CPGA/UFSC                         Novas Formas OrganizacionaisExperimentando pensar: da fábula de Barnard à aventura de ou...
Um tempo em que os    HOMENS viviam   perdidos em seus           DESEJOS        e EMOÇÕES
UM DEUS   AQUEMSERVIR
UM SÁBIO
UMASAÍDA
A ORGANIZAÇÃO   FORMAL
ORGANIZAÇÃO    SISTEMA              ATIVIDADES               HUMANOS
ATIVIDADESORGANIZAÇÃO              COORDENADAS              determinadas              peloSISTEMA         ou o que quer qu...
mesmo que essa coisa    tenha objetivosMALÉVOLOS
ORGANIZAÇÃO   suga as forças,                 as energias         que só são         encontradas         nas         PESSOAS
disposição para    COOPERARauto-renúncia abdicação do controle da            conduta pessoal   despersonalização da   ação...
sanções disciplinares         retaliações de âmbito socialameaça de perda de emprego      racionalização da oportunidade i...
harmonias  ADMINISTRATIVAS       burocracia
harmonias ADMINISTRATIVAS dissimulam a tensão EMPRESÁRIO TRABALHADOR
harmonias ADMINISTRATIVASfavorecem            PRODUTIVIDADE            ORDEM
harmonias ADMINISTRATIVAS liberdade do  TRABALHADOR
TEORIAS ADMINISTRATIVAS  alta capacidade de            adaptação   ao modelo de ACUMULAÇÃO   CAPITALISTA                 v...
TEORIAS  ADMINISTRATIVASDisfarces para esconder a natureza da situação               práticas     TÉCNICAS        e interv...
TEORIAS ADMINISTRATIVASCapacidade adaptativa            mas com    HERANÇA           a partir da qual são       criadas e ...
TEORIAS ADMINISTRATIVASCongregadas na   BUROCRACIA          uma forma de           DOMINAÇÃO
Como
Como obter
Como obterharmonias
Como obterharmonias ADMINISTRATIVAS
Como obterharmonias             ? ADMINISTRATIVAS
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA               ESTABILIDADE
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA                ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA                ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO                 ROTINAS RÍGIDAS
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA                 ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO                 ROTINAS RÍGIDASDIVISÃO DO...
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA                 ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO                 ROTINAS RÍGIDASDIVISÃO DO...
PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA                 ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO                 ROTINAS RÍGIDASDIVISÃO DO...
Métodos RÍGIDOSMecanismos PUNITIVOS       Manter a DISCIPLINA      Garantir a OBEDIÊNCIA               dos funcionáriosESC...
SUFOCAR conflitos      e RESISTÊNCIAS         SANÇÕES             e AMEAÇASESCOLA
...vamos tentar de novo
EVITAR O CONFLITO
EVITAR O CONFLITO  VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAIS
EVITAR O CONFLITO  VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO
EVITAR O CONFLITO  VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO                     INTEGRAÇÃO
EVITAR O CONFLITO  VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO                     INTEGRAÇÃOCONSENSO
EVITAR O CONFLITO  VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO                      INTEGRAÇÃOCONSENSO                     P...
EVITAR O CONFLITO  VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO                      INTEGRAÇÃOCONSENSO                     P...
dissimula a DOMINAÇÃO          com DISCURSOS e PRÁTICAS       PARTICIPATIVOSESCOLA de RELAÇÕES
desvia a atenção do objetivo central           manter a PRODUTIVIDADEreduzir a TENSÃO entre         CAPITAL e TRABALHOESCO...
...e mais uma vez
small isBEAUTIFUL
pósFORDISMOFlexibilização das     RELAÇÕES DE TRABALHODESREGULAMENTAÇÃO
pósFORDISMODESREGULAMENTAÇÃO      Estado               MÍNIMO
pósFORDISMO Implica novas         TECNOLOGIASOrganização do TRABALHO            FLEXÍVEL
pósFORDISMO Implica novas         TECNOLOGIASOrganização do TRABALHO            FLEXÍVEL      TOYOTISMO
TOYOTISMOOpõe-se à massificação           FORDISTAProdução vinculada à DEMANDA INDIVIDUALIZADA                VARIADA     ...
