegetais mais difundidos e de grande importância para o homem. A CÉLULA VEGETAL Todos os seres vivos são formados por células. A célula vegetal possui estruturas semelhantes a célula animal, como: o núcleo, o citoplasma e a membrana, e outras que são próprias, como: a parede celular, os vacúolos e os plastos. Parede celular: localizada do lado externo, é responsável pela rigidez e pelo suporte à planta. Vacúolos: são estruturas em forma de bolsa que armazenam substâncias como água e sais minerais. Plastos: são pequenas estruturas que, conforme o tipo de pigmento ou substância que armazenam, recebem um nome específico, como: cloroplastos, leucoplastos e cromoplastos. As células se organizam e formam os tecidos vegetais. Na maioria das plantas são encontrados tecidos de crescimento, revestimento, sustentação e condução. Tecido de crescimento: é responsável pelo crescimento do vegetal e está presente nas gemas do caule e nas pontas das raízes. Cien_7ano_2S_2010.indd 131 09/11/2010 10:31:10
  • 132 Tecido de revestimento: protege toda a superfície da planta e evita a perda excessiva de água. Tecido de sustentação: sua função é dar firmeza, suporte e proteção aos órgãos da planta. Tecido de condução: é responsável pela condução de substâncias às várias partes da planta. As células são alargadas e sobrepostas, de maneira que formam finos tubos, os chamados vasos condutores: xilema e floema. • Xilema - conduz a seiva bruta que é composta de água e sais minerais das raízes para todas as regiões da planta. • Floema – conduz a seiva elaborada que é composta de açúcares das folhas até as raízes. 1. Enumere a 2ª coluna de acordo com a 1ª. ( 1 ) Tecido de revestimento ( ) formado por células presentes no caule e raízes. ( 2 ) Núcleo ( ) local onde se encontram os organoides celulares. ( 3 ) Plastos ( ) dá suporte e proteção aos órgãos vegetais. ( 4 ) Tecido de crescimento ( ) conduz seiva bruta. ( 5 ) Citoplasma ( ) evita a perda excessiva de água. ( 6 ) Xilema ( ) é responsável pela condução da seiva. ( 7 ) Tecido de sustentação ( ) armazena água e sais minerais. ( 8 ) Membrana celular ( ) estruturas que apresentam pigmentos. ( 9 ) Parede celular ( ) conduz seiva elaborada. (10) Tecido de condução ( ) estrutura que envolve a célula. (11) Vacúolos ( ) reforça a célula vegetal. (12) Floema ( ) parte central das células. CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS GRUPOS VEGETAIS Pela diversidade de plantas existentes, houve a necessidade de separá-las em grupos, para isso, os botânicos determinaram critérios para classificação, como: ausência ou presença de vasos condutores, de sementes e de frutos. Considerando esses critérios, foram estabelecidos os seguintes grupos vegetais: as briófitas, as pteridófitas, as gimnospermas e as angiospermas. Cien_7ano_2S_2010.indd 132 09/11/2010 10:31:12
  • 133 Briófitas: são plantas pequenas que vivem em ambientes úmidos e sombreados. Não apresentam vasos condutores, flores, frutos e sementes. Foram as primeiras plantas a conquistar o meio terrestre. Como exemplos temos os musgos e as hepáticas. Pteridófitas: são plantas de tamanho médio, mais adaptadas ao ambiente terrestre, mas ainda se restringem a ambientes úmidos para a reprodução. Apresentam vasos condutores, porém não apresentam flores, frutos e sementes. São exemplos dessas plantas as samambaias e as avencas. Gimnospermas: são plantas de grande porte encontradas principalmente em regiões de clima frio e temperado. Apresentam vasos condutores e sementes sem frutos. Por exemplo: o pinheiro- do-paraná e a sequoia. Angiospermas: são plantas que apresentam vasos condutores, flores, frutos e sementes. São exemplos a jabuticabeira e o mamoeiro. As angiospermas são as plantas mais comuns e abundantes que existem, podendo ser encontradas em vários tipos de habitats. Elas são divididas de acordo com a quantidade de cotilédones (estruturas que armazenam nutrientes, que são utilizados pela planta no início do seu desenvolvimento), em monocotiledôneas e dicotiledôneas. Monocotiledôneas- são as plantas que apresentam sementes com apenas um cotilédone; folhas paralelinérveas, ou seja, com nervuras paralelas; caules com vasos condutores de seiva esparsos; sistema radicular fasciculado e flores com pétalas em número de três ou múltiplos. São exemplos: o milho, o arroz, o trigo, o coqueiro e a cebola. Cien_7ano_2S_2010.indd 133 09/11/2010 10:31:16
  • 134 Dicotiledôneas – são as plantas que apresentam sementes com dois cotilédones; folhas reticulinérveas, ou seja, com uma nervura central e outras ramificações evidentes; caule com vasos condutores de seiva em círculo; sistema radicular pivotante e flores com pétalas em número de quatro, cinco ou múltiplos. São exemplos: o feijão, o café, o amendoim e a soja. Responda as questões de número 1 a 3 no caderno. 1. Dê uma definição pessoal de planta. 2. Qual a principal diferença entre as gimnospermas e as angiospermas? 3. Onde as briófitas podem ser encontradas? 4. Classifique as estruturas a seguir em monocotiledôneas e dicotiledôneas. a) Folhas com nervuras paralelas:__________________________________________________ b) Flores com dez pétalas:_________________________________________________________ c) Raiz fasciculada:_______________________________________________________________ d) Vasos condutores circulares:____________________________________________________ e) Presença de dois cotilédones na semente:________________________________________ f) Flores com seis pétalas: ________________________________________________________ 5. Associe os dados da 2ª coluna de acordo com os dados da 1ª coluna: (a) Briófitas ( ) pinheiro-do-paraná. (b) Gimnospermas ( ) musgos. (c) Pteridófitas ( ) mangueira. (d) Angiospermas ( ) samambaias. 6. Escreva na tabela presente ou ausente de acordo com as características de cada grupo vegetal. Briófitas Pteridófitas Gimnospermas Angiospermas Vasos condutores Com sementes Com frutos Cien_7ano_2S_2010.indd 134 09/11/2010 10:31:18
  • 135 1. Faça uma pesquisa sobre os cloroplastos, leucoplastos e cromoplastos, citando sua localização na planta e o tipo de pigmento ou substância produzida. ANGIOSPERMAS: A RAIZ As angiospermas constituem o grupo mais desenvolvido ediversificadodoreinoPlantae.Suaprincipalcaracterística é a formação de sementes dentro dos frutos. São plantas completas que apresentam: raiz, caule, folha, flor, fruto e semente. A raiz é a parte da planta responsável pela fixação e absorção de água e sais minerais do solo. Ela pode ser classificada em: axial, fasciculada, tuberosa, respiratória, aérea, sugadora e aquática. Raiz axial – é formada por uma raiz principal que cresce verticalmente, da qual parte várias raízes secundárias. Este tipo de raiz é próprio das plantas dicotiledôneas como o feijão, a laranjeira e a macieira. Raiz fasciculada – é formada por várias raízes mais ou menos do mesmo tamanho, que saem do mesmo ponto. Este tipo de raiz é próprio das monocotiledôneas como o milho, a cana e o bambu. Raiz tuberosa – esse tipo de raiz acumula substâncias nutritivas e é bastante apreciada na alimentação. São exemplos: a cenoura, a beterraba, o nabo, a mandioca e a batata-doce. Raiz respiratória - esse tipo de raiz desenvolve-se na superfície do solo ou acima dele. É típica de plantas de mangues e de terrenos alagadiços. Exemplos: o mangue vermelho, o mangue branco e a siriúba. Cien_7ano_2S_2010.indd 135 09/11/2010 10:31:21