TOYOTISMOCOOPERAÇÃO            CONSENSO  INTEGRAÇÃO            PARTICIPAÇÃO     VALORIZAÇÃO DE  GRUPOS INFORMAIS
TOYOTISMO TRABALHADORES                 qualificados                 participativos                 multifuncionais       ...
TOYOTISMO      FALSA impressão deFLEXIBILIDADE             OPORTUNIDADE de                PARTICIPAÇÃO Melhoria da QUALIDA...
...e então?
BUROCRACIA     flexívelA burocracia se     ADAPTA para                garantir a     PRODUTIVIDADEe perpetuar a DOMINAÇÃO
BUROCRACIA     flexívelMediação dos conflitos   PROPRIETÁRIOS e        TRABALHADORES
BUROCRACIA     flexívelADMINISTRADORES        profissionaisGUARDIÕES DA HARMONIAInstrumentos de controlepara amenizar as t...
BUROCRACIA     flexível Para amenizar as tensões CAPITAL x TRABALHOTEORIAS ADMINISTRATIVAS
BUROCRACIA     flexível     ENGODO DA   ORGANIZAÇÃO  PÓS-BUROCRÁTICA
BUROCRACIA     flexível     FALÁCIA DADESBUROCRATIZAÇÃO
Ocultam novas relações      de PODER e     DOMINAÇÃO
organizaçãoPÓS-MODERNA  descentralização       estrutura em redeliderança facilitadora        cooperação       expertise
organizaçãoPÓS-MODERNA    HARMONIA      TOTAL
organizaçãoPÓS-MODERNA    HARMONIA      TOTAL  Reinventa-se a hierarquia e sofisticam-se os mecanismos          de controle
organizaçãoPÓS-MODERNAAparente liberdade            Controle por TI      Flexitempo: jornadas                   flexíveis
organizaçãoPÓS-MODERNATeatro do trabalho em equipe   Substitui a vigilâcia do    admninistrador pelo    controle dos colegas
...assim,
Se há alguma mudançaela vem se realizando deforma lenta e orientada      ao mercado...
...a flexibilizaçãoorganizacional vem, nãono sentido de emancipar   as pessoas, mas deconferir mais rapidez nas respostas ...
A burocracia flexível, seconstitui em um aparelho  ideológico muito mais    sutil e eficaz que a “arcaica” burocracia dos ...
A burocracia flexível, seconstitui em um aparelho  ideológico muito mais    sutil e eficaz que a “arcaica” burocracia dos ...
Conduzidas pela ancestral sabedoria feminina, mães,      tias, irmãs e criadas foram ao encontro das crianças, transmitind...
Novas formas organizacionais e a burocracia flexível
Novas formas organizacionais e a burocracia flexível
Novas formas organizacionais e a burocracia flexível
Novas formas organizacionais e a burocracia flexível
Novas formas organizacionais e a burocracia flexível
Novas formas organizacionais e a burocracia flexível
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Novas formas organizacionais e a burocracia flexível

1,249

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,249
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Novas formas organizacionais e a burocracia flexível

  1. 1. CPGA/UFSC Novas Formas OrganizacionaisExperimentando pensar: da fábula de Barnard à aventura de outras possibilidades de organizar (MISOCZKY; VECCHIO, 2006)Tragtenberg revisitado: as inexoráveis harmonias administrativas e a burocracia flexível (PAES DE PAULA, 2002)
  2. 2. Um tempo em que os HOMENS viviam perdidos em seus DESEJOS e EMOÇÕES
  3. 3. UM DEUS AQUEMSERVIR
  4. 4. UM SÁBIO
  5. 5. UMASAÍDA
  6. 6. A ORGANIZAÇÃO FORMAL
  7. 7. ORGANIZAÇÃO SISTEMA ATIVIDADES HUMANOS
  8. 8. ATIVIDADESORGANIZAÇÃO COORDENADAS determinadas peloSISTEMA ou o que quer que o domine
  9. 9. mesmo que essa coisa tenha objetivosMALÉVOLOS
  10. 10. ORGANIZAÇÃO suga as forças, as energias que só são encontradas nas PESSOAS
  11. 11. disposição para COOPERARauto-renúncia abdicação do controle da conduta pessoal despersonalização da ação pessoal
  12. 12. sanções disciplinares retaliações de âmbito socialameaça de perda de emprego racionalização da oportunidade imposição de motivoscomo garantir a COOPERAÇÃO
  13. 13. harmonias ADMINISTRATIVAS burocracia
  14. 14. harmonias ADMINISTRATIVAS dissimulam a tensão EMPRESÁRIO TRABALHADOR
  15. 15. harmonias ADMINISTRATIVASfavorecem PRODUTIVIDADE ORDEM
  16. 16. harmonias ADMINISTRATIVAS liberdade do TRABALHADOR
  17. 17. TEORIAS ADMINISTRATIVAS alta capacidade de adaptação ao modelo de ACUMULAÇÃO CAPITALISTA vigente
  18. 18. TEORIAS ADMINISTRATIVASDisfarces para esconder a natureza da situação práticas TÉCNICAS e intervenções
  19. 19. TEORIAS ADMINISTRATIVASCapacidade adaptativa mas com HERANÇA a partir da qual são criadas e reelaboradas
  20. 20. TEORIAS ADMINISTRATIVASCongregadas na BUROCRACIA uma forma de DOMINAÇÃO
  21. 21. Como
  22. 22. Como obter
  23. 23. Como obterharmonias
  24. 24. Como obterharmonias ADMINISTRATIVAS
  25. 25. Como obterharmonias ? ADMINISTRATIVAS
  26. 26. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA
  27. 27. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA ESTABILIDADE
  28. 28. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO
  29. 29. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO ROTINAS RÍGIDAS
  30. 30. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO ROTINAS RÍGIDASDIVISÃO DO TRABALHO
  31. 31. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO ROTINAS RÍGIDASDIVISÃO DO TRABALHO FORMALISMO E HIERARQUIA
  32. 32. PRODUÇÃO EM LARGA ESCALA ESTABILIDADEPLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO ROTINAS RÍGIDASDIVISÃO DO TRABALHO FORMALISMO E HIERARQUIAESCOLA
  33. 33. Métodos RÍGIDOSMecanismos PUNITIVOS Manter a DISCIPLINA Garantir a OBEDIÊNCIA dos funcionáriosESCOLA
  34. 34. SUFOCAR conflitos e RESISTÊNCIAS SANÇÕES e AMEAÇASESCOLA
  35. 35. ...vamos tentar de novo
  36. 36. EVITAR O CONFLITO
  37. 37. EVITAR O CONFLITO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAIS
  38. 38. EVITAR O CONFLITO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO
  39. 39. EVITAR O CONFLITO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO INTEGRAÇÃO
  40. 40. EVITAR O CONFLITO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO INTEGRAÇÃOCONSENSO
  41. 41. EVITAR O CONFLITO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO INTEGRAÇÃOCONSENSO PARTICIPAÇÃO
  42. 42. EVITAR O CONFLITO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAISCOOPERAÇÃO INTEGRAÇÃOCONSENSO PARTICIPAÇÃOESCOLA de RELAÇÕES
  43. 43. dissimula a DOMINAÇÃO com DISCURSOS e PRÁTICAS PARTICIPATIVOSESCOLA de RELAÇÕES
  44. 44. desvia a atenção do objetivo central manter a PRODUTIVIDADEreduzir a TENSÃO entre CAPITAL e TRABALHOESCOLA de RELAÇÕES
  45. 45. ...e mais uma vez
  46. 46. small isBEAUTIFUL
  47. 47. pósFORDISMOFlexibilização das RELAÇÕES DE TRABALHODESREGULAMENTAÇÃO
  48. 48. pósFORDISMODESREGULAMENTAÇÃO Estado MÍNIMO
  49. 49. pósFORDISMO Implica novas TECNOLOGIASOrganização do TRABALHO FLEXÍVEL
  50. 50. pósFORDISMO Implica novas TECNOLOGIASOrganização do TRABALHO FLEXÍVEL TOYOTISMO
  51. 51. TOYOTISMOOpõe-se à massificação FORDISTAProdução vinculada à DEMANDA INDIVIDUALIZADA VARIADA HETEROGÊNEA
  52. 52. TOYOTISMOCOOPERAÇÃO CONSENSO INTEGRAÇÃO PARTICIPAÇÃO VALORIZAÇÃO DE GRUPOS INFORMAIS
  53. 53. TOYOTISMO TRABALHADORES qualificados participativos multifuncionais polivalentes
  54. 54. TOYOTISMO FALSA impressão deFLEXIBILIDADE OPORTUNIDADE de PARTICIPAÇÃO Melhoria da QUALIDADE DE VIDA no trabalho
  55. 55. ...e então?
  56. 56. BUROCRACIA flexívelA burocracia se ADAPTA para garantir a PRODUTIVIDADEe perpetuar a DOMINAÇÃO
  57. 57. BUROCRACIA flexívelMediação dos conflitos PROPRIETÁRIOS e TRABALHADORES
  58. 58. BUROCRACIA flexívelADMINISTRADORES profissionaisGUARDIÕES DA HARMONIAInstrumentos de controlepara amenizar as tensões
  59. 59. BUROCRACIA flexível Para amenizar as tensões CAPITAL x TRABALHOTEORIAS ADMINISTRATIVAS
  60. 60. BUROCRACIA flexível ENGODO DA ORGANIZAÇÃO PÓS-BUROCRÁTICA
  61. 61. BUROCRACIA flexível FALÁCIA DADESBUROCRATIZAÇÃO
  62. 62. Ocultam novas relações de PODER e DOMINAÇÃO
  63. 63. organizaçãoPÓS-MODERNA descentralização estrutura em redeliderança facilitadora cooperação expertise
  64. 64. organizaçãoPÓS-MODERNA HARMONIA TOTAL
  65. 65. organizaçãoPÓS-MODERNA HARMONIA TOTAL Reinventa-se a hierarquia e sofisticam-se os mecanismos de controle
  66. 66. organizaçãoPÓS-MODERNAAparente liberdade Controle por TI Flexitempo: jornadas flexíveis
  67. 67. organizaçãoPÓS-MODERNATeatro do trabalho em equipe Substitui a vigilâcia do admninistrador pelo controle dos colegas
  68. 68. ...assim,
  69. 69. Se há alguma mudançaela vem se realizando deforma lenta e orientada ao mercado...
  70. 70. ...a flexibilizaçãoorganizacional vem, nãono sentido de emancipar as pessoas, mas deconferir mais rapidez nas respostas ao mercado...
  71. 71. A burocracia flexível, seconstitui em um aparelho ideológico muito mais sutil e eficaz que a “arcaica” burocracia dos tempos fordistas.
  72. 72. A burocracia flexível, seconstitui em um aparelho ideológico muito mais sutil e eficaz que a “arcaica” burocracia dos tempos fordistas.
  73. 73. Conduzidas pela ancestral sabedoria feminina, mães, tias, irmãs e criadas foram ao encontro das crianças, transmitindo tranquilidade e afeto, reiterando que tudo não passava de devaneios do vovô, resultantes de uma educação desencantada, racional e lógica, eda vida em um ambiente profissional mercantil, competitivo, desumano.
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×