  • 136 Raiz aérea- é comum em plantas que crescem apoiadas em troncos, muros e barrancos. Como exemplo, temos a orquídea. Raiz sugadora – é um tipo de raiz parasita que se enterra no caule de outras plantas para absorver alimento. São exemplos o cipó-chumbo e a erva-de-passarinho. Raiz aquática – é comum nas plantas que vivem na água. São exemplos a vitória-régia e o aguapé. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. O que são raízes tuberosas? Cite três exemplos. 2. Para que servem as raízes das plantas? 3. Qual é a principal diferença entre uma raiz axial e uma fasciculada? Dê exemplos de ambas. 4. Por que as raízes respiratórias recebem esse nome? 5. Como as raízes sugadoras obtêm alimento? 6. Dê exemplos de três raízes utilizadas na alimentação humana. ANGIOSPERMAS: O CAULE O caule é o responsável pelo suporte da planta e condução da seiva bruta e elaborada. Os caules apresentam regiões de nós e entrenós. Nos nós encontram-se as gemas e botões vegetativos. Quando esses botões se desenvolvem dão origem aos ramos e novas folhas. Os caules podem ser classificados em subterrâneos, aquáticos e aéreos. Caules subterrâneos- são aqueles que se desenvolvem sob o solo e podem ser de vários tipos como: rizomas, bulbos e tubérculos. Cien_7ano_2S_2010.indd 136 09/11/2010 10:31:23
  • 137 • Rizomas- são caules que crescem paralelos à superfície. Ex.: bambu, espada-de-são-jorge, bananeira e gengibre. • Bulbos- são caules curtos que estão envolvidos por folhas modificadas dispostas umas sobre as outras. Ex.: cebola e alho. • Tubérculos– são caules subterrâneos que acumulam reservas nutritivas. São repletos de pequenas gemas que produzem folhas e raízes que se ramificam na região acima do solo. Ex.: batata inglesa. • Caules aquáticos– são flutuantes ou servem para fixar a planta ao substrato. Ex.: o aguapé. • Caules aéreos- crescem acima do solo e podem ser eretos, trepadores ou rastejantes. • Caules eretos- são aqueles que crescem perpendiculares ao solo. São exemplos a cana-de-açúcar e a jabuticabeira. • Caules trepadores- são aqueles que crescem enroscados sobre um suporte. São exemplos o chuchu, a uva e o maracujá. • Caules rastejantes- são aqueles que crescem rente ao solo e se fixam por meio das raízes. São exemplos o melão, a melancia e o morango. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Quais são as funções do caule? 2. Cite dois exemplos de caules comestíveis. 3. Sr. Joaquim é dono de uma quitanda e comercializa os seguintes produtos: cenouras, batatinhas, beterrabas, mandiocas, gengibres, alhos, batatas-doce, rabanetes, cebolas, nabos, mandioquinhas e inhames. Ele necessita da sua ajuda para organizar e identificar os produtos de acordo com os critérios botânicos de classificação. melancia Cien_7ano_2S_2010.indd 137 09/11/2010 10:31:26
  • 138 Circulação no caule Material necessário: copo transparente, água, uma flor recém-colhida de preferência de pétalas brancas com cabo longo como o cravo ou rosa, anilina de qualquer cor e tesoura. Procedimento: • Tinja a água do copo com a anilina; • Coloque o talo da flor dentro da água tingida; • Corte o talo da flor próximo à extremidade inferior, mantendo a flor dentro do copo, para impedir que bolhas de ar atrapalhem a circulação da água dentro do talo. Retire a flor da bacia e coloque-a imediatamente no copo com água e corante; • Deixe a flor em local iluminado por 2 horas, aproximadamente. Resultados: Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Descreva o que aconteceu. 2. Por que a escolha de uma flor com pétalas brancas? 3. Relate outras observações sobre a experiência. ANGIOSPERMAS: A FOLHA Uma folha normalmente possui as seguintes partes: limbo, pecíolo e bainha. Limbo- é uma lâmina larga ou longa, geralmente verde, responsável por todas as funções da folha. Pecíolo- é uma haste que liga o limbo ao caule. Em algumas folhas não existe pecíolo e o limbo se liga diretamente ao caule. Bainha- é uma expansão do pecíolo que envolve o caule para prender melhor a folha. As folhas são as responsáveis pela fotossíntese, pela respiração, pela sudação e pela transpiração. Fotossíntese- é o processo pelo qual a folha utiliza água, sais minerais e gás carbônico para formar glicose, oxigênio e água. Para o processo ocorrer é necessário energia luminosa que é captada pela clorofila. Cien_7ano_2S_2010.indd 138 09/11/2010 10:31:28
  • 139 A água e os sais minerais são retirados do solo pelas raízes e o gás carbônico da atmosfera pelas folhas. Respiração- assim como os animais, as plantas respiram absorvendo oxigênio e eliminando gás carbônico. As trocas de gases entre as plantas e o meio ambiente são feitas através dos estômatos. A maioria das plantas absorve água do solo e gases do ar, com exceção das plantas aquáticas, que retiram tudo da água em que vivem. Sudação- ou gutação é a eliminação de água sob a forma líquida. As folhas possuem aberturas especiais nas suas bordas, por onde saem gotas de água. Transpiração- é a eliminação da água sob a forma de vapor pelas folhas. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Quais são as funções da folha? 2. Através de quais estruturas as folhas fazem as trocas gasosas e eliminam os vapores de água? 3. Cite cinco exemplos de folhas comestíveis. 4. Sobre a fotossíntese, responda: a) Quais gases são absorvidos e produzidos no processo? b) Qual a energia utilizada? 1. Como um cacto se adapta ao ambiente em que vive? 2. Fotossíntese e respiração podem ocorrer simultaneamente nas folhas? Justifique. Cien_7ano_2S_2010.indd 139 09/11/2010 10:31:29
  • 140 Observando a transpiração nas folhas Material necessário: saco plástico fino e transparente, fita adesiva, 1 vaso de plantas com folhagens sadias (violeta é uma excelente opção). Procedimento: • Regue a planta; • Envolva toda a planta com um saco plástico; • Com a fita adesiva, lacre o saco plástico, impedindo a entrada ou saída de gases; • Mantenha o vaso em local iluminado e observe. Resultados: Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Por que a planta foi colocada em ambiente ensolarado? 2. Como ficou o saco plástico depois de algum tempo? 3. Faça um resumo do que você aprendeu com a experiência. ANGIOSPERMAS: A FLOR As flores são as responsáveis pela reprodução das angiospermas. Uma flor é formada por quatro partes: o cálice, a corola, o androceu e o gineceu. Cálice – situa-se na base da flor. É formado por folhas modificadas chamadas sépalas. Geralmente verdes, sua função é proteger as partes internas da flor. Corola – é formada por folhas modificadas chamadas pétalas. Geralmente são coloridas e perfumadas, facilitando assim a localização da planta pelos animais polinizadores, como: abelhas, beija-flores e morcegos. Androceu – é o órgão reprodutor masculino da flor, constituído pelos estames. Cada estame é formado por antera e filete. Nas anteras estão os grãos de pólen. Gineceu – é o órgão reprodutor feminino da flor. É composto por um ou vários carpelos. Cada carpelo é formado por estigma, estilete e ovário. Também fazem parte da flor o pedúnculo e o receptáculo floral. • Pedúnculo - é a haste que prende a flor ao ramo ou galho. • Receptáculo floral - é a extremidade dilatada do pedúnculo, na qual o cálice, a corola, o androceu e o gineceu se prendem. Cien_7ano_2S_2010.indd 140 09/11/2010 10:31:30
  • 141 É na flor que ocorre a fecundação, ou seja, a união da célula sexual masculina com a feminina. Para que ela ocorra é necessário que os grãos de pólen alcancem os óvulos. Esse processo é denominado polinização e ocorre antes da fecundação. As flores que só apresentam androceu são chamadas flores masculinas. Flores que só apresentam gineceu são chamadas flores femininas. Já as flores que apresentam androceu e gineceu são chamadas de flores hermafroditas. O mamoeiro possui essencialmente três tipos de flores, as quais originam plantas do sexo masculino, feminino e hermafrodita. O fruto originado pelo mamoeiro macho apresenta forma irregular, é fixado ao caule por um pedúnculo bem desenvolvido; o mamoeiro fêmea apresenta forma arredondada; já o fruto gerado pelo mamoeiro hermafrodita apresenta forma oval e é mais aceito comercialmente, como exemplo temos o mamão papaya. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. É correto afirmar que através da flor as plantas perpetuam sua espécie? Justifique. 2. Que nome recebe os órgãos reprodutores da flor masculina e feminina? 3. Qual é o nome do grupo de plantas que apresentam flores? 4. Existe alguma vantagem para a planta ter flores hermafroditas? Justifique. 5. Dê exemplos de 3 animais que ajudam na polinização? 6. Por que as plantas produzem flores perfumadas e coloridas? 7. Quais são as partes de um estame? 8. O que existe no interior da antera? 9. Do que é formada a corola e o cálice? MAMOEIRO HERMAFRODITA Cien_7ano_2S_2010.indd 141 09/11/2010 10:31:33
  • 142 ANGIOSPERMAS: O FRUTO E A SEMENTE O fruto é encontrado apenas nas angiospermas, ele protege a semente e ajuda na sua dispersão. Após a fecundação, o ovário se desenvolve e forma o fruto. Quando o ovário tem um só óvulo, o fruto tem uma só semente, como a manga. Quando o ovário tem vários óvulos, o fruto tem várias sementes, como a melancia. Geralmente, os frutos são compostos pelo pericarpo e sementes. O pericarpo pode ser dividido em três camadas: o epicarpo, o mesocarpo e o endocarpo, conforme imagem. Os frutos podem ser classificados em secos ou carnosos. Frutos secos – apresentam o pericarpo duro e suas sementes em algumas espécies são comestíveis, como: o feijão e a soja. Frutos carnosos – apresentam uma das camadas do pericarpo suculenta, como: o mamão, a manga, o tomate e o abacate. Entretanto, alguns frutos são provenientes de diferentes partes da flor e não do ovário, são os pseudofrutos. São exemplos de falsos frutos: o caju e o morango. O caju é resultado do desenvolvimento do pedúnculo floral, o fruto verdadeiro é a castanha. Já o morango é formado por diversos ovários de uma só flor, portanto, os frutos do morango são os pontinhos mais escuros. Normalmente o ovário só se transforma em fruto após a fecundação. Porém, às vezes, o ovário pode se desenvolver mesmo sem fecundação - é a partenocarpia que vai originar os frutos sem sementes. Como exemplo, temos a banana, os pontos escuros dentro dela não são sementes, mas óvulos não fecundados. Cien_7ano_2S_2010.indd 142 09/11/2010 10:31:35
  • 143 A semente que se encontra dentro do fruto é formada a partir do desenvolvimento do óvulo após a fecundação. É constituída pelas seguintes estruturas: tegumento, endosperma e embrião. O tegumento ou casca é um envoltório que protege o embrião. O endosperma contém reservas de nutrientes para alimentar o embrião no início do seu desenvolvimento, até o surgimento das primeiras folhas. O embrião dará origem a uma nova planta. Nele encontramos uma raiz em desenvolvimento, um ou dois cotilédones. Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Como se originam as sementes e frutos? 2. Onde se encontram armazenadas, nas sementes, as reservas nutritivas? 3. Os frutos podem ser carnosos como a manga, a laranja e a goiaba ou secos. Cite dois exemplos de frutos secos que você conhece. 4. O que são pseudofrutos? Dê exemplos. 5. Para que serve a semente? Observando o embrião vegetal Material necessário: grãos de feijão, copo plástico, faca plástica (descartável), lupa e água. Procedimento: • Coloque os grãos de feijão no copo com água; • No dia seguinte, com o auxílio da faca, abra-os ao meio; • Observe com a lupa. Resultados: Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Por que os grãos de feijão foram colocados na água? 2. Qual foi a estrutura encontrada entre os cotilédones? Qual a sua função para a planta? 3. Relate outras observações sobre a experiência. Cien_7ano_2S_2010.indd 143 09/11/2010 10:31:37
  • 144 A IMPORTÂNCIA DOS VEGETAIS As plantas desempenham importantes papéis ecológicos. Elas: • liberam oxigênio para a atmosfera e absorvem gás carbônico, atuando na regulação do clima do Planeta. • fotossintetizam a energia luminosa do sol, transformando-a em “matéria viva verde”, a qual compõe a base das cadeias alimentares. • transpiram, participando na formação das chuvas. • protegem o solo, as nascentes e as margens dos rios. • produzem grandes quantidades de matéria orgânica, a qual é a base da fertilidade do solo; fixam o nitrogênio atmosférico em formas utilizáveis por outras plantas. • fornecem alimentos, cobertura, habitat e inúmeros materiais de construção para inúmeras espécies. • fornecem uma incrível série de itens que se pode atribuir valor econômico, como frutas, castanhas, sementes, resinas, pigmentos, fibras, remédios, madeiras, entre outros. Muitas espécies de plantas são utilizadas na alimentação do ser humano e, em função disso, cada vez mais são desenvolvidas técnicas agrícolas que visam melhorar sua qualidade e aumentar sua produção. Desta forma, dependendo da espécie, todas as partes podem ser aproveitadas, a exemplo disso temos os frutos que podem passar por processos de industrialização na fabricação de sucos e doces e serem exportados ou consumidos internamente, como é o caso do guaranazeiro, cupuaçuzeiro, açaizeiro, laranjeira, entre outros. O arroz, o feijão, o trigo, o milho, a soja, o girassol, o algodão, o amendoim e o milho são exemplos de sementes que consumimos. Também utilizamos raízes que acumulam substâncias nutritivas como mandioca, cenoura, beterraba e batata-doce. Outras espécies de plantas são utilizadas na medicina como matéria-primanaproduçãoderemédios,comoéocasodacamomila e da erva-doce que são consideradas excelentes calmantes. Outras ainda fornecem madeira de boa qualidade, utilizada na fabricação de móveis, casas, pontes ou na produção de papel. Cien_7ano_2S_2010.indd 144 09/11/2010 10:31:39
  • 145 Responda as questões a seguir em seu caderno. 1. Por que não se deve retirar a vegetação das nascentes e margens de rios? 2. Dê exemplos de cinco produtos feitos a partir de grãos. 3. Cite quatro plantas que são utilizadas como plantas medicinais. 4. As plantas são utilizadas como alimento ou remédio. Cite outras aplicações do seu uso. 1. As plantas carnívoras apesar de possuírem clorofila e produzirem seu alimento através da fotossíntese, ainda se alimentam de animais. De que tipo de animais elas se alimentam principalmente? _____________________________________________________________________________ Atividade: “Construção de mini-horta ou mini-jardim com material reciclado”. Material necessário: cascalho, terra vegetal, água, garrafa PET, arame fino flexível, tesoura de ponta fina, plantas ou sementes. Obs: a) Plantas como violeta e kalanchoe, são recomendadas para esta atividade por serem mais acessíveis. b) Sementes como a do coentro e da salsinha o plantio é definitivo, já a alface se faz necessário o raleamento. Cien_7ano_2S_2010.indd 145 09/11/2010 10:31:41
  • 146 Procedimento: • Faça um corte na garrafa conforme as imagens; • Faça seis furos no fundo da garrafa; • Coloque o cascalho cobrindo os furos; • Coloque a terra vegetal sobre o cascalho; • Coloque as mudas e regue. Resultados: 1. Por que foi feito furos no fundo da garrafa? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 2. Por que a primeira camada sobre os furos é de cascalho e não de terra vegetal? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 3. Qual outra substância poderia ser misturada a terra vegetal? Por quê? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 4. Qual a importância de regar as mudas? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 5. Quais outras conclusões que você obteve com a construção da horta ou jardim suspenso? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ Cien_7ano_2S_2010.indd 146 09/11/2010 10:31:43